SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 36
Baixar para ler offline
REVOLUÇÃO
 CUBANA
  O SONHO DE
INDEPENDÊNCIA
BREVE HISTÓRIA DE CUBA
► TORNOU-SEUMA DAS PRIMEIRAS COLÔNIAS
 ESPANHOLAS DA AMÉRICA.

► NOFINAL DO SÉCULO XIX, FOI ALVO DE
 CRESCENTE INTERESSE PARA OS ESTADOS
 UNIDOS.

►A LUTA PELA INDEPENDÊNCIA FOI LONGA, PELO
 FATO DA BURGUESIA DO PAÍS, MANTER
 ESTREITAS RELAÇÕES ECONÔMICAS COM A
 ESPANHA E OS ESTADOS UNIDOS.
BREVE HISTÓRIA DE CUBA

► COMEÇOU  EM 1868,
 QUANDO SE FORMOU
 UM “EXÉRCITO DE
 LIBERTAÇÃO” LIDERADO
 POR ANTÔNIO MACEO.
 DEPOIS DE DEZ ANOS
 DE LUTA , O
 MOVIMENTO FOI
 DOMINADO.
BREVE HISTÓRIA DE CUBA

► EM1895, O POETA E
 REVOLUCIONÁRIO JOSÉ
 MARTÍ DESEMBARCOU
 EM CUBA, DISPOSTO A
 LUTAR PELA
 INDEPENDÊNCIA DOS
 CUBANOS, SENDO
 MORTO UM MÊS APÓS
 O INÍCIO DA LUTA.
BREVE HISTÓRIA DE CUBA
►Entrada dos EUA no conflito: a
 explosão do USS Maine em Havana
BREVE HISTÓRIA DE CUBA

►Interesse  norte-americano em
 controlar cuba e afastar o domínio
 espanhol.
►Depois de uma guerra de três meses
 com os estados unidos, a Espanha,
 derrotada, deixou suas colônias para o
 vencedor.
BREVE HISTÓRIA DE CUBA

►Interferência   norte-americana
  Emenda Platt
  Base naval de Guatânamo
  Exploração econômica: matéria-
   prima, turismo, cassinos,
   prostituição, lavagem de dinheiro.
A DITADURA DE FULGÊNCIO BATISTA
► Entre 1940 e 1944, Batista
  exerceu a presidência de
  cuba consolidando o seu
  poder.
► Governo opressor,
  proporcionando o surgimento
  de grupos operários e
  estudantes revolucionários.
► Em 1944 acaba o mandato
  de batista, que dá um golpe
  e permanece no poder.
A DITADURA DE FULGÊNCIO BATISTA

 ► Avolumam-se   manifestações contra o
   governo.
 ► Os estudantes, liderados por José Antonio
   Etcheverria, criaram um Diretório Estudantil
   Revolucionário que patrocinou um grupo
   armado e atacou, em março de 1953, o
   palácio presidencial. Etcheverria foi morto e
   o diretório disperso.
A REVOLUÇÃO CUBANA
►Outro grupo de estudantes iniciou nova
 movimentação, liderados por um
 estudante de Direito chamado Fidel
 Alejandro Castro Ruz, (Fidel Castro).
A REVOLUÇÃO CUBANA
► Guerrilha  urbana: ataque a uma guarnição
  militar (La Moncada).
► Alguns dos atacantes foram mortos e Fidel
  Castro capturado.
► Julgado, foi condenado a 15 anos de
  prisão; libertado em seguida por
  interferência de alguns religiosos
FIDEL CASTRO SAI DA PRISÃO CUBANA
PASSADOS DOIS ANOS DO ATAQUE AO QUARTEL
MONCADA.
A REVOLUÇÃO CUBANA
► Julho de 1955: 82 cubanos
  partiram com Fidel para o
  México. Lá se encontravam
  muitos refugiados cubanos
  e vários foram recrutados
  para o “movimento 26 de
  julho”.

► Entre os novos membros
  estava o médico argentino
  ernesto guevara, conhecido
  como “che guevara”.
A REVOLUÇÃO CUBANA

►Novembro   de 1956: homens do
 “movimento 26 de julho” zarparam do
 México com o objetivo de desembarcar
 na região oriental cubana e atingir o
 conjunto de montanhas, conhecido
 como Sierra Maestra (Serra Mestra),
 onde começaria o movimento
 revolucionário.
OS COMBATENTES DE CHE FAZEM DESCARRILHAR UM TREM
BLINDADO DO GOVERNO QUE TRANSPORTA ARMAS E TROPAS
DE REFORÇO PARA OS EFETIVOS DO EXÉRCITO SITIADOS EM
SANTA CLARA.
A REVOLUÇÃO CUBANA
►Uma  contra ofensiva relâmpago do
 exército rebelde foi planejada para se
 apossar definitivamente da província
 do oriente.
►Em dezembro de 1958, a situação do
 exército oficial era desesperadora. A
 importante fortaleza de santa clara caiu
 nas mãos dos rebeldes comandados
 por Che Guevara em 18 de dezembro e
 abriu caminho para a tomada do país.
A REVOLUÇÃO CUBANA
Na madrugada de 1º de janeiro de 1959, o
presidente fugiu de cuba, dando por fim, a
sangrenta ditadura batista.




    Marcha
    sobre
    Havana
ERNESTO “CHE”
GUEVARA,
FAZENDO UM
DISCURSO.
FIDEL
CASTRO EM
DISCURSO,
UMA SEMANA
APÓS A
SAÍDA DE
FULGÊNCIO
BATISTA.
A REVOLUÇÃO CUBANA
►O  “movimento 26 de julho” pretendia
 limitar a presença estrangeira na
 economia do país, realizar a reforma
 agrária e implantar uma verdadeira
 democracia.
►No dia 17 de maio de 1959, foi anunciada
 a lei de reforma agrária, havendo o
 protesto dos grandes proprietários.
►A revolução estava numa encruzilhada: a
 reforma agrária entraria em choque com o
 interesse dos eua.
A REVOLUÇÃO CUBANA

►Novas  medidas foram tomadas
 pelo governo para aprofundar a
 reforma agrária e não recuar:
  A expropriação das fazendas médias
  o maior controle sobre as
   propriedades estrangeiras;
  Nacionalização de bancos
A REVOLUÇÃO CUBANA

► Reação  dos EUA: suspende a importação do
  açúcar cubano (Bloqueio).
► A união soviética ofereceu apoio, passando
  a comprar o açúcar.
► Entre 17 e 21 de Abril de 1961, cerca de
  1500 exilados cubanos recrutados,
  patrocinados e treinados pela CIA tentaram
  uma invasão frustrada na Baía dos Porcos.
Entre 17 e 21 de Abril de 1961, cerca de
1500 exilados cubanos recrutados,
patrocinados e treinados pela CIA
tentaram uma invasão frustrada na Baía
dos Porcos.
A REVOLUÇÃO CUBANA

►No dia 1º de maio de 1961,
em resposta às agressões
dos e.U.A, Fidel Castro
declarou que cuba se tornara
um país socialista.
Grande
apoio
popular
A REVOLUÇÃO CUBANA
►O   bloqueio econômico acarretou grandes
  dificuldades. Aos poucos Cuba vai criando
  condições para melhorar a vida de sua
  população.
► Milhares de escolas foram construídas.
► Iniciaram-se importantes transformações
  socialistas na economia, visando modificar o
  modelo de desenvolvimento do país.
► Grandes campanhas de saúde e a garantia de
  alimentos melhoraram a vida de milhões de
  cubanos.
A REVOLUÇÃO CUBANA
► Ditadura:   opositores são censurados e as
  eleições passam a ser controladas por um
  partido único
► cuba passou a defender o internacionalismo
  socialista, enviando tropas a outras regiões,
  como Angola, Etiópia e Nicarágua. nessa
  última, a revolução socialista triunfou em
  1979. a economia cubana subsistiu graças ao
  auxílio soviético.
► Che Guevara tentou construir um centro de
  treinamento para novas guerrilhas nas selvas.
► 8 de outubro de 1967 – Che é assassinado.
A REVOLUÇÃO CUBANA
►Crise nos países de
 economia socialista do
 leste europeu – queda
 da URSS – abala
 profundamente a
 economia cubana com
 a crise e o bloqueio dos
 EUA, inicia-se em cuba
 uma lenta abertura ao
 capitalismo.
A CRISE DOS MÍSSEIS
A CRISE DOS MÍSSEIS
► Causas:   resposta da URSS a
    instalação de mísseis nucleares na Turquia
     (1961)
    invasão da Baía dos Porcos (1961)
► Em 14 de Outubro de 1962: fotos de um vôo
  secreto realizado sobre Cuba revelam cerca de
  quarenta silos para abrigar mísseis nucleares.
► O governo de John F. Kennedy encarou declarou
  ser um ato de guerra.
► Houve tensão mundial pois uma possível guerra
  nuclear parecia próxima pela primeira vez.
A CRISE DOS MÍSSEIS
► Enquanto  os EUA e a URSS negociavam, a
 população tentava defender-se como podia.
 Nunca antes se tinha comprado tanto cimento
 e tijolo na história dos EUA, depois que John
 Kennedy ter declarado a verdadeira gravidade
 da situação pela televisão. Milhares de chefes
 de família, aterrorizados, trataram de cavar nos
 seus pátios e jardins pequenos abrigos que
 possibilitassem a sobrevivência da sua família
 durante a possível guerra nuclear.
A CRISE DOS MÍSSEIS
► Os EUA estabelecem o “Bloqueio Marítimo”,
 cerca a ilha de Cuba e promete afundar
 qualquer navio russo que tentasse passar da
 linha limítrofe.
A CRISE DOS MÍSSEIS
►Treze dias de suspense
 mundial devido ao
 medo de uma guerra
 nuclear. Dia 28 de
 Outubro Kruschev, após
 conseguir a retirada dos
 mísseis da Turquia,
 concordou em retirar os
 mísseis de Cuba.
A CRISE DOS MÍSSEIS
► Década  de 1960: tendência à proliferação
 dos arsenais nucleares. Por esta razão, e
 ainda sob o impacto da crise dos mísseis de
 Cuba, os EUA, a URSS e a Grã-Bretanha
 assinaram, em 1963, um acordo que proibia
 testes nucleares. No ano seguinte, os três
 países aprovaram o Tratado de Não-
 Proliferação de Armas Nucleares. O objetivo
 desse acordo era tentar conter a corrida
 armamentista dentro de um certo limite.
 Apesar disso, a China realizou, no ano de
 1964, os seus primeiros testes nucleares.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Governos Populistas
Governos PopulistasGovernos Populistas
Governos Populistaseiprofessor
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da ÁsiaRodrigo Luiz
 
Revolução Cubana
 Revolução Cubana Revolução Cubana
Revolução Cubanarichard17sl
 
A Revolução Cubana
A Revolução CubanaA Revolução Cubana
A Revolução CubanaRobert Plant
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra FriaJanaína Bindá
 
A América Latina nos séculos XX e XXI
A América Latina nos séculos XX e XXIA América Latina nos séculos XX e XXI
A América Latina nos séculos XX e XXIPaulo Alexandre
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução ChinesaJorge Miklos
 
Ditadura Militar
Ditadura MilitarDitadura Militar
Ditadura Militarguest12728e
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução CubanaRobert Plant
 
Independência da américa espanhola
Independência da américa espanholaIndependência da américa espanhola
Independência da américa espanholaMurilo Benevides
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaIsaquel Silva
 
Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?
Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?
Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?Jéssica Simões
 
Janio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulartJanio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulartharlissoncarvalho
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoPaulo Alexandre
 

Mais procurados (20)

Governos Populistas
Governos PopulistasGovernos Populistas
Governos Populistas
 
Descolonizaçao da África e da Ásia
Descolonizaçao da  África e da ÁsiaDescolonizaçao da  África e da Ásia
Descolonizaçao da África e da Ásia
 
Revolução Cubana
 Revolução Cubana Revolução Cubana
Revolução Cubana
 
A Revolução Cubana
A Revolução CubanaA Revolução Cubana
A Revolução Cubana
 
Guerra Do Vietna
Guerra Do VietnaGuerra Do Vietna
Guerra Do Vietna
 
3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria3° ano - Guerra Fria
3° ano - Guerra Fria
 
História 9º ano slide Guerra Fria
História   9º ano slide Guerra FriaHistória   9º ano slide Guerra Fria
História 9º ano slide Guerra Fria
 
Guerra fria e globalização
Guerra fria e globalizaçãoGuerra fria e globalização
Guerra fria e globalização
 
A América Latina nos séculos XX e XXI
A América Latina nos séculos XX e XXIA América Latina nos séculos XX e XXI
A América Latina nos séculos XX e XXI
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
Ditadura Militar
Ditadura MilitarDitadura Militar
Ditadura Militar
 
Independência da américa
Independência da américaIndependência da américa
Independência da américa
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Independência da américa espanhola
Independência da américa espanholaIndependência da américa espanhola
Independência da américa espanhola
 
Descolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásiaDescolonização da áfrica e ásia
Descolonização da áfrica e ásia
 
Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?
Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?
Brasil: de 1945 a 1964, uma experiência democrática?
 
Janio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulartJanio quadros e joão goulart
Janio quadros e joão goulart
 
Imperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismoImperialismo e neocolonialismo
Imperialismo e neocolonialismo
 
Guerra do Vietnã
Guerra do VietnãGuerra do Vietnã
Guerra do Vietnã
 

Semelhante a Revolucão Cubana

Semelhante a Revolucão Cubana (20)

Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
Slide-cuba pre e pos fidel castro
Slide-cuba pre e pos fidel  castro Slide-cuba pre e pos fidel  castro
Slide-cuba pre e pos fidel castro
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
Cubarevolucao
CubarevolucaoCubarevolucao
Cubarevolucao
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Especifica de História e Atualidades (1)
Especifica de História e Atualidades (1)Especifica de História e Atualidades (1)
Especifica de História e Atualidades (1)
 
Revolução Cubana.
Revolução Cubana.Revolução Cubana.
Revolução Cubana.
 
Rev.cubana
Rev.cubanaRev.cubana
Rev.cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Movimentos comunistas
Movimentos comunistasMovimentos comunistas
Movimentos comunistas
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
Aula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio CortázarAula 3 - Júlio Cortázar
Aula 3 - Júlio Cortázar
 
Revolução cubana 1959
Revolução cubana   1959Revolução cubana   1959
Revolução cubana 1959
 
Revolução Cubana
Revolução CubanaRevolução Cubana
Revolução Cubana
 
A revolução cubana
A revolução cubanaA revolução cubana
A revolução cubana
 
Revolução cubana
Revolução cubanaRevolução cubana
Revolução cubana
 
24 Revolução Cubana
24  Revolução  Cubana24  Revolução  Cubana
24 Revolução Cubana
 
Aula revolução cubana
Aula revolução cubanaAula revolução cubana
Aula revolução cubana
 

Mais de eiprofessor

Período Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I ReinadoPeríodo Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I Reinadoeiprofessor
 
História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)eiprofessor
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundialeiprofessor
 
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no BrasilDa Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasileiprofessor
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russaeiprofessor
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundialeiprofessor
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesaeiprofessor
 
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste AsiáticoAs Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiáticoeiprofessor
 
República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)eiprofessor
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrialeiprofessor
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociaiseiprofessor
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônicaeiprofessor
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanholaeiprofessor
 
Revolucão Francesa
Revolucão FrancesaRevolucão Francesa
Revolucão Francesaeiprofessor
 
Revolucão Industrial
Revolucão IndustrialRevolucão Industrial
Revolucão Industrialeiprofessor
 
EUA no século XIX
EUA no século XIXEUA no século XIX
EUA no século XIXeiprofessor
 

Mais de eiprofessor (20)

Período Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I ReinadoPeríodo Joanino, Independência e I Reinado
Período Joanino, Independência e I Reinado
 
História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)História Social Inglesa (do trabalho)
História Social Inglesa (do trabalho)
 
Segunda Guerra Mundial
Segunda Guerra MundialSegunda Guerra Mundial
Segunda Guerra Mundial
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
Crise de 1929
Crise de 1929Crise de 1929
Crise de 1929
 
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no BrasilDa Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
Da Igreja a Moenda - Sociedade Colonial no Brasil
 
Revolução Russa
Revolução RussaRevolução Russa
Revolução Russa
 
Primeira Guerra Mundial
Primeira Guerra MundialPrimeira Guerra Mundial
Primeira Guerra Mundial
 
Imperialismo
ImperialismoImperialismo
Imperialismo
 
Revolução Chinesa
Revolução ChinesaRevolução Chinesa
Revolução Chinesa
 
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste AsiáticoAs Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
As Guerras de Independência da África e Sudeste Asiático
 
República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)República Velha (Revoltas)
República Velha (Revoltas)
 
Era Vargas
Era VargasEra Vargas
Era Vargas
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas SociaisMovimento Operário e Doutrinas Sociais
Movimento Operário e Doutrinas Sociais
 
Era Napoleônica
Era NapoleônicaEra Napoleônica
Era Napoleônica
 
Independência da América Espanhola
Independência da América EspanholaIndependência da América Espanhola
Independência da América Espanhola
 
Revolucão Francesa
Revolucão FrancesaRevolucão Francesa
Revolucão Francesa
 
Revolucão Industrial
Revolucão IndustrialRevolucão Industrial
Revolucão Industrial
 
EUA no século XIX
EUA no século XIXEUA no século XIX
EUA no século XIX
 

Revolucão Cubana

  • 1. REVOLUÇÃO CUBANA O SONHO DE INDEPENDÊNCIA
  • 2. BREVE HISTÓRIA DE CUBA ► TORNOU-SEUMA DAS PRIMEIRAS COLÔNIAS ESPANHOLAS DA AMÉRICA. ► NOFINAL DO SÉCULO XIX, FOI ALVO DE CRESCENTE INTERESSE PARA OS ESTADOS UNIDOS. ►A LUTA PELA INDEPENDÊNCIA FOI LONGA, PELO FATO DA BURGUESIA DO PAÍS, MANTER ESTREITAS RELAÇÕES ECONÔMICAS COM A ESPANHA E OS ESTADOS UNIDOS.
  • 3. BREVE HISTÓRIA DE CUBA ► COMEÇOU EM 1868, QUANDO SE FORMOU UM “EXÉRCITO DE LIBERTAÇÃO” LIDERADO POR ANTÔNIO MACEO. DEPOIS DE DEZ ANOS DE LUTA , O MOVIMENTO FOI DOMINADO.
  • 4. BREVE HISTÓRIA DE CUBA ► EM1895, O POETA E REVOLUCIONÁRIO JOSÉ MARTÍ DESEMBARCOU EM CUBA, DISPOSTO A LUTAR PELA INDEPENDÊNCIA DOS CUBANOS, SENDO MORTO UM MÊS APÓS O INÍCIO DA LUTA.
  • 5. BREVE HISTÓRIA DE CUBA ►Entrada dos EUA no conflito: a explosão do USS Maine em Havana
  • 6.
  • 7. BREVE HISTÓRIA DE CUBA ►Interesse norte-americano em controlar cuba e afastar o domínio espanhol. ►Depois de uma guerra de três meses com os estados unidos, a Espanha, derrotada, deixou suas colônias para o vencedor.
  • 8. BREVE HISTÓRIA DE CUBA ►Interferência norte-americana  Emenda Platt  Base naval de Guatânamo  Exploração econômica: matéria- prima, turismo, cassinos, prostituição, lavagem de dinheiro.
  • 9. A DITADURA DE FULGÊNCIO BATISTA ► Entre 1940 e 1944, Batista exerceu a presidência de cuba consolidando o seu poder. ► Governo opressor, proporcionando o surgimento de grupos operários e estudantes revolucionários. ► Em 1944 acaba o mandato de batista, que dá um golpe e permanece no poder.
  • 10. A DITADURA DE FULGÊNCIO BATISTA ► Avolumam-se manifestações contra o governo. ► Os estudantes, liderados por José Antonio Etcheverria, criaram um Diretório Estudantil Revolucionário que patrocinou um grupo armado e atacou, em março de 1953, o palácio presidencial. Etcheverria foi morto e o diretório disperso.
  • 11. A REVOLUÇÃO CUBANA ►Outro grupo de estudantes iniciou nova movimentação, liderados por um estudante de Direito chamado Fidel Alejandro Castro Ruz, (Fidel Castro).
  • 12. A REVOLUÇÃO CUBANA ► Guerrilha urbana: ataque a uma guarnição militar (La Moncada). ► Alguns dos atacantes foram mortos e Fidel Castro capturado. ► Julgado, foi condenado a 15 anos de prisão; libertado em seguida por interferência de alguns religiosos
  • 13. FIDEL CASTRO SAI DA PRISÃO CUBANA PASSADOS DOIS ANOS DO ATAQUE AO QUARTEL MONCADA.
  • 14. A REVOLUÇÃO CUBANA ► Julho de 1955: 82 cubanos partiram com Fidel para o México. Lá se encontravam muitos refugiados cubanos e vários foram recrutados para o “movimento 26 de julho”. ► Entre os novos membros estava o médico argentino ernesto guevara, conhecido como “che guevara”.
  • 15. A REVOLUÇÃO CUBANA ►Novembro de 1956: homens do “movimento 26 de julho” zarparam do México com o objetivo de desembarcar na região oriental cubana e atingir o conjunto de montanhas, conhecido como Sierra Maestra (Serra Mestra), onde começaria o movimento revolucionário.
  • 16. OS COMBATENTES DE CHE FAZEM DESCARRILHAR UM TREM BLINDADO DO GOVERNO QUE TRANSPORTA ARMAS E TROPAS DE REFORÇO PARA OS EFETIVOS DO EXÉRCITO SITIADOS EM SANTA CLARA.
  • 17. A REVOLUÇÃO CUBANA ►Uma contra ofensiva relâmpago do exército rebelde foi planejada para se apossar definitivamente da província do oriente. ►Em dezembro de 1958, a situação do exército oficial era desesperadora. A importante fortaleza de santa clara caiu nas mãos dos rebeldes comandados por Che Guevara em 18 de dezembro e abriu caminho para a tomada do país.
  • 18. A REVOLUÇÃO CUBANA Na madrugada de 1º de janeiro de 1959, o presidente fugiu de cuba, dando por fim, a sangrenta ditadura batista. Marcha sobre Havana
  • 20. FIDEL CASTRO EM DISCURSO, UMA SEMANA APÓS A SAÍDA DE FULGÊNCIO BATISTA.
  • 21. A REVOLUÇÃO CUBANA ►O “movimento 26 de julho” pretendia limitar a presença estrangeira na economia do país, realizar a reforma agrária e implantar uma verdadeira democracia. ►No dia 17 de maio de 1959, foi anunciada a lei de reforma agrária, havendo o protesto dos grandes proprietários. ►A revolução estava numa encruzilhada: a reforma agrária entraria em choque com o interesse dos eua.
  • 22. A REVOLUÇÃO CUBANA ►Novas medidas foram tomadas pelo governo para aprofundar a reforma agrária e não recuar:  A expropriação das fazendas médias  o maior controle sobre as propriedades estrangeiras;  Nacionalização de bancos
  • 23. A REVOLUÇÃO CUBANA ► Reação dos EUA: suspende a importação do açúcar cubano (Bloqueio). ► A união soviética ofereceu apoio, passando a comprar o açúcar. ► Entre 17 e 21 de Abril de 1961, cerca de 1500 exilados cubanos recrutados, patrocinados e treinados pela CIA tentaram uma invasão frustrada na Baía dos Porcos.
  • 24. Entre 17 e 21 de Abril de 1961, cerca de 1500 exilados cubanos recrutados, patrocinados e treinados pela CIA tentaram uma invasão frustrada na Baía dos Porcos.
  • 25. A REVOLUÇÃO CUBANA ►No dia 1º de maio de 1961, em resposta às agressões dos e.U.A, Fidel Castro declarou que cuba se tornara um país socialista.
  • 26.
  • 28. A REVOLUÇÃO CUBANA ►O bloqueio econômico acarretou grandes dificuldades. Aos poucos Cuba vai criando condições para melhorar a vida de sua população. ► Milhares de escolas foram construídas. ► Iniciaram-se importantes transformações socialistas na economia, visando modificar o modelo de desenvolvimento do país. ► Grandes campanhas de saúde e a garantia de alimentos melhoraram a vida de milhões de cubanos.
  • 29. A REVOLUÇÃO CUBANA ► Ditadura: opositores são censurados e as eleições passam a ser controladas por um partido único ► cuba passou a defender o internacionalismo socialista, enviando tropas a outras regiões, como Angola, Etiópia e Nicarágua. nessa última, a revolução socialista triunfou em 1979. a economia cubana subsistiu graças ao auxílio soviético. ► Che Guevara tentou construir um centro de treinamento para novas guerrilhas nas selvas. ► 8 de outubro de 1967 – Che é assassinado.
  • 30. A REVOLUÇÃO CUBANA ►Crise nos países de economia socialista do leste europeu – queda da URSS – abala profundamente a economia cubana com a crise e o bloqueio dos EUA, inicia-se em cuba uma lenta abertura ao capitalismo.
  • 31. A CRISE DOS MÍSSEIS
  • 32. A CRISE DOS MÍSSEIS ► Causas: resposta da URSS a  instalação de mísseis nucleares na Turquia (1961)  invasão da Baía dos Porcos (1961) ► Em 14 de Outubro de 1962: fotos de um vôo secreto realizado sobre Cuba revelam cerca de quarenta silos para abrigar mísseis nucleares. ► O governo de John F. Kennedy encarou declarou ser um ato de guerra. ► Houve tensão mundial pois uma possível guerra nuclear parecia próxima pela primeira vez.
  • 33. A CRISE DOS MÍSSEIS ► Enquanto os EUA e a URSS negociavam, a população tentava defender-se como podia. Nunca antes se tinha comprado tanto cimento e tijolo na história dos EUA, depois que John Kennedy ter declarado a verdadeira gravidade da situação pela televisão. Milhares de chefes de família, aterrorizados, trataram de cavar nos seus pátios e jardins pequenos abrigos que possibilitassem a sobrevivência da sua família durante a possível guerra nuclear.
  • 34. A CRISE DOS MÍSSEIS ► Os EUA estabelecem o “Bloqueio Marítimo”, cerca a ilha de Cuba e promete afundar qualquer navio russo que tentasse passar da linha limítrofe.
  • 35. A CRISE DOS MÍSSEIS ►Treze dias de suspense mundial devido ao medo de uma guerra nuclear. Dia 28 de Outubro Kruschev, após conseguir a retirada dos mísseis da Turquia, concordou em retirar os mísseis de Cuba.
  • 36. A CRISE DOS MÍSSEIS ► Década de 1960: tendência à proliferação dos arsenais nucleares. Por esta razão, e ainda sob o impacto da crise dos mísseis de Cuba, os EUA, a URSS e a Grã-Bretanha assinaram, em 1963, um acordo que proibia testes nucleares. No ano seguinte, os três países aprovaram o Tratado de Não- Proliferação de Armas Nucleares. O objetivo desse acordo era tentar conter a corrida armamentista dentro de um certo limite. Apesar disso, a China realizou, no ano de 1964, os seus primeiros testes nucleares.