Caio Vassão
http://caiovassao.com.br/
Creative Technologist: contexto e futuro.
©CaioVassão/EPI
Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist
Antoni Gaudí
Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist
Antoni Gaudí
Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist
Frei Otto
Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist
Frei Otto
Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist
Frei Otto
Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist
Frei Otto
Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/00/Transistor_Count_and_Moore%27s_Law_-_2011.svg!
Lei de Moore – Número de...
Source_Intel/WSTS(2005)!
http://www.kk.org/thetechnium/archives/2009/07/was_moores_law.php!
Lei de Moore – Custo de 1 tran...
“EconomicsofInformation”(2011)!
http://www.economicsofinformation.com/2011/09/is-koomeys-law-eclipsing-moores-law.html!
Lei...
MOORE, Gordon. (1965) "Cramming More Components onto Integrated Circuits" in Electronics Magazine.!
Banalização da Computa...
http://labs.oracle.com/spotlight/2004-12-20_vgupta.html!
Servidor Web Sun (2004)
Computadores
“a granel”?
Smart Dust
(“poeira inteligente”)
http://www.nanotech-now.com/images/golem-dust-penny-large.jpg!
Celular Blob!
Nó! Design!
http://www.nodesign.com.br/site.html!
OP-1!
Teenage Engineering!
http://www.teenageengineering.c...
James Umbra!
http://www.redbubble.com/people/umbra101/art/7087598-busted-in-grosvenor-square!
Processos de Extrema Complexidade
Banalização dos Sistemas Distribuídos
Processos de Extrema Complexidade
Banalização dos Sistemas Distribuídos
©CaioVassão/EPI
Processos de Extrema Complexidade
Banalização dos Sistemas Distribuídos
©CaioVassão/EPI
http://deluserfication.blogspot.com/2011/04/unix-history-
myths-misconceptions-and.html!
http://www.silvermac.com/wp-conten...
©CaioVassão/EPI
Serviços
Duas abordagens de desenvolvimento e implantação:
1. Tradicional: “monolítica” à
todo o sistema deve estar impla...
©CaioVassão/EPI
Emergência da Micro-produção e do Micro-consumo
Grupos de pequena escala explorando as possibilidades produtivas
da econom...
Teenage Engineering
OP-1
2010
Eletrônica de Consumo
como experimentação e Arte…
produção independente
relação indireta com...
iPad, Apple (2010)
VL-1 (“VL-TONE”), Casio (1980)
OP-1, Teenage Engineering (2010)
OP-1,TeenageEngineering(2010)
Teenage Engineering
OP-1
2010
Eletrônica de Consumo
como experimentação e Arte…
Obrigado!
http://caiovassao.com.br/
caio@caiovassao.com.br
©CaioVassão/EPI
Caio vassao creative technologist
Caio vassao creative technologist
Caio vassao creative technologist
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Caio vassao creative technologist

331 visualizações

Publicada em

Qual é o papel do creative technologist, hoje e no futuro?
A partir de uma visão baseada na complementação entre a intenção criativa e a organização tecnológica da produção, o creative technologist pode apropriar-se de um campo expandido de criação baseado em sistemas distribuídos, e pautado pela "Micro-produção" e pelo "mic

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
331
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
50
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Caio vassao creative technologist

  1. 1. Caio Vassão http://caiovassao.com.br/ Creative Technologist: contexto e futuro. ©CaioVassão/EPI
  2. 2. Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist Antoni Gaudí Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
  3. 3. Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist Antoni Gaudí Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
  4. 4. Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist Frei Otto Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
  5. 5. Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist Frei Otto Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
  6. 6. Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist Frei Otto Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
  7. 7. Paralelo entre Arquiteto e Creative Technologist Frei Otto Cálculo“nas coisas”, sem aritmética.
  8. 8. http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/0/00/Transistor_Count_and_Moore%27s_Law_-_2011.svg! Lei de Moore – Número de transistores por circuito integrado – 1971-2011
  9. 9. Source_Intel/WSTS(2005)! http://www.kk.org/thetechnium/archives/2009/07/was_moores_law.php! Lei de Moore – Custo de 1 transistor – 1968-2004
  10. 10. “EconomicsofInformation”(2011)! http://www.economicsofinformation.com/2011/09/is-koomeys-law-eclipsing-moores-law.html! Lei de Koomey– Número de Computações por KWh – 1940-2010
  11. 11. MOORE, Gordon. (1965) "Cramming More Components onto Integrated Circuits" in Electronics Magazine.! Banalização da Computação Proposta da criação de um mercado de consumo de eletrônicos. Ilustração no artigo de Gordon Moore (1965):
  12. 12. http://labs.oracle.com/spotlight/2004-12-20_vgupta.html! Servidor Web Sun (2004)
  13. 13. Computadores “a granel”? Smart Dust (“poeira inteligente”) http://www.nanotech-now.com/images/golem-dust-penny-large.jpg!
  14. 14. Celular Blob! Nó! Design! http://www.nodesign.com.br/site.html! OP-1! Teenage Engineering! http://www.teenageengineering.com/products/op-1/! Placa controladora Arduino! http://www.arduino.cc/! Recente Explosão na Eletrônica de Consumo OP-1 / Celular BLOB / Arduino (exemplos)
  15. 15. James Umbra! http://www.redbubble.com/people/umbra101/art/7087598-busted-in-grosvenor-square!
  16. 16. Processos de Extrema Complexidade Banalização dos Sistemas Distribuídos
  17. 17. Processos de Extrema Complexidade Banalização dos Sistemas Distribuídos ©CaioVassão/EPI
  18. 18. Processos de Extrema Complexidade Banalização dos Sistemas Distribuídos ©CaioVassão/EPI
  19. 19. http://deluserfication.blogspot.com/2011/04/unix-history- myths-misconceptions-and.html! http://www.silvermac.com/wp-content/ uploads/2007/08/apple2_1977.jpg! http://minisense.posterous.com/ibms-mote- runner-project-to-integrate-interne-0! http://www.mlive.com/entertainment/index.ssf/2008/10/ review_googles_first_phone_sma.html! Computação Ubíqua (Weiser, 1991) Banalização da Computação Sequência atualizada para a realidade do mercado: Mainframe Computador Pessoal Celular Mote n usuários / 1 máquina 1 usuário / 1 máquina 1 usuário / 3-4 máquinas 1 usuário / n máquinas ©CaioVassão/EPI
  20. 20. ©CaioVassão/EPI
  21. 21. Serviços Duas abordagens de desenvolvimento e implantação: 1. Tradicional: “monolítica” à todo o sistema deve estar implantado para operar. 2. Contemporânea: “distribuída/emergente” à o sistema se implanta como um“ecossistema”. já opera, mesmo que fragmentado, e adquirido “aos pedaços”... funcionalidades se revelam gradualmente, e por meio da interação descompromissada. ©CaioVassão/EPI
  22. 22. ©CaioVassão/EPI
  23. 23. Emergência da Micro-produção e do Micro-consumo Grupos de pequena escala explorando as possibilidades produtivas da economia globalizada. Atendimento a nichos de mercado cada vez mais fragmentados e específicos. Ampliação da“margem criativa”, ou seja, do espaço disponível para os criadores definirem o formato, perfil, funcionamento, formas de uso e apropriação dos produtos, serviços e objetos. Emergência de um campo de ação expandido para o criativo, baseado em uma logística distribuída, no contato qualitativo com o público, e empatia com o usuário.
  24. 24. Teenage Engineering OP-1 2010 Eletrônica de Consumo como experimentação e Arte… produção independente relação indireta com uma referência histórica (VL-1 - Casio) desenvolvimento independente de produtos de acordo com a lógica da expressão pessoal ou coletiva Apple iPad 2010 Eletrônica de Consumo como experimentação e Arte… apoio de uma grande corporação relação direta com uma linhagem de produtos desenvolvimento de produtos de acordo com a lógica coporativa Emergência da Micro-produção e do Micro-consumo Micro versus Macro
  25. 25. iPad, Apple (2010)
  26. 26. VL-1 (“VL-TONE”), Casio (1980) OP-1, Teenage Engineering (2010)
  27. 27. OP-1,TeenageEngineering(2010)
  28. 28. Teenage Engineering OP-1 2010 Eletrônica de Consumo como experimentação e Arte…
  29. 29. Obrigado! http://caiovassao.com.br/ caio@caiovassao.com.br ©CaioVassão/EPI

×