A IDEIA DE CULTURA 
NO DESIGN DE INTERAÇÃO 
CLAUDIA BORDIN RODRIGUES 
Ex Faber Ludens 
UTFPR
uma ouduas 
s 
s 
A IDEIA DE CULTURA 
NO s 
DESIGN s 
DE INTERAÇÃO 
ões 
Na alma, Faber Ludenstambém 
CLAUDIA BORDIN RODRI...
*Produtos, 
Serviços, 
Sistemas. 
Artefatos têm política? 
Langdon Winner, 1986, Chicago 
“Do artifacts have politics?”
Arquivo Arquitetônico de NY, West Side Viaduct (Miller Highway) CC 2.0
TEORIA POLÍTICA 
DO ARTEFATO 
CONTEXTO APROPRIAÇÃO 
No mundo vivido, dos 
sujeitos, seus modos 
de vida, práticas, ...
Atenção às características dos objetos técnicos e aos 
significados dessas características 
Fonte: CNN, Relatório Davos 20...
Lenin Roger, 
Viviane Delvequio TCC 
http://www.slideshare.net/leninroger/comuna
Lenin Roger, 
Viviane Delvequio Sonda Cultural
Narrativas de Uso
qual a ideia de 
cultura 
Socialmente construída, 
em constante negociação 
com política, economia, 
sociedade 
nesteconte...
como vemos cultura em 
design de interação 
Conceitos cross-cultural (Marcus, Gould) 
Etnografia como prática de projeto (...
como vemos cultura em 
design de interação 
Significação e ‘fazer sentido’ (Lindtner) 
Relação designer/usuário (Curzon, W...
2008 - 2011 
Especialização em Design de Interação 
Faber Ludens/Fisam 
Turmas A08, B08, A09, B09, A10, A11,.... 
Antropol...
Lenin Roger, 
Viviane Delvequio Centro Espanhol 
2008 
Relações da tecnologia 
Melhor idade 
“NOSSA SALA DE AULA É O MUNDO...
O conceito de cultura que defendo (...) é 
essencialmente semiótico*. 
Acreditando, como Max Weber , que o homem é 
um ani...
2008-2011 
Minha Casa, Meu Templo
2009-2011 
Feira do 
Largo da Ordem 
Interações de comercialização e 
significação
Mercado?Academia?Mundo? 
Existe espaço 
para discutir e 
significar 
o que entendemos como 
CULTURA ?
De modo interpretativo, social e político 
É POSSÍVEL 
pensar de modo crítico* 
sobre as nossas 
práticas de projeto 
EM D...
Embora o resultado de nossas práticas sejam 
refletidas em ARTEFATOS (objetos, serviços e 
sistemas) que cristalizam a prá...
AOS FABER LÚDICOS 
A09 
Cassiano Queiroz de Azevedo 
Leonardo Spolador Ribeiros 
Maria Victoria Ribeiro de Jesus 
Samille ...
Obrigada, 
prof.claudiabordin@gmail 
Dimensões culturais em Design de Interação: 
claudiabordin.wordpress
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação

1.130 visualizações

Publicada em

Palestra apresentada na SEMANA D, em 07/nov/2014 em Curitiba, no MON. Parceria com Faber Ludens. Conteúdo educacional de suporte a pesquisa e ensino. Profa. Claudia Bordin Rodrigues.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.130
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
664
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ideia de cultura - uma ou duas considerações sobre práticas e Cultura no Design de Interação

  1. 1. A IDEIA DE CULTURA NO DESIGN DE INTERAÇÃO CLAUDIA BORDIN RODRIGUES Ex Faber Ludens UTFPR
  2. 2. uma ouduas s s A IDEIA DE CULTURA NO s DESIGN s DE INTERAÇÃO ões Na alma, Faber Ludenstambém CLAUDIA BORDIN RODRIGUES Ex Faber Ludens UTFPR
  3. 3. *Produtos, Serviços, Sistemas. Artefatos têm política? Langdon Winner, 1986, Chicago “Do artifacts have politics?”
  4. 4. Arquivo Arquitetônico de NY, West Side Viaduct (Miller Highway) CC 2.0
  5. 5. TEORIA POLÍTICA DO ARTEFATO CONTEXTO APROPRIAÇÃO No mundo vivido, dos sujeitos, seus modos de vida, práticas, ...
  6. 6. Atenção às características dos objetos técnicos e aos significados dessas características Fonte: CNN, Relatório Davos 2014 Foto: Tony Karumba sentido no contexto Artigo de Nmachi Jidenma How Africa's mobile revolution is disrupting the continent. Davos 2014
  7. 7. Lenin Roger, Viviane Delvequio TCC http://www.slideshare.net/leninroger/comuna
  8. 8. Lenin Roger, Viviane Delvequio Sonda Cultural
  9. 9. Narrativas de Uso
  10. 10. qual a ideia de cultura Socialmente construída, em constante negociação com política, economia, sociedade nestecontexto Ei, designers, somos mediadores e mediados pela cultura
  11. 11. como vemos cultura em design de interação Conceitos cross-cultural (Marcus, Gould) Etnografia como prática de projeto (Suchman) Percepção, experiência e propiciação (UX) Usabilidade e acessibilidade ‘Culturabilidade’ (Barber e Badre)
  12. 12. como vemos cultura em design de interação Significação e ‘fazer sentido’ (Lindtner) Relação designer/usuário (Curzon, Wurtz) Teoria da Atividade (Engstrom, Kaptelinin & Nardi)
  13. 13. 2008 - 2011 Especialização em Design de Interação Faber Ludens/Fisam Turmas A08, B08, A09, B09, A10, A11,.... Antropologia e Cultura no currículo e na prática Co-Criação e Colaboração contínuas Nossa sala de aula é o mundo
  14. 14. Lenin Roger, Viviane Delvequio Centro Espanhol 2008 Relações da tecnologia Melhor idade “NOSSA SALA DE AULA É O MUNDO”
  15. 15. O conceito de cultura que defendo (...) é essencialmente semiótico*. Acreditando, como Max Weber , que o homem é um animal suspenso em teias de significado que ele mesmo teceu, assumo a cultura como sendo as teias, e o estudo da cultura, portanto, não como uma ciência experimental em busca de leis mas uma, interpretativa, em busca de significado. Clifford Geertz A Interpretação das Culturas
  16. 16. 2008-2011 Minha Casa, Meu Templo
  17. 17. 2009-2011 Feira do Largo da Ordem Interações de comercialização e significação
  18. 18. Mercado?Academia?Mundo? Existe espaço para discutir e significar o que entendemos como CULTURA ?
  19. 19. De modo interpretativo, social e político É POSSÍVEL pensar de modo crítico* sobre as nossas práticas de projeto EM DESIGN DE INTERAÇÃO?
  20. 20. Embora o resultado de nossas práticas sejam refletidas em ARTEFATOS (objetos, serviços e sistemas) que cristalizam a prática, nossa PRÁTICA COMO DESIGNERS, por si só, também são objeto da cultura.
  21. 21. AOS FABER LÚDICOS A09 Cassiano Queiroz de Azevedo Leonardo Spolador Ribeiros Maria Victoria Ribeiro de Jesus Samille Santos Sousa Tersis Hiran Zonato A08 B08 Bruno Antonio Duarte Bruno Carvalho dos Santos Cesar Braga Maidana Edmarlon Semprebom Karla da Cruz Costa Marcos Koji Onodera Marcos Paulo Chelest Pedro Pamplona Coelho Rodrigo Freese Gonzatto Talita de Avila Tavares B09 Adriane Martins Ana Carolina de Tofol Corrêa Paulo Cesar Ferreira Rafael Brinker Thiago Bussiki Ramos C09 Daniel Ranzi Werle Diógenes Lazzarini Edyd Buchnvetz Junges Manoel Felipe Costa dos Santos Maria Fernanda Parisi Sabine Araújo da Silva A10 Aline Dayanna Bertoldi Bruno José dos Santos Bruno Zavariz Lopes Douglas André Schmidt Fabiana dos Santos Bártholo Fabio Samuel Schüler Buss Marcia Hentges Monica Cristina Possel Rafael Citadella Daron Simone Rodrigues Cervantes Thiago Bussiki Ramos A11 Alysson Franklin Martins Moreira Anderson Gomes da Silva Jean Bozza Kallel Moreira Capucho Lenin Roger Lichoveski Maria Fernanda Parisi Paulo Roberto Cavalcanti Rafael Giuliano Leite Raphael Semchechen Neto Thiago de Almeida Paim Tiago Pessoa de Moura Vinicius Chuves Viviane Ortiz Delvequio Ana Paula Aires Felipe Sad Guilherme Silveira Carlos Sarmento Alexandre Ribeiro
  22. 22. Obrigada, prof.claudiabordin@gmail Dimensões culturais em Design de Interação: claudiabordin.wordpress

×