11 de setembro

7.328 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.328
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
106
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

11 de setembro

  1. 1. Escola Secundária Matias Aires Línguas e Humanidades Geografia C Os Ataques de11 de Setembro Aluno: Fábio Santos Fatuda Ano: 12ºano Turma: 3 Nº: 11
  2. 2. Escola Secundária Matias Aires Línguas e Humanidades Geografia CBreve caracterizaçãoOs Ataques de 11 de Setembro aconteceram nos Estados Unidos da América (EUA), ecomo o próprio nome do trabalho indica teve lugar a 11 de Setembro de 2001.Os EUA sofreram o maior ataque terrorista de sempre, estes ataques terroristas foram 4aviões sequestrados e coordenados pela Al-Qaeda com destino aos Estados Unidos. Os19 terroristas intencionalmente bateram dois dos aviões contra as Torres Gémeasdo World Trade Center em Nova Iorque, matando todos a bordo e muitos dos quetrabalhavam nos edifícios. O terceiro avião de passageiros caiu nos arredoresde Washington, D.C. , e por fim o quarto avião caiu num campo na Pensilvânia.
  3. 3. Escola Secundária Matias Aires Línguas e Humanidades Geografia CP:Quais as causas do atentado de 11 de Setembro?Causas históricasDesde que o estado de Israel surgiu em 1948, o Ocidente e os Estados Unidos emparticular sempre estiveram ao lado dos judeus. E quem é amigo dos judeus é inimigodos palestinianos. Durante a guerra fria enquanto os americanos, franceses e inglesesapoiavam Israel, os soviéticos apoiaram quase sempre os árabes, com armas econselheiros militares. A verdade é que este arranjo do mundo manteve-se mesmodepois da queda da União Soviética. No entanto, desde 1992 que a existência de basesmilitares em terreno saudita e a 1ª guerra do Iraque tornaram os EUA os inimigosprincipais dos árabes e do fundamentalismo islâmico. Foi assim que os talibãs grupo deextremistas resultantes da simbiose dos mujahedin e de extremistas pashtunscontrolaram a partir e 1996 o governo afegão impondo um governo extremista eopositor do Paquistão e dos seus aliados, os EUA.Foram estas inimizades e tensões crescentes, entre os EUA principal força por detrás deIsrael e os fundamentalistas islâmicos que são vários mas entre eles os talibãs, quelevaram ao planeamento deste ataque às torres gémeas e as principais razões que sãobasicamente: a luta entre os judeus e seus aliados ocidentais e os países islâmicosinimigos dos judeus porque consideram que aqueles não podem existir em terrasislâmicas.Claro que podemos calcular que a derrocada da URSS deixou os EUA sem oposiçãoforte a nível mundial no equilíbrio de forças hegemónicas. Sem o controlo forte daRússia que está mergulhada em problemas económicos muito grandes e não aguenta oesforço de apoiar outros países como acontecia há 25 anos atrás, não é difícil imaginarque poderia surgir com facilidade e sem grandes impedimentos próximos um conjuntode países islâmicos muito conservadores e que pretendiam preservar o legado da GuerraSanta e da expansão do Islão o que aconteceu com o Iraque, os talibãs, e está aacontecer com o Irão.
  4. 4. Escola Secundária Matias Aires Línguas e Humanidades Geografia CP: Quais as consequências do atentado de 11 de Setembro?Os ataques terroristas contra as Torres Gémeas e o Pentágono são o acontecimento maismarcante da primeira década do século XXI. De então para cá outros factos deixaramtantas ou mais consequências do que os atentados nos EUA… Diminuição dos voos de um modo geral, com grande prejuízo para as companhias aéreas. Grandes investimentos na indústria de armamento já que vários países uniram-se para invadir o Afeganistão e Iraque. Grandes investimentos na segurança contra ataques terroristas em locais públicos. Concluiu-se que o mandante do atentado foi Osama bin Laden, os Estados Unidos invadiram o Afeganistão em 2001 e 2002 atrás de Osama bin Laden, mas Osama não foi encontrado. Em 20 de Março de 2003, os Estados Unidos e a Inglaterra invadiram o Iraque para procurar e desarmar supostas armas de destruição em massa construídas no território iraquiano. Tais armas nunca foram encontradas. Até hoje ainda existem tropas americanas e inglesas no território iraquiano.
  5. 5. Escola Secundária Matias Aires Línguas e Humanidades Geografia COs Ataques de 11 de Setembro, 10 anos depois.Passados dez anos, o maior atentado terrorista da história ainda desencadeia fortesrepercussões - e não apenas nos Estados Unidos. O impacto do 11 de Setembro ésentido desde a transformação na segurança dos aeroportos até a complexa convivênciaentre o Ocidente e o mundo islâmico. Desde o atentado do 11 de Setembro, o combateao terrorismo global tornou-se o principal objectivo dos Estados Unidos.Desde então, os americanos vivem em estado de alerta, desconfiados dos estrangeiros,principalmente aqueles vindos do Oriente Médio. A morte de Bin Laden causou euforia,levando milhares de pessoas às ruas para comemorar o fim do terrorista mais famosodos últimos tempos e chefe da Al Qaeda.Durante a década de 80, os EUA lutaram do mesmo lado de Bin Laden para retirar aUnião Soviética do Afeganistão. Já no início de 90, 300 mil soldados americanos forampostos em lugares sagrados como Meca e Medina. Com medo da influência ocidental noOriente Médio, Bin Laden rompeu com o governo americano e deu início ao projecto detransformar a Al Qaeda em uma multinacional do terrorismo.Após a explosão das torres gémeas do World Trade Center, a população teme um novoataque. As pessoas retomaram de novo as suas vidas dias depois do atentado, paraacompanhar o ritmo da deliranteque é Nova Iorque.Após 10 anos, os americanos ainda vivem com o medo, pois a morte de Bin Laden sótrouxe mais motivos para a Al Qaeda continuar com as ameaças aos EUA.Hoje, já existe a proposta de retirada dos soldados americanos do território doAfeganistão. Líderes religiosos pedem que haja uma reconciliação. É necessário que oocidente procure a melhor forma de combater o terrorismo sem ferir os direitoshumanos e respeitando a liberdade religiosa.
  6. 6. Escola Secundária Matias Aires Línguas e Humanidades Geografia CA cerimónia em Nova Iorque de homenagem às vítimas (11.09.2011) dos atentados de11 de Setembro de 2001 esteve reservada aos familiares das vítimas, a quem coube leros quase 3.000 nomes dos que morreram em Nova Iorque e também dos que perderam avida no Pentágono e na queda do quarto avião, em Shanksville, Estado da Pensilvânia.Barack Obama costuma pensar no 11 de Setembro de 2001 como o dia em que todos osEstados Unidos se uniram para enfrentar um desastre, "Para mim, como para a maioriade nós, a primeira reacção foi e continua sendo a angústia pelas famílias em luto",afirmou Obama ao canal NBC durante uma entrevista em que recordou a sua reacção nomomento em que tomou conhecimento dos ataques, “.a outra coisa que todoslembramos é como os Estados Unidos se uniram", disse ainda, numa outra entrevista,horas antes da cerimónia de homenagem às vítimas."10 Anos depois, eu diria que os Estados Unidos atravessaram isso de uma maneiraconsistente com o nosso carácter", afirmou Obama. "Cometemos erros. Algumas coisasnão obtiveram sucesso como se esperava, mas em geral nos apoderamos da batalhacontra a Al-Qaeda", acrescentou."Graças à coragem e precisão das nossas forças, fizemos justiça, com a morte de Osamabin Laden", assinalou."Uma década depois do 11/9, ficou claro que os terroristas que nos atacaram naquelamanhã de Setembro não tiveram o êxito pretendido, pelo carácter de nosso povo, pelaresistência de nossa nação e dos nossos próprios valores", afirmou Obama.Testemunho de quem lá esteve …“ Um ano depois de ter estado em NY, de ter dado a volta a Manhattan de barco, e de terentrado na torre sul do WTC, assisto à desgraça que mudou o mundo. Dez anos depoispercebo que, enquanto houver memória, a América não será a mesma. “

×