O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
O TEMPO NÃO PARA * Deu ao social uma explicação causalista. * Retoma as idéias aristotélicas, para manifestar-se sobre as ...
Preocupado e desiludido com a tirania das potências políticas e do cristianismo da época, Campanella descreve uma cidade i...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

O tempo não para

568 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

O tempo não para

  1. 1. O TEMPO NÃO PARA * Deu ao social uma explicação causalista. * Retoma as idéias aristotélicas, para manifestar-se sobre as relações inter-humanas. Criou o TOMISMO. Elaborou os princípios da doutrina cristã numa síntese filosófica do pensamento de Aristóteles. <ul><li>Prolegômenos </li></ul><ul><li>Summa Theológica </li></ul>* Abu Zaid Abd'ul- Rahman Ibn Khaldun (1332-1406) Sto. Tomas de Aquino (1226-1274) Idade Média ( ± 1200)- Séc. XIII (início) Apresentou idéias e análises básicas para as modernas concepções jurídicas e até sociológicas. * A cidade de Deus * Sto. Agostinho (354-430) Cristianismo ( ± 400 d.C.) Séc. V Foram os 1ºs a tratar a questão de maneira sistemática e separada da religião, mas não independente dos regimes políticos e econômicos. A influência dos seus escritos se faz sentir até hoje. * A República * A Política <ul><li>* Platão </li></ul><ul><li>Aristóteles </li></ul>Grécia(antiga)-pensadores Helênicos ( ± 400 a.C.) CARACTERÍSTICAS OBRAS PENSADORES ÉPOCA HISTÓRICA
  2. 2. Preocupado e desiludido com a tirania das potências políticas e do cristianismo da época, Campanella descreve uma cidade ideal, livre dos males da prepotência, da intolerância e da perseguição religiosa. Pressupõe a existência do poder político, entretanto exercido com sabedoria e amor, com base na contribuição da coletividade, que se expressa nas “decisões comuns de todos para todos”. Romance político e social avançado para a sua época. Escrito em 1512 é geralmente visto como uma análise realista e prática do poder político. Estratégias políticas. Publicado em 1651. O autor procura analisar a essência e a natureza do Estado civcil, ao qual da razão do seu poderio e de sua força, comparou ao monstro bíblico descrito em Jó. A Cidade do Sol UTOPIA O Príncipe O Leviatã Tommaso CAMPANELLA (1568-1639) Thomas MORUS (1478-1535) MAQUIAVEL (1469-1527) HOBBES (1588-1679) RENASCENÇA ( ± 1400- Sec. XV)

×