Comunicação oral na organizações

1.716 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.716
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Comunicação oral na organizações

  1. 1. Comunicação Oral e escritaComunicação Oral e escrita Oficina de Comunicação Oral oficina de comunicação oral 1
  2. 2. Comunicação OralComunicação Oral • Comunicar é PODERPODER. • A vozvoz e a falafala são ferramentas indispensáveis de relacionamento e promoção em organizações e na vida como um todo. • A comunicação oral integraintegra e promovepromove o relacionamento nas organizações. • Para se ter uma boa comunicação oral é fundamental o treinamentotreinamento. oficina de comunicação oral 2
  3. 3. Versos Íntimos Augusto dos Anjos Vês! Ninguém assistiu ao formidável Enterro de tua última quimera. Somente a Ingratidão - esta pantera - Foi tua companheira inseparável! Acostuma-te à lama que te espera! O Homem, que, nesta terra miserável, Mora, entre feras, sente inevitável Necessidade de também ser fera. Toma um fósforo. Acende teu cigarro! O beijo, amigo, é a véspera do escarro, A mão que afaga é a mesma que apedreja. Se a alguém causa inda pena a tua chaga, Apedreja essa mão vil que te afaga, Escarra nessa boca que te beija!
  4. 4. Comunicação OralComunicação Oral • A Comunicação é entendida como a transmissão de estímulos e respostasestímulos e respostas provocadas, através de um sistema completa ou parcialmente compartilhado. • É todo o processo de transmissão e de trocaprocesso de transmissão e de troca de mensagensde mensagens entre seres humanos. oficina de comunicação oral 4
  5. 5. TEM BOA DICÇÃO? ENTÃO LEIA, DE PREFERÊNCIA EM VOZ ALTA NÍVEL FÁCIL: 1. Xuxa! A Sasha fez xixi no chão da sala. 2. O rato roeu a roupa do Rei de roma a rainha com raiva resolveu remendar. 3. Três pratos de trigo para três tigres tristes. 4. O original nunca se desoriginou e nem nunca se desoriginalizará. 5. Qual é o doce que é mais doce que o doce de batata doce? Respondi que o doce que é mais doce que o doce de batata doce é o doce que é feito com o doce do doce de batata doce.
  6. 6. NÍVEL MÉDIO: 1. Sabendo o que sei e sabendo o que sabes e o que não sabes e o que não sabemos, ambos saberemos se somos sábios, sabidos ou simplesmente saberemos se somos sabedores. 2. O tempo perguntou ao tempo qual é o tempo que o tempo tem. O tempo respondeu ao tempo que não tem tempo para dizer ao tempo que o tempo do tempo é o tempo que o tempo tem. 3. Em baixo da pia tem um pinto que pia, quanto mais a pia pinga mais o pinto pia! 4. A sábia não sabia que o sábio sabia que o sabiá sabia que o sábio não sabia que o sabiá não sabia que a sábia não sabia que o sabiá sabia assobiar.
  7. 7. NÍVEL DIFÍCIL: 1. Num ninho de mafagafos, cinco mafagafinhos há! Quem os desmafagafizá-los, um bom desmafagafizador será. 2. O desinquivincavacador das caravelarias desinquivincavacaria as cavidades que deveriam ser desinquivincavacadas. 3. Perlustrando patética petição produzida pela postulante, prevemos possibilidade para pervencê-la porquanto perecem pressupostos primários permissíveis para propugnar pelo presente pleito pois prejulgamos pugna pretárita perfeitíssima. 4. Não confunda ornitorrinco com otorrinolaringologista, ornitorrinco com ornitologista, ornitologista com otorrinolaringologista, porque ornitorrinco, é ornitorrinco, ornitologista, é ornitologista, e otorrinolaringologista é otorrinolaringologista.
  8. 8. 5. Disseram que na minha rua tem paralelepípedo feito de paralelogramos. Seis paralelogramos tem um paralelepípedo. Mil paralelepípedos tem uma paralelepipedovia. Uma paralelepipedovia tem mil paralelogramos. Então uma paralelepipedovia é uma paralelogramolândia?
  9. 9. NÍVEL IMPOSSIVEL: Verbo Tagarelar no Futuro do Pretérito Eu tagarelaria Tu tagarelarias Ele tagarelaria Nós tagarelariamos Vós tagarelarieis Eles tagarelariam
  10. 10. Comunicação OralComunicação Oral Comunicação Verbal: • As dificuldades de comunicaçãodificuldades de comunicação ocorrem quando as palavras têm graus distintos de abstração e variedade de sentido. • O significado das palavras não está nelas mesmas, mas nas pessoaspessoas (no repertório de cada um e que lhe permite decifrar e interpretar as palavras) oficina de comunicação oral 10
  11. 11. Comunicação Oral na OrganizaçõesComunicação Oral na Organizações Comunicação Não-Verbal: • As pessoas não se comunicam apenas por palavras. Os movimentos faciais e corporais, os gestos, os olhares, a entoação são também importantes: são os elementos não verbais da comunicação. oficina de comunicação oral 11
  12. 12. EXERCÍCIO DE GESTICULAÇÃO 1- Ponha-se na rua! 2- Faça o favor de sentar-se! 3- Chega de subterfúgios: cartas na mesa! 4- Que mulher linda! Que olhos! 5- Ele não vai nem para frente e nem para trás! 6- Para salvar meu país, estou pronto a sacrificar minha própria vida! 7- Você está pensando que eu sou bobo? 8- Se o senhor seguir esta rua, encontrará a prefeitura logo ali.
  13. 13. Observações ImportantesObservações Importantes • A oralidadeoralidade é a melhor forma de comunicação nas organizações segundo especialistas. • É importante uma política de Gestão de PessoasGestão de Pessoas flexível, que entenda e promova a comunicação interna organizacional. • TransparênciaTransparência e agilidadeagilidade das informações oficiais são essenciais para a eficácia da comunicação. oficina de comunicação oral 13
  14. 14. Em DiscursosEm Discursos • O ajusteajuste dos tons emocionais e racionais dão destaque ao discurso de lideranças. “Olho no olho”. • É necessário o conhecimentoconhecimento do tema do discurso. • Postura e atitude • Criatividade e poder de síntese • Memória • Bom vocabulário • Bom jogo de palco (participação) • Boa expressão corporal e entusiasmo oficina de comunicação oral 14
  15. 15. Em Discursos e ApresentaçõesEm Discursos e Apresentações oficina de comunicação oral 15 Certo ou errado?
  16. 16. Em Discursos e ApresentaçõesEm Discursos e Apresentações oficina de comunicação oral 16 Certo ou errado?
  17. 17. Em Discursos e ApresentaçõesEm Discursos e Apresentações oficina de comunicação oral 17 Certo ou errado?
  18. 18. ApoioApoio • Este profissional proporciona exercíciosexercícios para a tonalidade da voz, amplitude da voz, proteção da voz... • O FonoaudiólogoFonoaudiólogo é o profissional da área da saúde que atua na promoção, diagnóstico, orientação e tratamento da comunicação oral, escrita, voz e audição e funções de mastigação, deglutição e respiração. oficina de comunicação oral 18
  19. 19. Comunicação e LiderançaComunicação e Liderança • A comunicação verbalcomunicação verbal (seleção dos vocábulos) e não-verbalnão-verbal (expressões corporais) devem ser sincronizados. • O líder necessita conduzir o seu pessoal. Falar eFalar e estar presenteestar presente é muito importante, e é neste momento que a comunicação oral mostra o seu valor. oficina de comunicação oral 19
  20. 20. Ferramentas daFerramentas da Comunicação OralComunicação Oral • Dicção / articulação • Ênfase • Entonação • Voz • Projeção vocal • Ressonância • Respiração • Altura da voz oficina de comunicação oral 20 DICAS: •Planeje sua fala. •Evite modismos e palavras estrangeiras. •Não omita letras (R e S). •Olhe para a platéia. •Exercite a voz (gargarejos) •Esteja desprovido de contatos (caneta, papel). •Use o diafragma. •Não grite e não leia o slide. •Tome água (hidrate-se).
  21. 21. O CAVALINHO BRANCO À tarde, o cavalinho branco está muito cansado: mas há um pedacinho do campo onde é sempre feriado. O cavalo sacode a crina loura e comprida e nas verdes ervas atira sua branca vida. Seu relincho estremece as raízes e ele ensina aos ventos a alegria de sentir livres seus movimentos. Trabalhou todo o dia, tanto! desde a madrugada! Descansa entre as flores, cavalinho branco, de crina dourada! CECÍLIA MEIRELLES
  22. 22. O TEMPO "A vida é o dever que nós trouxemos para fazer em casa. Quando se vê, já são seis horas! Quando se vê, já é sexta-feira... Quando se vê, já terminou o ano... Quando se vê, perdemos o amor da nossa vida. Quando se vê, já se passaram 50 anos! Agora é tarde demais para ser reprovado. Se me fosse dado, um dia, outra oportunidade, eu nem olhava o relógio. Seguiria sempre em frente e iria jogando pelo caminho a casca dourada e inútil das horas. Desta forma, eu digo: Não deixe de fazer algo que gosta devido à falta de tempo, a única falta que terá, será desse tempo que infelizmente não voltará mais." MÁRIO QUINTANA

×