Apresentação da língua portuguesa.

749 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Apresentação da língua portuguesa.

  1. 1. Língua Portuguesa: Apresentação, Contrato Pedagógico e Variação Linguística Professores: Jaime Nascimento e Claudia Oliveira 2014
  2. 2. Sua presença é muito importante para nós Estamos felizes por tê-los conosco Juntos estaremos construindo um novo futuro Agradecemos a confiança em nós depositada Muito obrigado e que este ano seja muito produtivo. Buscamos oferecer o que há de melhor Estamos certos de que todos os nossos objetivos serão alcançados Muitas novidades estarão sendo oferecidas durante o ano letivo Vamos caminhar juntos pelos caminhos do conhecimento Ir mais além do que se pode enxergar Nesta longa jornada, não estaremos sozinhos Deus nos acompanhará e com certeza abençoará Orgulhosos, chegaremos ao final de mais uma etapa Sonhando novos sonhos e gratos por termos passado por aqui. SEJAM BEM-VINDOS!
  3. 3. Vexames Muita gente não sabe usar um celular. Veja o que você NÃO deve fazer com ele. Não ande com o celular pendurado na calça. Fica feio. Guarde-o na mochila. Dá para escutá-lo do mesmo jeito. Desligue o celular durante as aulas – ou em lugares públicos, como o cinema. Depois você acessa a caixa postal e pega a mensagem. Nunca telefone durante a aula. Não adianta se abaixar, nem cobrir o celular com o cabelo. As pessoas vão perceber que você está ao telefone. Quando estiver com apenas uma amiga, não fique horas falando ao celular. Não ofereça o seu telefone só para ser simpática. Lembre- se da conta que vai chegar. (Capricho, 21/11/1999.)
  4. 4. Esqueça o Záp-záp e o feicibuque um pouquinho!
  5. 5. Cronograma • Início: 09/03/2014 • Término do conteúdo programado: 26/10/2014 • Cinco etapas: discussões sociolinguísticas, morfologia, sintaxe, semântica, estudo de textos.
  6. 6. Variação Linguística O que é?
  7. 7. Qual é a língua que nós falamos?
  8. 8. Variação Histórica • Vosmecê, você, vc • Pharmácia, farmácia
  9. 9. Variação Geográfica • Jerimum, abóbora • Tangerina, mexerica, bergamota • Macaxeira, aipim • OXENTE • VISSE • ARMARIA, MAINHA, NÃM!
  10. 10. Variação Estilística • Você fala do mesmo jeito sempre? • Como você escreve nas redes sociais? • O jeito de conversar com os seus familiares é o mesmo que você conversa com os seus amigos?
  11. 11. E aí, qual a importância de se ter um conhecimento das diversas variações de uma mesma língua?
  12. 12. Uma questãozinha ENEM 2006 No romance Vidas Secas, de Graciliano Ramos, o vaqueiro Fabiano encontra- se com o patrão para receber o salário. Eis parte da cena: Não se conformou: devia haver engano. (…) Com certeza havia um erro no papel do branco. Não se descobriu o erro, e Fabiano perdeu os estribos. Passar a vida inteira assim no toco, entregando o que era dele de mão beijada! Estava direito aquilo? Trabalhar como negro e nunca arranjar carta de alforria? O patrão zangou- se, repeliu a insolência, achou bom que o vaqueiro fosse procurar serviço noutra fazenda. Aí Fabiano baixou a pancada e amunhecou. Bem, bem. Não era preciso barulho não. Graciliano Ramos. Vidas Secas. 91.ª ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.
  13. 13. No fragmento transcrito, o padrão formal da linguagem convive com marcas de regionalismo e de coloquialismo no vocabulário. Pertence a variedade do padrão formal da linguagem o seguinte trecho: A) “Não se conformou: devia haver engano” (ℓ.1). B ) “e Fabiano perdeu os estribos” (ℓ.3). C) “Passar a vida inteira assim no toco” (ℓ.4). D) “entregando o que era dele de mão beijada!” (ℓ.4-5). E) “Aí Fabiano baixou a pancada e amunhecou” (ℓ.11).
  14. 14. A língua nos possibilita... Fui à Água Doce Cachaçaria e tomei uma cachaça da boa, mas tão boa que resolvi levar dez garrafas para casa, mas Dona Patroa me obrigou a jogar tudo fora. Peguei a primeira garrafa, bebi um copo e joguei o resto na pia. Peguei a segunda garrafa, bebi outro copo e joguei o resto na pia. Peguei a terceira garrafa, bebi o resto e joguei o copo na pia. Peguei a quarta garrafa, bebi na pia e joguei o resto no copo. Peguei o quinto copo, joguei a rolha na pia e bebi a garrafa. Peguei a sexta pia, bebi a garrafa e joguei o copo no resto. A sétima garrafa eu peguei no resto e bebi a pia. Peguei no copo, bebi no resto e joguei a pia na oitava garrafa. O décimo copo, eu peguei a garrafa no resto e me joguei na pia. Não me lembro do que fiz com a patroa!
  15. 15. Não te amo mais Estarei mentindo dizendo que Ainda te quero como sempre quis Tenho certeza que Nada foi em vão Sinto dentro de mim que Você não significa nada Não poderia dizer mais que Alimento um grande amor Sinto cada vez mais que Já te esqueci! E jamais usarei a frase Eu te amo! Sinto, mas tenho que dizer a verdade É tarde demais...
  16. 16. CAVest 2014 é choque de monstro!

×