Helmintoses(Verminoses )(Do gr. Helmins, verme e ose, doença)
Age nte e timológic o = é o agente causador ou o  responsável pela origem da doença. Pode ser um vírus,        bactér...
Identificando os ciclos de vida de alguns invertebrados parasitas
Teníase A teniase é estimada em 2,5 milhoes       ́                           ̃ em todo mundo e a cisticercose entre     ...
Diferenç a entre as duas       espé cies                           Escó lex
Ciclo da Teníase
Sintomas                     Diarré iaCansaç o   Perda de massa corpó rea
Proglótide maduraO corpo da tê niapode ter mil proglotes.O ovo: 0,03mmCisticercos: chegam a12mmAdulto: atinge 3m
Cisticercose• A larva poderá fazer seu encistamento em vá     rios  ó rgãos, inclusive no sistema nervoso central  (cé reb...
Corte atravé s do cé rebro de uma pessoa quemorreu de cisticercose cerebral, uma infecç ã com                             ...
Teníase, considerando a    prevenç ã e o tratamento.             oPrevenç ão:• Consiste em usar sanitários ligados à rede ...
Referê                    ncias Bibliográ                                  ficas• Cruz, José Luiz Carvalho da. Projeto Ara...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Parasitologia

1.394 visualizações

Publicada em

Introdução as Helmintoses

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.394
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
69
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Parasitologia

  1. 1. Helmintoses(Verminoses )(Do gr. Helmins, verme e ose, doença)
  2. 2. Age nte e timológic o = é o agente causador ou o responsável pela origem da doença. Pode ser um vírus, bactéria, fungo, protozoário ou um helminto. ve tor de trans mis s ão - organismo capaz de transmitiragentes infecciosos. 0 parasita pode ou não desenvolver- se enquanto encontra-se no vetor. hos pe de iro - organismo que serve de habitat para outro que nele se instala encontrando as condições de sobrevivência. O hospedeiro serve como fonte de nutrientes para a parasita.hos pe de iro de finitivo - é o que apresenta o parasito em fase de maturidade ou em fase de atividade sexual. hos pe de iro inte rme diario - é o que apresenta o ́ parasito em fase larvária ou em fase assexuada. profilaxia - é o conjunto de medidas que visam a prevenção, erradicação ou controle das doenças ou de fatos prejudiciais aos seres vivos.
  3. 3. Identificando os ciclos de vida de alguns invertebrados parasitas
  4. 4. Teníase A teniase é estimada em 2,5 milhoes ́ ̃ em todo mundo e a cisticercose entre 300 mil pessoas infectadas.É causada por algumas espé cies deplatelmintos do gê nero Taenia que seinstalam no intestino humano.As principais sã Taenia solium (porco) e o:Taenia saginata (boi).
  5. 5. Diferenç a entre as duas espé cies Escó lex
  6. 6. Ciclo da Teníase
  7. 7. Sintomas Diarré iaCansaç o Perda de massa corpó rea
  8. 8. Proglótide maduraO corpo da tê niapode ter mil proglotes.O ovo: 0,03mmCisticercos: chegam a12mmAdulto: atinge 3m
  9. 9. Cisticercose• A larva poderá fazer seu encistamento em vá rios ó rgãos, inclusive no sistema nervoso central (cé rebro) – é a chamada cisticercose cerebral que pode levar à cegueira, danos mentais (até loucura) e morte. Dependendo do lugar onde o cisticerco se aloja, o organismo gera um envoltó rio para isolá formando um nó dulo que -lo, pode ser retirado cirurgicamente ou nã Existem o. tratamentos sintomá ticos. No interior do Brasil, o cisticerco també m é chamado de canjiquinha.
  10. 10. Corte atravé s do cé rebro de uma pessoa quemorreu de cisticercose cerebral, uma infecç ã com o cisticerco por Taenia solium.
  11. 11. Teníase, considerando a prevenç ã e o tratamento. oPrevenç ão:• Consiste em usar sanitários ligados à rede de esgotos e, assim, evitar a contaminaç ã das o águas e dos alimentos.• Cozimento de verduras e carnes.• Inspeç ã da carne de boi e porco . oTratamento: Uso de medicamentos ou cirurgias para retirar os cisticercos.
  12. 12. Referê ncias Bibliográ ficas• Cruz, José Luiz Carvalho da. Projeto Araribá ciê : ncias. Ed. Moderna. 2ª ed. – Sã Paulo, 2007. o• Soares, José Luís. Dicioná etimoló gico e circunstanciado de biologia. rio: Ed. Scipione. 1ª ed. -Sã Paulo, 2005. o• Jr, Cleveland P. Hickman; Robertes, Larry S; Larson, Allan. Princípios Integrados de Zoologia. Ed. Guanabara et Koogan. 11ª ed. Rio de Janeiro, 2004.• Amabis, José Mariano; Martho, Gilberto Rodrigues. Fundamentos da biologia moderna. Ed. Moderna. 4ª ed. – Sã Paulo, 2007. o

×