Microbiologia

546 visualizações

Publicada em

Microbiologia

Publicada em: Indústria automotiva
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
546
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Microbiologia

  1. 1. MICROBIOLOGIA É a ciência que estuda os seres microscópicos (microorganismos) e suas atividades, incluindo- se o estudo da sua distribuição, suas características e seus efeitos (benéficos ou prejudiciais). O termo microbiologia deriva das palavras gregas “mikros” que significa pequeno, “bios” que significa vida e “logos” que significa ciência.
  2. 2. MICROBIOLOGIA Microorganismos: formada pelas palavras micro = pequeno e organismos = corpo, ou seja, corpo pequeno. São seres formados por apenas uma célula e sua visualização só é possível com o auxílio do microscópio. Cada espécie de microorganismo possui características próprias, diferindo na forma, tamanho, etc.
  3. 3. MICROBIOLOGIA O corpo humano contém normalmente bilhões de microorganismos, quer na pele, debaixo das unhas, na boca, nariz, intestino e em outras cavidades do nosso corpo; Entretanto, há locais isentos de microorganismos em nosso corpo.
  4. 4. MICROBIOLOGIA Dentre os microorganismos existentes, estudaremos: As bactérias; Os vírus; Os fungos; Os protozoários. O estudo da microbiologia é importante para que possamos aprender que além dos microorganismos que causam doenças, existem aqueles que ajudam no equilíbrio do meio ambiente e do nosso corpo.
  5. 5. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS As bactérias são microorganismos unicelulares podendo viver isoladamente ou constituir agrupamentos coloniais; A célula bacteriana é formada por: citoplasma, ribossomo, cromatina (DNA) e membrana plasmática; Ainda possuem uma membrana esquelética e algumas um envoltório – cápsula.
  6. 6. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS As bactérias estão amplamente distribuídas na natureza – solo, água, ar, poeira, plantas, etc. DISTRIBUIÇÃO CARACTERÍSTICAS – FORMA E TAMANHO As bactérias medem, em média, 0,5 a 10 mm de comprimento ou diâmetro. IMPORTÂNCIA As bactérias são de grande importância para a saúde e para a economia. Sem as bactérias os cadáveres se amontoariam, lixo se acumularia...
  7. 7. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Quanto a forma : Coco – de forma esférica ou subesférica (do género Coccus) Bacilo – em forma de bastonete (do género Bacillus) Vibrião – em forma de vírgula (do género Vibrio) Espirilo – de forma espiral/ondulada (do género Spirillum) Espiroqueta - em forma acentuada de espiral. CLASSIFICAÇÃO
  8. 8. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Quanto ao grau de agregação (formação de colônias): Apenas os Bacilos e os cocos formam colônias. Diplococo - de forma esférica ou subesférica e agrupadas aos pares (do género Diplococcus) Estreptococos - assemelha-se a um "colar de cocos" Estafilococos - uma forma desorganizada de agrupamento Sarcina - de forma cúbica, formado por 4 ou 8 cocos simetricamente postos. CLASSIFICAÇÃO
  9. 9. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CARACTERÍSTICAS – METABOLISMO Anaeróbias obrigatórias: morrem na presença de oxigênio. EX: bacilo tetânico. Anaeróbias facultativas: vivem tanto na presença como na ausência de oxigênio.
  10. 10. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CARACTERÍSTICAS – METABOLISMO • Em condições desfavoráveis, muitas bactérias são capazes de formar esporos: espessam seu envoltório, interrompem bruscamente seu metabolismo e iniciam um processo de “vida latente”, em que as atividades vitais são paralisadas; • Quando as condições do meio voltam à normalidade, elas retornam a sua atividade biológica. EX: bactéria causadora do tétano.
  11. 11. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CARACTERÍSTICAS – REPRODUÇÃO Assexuada Divisão binária – bipartição ou cissiparidade, ou seja, uma célula origina duas células filhas, por uma simples divisão. Sexuada Conjugação (passagem de DNA de uma bactéria para outra, gerando bactérias com características diferentes), transdução ( depende de um vírus) e transformação (DNA existente no meio).
  12. 12. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CARACTERÍSTICAS – REPRODUÇÃO Os processos de reprodução sexuada em bactérias geram variabilidade; A transmissão de resistência bacteriana a antibióticos está cada vez mais relacionada à troca de genes entre esses seres durante a reprodução sexuada.
  13. 13. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CURIOSIDADES Uma das causas da resistência a antibióticos em bactérias é mutações no cromossoma; Há, no entanto, outra causa, que são as estruturas que existem dentro das bactérias chamadas plasmídeos. Estes são apenas pedaços de ADN que passam de uma bactéria para outra e contêm muitas vezes genes resistentes a antibióticos que passam essa resistência a outras que a continham.
  14. 14. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CURIOSIDADES A membrana esquelética que reveste externamente a membrana plasmática é constituída de uma substância química exclusiva das bactérias – mureína; O antibiótico penicilina impede a síntese da parede celular das bactérias, e sem a parede elas não conseguem sobreviver, pois a água penetra por osmose até arrebentar a célula.
  15. 15. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CURIOSIDADES - CLASSIFICAÇÃO O método de coloração das bactérias, criado por Han Cristian Gram, permite separar as bactérias em dois grupos: as gram-positivas e as gram- negativas; As gram-positivas, devido às características da sua parede celular, retêm o corante de Gram, o que não ocorre com as gram-negativas;
  16. 16. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS CURIOSIDADES Certos antibióticos são mais eficientes contra as bactérias gram-positivas, enquanto outros são indicados para as gram-negativas; Nem todas as bactérias são reconhecidas pelo método de Gram. É o caso da bactéria causadora da tuberculose, sendo necessário outros métodos de coloração.
  17. 17. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Os vários tipos de bactérias podem ser prejudiciais ou úteis para o meio ambiente e para os seres vivos;  O papel das bactérias na saúde, como agentes infecciosos é bem conhecido: o tétano, a febre tifóide, a pneumonia, a sífilis, a cólera e tuberculose são apenas alguns exemplos. IMPORTÂNCIA DAS BACTÉRIAS PARA O HOMEM
  18. 18. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS O modo de infecção inclui o contacto direto com material infectado, pelo ar, comida, água e por insetos;  A maior parte das infecções pode ser tratada com antibióticos e as medidas antissépticas podem evitar muitas infecções bacterianas, por exemplo, fervendo a água antes de tomar, lavar alimentos frescos e as mãos, entre outras; A esterilização dos instrumentos cirúrgicos ou dentários é feita para os livrar de qualquer microorganismos.
  19. 19. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS No entanto, muitas bactérias são simbiontes do organismo humano e de outros animais como, por exemplo, as que vivem no intestino ajudando na digestão e evitando a proliferação de outros microorganismos; No solo existem muitos microorganismos que trabalham na transformação dos compostos de nitrogênio em formas que possam ser utilizadas pelas plantas. IMPORTÂNCIA DAS BACTÉRIAS PARA O HOMEM
  20. 20. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Existem ainda várias espécies de bactérias usadas na preparação de comidas ou bebidas fermentadas, incluindo queijos, molho de soja, chucrute, vinagre, vinho e iogurte;  Com técnicas da biotecnologia foram já “criadas” bactérias capazes de produzir drogas terapêuticas, como a insulina e para a biodegradação de lixos tóxicos. IMPORTÂNCIA DAS BACTÉRIAS PARA O HOMEM
  21. 21. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Lactobacilos são bactérias que convertem lactose e outros açúcares simples em ácido láctico. Lactobacilos são geralmente benignos -- e até necessários -- ao corpo humano. A produção de ácido láctico faz com que o ambiente fique ácido, o que inibe o crescimento de outras bactérias nocivas. Algumas espécies de lactobacilos são usadas industrialmente na produção de iogurte, chucrute, picles e outros alimentos fermentados. ALGUMAS BACTÉRIAS ...
  22. 22. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Mycobacterium tuberculosis causa a tuberculose, que é uma doença que já matou mais de 1,5 milhão de pessoas no mundo. ALGUMAS BACTÉRIAS ...
  23. 23. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS A Salmonella é a maior responsável pelos casos de infecção alimentar. Esse microorganismo está presente principalmente em ovos. ALGUMAS BACTÉRIAS ...
  24. 24. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Recolhe-se amostras a partir dos tecidos ou secreções infectadas do doente. Assim, numa enterite usam-se amostras fecais, numa pneumonia expectoração, em orgãos internos biópsia e em muitas amostras de sangue; As amostras são cultivadas em discos com os nutrientes e fatores necessários ao seu crescimento. IDENTIFICAÇÃO LABORATORIAL DE BACTÉRIAS
  25. 25. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS  São retiradas colônias bacterianas e espalhadas numa lâmina, onde coloridas (por exemplo com a técnica de Gram ou a técnica de Ziehl-Neelsen); São observadas ao microscópio óptico, e identificadas pela morfologia e coloração; Se persistem dúvidas são usados testes bioquímicos; São efetuados testes de crescimento na presença de antibióticos (teste de sensibilidade aos IDENTIFICAÇÃO LABORATORIAL DE BACTÉRIAS
  26. 26. MICROBIOLOGIA - BACTÉRIAS Medidas simples para evitar infecção: • Lavar as mãos; • Assepsia e antissepsia; • Vacinação; • Saneamento básico; • Tratar a água antes de tomá-la; • Lavar bem os alimentos, entre outras.

×