SlideShare uma empresa Scribd logo

1 fase do modernismo

1 de 14
Baixar para ler offline
Primeira Fase do
Modernismo
•Início – 1922 ( Semana da Arte Moderna)
•Término – 1930 (publicação de Alguma poesia de
Carlos Drummond de Andrade)
•Fase chamada de: heróica,
guerreira, caracterizada pela
combatividade e pela pluralidade
de linguagens e pers-pectivas.
• Um período rico em manifestos
e revistas de vida efêmera: são
grupos em busca de definição.
Antônio de Alcântara Machado (1901-1935)
Cassiano Ricardo (1895-1974)
Guilherme de Almeida (1890-1969)
Juó Bananére (1892-1933)
Manuel Bandeira (1886-1968)
Mário de Andrade (1893-1945)
Menotti del Picchia (1892-1988)
Oswald de Andrade (1890-1953)
Plínio Salgado (1895-1975)
Raul Bopp (1898-1984)
Ronald de Carvalho (1893-1935)
Principais autores:
• A economia mundial caminha para um
colapso - a quebra da Bolsa de Valores de
Nova Iorque, em 1929;
• O Brasil vive os últimos anos da chamada
República Velha;
• A revolta militar do Forte de Copacabana,
episódio conhecido como Os 18 do
Forte;
• Revolução de 1930;
• A ascensão de Getúlio Vargas.
Momento Histórico
Um mês após a Semana de Arte Moderna, a
política brasileira vive dois momentos
importantes:
-Em 1° de março, a eleição para o sucessor de
Pessoa, com a vitória do mineiro Artur Bernardes
sobre Nilo Peçanha;
-Nos dias 25, 26 e 27 de março, a realização, no
RJ, da fundação do Partido Comunista Brasileiro.
Artur Bernardes
Nilo Peçanha
A eleição ocorre em meio a crise econômica
O agravamento do quadro político e a
agitação da eleição trazem à tona o
descontentamento de jovens oficiais militares, que
exige mudanças e tenta impedir a posse de Artur
Bernardes.
O processo revolucionário tem início com a
revolta dos militares do Forte de Copacabana;
Esse episódio,
conhecido como Os 18 do Forte, significou "o
sacrifício por um ideal", ficando gravado como
símbolo de luta.
• Os primeiros anos do governo de Artur
Bernardes são marcados por um estado de sítio;
• Estoura uma revolução em São Paulo em que é
formado uma coluna sob o comando de Prestes. A
Coluna Prestes.
• A eleição de Washington Luís para sucessor de
Artur Bernardes
• O país caminhava para o fim desse período de
convulsões sociais com a ocorrência da Revolução de
1930 e a ascensão de Getúlio Vargas ao poder,
iniciando-se uma nova era da história brasileira.
Anúncio

Recomendados

Primeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoPrimeira fase do modernismo
Primeira fase do modernismoVictor Said
 
1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismo1ª fase do modernismo
1ª fase do modernismoLuciene Gomes
 
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismowww.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do Modernismo
www.EquarparaEnsinoMedio.com.br - Literatura - Primeira fase do ModernismoAnnalu Jannuzzi
 
Modernismo e suas fases
Modernismo e suas fasesModernismo e suas fases
Modernismo e suas fasesLuan Victor
 
Modernismo 2 fase (geração de 30)
Modernismo 2 fase (geração de 30)Modernismo 2 fase (geração de 30)
Modernismo 2 fase (geração de 30)Josie Ubiali
 
Segunda fase do Modernismo no Brasil
Segunda fase do Modernismo no BrasilSegunda fase do Modernismo no Brasil
Segunda fase do Modernismo no Brasileeadolpho
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Terceira geração modernista
Terceira geração modernista Terceira geração modernista
Terceira geração modernista Claudio Soares
 
Segunda geração modernista
Segunda geração modernistaSegunda geração modernista
Segunda geração modernistaAndrieli Muhl
 
A semana de arte moderna (1922) apresentação
A semana de arte moderna (1922) apresentaçãoA semana de arte moderna (1922) apresentação
A semana de arte moderna (1922) apresentaçãoZenia Ferreira
 
Slide semana de arte moderna
Slide   semana de arte modernaSlide   semana de arte moderna
Slide semana de arte modernaAna Paim
 
Geração de 1945
Geração de 1945Geração de 1945
Geração de 1945Lourdinas
 
A Segunda Geração modernista brasileira: Poesia
A Segunda Geração modernista brasileira: PoesiaA Segunda Geração modernista brasileira: Poesia
A Segunda Geração modernista brasileira: PoesiaAdemir Miranda
 
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.Grupo Educacional Opet
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroJunior Onildo
 
O romantismo da segunda geração
O romantismo da segunda geraçãoO romantismo da segunda geração
O romantismo da segunda geraçãoAntonio Minharro
 
Semana de arte moderna 1922
Semana de arte moderna 1922Semana de arte moderna 1922
Semana de arte moderna 1922seixasmarianas
 

Mais procurados (20)

A geração de 45
A geração de 45A geração de 45
A geração de 45
 
Terceira geração modernista
Terceira geração modernista Terceira geração modernista
Terceira geração modernista
 
Segunda geração modernista
Segunda geração modernistaSegunda geração modernista
Segunda geração modernista
 
Modernismo no Brasil
Modernismo no BrasilModernismo no Brasil
Modernismo no Brasil
 
Intertextualidade
IntertextualidadeIntertextualidade
Intertextualidade
 
A semana de arte moderna (1922) apresentação
A semana de arte moderna (1922) apresentaçãoA semana de arte moderna (1922) apresentação
A semana de arte moderna (1922) apresentação
 
Modernismo primeira fase
Modernismo  primeira faseModernismo  primeira fase
Modernismo primeira fase
 
Modernismo de 45
Modernismo de 45Modernismo de 45
Modernismo de 45
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Slide semana de arte moderna
Slide   semana de arte modernaSlide   semana de arte moderna
Slide semana de arte moderna
 
Literatura brasileira
Literatura brasileiraLiteratura brasileira
Literatura brasileira
 
Geração de 1945
Geração de 1945Geração de 1945
Geração de 1945
 
A Segunda Geração modernista brasileira: Poesia
A Segunda Geração modernista brasileira: PoesiaA Segunda Geração modernista brasileira: Poesia
A Segunda Geração modernista brasileira: Poesia
 
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
Semana de arte moderna de 1922, conflitos e confrontos.
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
 
2ª fase do modernismo brasileiro
2ª fase do modernismo brasileiro2ª fase do modernismo brasileiro
2ª fase do modernismo brasileiro
 
O romantismo da segunda geração
O romantismo da segunda geraçãoO romantismo da segunda geração
O romantismo da segunda geração
 
Simbolismo
SimbolismoSimbolismo
Simbolismo
 
Semana de arte moderna 1922
Semana de arte moderna 1922Semana de arte moderna 1922
Semana de arte moderna 1922
 
Modernismo fases
Modernismo fasesModernismo fases
Modernismo fases
 

Semelhante a 1 fase do modernismo

1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do Modernismo1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do ModernismoAmandeixom
 
Primeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no BrasilPrimeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no Brasileeadolpho
 
Semana de 22 modernistas
Semana de 22   modernistasSemana de 22   modernistas
Semana de 22 modernistasCarlos Zaranza
 
Modernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoModernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoZenia Ferreira
 
Modernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoModernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoZenia Ferreira
 
Apresentação sobre modernismo e pós modernismo
Apresentação sobre modernismo e pós modernismo Apresentação sobre modernismo e pós modernismo
Apresentação sobre modernismo e pós modernismo MariaPiedadeSILVA
 
Primeira Geração Modernista
Primeira Geração ModernistaPrimeira Geração Modernista
Primeira Geração ModernistaThiago Rodrigues
 
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdfLiteratura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdfMAURICIOMARQUESDACOS
 
Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02
Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02
Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02Brigitte Lispector
 
Ideologia mais escolas literarias
Ideologia mais  escolas literariasIdeologia mais  escolas literarias
Ideologia mais escolas literariasUniesp
 
Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)
Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)
Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)Andriane Cursino
 
Apresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptxApresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptxEndelCosta1
 
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptxPré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptxEndelCosta1
 
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22Vera Pinho
 
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_dHipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_dVera Pinho
 
3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasil
3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasil3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasil
3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasilWilliam Marques
 

Semelhante a 1 fase do modernismo (20)

1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do Modernismo1ª Fase Do Modernismo
1ª Fase Do Modernismo
 
Primeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no BrasilPrimeira fase do Modernismo no Brasil
Primeira fase do Modernismo no Brasil
 
Tdpp2
Tdpp2Tdpp2
Tdpp2
 
Semana de 22 modernistas
Semana de 22   modernistasSemana de 22   modernistas
Semana de 22 modernistas
 
Modernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoModernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentação
 
Modernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentaçãoModernismo 1ª fase apresentação
Modernismo 1ª fase apresentação
 
Apresentação sobre modernismo e pós modernismo
Apresentação sobre modernismo e pós modernismo Apresentação sobre modernismo e pós modernismo
Apresentação sobre modernismo e pós modernismo
 
Primeira Geração Modernista
Primeira Geração ModernistaPrimeira Geração Modernista
Primeira Geração Modernista
 
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdfLiteratura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
Literatura A Geração de 1945 e o Concretismo.docx.pdf
 
Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02
Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02
Segundafasedomodernismonobrasil 120509063705-phpapp02
 
Ideologia mais escolas literarias
Ideologia mais  escolas literariasIdeologia mais  escolas literarias
Ideologia mais escolas literarias
 
Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)
Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)
Análise Libertinagem (Manuel Bandeira)
 
Apresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptxApresentação (4).pptx
Apresentação (4).pptx
 
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptxPré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
Pré-modernismo e mordenismo 1°geração.pptx
 
O modernismo no brasil
O modernismo no brasilO modernismo no brasil
O modernismo no brasil
 
Modernismo segunda fase
Modernismo segunda faseModernismo segunda fase
Modernismo segunda fase
 
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
Hipertexto Modernismo-Semana da Arte moderna de 22
 
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_dHipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
Hipertexto modernismo semana_da_arte_moderna_d
 
Quinhentismo (século xvi)2
Quinhentismo (século xvi)2Quinhentismo (século xvi)2
Quinhentismo (século xvi)2
 
3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasil
3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasil3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasil
3373962 literatura-aula-19-pre modernismo-brasil
 

Mais de Laboratório de Informática

Mais de Laboratório de Informática (20)

Concordância Verbal - parte 1
Concordância Verbal - parte 1Concordância Verbal - parte 1
Concordância Verbal - parte 1
 
20160923140733760
2016092314073376020160923140733760
20160923140733760
 
20160923140733760
2016092314073376020160923140733760
20160923140733760
 
Concordância Verbal - parte 1
Concordância Verbal - parte 1Concordância Verbal - parte 1
Concordância Verbal - parte 1
 
Regência Verbal e Nominal
Regência Verbal e NominalRegência Verbal e Nominal
Regência Verbal e Nominal
 
Gêneros Literários
Gêneros LiteráriosGêneros Literários
Gêneros Literários
 
Apostila Língua Portuguesa
Apostila Língua PortuguesaApostila Língua Portuguesa
Apostila Língua Portuguesa
 
A vanguarda europeia
A vanguarda europeiaA vanguarda europeia
A vanguarda europeia
 
Pr modernismo-Profª Lisandra
Pr modernismo-Profª LisandraPr modernismo-Profª Lisandra
Pr modernismo-Profª Lisandra
 
Romantismo em Portugal - Profª Lisandra
Romantismo em Portugal - Profª LisandraRomantismo em Portugal - Profª Lisandra
Romantismo em Portugal - Profª Lisandra
 
A cartomante 2
A cartomante 2A cartomante 2
A cartomante 2
 
Juiz de paz na roça
Juiz de paz na roçaJuiz de paz na roça
Juiz de paz na roça
 
Estilo de época
Estilo de épocaEstilo de época
Estilo de época
 
Estilo de época
Estilo de épocaEstilo de época
Estilo de época
 
Renascimento
RenascimentoRenascimento
Renascimento
 
Cronistas do descobrimento
Cronistas do descobrimentoCronistas do descobrimento
Cronistas do descobrimento
 
Carta de pero vaz de caminha
Carta de pero vaz de caminhaCarta de pero vaz de caminha
Carta de pero vaz de caminha
 
Cronistas do Descobrimento
Cronistas do DescobrimentoCronistas do Descobrimento
Cronistas do Descobrimento
 
A caixa de pandora
A caixa de pandora A caixa de pandora
A caixa de pandora
 
Genêros Literários
Genêros LiteráriosGenêros Literários
Genêros Literários
 

1 fase do modernismo

  • 1. Primeira Fase do Modernismo •Início – 1922 ( Semana da Arte Moderna) •Término – 1930 (publicação de Alguma poesia de Carlos Drummond de Andrade) •Fase chamada de: heróica, guerreira, caracterizada pela combatividade e pela pluralidade de linguagens e pers-pectivas. • Um período rico em manifestos e revistas de vida efêmera: são grupos em busca de definição.
  • 2. Antônio de Alcântara Machado (1901-1935) Cassiano Ricardo (1895-1974) Guilherme de Almeida (1890-1969) Juó Bananére (1892-1933) Manuel Bandeira (1886-1968) Mário de Andrade (1893-1945) Menotti del Picchia (1892-1988) Oswald de Andrade (1890-1953) Plínio Salgado (1895-1975) Raul Bopp (1898-1984) Ronald de Carvalho (1893-1935) Principais autores:
  • 3. • A economia mundial caminha para um colapso - a quebra da Bolsa de Valores de Nova Iorque, em 1929; • O Brasil vive os últimos anos da chamada República Velha; • A revolta militar do Forte de Copacabana, episódio conhecido como Os 18 do Forte; • Revolução de 1930; • A ascensão de Getúlio Vargas. Momento Histórico
  • 4. Um mês após a Semana de Arte Moderna, a política brasileira vive dois momentos importantes: -Em 1° de março, a eleição para o sucessor de Pessoa, com a vitória do mineiro Artur Bernardes sobre Nilo Peçanha; -Nos dias 25, 26 e 27 de março, a realização, no RJ, da fundação do Partido Comunista Brasileiro. Artur Bernardes Nilo Peçanha
  • 5. A eleição ocorre em meio a crise econômica O agravamento do quadro político e a agitação da eleição trazem à tona o descontentamento de jovens oficiais militares, que exige mudanças e tenta impedir a posse de Artur Bernardes. O processo revolucionário tem início com a revolta dos militares do Forte de Copacabana; Esse episódio, conhecido como Os 18 do Forte, significou "o sacrifício por um ideal", ficando gravado como símbolo de luta.
  • 6. • Os primeiros anos do governo de Artur Bernardes são marcados por um estado de sítio; • Estoura uma revolução em São Paulo em que é formado uma coluna sob o comando de Prestes. A Coluna Prestes. • A eleição de Washington Luís para sucessor de Artur Bernardes • O país caminhava para o fim desse período de convulsões sociais com a ocorrência da Revolução de 1930 e a ascensão de Getúlio Vargas ao poder, iniciando-se uma nova era da história brasileira.
  • 7. Características • Pluralidade de linguagens e perspectivas. • Irracionalismo: negação do racionalismo burguês. • Influência das vanguardas artísticas européias. Produção literária • Forma: destruição de todo academismo (a linearidade, linguagem de dicionário, rima, métrica, sentimentalismo romântico, o racionalismo realista-naturalista). • Conteúdo: nacionalismo ufanista (Verde- amarelismo e Grupo da Anta) e crítico (Pau-Brasil e Antropofagia).
  • 8. Principais conquistas • Verso livre (sem rima e sem métrica). • Associação mais analógica que lógica entre as palavras. • Preferência por substantivos e verbos, em vez de adjetivos e advérbios. • Blague (poema-piada), bom humor, ironia. • Mistura entre prosa e poesia. • Utilização de linguagem coloquial. • Temáticas tradicionalmente consideradas não- poéticas etc.
  • 9. • Klaxon • Revista de Antropofagia • Revista Verde de Cataguases • A Revista • Manifesto da Poesia Pau-Brasil • Verde Amarelista • Manifesto Regionalista de 1926. As revistas • Revista Estética • Revista Terra Roxa e outras Terras • Revista Festa
  • 10. Klaxon A revista Klaxon - Mensário de Arte Moderna foi o primeiro mensário modernista. Seu nome é derivado do termo usado para designar a buzina externa dos automóveis. O principal propósito da revista foi servir de divulgação do movimento modernista. Também destaca-se na revista a busca pelo atual; o culto ao progresso; a concepção de que a arte não deve ser uma cópia da realidade; aproveitamento das lições de uma nova arte em evidência, o cinema.
  • 11. Os manifestos: Denominam-se Pau-Brasil (1924) e Antropofagia (1928) as principais subcorrentes da 1ª fase modernista, em sua vertente de nacionalismo crítico. A poesia Pau-Brasil reúne os nomes de Oswald de Andrade e Tarsila do Amaral. O manifesto foi desenvolvido pelo autor Oswald em tom de paródia e de festa. Busca o original e espontâ-neo e não imitações afirmando que a poesia tem de ser revolucionária. Devemos ver o Brasil de "dentro para fora“. E a redescoberta do Brasil – reivindicava uma linguagem natural, conclamava a originalidade nativa.
  • 12. O movimento de Antropofagia, que aprofunda e amplia as propostas já presentes em Pau-Brasil, é de deglutição, devoração crítica de suas influências de modo a recriá-las, tendo em vista a redescoberta do Brasil. A expressão “antropofagia”, que literalmente significa “comer carne humana” e se refere a rituais indígenas, transforma-se em metáforas da devoração simbólica das influências européias defendida por Oswald de Andrade.
  • 13. Representantes do movimento de Antropofagia • Oswald de Andrade: Manifesto antropófago. • Tarsila do Amaral: Abaporu. • Raul Bopp: Cobra Norato(poema sobre a amazonia. • Antônio de Alcântara Machado: Brás, Bexiga e Barra Funda, Laranja da China (livros). Abaporu (Aba=homem; poru=que come)
  • 14. As subcorrentes que se opõem é o Verde- Amarelismo (1925-1926) e o Grupo da Anta (1926- 1929), que defendem um nacionalismo ufanista, exaltando o primitivismo e a ingenuidade da “mãe- pátria” (patriotismo) e mantendo uma postura conservadora, diretista. Daí a proximidade entre seus adeptos e o nazi-fascismo brasileiro, o Integralismo. Representantes do Verde-Amarelismo e Grupo da Anta: • Plínio Salgado: A marcha para o Oeste. • Cassiano Ricardo: Martim-Cererê e Vamos caçar papagaios. •Menotti del Picchia: Juca Mulato.