<ul><li>Nasceu em Barcelona, em 1936; </li></ul><ul><li>Advogado e economista; </li></ul><ul><li>Ministro das Relações par...
<ul><li>Jornalista económico:  BBC  e  The Economist  ; </li></ul><ul><li>Representante do Fundo Monetário Internacional n...
 
<ul><li>O cérebro pode deteriorar-se devido a um traumatismo ou em consequência de uma doença neurodegenerativa; </li></ul...
<ul><li>As ilusões não são mais do que um momento de desequilíbrio inesperado entre o que esperamos que vá acontecer e a r...
“ A simple smile is a big contagious gift”
<ul><li>Numa região do cérebro habitam células que são as causadoras do facto de os humanos tenderem a imitar aqueles que ...
<ul><li>Os neurónios espelho encontram-se na área de Broca, a zona responsável pela fala, pelo que essa identificação com ...
 
<ul><li>Quando imaginamos algo, o cérebro actua como se o estivesse a ver, embora, na realidade, nos avise de que não o es...
<ul><li>Quando o nosso armazenamento de acções se vê exposto aos estímulos externos, sabemos o que significa,   porque per...
<ul><li>De acordo com o sistema de neurónios espelho, podemos compreender e assumir as emoções dos outros. A isto damos o ...
<ul><li>A criança aprende o que vê  (atalho no d.8) </li></ul><ul><li>http://www.youtube.com/watch?v=0IY6tgIS354 </li></ul...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Trabalho do Grupo 3 - Psicologia

2.133 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.133
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
47
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Trabalho do Grupo 3 - Psicologia

  1. 3. <ul><li>Nasceu em Barcelona, em 1936; </li></ul><ul><li>Advogado e economista; </li></ul><ul><li>Ministro das Relações para as Comunidades Europeias; </li></ul><ul><li>Conseller de Finanças da Generalitat / Presidente da Delegação do Parlamento Europeu na Polónia: participou na implantação do Estado das autonomias, tutelando parte do processo de transformação económica dos países do Leste depois da queda do Muro de Berlim; </li></ul>
  2. 4. <ul><li>Jornalista económico: BBC e The Economist ; </li></ul><ul><li>Representante do Fundo Monetário Internacional na área das Caraíbas; </li></ul><ul><li>Professor em diversas instituições universitárias; </li></ul><ul><li>Autor de livros: “Viagem à Felicidade ”, “ A Alma Está no Cérebro ”; </li></ul><ul><li>Actualmente: dirige e apresenta o programa “Redes na televisão espanhola”. </li></ul>
  3. 6. <ul><li>O cérebro pode deteriorar-se devido a um traumatismo ou em consequência de uma doença neurodegenerativa; </li></ul><ul><li>Devido à plasticidade cerebral, o cérebro é capaz de recuperar e substituir umas faculdades por outras, de manipular-se a si mesmo para solucionar problemas; </li></ul><ul><li>A ductibilidade permite que o cérebro se reorganize e consiga adaptar-se a novas situações; </li></ul><ul><li>Como os neurónios, com o tempo, perdem a capacidade de se dividir, o cérebro procura outros neurónios com os quais possa substituir as funções da zona danificada ou outras funções de modo a compensar a actividade de neurónios lesados; </li></ul><ul><li>A plasticidade modifica o cérebro, concentrando neurónios nas áreas mais precisas; </li></ul><ul><li>O cérebro realiza uma previsão sobre aquilo que deve esperar; </li></ul>
  4. 7. <ul><li>As ilusões não são mais do que um momento de desequilíbrio inesperado entre o que esperamos que vá acontecer e a realidade que se nos apresenta; </li></ul><ul><li>O cérebro é capaz de estabelecer uma distinção entre a informação procedente dos sentidos e a informação imaginada; </li></ul><ul><li>Quando imaginamos, o sistema visual está activado, enquanto que os dados auditivos, somatossensoriais e visuais do olho estão desactivados (inibidos): sistema visual parcialmente ligado; </li></ul><ul><li>Pensar no movimento melhora as destrezas e, inclusive, a força. Quando se imagina a realização de um movimento utilizam-se as mesmas estruturas cerebrais das que se empregam quando se está, efectivamente, em movimento (Ex.: Desporto); </li></ul>
  5. 8. “ A simple smile is a big contagious gift”
  6. 9. <ul><li>Numa região do cérebro habitam células que são as causadoras do facto de os humanos tenderem a imitar aqueles que os rodeiam: “neurónios espelho”; </li></ul><ul><li>Estes neurónios são utilizados pelo macaco quando este simula mentalmente o movimento do companheiro; </li></ul><ul><li>Os neurónios espelho são activados da mesma forma que os neurónios responsáveis por um determinado movimento; </li></ul><ul><li>O riso e o choro são contagiantes porque os neurónios espelho permitem que quando vemos alguém emocionar-se, sintamos, também, essa emoção. Conseguimos, assim, ler a mente do outro e identificamo-nos com ele; </li></ul>
  7. 10. <ul><li>Os neurónios espelho encontram-se na área de Broca, a zona responsável pela fala, pelo que essa identificação com o outro possa estar intimamente relacionada com o surgimento da linguagem. Isto significa que a habilidade de imitar gestos conta com um emissor e um receptor comum ao diálogo gestual que, mais tarde, iria converter-se em comunicação verbal; </li></ul><ul><li>Com o aparecimento dos neurónios espelho, produziu-se a mudança estrutural que o cérebro necessitava para alcançar a sua actual capacidade intelectual. </li></ul>
  8. 12. <ul><li>Quando imaginamos algo, o cérebro actua como se o estivesse a ver, embora, na realidade, nos avise de que não o estamos a ver e, por isso, não envie sinais para a acção; </li></ul><ul><li>Quando imaginamos que fazemos algo, o cérebro actua como se o estivesse mesmo a fazer, mas evita a situação motora; </li></ul><ul><li>Quando vemos uma pessoa a fazer algo, activam-se os neurónios espelho no nosso cérebro e este actua como se estivéssemos a fazer o mesmo, embora a acção seja inibida; </li></ul><ul><li>O cérebro cria cópias no sistema motor. Ele consegue reconhecer uma acção unicamente olhando para ela porque, uma vez produzida e introduzida na rede motora, esta permitir-nos-á saber o movimento seguinte (previsão); </li></ul><ul><li>Sabemos o que significa quando vemos um ser humano a fazer algo. Trata-se de um conhecimento na primeira pessoa . Sabemos o que significa porque o experimentamos e sentimos; </li></ul><ul><li>Para compreender o mundo utilizamos versões ou padrões armazenados, aos quais recorremos quando necessário. O que acontece no exterior deveria adaptar-se ao padrões e versões interiores, dai a expectativas </li></ul>
  9. 13. <ul><li>Quando o nosso armazenamento de acções se vê exposto aos estímulos externos, sabemos o que significa, porque pertence ao nosso eu; </li></ul><ul><li>Não sabemos o que significa uma acção de um objecto exterior, cujo padrão não temos no nosso interior; </li></ul><ul><li>Com as expectativas, o ser humano capta as informações e as intenções dos outros e prevê aquilo que pode vir a acontecer; </li></ul><ul><li>O cérebro cria constantemente expectativas; </li></ul><ul><li>Criam-se milhares de redes de acção interligadas , chamadas “cadeias de acções”, que vão gerar as expectativas; </li></ul><ul><li>Sempre que surgir algo que não esteja nas suas versões interiores, a surpresa acontecerá; </li></ul><ul><li>Este aspecto de criação do mundo afecta as relações humanas. Porque é que o ser humano, por vezes, se relaciona tão mal entre si? Porque não lida apenas com as intenções, mas também com os sentimentos e emoções ; </li></ul>
  10. 14. <ul><li>De acordo com o sistema de neurónios espelho, podemos compreender e assumir as emoções dos outros. A isto damos o nome de empatia; </li></ul><ul><li>A capacidade de conhecer a intenção dos outros não foi criada por motivos positivos, mas sim para enganar as pessoas (cérebro maquiavélico); </li></ul><ul><li>Ao que parece, este “cérebro maquiavélico” foi a base de sobrevivência dos primatas, mas, felizmente, possuímos o mecanismo da empatia em relação aos outros. </li></ul><ul><li>Sentimos e temos emoções, o nosso cérebro é capaz de as processar e compreender o mundo de acordo com as versões e padrões apreendidos; </li></ul><ul><li>O cérebro é um órgão desenvolvido para actuar. Sabe o que sabe e sente o que sente, mas no final… actua. </li></ul>“ The unstopable machine”
  11. 15. <ul><li>A criança aprende o que vê (atalho no d.8) </li></ul><ul><li>http://www.youtube.com/watch?v=0IY6tgIS354 </li></ul><ul><li>Ahhh! (atalho no d.10) </li></ul><ul><li>http://www.youtube.com/watch?v=60yCyJhvxXI </li></ul>

×