SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 19
Nome: Blendo Widston da Silva
Série: 2º Ano A
Número: 4
Prof.ª: Laerte
O iluminismo foi um movimento intelectual e
filosófico que teve origens na Inglaterra
durante o século XVIII. As ideias defendidas
pelos diversos pensadores iluministas
espalharam – se para outros centros culturais
da Europa e acabaram inspirando
transformações políticas em várias sociedades
da época, tanto europeias como da América.
   A crítica iluminista ao Antigo Regime

  Ao expressar os anseios gerais da burguesia, os filósofos
  iluministas criticaram durante as principais estruturas do
  Artigo Regime, entre elas o absolutismo monárquico. Para
  o historiador Eric Hobsbawm, libertar o ser humano de
  certas “algemas” que o prendiam parecia ser o objetivo de
  muitos deles. Entre essa “algemas”, estavam:
 o tradicionalismo religioso medieval;
 as práticas supersticiosas e o poder da magia
 A divisão social dos homens baseada numa hierarquia de
  estratos determinada pelo nascimento.
  Os Iluministas formularam teorias defendendo ideias
  como:
 O liberalismo político e econômico, com base
  principalmente na não intervenção do Estado na
  economia, na divisão de poderes dentro do Estado e na
  formação de governos representativos;
   A igualdade jurídica entre as pessoas;
   A tolerância religiosa, pela qual as pessoas teriam
    liberdade para escolher e seguir a religião que
    quisessem, sem a imposição do Estado;
   A liberdade de expressão, a educação do povo etc.

    Os iluministas acreditavam que tais elementos eram
    essenciais para a edificação de uma sociedade justa e para
    a felicidade do ser humano.
   A razão iluminista

    Desde o Renascimento, o racionalismo firmava-se como o
    modo de pensar predominante no universo intelectual
    europeu. Isso quer dizer que se valorizava cada vez mais o
    papel da razão, do pensamento lógico, na tarefa de explicar
    as coisas, o que levou a um grande desenvolvimento das
    ciências.
    Assim, outra característica básica do Iluminismo era a
    confiança na razão como instrumento capaz de promover a
    crítica às ideias dominantes que envolviam tanto as
    sociedades humanas como a natureza.
   Locke: empirismo e liberalismo político
    John Locke (1632 – 1704), filósofo inglês, é considerado o
    “pai do Iluminismo”. Em sua principal obra, afirma que
    quando nascemos nossa mente é como uma tabula rasa, ou
    seja, sem conhecimento algum.



                     John Locke (1632 – 1704)
   Voltaire: liberdade de pensamento e crítica à Igreja
    Católica
    O filósofo e dramaturgo francês François-Marie Arouet,
    que usava o pseudônimo Voltaire (1694 – 1778), foi uma dos
    mais conhecidos pensadores do Iluminismo.




                           François-Marie Arouet (1694 – 1778)
   Montesquieu: a separação dos poderes
    O jurista francês Charles-Louis de Secondat, barão de
    Montesquieu (1689 – 1755), é autor de O espírito das
    leis, obra em que defendeu a separação dos poderes do
    Estado em Legislativo, Executivo e Judiciário – que
    durante o Antigo Regime estavam concentrados na figura
    do rei.


                         Charles-Louis (1689 – 1755)
   Diderot e D’Alembert: a Enciclopédia
    Os franceses Denis Diderot (1713 – 1784) e Jean Le Rond
    D’Alembert (1717 – 1783) foram os principais
    organizadores de uma enciclopédia de vários volumes,
    elaborada com o objetivo de resumir os principais
    conhecimentos da época nos campos artísticos, científico e
    filosófico.

                     Denis Diderot                   Jean Le Rond
                     (1713 – 1784)                   D’Alembert
                                                     (1717 – 1783)
   Rousseau: o bom selvagem e o contrato social
    Jean Jacques Rousseau (1712 – 1778) nasceu em Genebra
    , na Suíça, e em 1742 mudou – se para a França. É o autor
    de O contrato social, obra na qual afirma que o soberano
    deveria conduzir o Estado de acordo com a vontade de seu
    povo.




                        Jean – Jacques Rousseau
                        (1712 – 1778)
   Quesnay: a fisiocracia
    O termo fisiocracia , de origem grega, significa “poder da
    natureza”. Os fisiocratas pregavam a implantação de um
    capitalismo agrário, baseado no aumento da produção
    agrícola. O principal representante dessa corrente foi o
    economista francês François Quesnay (1694 – 1774), para
    quem o Estado não deveria interferir na vida econômica,
    ideia que expressou no lema: “Laissez-faire, laissez-
    passar” (deixai fazer, deixar passar).

                           François Quesnay (1694 – 1774)
   Adam Smith: o liberalismo econômico
    Os burgueses criticavam a nobreza e o alto clero – que
    nada produziam e viviam à custa do Estado absolutista -
    , assim como a política econômica do Estado mercantilista:
o   O Estado é verdadeiramente poderoso se for rico;
o   Para enriquecer, o Estado precisa expandir as atividades
    econômicas capitalistas;
o   Para expandir as atividades capitalistas, o estado precisa
    dar liberdade econômica e política para os grupos
    particulares.
    O conjunto dessas ideias ficou conhecido como liberalismo
    econômico. Seu principal representante foi o economista
    escocês Adam Smith (1723 – 1790), autor da obra Uma
    investigação sobre a natureza e as causas da riqueza das
    nações, ou apenas A riqueza das nações.
Adam Smith (1723 – 1790)
Na segunda metade do século XVIII, na Europa
central, oriental e mediterrânea, houve diversos
Estados absolutistas nos quais os respectivos
monarcas e seus ministros tentaram de alguma
forma pôr em prática certos princípios da
ilustração, sem abrir mão, é claro, do próprio
absolutismo.
Associando absolutismo e ilustração, no
despotismo esclarecido foi mantido o poder do
Estado, mas alterou-se a concepção de poder
monárquico do absolutismo clássico. Vejamos:
   No absolutismo do Antigo Regime, a vontade do governante
    confundia-se com a vontade do Estado, como expresso na
    frase “O Estado sou eu”, atribuída a Luís XIV;
   No despotismo esclarecido, o governo apresenta-se como
    “o primeiro servidor do Estado”.
    Os chamados déspotas esclarecidos promoveram uma série
    de reformas públicas, como:
   Incentivo à educação pública, por meio da construção de
    escolas, do apoio a academias literárias e cientificas e da
    divulgação de textos eruditos;
   Aperfeiçoamento do sistema de arrecadação
    tributária, procurando tornar opressivas a carga de
    tributos cobrados das classes populares.
   Entre os principais déspotas esclarecidos europeus,
    podemos destacar;
   Frederico II, da Prússia (1712 – 1786) - aboliu a tortura
    aos suspeitos de ações criminosas, construiu diversas
    escolas de ensino elementar e estimulou desenvolvimento o
    desenvolvimento da indústria e da agricultura
   Catarina II, da Rússia (1729 – 1796)
    mantendo intensa correspondência com Diderot, Voltaire e
    D’Alembert, mandou construir escolas e hospitais,
    modernizou a cidade de São Petesburgo, e também a
    administração pública, e tomou bens e terras da Igreja
    Ortodoxa Russa.
   José II, da Áustria (1741 – 1790)
    Reduziu o poder e confiscou as terras da Igreja
    Católica, promoveu a libertação de numerosos servos e
    modernizou o exército, introduzindo o serviço militar
    obriga.tório
   José I, de Portugal (1714 – 1777)
    Seu principal ministro, marquês de Pombal (1699 –
    1782), exerceu a administração do reino como se fosse o
    monarca, reformando o ensino, modernizando o
    funcionamento das receitas do Estado , estimulando o
    comercio e favorecendo a formação de uma burguesia
    comercial e manufatureira.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
Janayna Lira
 
Liberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpointLiberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpoint
maria40
 
Período Pombalino (1750 - 1777)
Período Pombalino (1750 - 1777)Período Pombalino (1750 - 1777)
Período Pombalino (1750 - 1777)
Universidade Federal do Pampa
 
Trabalho sobre iluminismo maria joana morais 11ºj
Trabalho sobre iluminismo  maria joana morais 11ºjTrabalho sobre iluminismo  maria joana morais 11ºj
Trabalho sobre iluminismo maria joana morais 11ºj
JoanaRitaSilva
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
Foz
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
edna2
 
Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820
José Palma
 

Mais procurados (20)

A revolução inglesa
A revolução inglesaA revolução inglesa
A revolução inglesa
 
Aula família real portuguesa no brasil
Aula família real portuguesa no brasilAula família real portuguesa no brasil
Aula família real portuguesa no brasil
 
Liberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpointLiberalismo económico powerpoint
Liberalismo económico powerpoint
 
Mercantilismo
MercantilismoMercantilismo
Mercantilismo
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Monarquias nacionais
Monarquias nacionaisMonarquias nacionais
Monarquias nacionais
 
Período Pombalino (1750 - 1777)
Período Pombalino (1750 - 1777)Período Pombalino (1750 - 1777)
Período Pombalino (1750 - 1777)
 
O Antigo Regime
O Antigo RegimeO Antigo Regime
O Antigo Regime
 
Napoleão Bonaparte
Napoleão BonaparteNapoleão Bonaparte
Napoleão Bonaparte
 
Trabalho sobre iluminismo maria joana morais 11ºj
Trabalho sobre iluminismo  maria joana morais 11ºjTrabalho sobre iluminismo  maria joana morais 11ºj
Trabalho sobre iluminismo maria joana morais 11ºj
 
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
4 02 a europa dos estados absolutos e a europa dos parlamentos
 
RevoluçãO Francesa Power Point
RevoluçãO Francesa Power PointRevoluçãO Francesa Power Point
RevoluçãO Francesa Power Point
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
As Grandes Navegações - 7º Ano (2016)
 
O império napoleônico
O império napoleônicoO império napoleônico
O império napoleônico
 
Expansão marítima européia
Expansão marítima européiaExpansão marítima européia
Expansão marítima européia
 
Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820Revolução liberal 1820
Revolução liberal 1820
 
Revolução Francesa
Revolução FrancesaRevolução Francesa
Revolução Francesa
 
A Tomada da Bastilha
A Tomada da BastilhaA Tomada da Bastilha
A Tomada da Bastilha
 

Destaque

O despotismo esclarecido
O despotismo esclarecidoO despotismo esclarecido
O despotismo esclarecido
historiando
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
Odairdesouza
 
Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.
Dênis Ribas
 
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
200166754
 
Historia Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8anoHistoria Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8ano
Leonardo Caputo
 

Destaque (20)

Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido  Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
O despotismo esclarecido
O despotismo esclarecidoO despotismo esclarecido
O despotismo esclarecido
 
Iluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecidoIluminismo e despotismo esclarecido
Iluminismo e despotismo esclarecido
 
O iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecidoO iluminismo e despotismo esclarecido
O iluminismo e despotismo esclarecido
 
O despotismo esclarecido
O despotismo esclarecidoO despotismo esclarecido
O despotismo esclarecido
 
Iluminismo power point
Iluminismo power pointIluminismo power point
Iluminismo power point
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.Aula sobre o iluminismo.
Aula sobre o iluminismo.
 
Despotismo esclarecido e liberalismo econômico
Despotismo esclarecido e liberalismo econômicoDespotismo esclarecido e liberalismo econômico
Despotismo esclarecido e liberalismo econômico
 
Rebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blogRebelioes regenciais blog
Rebelioes regenciais blog
 
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
Propostas iluministas, despotismo esclarecido e ação de Marquês de Pombal his...
 
História 8º ano aula 2
História 8º ano   aula 2História 8º ano   aula 2
História 8º ano aula 2
 
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
História Geral - Idade Moderna - Iluminismo, Despotismo Esclarecido, Revoluçã...
 
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
Filosofia (iluminismo e revolução francesa)
 
Filósofos Iluministas
Filósofos IluministasFilósofos Iluministas
Filósofos Iluministas
 
O Despotismo Pombalino
O  Despotismo  PombalinoO  Despotismo  Pombalino
O Despotismo Pombalino
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Historia Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8anoHistoria Iluminismo 8ano
Historia Iluminismo 8ano
 
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
História do Brasil: A República Velha ou Primeira República (1889-1930) - Pro...
 
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015O Feudalismo Prof Medeiros 2015
O Feudalismo Prof Medeiros 2015
 

Semelhante a Iluminismo e despotismo

Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
Paulo Alexandre
 

Semelhante a Iluminismo e despotismo (20)

Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
Resumo o iluminismo
Resumo   o iluminismoResumo   o iluminismo
Resumo o iluminismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Antigo Regime
Antigo RegimeAntigo Regime
Antigo Regime
 
Capitulo 10
Capitulo 10Capitulo 10
Capitulo 10
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
O iluminismo 2016
O iluminismo   2016O iluminismo   2016
O iluminismo 2016
 
Resumo iluminismo
Resumo iluminismoResumo iluminismo
Resumo iluminismo
 
Iluminismo e revoluções inglesas
Iluminismo e revoluções inglesasIluminismo e revoluções inglesas
Iluminismo e revoluções inglesas
 
Seculo xviii iluminismo
Seculo xviii iluminismoSeculo xviii iluminismo
Seculo xviii iluminismo
 
O iluminismo
O iluminismoO iluminismo
O iluminismo
 
O Iluminismo
O IluminismoO Iluminismo
O Iluminismo
 
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIIIIdeias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
Ideias revolucionárias dos séculos XVII e XVIII
 
Roteiro 1 contexto hist. século xix - europa - 1ª parte
Roteiro 1   contexto hist. século xix - europa - 1ª parteRoteiro 1   contexto hist. século xix - europa - 1ª parte
Roteiro 1 contexto hist. século xix - europa - 1ª parte
 
O iluminismo 2017
O iluminismo   2017O iluminismo   2017
O iluminismo 2017
 
Iluminismo
IluminismoIluminismo
Iluminismo
 
2 iluminismo e despotismo
2   iluminismo e despotismo2   iluminismo e despotismo
2 iluminismo e despotismo
 
Iluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução FrancesaIluminismo e Revolução Francesa
Iluminismo e Revolução Francesa
 

Iluminismo e despotismo

  • 1. Nome: Blendo Widston da Silva Série: 2º Ano A Número: 4 Prof.ª: Laerte
  • 2. O iluminismo foi um movimento intelectual e filosófico que teve origens na Inglaterra durante o século XVIII. As ideias defendidas pelos diversos pensadores iluministas espalharam – se para outros centros culturais da Europa e acabaram inspirando transformações políticas em várias sociedades da época, tanto europeias como da América.
  • 3. A crítica iluminista ao Antigo Regime Ao expressar os anseios gerais da burguesia, os filósofos iluministas criticaram durante as principais estruturas do Artigo Regime, entre elas o absolutismo monárquico. Para o historiador Eric Hobsbawm, libertar o ser humano de certas “algemas” que o prendiam parecia ser o objetivo de muitos deles. Entre essa “algemas”, estavam:  o tradicionalismo religioso medieval;  as práticas supersticiosas e o poder da magia  A divisão social dos homens baseada numa hierarquia de estratos determinada pelo nascimento. Os Iluministas formularam teorias defendendo ideias como:  O liberalismo político e econômico, com base principalmente na não intervenção do Estado na economia, na divisão de poderes dentro do Estado e na formação de governos representativos;
  • 4. A igualdade jurídica entre as pessoas;  A tolerância religiosa, pela qual as pessoas teriam liberdade para escolher e seguir a religião que quisessem, sem a imposição do Estado;  A liberdade de expressão, a educação do povo etc. Os iluministas acreditavam que tais elementos eram essenciais para a edificação de uma sociedade justa e para a felicidade do ser humano.
  • 5. A razão iluminista Desde o Renascimento, o racionalismo firmava-se como o modo de pensar predominante no universo intelectual europeu. Isso quer dizer que se valorizava cada vez mais o papel da razão, do pensamento lógico, na tarefa de explicar as coisas, o que levou a um grande desenvolvimento das ciências. Assim, outra característica básica do Iluminismo era a confiança na razão como instrumento capaz de promover a crítica às ideias dominantes que envolviam tanto as sociedades humanas como a natureza.
  • 6. Locke: empirismo e liberalismo político John Locke (1632 – 1704), filósofo inglês, é considerado o “pai do Iluminismo”. Em sua principal obra, afirma que quando nascemos nossa mente é como uma tabula rasa, ou seja, sem conhecimento algum. John Locke (1632 – 1704)
  • 7. Voltaire: liberdade de pensamento e crítica à Igreja Católica O filósofo e dramaturgo francês François-Marie Arouet, que usava o pseudônimo Voltaire (1694 – 1778), foi uma dos mais conhecidos pensadores do Iluminismo. François-Marie Arouet (1694 – 1778)
  • 8. Montesquieu: a separação dos poderes O jurista francês Charles-Louis de Secondat, barão de Montesquieu (1689 – 1755), é autor de O espírito das leis, obra em que defendeu a separação dos poderes do Estado em Legislativo, Executivo e Judiciário – que durante o Antigo Regime estavam concentrados na figura do rei. Charles-Louis (1689 – 1755)
  • 9. Diderot e D’Alembert: a Enciclopédia Os franceses Denis Diderot (1713 – 1784) e Jean Le Rond D’Alembert (1717 – 1783) foram os principais organizadores de uma enciclopédia de vários volumes, elaborada com o objetivo de resumir os principais conhecimentos da época nos campos artísticos, científico e filosófico. Denis Diderot Jean Le Rond (1713 – 1784) D’Alembert (1717 – 1783)
  • 10. Rousseau: o bom selvagem e o contrato social Jean Jacques Rousseau (1712 – 1778) nasceu em Genebra , na Suíça, e em 1742 mudou – se para a França. É o autor de O contrato social, obra na qual afirma que o soberano deveria conduzir o Estado de acordo com a vontade de seu povo. Jean – Jacques Rousseau (1712 – 1778)
  • 11. Quesnay: a fisiocracia O termo fisiocracia , de origem grega, significa “poder da natureza”. Os fisiocratas pregavam a implantação de um capitalismo agrário, baseado no aumento da produção agrícola. O principal representante dessa corrente foi o economista francês François Quesnay (1694 – 1774), para quem o Estado não deveria interferir na vida econômica, ideia que expressou no lema: “Laissez-faire, laissez- passar” (deixai fazer, deixar passar). François Quesnay (1694 – 1774)
  • 12. Adam Smith: o liberalismo econômico Os burgueses criticavam a nobreza e o alto clero – que nada produziam e viviam à custa do Estado absolutista - , assim como a política econômica do Estado mercantilista: o O Estado é verdadeiramente poderoso se for rico; o Para enriquecer, o Estado precisa expandir as atividades econômicas capitalistas; o Para expandir as atividades capitalistas, o estado precisa dar liberdade econômica e política para os grupos particulares. O conjunto dessas ideias ficou conhecido como liberalismo econômico. Seu principal representante foi o economista escocês Adam Smith (1723 – 1790), autor da obra Uma investigação sobre a natureza e as causas da riqueza das nações, ou apenas A riqueza das nações.
  • 13. Adam Smith (1723 – 1790)
  • 14. Na segunda metade do século XVIII, na Europa central, oriental e mediterrânea, houve diversos Estados absolutistas nos quais os respectivos monarcas e seus ministros tentaram de alguma forma pôr em prática certos princípios da ilustração, sem abrir mão, é claro, do próprio absolutismo. Associando absolutismo e ilustração, no despotismo esclarecido foi mantido o poder do Estado, mas alterou-se a concepção de poder monárquico do absolutismo clássico. Vejamos:
  • 15. No absolutismo do Antigo Regime, a vontade do governante confundia-se com a vontade do Estado, como expresso na frase “O Estado sou eu”, atribuída a Luís XIV;  No despotismo esclarecido, o governo apresenta-se como “o primeiro servidor do Estado”. Os chamados déspotas esclarecidos promoveram uma série de reformas públicas, como:  Incentivo à educação pública, por meio da construção de escolas, do apoio a academias literárias e cientificas e da divulgação de textos eruditos;  Aperfeiçoamento do sistema de arrecadação tributária, procurando tornar opressivas a carga de tributos cobrados das classes populares.
  • 16. Entre os principais déspotas esclarecidos europeus, podemos destacar;  Frederico II, da Prússia (1712 – 1786) - aboliu a tortura aos suspeitos de ações criminosas, construiu diversas escolas de ensino elementar e estimulou desenvolvimento o desenvolvimento da indústria e da agricultura
  • 17. Catarina II, da Rússia (1729 – 1796) mantendo intensa correspondência com Diderot, Voltaire e D’Alembert, mandou construir escolas e hospitais, modernizou a cidade de São Petesburgo, e também a administração pública, e tomou bens e terras da Igreja Ortodoxa Russa.
  • 18. José II, da Áustria (1741 – 1790) Reduziu o poder e confiscou as terras da Igreja Católica, promoveu a libertação de numerosos servos e modernizou o exército, introduzindo o serviço militar obriga.tório
  • 19. José I, de Portugal (1714 – 1777) Seu principal ministro, marquês de Pombal (1699 – 1782), exerceu a administração do reino como se fosse o monarca, reformando o ensino, modernizando o funcionamento das receitas do Estado , estimulando o comercio e favorecendo a formação de uma burguesia comercial e manufatureira.