Seminario industria jbarbosa_anqep

2.359 visualizações

Publicada em

Agrupamento de Escolas Eça de Queirós

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.923
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminario industria jbarbosa_anqep

  1. 1. Centros para a Qualificação e o Ensino Profissional (CQEP): Que modelo de funcionamento? João Barbosa Diretor do Departamento de Gestão Integrada de Sistemas de Qualificação 22 de março de 2013 1
  2. 2. I. Organização1. NaturezaOs CQEP operam de modo integrado e coordenado noterritório, constituindo-se como uma interface com asdemais respostas disponíveis no âmbito do SistemaNacional de Qualificações, respondendo às necessidadesde qualificação dos jovens e dos adultos 2
  3. 3. 2. Plano Estratégico de Intervenção (PEI)Cada CQEP, em articulação com a ANQEP, define:- Os objetivos a atingir e a sua fundamentação- A estratégia de intervenção- O território de intervenção- Os resultados anuais a atingir- O modelo de organização e funcionamento- As áreas de educação e formação e saídas profissionais (Processos de RVCC profissionais e de dupla certificação)- As parcerias e ações de dinamização local 3
  4. 4. 3. Âmbito de Intervenção Orientação Acolhimento Diagnóstico Encaminhamento Acompanhamento 4
  5. 5. 4. EquipaCoordenador  Apoiar a ANQEP na regulação e monitorização da rede  Promover parcerias  Recolher, tratar e disponibilizar informação  Assegurar o regular funcionamento do CQEPTécnicos de orientação, reconhecimento e validação de competências (TORVC)  Assegurar a inscrição, o diagnóstico e a orientação e encaminhamento de jovens e adultos  Dinamizar o desenvolvimento dos processos de RVCCFormadores das diferentes áreas de competências- chave/áreas de educação e formação  Participar no reconhecimento, validação e certificação de competências escolares e/ou profissionais 5
  6. 6. II. Atividades1. Informação, orientação e encaminhamento de jovens e de adultos- Jovens com idade igual ou superior a 15 anos ou a frequentar o último ano de escolaridade do 3.º ciclo do ensino básico- Adultos com idade igual ou superior a 18 anos Apoio na identificação de projetos individuais de educação e de qualificação, com vista ao prosseguimento de estudos e/ou de integração no mercado de trabalho, tendo por base as diferentes ofertas de educação e formação profissional 6
  7. 7. 2. Desenvolvimento de processos de RVCC (vertente escolar, profissional ou dupla certificação)• Adultos com idade superior a 23 anos ou 3 anos de experiência profissional devidamente comprovadaReconhecimento – Identificação das competênciasadquiridas ao longo da vida, em contextos formais, nãoformais e informais, através do desenvolvimento deatividades específicas e da aplicação de instrumentos deavaliação, com vista à elaboração de um portefólioValidação – Desenvolvimento de auto e heteroavaliaçãoCertificação – Demonstração de competências através darealização de um prova escrita, oral e/ou prática 7
  8. 8. 3. Implementação de dispositivos de informação, orientação e divulgação (procura/oferta de soluções formativas)- Recolha e validação de informação sobre as ofertas de educação e formação no território e sobre as oportunidades de estágios nas empresas- Sistematização e clarificação da informação, de modo a torná-la acessível ao público-alvo- Divulgação, permanente e atualizada, da informação, nos suportes e locais mais adequados aos destinatários- Dinamização de ações de divulgação da rede de oferta de educação e formação junto dos operadores e dos empregadores que atuam no território 8
  9. 9. 4. Estabelecimento de parcerias/protocolos comentidades relevantes do território- Operadores de educação e formação  Identificação de necessidades concretas de qualificação  Apoio à organização de respostas úteis  Otimização dos recursos humanos e logísticos- Empregadores  Identificação de necessidades  Realização de estágios profissionais  Cedência de recursos e equipamentos- Redes locais para a qualificação 9
  10. 10. 5. Regulação da rede de ofertasApoio à ANQEP na definição de critérios que permitam aconstituição de uma rede local/regional de ofertasformativas eficiente, eficaz e ajustada às necessidades daeconomia e do mercado de trabalho 10
  11. 11. 6. Acompanhamento e monitorizaçãoApoio à ANQEP na implementação de um modelo degarantia da qualidade em linha com o Quadro deReferência Europeu de Garantia de Qualidade da Educaçãoe Formação Profissional (EQAVET) 11
  12. 12. III. Conceitos-Chave Abordagem integradaMonitorização Parceria Valorização do ensino profissional 12
  13. 13. Muito obrigado 13

×