SlideShare uma empresa Scribd logo

Jornalismo de Dados - Fontes de Informação para produção de Mapas Informacionais e do Conhecimento

Material sobre fontes de informação para apoio a produção de mapas informacionais e do conhecimento utilizado na disciplina Núcleo Livre de Jornalismo de Dados da Faculdade de Informação e Comunicação da Universidade Federal de Goiás.

1 de 40
Baixar para ler offline
Jornalismo de Dados 
Aula 02 – Fontes de Informação 
para produção de Mapas de 
Informação e do Conhecimento 
Prof. Dalton Martins 
dmartins@gmail.com 
Gestão da Informação
Fontes de informação 
● Uma das primeiras etapas no exercício do 
Jornalismo de Dados é identificar fontes em 
potencial de informação; 
● As fontes são em geral variadas em formato, 
abrangência e conteúdo; 
● A composição de diversas, muitas vezes, 
permite uma visão mais ampla de um 
fenômeno que se deseja estudar: 
– A complementaridade e integração dos dados é um 
desafio em nossa área!
Fontes de Informação 
● Há diversos tipos de fontes de informação que podem ser úteis 
para o Jornalismo de dados: 
– Mecanismos de busca: 
● Google, Yahoo, etc... 
– Sites institucionais: 
● Portais de transparência, portais de dados abertos; 
– Instituições de pesquisa: 
● IBGE, IPEA, IMB, etc... 
– Mídias Sociais: 
● Blogs, twitter, facebook, etc... 
– Bibliotecas Digitais: 
● BDTDs, etc... 
– Portais científicos: 
● Google Scholar, Lattes, CNPq, CAPES, WebOfScience, Scielo, etc...
Mecanismos de busca 
São ferramentas de busca genéricas, identificando os sites mais relevantes para um 
tema de busca desejado. 
A relevância é construída com base na citação dos sites por outros sites, ou seja, 
quanto mais linkado um site for por outros mais próximo dos primeiros resultados 
de busca ele se torna → filtro de relevância social
Mecanismos de busca 
● Pontos positivos dos mecanismos de busca: 
– Potente filtro de relevância social; 
– Permitem pesquisar em diferentes mídias, tais 
como imagens, vídeos, notícias e blogs; 
– Permitem rapidamente obter alguns resultados 
relevantes e resolver a maior parte das questões. 
● Pontos negativos dos mecanismos de busca: 
– Temos tempo e disposição de navegar pelas 2 ou 3 
primeiras páginas no máximo; 
– A informação retorna de maneira desestruturada: é 
difícil coletar todos os sites e avaliar a massa de 
dados em conjunto.
Mecanismos de busca 
● Existem algumas ferramentas que ajudam a ter 
um panorama geral do que tem sido 
pesquisado nesses mecanismos: 
– Google Trends 
● http://www.google.com/trends/?hl=pt-BR_ALL 
● ferramenta do google que permite sabermos o que tem sido 
pesquisado no mundo; 
● Permite também compararmos termos de busca para analisar a 
diferença de interesse neles por parte dos usuários do google. 
– Google Alerta 
● https://www.google.com.br/alerts 
● Permite você criar notificações para receber um link toda vez que 
sua expressão de interesse aparecer na web
Mecanismos de busca 
Google Trends
Mecanismos de busca 
Google Trends
Mecanismos de busca 
Google Alerta 
A informação chega até você!
Sites institucionais 
● Devido a importantes movimentos sociais, há 
hoje no Brasil algumas ações fundamentais no 
sentido de fornecerem dados de ações 
institucionais: 
– Lei de Acesso à informação – 18/11/2011 
● http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm 
– Lei Complementar da Transparência – 27/05/2009 
● http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp131.htm 
– Por conta disso, os governos federal, estaduais e municipais passaram 
a desenvolver Portais de Transparência e disponibilizar dados da 
Gestão Pública para “fácil” acesso ao cidadão! → fontes fundamentais 
para Jornalismo de Dados.
Sites institucionais 
● Governo Federal: 
http://www.portaltransparencia.gov.br/
Sites institucionais 
● Governo Federal: 
http://www3.transparencia.gov.br/TransparenciaPublica/
Sites institucionais 
● Governos Estaduais 
● Todos os governos 
possuem portais, em 
estágios diferentes de 
desenvolvimento; 
● A tabela ao lado é 
criada pela iniciativa 
Índice de 
Transparência; 
● Parceria entre OAB – 
Ordem dos 
Advogados do Brasil 
e Centro de Estudos 
de Opinião Pública 
(CESOP) da 
Unicamp
Sites institucionais 
● Governos 
Municipais 
● A iniciativa também 
avalia várias cidades 
com mais de 200.000 
habitantes; 
● A tabela ao lado 
apresenta o estado 
das capitais 
brasileiras.
Sites institucionais 
● Esses sites fornecem informações variadas 
sobre: 
– Gastos do governo; 
– Formas de contratação; 
– Áreas de investimento; 
– Empresas contratadas; 
– Descentralização de recursos; 
– Salários de funcionários; 
● Permitem amplas pesquisa e cruzamentos de 
dados.
Instituições de pesquisa 
● IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e 
Estatística 
– http://www.ibge.gov.br/home/ 
– Uma das principais fontes de estatísticas 
brasileiras 
– Diversos estudos especiais 
● http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/pesquisas/estudos_especiais.php
Instituições de pesquisa 
● IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica 
Aplicada 
– Fornece séries de dados macroeconômicos, 
regionais e sociais. 
– http://www.ipeadata.gov.br/
Instituições de pesquisa 
● IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica 
Aplicada 
– Dados macroeconômicos: 
● Base de dados econômicos e financeiros mantida pelo Ipea incluindo séries estatísticas da economia brasileira e 
dos aspectos que lhe são mais pertinentes na economia internacional. Os dados são atualizados e documentados 
de forma sistemática e apresentados na mesma unidade monetária. Recursos disponíveis permitem a 
manipulação matemática e a extração dos resultados em planilhas ou gráficos. 
– Dados regionais: 
● Base de dados demográficos, econômicos e geográficos para as regiões, estados e municípios brasileiros que se 
iniciam no Censo Demográfico de 1872. A busca das séries estatísticas pode ser feita por "Palavras-chave" na 
sua descrição, "Temas" ou assuntos de interesse, "Fontes" de publicação ou pelo "Nível geográfico" para o qual é 
possível agregar os dados. 
– Dados sociais: 
● Base de dados e indicadores sociais abrangendo temas diversos, como nível de renda per capita, desigualdade 
na distribuição de renda dos indivíduos e domicílios, desempenho educacional, condições de saúde e habitação, 
inserção no mercado de trabalho, situação dos direitos humanos da população, entre outros.
Instituições de pesquisa 
● IPEA – Instituto de Pesquisa 
Econômica Aplicada 
– Possui interessante e rico 
material de publicações que se 
tornam fonte de consulta 
fundamentais 
● http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_alphacontent&view=alphacontent&Itemid=357
Instituições de pesquisa 
● INEP – Instituto Nacional de Estudos e 
Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira 
– http://portal.inep.gov.br/ 
– Possui rico acervo de dados sobre educação no 
Brasil: censo escolar da educação básica, educação 
superior, indicadores de desempenho (ideb, enade, 
saebe, enem, etc...) 
● http://portal.inep.gov.br/institucional-guia_sistemas
Instituições de pesquisa 
● DATASUS – empresa de processamento de 
dados do Ministério da Saúde; 
– Possui um projeto chamado TABNET – Informações 
de Saúde 
● http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=02
Instituições de pesquisa 
● Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos 
Sócio Econômicos – IMB 
– Dados específicos do estado de Goiás 
– http://www.imb.go.gov.br/
Instituições de pesquisa 
● Há várias outras instituições de pesquisa de 
estados, municípios e mesmo privadas que 
podem ser interessante de se pesquisar sobre 
um determinado assunto; 
● Vale sempre avaliar se existe alguém ou uma 
instituição que já produz pesquisa e séries 
históricas de indicadores sobre um tema: 
– Permite análises comparativas e mesmo a crítica aos 
meios de construção desses indicadores.
Mídias Sociais 
● Sistemas Web que servem como plataformas 
de mídias sociais são hoje uma fonte enorme 
de informação para produção de pesquisas; 
● A maioria dessas plataformas possui uma 
interface para consultar seus dados e gerar 
análises; 
● Há muitos softwares interessantes que 
permitem consultar esses dados em tempo real 
e entender melhor o que seus usuários estão 
produzindo. 
● Vejamos por plataforma!
Twitter 
● Mapas geográficos do que está sendo twittado no mundo em 
tempo real 
– http://trendsmap.com/ 
– http://talltweets.com/trends/ 
● Ferramenta de analytics do Twitter: fornece indicadores e 
permite medir atividades 
– https://analytics.twitter.com/about 
● Há muitas aplicações que permitem busca de informação no 
Twitter: 
– Dê uma olhada aqui: 
● http://www.razorsocial.com/free-twitter-analytics/
Twitter 
● A própria ferramenta de busca do Twitter permite combinações 
interessantes... 
– https://twitter.com/search-advanced
Facebook 
● O facebook tem um sistema de busca bastante 
ruim e difícil de encontrar informações que nós 
mesmos postamos em nossa timeline; 
● No entanto, possui várias aplicações 
interessantes para facilitar encontrar 
informações e analisar tendências: 
– http://www.wolframalpha.com/facebook/ 
– Há vários plugins de dentro do Facebook que são 
úteis para análises interessantes → netvizz, por 
exemplo.
Outras mídias sociais 
● Youtube, Vimeo, Flickr, Blogspot, Wordpress e 
outros tantos canais são fontes de informação 
que podem ser exploradas para pesquisas 
temáticas; 
● Possuem razoável sistemas de busca e 
indexação de conteúdos por tags, facilitando 
encontrar temas de interesse; 
● Podem ser pesquisadas diretamente de 
mecanismos de busca, como Google e Yahoo.
Bibliotecas Digitais 
● São repositórios de conteúdos em geral 
utilizadas por universidades para depósito de 
dissertações de mestrado e teses de 
doutorado, entre outros tipos de monografias. 
● Uma das mais importantes é a BDTD – 
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do 
IBICT – Instituto Brasileiro de Informação 
Científica e Tecnológica: 
– http://bdtd.ibict.br/ 
– Possui mais de 248.900 documentos digitalizados e 
mais de 90 universidades brasileiras integram o 
repositório.
Bibliotecas Digitais 
● Muitas universidades possuem seus próprios 
repositórios e podem ser consultados para 
gerar pesquisas locais e mapas de 
conhecimento institucionais: 
– UFG - http://repositorio.bc.ufg.br/tede/ 
– USP - http://www.teses.usp.br/ 
● Fornecem estudos qualificados sobre temas de 
interesse além de facilitar encontrar pessoas e 
grupos de pesquisa que estão trabalhando com 
esses temas.
Portais Científicos 
● A produção científica é uma das áreas mais avançadas em 
termos de documentação e registro digital de sua produção; 
● Há várias ferramentas e tecnologias de apoio que ajudam a 
identificar e mapear a produção de pesquisa no Brasil e no 
mundo; 
● São fontes estratégicas para se conhecer novas tendências, 
novas pesquisas, áreas de inovação, temas emergentes e 
produzir uma visão geral sobre interesses de temas de 
pesquisa. 
– Permitem criticar e propor novas áreas, perceber onde há 
centros de excelência, a necessidade de investimentos, 
entre vários elementos interessantes.
Google Scholar 
● http://scholar.google.com.br/ 
● Permite pesquisa em artigos, livros e publicações acadêmicas.
Plataforma Lattes 
● Plataforma que cadastra todos os pesquisadores brasileiros em diversos 
níveis e áreas de conhecimento. 
● Permite buscar pesquisadores por área de interesse e conhecer pessoas 
que são especializadas e produzem pesquisa nessas áreas. 
● http://lattes.cnpq.br/
Diretório de Grupos de Pesquisa 
● http://dgp.cnpq.br/dgp/faces/consulta/consulta_parametrizada.jsf 
● Plataforma que dá acesso aos grupos de pesquisa existentes no país por 
temas, pessoas, instituição e linhas de pesquisa.
Mapa de Investimentos do CNPq 
● http://efomento.cnpq.br/efomento/distribuicaoGeografica/distribuicaoGeografica.do?metodo=apresentar 
● Permite visualizar a distribuição de bolsas do 
CNPq pelo país, por categorias, instituições, 
estados entre outros...
GeoCapes 
● http://geocapes.capes.gov.br/geocapesds/# 
● Distribuição de bolsas da CAPES pelo país
Plataforma Sucupira 
● Plataforma que agrega toda a produção científica dos programas de 
Mestrado e Doutorado do Brasil 
● https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/
Scielo 
● Principal portal de revistas científicas do Brasil 
● Agrega mais de 500.000 artigos de mais de 1100 periódicos; 
● http://www.scielo.org/php/index.php
WebOfScience 
● Um dos principais portais de revistas científicas do mundo → permite ter 
uma noção do que as principais instituições de pesquisa estão fazendo e 
descobrir onde temas de interesse estão sendo pesquisados; 
● http://www.webofknowledge.com/
Scopus 
● É também um dos principais portais de revistas científicas do mundo → 
permite ter uma noção do que as principais instituições de pesquisa estão 
fazendo e descobrir onde temas de interesse estão sendo pesquisados; 
● http://www.scopus.com/

Recomendados

Do documento às ontologias: uma visão sobre sistemas de organização do conhec...
Do documento às ontologias: uma visão sobre sistemas de organização do conhec...Do documento às ontologias: uma visão sobre sistemas de organização do conhec...
Do documento às ontologias: uma visão sobre sistemas de organização do conhec...Dalton Martins
 
DADOS ABERTOS DE INSTITUIÇÕES DE MEMÓRIA E CULTURA: papel dos vocabulários na...
DADOS ABERTOS DE INSTITUIÇÕES DE MEMÓRIA E CULTURA:papel dos vocabulários na...DADOS ABERTOS DE INSTITUIÇÕES DE MEMÓRIA E CULTURA:papel dos vocabulários na...
DADOS ABERTOS DE INSTITUIÇÕES DE MEMÓRIA E CULTURA: papel dos vocabulários na...CarlosMarcondes17
 
Processos colaborativos de produção de ontologias - I Fórum Nacional de Sist...
Processos colaborativos de produção de ontologias  - I Fórum Nacional de Sist...Processos colaborativos de produção de ontologias  - I Fórum Nacional de Sist...
Processos colaborativos de produção de ontologias - I Fórum Nacional de Sist...Dalton Martins
 
Regina Cianconi - Fontes de informação na Web (nov-2010)
Regina Cianconi - Fontes de informação na Web (nov-2010)Regina Cianconi - Fontes de informação na Web (nov-2010)
Regina Cianconi - Fontes de informação na Web (nov-2010)Arquivista.org
 
Habilidades e competências requeridas para atuação Bibliotecária nos diferent...
Habilidades e competências requeridas para atuação Bibliotecária nos diferent...Habilidades e competências requeridas para atuação Bibliotecária nos diferent...
Habilidades e competências requeridas para atuação Bibliotecária nos diferent...Fabrício Garrido
 
Dados abertos e curadoria digital no projeto jugando a definir la ciencia
Dados abertos e curadoria digital no projeto jugando a definir la cienciaDados abertos e curadoria digital no projeto jugando a definir la ciencia
Dados abertos e curadoria digital no projeto jugando a definir la cienciaLiber UFPE
 
Cultura digital, museus e acervos em rede
Cultura digital, museus e acervos em redeCultura digital, museus e acervos em rede
Cultura digital, museus e acervos em redeDalton Martins
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...Index3i
 
A atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digitalA atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digitalLygia Canelas
 
As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...
As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...
As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...Giseli Adornato de Aguiar
 
Arquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFAL
Arquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFALArquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFAL
Arquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFALRonaldo Araújo
 
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...Michelangelo Mazzardo Marques Viana
 
Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...
Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...
Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...Wanderley Wang
 
Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...
Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...
Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...Eugênio Cony Faria Cidade
 
Sites de busca ou buscadores
Sites de busca ou buscadoresSites de busca ou buscadores
Sites de busca ou buscadoresGuilei Oliveira
 
Fontes digitais
Fontes digitaisFontes digitais
Fontes digitaisUFSC
 
Arquitetura da informação
Arquitetura da informação Arquitetura da informação
Arquitetura da informação UNESP Marília
 

Mais procurados (13)

Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
Findability: elementos essenciais para a recuperação da informação em ambient...
 
Apresentação do Tainacan Museus - Instituto Brasileiro de Museus - IBRAM
Apresentação do Tainacan Museus - Instituto Brasileiro de Museus - IBRAMApresentação do Tainacan Museus - Instituto Brasileiro de Museus - IBRAM
Apresentação do Tainacan Museus - Instituto Brasileiro de Museus - IBRAM
 
A atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digitalA atuação do profissional bibliotecário na era digital
A atuação do profissional bibliotecário na era digital
 
As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...
As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...
As bibliotecas nas redes sociais: novas dinâmicas informacionais e comunicaci...
 
Arquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFAL
Arquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFALArquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFAL
Arquitetura da Informação de websites: o caso do Sistema de Bibliotecas da UFAL
 
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
Tendências e Oportunidades para os Profissionais da Informação em ambientes d...
 
Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...
Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...
Uso de uma Base de Conhecimento de Senso Comum em Projetos de Arquitetura da ...
 
Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...
Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...
Ergonomia de Interfaces de Comunicação de páginas Web - 21 Instituições de En...
 
Sites de busca ou buscadores
Sites de busca ou buscadoresSites de busca ou buscadores
Sites de busca ou buscadores
 
Ferramentas de pesquisa na internet
Ferramentas de pesquisa na internetFerramentas de pesquisa na internet
Ferramentas de pesquisa na internet
 
Literacia da informação
Literacia da informaçãoLiteracia da informação
Literacia da informação
 
Fontes digitais
Fontes digitaisFontes digitais
Fontes digitais
 
Arquitetura da informação
Arquitetura da informação Arquitetura da informação
Arquitetura da informação
 

Destaque (16)

Multiplicidade da informação e do jornalismo na web 2.0
Multiplicidade da informação e do jornalismo na web 2.0Multiplicidade da informação e do jornalismo na web 2.0
Multiplicidade da informação e do jornalismo na web 2.0
 
Jornalismo Investigativo
Jornalismo InvestigativoJornalismo Investigativo
Jornalismo Investigativo
 
Introdução ao Jornalismo de Dados
Introdução ao Jornalismo de DadosIntrodução ao Jornalismo de Dados
Introdução ao Jornalismo de Dados
 
Pesquisa em Marketing
Pesquisa em MarketingPesquisa em Marketing
Pesquisa em Marketing
 
Minicurso de Jornalismo de Dados
Minicurso de Jornalismo de DadosMinicurso de Jornalismo de Dados
Minicurso de Jornalismo de Dados
 
Jornalismo Econômico
Jornalismo EconômicoJornalismo Econômico
Jornalismo Econômico
 
Fator EconôMico No Jornalismo
Fator EconôMico No JornalismoFator EconôMico No Jornalismo
Fator EconôMico No Jornalismo
 
Jornalismo de dados
Jornalismo de dadosJornalismo de dados
Jornalismo de dados
 
Jornalismo Econômico
Jornalismo EconômicoJornalismo Econômico
Jornalismo Econômico
 
Limites Legais Para o Jornalismo Investigativo
Limites Legais Para o Jornalismo InvestigativoLimites Legais Para o Jornalismo Investigativo
Limites Legais Para o Jornalismo Investigativo
 
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1
 
Etica e Jornalismo - Aula 2
Etica e Jornalismo -  Aula 2Etica e Jornalismo -  Aula 2
Etica e Jornalismo - Aula 2
 
AULA 2 - JORNALISMO ECONOMICO
AULA 2 - JORNALISMO ECONOMICOAULA 2 - JORNALISMO ECONOMICO
AULA 2 - JORNALISMO ECONOMICO
 
Jornalismo político
Jornalismo políticoJornalismo político
Jornalismo político
 
Matemática por assunto
Matemática por assuntoMatemática por assunto
Matemática por assunto
 
Elementos do mapa
Elementos do mapaElementos do mapa
Elementos do mapa
 

Semelhante a Jornalismo de Dados - Fontes de Informação para produção de Mapas Informacionais e do Conhecimento

Jornalismo de dados - coletando
Jornalismo de dados - coletandoJornalismo de dados - coletando
Jornalismo de dados - coletandoLeonardo Foletto
 
Oficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados Abertos
Oficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados AbertosOficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados Abertos
Oficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados AbertosAugusto Herrmann Batista
 
Relatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.br
Relatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.brRelatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.br
Relatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.brAna Célia Costa
 
Propostas de metodologias para Monitoramento
Propostas de metodologias para MonitoramentoPropostas de metodologias para Monitoramento
Propostas de metodologias para MonitoramentoAna Célia Costa
 
Dados Abertos para o Controle Externo
Dados Abertos para o Controle ExternoDados Abertos para o Controle Externo
Dados Abertos para o Controle ExternoThiago Avila, Msc
 
Apresentacao geral opendata
Apresentacao geral opendataApresentacao geral opendata
Apresentacao geral opendataRicardo Poppi
 
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabrAnálise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabrTarcízio Silva
 
Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...
Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...
Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...Roberto C. S. Pacheco
 
Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)
Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)
Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)Luiz Agner
 
Plano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBR
Plano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBRPlano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBR
Plano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBRAna Célia Costa
 
O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
 O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
O Bibliotecário como gestor de Projetos em TICRodrigo Moreira Garcia
 
Apresentação GT Dados Abertos W3C Brasil
Apresentação GT Dados Abertos W3C BrasilApresentação GT Dados Abertos W3C Brasil
Apresentação GT Dados Abertos W3C BrasilCaroline Burle
 
A Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais Abertos
A Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais AbertosA Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais Abertos
A Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais AbertosProjeto RCAAP
 
Melhorias para a Plataforma Federal da Participação Social
Melhorias para a Plataforma Federal da Participação SocialMelhorias para a Plataforma Federal da Participação Social
Melhorias para a Plataforma Federal da Participação SocialAna Célia Costa
 
Política de Dados Abertos do poder executivo federal
Política de Dados Abertos do poder executivo federalPolítica de Dados Abertos do poder executivo federal
Política de Dados Abertos do poder executivo federalAugusto Herrmann Batista
 

Semelhante a Jornalismo de Dados - Fontes de Informação para produção de Mapas Informacionais e do Conhecimento (20)

Jornalismo de dados - coletando
Jornalismo de dados - coletandoJornalismo de dados - coletando
Jornalismo de dados - coletando
 
Oficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados Abertos
Oficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados AbertosOficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados Abertos
Oficina: Dados Abertos, Ciência Aberta - Política de Dados Abertos
 
Relatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.br
Relatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.brRelatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.br
Relatório do Portal Federal da Participação Social, Participa.br
 
Propostas de metodologias para Monitoramento
Propostas de metodologias para MonitoramentoPropostas de metodologias para Monitoramento
Propostas de metodologias para Monitoramento
 
Dados Abertos para o Controle Externo
Dados Abertos para o Controle ExternoDados Abertos para o Controle Externo
Dados Abertos para o Controle Externo
 
Ecossistema de Uso dos dados abertos
Ecossistema de Uso dos dados abertosEcossistema de Uso dos dados abertos
Ecossistema de Uso dos dados abertos
 
Apresentacao geral opendata
Apresentacao geral opendataApresentacao geral opendata
Apresentacao geral opendata
 
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabrAnálise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
Análise de Redes em Mídias Sociais: Começando sem Erros #codabr
 
Ecossistema e impacto dos dados abertos
Ecossistema e impacto dos dados abertosEcossistema e impacto dos dados abertos
Ecossistema e impacto dos dados abertos
 
Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...
Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...
Metodologia e Arquitetura e-Gov como propulsoras de cooperação internacional:...
 
Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)
Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)
Defesa de Tese - Luiz Agner (PUC-Rio, 2007)
 
Plano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBR
Plano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBRPlano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBR
Plano de trabalho do Portal da Participação Social ParticipaBR
 
Os Governos Estaduais no Facebook
Os Governos Estaduais no FacebookOs Governos Estaduais no Facebook
Os Governos Estaduais no Facebook
 
O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
 O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
O Bibliotecário como gestor de Projetos em TIC
 
Apresentação GT Dados Abertos W3C Brasil
Apresentação GT Dados Abertos W3C BrasilApresentação GT Dados Abertos W3C Brasil
Apresentação GT Dados Abertos W3C Brasil
 
A Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais Abertos
A Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais AbertosA Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais Abertos
A Ciência Cidadã no contexto brasileiro dos Dados Governamentais Abertos
 
Políticas de dados abertos
Políticas de dados abertosPolíticas de dados abertos
Políticas de dados abertos
 
Projeto Fontes de Informação da Administração Pública
Projeto Fontes de Informação da Administração PúblicaProjeto Fontes de Informação da Administração Pública
Projeto Fontes de Informação da Administração Pública
 
Melhorias para a Plataforma Federal da Participação Social
Melhorias para a Plataforma Federal da Participação SocialMelhorias para a Plataforma Federal da Participação Social
Melhorias para a Plataforma Federal da Participação Social
 
Política de Dados Abertos do poder executivo federal
Política de Dados Abertos do poder executivo federalPolítica de Dados Abertos do poder executivo federal
Política de Dados Abertos do poder executivo federal
 

Mais de Dalton Martins

Computação cognitiva e políticas culturais
Computação cognitiva e políticas culturaisComputação cognitiva e políticas culturais
Computação cognitiva e políticas culturaisDalton Martins
 
Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...
Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...
Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...Dalton Martins
 
Digitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto Tainacan
Digitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto TainacanDigitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto Tainacan
Digitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto TainacanDalton Martins
 
Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...
Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...
Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...Dalton Martins
 
Criança, mídia e consumo na formação de professores
Criança, mídia e consumo na formação de professoresCriança, mídia e consumo na formação de professores
Criança, mídia e consumo na formação de professoresDalton Martins
 
In search of a model of human dynamics analysis applied to social sciences
In search of a model of human dynamics analysis applied to social sciencesIn search of a model of human dynamics analysis applied to social sciences
In search of a model of human dynamics analysis applied to social sciencesDalton Martins
 
Novos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +Telecentros
Novos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +TelecentrosNovos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +Telecentros
Novos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +TelecentrosDalton Martins
 
Aula 01 introdução e conceitos básicos sobre gestão
Aula 01   introdução e conceitos básicos sobre gestãoAula 01   introdução e conceitos básicos sobre gestão
Aula 01 introdução e conceitos básicos sobre gestãoDalton Martins
 
Apresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativa
Apresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativaApresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativa
Apresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativaDalton Martins
 
Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...
Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...
Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...Dalton Martins
 
Design da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informação
Design da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informaçãoDesign da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informação
Design da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informaçãoDalton Martins
 
Aula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativa
Aula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativaAula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativa
Aula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativaDalton Martins
 
Aula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informação
Aula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informaçãoAula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informação
Aula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informaçãoDalton Martins
 
Aula 03 - Identificando e tratando padrões
Aula 03 - Identificando e tratando padrõesAula 03 - Identificando e tratando padrões
Aula 03 - Identificando e tratando padrõesDalton Martins
 
Aula 02 - Estatística da vida cotidiana
Aula 02 - Estatística da vida cotidianaAula 02 - Estatística da vida cotidiana
Aula 02 - Estatística da vida cotidianaDalton Martins
 
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...Dalton Martins
 
Gestao da Informacao e Midias Sociais
Gestao da Informacao e Midias SociaisGestao da Informacao e Midias Sociais
Gestao da Informacao e Midias SociaisDalton Martins
 
Estudos comparativos entre redes
Estudos comparativos entre redesEstudos comparativos entre redes
Estudos comparativos entre redesDalton Martins
 
Matemática das redes - parte II
Matemática das redes - parte IIMatemática das redes - parte II
Matemática das redes - parte IIDalton Martins
 
Matemática das Redes - Parte I
Matemática das Redes - Parte IMatemática das Redes - Parte I
Matemática das Redes - Parte IDalton Martins
 

Mais de Dalton Martins (20)

Computação cognitiva e políticas culturais
Computação cognitiva e políticas culturaisComputação cognitiva e políticas culturais
Computação cognitiva e políticas culturais
 
Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...
Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...
Humanidades digitais e ciência de dados: novos métodos, perspectivas e desaf...
 
Digitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto Tainacan
Digitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto TainacanDigitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto Tainacan
Digitalização da cultura brasileira - as motivações do projeto Tainacan
 
Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...
Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...
Análise de Redes Sociais para educação à distância na plataforma ELGG para o ...
 
Criança, mídia e consumo na formação de professores
Criança, mídia e consumo na formação de professoresCriança, mídia e consumo na formação de professores
Criança, mídia e consumo na formação de professores
 
In search of a model of human dynamics analysis applied to social sciences
In search of a model of human dynamics analysis applied to social sciencesIn search of a model of human dynamics analysis applied to social sciences
In search of a model of human dynamics analysis applied to social sciences
 
Novos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +Telecentros
Novos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +TelecentrosNovos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +Telecentros
Novos caminhos da inclusão digital: experiências do projeto +Telecentros
 
Aula 01 introdução e conceitos básicos sobre gestão
Aula 01   introdução e conceitos básicos sobre gestãoAula 01   introdução e conceitos básicos sobre gestão
Aula 01 introdução e conceitos básicos sobre gestão
 
Apresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativa
Apresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativaApresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativa
Apresentação Semana de Humanização da Saúde: uma visão quantitativa
 
Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...
Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...
Design da Informação - Aula 04 - Imagens que informam - design, legendas e di...
 
Design da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informação
Design da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informaçãoDesign da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informação
Design da Informação - Aula 03 - Princípios do design de informação
 
Aula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativa
Aula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativaAula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativa
Aula 04 - Tópicos em Gestão da Informação Medidas de posição relativa
 
Aula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informação
Aula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informaçãoAula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informação
Aula 02 - Design da Informação - História e princípios do design de informação
 
Aula 03 - Identificando e tratando padrões
Aula 03 - Identificando e tratando padrõesAula 03 - Identificando e tratando padrões
Aula 03 - Identificando e tratando padrões
 
Aula 02 - Estatística da vida cotidiana
Aula 02 - Estatística da vida cotidianaAula 02 - Estatística da vida cotidiana
Aula 02 - Estatística da vida cotidiana
 
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
Tópicos em Gestão da Informação II - Aula 01 - Desafios atuais da Gestão da I...
 
Gestao da Informacao e Midias Sociais
Gestao da Informacao e Midias SociaisGestao da Informacao e Midias Sociais
Gestao da Informacao e Midias Sociais
 
Estudos comparativos entre redes
Estudos comparativos entre redesEstudos comparativos entre redes
Estudos comparativos entre redes
 
Matemática das redes - parte II
Matemática das redes - parte IIMatemática das redes - parte II
Matemática das redes - parte II
 
Matemática das Redes - Parte I
Matemática das Redes - Parte IMatemática das Redes - Parte I
Matemática das Redes - Parte I
 

Último

LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...
LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...
LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...dl assessoria 8
 
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023DL assessoria 29
 
MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024
MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024
MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024DL assessoria 30
 
As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...
As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...
As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...DL assessoria 31
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...DL assessoria 28
 
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...dl assessoria 8
 
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...dl assessoria 8
 
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...DL assessoria 28
 
Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...
Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...
Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...DL assessoria 29
 
Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...
Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...
Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...DL assessoria 29
 
Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...
Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...
Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...Dl assessoria 20
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...assessoria DL S5
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...DL assessoria 28
 
Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...
Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...
Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...sdl192405
 
“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...
“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...
“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...DL assessoria 29
 
O-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdf
O-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdfO-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdf
O-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdfrnetosilvaharsenal96
 
Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...
Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...
Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...Dl assessoria 20
 
Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...
Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...
Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...DL assessoria 29
 
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...Dl assessoria 20
 

Último (19)

LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...
LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...
LOGÍSTICA REVERSA DA NATURA COSMÉTICOS S.A. Com o objetivo de se tornar uma d...
 
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
ATIVIDADE 1 - MENTALIDADE CRIATIVA E EMPREENDEDORA - 51/2023
 
MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024
MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024
MAPA - DIDÁTICA - 51/2024MAPA - DIDÁTICA - 51/2024
 
As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...
As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...
As relações entre empregador e empregado passaram por diversas transformações...
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
 
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
O gestor ambiental é um profissional de suma importância. Ele atua atento ao ...
 
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
A identificação e classificação das orações são ações que se constituem apena...
 
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
Todos já devem ter estudado e percebido a necessidade e a importância de se p...
 
Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...
Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...
Biossegurança é definida como o conjunto de procedimentos, ações, técnicas, m...
 
Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...
Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...
Cada vez é mais crescente o interesse dos consumidores por questões relaciona...
 
Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...
Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...
Chegou a hora de colocar em prática os conhecimentos construídos ao longo da ...
 
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
Quando planejamos uma aula, estamos pensando em todo o processo que envolve e...
 
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
Entender e compreender as teorias que embasaram e ainda embasam as tendências...
 
Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...
Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...
Etapa 1: leitura do texto de apoio Segundo o geógrafo David Harvey, a recessã...
 
“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...
“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...
“[...] O sangue é um tipo de tecido conjuntivo, fluído, constituído por difer...
 
O-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdf
O-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdfO-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdf
O-leite-bovino-que-produzimos-e-consumimos.pdf
 
Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...
Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...
Leia com atenção o trecho a seguir: “Ora, a espiritualidade é um tema essenci...
 
Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...
Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...
Considerando as informações contidas nessa charge, escreva um texto dissertat...
 
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
Um dos materiais mais utilizados em salas de aula na educação escolar pública...
 

Jornalismo de Dados - Fontes de Informação para produção de Mapas Informacionais e do Conhecimento

  • 1. Jornalismo de Dados Aula 02 – Fontes de Informação para produção de Mapas de Informação e do Conhecimento Prof. Dalton Martins dmartins@gmail.com Gestão da Informação
  • 2. Fontes de informação ● Uma das primeiras etapas no exercício do Jornalismo de Dados é identificar fontes em potencial de informação; ● As fontes são em geral variadas em formato, abrangência e conteúdo; ● A composição de diversas, muitas vezes, permite uma visão mais ampla de um fenômeno que se deseja estudar: – A complementaridade e integração dos dados é um desafio em nossa área!
  • 3. Fontes de Informação ● Há diversos tipos de fontes de informação que podem ser úteis para o Jornalismo de dados: – Mecanismos de busca: ● Google, Yahoo, etc... – Sites institucionais: ● Portais de transparência, portais de dados abertos; – Instituições de pesquisa: ● IBGE, IPEA, IMB, etc... – Mídias Sociais: ● Blogs, twitter, facebook, etc... – Bibliotecas Digitais: ● BDTDs, etc... – Portais científicos: ● Google Scholar, Lattes, CNPq, CAPES, WebOfScience, Scielo, etc...
  • 4. Mecanismos de busca São ferramentas de busca genéricas, identificando os sites mais relevantes para um tema de busca desejado. A relevância é construída com base na citação dos sites por outros sites, ou seja, quanto mais linkado um site for por outros mais próximo dos primeiros resultados de busca ele se torna → filtro de relevância social
  • 5. Mecanismos de busca ● Pontos positivos dos mecanismos de busca: – Potente filtro de relevância social; – Permitem pesquisar em diferentes mídias, tais como imagens, vídeos, notícias e blogs; – Permitem rapidamente obter alguns resultados relevantes e resolver a maior parte das questões. ● Pontos negativos dos mecanismos de busca: – Temos tempo e disposição de navegar pelas 2 ou 3 primeiras páginas no máximo; – A informação retorna de maneira desestruturada: é difícil coletar todos os sites e avaliar a massa de dados em conjunto.
  • 6. Mecanismos de busca ● Existem algumas ferramentas que ajudam a ter um panorama geral do que tem sido pesquisado nesses mecanismos: – Google Trends ● http://www.google.com/trends/?hl=pt-BR_ALL ● ferramenta do google que permite sabermos o que tem sido pesquisado no mundo; ● Permite também compararmos termos de busca para analisar a diferença de interesse neles por parte dos usuários do google. – Google Alerta ● https://www.google.com.br/alerts ● Permite você criar notificações para receber um link toda vez que sua expressão de interesse aparecer na web
  • 7. Mecanismos de busca Google Trends
  • 8. Mecanismos de busca Google Trends
  • 9. Mecanismos de busca Google Alerta A informação chega até você!
  • 10. Sites institucionais ● Devido a importantes movimentos sociais, há hoje no Brasil algumas ações fundamentais no sentido de fornecerem dados de ações institucionais: – Lei de Acesso à informação – 18/11/2011 ● http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2011-2014/2011/lei/l12527.htm – Lei Complementar da Transparência – 27/05/2009 ● http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/lcp/lcp131.htm – Por conta disso, os governos federal, estaduais e municipais passaram a desenvolver Portais de Transparência e disponibilizar dados da Gestão Pública para “fácil” acesso ao cidadão! → fontes fundamentais para Jornalismo de Dados.
  • 11. Sites institucionais ● Governo Federal: http://www.portaltransparencia.gov.br/
  • 12. Sites institucionais ● Governo Federal: http://www3.transparencia.gov.br/TransparenciaPublica/
  • 13. Sites institucionais ● Governos Estaduais ● Todos os governos possuem portais, em estágios diferentes de desenvolvimento; ● A tabela ao lado é criada pela iniciativa Índice de Transparência; ● Parceria entre OAB – Ordem dos Advogados do Brasil e Centro de Estudos de Opinião Pública (CESOP) da Unicamp
  • 14. Sites institucionais ● Governos Municipais ● A iniciativa também avalia várias cidades com mais de 200.000 habitantes; ● A tabela ao lado apresenta o estado das capitais brasileiras.
  • 15. Sites institucionais ● Esses sites fornecem informações variadas sobre: – Gastos do governo; – Formas de contratação; – Áreas de investimento; – Empresas contratadas; – Descentralização de recursos; – Salários de funcionários; ● Permitem amplas pesquisa e cruzamentos de dados.
  • 16. Instituições de pesquisa ● IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – http://www.ibge.gov.br/home/ – Uma das principais fontes de estatísticas brasileiras – Diversos estudos especiais ● http://www.ibge.gov.br/home/estatistica/pesquisas/estudos_especiais.php
  • 17. Instituições de pesquisa ● IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Fornece séries de dados macroeconômicos, regionais e sociais. – http://www.ipeadata.gov.br/
  • 18. Instituições de pesquisa ● IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Dados macroeconômicos: ● Base de dados econômicos e financeiros mantida pelo Ipea incluindo séries estatísticas da economia brasileira e dos aspectos que lhe são mais pertinentes na economia internacional. Os dados são atualizados e documentados de forma sistemática e apresentados na mesma unidade monetária. Recursos disponíveis permitem a manipulação matemática e a extração dos resultados em planilhas ou gráficos. – Dados regionais: ● Base de dados demográficos, econômicos e geográficos para as regiões, estados e municípios brasileiros que se iniciam no Censo Demográfico de 1872. A busca das séries estatísticas pode ser feita por "Palavras-chave" na sua descrição, "Temas" ou assuntos de interesse, "Fontes" de publicação ou pelo "Nível geográfico" para o qual é possível agregar os dados. – Dados sociais: ● Base de dados e indicadores sociais abrangendo temas diversos, como nível de renda per capita, desigualdade na distribuição de renda dos indivíduos e domicílios, desempenho educacional, condições de saúde e habitação, inserção no mercado de trabalho, situação dos direitos humanos da população, entre outros.
  • 19. Instituições de pesquisa ● IPEA – Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada – Possui interessante e rico material de publicações que se tornam fonte de consulta fundamentais ● http://www.ipea.gov.br/portal/index.php?option=com_alphacontent&view=alphacontent&Itemid=357
  • 20. Instituições de pesquisa ● INEP – Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira – http://portal.inep.gov.br/ – Possui rico acervo de dados sobre educação no Brasil: censo escolar da educação básica, educação superior, indicadores de desempenho (ideb, enade, saebe, enem, etc...) ● http://portal.inep.gov.br/institucional-guia_sistemas
  • 21. Instituições de pesquisa ● DATASUS – empresa de processamento de dados do Ministério da Saúde; – Possui um projeto chamado TABNET – Informações de Saúde ● http://www2.datasus.gov.br/DATASUS/index.php?area=02
  • 22. Instituições de pesquisa ● Instituto Mauro Borges de Estatísticas e Estudos Sócio Econômicos – IMB – Dados específicos do estado de Goiás – http://www.imb.go.gov.br/
  • 23. Instituições de pesquisa ● Há várias outras instituições de pesquisa de estados, municípios e mesmo privadas que podem ser interessante de se pesquisar sobre um determinado assunto; ● Vale sempre avaliar se existe alguém ou uma instituição que já produz pesquisa e séries históricas de indicadores sobre um tema: – Permite análises comparativas e mesmo a crítica aos meios de construção desses indicadores.
  • 24. Mídias Sociais ● Sistemas Web que servem como plataformas de mídias sociais são hoje uma fonte enorme de informação para produção de pesquisas; ● A maioria dessas plataformas possui uma interface para consultar seus dados e gerar análises; ● Há muitos softwares interessantes que permitem consultar esses dados em tempo real e entender melhor o que seus usuários estão produzindo. ● Vejamos por plataforma!
  • 25. Twitter ● Mapas geográficos do que está sendo twittado no mundo em tempo real – http://trendsmap.com/ – http://talltweets.com/trends/ ● Ferramenta de analytics do Twitter: fornece indicadores e permite medir atividades – https://analytics.twitter.com/about ● Há muitas aplicações que permitem busca de informação no Twitter: – Dê uma olhada aqui: ● http://www.razorsocial.com/free-twitter-analytics/
  • 26. Twitter ● A própria ferramenta de busca do Twitter permite combinações interessantes... – https://twitter.com/search-advanced
  • 27. Facebook ● O facebook tem um sistema de busca bastante ruim e difícil de encontrar informações que nós mesmos postamos em nossa timeline; ● No entanto, possui várias aplicações interessantes para facilitar encontrar informações e analisar tendências: – http://www.wolframalpha.com/facebook/ – Há vários plugins de dentro do Facebook que são úteis para análises interessantes → netvizz, por exemplo.
  • 28. Outras mídias sociais ● Youtube, Vimeo, Flickr, Blogspot, Wordpress e outros tantos canais são fontes de informação que podem ser exploradas para pesquisas temáticas; ● Possuem razoável sistemas de busca e indexação de conteúdos por tags, facilitando encontrar temas de interesse; ● Podem ser pesquisadas diretamente de mecanismos de busca, como Google e Yahoo.
  • 29. Bibliotecas Digitais ● São repositórios de conteúdos em geral utilizadas por universidades para depósito de dissertações de mestrado e teses de doutorado, entre outros tipos de monografias. ● Uma das mais importantes é a BDTD – Biblioteca Digital de Teses e Dissertações do IBICT – Instituto Brasileiro de Informação Científica e Tecnológica: – http://bdtd.ibict.br/ – Possui mais de 248.900 documentos digitalizados e mais de 90 universidades brasileiras integram o repositório.
  • 30. Bibliotecas Digitais ● Muitas universidades possuem seus próprios repositórios e podem ser consultados para gerar pesquisas locais e mapas de conhecimento institucionais: – UFG - http://repositorio.bc.ufg.br/tede/ – USP - http://www.teses.usp.br/ ● Fornecem estudos qualificados sobre temas de interesse além de facilitar encontrar pessoas e grupos de pesquisa que estão trabalhando com esses temas.
  • 31. Portais Científicos ● A produção científica é uma das áreas mais avançadas em termos de documentação e registro digital de sua produção; ● Há várias ferramentas e tecnologias de apoio que ajudam a identificar e mapear a produção de pesquisa no Brasil e no mundo; ● São fontes estratégicas para se conhecer novas tendências, novas pesquisas, áreas de inovação, temas emergentes e produzir uma visão geral sobre interesses de temas de pesquisa. – Permitem criticar e propor novas áreas, perceber onde há centros de excelência, a necessidade de investimentos, entre vários elementos interessantes.
  • 32. Google Scholar ● http://scholar.google.com.br/ ● Permite pesquisa em artigos, livros e publicações acadêmicas.
  • 33. Plataforma Lattes ● Plataforma que cadastra todos os pesquisadores brasileiros em diversos níveis e áreas de conhecimento. ● Permite buscar pesquisadores por área de interesse e conhecer pessoas que são especializadas e produzem pesquisa nessas áreas. ● http://lattes.cnpq.br/
  • 34. Diretório de Grupos de Pesquisa ● http://dgp.cnpq.br/dgp/faces/consulta/consulta_parametrizada.jsf ● Plataforma que dá acesso aos grupos de pesquisa existentes no país por temas, pessoas, instituição e linhas de pesquisa.
  • 35. Mapa de Investimentos do CNPq ● http://efomento.cnpq.br/efomento/distribuicaoGeografica/distribuicaoGeografica.do?metodo=apresentar ● Permite visualizar a distribuição de bolsas do CNPq pelo país, por categorias, instituições, estados entre outros...
  • 36. GeoCapes ● http://geocapes.capes.gov.br/geocapesds/# ● Distribuição de bolsas da CAPES pelo país
  • 37. Plataforma Sucupira ● Plataforma que agrega toda a produção científica dos programas de Mestrado e Doutorado do Brasil ● https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/
  • 38. Scielo ● Principal portal de revistas científicas do Brasil ● Agrega mais de 500.000 artigos de mais de 1100 periódicos; ● http://www.scielo.org/php/index.php
  • 39. WebOfScience ● Um dos principais portais de revistas científicas do mundo → permite ter uma noção do que as principais instituições de pesquisa estão fazendo e descobrir onde temas de interesse estão sendo pesquisados; ● http://www.webofknowledge.com/
  • 40. Scopus ● É também um dos principais portais de revistas científicas do mundo → permite ter uma noção do que as principais instituições de pesquisa estão fazendo e descobrir onde temas de interesse estão sendo pesquisados; ● http://www.scopus.com/