Controle De Microorganismos

31.422 visualizações

Publicada em

0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
31.422
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
161
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
423
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Controle De Microorganismos

  1. 1. ACADÊMICOS : Fernanda Colares Kelton Silva Marlon Almeida Odamir Sussuarana Paulo Pacheco UNIVERSIDADE FEDERAL DO AMAPÁ – UNIFAP PRÓ-REITORIA DE ENSINO E GRADUAÇÃO DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS BIOLÓGICAS Controle dos Microorganismos MACAPÁ-AP OUTUBRO/2004
  2. 2. Terminologia Relacionada ao Controle do Crescimento Microbiano <ul><li>ESTERILIZAÇÃO </li></ul>DEFINIÇÕES Processo de destruição e/ou remoção de todas as formas de vida de um objeto ou material. Inclui os endosporos. É um processo absoluto, não havendo graus de esterilização. <ul><li>DESINFECÇÃO </li></ul><ul><li>ANTI-SEPSIA </li></ul><ul><li>GERMICIDA </li></ul><ul><li>ASSEPSIA </li></ul>Destruição de microorganismos patógenos. Geralmente são utilizadas substâncias químicas, que são aplicadas em objetos ou materiais. Reduzem ou inibem o crescimento, porém não esterilizam necessariamente. Desinfecção química da pele, mucosas e tecidos vivos. É um caso particular da Desinfecção. Agente Químico genérico que mata germes, micróbios: bactericida / virucida / fungicida / esporicida. Ausência de Microorganismo em uma área. Técnicas assépticas previnem a entrada de microorganismos em uma área
  3. 3. MÉTODOS DE CONTROLE FÍSICO QUÍMICO FÍSICO-QUÍMICO CALOR – CALOR ÚMIDO (AUTOCLAVE) CALOR SECO – AR QUENTE (ESTUFA) LÍQUIDOS – ÁLCOOL A 70% / ALDEÍDOS / FENÓIS – FORMALDEÍDO AQUOSO A 10% - ÓXIDO DE ETILENO - PLASMA DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO RADIAÇÃO – RAIO GAMA – AR COBALTO 90
  4. 4. .. É o mais empregado para eliminar microorganismos; MÉTODOS FÍSICOS DE CONTROLE .. É o mais prático / Barato / Eficaz; .. Promover a eliminação das formas de vida microbiana mais resistentes através de esterilização. CALOR <ul><li>AS DIFERENÇAS VARIAÇÕES DE RESISTÊNCIAS DOS MICROORGANISMOS EXPRESSAM TRÊS PARÂMETROS: </li></ul>.. Ponto de Morte Térmica; .. Tempo de Morte Térmica; .. Tempo de Redução Decimal.
  5. 5. Quanto maior o Número inicial de Microorganismos, maior será o tempo necessário para esterilizar Em 12 min. a probabilidade de se encontrar organismos vivos é de 1 para 1 milhão. +7 +6 +5 +4 +3 +2 +1 + 0 -1 -2 -3 -4 -5 -6 -7 2 4 6 8 10 12 14 16 18 20 MIN. DE EXPOSIÇÃO Probabilidade de encontrar Sobreviventes D Log exponencial
  6. 6. <ul><li>FERVURA </li></ul>MÉTODOS FÍSICOS DE CONTROLE Calor ÚMIDO Mais freqüente de redução do número de microorganismos (100 ºC). Requer temperatura acima da fervura da água (120 ºC). <ul><li>AUTOCLAVAÇÃO </li></ul><ul><li>PAUSTERIZAÇÃO </li></ul>Aquecimento e Resfriamento brusco.
  7. 7. <ul><li>FLAMBAGEM </li></ul>MÉTODOS FÍSICOS DE CONTROLE Calor SECO Através de Alças de Platina; Utilizada em sacos e copos de papel e plástico, carcaças de animais e materiais descartáveis. <ul><li>INCINERAÇÃO </li></ul><ul><li>FORNOS OU ESTUFAS </li></ul>Utilizada em vidrarias de laboratórios.
  8. 8. MÉTODOS FÍSICOS DE CONTROLE RADIAÇÕES .. Radiação Gama; <ul><li>IONIZANTES </li></ul><ul><li>NÃO-IONIZANTES </li></ul>.. Menor comprimento de onda; Comprimento de onda, intensidade, duração e distância da fonte .. Formação de ligações químicas em timinas adjacentes da moléculas de DNA. .. Ionização da água (SUPERÓXIDO) DESVANTAGENS .. Baixo poder de ionização e os efeitos deletérios.
  9. 9. MÉTODOS FÍSICOS DE CONTROLE MICROONDAS .. Gera um calor. .. Não afeta diretamente o Microorganismo; INDICADORES BIOLÓGICOS .. Posterior cultura dos endosporos. .. Teste de eficácia; FILTRAÇÃO .. Esteriliza objetos termossensíveis, entrada de salas ou ambientes. .. Remoção de Bactérias e fungos;
  10. 10. PRESSÃO OSMÓTICA .. Preservação de alimentos. .. Provoca um meio hipertônico; DESSECAÇÃO .. Preservação à vácuo, preservação por vários anos. .. Falta total da água;
  11. 11. MÉTODOS QUÍMICOS DE CONTROLE <ul><li>Os esterilizantes matam todos o Microorganismos; </li></ul><ul><li>Os agentes Químicos podem ser esterilizantes ou Desinfetantes; </li></ul><ul><li>A anti-sepsia também é um processo de desinfecção, destruindo ou inibindo microorganismos ou tecidos vivos. </li></ul><ul><li>Os Desinfetantes reduzem a carga Microbiana; </li></ul>
  12. 12. MÉTODOS QUÍMICOS DE CONTROLE Pricipais Grupos de Agentes Químicos .. A maioria dos Anti-sépticos; <ul><li>ÁLCOOL : </li></ul>.. O álcool etílico é o mais utilizado. .. O mais empregado é o Aldeído Fórmico; <ul><li>ALDEÍDOS E DERIVADOS : </li></ul>.. Foi muito utilizado para a fumigação terminal. .. É um desinfetante fraco; <ul><li>FENÓIS E DERIVADOS : </li></ul>.. Mistura dos Cresóis (formando a Creolina).
  13. 13. MÉTODOS QUÍMICOS DE CONTROLE Pricipais Grupos de Agentes Químicos .. Iodo Sob forma de tintura; <ul><li>HALOGÊNIOS E DERIVADOS : </li></ul>.. O cloro gasoso tem potente ação germicida. .. O Ác. Bórico é o mais importante Anti-Séptico; <ul><li>ÁCIDOS INORGÂNICOS E ORGÂNICOS : </li></ul>.. O Ác. Mandélico e Nalidíxico são Anti-Sépticos das Vias Urinárias. .. Cloreto de benzalcônico, Cloreto de Benzetônico, Cloreto de cetilpiridínico são os compostos mais utilizados; <ul><li>AGENTES DE SUPERFÍCIE : </li></ul>.. Clorexidina: usada na Anti-sepsia da pele, na lavagem das mãos e anti-sépticos bucais.
  14. 14. MÉTODOS QUÍMICOS DE CONTROLE Pricipais Grupos de Agentes Químicos .. Foram de grande importância, os sais de mercúrio; <ul><li>METAIS PESADOS E DERIVADOS : </li></ul>.. Dentre os sais de Prata, o mais utilizado é o nitrato. .. Sua principal propriedade é a liberação de O 2 ; <ul><li>AGENTE OXIDANTE : </li></ul>.. A água oxigenada e o permanganato de potássio são os mais utilizado.
  15. 15. MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS DE CONTROLE .. Atividade lenta e perigosa; <ul><li>ÓXIDO DE ETILENO : </li></ul>.. Um dos mais eficazes processos de esterilização; .. Utilizado em instrumento cirúrgicos, fios para sutura e plásticos; .. VANTAGENS / DESVANTAGENS.
  16. 16. MÉTODOS FÍSICO-QUÍMICOS DE CONTROLE .. Ação bactericida, esporicida, fungicida e virucida; <ul><li>PLASMA DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO : </li></ul>.. Processo em 5 fases: VÁCUO / INJEÇÃO / DIFUSÃO / PLASMA E EXAUSTÃO; .. VANTAGENS / DESVANTAGENS.
  17. 17. ESCOLHA E USO <ul><li>Os Desinfetantes não devem ser considerados líquidos miraculosos; </li></ul><ul><li>Não se deve relacionar o cheiro do produto com seu poder bactericida; </li></ul><ul><li>Não existe um desinfetante IDEAL; </li></ul><ul><li>É necessário adequar o uso, bem como a escolha, de um desinfetante dentre muitos disponíveis. </li></ul>
  18. 18. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS TRABULSI, Luiz Rachid. 3ª Edição. São Paulo: Editora: Atheneu, 1999   http://www.microbiologia.com.br   http://www.ufrn.br   http://www.erwinguth.com.br/html

×