A interdisciplinaridade da arte parte2 5

248 visualizações

Publicada em

A arte e a matemática - baseado na referência curricular do 1ºciclo

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
248
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A interdisciplinaridade da arte parte2 5

  1. 1. A INTERDISCIPLINARIDA DE DA ARTE Ensino Fundamental – 1ª ciclo – parte 2
  2. 2. “Atualmente, habilidade básica em Matemática não é mais saber fazer contas e utilizar corretamente as várias unidades de medida. Habilidade básica é saber escolher, entre os conceitos e informações disponíveis, os mais apropriados para a compreensão de uma situação e a solução de problemas a ela associados: é ser capaz de comunicar o que foi feito, bem como interpretar e utilizar os resultados obtidos para tomar decisões.” (João Pitombeira) Matemática e Arte
  3. 3. O que a música, a pintura, Pitágoras e matemática tem em comum?  Donald no País da Matemágica ("Donald in Mathmagic Land") é um curta de 27 minutos que estrela o Pato Donald, foi lançados nos EUA em 26 de junho de 1959, foi dirigido por Hamilton Luske. O filme foi disponibilizado para as várias escolas, e se tornou um dos mais populares filmes educativos já feitos pela Disney. Em 1959, foi indicado ao Óscar como Melhor Curta-documentário.  Walt Disney uma vez, fez uma explicação sobre o filme: O desenho é um bom meio para estimular o interesse. Nos recentemente temos explicado a matemática em um filme animado e, dessa forma estimulado o interesse do público neste assunto muito importante. VAMOS ASSISTIR?
  4. 4. Objetivos da Matemática com a Arte  As práticas de leitura e a produção escrita também são consideradas fundamentais nas aulas de Matemáticas. Devemos trabalhar com textos variados, como: notícias e anúncios de jornal, textos literários, bulas de remédios, rótulo de produtos, extratos bancários, receitas culinárias, notas fiscais, mapas, gráficos e obras de arte, além de textos sobre a história da Matemática.  Um problema matemático é uma situação que demanda a realização de uma seqüência de ações ou operações para obter um resultado. Ou seja, a solução não está disponível de início, no entanto é possível construí-la. (Parâmetros Curriculares Nacionais. v. 3. p. 44.)  Criar formas artísticas demonstrando algum tipo de capacidade ou habilidade.
  5. 5. Exemplos:  sem dados numéricos;  com dados numéricos, que envolvem operações ou não;  com excesso de dados;  com dados insuficientes (o que torna impossível a solução);  a partir de cenas/figuras;  a partir de encartes de supermercados;  a partir de material estruturado (Tangram, blocos lógicos, réguas de Cuisenaire, material dourado, geoplano etc.);  vinculados a diversos campos da atividade profissional;  simulando a realidade;  a partir de jogos;  a partir de gráficos;  problemas de lógica.  Ao resolver um problema, o aluno “põe em jogo” habilidades de analisar, buscar compreender, tentar encontrar uma solução e verificar se a resposta é coerente com a questão apresentada. Habilidades essas que são necessárias para a vida. Dobradura. Tsuru. Composição. Piet Mondrian. Estrada de Ferro Central do Brasil. 1924. Tarsila do Amaral. Matemática: Em nossas salas de aula, devemos dar oportunidade aos alunos de resolver problemas diversos, numéricos ou não, da mesma forma que eles aparecem em nossas vidas. Por isso a importância de apresentar problemas de diferentes tipos: Arte: Na Matemática, os alunos exercitam sua imaginação e hipóteses constantemente. O aluno que exercita constantemente sua imaginação está mais habilitado para resolver problemas matemáticos. A Arte estimula habilidades no ―jogo‖ do erro/acerto, uma vez que o aluno não precisa ―deixar de lado‖ algo que considera errado ou inacabado, deve trabalhar e modificar até a conquista de um resultado final satisfatório. Os quatro grandes eixos de Matemática: NÚMEROS E OPERAÇÕES; ESPAÇO E FORMA; GRANDEZAS E MEDIDAS ; TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO;
  6. 6. Como ensinar os 4 grandes eixos de Matemática usando a Arte como aliada?  Algumas das habilidades e competências a ensinar: 1. Perceber as idéias das operações: Adição (juntar, acrescentar); Subtração (retirar, comparar e completar); Multiplicação (aditiva, combinatória, proporcionalidade); Divisão (repartir e medir); 2. Analisar, interpretar, resolver e formular situações-problema, compreendendo alguns dos significados das operações envolvendo números naturais e racionais. 3. Ler, representar, comparar e ordenar números racionais na forma decimal. NÚMEROS E OPERAÇÕES : Ao tomar a arte como aliada é possível trazer a emoção, a sensibilidade, a intuição, a criatividade e a imaginação tão presentes na atividade artística, e de fundamental importância na vida de qualquer indivíduo, para a aula de Matemática. EXEMPLO: Analise esta obra da Tarsila do Amaral e responda: OsOperários–TarsiladoAmaral
  7. 7. Mais exemplos: A verdade é que o pensamento matemático vai muito além do raciocínio lógico. Em seus aspectos mais criativos, a matemática está ligada muitos mais à intuição e à imaginação do que ao raciocínio lógico-dedutivo. ESPAÇO E FORMA: A importância do trabalho com as noções geométricas que favorecem ao aluno desenvolver a compreensão do mundo em que vive. Esse trabalho ainda permite ao aluno estabelecer conexões entre a Matemática e outras áreas, como por exemplo, a integração com as artes plásticas. Quadros, esculturas, dobraduras de papel e quebra- cabeças geométricos passam a fazer parte do contexto das aulas de Matemática, conferindo a elas uma dimensão MC Escher: Maurits Cornelis Escher (Leeuwarden, 17 de Junho de 1898 — Hilversum, 27 de Março de 1972) foi um artista gráfico holandês conhecido pelas suas xilogravuras, litografia s e meios- tons (mezzotints), que tendem a representar construções impossíveis, preenchimento regular do plano, explorações do infinito e as metamorfoses - padrões geométricos entre cruzados que se transformam gradualmente
  8. 8. OUTROS EXEMPLOS: O aluno que exercita constantemente sua imaginação está mais habilitado para resolver problemas matemáticos. GRANDEZAS E MEDIDAS: •Formar o conceito de medida de tempo, estabelecendo noções de duração e seqüência temporal (hora, dia, semana, mês, bimestre, semestre, ano, década, século, milênio). •Utilizar procedimentos e instrumentos de medidas usuais ou não, selecionando o mais adequado em função da situação- problema e do grau de precisão de resultado. Quais instrumentos usamos para fazer um desenho como este? Você sabe como usar uma régua? Um esquadro? Um compasso? O tempo O tempo perguntou ao tempo Quanto tempo o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo, Que o tempo tem tanto tempo Quanto tempo o tempo tem. Vinicius de Moraes P e r s i s t ê n c i a d a M e m ó r i a – S a l v a d o r D a l i
  9. 9. E outros...“A verdadeira viagem do descobrimento não consiste em buscar novas paisagens, mas novos olhares.” (Marcel Proust)  As práticas de leitura e a produção escrita também são consideradas fundamentais nas aulas de Matemáticas. Devemos trabalhar com textos variados, como: notícias e anúncios de jornal, textos literários, bulas de remédios, rótulo de produtos, extratos bancários, receitas culinárias, notas fiscais, mapas, gráficos e obras de arte, além de textos sobre a história da Matemática. TRATAMENTO DA INFORMAÇÃO: Coletar, organizar, comunicar e interpretar dados e informações através de listas, tabelas simples, tabelas de dupla entrada, gráficos de barras, de segmentos e diagramas. É fundamental também destacar a importância da comunicação na aprendizagem da Matemática. Ela leva ao desenvolvimento da capacidade de comunicar, justificar, argumentar, conjecturar e partilhar, com outros, sua idéia.  Fazendo Cupcakes:  Faça uma receita básica de cupcakes e depois de prontos, embale-os em caixas e dê de presente para quem você ama!  Use os modelos dados pela professora e use a sua criatividade!
  10. 10. Confirmando o aprendizado: Para fazer Todos nós sabemos que as formas tem propriedades que não mudam. Um quadrado sempre terá 4 lados e um triângulo sempre terá 3 lados( do mesmo tamanho ou não). Kazimir Malevich, 1916 – sem título 1º passo – Mostre a imagem para os alunos e peça para que eles falem o que vêem e o que acham da mesma; 2º passo – Conte um pouco sobre a história do autor e sua obra (Faça uma pequena pesquisa antes pois assim você será capaz de saciar a curiosidade dos alunos.); 3º passo – Fale sobre as formas geométricas usadas pelo artista : Nomes; quantidade de lados; as cores usadas; etc; 4º passo – Proponha aos alunos que em duplas, eles recriem esta obra fazendo uma escultura em três dimensões em forma de móbile; OBJETIVO: Observar formas geométricas presentes em elementos naturais e nos objetos criados pelo homem e suas características: arredondadas ou não, simétricas ou não, etc. Criar formas artísticas demonstrando algum tipo de capacidade ou habilidade.

×