Ponto cego

1.816 visualizações

Publicada em

É difícil imaginar que o próprio órgão responsável por nos fazer enxergar tenha um ponto cego, porém é verdade. A Cerpo Oftalmologia explica o motivo.

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.816
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ponto cego

  1. 1. Ponto Cego É difícil imaginar que o próprio órgão responsável por nos fazer enxergar tenha um ponto cego, porém é verdade. Faça o teste:
  2. 2. 1) Olhe para a imagem abaixo 2) Tampe o olho direito e olhe para o círculo 3) Agora tampe o olho esquerdo e olhe para a letra X. Os símbolos desapareceram ao tampar um dos olhos? Incrível, não!?
  3. 3. Isso se chama ponto cego, cientificamente chamado de escotoma, um ponto obscuro do campo visual. No dia-a-dia é difícil perceber esta diferença, pois um olho compensa o ponto cego do outro.
  4. 4. A formação do olho é mais complexa do que parece. A imagem do slide a seguir demostra um pouco desta complexidade, porém observe a localização da retina e do nervo óptico. Vamos entender o porquê isto acontece:
  5. 5. Há uma pequena parte da retina, ligada ao nervo óptico, que não consegue detectar a luz que forma a imagem. É o lugar no campo visual que corresponde à falta de células fotorreceptoras no disco óptico da retina.
  6. 6. Como não há células fotorreceptoras nesta área, não percebemos parte do campo visual, mas o cérebro preenche esse ponto com informações sobre imagens periféricas e com percepções do olho contralateral, por isso não percebemos o ponto cego.
  7. 7. No Exame de campimetria computadorizada, há identificação do ponto cego. Este exame também serve para avaliar outras áreas do campo de visão em pacientes com glaucoma, retinopatias e lesões neurológicas.
  8. 8. Entenda a função da retina e do nervo óptico
  9. 9. Retina: membrana interna, composta por várias camadas celulares. Na retina, encontram-se dois tipos de células fotossensíveis: os cones e os bastonetes. Quando excitados pela energia luminosa, estimulam células nervosas, geram impulso nervoso que se propaga pelo nervo óptico. É onde se forma a imagem.
  10. 10. Nervo óptico: sua função é exclusivamente sensitiva. Transporta as sensações visuais do olho para o cérebro penetrando no crânio pelo corpo ciliar.

×