Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1

831 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
831
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
113
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Laboratório de Comunicação Popular - Aula 1

  1. 1. História doJornalismo
  2. 2. Primórdios e Pré-Jornalismo• Fontes de informação:Livros, Comerciantes em viagem emenestréis (músicos que andavam entreas vilas cantando de forma fantasiosa osfeitos de grandes homens da IdadeMédia);• Principal forma de difusão de notícias:Oralidade (contação de histórias emúsicas);• Publicações: Latim como língua padrão;• Acesso à Informação: Baixo, pelapequena quantidade de pessoas quesabiam ler (geralmente os nobres e oclero).
  3. 3. O Surgimento da Imprensa• Modo de produção de materiaisimpressos por tipos móveis (de madeiraou chumbo);• Desenvolvido pelo alemão JohannesGutemberg no século XV(aproximadamente por volta de 1439);• Modelos semelhantes já haviam sidoobservados na China anos antes;• Primeiro livro a ser impresso com o novosistema: A Bíblia;• A prensa mecânica promoveu mudançasna história mundial (Reforma Protestante– 99 Teses de Martinho Lutero).
  4. 4. Imprensa, Revolução Industrial eMudanças Políticas• Jornais produzidos de forma artesanalpor pequenos produtores de notíciastinham o papel de integrar ascomunidades e informar sobre as notíciasde lugarejos (principalmente nos EstadosUnidos, na Inglaterra e na França);• Publicações com caráter político-ideológico e financiadas por organizaçõesde cunho Liberal (defensoras daexpansão dos mercados e da ascensãoda Burguesia ao poder político);• A Imprensa teve papel fundamental emdiversas mudanças políticas nos séculosXVII e XVIII (Independência dos EstadosUnidos, Revolução francesa, etc).
  5. 5. O jornal impresso como produto• Noção de jornal como produto comercial:Segunda metade do século XIX;• Os jornais impressos deixam de ter umcaráter ideológico e panfletário, ecomeçam a trabalhar com a ideia de auto-sustento pela venda de anúncios(processo que teve início nos EstadosUnidos e logo depois foi incorporado pelaInglaterra);• Conceito de “penny-press”: Jornaisbaratos e com grandetiragem, apresentando grande número denotícias curtas, geralmente carregadas noemocional para atrair público;• Surgimento do repórter.
  6. 6. Jornalismo no Brasil• Surgimento: setembro de 1808, com avinda da família real para o Brasil. Oprimeiro jornal a ser publicadooficialmente no país foi “A Gazeta do Riode Janeiro”;• Antes de 1808: a coroa portuguesaproibia qualquer tipo de publicaçãoimpressa no país;• Pouco antes de surgir a Imprensaoficialmente do Brasil, em junho de1808, o jornalista Hipólito da Costa lançouo jornal “Correio Brasiliense”, queimpresso em Londres e distribuído no Riode Janeiro.
  7. 7. História doRádio
  8. 8. Desenvolvimento da Tecnologia(parte 1)• 1791: Invenção do Telégrafo, pelo físiconorte-americano Samuel Morse (esta é aprimeira forma de transmissão deinformações por impulsos magnéticos);• 1860: O italiano Antonio Meucci inventa otelefone, e logo depois vende os direitosda invenção para o norte-americanoAlexander Graham-Bell, que registra apatente (o telefone é o primeiro invento atransformar impulsos acústicos emimpulsos elétricos e vice-versa);• 1863: Descoberta das ondaseletromagnéticas, pelo inglês JamesClerck Maxwell;
  9. 9. Desenvolvimento da Tecnologia(parte 2)• 1887: Princípio da propagaçãoradiofônica, pelo alemão HeinrichRudolph Hertz;• 1896: O italiano Guglielmo Marconidemonstra e patenteia aparelhos deemissão e recepção de ondas de rádio;• I Guerra Mundial: Os sistemas deradiodifusão são utilizados comotecnologias de comunicação militar. Apóso final do conflito, a empresaWestinghouse, fabricante dosaparelhos, ficou com estoque encalhadoem sua fábrica. Como solução, instalouuma antena na fábrica, em Nova Iorque, epassou a transmitir músicas para o bairro.
  10. 10. O rádio no Brasil(parte 1)• A partir de 1890: O padre e inventorpaulista Landell de Moura iniciou seusexperimentos com a transmissão deondas sonoras por meio de impulsoseletromagnéticos. Suas invenções foramapresentadas em uma feira em SãoPaulo, no ano de 1893;• Landell patenteou em 1900, nos EstadosUnidos, três invenções: o telégrafo semfio, o telefone sem fio e o transmissor deondas sonoras;• O brasileiro é reconhecido como um dosheróis da pátria, honraria só concedida noano de 2011, em celebração de seus 150anos de nascimento.
  11. 11. O rádio no Brasil(parte 2)• 1919: É fundado o Radio Clube dePernambuco, na cidade deRecife, primeira emissora de rádio doBrasil (que não chegou a transmitir antesde 1922);• 1922: É realizada a primeira transmissãoradiofônica no Brasil, na cidade do Rio deJaneiro, em comemoração aos centenárioda Independência;• 1923: Edgar Roquette-Pinto e HenriqueMoritze fundam a Rádio Sociedade do Riode Janeiro, primeira emissora a transmitircontinuamente no país;• 1933: O governo brasileiro cria regraspara a criação de rádios e ocupação do
  12. 12. A Era de Ouro dorádio no Brasil• Surge um grande número de rádioscomerciais em todo o Brasil (1927, RádioGaúcha, no Rio Grande do Sul; 1935,Rádio Tupi do Rio de Janeiro; 1936: RádioNacional do Rio de Janeiro e Rádio Tupide São Paulo; 1937, Rádio Bandeirantesde São Paulo; 1944, Rádio Globo do Riode Janeiro);• As emissoras de rádio recebem grandesinvestimentos, e passam a investir ementretenimento (novelas, programas deauditório e transmissões esportivas);• Início de um Jornalismo com ascaracterísticas do Rádio, com osurgimento, em 1941, do Repórter Esso.
  13. 13. O surgimento da TV• 1923: O russo Vladimir Zvorikin patenteiao tubo para câmeras detelevisão, primeira tecnologia que permitea transmissão de imagens;• 1924: Os norte-americanos John LogieBaird e Philo Farnsworth apresentam emuma feira, na cidade de Londres, umsistema que permite transmitir porimpulsos elétricos as imagens emmovimento;• 1928: Primeira transmissão oficial deTV, na cidade de Nova Iorque;• 1936: Primeira grande transmissão daHistória, as Olimpíadas de Berlim, naAlemanha.
  14. 14. A TV no Brasil• A primeira emissora do país, a TV Tupi deSão Paulo, foi inaugurada em 18 desetembro de 1950. A iniciativa deinstalação de uma emissora foi iniciativado empresário e jornalista AssisChateaubriand, que havia conhecido atecnologia em 1946, na cidade de NovaIorque;• Chateaubriand inaugurou em 20 dejaneiro de 1951 a primeira emissora doRio de Janeiro, também com o nome deTV Tupi;• Com o surgimento da TV no Brasil, umgrande número de profissionais do rádiomigra para a nova mídia, iniciando umperíodo de declínio.
  15. 15. Características da TVE diferenças com o rádio• Tecnologia: Tanto a TV como o rádio são transmitidos da mesmaforma, por ondas eletromagnéticas. A diferença entre os dois é a faixa detransmissão;• Faixas de rádio no Brasil:Ondas Curtas – 15 a 30 MHz;Ondas Médias ou AM (Modulação em Amplitude) – de 540 a 1630KHz (quilohertz);FM (Modulação em Frequência) – de 87,5 a 108 MHz (megahertz);• Faixas de TV no Brasil:VHF (Very High Frequence) – Canal 2 ao canal 13 / de 54 a 216 MHz;UHF (Ultra High Frequence) – Canal 14 ao 83 / de 470 a 894 MHz;TV a Cabo – Dentro do espectro de UHF.*Medidas de Onda – MHz = megahertz / KHz = quilohertz
  16. 16. ProduçãoEditorial
  17. 17. Jornalismo Impresso Cotidiano• Termo usado para definir os Jornais eportais de notícias na internet, que sãopublicações produzidas, editadas edistribuídas em um curto espaço detempo;• Marcada por informações rápidas e compouco aprofundamento, dando apossibilidade do tema ser melhorabordado em outras edições (técnicachamada de suíte);• Quantidade pequena de entrevistas e compoucos espaços de opinião;• Geralmente com informações diretamenteligadas ao cotidiano da cidade e queinfluem na vida do cidadão.
  18. 18. Jornalismo ImpressoNão Cotidiano• Termo usado para definir as revistas,suplementos de jornais e páginas daInternet com conteúdo menos rígidocomo blogs;• Tem como característica principal oaprofundamento e desdobramento dasnotícias publicadas em jornais e portais,com pesquisa histórica, entrevistas,opinião de especialistas e da população;• O jornalismo não-cotidiano abre espaçopara matérias elaboradas de cultura,entretenimento, comportamento, ciência etecnologia, educação, economia eanálises políticas.
  19. 19. Linha editorial• São as características presentes em umaempresa de Comunicação, comoorientação ideológica, valores, método detrabalho e construção de sua mensagem;• Geralmente definidas pela gerênciaeditorial do veículo(Conselho, Dono, Editor-Chefe e Sub-Editores);• Todas as matérias são pensadas eproduzidas de acordo com a linhaeditorial;• Geralmente, essas orientações dãoorigem a um Manual de Redação eEstilo, para que os novos funcionários seadaptem à política da empresa.

×