SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 168
Baixar para ler offline
TOTALITARISMO
FASCISMO E NAZISMO
“Nada acima do Estado,
nada fora do Estado,
nada contra o Estado.”
(Benito Mussolini)
1. Totalitarismo
o Sistema político em que o Estado, personificado
num líder, dita as regras, detém todos os poderes,
centraliza, controla, manipula e submete os
indivíduos, dominando a vida pública e privada.
o O totalitarismo carrega como característica essa
capacidade de intervenção na política, economia,
sociedade e na cultura.
2. Regimes conhecidos
o Fascismo: Itália.
o Nazismo: Alemanha.
o Comunismo ou Stalinismo: URSS.
o Franquismo: Espanha.
o Salazarismo: Portugal.
o Estado Novo: Brasil.
Benito Mussolini
(Fascismo)
Adolf Hitler
(Nazismo)
Josef Stalin
(Comunismo)
Francisco Franco
(Franquismo)
Antônio Salazar
(Salazarismo)
Getúlio Vargas
(Estado Novo)
3. Características comuns – Fascismo e Nazismo
o Totalitarismo.
o Autocracia, culto ao líder e à sua infalibilidade.
o Autoritarismo e militarismo agressivo.
o Propaganda e manipulação ideológica.
o Nacionalismo extremado (ufanismo).
o Monopartidarismo.
o Antisocialismo, antiliberalismo e antidemocracia.
4. Contexto: Itália e Alemanha
o Entreguerras: 1918 a 1939.
o Nacionalismo ferido e revanchismos.
o Crise econômica e social.
o Crise de 1929, depressão econômica e efeitos.
o Antisocialismo.
o Antiliberalismo.
o Antidemocracia.
Militarismo agressivo:
“Nada pelo indivíduo, tudo pela Itália”.
o Afirmação do Nacionalismo e da autossuficiência.
o Fortalecimento de sentimentos xenófobos.
“Crer, obedecer, combater”.
o A negação da razão estimulava o romantismo e o
sentimento de doação incondicional.
o Tal qual no mundo animal só os fortes sobrevivem.
“Nada jamais foi ganho na história sem derramamento
de sangue”.
“Quem tem aço, tem pão.”
“Um minuto no campo de batalha vale por uma vida
inteira de paz”.
“A guerra é a redentora da humanidade”.
“Mais vale um dia de leão do que cem anos de cordeiro”.
“A guerra está para o homem tal que a maternidade
está para a mulher”.
DISCIPLINA, ORDEM E OBEDIÊNCIA
JUVENTUDE NAZISTA: FIDELIDADE AO FÜHRER
Propaganda e sedução:
As armas do poder
“Uma mentira dita mil vezes
transforma – se numa verdade”.
(Goebbels)
Todos que tem 10 anos, junto
conosco
Os jovens servem seu guia
A suástica é formada por uma cruz com as suas
extremidades curvadas e posicionada em torno de um
centro estático. Em algumas culturas a suástica representa
o conceito do movimento cíclico, de regeneração da vida
e de boa sorte. Este símbolo está presente na história de
diferentes culturas antigas, como dos Astecas, dos Celtas,
dos Budistas, dos Gregos, dos Hindus, entre outros.
ORADOR BRILHANTE
CARISMÁTICO E SEDUTOR
5. Fascismo
Itália no entreguerras:
o Na Primeira Guerra a Itália mudou da Tríplice Aliança
para a Entente sem receber nenhuma compensação.
o No pós – guerra vivia uma crise econômica, um
caos social num frágil sistema político – partidário.
o O ambiente era muito parecido com o da Rússia
antes da Revolução Bolchevique (Socialista),
gerando temor na burguesia.
Crise político – institucional:
o Disputas políticas: Partido Popular (Católico),
Partido Socialista e Partido Fascista (1919).
o A crise era agravada por greves lideradas pela
CGT e pelos socialistas que vinham ampliando suas
cadeiras no Parlamento (cerca de 1/3 em 1919).
o Completando o quadro: ocupação de fábricas por
operários e no campo as Ligas Vermelhas exigiam
reforma agrária.
Partido Nacional Fascista (1919)
o Mussolini organizou o Partido Nacional Fascista e
os “camisas negras”, explorando o sentimento
antiparlamentar, antiesquerdista e nacionalista.
o Recebeu apoio de setores conservadores,
empresários, dos não politizados e da Igreja Católica.
o A derrota em 1919 levou os fascistas a partirem para
o ataque contra socialistas e anarquistas.
"Sua Excelência
Benito Mussolini,
Chefe de Governo,
Il Duce do Fascismo,
Fundador do Império".
Marcha sobre Roma (1922):
o Uma greve geral patrocinada pela CGT tinha
paralisado a Itália.
o Mussolini exigiu que o governo restabelecesse a
ordem caso contrário os fascistas o fariam.
o 50.000 camisas negras chegaram à Roma, acabaram
com a greve, o 1º Ministro Luigi Facta renunciou e o
Rei Vitor Emanuel III convidou Mussolini para
assumir a vaga.
Mussolini no poder e a ditadura Fascista:
o A oposição de esquerda tentava frear o Fascismo.
o O deputado Giacomo Matteoti denunciou fraudes
eleitorais, violência e crimes que levaram à vitória
dos fascistas nas eleições de 1923.
o Foi raptado e assassinado em Junho de 1924.
o A reação contra os fascistas levou Mussolini a criar
as “Leis Fascistíssimas” para manter a “ordem”.
Leis Fascistíssimas:
o Cassação da licença de advogados antifascistas.
o Restauração da pena de morte.
o Extinção dos partidos, exceto o Partido Fascista.
o Cassação e prisão de deputados oposicionistas.
o Fechamento de jornais de oposição.
o Fim do Parlamentarismo e submissão do Legislativo
e Judiciário ao Executivo.
OVRA – Organizzazione per la Vigilanza e
la Repressione dell'Antifascismo
6. Administração fascista
Política interna:
o Produção cresceu e a economia foi aquecida.
o Obras públicas (transportes): rodovias, ferrovias,
linhas aéreas, navais, automobilísticas.
o Crescimento: siderurgia e indústria mecânica.
o Produção agrícola: recuperação de terras
improdutivas, drenagem de pântanos e
autossuficiência de trigo.
Política Externa:
o A Crise de 1929 abalou a Europa.
o Mussolini abriu mercados coloniais.
o Houve a invasão da Etiópia (1935) em busca de
petróleo, apesar das pressões da Liga das Nações.
o Intervenção na Guerra Civil Espanhola.
o Em 1936 foi formalizado o Eixo Roma – Berlim
com a aliança entre Itália e Alemanha.
7. Tratado de Latrão (1929)
o A Igreja Católica reconheceu a criação do Estado
Italiano resolvendo a Questão Romana (1870).
o A Igreja Católica (Papa Pio XI) reconheceu o Estado
Italiano em troca de uma indenização em dinheiro,
um território onde nasceu o Vaticano.
o O Estado assumiu a fé católica: ensino religioso
nas escolas, padres isentos do serviço militar,
validade das certidões de casamento religioso.
Tratado de Latrão (11/02/1929)
Cardeal Pietro Gasparri e Benito Mussolini
8. Nazismo
Alemanha no entreguerras:
o Frustração e revanchismo com o Tratado de Versalhes.
o Crise econômica: endividamento e hiperinflação.
o Crise social: desemprego, fome, miséria.
o Avanço do Socialismo assustando a burguesia.
o Crise de 1929 agravou o quadro sócio – econômico.
o Rejeição à República Democrática e ao Liberalismo.
“Na sua precipitação em conter a cólera dos alemães
como ingrediente de vitória, os aliados não
perceberam que perdiam a paz no exato momento
em que ganharam a guerra”.
(Marc Ferro)
República de Weimar (1919 – 1933)
Fragilidade política e descrença na Democracia:
Constituição de 1919:
o Social – democratas no poder.
o República Parlamentarista.
o Presidente e Chanceler (1º Ministro).
o Sufrágio universal.
Revolução espartaquista (1919):
o Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht.
o Revolução Socialista derrubaria a República.
o Repressão e morte dos líderes.
Partido Trabalhista Alemão (1919):
o Mudou para Partido Nacional Socialista dos
Trabalhadores Alemães (Nazista).
o Fazia críticas ao Tratado de Versalhes.
Crise política:
o Alemanha não tinha tradição democrática.
o Crise econômica e fragilidade política.
o Socialistas, ultranacionalistas, monarquistas
conspiravam e tramavam um golpe de Estado.
o Operários em greve reivindicavam melhorias sociais.
o Tratado de Versalhes começou a ser rompido.
o França toma região mineradora do Vale do Ruhr.
Nasceu em Braunau am Inn, Áustria, em 20
de abril de 1889 e morreu em Berlim em
30 de abril de 1945. Cabo no Exército alemão,
lutou na 1ª Guerra Mundial. Serviu como líder
do Partido Nazista (Nationalsozialistische
Deutsche Arbeiterparte – NSDAP). Chanceler
do III Reich (de 1933 a 1945) e Führer ("líder")
da Alemanha Nazista de 1934 até 1945.
Como ditador foi o principal instigador
da Segunda Guerra Mundial na Europa e foi
figura central do Holocausto Judeu.
Adolf Hitler
(1889 – 1945)
Infância de Hitler:
o Adolf Hitler nasceu em Braunau am Inn, Áustria, em 20/04/1889.
o Filho de Alois Hitler e Klara Pölzl, o primeiro a sobreviver à infância.
o Seu pai era um funcionário público que trabalhava na alfândega.
o De classe média tinha uma condição financeira saudável.
o Seu pai faleceu em 03/01/1903 e sua mãe em 21/12 1907.
o O pai queria que o filho fosse um respeitado funcionário público,
mas Hitler desejava ser artista, causando brigas constantes.
o Hitler abandonou os estudos, mudou – se para Viena, onde tentou
ingressar na Academia de Belas Artes, onde foi rejeitado duas vezes.
Um pintor frustrado...
Hitler seguiu a vida de um desocupado, pois não
trabalhava e não fez questão de encontrar
emprego. Vivia às custas de um empréstimo que
obteve da sua tia, da pensão que recebia após a
morte de sua mãe e da herança que recebeu.
Trajetória política:
o A partir de 1919, Hitler integrou o Partido dos Trabalhadores
Alemães: conservador, nacionalista, antissemita e antimarxista.
o A influência de Hitler no partido cresceu e o partido mudou seu
nome para Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães.
o A influência de Hitler era limitada, somente em 1921 tornou – se líder.
o Hitler descobriu o seu grande talento, a oratória e sua capacidade de
discursar às multidões, o que garantiu o seu sucesso e do partido.
o Em 1923, Hitler coordenou uma tentativa de golpe na Baviera, berço
dos movimentos conservadores de extrema – direita no país.
o Esse golpe é conhecida como “Putsch de Munique ou da Cervejaria”
Putsch de Munique (1923):
o Nazistas liderados por Hitler tentaram tomar o poder.
o Golpe frustrado, Hitler foi condenado a 05 anos
de prisão, libertado após 09 meses.
o Na prisão Hitler escreveu Mein Kampf defendendo
os princípios do nacional – socialismo: nacionalismo,
arianismo, antissemitismo, anticomunismo.
o Estruturadas os S.A (Tropas de Assalto) ou Camisas
Pardas.
Nazismo no poder:
o A Crise de 1929 frustrou a ascensão da Alemanha.
o Depressão econômica agravou o quadro social.
o O governo conservador de Hindenburg não manteve
a aliança com os liberais e social – democratas.
o Polarização extremista: esquerda X direita.
ESQUERDA DIREITA
Frentes Vermelhas (socialistas/comunistas).
Defendiam a Revolução Proletária.
Estatização, coletivização da propriedade.
Nazistas liderados por Hitler.
SA, SS (Brigadas de Defesa).
Apoio de empresários e Igreja Católica.
Eleições e ampliação do poder dos nazistas:
o 1930: os nazistas elegeram 107 deputados contra
77 dos comunistas.
o A crise fortaleceu o salvacionismo dos nazistas.
o Aumentaram o apoio e adesão ao nacionalismo e ao
arianismo, responsabilizando judeus e comunistas.
o 1932: os nazistas elegeram 230 deputados.
o 1932: Hitler nomeado Chanceler por pressão de
empresários e partidos menores.
Terceiro Reich e nazificação da Alemanha (1933):
Reichstag (Parlamento) incendiado:
o Nazistas incendiaram o Parlamento culpando os
comunistas por atentado ao governo constitucional.
Constituição suspensa – Hitler com amplos poderes:
o Com a suspensão da Constituição e dos direitos
começou a perseguição e repressão aos comunistas.
o Dissolução dos partidos políticos e partido único.
“O terceiro Reich será um
Reich de mil anos.”
“Ein Reich, ein volk, ein Führer.”
Ditadura Nazista e remilitarização da Alemanha:
Noite dos Longos Punhais:
o Hitler dissolveu a SA e eliminou 5 mil nazistas.
Repressão política:
o Gestapo (Polícia Política): Herman Göring.
o SS (Seções de Segurança): Heinrich Himmler.
o Força, poder e fidelidade ao Füher.
SS: Tropa de proteção: A Schutzstaffel, abreviada SS, ϟ ϟ ou ( rúnico),
organização paramilitar ligada ao partido nazista e a Hitler. Seu
lema:"Meine Ehre heißt Treue" ("Minha honra chama-se lealdade").
Gestapo: Geheime Staatspolizei (Polícia Secreta do Estado), organização
que investigava, torturava e prendia opositores ao regime nazista (Reich)
da Alemanha (1933 e 1945) e foi a garantia do controle da população.
Indústria da Guerra – quebra do Tratado de Versalhes:
o Fabricação de armas, munição, logística de guerra.
o A indústria da guerra foi beneficiada com a grande
oferta de mão – de – obra “gratuita”.
o Recrutamento militar obrigatório.
o Fortalecimento: exército, marinha, aviação de caça.
o Empresas beneficiadas: IBM (Inteligência), Krupp
(aço, ferro, armas), Siemens (comunicação),
Coca – Cola (Fanta), Nestlé, Oetker (alimentos).
Adolf Hitler
Homem do ano: 1938
Espaço Vital:
o O objetivo nazista era construir um império ariano,
puro e forte, centralizado em torno de Hitler.
o O passo decisivo para esse projeto se tornar
realidade seria a expansão territorial e a integração
de todas as comunidades germânicas da Europa.
o Além de Alemanha, Áustria, Tchecoslováquia,
Prússia (Oeste da Polônia).
Arianismo e Antissemitismo:
o Hitler enfatizava a supremacia racial ariana.
o Judeus, ciganos, latinos, eslavos eram degenerados.
Leis Raciais de Nuremberg (1935):
o Judeus excluídos do direito ao voto e ao emprego.
Noite dos Cristais (1938):
o 91 judeus assassinados, 267 sinagogas incendiadas.
o Empresas judaicas saqueadas e destruídas.
“Alemães defendam – se!
Não comprem de judeus!”
Judeus não são bem vindos
Judeus são a causa de nossa desgraça
Somente para judeus
Porcos judeus que suas mãos apodreçam
Judeus não são bem vindos
Campos de Concentração:
o Auschwitz, Sobibor, Treblinka, Dachau, Dora.
o Trabalhos forçados, experiências e extermínio.
o Construídos antes e durante a 2ª Guerra Mundial.
o Judeus, comunistas, ciganos, homossexuais, negros,
testemunhas de Jeová, eslavos, deficientes.
o Milhões de humanos confinados, explorados e
exterminados em nome da doutrina da raça pura.
Campos de horror:
o Trabalho escravo e “experiências científicas”.
o Condições degradantes e insalubres.
o Mortes por exaustão, fome, doenças e execução.
Campos de extermínio:
o Destinados a eliminação física dos “inimigos”.
o Objetivo: execução em massa de prisioneiros.
o Uso das câmaras de gás.
PORTAL DE ENTRADA DE AUSCHWITZ
Nazismo: Ciência e horror
Avanços importantes:
o Aspirina, Novocaína.
o Fertilizantes, corantes.
o Microscópios eficientes.
o Genética, transplantes, próteses.
Graças às experiências nazistas houve avanços científicos
(remédios, vacinas, anestésicos) que culminaram na criação
de laboratórios famosos como Bayer, Basf e Hoescht.
Medicina e horror:
Testes com cobaias humanas:
o Inoculação de vírus e bactérias (febre amarela,
varíola, malária).
o Experiências com eletrochoques, implantes,
remoção de órgãos, transplantes, colocação de
pinos, hipotermia, vivessecção, etc.
“Pacientes bebiam nos baldes de despejo.
Alguns chegavam a lamber a água usada para
lavar o chão. Eu pesava os homens que faziam
parte do teste todo dia, observei a perda
de peso diário de até um quilo.”
“Vi um prisioneiro suportar o vácuo até que os
pulmões arrebentaram. Certas experiências
provocavam pressão tal que eles enlouqueciam,
arrancavam os cabelos, cortavam as faces
com as unhas, uivavam até morrer.”
(Relato de um sobrevivente)
“ Trouxeram de volta do laboratório dois
gêmeos ciganos, que Mengele havia
costurado um ao outro. Ele tinha
tentado criar irmãos siameses unindo
os vasos sanguíneos e órgãos.
Os gêmeos gritaram de dor dia e noite
até que a gangrena começou.
Depois de 3 dias morreram.”
(Relato de um sobrevivente)
JOSEF MENGELE
(Anjo da Morte)
FORNOS CREMATÓRIOS
10. Neonazismo: “novo velho ódio”
o Movimento contemporâneo inspirado nos ideais
nazistas e que surgiu no final dos anos 70 em
diversas partes do mundo.
o A retomada do nazismo, ação de grupos violentos:
KKK, Skinhead, White Power, Carecas do ABC.
o Alguns grupos não se consideram racistas mesmo
defendendo ideologia nazista.
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021
Totalitarismo fascismo e nazismo 2021

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
luizmourao23
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
Isaquel Silva
 
Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)
Janaína Tavares
 

Mais procurados (20)

Período Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda GuerraPeríodo Entre Guerras e Segunda Guerra
Período Entre Guerras e Segunda Guerra
 
Revolucao francesa
Revolucao francesaRevolucao francesa
Revolucao francesa
 
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
Era Vargas – 1937-1945 – O Estado Novo
 
06 10 leis abolicionistas
06 10 leis abolicionistas06 10 leis abolicionistas
06 10 leis abolicionistas
 
Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo Imperialismo e Neocolonialismo
Imperialismo e Neocolonialismo
 
As Unificações tardias da Alemanha e da Itália
As Unificações tardias da Alemanha e da ItáliaAs Unificações tardias da Alemanha e da Itália
As Unificações tardias da Alemanha e da Itália
 
Revolução russa
Revolução russaRevolução russa
Revolução russa
 
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)3º ano   Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
3º ano Segunda Guerra Mundial (1939 – 1945)
 
Regimes totalitários
Regimes totalitáriosRegimes totalitários
Regimes totalitários
 
República da espada
República da espadaRepública da espada
República da espada
 
Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)Período Democrático (1945-1964)
Período Democrático (1945-1964)
 
Período regencial
Período regencialPeríodo regencial
Período regencial
 
Revoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIXRevoluções Liberais Séc XIX
Revoluções Liberais Séc XIX
 
Primeiro reinado
Primeiro reinadoPrimeiro reinado
Primeiro reinado
 
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulãoA Era Vargas (1930 1945)-aulão
A Era Vargas (1930 1945)-aulão
 
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
3º ano - Brasil de 1945 a 1964.
 
Revoluções Liberais na Europa no Século XIX
Revoluções Liberais na Europa no Século XIXRevoluções Liberais na Europa no Século XIX
Revoluções Liberais na Europa no Século XIX
 
3º ano era vargas
3º ano   era vargas3º ano   era vargas
3º ano era vargas
 
Teóricos do Absolutismo
Teóricos do AbsolutismoTeóricos do Absolutismo
Teóricos do Absolutismo
 
Revolução Industrial
Revolução IndustrialRevolução Industrial
Revolução Industrial
 

Semelhante a Totalitarismo fascismo e nazismo 2021

1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
Pelo Siro
 
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra MundialRegimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Carlos Glufke
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
aygres
 

Semelhante a Totalitarismo fascismo e nazismo 2021 (20)

Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
 
Governos totalitários
Governos totalitáriosGovernos totalitários
Governos totalitários
 
Nazifascismo
NazifascismoNazifascismo
Nazifascismo
 
1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa1293455968 regimes totalitarios_europa
1293455968 regimes totalitarios_europa
 
21a
21a21a
21a
 
21a
21a21a
21a
 
Os regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europaOs regimes totalitários na europa
Os regimes totalitários na europa
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Totalitarismo
TotalitarismoTotalitarismo
Totalitarismo
 
Entreguerras
EntreguerrasEntreguerras
Entreguerras
 
Nazismo
NazismoNazismo
Nazismo
 
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra MundialRegimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
Regimes Totalitários E 2ª Guerra Mundial
 
Regimes Totalitários Fascismo e Nazismo
Regimes Totalitários Fascismo e NazismoRegimes Totalitários Fascismo e Nazismo
Regimes Totalitários Fascismo e Nazismo
 
Slide totalitarismo
Slide totalitarismoSlide totalitarismo
Slide totalitarismo
 
Slide nazismo
Slide nazismoSlide nazismo
Slide nazismo
 
Apresentação do tema Nazifascismo pptx..
Apresentação do tema Nazifascismo pptx..Apresentação do tema Nazifascismo pptx..
Apresentação do tema Nazifascismo pptx..
 
Totalitarismo na Europa
Totalitarismo na EuropaTotalitarismo na Europa
Totalitarismo na Europa
 
Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.
 
Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.Totalitarismo europeu.
Totalitarismo europeu.
 

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia

Mais de Celso Firmino História, Filosofia, Sociologia (20)

Iluminismo 2021
Iluminismo 2021Iluminismo 2021
Iluminismo 2021
 
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
GUERRA FRIA I, BASES, BIPOLARIDADE, MURO DE BERLIM, CORRIDAS ESPACIAL E ARMAM...
 
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
Brasil era vargas (1930 - 1945) 2021
 
Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021Expansão marítima e comercial 2021
Expansão marítima e comercial 2021
 
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
Brasil república velha (crise e queda do império república da espada) 2021
 
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)Brasil: República Oligárquica   (estruturas e questões sociais e políticas)
Brasil: República Oligárquica (estruturas e questões sociais e políticas)
 
Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021Cidadania e direitos humanos 2021
Cidadania e direitos humanos 2021
 
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
Monarquias nacionais frança e inglaterra 2021
 
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistasBrasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
Brasil: crise do sistema colonial e movimentos emancipacipacionistas
 
Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917Revolução Russa de 1917
Revolução Russa de 1917
 
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
Crise de1929: Entreguerras (1918-1939)
 
Islamismo 2021
Islamismo 2021Islamismo 2021
Islamismo 2021
 
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)1ª Guerra Mundial (1914-1918)
1ª Guerra Mundial (1914-1918)
 
Brasil Mineração (século XVIII)
Brasil  Mineração (século XVIII)Brasil  Mineração (século XVIII)
Brasil Mineração (século XVIII)
 
Neocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou ImperialismoNeocolonialismo ou Imperialismo
Neocolonialismo ou Imperialismo
 
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
Civilizações do extremo Oriente: Índia, China, Japão.
 
Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021Expansão Marítima e Comercial-2021
Expansão Marítima e Comercial-2021
 
Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.Estrutura social: conceitos básicos.
Estrutura social: conceitos básicos.
 
Ideologias do século XIX
Ideologias do século XIXIdeologias do século XIX
Ideologias do século XIX
 
Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.Brasil pré-colonial e colonial.
Brasil pré-colonial e colonial.
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica662938.pdf aula digital de educação básica
662938.pdf aula digital de educação básica
 
Produção de poemas - Reciclar é preciso
Produção  de  poemas  -  Reciclar é precisoProdução  de  poemas  -  Reciclar é preciso
Produção de poemas - Reciclar é preciso
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacionalBENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
BENEFÍCIOS DA NEUROPSICOPEDAGOGIA educacional
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-criançasLivro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
Livro infantil: A onda da raiva. pdf-crianças
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 

Totalitarismo fascismo e nazismo 2021

  • 2.
  • 3. “Nada acima do Estado, nada fora do Estado, nada contra o Estado.” (Benito Mussolini)
  • 4. 1. Totalitarismo o Sistema político em que o Estado, personificado num líder, dita as regras, detém todos os poderes, centraliza, controla, manipula e submete os indivíduos, dominando a vida pública e privada. o O totalitarismo carrega como característica essa capacidade de intervenção na política, economia, sociedade e na cultura.
  • 5. 2. Regimes conhecidos o Fascismo: Itália. o Nazismo: Alemanha. o Comunismo ou Stalinismo: URSS. o Franquismo: Espanha. o Salazarismo: Portugal. o Estado Novo: Brasil.
  • 6. Benito Mussolini (Fascismo) Adolf Hitler (Nazismo) Josef Stalin (Comunismo) Francisco Franco (Franquismo) Antônio Salazar (Salazarismo) Getúlio Vargas (Estado Novo)
  • 7.
  • 8. 3. Características comuns – Fascismo e Nazismo o Totalitarismo. o Autocracia, culto ao líder e à sua infalibilidade. o Autoritarismo e militarismo agressivo. o Propaganda e manipulação ideológica. o Nacionalismo extremado (ufanismo). o Monopartidarismo. o Antisocialismo, antiliberalismo e antidemocracia.
  • 9. 4. Contexto: Itália e Alemanha o Entreguerras: 1918 a 1939. o Nacionalismo ferido e revanchismos. o Crise econômica e social. o Crise de 1929, depressão econômica e efeitos. o Antisocialismo. o Antiliberalismo. o Antidemocracia.
  • 10.
  • 11.
  • 12.
  • 13. Militarismo agressivo: “Nada pelo indivíduo, tudo pela Itália”. o Afirmação do Nacionalismo e da autossuficiência. o Fortalecimento de sentimentos xenófobos. “Crer, obedecer, combater”. o A negação da razão estimulava o romantismo e o sentimento de doação incondicional. o Tal qual no mundo animal só os fortes sobrevivem.
  • 14. “Nada jamais foi ganho na história sem derramamento de sangue”. “Quem tem aço, tem pão.” “Um minuto no campo de batalha vale por uma vida inteira de paz”. “A guerra é a redentora da humanidade”. “Mais vale um dia de leão do que cem anos de cordeiro”. “A guerra está para o homem tal que a maternidade está para a mulher”.
  • 15.
  • 16.
  • 17.
  • 18. DISCIPLINA, ORDEM E OBEDIÊNCIA
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28. Propaganda e sedução: As armas do poder
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34. “Uma mentira dita mil vezes transforma – se numa verdade”. (Goebbels)
  • 35.
  • 36.
  • 37.
  • 38. Todos que tem 10 anos, junto conosco
  • 39. Os jovens servem seu guia
  • 40.
  • 41. A suástica é formada por uma cruz com as suas extremidades curvadas e posicionada em torno de um centro estático. Em algumas culturas a suástica representa o conceito do movimento cíclico, de regeneração da vida e de boa sorte. Este símbolo está presente na história de diferentes culturas antigas, como dos Astecas, dos Celtas, dos Budistas, dos Gregos, dos Hindus, entre outros.
  • 42.
  • 43.
  • 45. 5. Fascismo Itália no entreguerras: o Na Primeira Guerra a Itália mudou da Tríplice Aliança para a Entente sem receber nenhuma compensação. o No pós – guerra vivia uma crise econômica, um caos social num frágil sistema político – partidário. o O ambiente era muito parecido com o da Rússia antes da Revolução Bolchevique (Socialista), gerando temor na burguesia.
  • 46. Crise político – institucional: o Disputas políticas: Partido Popular (Católico), Partido Socialista e Partido Fascista (1919). o A crise era agravada por greves lideradas pela CGT e pelos socialistas que vinham ampliando suas cadeiras no Parlamento (cerca de 1/3 em 1919). o Completando o quadro: ocupação de fábricas por operários e no campo as Ligas Vermelhas exigiam reforma agrária.
  • 47. Partido Nacional Fascista (1919) o Mussolini organizou o Partido Nacional Fascista e os “camisas negras”, explorando o sentimento antiparlamentar, antiesquerdista e nacionalista. o Recebeu apoio de setores conservadores, empresários, dos não politizados e da Igreja Católica. o A derrota em 1919 levou os fascistas a partirem para o ataque contra socialistas e anarquistas.
  • 48. "Sua Excelência Benito Mussolini, Chefe de Governo, Il Duce do Fascismo, Fundador do Império".
  • 49.
  • 50.
  • 51. Marcha sobre Roma (1922): o Uma greve geral patrocinada pela CGT tinha paralisado a Itália. o Mussolini exigiu que o governo restabelecesse a ordem caso contrário os fascistas o fariam. o 50.000 camisas negras chegaram à Roma, acabaram com a greve, o 1º Ministro Luigi Facta renunciou e o Rei Vitor Emanuel III convidou Mussolini para assumir a vaga.
  • 52.
  • 53. Mussolini no poder e a ditadura Fascista: o A oposição de esquerda tentava frear o Fascismo. o O deputado Giacomo Matteoti denunciou fraudes eleitorais, violência e crimes que levaram à vitória dos fascistas nas eleições de 1923. o Foi raptado e assassinado em Junho de 1924. o A reação contra os fascistas levou Mussolini a criar as “Leis Fascistíssimas” para manter a “ordem”.
  • 54. Leis Fascistíssimas: o Cassação da licença de advogados antifascistas. o Restauração da pena de morte. o Extinção dos partidos, exceto o Partido Fascista. o Cassação e prisão de deputados oposicionistas. o Fechamento de jornais de oposição. o Fim do Parlamentarismo e submissão do Legislativo e Judiciário ao Executivo.
  • 55. OVRA – Organizzazione per la Vigilanza e la Repressione dell'Antifascismo
  • 56.
  • 57. 6. Administração fascista Política interna: o Produção cresceu e a economia foi aquecida. o Obras públicas (transportes): rodovias, ferrovias, linhas aéreas, navais, automobilísticas. o Crescimento: siderurgia e indústria mecânica. o Produção agrícola: recuperação de terras improdutivas, drenagem de pântanos e autossuficiência de trigo.
  • 58. Política Externa: o A Crise de 1929 abalou a Europa. o Mussolini abriu mercados coloniais. o Houve a invasão da Etiópia (1935) em busca de petróleo, apesar das pressões da Liga das Nações. o Intervenção na Guerra Civil Espanhola. o Em 1936 foi formalizado o Eixo Roma – Berlim com a aliança entre Itália e Alemanha.
  • 59.
  • 60. 7. Tratado de Latrão (1929) o A Igreja Católica reconheceu a criação do Estado Italiano resolvendo a Questão Romana (1870). o A Igreja Católica (Papa Pio XI) reconheceu o Estado Italiano em troca de uma indenização em dinheiro, um território onde nasceu o Vaticano. o O Estado assumiu a fé católica: ensino religioso nas escolas, padres isentos do serviço militar, validade das certidões de casamento religioso.
  • 61. Tratado de Latrão (11/02/1929) Cardeal Pietro Gasparri e Benito Mussolini
  • 62. 8. Nazismo Alemanha no entreguerras: o Frustração e revanchismo com o Tratado de Versalhes. o Crise econômica: endividamento e hiperinflação. o Crise social: desemprego, fome, miséria. o Avanço do Socialismo assustando a burguesia. o Crise de 1929 agravou o quadro sócio – econômico. o Rejeição à República Democrática e ao Liberalismo.
  • 63. “Na sua precipitação em conter a cólera dos alemães como ingrediente de vitória, os aliados não perceberam que perdiam a paz no exato momento em que ganharam a guerra”. (Marc Ferro)
  • 64.
  • 65.
  • 66.
  • 67.
  • 68.
  • 69. República de Weimar (1919 – 1933) Fragilidade política e descrença na Democracia: Constituição de 1919: o Social – democratas no poder. o República Parlamentarista. o Presidente e Chanceler (1º Ministro). o Sufrágio universal.
  • 70. Revolução espartaquista (1919): o Rosa Luxemburgo e Karl Liebknecht. o Revolução Socialista derrubaria a República. o Repressão e morte dos líderes. Partido Trabalhista Alemão (1919): o Mudou para Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Nazista). o Fazia críticas ao Tratado de Versalhes.
  • 71. Crise política: o Alemanha não tinha tradição democrática. o Crise econômica e fragilidade política. o Socialistas, ultranacionalistas, monarquistas conspiravam e tramavam um golpe de Estado. o Operários em greve reivindicavam melhorias sociais. o Tratado de Versalhes começou a ser rompido. o França toma região mineradora do Vale do Ruhr.
  • 72. Nasceu em Braunau am Inn, Áustria, em 20 de abril de 1889 e morreu em Berlim em 30 de abril de 1945. Cabo no Exército alemão, lutou na 1ª Guerra Mundial. Serviu como líder do Partido Nazista (Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterparte – NSDAP). Chanceler do III Reich (de 1933 a 1945) e Führer ("líder") da Alemanha Nazista de 1934 até 1945. Como ditador foi o principal instigador da Segunda Guerra Mundial na Europa e foi figura central do Holocausto Judeu. Adolf Hitler (1889 – 1945)
  • 73. Infância de Hitler: o Adolf Hitler nasceu em Braunau am Inn, Áustria, em 20/04/1889. o Filho de Alois Hitler e Klara Pölzl, o primeiro a sobreviver à infância. o Seu pai era um funcionário público que trabalhava na alfândega. o De classe média tinha uma condição financeira saudável. o Seu pai faleceu em 03/01/1903 e sua mãe em 21/12 1907. o O pai queria que o filho fosse um respeitado funcionário público, mas Hitler desejava ser artista, causando brigas constantes. o Hitler abandonou os estudos, mudou – se para Viena, onde tentou ingressar na Academia de Belas Artes, onde foi rejeitado duas vezes.
  • 74.
  • 76.
  • 77.
  • 78.
  • 79.
  • 80.
  • 81.
  • 82.
  • 83. Hitler seguiu a vida de um desocupado, pois não trabalhava e não fez questão de encontrar emprego. Vivia às custas de um empréstimo que obteve da sua tia, da pensão que recebia após a morte de sua mãe e da herança que recebeu.
  • 84.
  • 85.
  • 86.
  • 87.
  • 88. Trajetória política: o A partir de 1919, Hitler integrou o Partido dos Trabalhadores Alemães: conservador, nacionalista, antissemita e antimarxista. o A influência de Hitler no partido cresceu e o partido mudou seu nome para Partido Nacional-Socialista dos Trabalhadores Alemães. o A influência de Hitler era limitada, somente em 1921 tornou – se líder. o Hitler descobriu o seu grande talento, a oratória e sua capacidade de discursar às multidões, o que garantiu o seu sucesso e do partido. o Em 1923, Hitler coordenou uma tentativa de golpe na Baviera, berço dos movimentos conservadores de extrema – direita no país. o Esse golpe é conhecida como “Putsch de Munique ou da Cervejaria”
  • 89.
  • 90. Putsch de Munique (1923): o Nazistas liderados por Hitler tentaram tomar o poder. o Golpe frustrado, Hitler foi condenado a 05 anos de prisão, libertado após 09 meses. o Na prisão Hitler escreveu Mein Kampf defendendo os princípios do nacional – socialismo: nacionalismo, arianismo, antissemitismo, anticomunismo. o Estruturadas os S.A (Tropas de Assalto) ou Camisas Pardas.
  • 91.
  • 92.
  • 93. Nazismo no poder: o A Crise de 1929 frustrou a ascensão da Alemanha. o Depressão econômica agravou o quadro social. o O governo conservador de Hindenburg não manteve a aliança com os liberais e social – democratas. o Polarização extremista: esquerda X direita. ESQUERDA DIREITA Frentes Vermelhas (socialistas/comunistas). Defendiam a Revolução Proletária. Estatização, coletivização da propriedade. Nazistas liderados por Hitler. SA, SS (Brigadas de Defesa). Apoio de empresários e Igreja Católica.
  • 94. Eleições e ampliação do poder dos nazistas: o 1930: os nazistas elegeram 107 deputados contra 77 dos comunistas. o A crise fortaleceu o salvacionismo dos nazistas. o Aumentaram o apoio e adesão ao nacionalismo e ao arianismo, responsabilizando judeus e comunistas. o 1932: os nazistas elegeram 230 deputados. o 1932: Hitler nomeado Chanceler por pressão de empresários e partidos menores.
  • 95.
  • 96.
  • 97.
  • 98.
  • 99.
  • 100. Terceiro Reich e nazificação da Alemanha (1933): Reichstag (Parlamento) incendiado: o Nazistas incendiaram o Parlamento culpando os comunistas por atentado ao governo constitucional. Constituição suspensa – Hitler com amplos poderes: o Com a suspensão da Constituição e dos direitos começou a perseguição e repressão aos comunistas. o Dissolução dos partidos políticos e partido único.
  • 101.
  • 102.
  • 103. “O terceiro Reich será um Reich de mil anos.” “Ein Reich, ein volk, ein Führer.”
  • 104. Ditadura Nazista e remilitarização da Alemanha: Noite dos Longos Punhais: o Hitler dissolveu a SA e eliminou 5 mil nazistas. Repressão política: o Gestapo (Polícia Política): Herman Göring. o SS (Seções de Segurança): Heinrich Himmler. o Força, poder e fidelidade ao Füher.
  • 105. SS: Tropa de proteção: A Schutzstaffel, abreviada SS, ϟ ϟ ou ( rúnico), organização paramilitar ligada ao partido nazista e a Hitler. Seu lema:"Meine Ehre heißt Treue" ("Minha honra chama-se lealdade").
  • 106.
  • 107. Gestapo: Geheime Staatspolizei (Polícia Secreta do Estado), organização que investigava, torturava e prendia opositores ao regime nazista (Reich) da Alemanha (1933 e 1945) e foi a garantia do controle da população.
  • 108.
  • 109. Indústria da Guerra – quebra do Tratado de Versalhes: o Fabricação de armas, munição, logística de guerra. o A indústria da guerra foi beneficiada com a grande oferta de mão – de – obra “gratuita”. o Recrutamento militar obrigatório. o Fortalecimento: exército, marinha, aviação de caça. o Empresas beneficiadas: IBM (Inteligência), Krupp (aço, ferro, armas), Siemens (comunicação), Coca – Cola (Fanta), Nestlé, Oetker (alimentos).
  • 110.
  • 111.
  • 112. Adolf Hitler Homem do ano: 1938
  • 113. Espaço Vital: o O objetivo nazista era construir um império ariano, puro e forte, centralizado em torno de Hitler. o O passo decisivo para esse projeto se tornar realidade seria a expansão territorial e a integração de todas as comunidades germânicas da Europa. o Além de Alemanha, Áustria, Tchecoslováquia, Prússia (Oeste da Polônia).
  • 114. Arianismo e Antissemitismo: o Hitler enfatizava a supremacia racial ariana. o Judeus, ciganos, latinos, eslavos eram degenerados. Leis Raciais de Nuremberg (1935): o Judeus excluídos do direito ao voto e ao emprego. Noite dos Cristais (1938): o 91 judeus assassinados, 267 sinagogas incendiadas. o Empresas judaicas saqueadas e destruídas.
  • 115.
  • 116.
  • 117. “Alemães defendam – se! Não comprem de judeus!”
  • 118.
  • 119. Judeus não são bem vindos Judeus são a causa de nossa desgraça
  • 120. Somente para judeus Porcos judeus que suas mãos apodreçam
  • 121.
  • 122.
  • 123. Judeus não são bem vindos
  • 124.
  • 125. Campos de Concentração: o Auschwitz, Sobibor, Treblinka, Dachau, Dora. o Trabalhos forçados, experiências e extermínio. o Construídos antes e durante a 2ª Guerra Mundial. o Judeus, comunistas, ciganos, homossexuais, negros, testemunhas de Jeová, eslavos, deficientes. o Milhões de humanos confinados, explorados e exterminados em nome da doutrina da raça pura.
  • 126.
  • 127. Campos de horror: o Trabalho escravo e “experiências científicas”. o Condições degradantes e insalubres. o Mortes por exaustão, fome, doenças e execução. Campos de extermínio: o Destinados a eliminação física dos “inimigos”. o Objetivo: execução em massa de prisioneiros. o Uso das câmaras de gás.
  • 128. PORTAL DE ENTRADA DE AUSCHWITZ
  • 129.
  • 130. Nazismo: Ciência e horror Avanços importantes: o Aspirina, Novocaína. o Fertilizantes, corantes. o Microscópios eficientes. o Genética, transplantes, próteses. Graças às experiências nazistas houve avanços científicos (remédios, vacinas, anestésicos) que culminaram na criação de laboratórios famosos como Bayer, Basf e Hoescht.
  • 131. Medicina e horror: Testes com cobaias humanas: o Inoculação de vírus e bactérias (febre amarela, varíola, malária). o Experiências com eletrochoques, implantes, remoção de órgãos, transplantes, colocação de pinos, hipotermia, vivessecção, etc.
  • 132. “Pacientes bebiam nos baldes de despejo. Alguns chegavam a lamber a água usada para lavar o chão. Eu pesava os homens que faziam parte do teste todo dia, observei a perda de peso diário de até um quilo.” “Vi um prisioneiro suportar o vácuo até que os pulmões arrebentaram. Certas experiências provocavam pressão tal que eles enlouqueciam, arrancavam os cabelos, cortavam as faces com as unhas, uivavam até morrer.” (Relato de um sobrevivente)
  • 133. “ Trouxeram de volta do laboratório dois gêmeos ciganos, que Mengele havia costurado um ao outro. Ele tinha tentado criar irmãos siameses unindo os vasos sanguíneos e órgãos. Os gêmeos gritaram de dor dia e noite até que a gangrena começou. Depois de 3 dias morreram.” (Relato de um sobrevivente)
  • 135.
  • 136.
  • 137.
  • 138.
  • 139.
  • 140.
  • 141.
  • 142.
  • 143.
  • 144.
  • 145.
  • 146.
  • 147.
  • 148.
  • 150.
  • 151.
  • 152.
  • 153.
  • 154.
  • 155.
  • 156.
  • 157.
  • 158.
  • 159.
  • 160. 10. Neonazismo: “novo velho ódio” o Movimento contemporâneo inspirado nos ideais nazistas e que surgiu no final dos anos 70 em diversas partes do mundo. o A retomada do nazismo, ação de grupos violentos: KKK, Skinhead, White Power, Carecas do ABC. o Alguns grupos não se consideram racistas mesmo defendendo ideologia nazista.