Panorama Geral Setor
                 Automobilístico




Ulisses Ruiz de Gamboa
Economista - Instituto de Economia ACSP
Índice



• Situação Pré-Crise
• Canais de Transmissão da Crise
• Efeitos no Setor Automobilístico
• Políticas Econômicas ...
Situação Pré-Crise


• 2003-2007: Um dos maiores períodos de crescimento
econômico mundial desde a Segunda Guerra

• Causa...
Situação Pré-Crise

              TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB BRASILEIRO E MUNDIAL:
                               1999-201...
Situação Pré-Crise


• Economia brasileira também “surfou” na “bolha
financeira” internacional:

   – Linhas de crédito ex...
Canais de Transmissão da Crise



  • A crise atingiu o Brasil a partir de três canais
  principais:

     – Queda da dema...
Efeitos no Setor Automobilístico




  • Contração do crédito dirigido à aquisição de veículos a
  partir do último trimes...
Efeitos no Setor Automobilístico

                       CONCESSÃO DE CRÉDITO PARA AQUISIÇÃO DE
                   VEÍCULO...
Efeitos no Setor Automobilístico

                      VENDAS DE AUTOMÓVEIS POR ATACADO: NACIONAIS x
                    ...
0
                                    50
                                         100
                                    ...
Efeitos no Setor Automobilístico

                                PRODUÇÃO DE PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA
                    ...
Efeitos no Setor Automobilístico




  • Redução das exportações de automóveis a partir do
  último trimestre de 2008, det...
Efeitos no Setor Automobilístico

                   EXPORTAÇÕES, IMPORTAÇÕES E BALANÇA COMERCIAL
                   DE AU...
Efeitos no Setor Automobilístico

                       TRABALHADORES ADMITIDOS, DESLIGADOS E SALDO
                     ...
Efeitos no Setor Automobilístico

           TRABALHADORES ADMITIDOS, DESLIGADOS E SALDO DE
            OCUPADOS NA PRODUÇ...
Políticas Econômicas Adotadas




 • Diminuição da taxa do compulsório e da taxa SELIC
 para aumentar a liquidez;



 • Re...
Políticas Econômicas Adotadas


 • Rápida recuperação das vendas e da produção de
 automóveis, que já ultrapassam os nívei...
Perspectivas

• A redução do IPI, ao favorecer a antecipação do
consumo, não deverá continuar incrementando o
consumo e a ...
Perspectivas

                              EMPREGO, SALÁRIO E MASSA SALARIAL:
                                Janeiro 200...
Perspectivas

                              TAXA DE JUROS (%) E PRAZO DE FINANCIAMENTO
                             (NÚMER...
Perspectivas



• Vários investimentos programados até 2015, o que
deverá aumentar a capacidade produtiva da indústria
nac...
Perspectivas



• Há certa preocupação com a valorização do real em
relação ao dólar, que reduz a competitividade da
produ...
0
                                           0,5
                                                 1
                      ...
Efeitos no Setor Automobilístico

               VENDAS DE AUTOMÓVEIS POR ATACADO: NACIONAIS x
                IMPORTADOS:...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Encontro Setorial - Setor Automobilístico 03.12 Parte 1

1.297 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.297
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
15
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Encontro Setorial - Setor Automobilístico 03.12 Parte 1

  1. 1. Panorama Geral Setor Automobilístico Ulisses Ruiz de Gamboa Economista - Instituto de Economia ACSP
  2. 2. Índice • Situação Pré-Crise • Canais de Transmissão da Crise • Efeitos no Setor Automobilístico • Políticas Econômicas Adotadas • Perspectivas
  3. 3. Situação Pré-Crise • 2003-2007: Um dos maiores períodos de crescimento econômico mundial desde a Segunda Guerra • Causas: – Excessiva liquidez devido à política americana de juros baixos aplicada durante 2001-2004 e ao excesso de endividamento público a partir da Guerra do Iraque; – Problemas de informação, ética e regulação no mercado financeiro.
  4. 4. Situação Pré-Crise TAXA DE CRESCIMENTO DO PIB BRASILEIRO E MUNDIAL: 1999-2010 (%) 7 6 5,7 5,7 5,0 5,1 4,9 5 4,7 4,3 4,4 4,0 3,9(P) 4 3,8 3,5 3,6 3,2 2,8 3 2,7 2,5(P) 2,2 2,2 2 1,3 1,1 1 0,3 0 1999 2000 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 -0,3(P) -1 -1,4 (P) -2 PIB MUNDIAL PIB BRASIL Fonte: FMI, Banco Central
  5. 5. Situação Pré-Crise • Economia brasileira também “surfou” na “bolha financeira” internacional: – Linhas de crédito externas para grandes empresas brasileiras (CVRD, Petrobrás etc); – Exportação de matérias-primas para abastecer grande crescimento da produção (consumo) mundial; – Forte entrada de capitais externos na Bolsa.
  6. 6. Canais de Transmissão da Crise • A crise atingiu o Brasil a partir de três canais principais: – Queda da demanda global, reduzindo preço e quantidade das exportações brasileiras; – Diminuição forte e rápida do crédito externo, devido ao aumento abrupto da percepção do risco; – Fuga dos capitais externos da Bolsa
  7. 7. Efeitos no Setor Automobilístico • Contração do crédito dirigido à aquisição de veículos a partir do último trimestre de 2008; • Diminuição das vendas de automóveis nacionais e importados a partir de outubro de 2008; • Redução abrupta da produção de automóveis, peças e acessórios a partir do mesmo período;
  8. 8. Efeitos no Setor Automobilístico CONCESSÃO DE CRÉDITO PARA AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS - PESSOA FÍSICA: Janeiro 2008 - Outubro 2009 (R$ Milhões) 8.000.000 7.000.000 6.000.000 5.000.000 4.000.000 3.000.000 2.000.000 1.000.000 0 08 8 9 08 08 09 8 9 8 9 08 8 09 8 8 9 9 9 8 9 8 9 t/0 t/0 r/0 r/0 l/0 l/0 /0 /0 /0 /0 t/0 t/0 /0 /0 /0 /0 z/ v/ o/ o/ v/ v/ n n n n ai ai ar ar ju ju ou ou se se ab ab de no fe fe ag ag ja ju ja ju m m m m Fonte: Banco Central
  9. 9. Efeitos no Setor Automobilístico VENDAS DE AUTOMÓVEIS POR ATACADO: NACIONAIS x IMPORTADOS: Janeiro 2008 - Outubro 2009 (Unidades) 250.000 45.000 40.000 200.000 35.000 30.000 150.000 25.000 20.000 100.000 15.000 10.000 50.000 5.000 0 0 08 8 9 08 08 09 8 9 8 9 08 8 09 8 8 9 9 9 8 9 8 9 t/0 t/0 r/0 r/0 l/0 l/0 /0 /0 /0 /0 t/0 t/0 /0 /0 /0 /0 z/ v/ o/ o/ v/ v/ n n n n ai ai ar ar ju ju ou ou se se ab ab de no fe fe ag ag ja ju ja ju m m m m Nacionais Importados Fonte: ANFAVEA
  10. 10. 0 50 100 150 200 250 ja n /0 8 fe v/ 08 m ar /0 8 ab r/0 8 m ai /0 8 ju n /0 Fonte: ANFAVEA 8 ju l/0 8 ag o/ 08 se t/0 8 ou t/ 0 8 Efeitos no Setor Automobilístico no v/ 08 de z/ 08 ja n /0 9 fe v/ 09 m ar /0 9 ab r/0 9 m ai /0 9 PRODUÇÃO FÍSICA DE AUTOMÓVEIS: Janeiro 2008 - Outubro de 2009 (Índice) ju n /0 9 ju l/0 9 ag o/ 09 se t/0 9 ou t/ 0 9
  11. 11. Efeitos no Setor Automobilístico PRODUÇÃO DE PEÇAS E ACESSÓRIOS PARA AUTOMÓVEIS: Janeiro 2008 - Outubro 2009 (Índice) 200 180 160 140 120 100 80 60 40 20 0 08 8 9 08 08 09 8 9 8 9 08 8 8 8 09 9 9 9 8 9 8 9 t/ 0 t/ 0 r/0 r/0 l/0 l/0 /0 /0 /0 /0 t/0 t/0 /0 /0 /0 /0 z/ v/ o/ o/ v/ v/ n n n n ai ai ar ar ju ju ou ou se se ab ab de no fe fe ag ag ja ju ja ju m m m m Fonte: ANFAVEA
  12. 12. Efeitos no Setor Automobilístico • Redução das exportações de automóveis a partir do último trimestre de 2008, deteriorando a balança comercial do setor (exportações – importações); • Aumento das demissões nos setores dedicados à produção de automóveis, partes e peças, que passam a se sobrepor às admissões, a partir de outubro de 2008.
  13. 13. Efeitos no Setor Automobilístico EXPORTAÇÕES, IMPORTAÇÕES E BALANÇA COMERCIAL DE AUTOMÓVEIS: Janeiro 2008 - Outubro 2009 (Unidades) 60.000 50.000 40.000 30.000 20.000 10.000 0 08 09 08 8 08 8 09 9 09 9 8 08 9 8 9 8 8 8 9 9 9 08 /0 /0 /0 /0 /0 /0 r/0 r/0 0 t/0 /0 0 t/0 /0 o/ z/ o/ n/ n/ n/ n/ v/ v/ v/ ar ar ai ai l l t t ju ju se ou se ou ab ab de fe fe no ag ag ja ju ja ju m m m -10.000 m Exportações Importações Balança Comercial Fonte: ANFAVEA
  14. 14. Efeitos no Setor Automobilístico TRABALHADORES ADMITIDOS, DESLIGADOS E SALDO DE OCUPADOS NA PRODUÇÃO DE AUTOMÓVEIS, REBOQUES E CARROCERIAS: Janeiro 2008 - Outubro 2009 (Número de Trabalhadores) 4.000 3.000 2.000 1.000 0 08 8 9 08 08 09 8 9 8 9 8 9 8 8 8 9 9 9 8 9 8 9 t/0 t/0 r/0 r/0 l/0 l/0 /0 /0 /0 /0 /0 t/0 /0 t/0 /0 /0 /0 /0 z/ v/ o/ o/ n n n n v v ai ai ar ar ju ju ou ou se se ab ab de no fe fe ag ag ja ju ja ju m m m m -1.000 -2.000 -3.000 Admitidos Desligados Saldo Fonte: CAGED/MTE
  15. 15. Efeitos no Setor Automobilístico TRABALHADORES ADMITIDOS, DESLIGADOS E SALDO DE OCUPADOS NA PRODUÇÃO DE PARTES E ACESSÓRIOS PARA AUTOMÓVEIS: Janeiro 2008 - Outubro 2009 15.000 10.000 5.000 0 8 9 8 9 08 08 09 09 8 08 9 09 8 9 08 08 8 9 8 9 08 09 l/0 l/0 /0 /0 /0 /0 t/0 t/0 t/0 t/0 r/0 r/0 n/ n/ n/ n/ o/ v/ z/ o/ v/ v/ ai ai ar ar ju ju se ou se ou ab ab ja ju ja ju ag no de ag m m fe fe m m -5.000 -10.000 -15.000 Admitidos Desligados Saldo Fonte: CAGED/MTE
  16. 16. Políticas Econômicas Adotadas • Diminuição da taxa do compulsório e da taxa SELIC para aumentar a liquidez; • Redução do Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) aplicável aos automóveis a partir de dezembro de 2008;
  17. 17. Políticas Econômicas Adotadas • Rápida recuperação das vendas e da produção de automóveis, que já ultrapassam os níveis existentes no período pré-crise; • Produção de peças e acessórios ainda não retomou o patamar observado no início de 2008; • Empregos se recuperaram, com geração de saldos de ocupados positivos, sem, contudo, recuperar ainda a totalidade dos postos de trabalho perdidos.
  18. 18. Perspectivas • A redução do IPI, ao favorecer a antecipação do consumo, não deverá continuar incrementando o consumo e a produção de automóveis; • Contudo, o panorama se apresenta bastante favorável, com o crescimento das vendas e da produção assegurado pelos aumentos da renda, do emprego e das concessões de crédito, com taxas de juros mais baixas e maiores prazos de financiamento (prestações menores);
  19. 19. Perspectivas EMPREGO, SALÁRIO E MASSA SALARIAL: Janeiro 2008 - Outubro 2009 (Índice) 135,0 130,0 125,0 120,0 115,0 110,0 105,0 100,0 95,0 90,0 08 8 08 08 09 8 9 8 9 08 8 8 8 09 9 9 9 8 9 8 9 t/0 r /0 r /0 l/0 l/0 /0 /0 /0 /0 t/0 t/0 /0 /0 /0 /0 z/ v/ o/ o/ v/ v/ n n n n ai ai ar ar ju ju ou se se ab ab de no fe fe ag ag ja ju ja ju m m m m Emprego Salário Massa Salarial Fonte: IBGE/IEGV-ACSP
  20. 20. Perspectivas TAXA DE JUROS (%) E PRAZO DE FINANCIAMENTO (NÚMERO DE DIAS) PARA AQUISIÇÃO DE VEÍCULOS - PESSOA FÍSICA: Janeiro 2008 - Outubro 2009 40 600 35 595 590 30 585 25 580 20 575 15 570 10 565 5 560 0 555 08 8 9 08 08 09 8 9 8 9 08 8 8 09 8 9 9 9 8 9 8 9 t/0 t/0 r/0 r/0 l/0 l/0 /0 /0 /0 /0 t/0 t/0 /0 /0 /0 /0 z/ v/ o/ o/ v/ v/ n n n n ai ai ar ar ju ju ou ou se se ab ab de no fe fe ag ag ja ju ja ju m m m m Taxa de Juros Prazo de Financiamento Fonte: Banco Central
  21. 21. Perspectivas • Vários investimentos programados até 2015, o que deverá aumentar a capacidade produtiva da indústria nacional em 1 milhão de unidades anuais; • Existem dúvidas acerca da capacidade da indústria de autopeças de acompanhar o crescimento esperado para a produção de automóveis;
  22. 22. Perspectivas • Há certa preocupação com a valorização do real em relação ao dólar, que reduz a competitividade da produção nacional; • Todavia, apesar da recuperação das vendas de automóveis importados mostrar maior vigor relativo, estas ainda apresentam pequena participação nas vendas internas totais.
  23. 23. 0 0,5 1 1,5 2 2,5 3 ja n/ 0 8 fe v/ 0 8 m ar /0 8 ab r/0 8 m ai /0 8 ju n/ 0 8 ju l/0 8 ag Fonte: Banco Central Perspectivas o/ 08 se t/0 8 ou t/0 8 no v/ 0 8 de z/ 0 8 ja n/ 0 9 fe v/ 0 9 m ar /0 9 ab r/0 9 m ai /0 9 ju TAXA DE CÂMBIO NOMINAL: n/ 0 9 ju l/0 9 Janeiro 2008 - Outubro 2009 (R$/US$) ag o/ 09 se t/0 9 ou t/0 9 no v/ 0 9
  24. 24. Efeitos no Setor Automobilístico VENDAS DE AUTOMÓVEIS POR ATACADO: NACIONAIS x IMPORTADOS: Janeiro 2008 - Outubro 2009 (Unidades) 250.000 200.000 150.000 100.000 50.000 0 jan/08 mar/08 mai/08 jul/08 set/08 nov/08 jan/09 mar/09 mai/09 jul/09 set/09 Nacionais Importados Fonte: ANFAVEA

×