PACTO NACIONAL PELO
FORTALECIMENTO DO ENSINO
MÉDIO
Suely Cristina Araujo Soares
Formadora Regional do Pacto/SRE Pirapora
Caderno V - Matemática
A matemática é um determinante na
sua vida
Todos nós nascemos como resultado
De um sistema de equações.
Acredite mesmo.
S...
Vivemos em função do tempo
Que nos é dado.
Existem vários tipos de pessoas,
Aquelas que encontram um grande amor e a ele s...
Dizer que não se entende Matemática
É um absurdo, porque você é um exemplo matemático.
Não importa se não consegue resolv...
MA terialize seus sonhos e
TE nha coragem de expor sua
MA neira de encarar a realidade. Ame a
TI mesmo.
CA minhe sem medo ...
Quais as lembranças que você tem da sua
relação com a matemática escolar?
30/06/15
Tem que ser(?): Gera:
30/06/15
Inacessível
Desinteressante
Inútil
Para “iluminados”
Insegurança
Frustração
Impotênc...
Matemática – Nossos alunos sabem
Matemática?
Matemática como linguagem
30/06/15
A escola,entretanto, tanto a respeito do currículo, da
prática pedagógica e de sua pró...
Questões para debate
30/06/15
O que é matemática? De que objeto ela trata? Como que se
pode ler ou escrever matemática se...
30/06/15
Quais foram(são) as consequências das abordagens
equivocadas que dominaram o ensino dessa ciência
(Matemática) p...
30/06/15
Temos ensinado matemática de maneira a não privilegiar
linguagem em suas expressões – oral, escrita, visual –
ma...
Os tipos de pensamento matemático
30/06/15
Pensamento indutivo
Raciocínio lógico-dedutivo
Visão geométrico-espacial
Pe...
30/06/1529/04/2014
Vídeo: Matemática em Toda Parte –
Matemática na Escola
Os sujeito estudantes do ensino médio e os direitos à
aprendizagem e ao desenvolvimento humano na área
de Matemática
30/06...
Música: Matemática (Restart)
30/06/15
Atividade
30/06/15
Faça uma lista de coisas, situações, sentimentos e desejos
que você quer:
Somar Dividir
Subtrair Multi...
A linguagem matemática não se adquire de maneira natural,
não é usada constantemente e necessita ser apreendida e
praticad...
Histórias em Quadrinhos:
Por que ao ler o gráfico colocado corretamente a
situação mudou tanto?
Quais tipos de gráficos conhecemos?
Em quais situaç...
Uma ocorrência do século 18:
30/06/15
Segundo parece, Euler aceitara um convite de Diderot, que
ao tempo se encontrava na...
30/06/15
O Conhecimento não existe para si, mas para a prática dos
homens(KOPNIN, 1978,p. 309) .
Ficha técnica:
Data: 1490
Técnica: lápis e tinta sobre
papel
Dimensões: 34 x 24 cm
Localização: Gallerie
dell`Accademia, V...
Marcus Vitruvius Pollio (I a.C.) descreve no terceiro
livro de sua série de dez livros intitulados “De
Architectura” as pr...
• Quem é o professor de matemática dentro da escola
básica atual?
• Não seria a interdisciplinaridade, ou outras práticas
...
• Quais as contribuições da matemática para se conseguir
um currículo que tenha o trabalho como princípio
educativo e a pe...
Questão (Albert Einstein)
_ Porque nos torna tão pouco felizes esta maravilhosa
ciência aplicada, que economiza trabalho e...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação Matemática

896 visualizações

Publicada em

Caderno V - Etapa II - Pacto Nacional pelo Fortalecimento do Ensino Médio

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
896
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
291
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Apresentação Matemática

  1. 1. PACTO NACIONAL PELO FORTALECIMENTO DO ENSINO MÉDIO Suely Cristina Araujo Soares Formadora Regional do Pacto/SRE Pirapora
  2. 2. Caderno V - Matemática
  3. 3. A matemática é um determinante na sua vida Todos nós nascemos como resultado De um sistema de equações. Acredite mesmo. Somos o par ordenado mais perfeito da natureza. Carregamos características de nossos pais y e de nossas mães x. Eram milhões de espermatozoides predestinados ao óvulo. Um espaço amostral quase infinito... Mas você só está aqui hoje, porque era o melhor matemático de lá. Pois você venceu uma extraordinária probabilidade.
  4. 4. Vivemos em função do tempo Que nos é dado. Existem vários tipos de pessoas, Aquelas que encontram um grande amor e a ele são fiéis Pela vida toda, são as "injetoras". Para cada pessoa, existe uma outra correspondente.
  5. 5. Dizer que não se entende Matemática É um absurdo, porque você é um exemplo matemático. Não importa se não consegue resolver um logaritmo, Importa o quanto você é capaz De reconhecer conceitos matemáticos ao seu redor.
  6. 6. MA terialize seus sonhos e TE nha coragem de expor sua MA neira de encarar a realidade. Ame a TI mesmo. CA minhe sem medo de cair. Aproveite porque o mundo é matemático. Elaine Rodrigues Jequié (BA) Disponível em: http://somatematica.com.br/poemas/p9.html
  7. 7. Quais as lembranças que você tem da sua relação com a matemática escolar? 30/06/15
  8. 8. Tem que ser(?): Gera: 30/06/15 Inacessível Desinteressante Inútil Para “iluminados” Insegurança Frustração Impotência Medo Estigma da Matemática
  9. 9. Matemática – Nossos alunos sabem Matemática?
  10. 10. Matemática como linguagem 30/06/15 A escola,entretanto, tanto a respeito do currículo, da prática pedagógica e de sua própria cultura, tem fracassado na tarefa de ensinar matemática. Muitos estudantes não conseguem transpor as dificuldades, fracassam e acabam abandonando a escola. Outros, mesmo continuando, não conseguem superar o analfabetismo matemático. (KLÜSENER, 1998, p. 181) Mas por que isso acontece?
  11. 11. Questões para debate 30/06/15 O que é matemática? De que objeto ela trata? Como que se pode ler ou escrever matemática sem compreender o que ela significa? Qual o papel que a Matemática escolar pode desempenhar na formação humana integral dos estudantes do Ensino Médio? Para que(m) serve a Matemática? Será que o fato do ensino da Matemática estar tradicionalmente pautado em manipulações mecânicas de técnicas operatórias, resolução de exercícios, que são rapidamente esquecidos, assim como a memorização de tabuadas, regras e propriedades, pode estar contribuindo para reforçar a visão dessa disciplina como difícil para a maioria dos discentes?
  12. 12. 30/06/15 Quais foram(são) as consequências das abordagens equivocadas que dominaram o ensino dessa ciência (Matemática) para os estudantes e docentes? Qual a importância dos conhecimentos de Matemática abordados com os alunos do Ensino Médio? Em relação ao currículo de Matemática, até que ponto a prática docente se aproxima ou distancia do proposto nas Diretrizes Curriculares para o Ensino Médio? O que significa alfabetização matemática?
  13. 13. 30/06/15 Temos ensinado matemática de maneira a não privilegiar linguagem em suas expressões – oral, escrita, visual – mas enfatizando fundamentalmente os códigos escritos. Qual é a importância da linguagem na construção dos conceitos matemáticos? “O conhecimento matemático deve contribuir para que o homem tenha uma melhor compreensão de sua realidade. Interagindo com as formas específicas de ciência, para proceder à análise de seu mundo, ele começa a se tornar cada vez mais, um pouquinho cientista”(KLÜSENER, 1998, p. 204). Nesse contexto, qual é a importância do trabalho interdisciplinar e do planejamento coletivo para a melhoria do ensino de matemática?
  14. 14. Os tipos de pensamento matemático 30/06/15 Pensamento indutivo Raciocínio lógico-dedutivo Visão geométrico-espacial Pensamento não determinístico
  15. 15. 30/06/1529/04/2014 Vídeo: Matemática em Toda Parte – Matemática na Escola
  16. 16. Os sujeito estudantes do ensino médio e os direitos à aprendizagem e ao desenvolvimento humano na área de Matemática 30/06/15 [...]Convém que as escolas de Ensino Médio desenvolvam projetos educacionais, de qualidade social,adequados às características das juventudes que a frequentam, permitindo que muitos dos desejos que trazem se transformem em projetos que possam ser perseguidos e concretizados. (BRASIL, 2015,p.15) A escola está fazendo tudo que pode para garantir o direito à aprendizagem matemática a todos os seus alunos? O que falta? Como conseguir?
  17. 17. Música: Matemática (Restart) 30/06/15
  18. 18. Atividade 30/06/15 Faça uma lista de coisas, situações, sentimentos e desejos que você quer: Somar Dividir Subtrair Multiplicar
  19. 19. A linguagem matemática não se adquire de maneira natural, não é usada constantemente e necessita ser apreendida e praticada em diferentes contextos 30/06/15 LINGUAGEM NATURAL/HABITUAL - Expressão oral; - Expressão escrita; - Expressão visual. NOTAÇÃO FORMAL - Linguagem aritmética; - Linguagem geométrica; - Linguagem algébrica; - Linguagem gráfica; - Linguagem; computacional; - Linguagem lógica.
  20. 20. Histórias em Quadrinhos:
  21. 21. Por que ao ler o gráfico colocado corretamente a situação mudou tanto? Quais tipos de gráficos conhecemos? Em quais situações eles são empregados? Como podemos representar uma situação em um gráfico? Qualquer modelo e gráfico serve para qualquer situação?
  22. 22. Uma ocorrência do século 18: 30/06/15 Segundo parece, Euler aceitara um convite de Diderot, que ao tempo se encontrava na corte de czar russo. No dia de sua chegada, Euler procurou Diderot e proclamou:[...] Cavalheiro,(a + bº)/n= X, portanto Deus existe. Responda! Anteriormente, Diderot tinha já eloquente e vigorosamente refutado numerosos argumentos filosóficos para a existência de Deus,mas nesse momento, incapaz de compreender o significado da equação matemática que Euler lhe apresentara, sentiu-se intimidado e não proferiu palavra.(GUILLEN, 1987, p.9) O que o fato apresentado exemplifica?
  23. 23. 30/06/15 O Conhecimento não existe para si, mas para a prática dos homens(KOPNIN, 1978,p. 309) .
  24. 24. Ficha técnica: Data: 1490 Técnica: lápis e tinta sobre papel Dimensões: 34 x 24 cm Localização: Gallerie dell`Accademia, Veneza, Itália Homem Vitruviano. Obra de Leonardo da Vinci FONTE: Wikimedia (2014). Disponível em: http:// goo.gl/UyFWNh
  25. 25. Marcus Vitruvius Pollio (I a.C.) descreve no terceiro livro de sua série de dez livros intitulados “De Architectura” as proporções do corpo humano masculino. Eis algumas:  Face -> do queixo ao topo da testa = 1/10 da altura do corpo.  Palma da mão -> do pulso ao topo do dedo médio = 1/10 da altura do corpo.  Cabeça -> do queixo ao topo = 1/8 da altura do corpo.  Base do pescoço às raízes do cabelo = 1/6 da altura do corpo.  Meio do peito ao topo da cabeça = 1/4 da altura do corpo.  Pé = 1/6 da altura do corpo.  Largura do peito = 1/4 da altura do corpo.  Largura da palma da mão = quatro dedos.  Largura dos braços abertos = altura do corpo.  Umbigo = centro exato do corpo.  Base do queixo à base das narinas = 1/3 da face.  Nariz -> da base às sobrancelhas = 1/3 da face.  Orelha = 1/3 da face.  Testa = 1/3 da face.
  26. 26. • Quem é o professor de matemática dentro da escola básica atual? • Não seria a interdisciplinaridade, ou outras práticas integradoras da Matemática com outros diversos conhecimentos de diferentes áreas para a compreensão ou áreas de conhecimento, uma forma de garantir espaços curriculares mais interessantes para todos, pela construção de contextos de fato significativos para os estudantes? • Como o jovem estudante vê a área de matemática? Como provocá-lo para a importância de aprendizagem na área de matemática?
  27. 27. • Quais as contribuições da matemática para se conseguir um currículo que tenha o trabalho como princípio educativo e a pesquisa como princípio pedagógico? • O que muda na organização curricular de uma escola que se fundamenta na possibilidade integradora da articulação entre trabalho, cultura, ciência e tecnologia?
  28. 28. Questão (Albert Einstein) _ Porque nos torna tão pouco felizes esta maravilhosa ciência aplicada, que economiza trabalho e torna a vida mais fácil? • A resposta é simples: Porque ainda não aprendemos a nos servir dela com bom senso.

×