Gestão ambiental e aquecimento global

1.096 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.096
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gestão ambiental e aquecimento global

  1. 1. Gerenciamento Ambiental Meio Ambiente e Sociedade Roney Gusmão
  2. 2. Gerenciamento ambiental • Gestão ambiental pública é a • ação do governo com vistas à melhoria da qualidade do meio ambiente. • Essa atuação limita interferência do poder privado bem como de civis, de modo a garantir a saúde do meio. • Através da legislação ambiental, os Estados disciplinam a atividade humana para proteger o meio. • No Brasil também a legislação é resultado da pressão de movimentos ambientalistas; Em 1960, surgem no Brasil outros códigos agregados à legislação, como o Código Florestal, Lei de Proteção à Fauna, o Código de Pesca etc.
  3. 3. Política Nacional de Meio Ambiente • É um dos principais • A Constituição Federal/1988 documentos legais que trata tem capítulo próprio para o das questões ambientais. Meio Ambiente, garantindo o direito ao meio ambiente sadio • Tenta compatibilizar o como direito essencial de desenvolvimento econômico todos. à preservação ambiental, disciplinando e • A Lei dos Crimes Ambientais regulamentando ações. define penas segundo a gravidade da infração e os • Composto por: 1. Órgão antecedentes do infrator. superior: Conselho do governo; 2. Órgão consultivo: • As penas podem ir de uma Conselho Nacional do Meio breve advertência, a multa Ambiente – CONAMA; 3. diária, embargo de obra até Órgão Central: ministério do demolição e detenção. Meio Ambiente – MMA; 4. Órgão Executor: Instituto brasileiro do Meio Ambiente – IBAMA.
  4. 4. Modelos de Gestão Ambiental • Atuação responsável: Incentiva a produção de ações voltadas à saúde, segurança e meio ambiente. • Ecoeficiência: Incentiva a redução da poluição e uso dos recursos naturais nas atividades empresariais. • Total Quality Environmental Managemente – TQEM: Esforço para produzir e comercializar bens que atendam expectativas dos clientes sob a noção de qualidade ambiental. • Cleaner Production: Estratégia preventiva para minimizar impactos ambientais. • Ecodesign: Preocupação de algumas empresas da indústria eletrônica em incorporar questões ambientais em seus produtos.
  5. 5. Responsabilidade social e ambiental • A França foi o primeiro país a ter uma lei que obrigava as empresas a elaborar o Balanço Social. • No Brasil se tem início na década de 60 com tentativa de integrar elementos sociais e ambientais que atendem expectativas sociais em relação à empresa. • A responsabilidade ambiental está vinculada à social, pois ambas visam contribuir para a qualidade de vida humana.
  6. 6. Políticas Pró-Ativas • É o estímulo a iniciativa empresarial no concernente a questões ambientais e sociais. • Essa pro-atividade visa propor soluções além da interferência estatal: Parte do projeto neoliberal. • Toca questões como: Trabalho Infantil, Saúde e Segurança, Negociação Coletiva, combate à Discriminação, estímulo a avanços salariais. • A Responsabilidade social e ambiental é utilizada como ferramenta de marketing nas próprias empresas
  7. 7. Aquecimento Global • Verifica-se aumento na temperatura global desde a Revolução Industrial. • São chamados de gases efeito estufa (GEE): dióxido de carbono, Metano, óxido nitroso. • Como efeito, ocorre: derretimento de geleiras, aumento na incidência de tornados e furacões, intensificação do fenômeno El Niño, aumento na população de insetos, alteração metabolica de vegetais, danos ao regime de chuvas, danos à biodiversidade, além de anomalias no clima global.
  8. 8. Camada de Ozônio • Camada que tem a função de proteger a vida terrestre da radiação solar nociva. • O CFC destrói esta camada, resultando num buraco situado sobre o polo sul.
  9. 9. Protocolo de Kyoto • Em 1992, países membros da Convenção do Clima se reuniram no empenho por reduzirem a emissão de GEE. • EUA e Austrália preferiram não se comprometer a reduzir emissão de GEE. • Ficam instituídos os Créditos de Carbono, que movimentou US$ 30 bilhões só em 2006. • Captar os GEEs pode ser um negócio rentável para países em desenvolvimento.

×