Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas 
Disciplina: Informática 
Professor: Ferreira 
INVERTEBRADOS DE IMPORTÂNCIA M...
PLATELMINTOS 
Os platelmintos são considerados vermes 
achatados e surgiram na Terra há provavelmente 
cerca de 600 milhõ...
PLATELMINTOS 
Aproximadamente 15 mil espécies, vivem 
predominantemente em ambientes aquáticos, 
como oceanos, rios e lag...
PLATELMINTOS 
Medindo desde alguns milímetros até metros de 
comprimento, os platelmintos possuem tubo 
digestório incomp...
AS TENIAS E A TENÍASE
AS TENIAS E A TENÍASE 
A forma adulta das tênias causa uma doença 
chamada de teníase, Taenia solium, do porco 
e Taenia ...
TAENIA 
http://www.coladaweb.com/biologia/reinos/ 
as-tenias-(solitarias)-teniase
TAENIA SOLIUM 
http://www.muyinteresante.es/naturaleza/fo 
tos/animales-que-se-alimentan-de-sangre/ 
animales-alimentan-sa...
As tênias são hermafroditas logo, não necessitam 
de parceiros para a cópula e postura de ovos.
É muito grande a quantidade dos ovos liberados (30 
a 80 mil em cada proglote). 
 Os ovos se desprendem periodicamente e...
O porco é considerado o hospedeiro intermediário. 
Tal animal se alimenta de fezes e assim, ingere os 
ovos que foram dep...
Pela circulação sangüínea, alcançam os músculos e 
o fígado do porco, transformando-se em larvas 
denominadas cisticercos...
Quando o homem se 
alimenta de carne 
suína crua ou mal 
cozida contendo 
estes cisticercos, as 
vesículas são 
digeridas...
O homem com tais características desenvolve a 
teníase, isto é, está com o helminte no estado 
adulto, e é o seu hospedei...
Os cisticercos apresentam-se semelhantes a 
pérolas esbranquiçadas, com diâmetros variáveis, 
normalmente do tamanho de u...
http://www.saudemedicina.com/cisticercose/
AGENTES EPIDEMIOLÓGICOS 
Agente Etiológico: Na forma larvária, a Taenia 
solium e a Taenia saginata causam a teníase. Na ...
AGENTES EPIDEMIOLÓGICOS 
Reservatório e Fonte de infecção: o homem é o 
único hospedeiro definitivo da forma adulta da T....
AGENTES EPIDEMIOLÓGICOS 
Período de Incubação: Para a teníase, após a 
ingestão da larva, em aproximadamente três meses, ...
Ao se alimentar de carnes cruas ou mal passadas, o homem pode 
ingerir cisticercos (lasvas de tênia). 
No intestino, a l...
CISTICERCOSE 
Infecção causada pela forma cística da ten̂ia do 
porco, Taenia solium, e a neurocisticercose é 
quando o...
O HOMEM PODE ADOECER DE DUAS 
FORMAS: 
1 - ao ingerir carne de porco contendo o cisticerco 
(Cysticercus cellulosae), que...
Cistos ativos no cérebro 
http://www.amato.com.br/content/neurocisticercose-cisticercose-do-sistema-nervoso- 
central
SINTOMAS 
Os sintomas dependem da localizacão, ̧ do número e do 
estágio de desenvolvimento dos cistos. 
O período d...
COMO É A EVOLUÇÃO DA DOENÇA? 
As cistos que se encontram dentro do cérebro 
apresentam melhor evolução, sejam eles de tam...
SINTOMATOLOGIA 
Muitas vezes a teníase é assintomática. Porém, 
podem surgir transtornos dispépticos, tais como: 
alteraç...
PROFILAXIA 
A profilaxia consiste na educação sanitária, em 
cozinhar bem as carnes e na fiscalização da carne e 
seus de...
TRATAMENTO 
Em relação ao tratamento, este consiste na 
aplicação de dose única (2g) de niclosamida. Podem 
ser usadas ou...
INCIDÊNCIA 
Fonte: 
http://dc348.4shared.com/doc/uwnsbD-1/preview.html
Brasil Endêmico para teníase/cisticercose humana e 
suína 
Norte: 0,15% 
Nordeste: 4,5% BA; 5,7% PB 
Sudeste: 1,3% MG,...
REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS 
http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/obino/revist 
a/platelmintos/platelmintos.html 
...
INVERTEBRADOS DE IMPORTÂNCIA MÉDICA PARA O HOMEM: TENÍASE - NEUROCISTICERCOSE
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

INVERTEBRADOS DE IMPORTÂNCIA MÉDICA PARA O HOMEM: TENÍASE - NEUROCISTICERCOSE

686 visualizações

Publicada em

Doenças causadas no homem por invertebrados

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
686
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

INVERTEBRADOS DE IMPORTÂNCIA MÉDICA PARA O HOMEM: TENÍASE - NEUROCISTICERCOSE

  1. 1. Curso de Licenciatura em Ciências Biológicas Disciplina: Informática Professor: Ferreira INVERTEBRADOS DE IMPORTÂNCIA MÉDICA PARA O HOMEM: TENÍASE - NEUROCISTICERCOSE Rosa Catarina Ferreira dos Santos Dall’Agnol Tabira-PE 2014
  2. 2. PLATELMINTOS Os platelmintos são considerados vermes achatados e surgiram na Terra há provavelmente cerca de 600 milhões de anos. Pelo formato do corpo, tem-se o nome: platelmintos (do grego platy: 'achatado'; e helmin: 'verme').
  3. 3. PLATELMINTOS Aproximadamente 15 mil espécies, vivem predominantemente em ambientes aquáticos, como oceanos, rios e lagos; são também encontrados em ambientes terrestres úmidos. A maioria dos platelmintos parasitam animais vertebrados e outros possuem vida livre.
  4. 4. PLATELMINTOS Medindo desde alguns milímetros até metros de comprimento, os platelmintos possuem tubo digestório incompleto, ou seja, têm apenas uma abertura - a boca-, por onde ingerem alimentos e eliminam as fezes; portanto, não possuem ânus. Alguns nem tubo digestório têm e vivem adaptados à vida parasitária, absorvendo, através da pele, o alimento previamente digerido pelo organismo hospedeiro.
  5. 5. AS TENIAS E A TENÍASE
  6. 6. AS TENIAS E A TENÍASE A forma adulta das tênias causa uma doença chamada de teníase, Taenia solium, do porco e Taenia saginata, do boi). Recebem o termo "solitárias", porque, geralmente o indivíduo acometido tem apenas um parasita do tipo.
  7. 7. TAENIA http://www.coladaweb.com/biologia/reinos/ as-tenias-(solitarias)-teniase
  8. 8. TAENIA SOLIUM http://www.muyinteresante.es/naturaleza/fo tos/animales-que-se-alimentan-de-sangre/ animales-alimentan-sangre-tenia
  9. 9. As tênias são hermafroditas logo, não necessitam de parceiros para a cópula e postura de ovos.
  10. 10. É muito grande a quantidade dos ovos liberados (30 a 80 mil em cada proglote).  Os ovos se desprendem periodicamente e caem com as fezes.
  11. 11. O porco é considerado o hospedeiro intermediário. Tal animal se alimenta de fezes e assim, ingere os ovos que foram depositados no ambiente. Já no sistema digestivo do suíno, os embriões eclodem e se fixam por meio dos ganchos, perfurando a mucosa intestinal.
  12. 12. Pela circulação sangüínea, alcançam os músculos e o fígado do porco, transformando-se em larvas denominadas cisticercos, que apresentam o escólex invaginado numa vesícula.
  13. 13. Quando o homem se alimenta de carne suína crua ou mal cozida contendo estes cisticercos, as vesículas são digeridas, liberando o escólex que se everte e fixa-se nas paredes intestinais através dos ganchos e ventosas.
  14. 14. O homem com tais características desenvolve a teníase, isto é, está com o helminte no estado adulto, e é o seu hospedeiro definitivo. https://clubdatelevisao.wordpress.com/tag/t enia/
  15. 15. Os cisticercos apresentam-se semelhantes a pérolas esbranquiçadas, com diâmetros variáveis, normalmente do tamanho de uma ervilha. Na linguagem popular, são chamados de "pipoquinhas" ou "canjiquinhas". http://aprenderaaprender.webnode.com.br/album/invertebrados1/ver mes-cisticercose-no-cerebro-jpg1/
  16. 16. http://www.saudemedicina.com/cisticercose/
  17. 17. AGENTES EPIDEMIOLÓGICOS Agente Etiológico: Na forma larvária, a Taenia solium e a Taenia saginata causam a teníase. Na forma de ovo, a T. saginata desenvolve a cisticercose no bovino, e a T. solium no suíno ou no homem.
  18. 18. AGENTES EPIDEMIOLÓGICOS Reservatório e Fonte de infecção: o homem é o único hospedeiro definitivo da forma adulta da T. solium e da T. saginata. O suíno ou o bovino são os hospedeiros intermediários (por apresentarem a forma larvária nos seus tecidos).
  19. 19. AGENTES EPIDEMIOLÓGICOS Período de Incubação: Para a teníase, após a ingestão da larva, em aproximadamente três meses, já se tem o parasita adulto no intestino delgado humano. Período de Transmissibilidade: os ovos de Taenia solium e de Taenia saginata podem permanecer viáveis por vários meses no meio ambiente, principalmente em presença de umidade.
  20. 20. Ao se alimentar de carnes cruas ou mal passadas, o homem pode ingerir cisticercos (lasvas de tênia). No intestino, a larva se liberta, fixa o escólex, cresce e origina a tênia adulta. Proglotes maduras, contendo testículos e ovários, reproduzem-se entre si e originam proglotes grávidas, cheias de ovos. Proglotes grávidas despremdem-se unidas em grupos de 2 a 6 e são liberados durante ou após as evacuações. No solo, rompem-se e liberam ovos. Cada ovo é esférico, mede cerca de 30 mm de diâmetro, possui 6 pequenos ganchos e é conhecido como oncosfera. Espalha-se pelo meio e podem ser ingeridos pelo hospedeiro intermediário. No intestino do animal, os ovos penetram no revestimento intestinal e cae no sangue. Atingem principalmente a musculatura sublingual, diafragma, sistema nervoso e coração. Cada ovo se transforma em uma larva, uma tênia em miniatura, chamada cisticerco, cujo tamanho lembra o de um pequeno grão de canjica. Essa larva contém escólex e um curto pescoço, tudo envolto por uma vesícula protetora. Por autoinfestação, ovos passam para a corrente sangüínea e desenvolvem-se em cisticercos (larvas) em tecidos humanos, causando uma doenças - a cisticercose que pode ser fatal.
  21. 21. CISTICERCOSE Infecção causada pela forma cística da ten̂ia do porco, Taenia solium, e a neurocisticercose é quando ocorre o acometimento do sistema nervoso central (SNC).
  22. 22. O HOMEM PODE ADOECER DE DUAS FORMAS: 1 - ao ingerir carne de porco contendo o cisticerco (Cysticercus cellulosae), que são “caroços” observados na carne, esta é a forma larvária da T. solium. Desta forma o homem adquire a teníase e a larva passa a viver no seu intestino. 2- ao ingerir acidentalmente os ovos da larva que são liberados junto com as fezes do homem infectado, podendo levar a outra forma da doença que é a cisticercose. Desta forma, os “caroços” antes vistos na carne do porco, podem se alojar, agora, nos tecidos humanos, como os músculos e tecido nervoso.
  23. 23. Cistos ativos no cérebro http://www.amato.com.br/content/neurocisticercose-cisticercose-do-sistema-nervoso- central
  24. 24. SINTOMAS Os sintomas dependem da localizacão, ̧ do número e do estágio de desenvolvimento dos cistos. O período de incubacã̧o dura de quatro a cinco anos, ou seja, os sintomas podem aparecer anos depois da ingestão dos ovos da tênia. Os sintomas geralmente surgem quando os cistos começam a envelhecer e provocam uma resposta inflamatória do hospedeiro. Os pacientes podem apresentar convulsões, danos neurológicos (paralisias ou dormências em um segmento do corpo), sinais de aumento de pressão intracraniana (dor de cabeça, vômitos e torpor), alteracã̧o do comportamento, meningite (febre, dor de cabeça, rigidez do pescoço), entre outros sintomas.
  25. 25. COMO É A EVOLUÇÃO DA DOENÇA? As cistos que se encontram dentro do cérebro apresentam melhor evolução, sejam eles de tamanho habitual necessitando de medicação parasiticida, sejam eles gigantes através do tratamento cirúrgico. As formas da doença que causam obstrução da circulação de liquor, especialmente se acompanhadas de inflamação importante e da necessidade de implantação de derivações, apresentam uma evolução mais complicada, com internações frequentes e deterioração neurológica. De uma forma geral, quanto menor a inflamação, melhor o prognóstico e portanto, quanto mais rápido for instituído o tratamento, melhor será seu resultado.
  26. 26. SINTOMATOLOGIA Muitas vezes a teníase é assintomática. Porém, podem surgir transtornos dispépticos, tais como: alterações do apetite (fome intensa ou perda do apetite), enjôos, diarréias freqüentes, perturbações nervosas, irritação, fadiga e insônia.
  27. 27. PROFILAXIA A profilaxia consiste na educação sanitária, em cozinhar bem as carnes e na fiscalização da carne e seus derivados (lingüiça, salame, chouriço,etc.) Carne contaminada com ovos http://diariodebiologia.com/2014/10/carne-de-porco-e-mais-saudavel-do-que-a-carne-de- frango/
  28. 28. TRATAMENTO Em relação ao tratamento, este consiste na aplicação de dose única (2g) de niclosamida. Podem ser usadas outras drogas alternativas, como diclorofeno, mebendazol, etc. O chá de sementes de abóbora é muito usado e indicado até hoje por muitos médicos, especialmente para crianças e gestantes.
  29. 29. INCIDÊNCIA Fonte: http://dc348.4shared.com/doc/uwnsbD-1/preview.html
  30. 30. Brasil Endêmico para teníase/cisticercose humana e suína Norte: 0,15% Nordeste: 4,5% BA; 5,7% PB Sudeste: 1,3% MG, 0,6% RJ Sul: 0,5% a 4,5% PR, 0,08% SC Fonte: http://dc348.4shared.com/doc/uwnsbD- 1/preview.html
  31. 31. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS http://websmed.portoalegre.rs.gov.br/escolas/obino/revist a/platelmintos/platelmintos.html http://www.sobiologia.com.br/conteudos/Reinos2/Tenias e.php http://teniase.blogspot.com.br/ http://migre.me/5Sr9f http://www.ebah.com.br/content/ABAAAezrsAD/aula-6- complexo-teniase-cisticercose-hymenolepis-dyphillobotrium? part=4 http://www.qieducacao.com/2013/04/doencas-causadas-por- platelmintos_23.html http://neurocirurgia.me/Neurocirurgia/Neurocisticercose. html

×