SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 25
Baixar para ler offline
CARTOGRAFIA:
A Ciência dos Mapas
1º Parte - História
O Geógrafo Geociências @OGeógrafo1 ogeografo1@gmail.com #ogeografo1
 O mapa de Çatal Höyük,
considerado o “mapa” mais
antigo já encontrado, data
de aproximadamente 6.200
a.C.
 Foi descoberto numa
escavação arqueológica
realizada em 1963, na
região centro-ocidental da
Turquia.
História
FONTE: Prof. Dr. Lindon Fonseca Matias, http://geociencia.xpg.uol.com.br/dwd/cartografia
 Foi encontrado na Babilônia (Iraque), com idade
aprox. de 2.300 a.C.;
 Feito sobre um pedaço de argila cozida;
 O nome Ga-Sur é uma referência às antigas ruínas de
uma antiga cidade Ga-Sur que existiu na região onde
foi encontrado;
 Não traz nomes precisos da área mapeada;
 Possui a representação de duas cadeias de
montanhas;
 No centro das cadeias um rio cortando,
provavelmente o rio Eufrates.
História
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.Fig. 1: Mapa de GA-SUR.
 O homem, desde os mais remotos tempos,
procurou um meio de registrar sua passagem
pelos lugares e de delimitar seus territórios. Os
mapas foram a primeira forma de expressão
utilizada, surgindo antes mesmo da escrita;
 Os primeiros mapas aparecem junto a
desenhos registrados pelos povos primitivos
em cavernas, e até hoje não tiveram seu
significado totalmente desvendado;
 Como exemplo, pode-se citar as figuras
rupestres encontradas no Vale do Pó, norte da
Itália, em especial na cidade de Bedolina,
onde há um mapa representando toda uma
organização camponesa, mostrando detalhes
de atividades agropastoris ali desenvolvidas
por volta de 2.000 anos antes de Cristo.
História
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
Fig. 1: Mapa de Bedolina. FONTE: http://jalmson.blogspot.com.br/2012_10_01_archive.html
 Os nativos das Ilhas Marshall fizeram as
“cartas” mais interessantes da pré-história, as
quais foram construídas utilizando-se conchas
ligadas por um entrelaçado de fibras de palmas.
 Os materiais (fibras, madeira, argila, rocha,
papel etc.) e técnicas utilizadas são as mais
diversas, demonstrando o estágio de
desenvolvimento técnico do agrupamento
humano.
 Várias contribuições para a atividade
cartográfica foram se realizando ao longo da
história. Pode-se citar o exemplo do sistema
duodecimal dos babilônios que foram os
responsáveis pela atual divisão do círculo em
360 graus, minutos e segundos.
 Os egípcios iniciaram a realização de medições
do terreno com o intuito de cobrar impostos
(aplicação cadastral antiga); mediam as
propriedades rurais, demarcavam seus limites e
registravam como documentos administrativos.
História
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
Mapa Primitivo das Ilhas Marshall. Fonte: Lindon Fonseca Matias, 2008.
o Os chineses mapearam com detalhes seu território antes mesmo de
chegada dos europeus. Isso aconteceu depois da invenção do
papel 100 anos d.C..
o O grau de cientificidade que os chineses alcançaram na
Cartografia era evidente, pois já utilizavam a quadrícula ou
canevá, parecido com os paralelos e meridianos, adiantando-se
aos ocidentais, embora ainda considerassem que a terra era plana.
o A contribuição dos gregos à Cartografia é incomparável, uma vez
que a base do sistema cartográfico atual foi desenvolvida por eles.
Os gregos realizaram contribuições fundamentais: a ideia sobre a
esfericidade da Terra, os primeiros sistemas de projeção, incluindo
o sistema de longitudes e latitudes, medidas astronômicas e
geodésicas sobre as dimensões do planeta.
o Heródoto e Estrabão disseminaram os conhecimentos
cartográficos adquiridos pelos gregos, escreveram sobre o feito
dos primeiros geógrafos jônicos: Anaximandro de Mileto, que fez
um mapa do mundo conhecido na época; e Hecateu que
aperfeiçoou o mapa de Anaximandro e fez uma descrição
sistemática do mundo.
História
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
Mapa Chinês Antigo (aprox. séc. II d.C.)
Fonte: Lindon Fonseca Matias, 2008.
A Cartografia no Mundo Clássico A Grécia antiga, considerada o berço da
civilização ocidental, muito contribuiu para o
desenvolvimento das ciências, da filosofia e das
artes em geral.
 Já no século VI a.C., suas expedições militares e
de navegação, impulsionaram os trabalhos de
cosmógrafos, astrônomos e matemáticos, os
primeiros a buscar métodos científicos capazes
de representar a superfície terrestre.
"Globe de Mella, Globe de Posidonius, Globe de Ptolomee" - Raphaelo
Savanarola, séc. XVIII.
Tradução: Globo de Mella, Globo de Poseidon, Globo de Ptolomeu. Nesta
gravura aparecem três representações antigas do Globo. Observa-se a
projeção cônica, muito usada por Ptolomeu.
 Dentre os personagens mais importantes, pode-se
citar Erastótenes (275-194 a.C.) e Ptolomeu (90-
168 d.C.).
 O primeiro foi filósofo, astrônomo e matemático
da escola de Alexandria, responsável pelo cálculo
da circunferência da Terra.
 Para efetuar este cálculo Erastótenes utilizou
como referência a altura angular do Sol e a
distância entre as cidades de Alexandria e Siena,
chegando ao valor de 110 Km, muito próximo do
valor conhecido atualmente, 111 Km.
FONTE:AtlasEscolarIBGE,2004.
A Cartografia no Mundo Clássico
Ptolomeu ( 90 – 168 d.C )
 Astrônomo, matemático e geógrafo, viveu
em Alexandria, na época em que era
dominada pelo Império Romano.
 Considerado o autor do primeiro Atlas
Universal, disseminou o uso das
coordenadas (latitude e longitude) e das
projeções cônicas.
 Seu trabalho foi reproduzido muitas vezes
durante a Idade Média, até que surgisse um
mapa com maior precisão, o que só
ocorreria 14 (quatorze) séculos depois, com
Mercator.
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
A Cartografia no Mundo Clássico
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
 Enquanto os gregos experimentavam um grande
avanço na área da Cartografia, os romanos ainda
se encontravam em um estágio anterior;
 Utilizando-se de uma forma de representação
muito primitiva, situavam Roma como centro do
mundo e davam maior ênfase ao registro de rotas;
 A função principal desses mapas era de ordem
prática, sendo utilizados para fins militares,
administrativos e comerciais;
 Um dos mais famosos mapas romanos foi
elaborado por Marcus Vipsanius Agripa (63-12
a.C.) a pedido do Imperador Octavio Augusto;
 Situado no Campo de Marte, em Roma, o "Orbis
Terrarum", mostrava com detalhes todas as rotas
do Império Romano e incluía muitas outras
informações;
 Este mapa chegou a ser reproduzido em outras
importantes cidades do Império mas, não foram
preservados.
"Orbis Terrarum" - Vipsanius Agripa
Reprodução do mapa original (20 a.C.)
A Cartografia na Idade Média
FONTE:AtlasEscolarIBGE,2004.
 Período que se estendeu da queda do Império
Romano (476 d.C.) a tomada de Constantinopla
(1453 d.C.);
 A Cartografia experimentou uma fase de
estagnação, onde todas as conquistas científicas
realizadas anteriormente, foram substituídas por
uma representação simbólica, de caráter religioso;
 Isodoro (570-636 d.C.), bispo de Sevilha, criou o
mapa etimologias, também conhecido como mapa
T-0.
 Este mapa esquemático tinha o seguinte
significado: o "T" representava os três cursos
d'água que dividiam o ecúmero, o Mediterrâneo,
que separa a Europa da África; o Nilo, separando a
África da Ásia; e o Don, entre a Ásia e a Europa.
 O ecúmero teria sido dividido por Noé entre seus
três filhos após o Dilúvio.
 Além disso, o "T" também simbolizava a cruz e na
sua junção estaria localizada Jerusalém, centro do
mundo. Esses mapas, em sua maioria, eram
circulares e emoldurados por um grande oceano.
“Die Ganze Welt In EinemKleberbat" - Heinrich Bünting, 1581
Tradução: O Mundo Inteiro numa Folha de Trevo Exemplo de mapa
com simbolismo religioso, onde o mundo é representado por uma
folha de trevo, que delimita os três continentes, destacando-se
Jerusalém ao Centro. AAmérica à parte deste mundo
A Cartografia na Idade Média
FONTE:AtlasEscolarIBGE,2004.
 A representação dos mapas T-O desprezava
todo o legado da tradição grega, pois os
cartógrafos da época tinham em mente a ideia
que a Terra seria plana.
 Percebe-se o domínio cultural da visão
religiosa de mundo sob égide do cristianismo-
catolicismo indicado pela localização de
Jerusalém no centro do mapa.
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
 A partir de 1413, com o início das grandes
viagens marítimas, a Cartografia ressurge
como meio de garantir a segurança dos
viajantes e de representação das novas
descobertas.
 Foi muito importante nessa época a "Escola
de Sagres", em Portugal, onde eram
treinados os pilotos e cosmógrafos.
 Os navegantes costumavam carregar
consigo anotações, onde eram registrados os
rumos (direções) e as distâncias entre os
portos visitados.
 Também eram feitos desenhos, cujo objetivo
provável era facilitar a navegação, sem
preocupação com sistemas de projeções.
 Essas anotações receberam o nome de
Portulanos ou Cartas Portulanos e
buscavam representar a costa dos
continentes e, em especial, o mar
Mediterrâneo.
Carta-Portulano do Mediterrâneo - Joan Oliva, 1610.
Pode-se observar o desenho do continente europeu, destacando-se a península
Ibérica e a Itália.
A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
 Durante muitos séculos, os mapas foram um
privilégio da elite.
 Apenas reis, nobres, alto clero, grandes
navegadores e armadores de expedições
marítimas, tinham acesso a esse tipo de
informação.
 Somente a partir da invenção da imprensa, na
segunda metade do século XV, os mapas
puderam ser mais amplamente utilizados.
 Em 1570 surgia o primeiro grande Atlas
mundial, confeccionado por Ortelius (1527-
1598), o "Theatrum Orbis Terrarum",
originalmente escrito em latim, teve várias
edições e mais de 7.000 (sete mil) cópias
impressas em diferentes idiomas;
 Tratava-se de um conjunto precioso de mapas,
produzidos pelos mais importantes cartógrafos
da época, incluindo Mercator, que em 1.569
produziu o primeiro mapa-múndi com projeção
cilíndrica.
"Americae Sive Novi Orbis" - Ortelius, 1595.
Tradução: América ou Novo Mundo. Este mapa apareceu em todas as
edições do Theatrum Orbis Terrarum e revela a influência do mapa de
Mercator de 1569.
A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII
A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
 Foi Mercator (1512-1594) quem primeiro
utilizou a palavra Atlas para nomear uma
coleção de mapas.
 Mas sua maior contribuição foi o sistema de
projeção, que recebeu seu nome e até hoje é
largamente empregado.
 A "Projeção Cilíndrica de Mercator" surgiu
com o objetivo de facilitar a navegação,
oferecendo uma representação do mundo,
onde uma linha reta na carta correspondesse a
uma reta de igual rumo no oceano.
 Tratava-se, portanto, de uma carta orientada.
 Embora tenha alcançado seu objetivo inicial,
a Projeção de Mercator gerou uma grande
distorção nas distâncias;
 Sobretudo na região dos Pólos, mostrando as
massas continentais nessas latitudes muito
dilatadas.
"Typus Orbis Terrarum" - Ortelius, 1571.
Tradução: Modelo Completo da Terra. Neste mapa pode-se observar a grande
distorção nos territórios localizados próximos aos polos (altas latitudes)
A Cartografia na Era Moderna
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
 No final do século XVIII ocorre na Inglaterra a
"Revolução Industrial", fato que marca o começo
dos tempos modernos.
 Sua importância para a Cartografia é grande, uma
vez que, com a geração de riquezas, foi possível um
maior investimento na produção de cartas e
instrumentos, que melhoraram a precisão dos
trabalhos.
 Já na segunda metade do séc. XVIII a Grã-Bretanha
despontava como um grande centro de atividades
cartográficas, ocupando o lugar que antes pertencia à
Antuérpia (Bélgica);
John Hadley (1682-1744)
Responsável pela construção do primeiro
telescópio refletor usado em astronomia.HADLEY’S REFLECTOR
HTTP://AMAZINGSPACE.ORG/ - Courtesy Royal Astronomical Society -
A Cartografia na Era Moderna
FONTE: https://en.wikipedia.org/wiki/John_Harrison
John Harrison (1693-1776)
Relojoeiro que inventou um cronômetro
marinho, fundamental para a solução do
problema das longitudes.
É um escape incomum, de baixo atrito
para relógios de pêndulo, é o
mecanismo que dá impulsos periódicos
de pêndulo para mantê-lo balançando, e
cada balanço libera engrenagens do
relógio para avançar por uma quantia
fixa, movendo-se, assim, as mãos para
a frente a uma taxa constante.
Primeiro Relógio
Marinho de Harrison
– H1
"Sea Watch" No.1 de Harrison
(H4), com manivela de
enrolamento
A Cartografia na Era Moderna
FONTE: http://www.ramsden.info/Ramsden/Ramsdens/JesseRamsden.htm
Jesse Ramsden (1735-1800)
Desenvolveu o sextante e o teodolito.
O diâmetro Palermo círculo 5-pés
fabricados por Jesse Ramsden para medir
posições aparentes de objetos
astronômicos.
Sextante, latão, por Jesse
Ramsden, c. 1770.
No Adler Planetarium and
Astronomy Museum,
Chicago. 37 × 38,5 × 10 cm,
com um raio de 31 cm.
A Ramsden 3 pés (36 ") azimuth círculo
teodolito e corrente de aço Ramsden foram
usados ​​pelo agrimensor geodésico suíço
Ferdinand Hassler na pesquisa de Berna em
1798.
A Cartografia na Era Moderna
Royal Observatory at Greenwich"
(1676)
 Um grande desafio que se colocava aos cientistas modernos
era o cálculo das longitudes, fundamental para por fim aos
incidentes ocorridos com embarcações.
 Embora já se aceitasse a ideia de que a Terra não era uma
esfera perfeita, ainda não se tinha como determinar com
precisão sua forma e tamanho.
 A fim de solucionar este problema, os reis da França e
Inglaterra investiram muitos recursos e incentivaram as
pesquisas desenvolvidas nos grandes centros de estudos da
época, como a:
 "Académie Royale des Sciences" (1666) e a "Royal Society
of London" (1662), que se apoiavam, respectivamente, nos
trabalhos realizados no "Observatoire Royal de Paris"
(1667), sob o comando de Giovanni Cassini (1625-1712) e
no "Royal Observatory at Greenwich" (1676), coordenado
por John Flamsteed (1646-1719).
Planiglobium Terrestre - Weigel, 1730.
Tradução: Planisfério Global Exemplo da produção
cartográfica do século XVIII.FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
A Cartografia na Era Moderna  Com o intuito de verificar se a Terra era mesmo
achatada nos Polos, como previra Isaac Newton
(1643-1727), foram organizadas pelos franceses duas
importantes expedições geodésicas.
 A primeira, iniciada em 1735, em Quito, buscava
medir um arco de meridiano em um ponto mais central
na esfera terrestre.
 Enquanto a segunda, realizada em 1736, no Golfo de
Bótnia, no Ártico, buscava efetuar medições na região
polar.
 O objetivo era comparar os resultados obtidos para se
chegar a uma definição sobre a forma da Terra.
 Os ingleses, que também efetuavam várias medições,
chegaram a valores divergentes daqueles obtidos pelos
franceses.
 Para por fim a essas diferenças, foi realizado um novo
levantamento trigonométrico, entre Londres
(Observatório de Greenwich) e Dover (cidade
portuária localizada a sudeste de Londres),
alcançando-se finalmente um consenso.
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
A Cartografia na Era Moderna  A invenção do avião no começo do século XX
possibilitou tirar fotos para reconhecimento já na
Primeira Guerra Mundial, nos quais, mais tarde,
foram acopladas câmeras especiais que
possibilitaram a obtenção de fotos da superfície
terrestre em intervalos regulares. Isso possibilitou,
nas décadas de 1920 e 1930, o desenvolvimento
da Aerofotogrametria.
 O uso bélico das fotografias aéreas mostrou a
importância que elas tinham não só para esse fim,
mas também para observações e mapeamentos de
caráter geral, pois com o fim da guerra foram
criados em diversos países departamentos de
fotogrametria com o objetivo de realizar
atividades de fotointerpretação e mapeamentos.
 Nos anos seguintes muitos equipamentos foram
desenvolvidos para trabalhar com fotografias
aéreas, tais como câmeras aerofotogramétricas
mais sofisticadas, estereoplotador, plotador,
aerocartógrafo.
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
A Cartografia na Era Moderna
 A tecnologia espacial desenvolveu-se no
pós Segunda Guerra Mundial.
 O primeiro ramo da Cartografia a se
beneficiar dessa nova tecnologia foi o
mapeamento meteorológico, quando após
1960 os EUA lançaram uma série de
satélites com essa finalidade.
 Na época, os soviéticos também
conseguiram avanços significativos, sendo
lançado em 1957 o satélite Sputnik, o qual
registrou imagens no ano de 1959 do
outro lado da Lua, além de terem
conseguido ganhar a disputa com os norte-
americanos para colocar o primeiro
homem em órbita da Terra em 1961.
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
Satélite soviético Sputnik, Fonte: http://www.beyondgeek.com/sputnik/.
Satélite norte-americano de investigação de alta atmosfera.
Fonte: http://surgiu.com.br/noticia/18925/satelite-norte-americano-caiu-durante-a-madrugada-no-pacifico.html
A Cartografia na Era Moderna
 Em 1962, os norte-americanos fizeram o
primeiro voo tripulado de sua história e,
a partir de então, seguiu uma série de
missões espaciais com o intuito de obter
imagens da Terra a partir do espaço, das
quais a mais conhecida foi a missão
Apolo 11 que em julho de 1969 levou
três astronautas à Lua.
 Lançamento pelo EUA do programa
espacial de satélites não tripulados
ERTS em 1972, rebatizado em 1975
para LANDSAT, o qual possibilitava
obter imagens de toda a Terra em apenas
alguns dias.
 Lançamento pelo programa espacial
francês em 1986 do primeiro satélite
SPOT.
FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
Cartografia Digital
Referências Bibliográficas
http://geociencia.xpg.uol.com.br/dwd/cartografia
http://jalmson.blogspot.com.br/2012_10_01_archive.html
HTTP://AMAZINGSPACE.ORG/ - Courtesy Royal Astronomical Society -
https://en.wikipedia.org/wiki/John_Harrison
http://www.ramsden.info/Ramsden/Ramsdens/JesseRamsden.htm
http://surgiu.com.br/noticia/18925/satelite-norte-americano-caiu-durante-a-madrugada-no-pacifico.html
http://www.beyondgeek.com/sputnik/.
http://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais.html

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

O continente americano completo
O continente americano  completoO continente americano  completo
O continente americano completoCamila Brito
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilguiodrumond
 
História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresIvanilton Junior
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapaPaula Tomaz
 
Princípios metodológicos e escolas geográficas
Princípios metodológicos e escolas geográficasPrincípios metodológicos e escolas geográficas
Princípios metodológicos e escolas geográficasWillian Wallace
 
A representacao do espaco geográfico
A representacao do espaco geográficoA representacao do espaco geográfico
A representacao do espaco geográficodantasrdl
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)Nefer19
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempodmflores21
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasProfessor
 

Mais procurados (20)

O continente americano completo
O continente americano  completoO continente americano  completo
O continente americano completo
 
Astecas maias e incas
Astecas maias e incasAstecas maias e incas
Astecas maias e incas
 
Localização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasilLocalização geográfica do brasil
Localização geográfica do brasil
 
Introdução A Geografia
Introdução A GeografiaIntrodução A Geografia
Introdução A Geografia
 
História, fontes e historiadores
História, fontes e historiadoresHistória, fontes e historiadores
História, fontes e historiadores
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
 
Princípios metodológicos e escolas geográficas
Princípios metodológicos e escolas geográficasPrincípios metodológicos e escolas geográficas
Princípios metodológicos e escolas geográficas
 
A representacao do espaco geográfico
A representacao do espaco geográficoA representacao do espaco geográfico
A representacao do espaco geográfico
 
As Grandes Navegações
As Grandes NavegaçõesAs Grandes Navegações
As Grandes Navegações
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
 
Fontes de Energia
Fontes de EnergiaFontes de Energia
Fontes de Energia
 
Continente americano
Continente americanoContinente americano
Continente americano
 
Aula 01 introdução à cartografia
Aula 01   introdução à cartografiaAula 01   introdução à cartografia
Aula 01 introdução à cartografia
 
História e tempo
História e tempoHistória e tempo
História e tempo
 
Cartografia 1º ano
Cartografia 1º anoCartografia 1º ano
Cartografia 1º ano
 
África - sístese histórica
África - sístese históricaÁfrica - sístese histórica
África - sístese histórica
 
Orientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficasOrientação e coordenadas geográficas
Orientação e coordenadas geográficas
 
Regioes brasil
Regioes brasilRegioes brasil
Regioes brasil
 
Egito Antigo
Egito AntigoEgito Antigo
Egito Antigo
 
Cartografia powerpoint
Cartografia powerpointCartografia powerpoint
Cartografia powerpoint
 

Destaque

1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - Cartografia1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - CartografiaCatarina Troiano
 
A cartografia
A cartografiaA cartografia
A cartografiaRui Nobre
 
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...Rodrigo Penna
 
Imagens cultura africana
Imagens cultura africanaImagens cultura africana
Imagens cultura africanaroselucca
 
Lista 1 (I unidade Fente 2) Cadu
Lista 1 (I unidade  Fente 2) CaduLista 1 (I unidade  Fente 2) Cadu
Lista 1 (I unidade Fente 2) CaduCADUCOCFRENTE2
 
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)LAURA BARROS
 

Destaque (9)

1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - Cartografia1º Trimestre - Cartografia
1º Trimestre - Cartografia
 
A cartografia
A cartografiaA cartografia
A cartografia
 
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...Questões Corrigidas, em Word:  Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
Questões Corrigidas, em Word: Cinemática gráficos - Conteúdo vinculado ao bl...
 
Projeto 2 Doc
Projeto 2 DocProjeto 2 Doc
Projeto 2 Doc
 
Imagens cultura africana
Imagens cultura africanaImagens cultura africana
Imagens cultura africana
 
Lista 1 - 2015
Lista 1 - 2015Lista 1 - 2015
Lista 1 - 2015
 
Cinemática
CinemáticaCinemática
Cinemática
 
Lista 1 (I unidade Fente 2) Cadu
Lista 1 (I unidade  Fente 2) CaduLista 1 (I unidade  Fente 2) Cadu
Lista 1 (I unidade Fente 2) Cadu
 
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
Cefet mg-2011-1-prova-completa-c-gabarito (1)
 

Semelhante a Cartografia - História (1º parte)

A evolucao dos_mapas_atraves_da_historia
A evolucao dos_mapas_atraves_da_historiaA evolucao dos_mapas_atraves_da_historia
A evolucao dos_mapas_atraves_da_historiacosme11
 
Cartografia aula 2 - conceito e histórico
Cartografia   aula 2 - conceito e históricoCartografia   aula 2 - conceito e histórico
Cartografia aula 2 - conceito e históricoFabrício Almeida
 
Apresentação geografia 5º período
Apresentação geografia 5º períodoApresentação geografia 5º período
Apresentação geografia 5º períodoSylvia Christiane
 
Aula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane Araújo
Aula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane AraújoAula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane Araújo
Aula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane AraújoDaiane ...
 
Aula1-introduCAo_cartografia.ppt
Aula1-introduCAo_cartografia.pptAula1-introduCAo_cartografia.ppt
Aula1-introduCAo_cartografia.pptRobson Andrade
 
Mapas antigos parte natália
Mapas antigos parte natáliaMapas antigos parte natália
Mapas antigos parte natáliaBruno Palhares
 
História da cartografia e projeções cartográficas
História da cartografia e projeções cartográficasHistória da cartografia e projeções cartográficas
História da cartografia e projeções cartográficasSérgio Saribera
 
Cartografia elementos basicos
Cartografia elementos basicosCartografia elementos basicos
Cartografia elementos basicosLeandro Silva
 
Bases e evolução da ciência geográfica
Bases e evolução da ciência geográfica Bases e evolução da ciência geográfica
Bases e evolução da ciência geográfica Gustavo C. Souza
 
Geo aula 1 prof. gil da silva juvep
Geo aula 1 prof. gil da silva juvepGeo aula 1 prof. gil da silva juvep
Geo aula 1 prof. gil da silva juvepGildelanio Da Silva
 
História dos Mapas - Geografia ensino médio
História dos Mapas - Geografia ensino médioHistória dos Mapas - Geografia ensino médio
História dos Mapas - Geografia ensino médioGustavoluis40
 
A Cartografia na leitura do mundo
A Cartografia na leitura do mundoA Cartografia na leitura do mundo
A Cartografia na leitura do mundoJoacir Pimenta
 

Semelhante a Cartografia - História (1º parte) (20)

A evolucao dos_mapas_atraves_da_historia
A evolucao dos_mapas_atraves_da_historiaA evolucao dos_mapas_atraves_da_historia
A evolucao dos_mapas_atraves_da_historia
 
Cartografia aula 2 - conceito e histórico
Cartografia   aula 2 - conceito e históricoCartografia   aula 2 - conceito e histórico
Cartografia aula 2 - conceito e histórico
 
Apresentação geografia 5º período
Apresentação geografia 5º períodoApresentação geografia 5º período
Apresentação geografia 5º período
 
Geo Geral Texto 02
Geo Geral   Texto 02Geo Geral   Texto 02
Geo Geral Texto 02
 
Aula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane Araújo
Aula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane AraújoAula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane Araújo
Aula cartografia 1º ano ens. médio. CEFE Profª. Daiane Araújo
 
1 cartografia em portugal
1 cartografia em portugal1 cartografia em portugal
1 cartografia em portugal
 
Aula1-introduCAo_cartografia.ppt
Aula1-introduCAo_cartografia.pptAula1-introduCAo_cartografia.ppt
Aula1-introduCAo_cartografia.ppt
 
Recuperação prova
Recuperação provaRecuperação prova
Recuperação prova
 
Mapas e mundos
Mapas e mundosMapas e mundos
Mapas e mundos
 
Mapas antigos parte natália
Mapas antigos parte natáliaMapas antigos parte natália
Mapas antigos parte natália
 
historia dos mapas.pptx
historia dos mapas.pptxhistoria dos mapas.pptx
historia dos mapas.pptx
 
História da cartografia e projeções cartográficas
História da cartografia e projeções cartográficasHistória da cartografia e projeções cartográficas
História da cartografia e projeções cartográficas
 
Cartografia elementos basicos
Cartografia elementos basicosCartografia elementos basicos
Cartografia elementos basicos
 
História da cartografia
História da cartografiaHistória da cartografia
História da cartografia
 
Grupo 07
Grupo 07Grupo 07
Grupo 07
 
Geografia, o que é
Geografia, o que éGeografia, o que é
Geografia, o que é
 
Bases e evolução da ciência geográfica
Bases e evolução da ciência geográfica Bases e evolução da ciência geográfica
Bases e evolução da ciência geográfica
 
Geo aula 1 prof. gil da silva juvep
Geo aula 1 prof. gil da silva juvepGeo aula 1 prof. gil da silva juvep
Geo aula 1 prof. gil da silva juvep
 
História dos Mapas - Geografia ensino médio
História dos Mapas - Geografia ensino médioHistória dos Mapas - Geografia ensino médio
História dos Mapas - Geografia ensino médio
 
A Cartografia na leitura do mundo
A Cartografia na leitura do mundoA Cartografia na leitura do mundo
A Cartografia na leitura do mundo
 

Mais de O Geógrafo - Geociências

Mais de O Geógrafo - Geociências (11)

Cibercrimes e como é os ambientes relacionados ao crime digital.
Cibercrimes e como é os ambientes relacionados ao crime digital.Cibercrimes e como é os ambientes relacionados ao crime digital.
Cibercrimes e como é os ambientes relacionados ao crime digital.
 
Formacao geologica terra_relevos_rochas_solos
Formacao geologica terra_relevos_rochas_solosFormacao geologica terra_relevos_rochas_solos
Formacao geologica terra_relevos_rochas_solos
 
O espaco geografico_e_suas_representacoes
O espaco geografico_e_suas_representacoesO espaco geografico_e_suas_representacoes
O espaco geografico_e_suas_representacoes
 
Brasil utilizacao do_espaco
Brasil utilizacao do_espacoBrasil utilizacao do_espaco
Brasil utilizacao do_espaco
 
Brasil territorio e_sociedade
Brasil territorio e_sociedadeBrasil territorio e_sociedade
Brasil territorio e_sociedade
 
Brasil paisagens naturais_e_acao_da_sociedade
Brasil paisagens naturais_e_acao_da_sociedadeBrasil paisagens naturais_e_acao_da_sociedade
Brasil paisagens naturais_e_acao_da_sociedade
 
Brasil diversidades regionais
Brasil diversidades regionaisBrasil diversidades regionais
Brasil diversidades regionais
 
Relevo brasileiro-e-sua-classificacao
Relevo brasileiro-e-sua-classificacaoRelevo brasileiro-e-sua-classificacao
Relevo brasileiro-e-sua-classificacao
 
Brasil localizacao territorialidade
Brasil localizacao territorialidadeBrasil localizacao territorialidade
Brasil localizacao territorialidade
 
Normas trabalhos cartaz
Normas trabalhos cartazNormas trabalhos cartaz
Normas trabalhos cartaz
 
Normas apresentacao trabalho_ensino_medio
Normas apresentacao trabalho_ensino_medioNormas apresentacao trabalho_ensino_medio
Normas apresentacao trabalho_ensino_medio
 

Último

transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguaKelly Mendes
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitlerhabiwo1978
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...LuizHenriquedeAlmeid6
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialDouglasVasconcelosMa
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024azulassessoria9
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdfCarinaSofiaDiasBoteq
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxIlda Bicacro
 

Último (20)

transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - materialFUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
FUNDAMENTOS DA PSICOPEDAGOGIA - material
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
ATIVIDADE 1 - ENF - ENFERMAGEM BASEADA EM EVIDÊNCIAS - 52_2024
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 

Cartografia - História (1º parte)

  • 1. CARTOGRAFIA: A Ciência dos Mapas 1º Parte - História O Geógrafo Geociências @OGeógrafo1 ogeografo1@gmail.com #ogeografo1
  • 2.  O mapa de Çatal Höyük, considerado o “mapa” mais antigo já encontrado, data de aproximadamente 6.200 a.C.  Foi descoberto numa escavação arqueológica realizada em 1963, na região centro-ocidental da Turquia. História FONTE: Prof. Dr. Lindon Fonseca Matias, http://geociencia.xpg.uol.com.br/dwd/cartografia
  • 3.  Foi encontrado na Babilônia (Iraque), com idade aprox. de 2.300 a.C.;  Feito sobre um pedaço de argila cozida;  O nome Ga-Sur é uma referência às antigas ruínas de uma antiga cidade Ga-Sur que existiu na região onde foi encontrado;  Não traz nomes precisos da área mapeada;  Possui a representação de duas cadeias de montanhas;  No centro das cadeias um rio cortando, provavelmente o rio Eufrates. História FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.Fig. 1: Mapa de GA-SUR.
  • 4.  O homem, desde os mais remotos tempos, procurou um meio de registrar sua passagem pelos lugares e de delimitar seus territórios. Os mapas foram a primeira forma de expressão utilizada, surgindo antes mesmo da escrita;  Os primeiros mapas aparecem junto a desenhos registrados pelos povos primitivos em cavernas, e até hoje não tiveram seu significado totalmente desvendado;  Como exemplo, pode-se citar as figuras rupestres encontradas no Vale do Pó, norte da Itália, em especial na cidade de Bedolina, onde há um mapa representando toda uma organização camponesa, mostrando detalhes de atividades agropastoris ali desenvolvidas por volta de 2.000 anos antes de Cristo. História FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004. Fig. 1: Mapa de Bedolina. FONTE: http://jalmson.blogspot.com.br/2012_10_01_archive.html
  • 5.  Os nativos das Ilhas Marshall fizeram as “cartas” mais interessantes da pré-história, as quais foram construídas utilizando-se conchas ligadas por um entrelaçado de fibras de palmas.  Os materiais (fibras, madeira, argila, rocha, papel etc.) e técnicas utilizadas são as mais diversas, demonstrando o estágio de desenvolvimento técnico do agrupamento humano.  Várias contribuições para a atividade cartográfica foram se realizando ao longo da história. Pode-se citar o exemplo do sistema duodecimal dos babilônios que foram os responsáveis pela atual divisão do círculo em 360 graus, minutos e segundos.  Os egípcios iniciaram a realização de medições do terreno com o intuito de cobrar impostos (aplicação cadastral antiga); mediam as propriedades rurais, demarcavam seus limites e registravam como documentos administrativos. História FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004. Mapa Primitivo das Ilhas Marshall. Fonte: Lindon Fonseca Matias, 2008.
  • 6. o Os chineses mapearam com detalhes seu território antes mesmo de chegada dos europeus. Isso aconteceu depois da invenção do papel 100 anos d.C.. o O grau de cientificidade que os chineses alcançaram na Cartografia era evidente, pois já utilizavam a quadrícula ou canevá, parecido com os paralelos e meridianos, adiantando-se aos ocidentais, embora ainda considerassem que a terra era plana. o A contribuição dos gregos à Cartografia é incomparável, uma vez que a base do sistema cartográfico atual foi desenvolvida por eles. Os gregos realizaram contribuições fundamentais: a ideia sobre a esfericidade da Terra, os primeiros sistemas de projeção, incluindo o sistema de longitudes e latitudes, medidas astronômicas e geodésicas sobre as dimensões do planeta. o Heródoto e Estrabão disseminaram os conhecimentos cartográficos adquiridos pelos gregos, escreveram sobre o feito dos primeiros geógrafos jônicos: Anaximandro de Mileto, que fez um mapa do mundo conhecido na época; e Hecateu que aperfeiçoou o mapa de Anaximandro e fez uma descrição sistemática do mundo. História FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004. Mapa Chinês Antigo (aprox. séc. II d.C.) Fonte: Lindon Fonseca Matias, 2008.
  • 7. A Cartografia no Mundo Clássico A Grécia antiga, considerada o berço da civilização ocidental, muito contribuiu para o desenvolvimento das ciências, da filosofia e das artes em geral.  Já no século VI a.C., suas expedições militares e de navegação, impulsionaram os trabalhos de cosmógrafos, astrônomos e matemáticos, os primeiros a buscar métodos científicos capazes de representar a superfície terrestre. "Globe de Mella, Globe de Posidonius, Globe de Ptolomee" - Raphaelo Savanarola, séc. XVIII. Tradução: Globo de Mella, Globo de Poseidon, Globo de Ptolomeu. Nesta gravura aparecem três representações antigas do Globo. Observa-se a projeção cônica, muito usada por Ptolomeu.  Dentre os personagens mais importantes, pode-se citar Erastótenes (275-194 a.C.) e Ptolomeu (90- 168 d.C.).  O primeiro foi filósofo, astrônomo e matemático da escola de Alexandria, responsável pelo cálculo da circunferência da Terra.  Para efetuar este cálculo Erastótenes utilizou como referência a altura angular do Sol e a distância entre as cidades de Alexandria e Siena, chegando ao valor de 110 Km, muito próximo do valor conhecido atualmente, 111 Km. FONTE:AtlasEscolarIBGE,2004.
  • 8. A Cartografia no Mundo Clássico Ptolomeu ( 90 – 168 d.C )  Astrônomo, matemático e geógrafo, viveu em Alexandria, na época em que era dominada pelo Império Romano.  Considerado o autor do primeiro Atlas Universal, disseminou o uso das coordenadas (latitude e longitude) e das projeções cônicas.  Seu trabalho foi reproduzido muitas vezes durante a Idade Média, até que surgisse um mapa com maior precisão, o que só ocorreria 14 (quatorze) séculos depois, com Mercator. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
  • 9. A Cartografia no Mundo Clássico FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.  Enquanto os gregos experimentavam um grande avanço na área da Cartografia, os romanos ainda se encontravam em um estágio anterior;  Utilizando-se de uma forma de representação muito primitiva, situavam Roma como centro do mundo e davam maior ênfase ao registro de rotas;  A função principal desses mapas era de ordem prática, sendo utilizados para fins militares, administrativos e comerciais;  Um dos mais famosos mapas romanos foi elaborado por Marcus Vipsanius Agripa (63-12 a.C.) a pedido do Imperador Octavio Augusto;  Situado no Campo de Marte, em Roma, o "Orbis Terrarum", mostrava com detalhes todas as rotas do Império Romano e incluía muitas outras informações;  Este mapa chegou a ser reproduzido em outras importantes cidades do Império mas, não foram preservados. "Orbis Terrarum" - Vipsanius Agripa Reprodução do mapa original (20 a.C.)
  • 10. A Cartografia na Idade Média FONTE:AtlasEscolarIBGE,2004.  Período que se estendeu da queda do Império Romano (476 d.C.) a tomada de Constantinopla (1453 d.C.);  A Cartografia experimentou uma fase de estagnação, onde todas as conquistas científicas realizadas anteriormente, foram substituídas por uma representação simbólica, de caráter religioso;  Isodoro (570-636 d.C.), bispo de Sevilha, criou o mapa etimologias, também conhecido como mapa T-0.  Este mapa esquemático tinha o seguinte significado: o "T" representava os três cursos d'água que dividiam o ecúmero, o Mediterrâneo, que separa a Europa da África; o Nilo, separando a África da Ásia; e o Don, entre a Ásia e a Europa.  O ecúmero teria sido dividido por Noé entre seus três filhos após o Dilúvio.  Além disso, o "T" também simbolizava a cruz e na sua junção estaria localizada Jerusalém, centro do mundo. Esses mapas, em sua maioria, eram circulares e emoldurados por um grande oceano. “Die Ganze Welt In EinemKleberbat" - Heinrich Bünting, 1581 Tradução: O Mundo Inteiro numa Folha de Trevo Exemplo de mapa com simbolismo religioso, onde o mundo é representado por uma folha de trevo, que delimita os três continentes, destacando-se Jerusalém ao Centro. AAmérica à parte deste mundo
  • 11. A Cartografia na Idade Média FONTE:AtlasEscolarIBGE,2004.  A representação dos mapas T-O desprezava todo o legado da tradição grega, pois os cartógrafos da época tinham em mente a ideia que a Terra seria plana.  Percebe-se o domínio cultural da visão religiosa de mundo sob égide do cristianismo- catolicismo indicado pela localização de Jerusalém no centro do mapa.
  • 12. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.  A partir de 1413, com o início das grandes viagens marítimas, a Cartografia ressurge como meio de garantir a segurança dos viajantes e de representação das novas descobertas.  Foi muito importante nessa época a "Escola de Sagres", em Portugal, onde eram treinados os pilotos e cosmógrafos.  Os navegantes costumavam carregar consigo anotações, onde eram registrados os rumos (direções) e as distâncias entre os portos visitados.  Também eram feitos desenhos, cujo objetivo provável era facilitar a navegação, sem preocupação com sistemas de projeções.  Essas anotações receberam o nome de Portulanos ou Cartas Portulanos e buscavam representar a costa dos continentes e, em especial, o mar Mediterrâneo. Carta-Portulano do Mediterrâneo - Joan Oliva, 1610. Pode-se observar o desenho do continente europeu, destacando-se a península Ibérica e a Itália. A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII
  • 13. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.  Durante muitos séculos, os mapas foram um privilégio da elite.  Apenas reis, nobres, alto clero, grandes navegadores e armadores de expedições marítimas, tinham acesso a esse tipo de informação.  Somente a partir da invenção da imprensa, na segunda metade do século XV, os mapas puderam ser mais amplamente utilizados.  Em 1570 surgia o primeiro grande Atlas mundial, confeccionado por Ortelius (1527- 1598), o "Theatrum Orbis Terrarum", originalmente escrito em latim, teve várias edições e mais de 7.000 (sete mil) cópias impressas em diferentes idiomas;  Tratava-se de um conjunto precioso de mapas, produzidos pelos mais importantes cartógrafos da época, incluindo Mercator, que em 1.569 produziu o primeiro mapa-múndi com projeção cilíndrica. "Americae Sive Novi Orbis" - Ortelius, 1595. Tradução: América ou Novo Mundo. Este mapa apareceu em todas as edições do Theatrum Orbis Terrarum e revela a influência do mapa de Mercator de 1569. A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII
  • 14. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004. A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII
  • 15. A Cartografia na Era dos Descobrimentos – Séc. XV a XVIII FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.  Foi Mercator (1512-1594) quem primeiro utilizou a palavra Atlas para nomear uma coleção de mapas.  Mas sua maior contribuição foi o sistema de projeção, que recebeu seu nome e até hoje é largamente empregado.  A "Projeção Cilíndrica de Mercator" surgiu com o objetivo de facilitar a navegação, oferecendo uma representação do mundo, onde uma linha reta na carta correspondesse a uma reta de igual rumo no oceano.  Tratava-se, portanto, de uma carta orientada.  Embora tenha alcançado seu objetivo inicial, a Projeção de Mercator gerou uma grande distorção nas distâncias;  Sobretudo na região dos Pólos, mostrando as massas continentais nessas latitudes muito dilatadas. "Typus Orbis Terrarum" - Ortelius, 1571. Tradução: Modelo Completo da Terra. Neste mapa pode-se observar a grande distorção nos territórios localizados próximos aos polos (altas latitudes)
  • 16. A Cartografia na Era Moderna FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.  No final do século XVIII ocorre na Inglaterra a "Revolução Industrial", fato que marca o começo dos tempos modernos.  Sua importância para a Cartografia é grande, uma vez que, com a geração de riquezas, foi possível um maior investimento na produção de cartas e instrumentos, que melhoraram a precisão dos trabalhos.  Já na segunda metade do séc. XVIII a Grã-Bretanha despontava como um grande centro de atividades cartográficas, ocupando o lugar que antes pertencia à Antuérpia (Bélgica); John Hadley (1682-1744) Responsável pela construção do primeiro telescópio refletor usado em astronomia.HADLEY’S REFLECTOR HTTP://AMAZINGSPACE.ORG/ - Courtesy Royal Astronomical Society -
  • 17. A Cartografia na Era Moderna FONTE: https://en.wikipedia.org/wiki/John_Harrison John Harrison (1693-1776) Relojoeiro que inventou um cronômetro marinho, fundamental para a solução do problema das longitudes. É um escape incomum, de baixo atrito para relógios de pêndulo, é o mecanismo que dá impulsos periódicos de pêndulo para mantê-lo balançando, e cada balanço libera engrenagens do relógio para avançar por uma quantia fixa, movendo-se, assim, as mãos para a frente a uma taxa constante. Primeiro Relógio Marinho de Harrison – H1 "Sea Watch" No.1 de Harrison (H4), com manivela de enrolamento
  • 18. A Cartografia na Era Moderna FONTE: http://www.ramsden.info/Ramsden/Ramsdens/JesseRamsden.htm Jesse Ramsden (1735-1800) Desenvolveu o sextante e o teodolito. O diâmetro Palermo círculo 5-pés fabricados por Jesse Ramsden para medir posições aparentes de objetos astronômicos. Sextante, latão, por Jesse Ramsden, c. 1770. No Adler Planetarium and Astronomy Museum, Chicago. 37 × 38,5 × 10 cm, com um raio de 31 cm. A Ramsden 3 pés (36 ") azimuth círculo teodolito e corrente de aço Ramsden foram usados ​​pelo agrimensor geodésico suíço Ferdinand Hassler na pesquisa de Berna em 1798.
  • 19. A Cartografia na Era Moderna Royal Observatory at Greenwich" (1676)  Um grande desafio que se colocava aos cientistas modernos era o cálculo das longitudes, fundamental para por fim aos incidentes ocorridos com embarcações.  Embora já se aceitasse a ideia de que a Terra não era uma esfera perfeita, ainda não se tinha como determinar com precisão sua forma e tamanho.  A fim de solucionar este problema, os reis da França e Inglaterra investiram muitos recursos e incentivaram as pesquisas desenvolvidas nos grandes centros de estudos da época, como a:  "Académie Royale des Sciences" (1666) e a "Royal Society of London" (1662), que se apoiavam, respectivamente, nos trabalhos realizados no "Observatoire Royal de Paris" (1667), sob o comando de Giovanni Cassini (1625-1712) e no "Royal Observatory at Greenwich" (1676), coordenado por John Flamsteed (1646-1719). Planiglobium Terrestre - Weigel, 1730. Tradução: Planisfério Global Exemplo da produção cartográfica do século XVIII.FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
  • 20. A Cartografia na Era Moderna  Com o intuito de verificar se a Terra era mesmo achatada nos Polos, como previra Isaac Newton (1643-1727), foram organizadas pelos franceses duas importantes expedições geodésicas.  A primeira, iniciada em 1735, em Quito, buscava medir um arco de meridiano em um ponto mais central na esfera terrestre.  Enquanto a segunda, realizada em 1736, no Golfo de Bótnia, no Ártico, buscava efetuar medições na região polar.  O objetivo era comparar os resultados obtidos para se chegar a uma definição sobre a forma da Terra.  Os ingleses, que também efetuavam várias medições, chegaram a valores divergentes daqueles obtidos pelos franceses.  Para por fim a essas diferenças, foi realizado um novo levantamento trigonométrico, entre Londres (Observatório de Greenwich) e Dover (cidade portuária localizada a sudeste de Londres), alcançando-se finalmente um consenso. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
  • 21. A Cartografia na Era Moderna  A invenção do avião no começo do século XX possibilitou tirar fotos para reconhecimento já na Primeira Guerra Mundial, nos quais, mais tarde, foram acopladas câmeras especiais que possibilitaram a obtenção de fotos da superfície terrestre em intervalos regulares. Isso possibilitou, nas décadas de 1920 e 1930, o desenvolvimento da Aerofotogrametria.  O uso bélico das fotografias aéreas mostrou a importância que elas tinham não só para esse fim, mas também para observações e mapeamentos de caráter geral, pois com o fim da guerra foram criados em diversos países departamentos de fotogrametria com o objetivo de realizar atividades de fotointerpretação e mapeamentos.  Nos anos seguintes muitos equipamentos foram desenvolvidos para trabalhar com fotografias aéreas, tais como câmeras aerofotogramétricas mais sofisticadas, estereoplotador, plotador, aerocartógrafo. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
  • 22. A Cartografia na Era Moderna  A tecnologia espacial desenvolveu-se no pós Segunda Guerra Mundial.  O primeiro ramo da Cartografia a se beneficiar dessa nova tecnologia foi o mapeamento meteorológico, quando após 1960 os EUA lançaram uma série de satélites com essa finalidade.  Na época, os soviéticos também conseguiram avanços significativos, sendo lançado em 1957 o satélite Sputnik, o qual registrou imagens no ano de 1959 do outro lado da Lua, além de terem conseguido ganhar a disputa com os norte- americanos para colocar o primeiro homem em órbita da Terra em 1961. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004. Satélite soviético Sputnik, Fonte: http://www.beyondgeek.com/sputnik/. Satélite norte-americano de investigação de alta atmosfera. Fonte: http://surgiu.com.br/noticia/18925/satelite-norte-americano-caiu-durante-a-madrugada-no-pacifico.html
  • 23. A Cartografia na Era Moderna  Em 1962, os norte-americanos fizeram o primeiro voo tripulado de sua história e, a partir de então, seguiu uma série de missões espaciais com o intuito de obter imagens da Terra a partir do espaço, das quais a mais conhecida foi a missão Apolo 11 que em julho de 1969 levou três astronautas à Lua.  Lançamento pelo EUA do programa espacial de satélites não tripulados ERTS em 1972, rebatizado em 1975 para LANDSAT, o qual possibilitava obter imagens de toda a Terra em apenas alguns dias.  Lançamento pelo programa espacial francês em 1986 do primeiro satélite SPOT. FONTE: Atlas Escolar IBGE, 2004.
  • 25. Referências Bibliográficas http://geociencia.xpg.uol.com.br/dwd/cartografia http://jalmson.blogspot.com.br/2012_10_01_archive.html HTTP://AMAZINGSPACE.ORG/ - Courtesy Royal Astronomical Society - https://en.wikipedia.org/wiki/John_Harrison http://www.ramsden.info/Ramsden/Ramsdens/JesseRamsden.htm http://surgiu.com.br/noticia/18925/satelite-norte-americano-caiu-durante-a-madrugada-no-pacifico.html http://www.beyondgeek.com/sputnik/. http://atlasescolar.ibge.gov.br/conceitos-gerais.html