Caio Vassao - Pensamento Ecossistêmico

578 visualizações

Publicada em

Apresentação para o programa de inovação ENACT, realizado na Design Echos em 16/06/2015.

Publicada em: Economia e finanças
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
578
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caio Vassao - Pensamento Ecossistêmico

  1. 1. Caio Vassão http://caiovassao.com.br/ Pensamento Ecossistêmico ENACT Design Echos
  2. 2. à à à à http://www.opte.org/maps/ Internet Mapping Project http://www.opte.org/maps/ “Blue Marble” (NASA) natureza/biologia http://popartmachine.com/item/pop_art/LOC+1567152/%5BWORM New York City (fish-eye lens) Ecologia: um novo paradigma “Complexidade Organizada”, sistemas interrelacionados. cidade/cultura tecnologia/informação
  3. 3. Crescimento Insustentável – Crescimento exponencial... Crescimento da tecnologia... http://thenextwavefutures.wordpress.com/2009/08/02/the-end-of-moores-law/
  4. 4. http://www.informationweek.com/thebrainyard/news/strategy/232300595 Crescimento Insustentável – Diferentes taxas de crescimento... Crescimento das Cidades X Crescimento das Corporações http://www.plosone.org/article/info:doi/10.1371/journal.pone.0013541 Urban Scaling and Its Deviations: Revealing the Structure of Wealth, Innovation and Crime across Cities superlinear sublinear linear Geoffrey West
  5. 5. http://www.flickr.com/photos/walkingsf/5912946760/in/set-72157627140310742! red=flickr / blue=twitter! Europa segundo as postagens de Twitter e Flickr Eric Fischer
  6. 6. América do Norte segundo as postagens de Twitter e Flickr Eric Fischer http://www.flickr.com/photos/walkingsf/5912385701/in/set-72157627140310742/! red=flickr / blue=twitter!
  7. 7. América do Sul e Brasil segundo as postagens de Twitter e Flickr Eric Fischer http://www.flickr.com/photos/walkingsf/5912385701/in/set-72157627140310742/! red=flickr / blue=twitter!
  8. 8. São Paulo (RMSP) segundo as postagens de Twitter e Flickr Eric Fischer http://www.flickr.com/photos/walkingsf/4671446659/! red=flickr / blue=twitter!
  9. 9. Facsimile dos Pergaminhos do Mar Morto www.facsimile-editions.com/en/ds/ à à ?Biblia de Gutenberg (Harry Ransom Center) http://www.hrc.utexas.edu/exhibitions/permanent/gutenberg/ Hypertext (Ted Nelson) Ecologia da Informação – Hipertexto (Nelson)
  10. 10. Vista do terraço Italia (“Viaje na viagem”) “The Naked City”, Guy DebordCidade de Český Krumlov, Boemia à à Ecologia Urbana – Cidade Distribuída (Vassão, 2011)
  11. 11. Árvore Sistemas Centralizados Estado Sedentarismo Jornais, TV, Rádio, etc. Telecomunicação tradicional Indústria vitoriana Cidade Industrial e “de Condomínio” CaioVassão,EPI Rizoma (caule subterrâneo) Sistemas Distribuídos Tribo Nomadismo Internet (Web) Telecomunicação pessoal Indústria just-in-time Cidade Compacta e Distribuída
  12. 12. ©CaioVassão/EPI
  13. 13. Cidade Centralizada Sistemas Centralizados Planejada Grande/Monumental Insustentável Desintegrada Cidade Distribuída Sistemas Distribuídos Emergente Pequeno/Local Sustentável Integrada
  14. 14. ©CaioVassão/EPI
  15. 15. Nichos de Interação – Emergência de um nicho de interação...
  16. 16. Arte e Ecossistêmica – Nils-Udo
  17. 17. Arte e Ecossistêmica – Nils-Udo
  18. 18. Arte e Ecossistêmica – Nils-Udo
  19. 19. Arte e Ecossistêmica – Nils-Udo
  20. 20. Arte e Ecossistêmica – Nils-Udo
  21. 21. Arte e Ecossistêmica – Hundertwasser
  22. 22. Arte e Ecossistêmica – Hundertwasser
  23. 23. Arte e Ecossistêmica – Hundertwasser –“as 5 peles”
  24. 24. Micro-produção/Micro-consumo Empreendimento em comunidade e em rede. Mashups – dar sentido ao que já foi inventado. Frankensteins e Quimeras...
  25. 25. Micro-produção/Micro-consumo Empreendimento em comunidade e em rede. Teenage Engineering
  26. 26. Micro-produção/Micro-consumo Mashups – dar sentido ao que já foi inventado. Arduino.
  27. 27. Micro-produção/Micro-consumo Mashups – dar sentido ao que já foi inventado. Arduino.
  28. 28. Micro-produção/Micro-consumo Frankensteins e Quimeras...
  29. 29. Micro-produção/Micro-consumo Frankensteins e Quimeras...
  30. 30. Colaboração e coletividade riqueza como função da abertura dos projetos, patterns e standards. Competição X Cooperação Competição constante e vista como paradigma de relacionamento humano... É incompatível com a sustentabilidade... Viabilizar a ‘sustentabilidade financeira’, sem ferir a ‘sustentabilidade ambiental’, envolve abandonar o ‘crescimento constante’, que implica em abandonar a competição, entendida como paradigma de relacionamento humano. Ascensão de diversas abordagens de colaboração: Software Livre Open Standards Pattern Language (linguagens de padrões)
  31. 31. Colaboração e coletividade riqueza como função da abertura dos projetos, patterns e standards. Exemplos recentes de sucesso da colaboração: Desenvolvimento da Interface Gráfica do Usuário http://www.digibarn.com/collections/software/alto/altost1.jpg http://images.businessweek.com/ss/06/05/phaidon/source/10.htm http://www.mprove.de/diplom/text/3.1.3_nlsaugment.html Douglas Engelbart, et al. 1968 Xerox, Alan Kay, et al. 1972 Apple, Raskin, Atkinson, et al. 1983
  32. 32. Colaboração e coletividade riqueza como função da abertura dos projetos, patterns e standards. Exemplos recentes de sucesso da colaboração: World Wide Web http://www.mprove.de/diplom/ht/xuDation.html http://www.drucker.ca/ http://ctb.kantl.be/vanhoutte/teach/slides/hcl0502.htm Vannevar Bush (Memex) 1946 Ted Nelson (Xanadu) 1962 Bill Atkinson (Hypercard) 1987 Tim Berners-lee (WWW) 1990 http://plyojump.com/classes/internet_era.php
  33. 33. Colaboração e coletividade riqueza como função da abertura dos projetos, patterns e standards. Exemplos recentes de sucesso da colaboração: Wikipedia e Linux...
  34. 34. Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD) http://qz.com/43411/the-worlds-middle-class-will-number-5-billion-by-2030/ Classe Média Global
  35. 35. Classe Média Global Classe baixa se preocupa com sobrevivência... Classe média se preocupa com auto-realização... Novos hábitos... Essa expansão da classe média não é um“mercado em potencial”, apenas. É, antes disso, uma nova realidade: - economia criativa –“rise of the prosumer” - sistemas distribuídos banalizados – comunidades auto-organizadas - incremento do nível de consciência pessoal e coletiva.
  36. 36. ©CaioVassão/EPI
  37. 37. Empreender em Ecossistemas fomentar o empreendedorismo em rede e novos perfis de empreendedor pensamento ecossistêmico envolve: - sistemas distribuídos - pensamento estético - precariedade dos sistemas - humildade/pretensão
  38. 38. Empreender em Ecossistemas - sistemas distribuídos (sistemas emergentes, tribalismo metropolitano, nova política, conexão e redes) - pensamento estético (repertório humanista, auto-conhecimento, não-separaçã dos conhecimentos, a estética oferece mais que a razão, e é inescapável) - precariedade dos sistemas (incompletude do conhecimento, sistemas abertos, beta-permanente, ciência diz a verdade, mas não toda a verdade) - humildade/pretensão (pensar/agir grande/pequeno, da pequena à grande escala, programação de agentes autônomos,
  39. 39. METADESIGN como ferramenta para o Design de Ecossistemas: Abstração níveis de abstração (realidade), cápsulas, módulos, nomes e linguagem, ontologias e taxonomias. Diagramas topologia, organização, conexão e fluxo, representação e operação, forma e contexto. Procedimentos programas, regras, regras de jogo, leis e legislação, dinâmicas e brincadeiras. Emergência interação, surpresa, evolução, diferenciação, caos e ordem.
  40. 40. Metadesign – Design de Ecossistemas dois caminhos: diálogo sensível (agente passivo) situação rizoma corporidade ferramental sistemas distribuídos holonômico dinâmico diálogo insensível (espectador ativo) espetáculo árvore lógica instrumental sistemas (des)centralidos esquizofrênico estático
  41. 41. Empreender em Ecossistemas Não há respostas prontas! Precariedade do conhecimento (Deleuze, Foucault, Derrida, Merleau-Ponty, etc.)
  42. 42. Empreender em Ecossistemas Sua vida é uma obra de arte Empreenda ela ou alguém a empreenderá por você
  43. 43. Pensamento Ecossistêmico Temas gerais: - mudança de perspectiva - totalização à táticas de ação - da macro para a micro-escala - do complicado para o complexo - construção de um ecossistema - sempre partir de algo, do pré-existente - sempre há algo mais para ser entendido - o ecossistema tem vida própria
  44. 44. Pensamento Ecossistêmico Questões: - Como lidar com o contexto? - Como confiar na sensibilidade? - Como construir uma visualização? visualização contexto sensibilidade
  45. 45. Pensamento Ecossistêmico Questões: - Como lidar com o contexto? Entender onde se está, com quem se está falando, quais são as possibilidades de ação a partir desse contexto, a partir de sua posição relacional...
  46. 46. Pensamento Ecossistêmico Questões: - Como confiar na sensibilidade? O pensamento ecossistêmico depende da sua percepção, de confiar na sua sensibilidade, de permitir-se sentir a sua situação, sua vontade, seus insights e formas de ação.
  47. 47. Pensamento Ecossistêmico Questões: - Como construir uma visualização? Como construir um campo de entendimento que permita uma visão precisa do que se está propondo? Como entender cientificamente o que se está propondo, seu contexto e suas possibilidades de ação.
  48. 48. Obrigado! http://caiovassao.com.br/ caio@caiovassao.com.br

×