SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 22
HISTÓRIA
PROFESSORA NÍVIA SALES
VOCÊ CONSEGUE IDENTIFICAR A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE A
EXPLORAÇÃO IMPERIALISTA E A ADOÇÃO DO SOCIALISMO?
• CONDIÇÕES PRECARIAS DOS NOVOS PAÍSES APÓS A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA;
• FALTA DE INFRAESTRUTURA URBANA;
• ECONOMIA INCIPIENTE E AS RIVALIDADES CAUSADAS PELOS COLONIZADORES.
• O IMPERIALISMO ACABOU POR GERAR GRANDES CRISES E DESIGUALDADES;
• A MAIOR PARTE DO POVO PASSOU A ACREDITAR QUE A ADOÇÃO DO
SOCIALISMO ERA A SOLUÇÃO PARA SUPERAR AS DESIGUALDES.
REVOLUÇÃO
CHINESA
• 1912 – Monarquia da lugar à República.
• Sun Yat Sem – primeiro presidente e fundador do Partido Nacional
(KUOMINTAG), derrubando a Dinastia Qing, e foi aclamado pai da
nação.
• Seu lema: desenvolvimento do nacionalismo, implantação de uma
democracia e a união do povo chinês em prol do bem-estar social.
• Aproximação do Kuomintang com o Partido Comunista da China
(PCC).
• Ficou pouco tempo no governo, mesmo retirado se manteve na luta
pela formação de uma república sólida.
• Kuomintang contra o imperialismo difundiu três princípios:
 nacionalismo, democracia e solidariedade.
• OBJETIVO: Conscientizar o povo chinês da necessidade de lutar
contra a exploração das potências estrangeiras.
• A morte de Sun Yat Sen (1925), fez chegar ao
poder do Partido Nacional Chiang Kai-shek, que
procurou a união com os comunistas.
• Adotou como estratégia a violência e a
aniquilação contra os integrantes do PCC.
• 1928, chegou ao poder e implantou um governo
despótico.
• Para evitar a eliminação do PCC, Mao Tsé-tung liderou,
entre 1933 e 1934, a Longa Marcha.
• Longa Marcha (16/10/34 – 20/10/35) 100 mil pessoas
9.650 Km interior do país fugindo do exército
nacionalista.
• 1936 – os japoneses invadiram a Manchúria e destruíram
consideravelmente a vida da população civil.
• Com a invasão japonesa do Kuomintang e do PCC (liderado
por Mao Tsé-tung), foram obrigados a unir forças para
combater a invasão japonesa.
• Para a ação, Mao Tsé-tung e seus comandados receberam armas, munição e
treinamento tático do governo de Chiang Kai-shek (presidente)
• 1945 – com a rendição japonesa Mao Tsé-tung deram início à guerra civil.
• 1949 – Mao tsé-tung vence e assumi o poder implantando a República Popular da
China.
• Chiang Kai-shek, fugiu para a Ilha de Formosa (Taiwan) implantando um governo
capitalista.
CONSOLIDAÇÃO DA REPÚBLICA POPULAR DA CHINA
• Medidas de cunho socialistas foram postas em prática:
Reforma agraria;
Organização sindical;
Fim dos privilégios da burguesia;
Criação de um comitê para o desenvolvimento de novas frentes de trabalho e
desenvolvimento agrícola.
Os estrangeiros foram expulsos do país (800 mil)
• Com o auxílio da União Soviética, a China desenvolveu sua produção industrial.
(energia, ferro, aço, carvão)
GRANDE SALTO EM FRENTE (1957)
• Crescer a China em 2 anos o equivalente à União Soviética em 30
anos;
• Mao Tsé-tung, conclamou os camponeses a produzir em larga
escala;
• Aumento da produção em diversos setores urbanos e industriais.
• FRANCASSO: Mau planejamento:
Falta de canais de escoamento;
Falta de estradas, portos e ferrovias para o deslocamento das
grandes colheitas, dos pescados e dos produtos industrializados
para as outras partes do país.
• O Fracasso do Grande Salto em
frente, fez Mao Tsé-tung, a formar
uma nova geração, pois considerava
que os mais velhos estavam viciados
no capitalismo.
REVOLUÇÃO CULTURAL (1966)
• Objetivava eliminar todos os traços da burguesia ainda presentes na sociedade.
• Durou dez anos e pode ser considerada a fase mais radical de todo o processo revolucionário chinês.
• Até mesmo os mais fiéis seguidores do PCC da China estavam sujeitos a delações, prisão e
assassinato.
• Mesmo com o fim dessa revolução a China permaneceu fechada para o mundo.
• Em 1986, com a morte de Mao Tsé-tung, os outros três integrantes da cúpula “O BANDO DOS
QUATRO”, foram presos, julgados e condenados à morte.
• A esposa de Mao, Jian Quin, conhecida no Ocidente como Chiang Ching, teve pena comutada para
prisão perpétua.
• A novas lideranças restabeleceram relações diplomáticas e comerciais com outras nações e a
economia de mercado foi implantada.
• Na atualidade, a economia chinesa vem causando grandes transformações no cenário econômico
mundial.
• De 1910 a 1945 – Coreia esteve ocupada pelo Japão.
• 1945 – detonação das bombas em Hiroshima e Nagasaki levou
a rendição do Japão;
• A península permaneceu ocupada pelos EUA e União Soviética
(bases militares para monitorar o Japão)
• ONU demarcou os territórios referentes a cada um dos
ocupantes.
• Exército da República Popular da Coreia do Norte (URSS), em
06/50, invadiu as terras da Coreia do Sul (EUA) com o objetivo
de unificar a península sob seu comando.
• O general Douglas MacArthur, designado pelo governo norte
americano para a administração do Pacífico, ameaçou lançar
uma bomba atômica na capital norte-coreano se a invasão
territorial não fosse revertida.
• 1953 – ONU novamente interferiu e intermediou um acordo
que reafirmou o paralelo 38º norte como fronteira entre os
dois países.
• Entre as ultimas décadas do séc. XX e as primeiras séc. XXI,
vários governos buscaram aproximar os dois governos e
possibilitar a unificação, juntando famílias separadas desde o
fim da Segunda Guerra.
• As Coreias são marcas persistentes da Guerra Fria.
REVOLUÇÃO CUBANA
• Conseguiu emancipação política em 1898 dos espanhóis.
• Após emancipação, Cuba passou a sofrer intervenções dos EUA.
• Utilizando a Doutrina Monroe, os estadunidenses forneceram apoio e reconheceram a
independência dos países latino-americanos.
• As intervenções dos EUA, eram garantidas pela constituição do novo país, à qual foi
inserida a Emenda PLATT.
• A ditadura de FULGENCIO BATISTA (1933-1949 e 1952-1959), agravou as desigualdades
sociais e a exploração das classes trabalhadoras.
• Considerado fantoche dos EUA, pois as usinas produtoras de açúcar, os meios de
transporte, a eletricidade, estavam sob controle estrangeiro.
REVOLUÇÃO CUBANA
• FIDEL CATRO e seus companheiros fazem oposição ao governo e planejam um golpe
contra o ditador (26/07/54).
• O golpe não foi bem sucedido e seus líderes foram presos.
• A invasão de Cuba foi planejada no México e colocada em ação.
• Na ilha, 82 integrantes do movimento chegaram a bordo do iate Gamma e foram
atacados pela força aérea colocada à disposição de Batista pelos EUA.
• Refugiados em Sierra Maestra organizaram um acampamento militar. Estabeleceram
também hospitais, escolas de alfabetização e a Rádio Rebelde.
REVOLUÇÃO CUBANA
• A luta contra Batista foi intensificada em 1958. No início de 1959, com a fuga de Batista
para a República Dominicana, FIDEL CASTRO tomou o poder e anunciou a formação de
um novo governo.
• FIDEL CASTRO, anunciou medidas para amenizar a pobreza na ilha.
Controle de preço dos alimentos básicos;
Novas leis para os salários;
Reformas na educação visando à alfabetização de todos os cubanos;
Promoveu a construção de hospitais e a nacionalização das empresas estrangeiras.
REVOLUÇÃO CUBANA
• Em abril de 1961, exilados cubanos contrários a
Fidel, apoiados pela CIA, tentaram invadir o sul da
ilha com o objetivo de derrubar o governo.
• Esse episódio ficou conhecido como “Desembarque
na Baía dos porcos”.
• No mesmo ano Cuba se aproximou da URSS e
recebeu a visita de Nikita Kruschev.
• Em 10/1962 essa aliança quase leva o mundo a 3ª
guerra.
• Os soviéticos estavam armazenando mísseis no
território cubano.
REVOLUÇÃO CUBANA
• A crise dos mísseis foi resolvida por meio de um acordo entre o presidente John
Kennedy e o líder Nikita Kruschev para a retirada dos mísseis.
• FIDEL, manteve como prioridade, a melhoria das condições de vida da população e do
setor de saúde, além da erradicação do analfabetismo.
• Com a dissolução da URSS em 1989 e o surgimento da Comunidade de Estados
Independentes (CEI) em 1991, Cuba, passou a viver uma série crise econômica, pois
deixou de receber auxílio financeiro soviético.
• Os problemas se avolumam: fugas para às ilhas da Flórida, oposição ao governo de
Fidel e de seu irmão Raúl Castro.
MUNDO DO TRABALHO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução CubanaJoão Lima
 
Revolucão Cubana
Revolucão CubanaRevolucão Cubana
Revolucão Cubanaeiprofessor
 
A revolução cubana richard camara
A revolução cubana   richard camaraA revolução cubana   richard camara
A revolução cubana richard camarasoniawanderley
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiáticadmflores21
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução CubanaRobert Plant
 
Descolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da ÁfricaDescolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da ÁfricaValéria Shoujofan
 
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Valéria Shoujofan
 
Aula revolução cubana
Aula revolução cubanaAula revolução cubana
Aula revolução cubanatyromello
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Friacattonia
 
Revolução russa chinesa e cubana.filé
Revolução russa chinesa e cubana.filéRevolução russa chinesa e cubana.filé
Revolução russa chinesa e cubana.filémundica broda
 
GUERRA FRIA - a nova ordem mundial
GUERRA FRIA - a nova ordem mundialGUERRA FRIA - a nova ordem mundial
GUERRA FRIA - a nova ordem mundialElvisJohnR
 

Mais procurados (20)

Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolucão Cubana
Revolucão CubanaRevolucão Cubana
Revolucão Cubana
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
Revolução cubana 1959
Revolução cubana   1959Revolução cubana   1959
Revolução cubana 1959
 
A revolução cubana richard camara
A revolução cubana   richard camaraA revolução cubana   richard camara
A revolução cubana richard camara
 
Descolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-AsiáticaDescolonização Afro-Asiática
Descolonização Afro-Asiática
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolução Cubana
 Revolução Cubana Revolução Cubana
Revolução Cubana
 
Descolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da ÁfricaDescolonização da Ásia e da África
Descolonização da Ásia e da África
 
Revolução Cubana - HISTÓRIA
Revolução Cubana - HISTÓRIARevolução Cubana - HISTÓRIA
Revolução Cubana - HISTÓRIA
 
Hist doc 9.3
Hist doc 9.3Hist doc 9.3
Hist doc 9.3
 
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
 
Aula revolução cubana
Aula revolução cubanaAula revolução cubana
Aula revolução cubana
 
A Guerra Fria
A Guerra FriaA Guerra Fria
A Guerra Fria
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Utopia e barbarie
Utopia e barbarieUtopia e barbarie
Utopia e barbarie
 
Revolução russa chinesa e cubana.filé
Revolução russa chinesa e cubana.filéRevolução russa chinesa e cubana.filé
Revolução russa chinesa e cubana.filé
 
GUERRA FRIA - a nova ordem mundial
GUERRA FRIA - a nova ordem mundialGUERRA FRIA - a nova ordem mundial
GUERRA FRIA - a nova ordem mundial
 

Semelhante a Movimentos comunistas

Semelhante a Movimentos comunistas (20)

Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptxAulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
Aulas 3 e 4- Revoluções Socialistas China e Cuba.pptx
 
China CSFX
China CSFXChina CSFX
China CSFX
 
China professor wanderso cursinho
China professor wanderso cursinhoChina professor wanderso cursinho
China professor wanderso cursinho
 
Revisão 9º ano
Revisão 9º ano Revisão 9º ano
Revisão 9º ano
 
dfkchvçldçokv
dfkchvçldçokvdfkchvçldçokv
dfkchvçldçokv
 
China
ChinaChina
China
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
AULÃO_BIOQUI(Leo_Bruno).pptx
AULÃO_BIOQUI(Leo_Bruno).pptxAULÃO_BIOQUI(Leo_Bruno).pptx
AULÃO_BIOQUI(Leo_Bruno).pptx
 
conflitos guerra fria.pptx
conflitos guerra fria.pptxconflitos guerra fria.pptx
conflitos guerra fria.pptx
 
Revolucão Chinesa
Revolucão ChinesaRevolucão Chinesa
Revolucão Chinesa
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Revolução chinesa
Revolução chinesaRevolução chinesa
Revolução chinesa
 
360 a socialismo real na china
360 a socialismo real na china360 a socialismo real na china
360 a socialismo real na china
 
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus DuarteSocialimo em cuba - Mateus Duarte
Socialimo em cuba - Mateus Duarte
 
Hist doc 9.4
Hist doc 9.4Hist doc 9.4
Hist doc 9.4
 
A revolução chinesa francisca, julia e luiza
A revolução chinesa   francisca, julia e luizaA revolução chinesa   francisca, julia e luiza
A revolução chinesa francisca, julia e luiza
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Aula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio CortázarAula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio Cortázar
 
Guerra Fria - Atualizada
Guerra Fria - AtualizadaGuerra Fria - Atualizada
Guerra Fria - Atualizada
 
O comunismo chinês
O comunismo chinêsO comunismo chinês
O comunismo chinês
 

Mais de Nívia Sales

Brasil colonial sociedade mineira
Brasil colonial sociedade mineiraBrasil colonial sociedade mineira
Brasil colonial sociedade mineiraNívia Sales
 
Revoluçao industrial
Revoluçao industrialRevoluçao industrial
Revoluçao industrialNívia Sales
 
Brasil colonial sociedade açucareira
Brasil colonial sociedade açucareiraBrasil colonial sociedade açucareira
Brasil colonial sociedade açucareiraNívia Sales
 
Descolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásiaDescolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásiaNívia Sales
 
Descolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásiaDescolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásiaNívia Sales
 
REVOLUÇÃO MEXICANA
REVOLUÇÃO MEXICANAREVOLUÇÃO MEXICANA
REVOLUÇÃO MEXICANANívia Sales
 
CCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e Persas
CCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e PersasCCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e Persas
CCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e PersasNívia Sales
 
APRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULO
APRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULOAPRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULO
APRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULONívia Sales
 
Iniciação cientifica no ensino de história
Iniciação cientifica no ensino de históriaIniciação cientifica no ensino de história
Iniciação cientifica no ensino de históriaNívia Sales
 
Iniviação cientifica no ensino de história
Iniviação cientifica no ensino de históriaIniviação cientifica no ensino de história
Iniviação cientifica no ensino de históriaNívia Sales
 
Matematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambienteMatematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambienteNívia Sales
 
Matematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambienteMatematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambienteNívia Sales
 
Iniciação científica um salto para a ciência
Iniciação científica um salto para a ciênciaIniciação científica um salto para a ciência
Iniciação científica um salto para a ciênciaNívia Sales
 
Ideias de projetos de ciencias
Ideias de projetos de cienciasIdeias de projetos de ciencias
Ideias de projetos de cienciasNívia Sales
 
Feirasde cienciasparaqueserveme
Feirasde cienciasparaqueservemeFeirasde cienciasparaqueserveme
Feirasde cienciasparaqueservemeNívia Sales
 
MATERIAL PARA ESTUDO
MATERIAL PARA ESTUDOMATERIAL PARA ESTUDO
MATERIAL PARA ESTUDONívia Sales
 

Mais de Nívia Sales (18)

Brasil colonial sociedade mineira
Brasil colonial sociedade mineiraBrasil colonial sociedade mineira
Brasil colonial sociedade mineira
 
Revoluçao industrial
Revoluçao industrialRevoluçao industrial
Revoluçao industrial
 
Brasil colonial sociedade açucareira
Brasil colonial sociedade açucareiraBrasil colonial sociedade açucareira
Brasil colonial sociedade açucareira
 
Descolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásiaDescolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásia
 
Descolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásiaDescolonização da áfrica e da ásia
Descolonização da áfrica e da ásia
 
REVOLUÇÃO MEXICANA
REVOLUÇÃO MEXICANAREVOLUÇÃO MEXICANA
REVOLUÇÃO MEXICANA
 
CCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e Persas
CCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e PersasCCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e Persas
CCI/HISTÓRIA-Hebreus, Fenícios e Persas
 
ILUMINISMO
ILUMINISMOILUMINISMO
ILUMINISMO
 
APRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULO
APRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULOAPRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULO
APRESENTAÇÃO DOS ASSESSORES DE CURRÍCULO
 
Iniciação cientifica no ensino de história
Iniciação cientifica no ensino de históriaIniciação cientifica no ensino de história
Iniciação cientifica no ensino de história
 
Iniviação cientifica no ensino de história
Iniviação cientifica no ensino de históriaIniviação cientifica no ensino de história
Iniviação cientifica no ensino de história
 
Projeto c..
Projeto c..Projeto c..
Projeto c..
 
Matematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambienteMatematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambiente
 
Matematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambienteMatematica e o meio ambiente
Matematica e o meio ambiente
 
Iniciação científica um salto para a ciência
Iniciação científica um salto para a ciênciaIniciação científica um salto para a ciência
Iniciação científica um salto para a ciência
 
Ideias de projetos de ciencias
Ideias de projetos de cienciasIdeias de projetos de ciencias
Ideias de projetos de ciencias
 
Feirasde cienciasparaqueserveme
Feirasde cienciasparaqueservemeFeirasde cienciasparaqueserveme
Feirasde cienciasparaqueserveme
 
MATERIAL PARA ESTUDO
MATERIAL PARA ESTUDOMATERIAL PARA ESTUDO
MATERIAL PARA ESTUDO
 

Último

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoVitor Vieira Vasconcelos
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSPedroMatos469278
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfManuais Formação
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docxSílvia Carneiro
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docCarolineWaitman
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASricardo644666
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfGisellySobral
 

Último (20)

Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - GeoprocessamentoDados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
Dados espaciais em R - 2023 - UFABC - Geoprocessamento
 
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSSFormação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
Formação T.2 do Modulo I da Formação HTML & CSS
 
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptxSlides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
Slides Lição 7, CPAD, O Perigo Da Murmuração, 2Tr24.pptx
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
[2.3.3] 100%_CN7_CAP_[FichaAvaliacao3].docx
 
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.docProjeto envolvendo as borboletas - poema.doc
Projeto envolvendo as borboletas - poema.doc
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdfO que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
O que é literatura - Marisa Lajolo com.pdf
 

Movimentos comunistas

  • 2.
  • 3. VOCÊ CONSEGUE IDENTIFICAR A RELAÇÃO EXISTENTE ENTRE A EXPLORAÇÃO IMPERIALISTA E A ADOÇÃO DO SOCIALISMO? • CONDIÇÕES PRECARIAS DOS NOVOS PAÍSES APÓS A EMANCIPAÇÃO POLÍTICA; • FALTA DE INFRAESTRUTURA URBANA; • ECONOMIA INCIPIENTE E AS RIVALIDADES CAUSADAS PELOS COLONIZADORES. • O IMPERIALISMO ACABOU POR GERAR GRANDES CRISES E DESIGUALDADES; • A MAIOR PARTE DO POVO PASSOU A ACREDITAR QUE A ADOÇÃO DO SOCIALISMO ERA A SOLUÇÃO PARA SUPERAR AS DESIGUALDES.
  • 5. • 1912 – Monarquia da lugar à República. • Sun Yat Sem – primeiro presidente e fundador do Partido Nacional (KUOMINTAG), derrubando a Dinastia Qing, e foi aclamado pai da nação. • Seu lema: desenvolvimento do nacionalismo, implantação de uma democracia e a união do povo chinês em prol do bem-estar social. • Aproximação do Kuomintang com o Partido Comunista da China (PCC). • Ficou pouco tempo no governo, mesmo retirado se manteve na luta pela formação de uma república sólida. • Kuomintang contra o imperialismo difundiu três princípios:  nacionalismo, democracia e solidariedade. • OBJETIVO: Conscientizar o povo chinês da necessidade de lutar contra a exploração das potências estrangeiras.
  • 6. • A morte de Sun Yat Sen (1925), fez chegar ao poder do Partido Nacional Chiang Kai-shek, que procurou a união com os comunistas. • Adotou como estratégia a violência e a aniquilação contra os integrantes do PCC. • 1928, chegou ao poder e implantou um governo despótico.
  • 7. • Para evitar a eliminação do PCC, Mao Tsé-tung liderou, entre 1933 e 1934, a Longa Marcha. • Longa Marcha (16/10/34 – 20/10/35) 100 mil pessoas 9.650 Km interior do país fugindo do exército nacionalista. • 1936 – os japoneses invadiram a Manchúria e destruíram consideravelmente a vida da população civil. • Com a invasão japonesa do Kuomintang e do PCC (liderado por Mao Tsé-tung), foram obrigados a unir forças para combater a invasão japonesa.
  • 8. • Para a ação, Mao Tsé-tung e seus comandados receberam armas, munição e treinamento tático do governo de Chiang Kai-shek (presidente) • 1945 – com a rendição japonesa Mao Tsé-tung deram início à guerra civil. • 1949 – Mao tsé-tung vence e assumi o poder implantando a República Popular da China. • Chiang Kai-shek, fugiu para a Ilha de Formosa (Taiwan) implantando um governo capitalista.
  • 9. CONSOLIDAÇÃO DA REPÚBLICA POPULAR DA CHINA • Medidas de cunho socialistas foram postas em prática: Reforma agraria; Organização sindical; Fim dos privilégios da burguesia; Criação de um comitê para o desenvolvimento de novas frentes de trabalho e desenvolvimento agrícola. Os estrangeiros foram expulsos do país (800 mil) • Com o auxílio da União Soviética, a China desenvolveu sua produção industrial. (energia, ferro, aço, carvão)
  • 10. GRANDE SALTO EM FRENTE (1957) • Crescer a China em 2 anos o equivalente à União Soviética em 30 anos; • Mao Tsé-tung, conclamou os camponeses a produzir em larga escala; • Aumento da produção em diversos setores urbanos e industriais. • FRANCASSO: Mau planejamento: Falta de canais de escoamento; Falta de estradas, portos e ferrovias para o deslocamento das grandes colheitas, dos pescados e dos produtos industrializados para as outras partes do país.
  • 11. • O Fracasso do Grande Salto em frente, fez Mao Tsé-tung, a formar uma nova geração, pois considerava que os mais velhos estavam viciados no capitalismo.
  • 12. REVOLUÇÃO CULTURAL (1966) • Objetivava eliminar todos os traços da burguesia ainda presentes na sociedade. • Durou dez anos e pode ser considerada a fase mais radical de todo o processo revolucionário chinês. • Até mesmo os mais fiéis seguidores do PCC da China estavam sujeitos a delações, prisão e assassinato. • Mesmo com o fim dessa revolução a China permaneceu fechada para o mundo. • Em 1986, com a morte de Mao Tsé-tung, os outros três integrantes da cúpula “O BANDO DOS QUATRO”, foram presos, julgados e condenados à morte. • A esposa de Mao, Jian Quin, conhecida no Ocidente como Chiang Ching, teve pena comutada para prisão perpétua. • A novas lideranças restabeleceram relações diplomáticas e comerciais com outras nações e a economia de mercado foi implantada. • Na atualidade, a economia chinesa vem causando grandes transformações no cenário econômico mundial.
  • 13.
  • 14. • De 1910 a 1945 – Coreia esteve ocupada pelo Japão. • 1945 – detonação das bombas em Hiroshima e Nagasaki levou a rendição do Japão; • A península permaneceu ocupada pelos EUA e União Soviética (bases militares para monitorar o Japão) • ONU demarcou os territórios referentes a cada um dos ocupantes.
  • 15. • Exército da República Popular da Coreia do Norte (URSS), em 06/50, invadiu as terras da Coreia do Sul (EUA) com o objetivo de unificar a península sob seu comando. • O general Douglas MacArthur, designado pelo governo norte americano para a administração do Pacífico, ameaçou lançar uma bomba atômica na capital norte-coreano se a invasão territorial não fosse revertida. • 1953 – ONU novamente interferiu e intermediou um acordo que reafirmou o paralelo 38º norte como fronteira entre os dois países. • Entre as ultimas décadas do séc. XX e as primeiras séc. XXI, vários governos buscaram aproximar os dois governos e possibilitar a unificação, juntando famílias separadas desde o fim da Segunda Guerra. • As Coreias são marcas persistentes da Guerra Fria.
  • 16.
  • 17. REVOLUÇÃO CUBANA • Conseguiu emancipação política em 1898 dos espanhóis. • Após emancipação, Cuba passou a sofrer intervenções dos EUA. • Utilizando a Doutrina Monroe, os estadunidenses forneceram apoio e reconheceram a independência dos países latino-americanos. • As intervenções dos EUA, eram garantidas pela constituição do novo país, à qual foi inserida a Emenda PLATT. • A ditadura de FULGENCIO BATISTA (1933-1949 e 1952-1959), agravou as desigualdades sociais e a exploração das classes trabalhadoras. • Considerado fantoche dos EUA, pois as usinas produtoras de açúcar, os meios de transporte, a eletricidade, estavam sob controle estrangeiro.
  • 18. REVOLUÇÃO CUBANA • FIDEL CATRO e seus companheiros fazem oposição ao governo e planejam um golpe contra o ditador (26/07/54). • O golpe não foi bem sucedido e seus líderes foram presos. • A invasão de Cuba foi planejada no México e colocada em ação. • Na ilha, 82 integrantes do movimento chegaram a bordo do iate Gamma e foram atacados pela força aérea colocada à disposição de Batista pelos EUA. • Refugiados em Sierra Maestra organizaram um acampamento militar. Estabeleceram também hospitais, escolas de alfabetização e a Rádio Rebelde.
  • 19. REVOLUÇÃO CUBANA • A luta contra Batista foi intensificada em 1958. No início de 1959, com a fuga de Batista para a República Dominicana, FIDEL CASTRO tomou o poder e anunciou a formação de um novo governo. • FIDEL CASTRO, anunciou medidas para amenizar a pobreza na ilha. Controle de preço dos alimentos básicos; Novas leis para os salários; Reformas na educação visando à alfabetização de todos os cubanos; Promoveu a construção de hospitais e a nacionalização das empresas estrangeiras.
  • 20. REVOLUÇÃO CUBANA • Em abril de 1961, exilados cubanos contrários a Fidel, apoiados pela CIA, tentaram invadir o sul da ilha com o objetivo de derrubar o governo. • Esse episódio ficou conhecido como “Desembarque na Baía dos porcos”. • No mesmo ano Cuba se aproximou da URSS e recebeu a visita de Nikita Kruschev. • Em 10/1962 essa aliança quase leva o mundo a 3ª guerra. • Os soviéticos estavam armazenando mísseis no território cubano.
  • 21. REVOLUÇÃO CUBANA • A crise dos mísseis foi resolvida por meio de um acordo entre o presidente John Kennedy e o líder Nikita Kruschev para a retirada dos mísseis. • FIDEL, manteve como prioridade, a melhoria das condições de vida da população e do setor de saúde, além da erradicação do analfabetismo. • Com a dissolução da URSS em 1989 e o surgimento da Comunidade de Estados Independentes (CEI) em 1991, Cuba, passou a viver uma série crise econômica, pois deixou de receber auxílio financeiro soviético. • Os problemas se avolumam: fugas para às ilhas da Flórida, oposição ao governo de Fidel e de seu irmão Raúl Castro.