SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 57
Baixar para ler offline
Tema:Ibituruna
“Berço que me viu nascer
onde,feliz hei de morrer”...
Apresentação:
Apresentamos neste trabalho,a história de uma terra
maravilhosa abençoada por Deus. Ibituruna o “BERÇO DA
PÁTRIA MINEIRA”.
Ibituruna,o nome indígena que significa SERRA
NEGRA,proporcionou-nos um trabalho tão simples e
pequeno com suas dimensões mas que tornou-se grande
para o nosso conhecimento,pois segundo se
consta,mesmo os mais velhos apesar de sensíveis e
amorosos a sua terra quase nada sabem de sua história.
Através deste trabalho vimos a saber coisas pitorescas e até
mesmo curiosas da nossa querida terra,como por
exemplo:a data de sua fundação,emancipação política e
seu lento desenvolvimento.
Ibituruna
História:
Foi no ano de 1674 que surgiu o arraial de
Ibituruna,primeiramente Lar da Pátria Mineira.
Fernão Dias Pais,um dos maiores bandeirantes
brasileiros,aqui chegou com sua comitiva,tendo saído
de São Paulo no dia 02 de outubro de 1674.Galgara
serras,atravessara rios.Após a passagem do Rio
Grande e Rio das Mortes,onde havia uma serra negra.
Para se restabelecer da caminhada de dois
meses,Fernão Dias decidiu “Bater barraca” em
Ibituruna por algum tempo.Enquanto
descansava,escolheu alguns de seus “Cabras batutas”
e mandou-os a São Paulo apanhar com sua esposa
mais suplementos
Pois os que haviam trazido já estavam ao
fim.Vendo a terra fértil,determinou aos seus
comandados que derrubassem o mato e
plantassem as sementes que tinham de
reservas,tais como:milho,feijão e ramas de
mandioca.
Os acampamentos que ficavam mais tempo em um
local,eram chamados de arraial,daí o nome de
ARRAIAL DE IBITURUNA ou da Serra Negra.Nesta
região fincaram um Marco,e assim,nascia o
Primeiro povoado de Minas Gerias.
Segundo Diogo de Vasconcelos,Ibituruna ou
Ibitiruna,que dizer SERRA NEGRA,onde Fernão
Dias,instalou a sua primeira feitoria em território
das Gerais.
Em Março de 1675, a bandeira de Fernão Dias,seguiu
rumo ao Norte,em busca das Esmeraldas.Foi esta a
última viagem de Fernão Dias,que morreu,antes de
voltar a São Paulo.
Ibituruna: nome indígena,significa
“Serra Negra”.
Marco de Sesmaria
Localização:
Está localizado na Praça dos bandeirantes,próximo a
capela de N. Sra. Do Rosário,compondo uma bela
paisagem natural na região central da cidade.Foi
estabelecido pelo bandeirante Fernão Dias Pais
Leme em 1674 por ocasião da fundação do ‘mais
antigo lar da pátria mineira’.
É um marco de pedra fincado em um terreno
retangular,em meio a um gramado
quadrangular,protegido por bastões metálicos e
correntes,tendo em volta a calçada de pedra.
E em 1974,nesse marco,foi descerrada a placa
tricentenário de Ibituruna oferecida por sua
excelência o Governador do Estado de
Minas,Dr.Rondon Pacheco ao Prefeito Municipal
Sebastião Rodrigues dos Santos consagrando a
condição de “Primeiro Povoado de Minas” cujas
lutas e glórias passadas e presentes estão nas
páginas de história de Minas Gerais.
Contém esse monumento elementos que
simbolizam a história da fundação do arraial.
Emancipação Política:
NASCE A CIDADE DE IBITURUNA_MINAS GERAIS
Em 1963,dia 1° de março,Ibituruna viveu momentos
emocionantes,quando se tornou realidade o velho
sonho de emancipação de seu povo com a solene
instalação de seu município e sua prefeitura.
Começando as quatro horas com alvorada musical da
Banda Local.Ás nove horas,desfile de estudantes
encerrando com hasteamento da Bandeira Nacional,ás
dez horas houve missa solene campal na praça
Fernão Dias e em seguida benção do prédio provisório
da prefeitura.Mas tarde houve banquete na residência
do Sr.Intendente Abelard Batista Teixeira;em seguida
na praça do Rosário,em torno do Marco de Pedra ali
deixado pelos bandeirantes,houve churrasco popular.
Tricentenário:
No ano de 1974,o Governo do Estado de Minas Gerais
comemorou o Tricentenário da fundação do primeiro
povoado mineiro,que fora criado pelos idos de
1674:Ibituruna.
Significado especial teve homenagem, pois naquelas
paragens foi criado,o dizer do historiador Diogo de
Vasconcelos,”o mais antigo LAR DA PÁTRIA
MINEIRA”,que comemorou 300 anos de sua fundação
intrépido e destemido bandeirante Fernão Dias Pais.
Foi erguido pelo Governo do Estado de Minas Gerais um
monumento,que apresenta também,em bronze,o fac-
simile da assinatura de Fernão Dias Pais,fundador de
Ibituruna,ficando para a posteridade o nome do
desbravador daquelas regiões mineiras.
Localização:
Localizada no Centro Oeste de Minas
Altitude:
 Máxima: 1.173 m
 Local: Serra Negra
 Mínimo:804m
 Local: foz do Rio das Mortes
 Área:159 km²
 Municípios Limítrofes:Bom
Sucesso,Nazareno,Ijací,Itutinga e
Itumirim.
 Zona: Campo das Vertentes
 População:2.825 de acordo com ultimo
censo.
Relevo:
TOPOGRAFIA %
Plano 20%
Ondulado 60%
Montanhoso 20%
Clima:
Temperado,com temperaturas
registradas na máxima de 30°c e na
mínima de 8°c.
Vegetação:
°Mata Atlântica
°Campos
°Cerrado
°Pastagens
Fauna & Flora:
Hidrografia:
Composta pelo Rio Grande e Rio das Mortes.
Fontes de riquezas do município:
Agricultura e Pecuária
Produtos Agrícolas:
Café,Milho,feijão,arroz,frutas cítricas,etc.
Pecuária:
Leite e carne
Produção Mineral:
Bastante rico em minérios.
Setor comercial:
 Pouco desenvolvido, se faz mais a varejo
Folclore local:
Tem como maior destaque a festa de Nossa
Senhora do Rosário(congada).
Festa do Padroeiro São Gonçalo do
Amarante:
A paróquia de São Gonçalo do Amarante da cidade
de Ibituruna celebra o seu padroeiro no mês de
janeiro, sendo dia 30 o dia dedicado ao santo
uma das devoções mais marcantes no período
colonial. A localidade, considerada a primeira das
formações urbanas de Minas, realiza, além da
festa do padroeiro, a festa do Rosário, ambas
remanescentes do século XVIII. A Igreja da
matriz, apesar das alterações em sua estrutura
arquitetônica, ainda preserva seu altar entalhado
em madeira, com pintura e douramento –
recentemente restaurado – que compõe um
conjunto de imaginária de grande valor artístico.
Festas Tradicionais:
Setores:
Setor de transporte:
Ligado diariamente pela Empresa São
Cristóvão
Rodovia:
Mg-332 ligam aos municípios de bom
sucesso e nazareno.
Setor saúde: unidade básica de saúde
Pe.Jose Jorge Nicolau
Setor Financeiro:
Banco Postal,Banco Sicoob,Banco Travessia
Setor de Educação:
°Escola Estadual Prof. Júlio Bueno
°Escola Municipal Fernão Dias Pais
°Creche Municipal
°Biblioteca Municipal Visconde de
Ibituruna
Setor de Cultura:
°Corporação Musical Santa Cecília
°Grupos De Moçambique e Congada
°Corais de Igreja
°Outras Manifestações Folclóricas
Pontos Turísticos:
°Centro de Apoio ao Turistas-Bairro São Sebastião
°Pousada Santa Helena
°Marco de Sesmaria
°Serra Negra
°Cachoeiras
°Pousada da Ismênia
Anexos:
Grupo:
Daiane Dos Reis Lima
Vitor Araújo da Silva
Marcilâine costa
Samantha Fernandaes
Andréa furtado
Susankelly Souza Leandro
Prof.: Heitor Camilo dos Santos
Adriana Teixeira Sutani

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Trabalho mostra cultural sergio ferraz de souza
Trabalho mostra cultural sergio ferraz de souzaTrabalho mostra cultural sergio ferraz de souza
Trabalho mostra cultural sergio ferraz de souzaunisulv
 
Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)
Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)
Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)Adrinic
 
Barra do sul
Barra do sulBarra do sul
Barra do sulAdrinic
 
História de Alto Paraíso - Sociocultural
História de Alto Paraíso - SocioculturalHistória de Alto Paraíso - Sociocultural
História de Alto Paraíso - Socioculturalgrupo1unb
 
Barra Velha
Barra VelhaBarra Velha
Barra VelhaAdrinic
 
Município de abaré BA
Município  de abaré BAMunicípio  de abaré BA
Município de abaré BAayltonmax
 
IGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIA
IGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIAIGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIA
IGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIAMascf
 
Itapema - 5.04
Itapema - 5.04Itapema - 5.04
Itapema - 5.04Adrinic
 
Florianópolis 5.02
Florianópolis 5.02Florianópolis 5.02
Florianópolis 5.02Adrinic
 
Madagáscar
MadagáscarMadagáscar
MadagáscarJMCDINIS
 
Massaranduba - Santa Catarina
Massaranduba - Santa CatarinaMassaranduba - Santa Catarina
Massaranduba - Santa CatarinaAdrinic
 
Pontos Turísticos de Florianópolis
Pontos Turísticos de FlorianópolisPontos Turísticos de Florianópolis
Pontos Turísticos de FlorianópolisAdrinic
 
A história das Festas Juninas
A história das Festas JuninasA história das Festas Juninas
A história das Festas JuninasAlice Lima
 
Itajai - 5.02
Itajai - 5.02Itajai - 5.02
Itajai - 5.02Adrinic
 
Balneário Camboriú - 5º 02
Balneário Camboriú - 5º 02Balneário Camboriú - 5º 02
Balneário Camboriú - 5º 02Adrinic
 
Balneário Camboriú -5.04
Balneário Camboriú -5.04Balneário Camboriú -5.04
Balneário Camboriú -5.04Adrinic
 
Tubarão - 5.02
Tubarão - 5.02Tubarão - 5.02
Tubarão - 5.02Adrinic
 

Mais procurados (20)

Trabalho mostra cultural sergio ferraz de souza
Trabalho mostra cultural sergio ferraz de souzaTrabalho mostra cultural sergio ferraz de souza
Trabalho mostra cultural sergio ferraz de souza
 
Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)
Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)
Florianópolis ( Viagem de Estudos- 2015)
 
Barra do sul
Barra do sulBarra do sul
Barra do sul
 
História de Alto Paraíso - Sociocultural
História de Alto Paraíso - SocioculturalHistória de Alto Paraíso - Sociocultural
História de Alto Paraíso - Sociocultural
 
Barra Velha
Barra VelhaBarra Velha
Barra Velha
 
Município de abaré BA
Município  de abaré BAMunicípio  de abaré BA
Município de abaré BA
 
IGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIA
IGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIAIGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIA
IGREJA CATÓLICA DE HIDROLÂNDIA
 
Itapema - 5.04
Itapema - 5.04Itapema - 5.04
Itapema - 5.04
 
Florianópolis 5.02
Florianópolis 5.02Florianópolis 5.02
Florianópolis 5.02
 
Madagáscar
MadagáscarMadagáscar
Madagáscar
 
Santa catarina
Santa catarinaSanta catarina
Santa catarina
 
Massaranduba - Santa Catarina
Massaranduba - Santa CatarinaMassaranduba - Santa Catarina
Massaranduba - Santa Catarina
 
Programa da festa
Programa da festaPrograma da festa
Programa da festa
 
Pontos Turísticos de Florianópolis
Pontos Turísticos de FlorianópolisPontos Turísticos de Florianópolis
Pontos Turísticos de Florianópolis
 
A história das Festas Juninas
A história das Festas JuninasA história das Festas Juninas
A história das Festas Juninas
 
Itajai - 5.02
Itajai - 5.02Itajai - 5.02
Itajai - 5.02
 
Balneário Camboriú - 5º 02
Balneário Camboriú - 5º 02Balneário Camboriú - 5º 02
Balneário Camboriú - 5º 02
 
Balneário Camboriú -5.04
Balneário Camboriú -5.04Balneário Camboriú -5.04
Balneário Camboriú -5.04
 
Missoes esolares
Missoes esolaresMissoes esolares
Missoes esolares
 
Tubarão - 5.02
Tubarão - 5.02Tubarão - 5.02
Tubarão - 5.02
 

Destaque (15)

História de minas gerais
História de minas geraisHistória de minas gerais
História de minas gerais
 
Culinaria mineira
Culinaria mineiraCulinaria mineira
Culinaria mineira
 
Coisas Das Minas Gerais
Coisas Das Minas GeraisCoisas Das Minas Gerais
Coisas Das Minas Gerais
 
O Estado Do Estado
O Estado Do EstadoO Estado Do Estado
O Estado Do Estado
 
Comida Mineira
Comida MineiraComida Mineira
Comida Mineira
 
Oh! Minas Gerais....
Oh! Minas Gerais....Oh! Minas Gerais....
Oh! Minas Gerais....
 
Apresentação Minas Gerais
Apresentação  Minas GeraisApresentação  Minas Gerais
Apresentação Minas Gerais
 
Minas gerais habitos e costumes alimentares
Minas gerais  habitos e costumes alimentaresMinas gerais  habitos e costumes alimentares
Minas gerais habitos e costumes alimentares
 
Culinária típica de minas gerais
Culinária típica de minas geraisCulinária típica de minas gerais
Culinária típica de minas gerais
 
Culinária da Região Sudeste
Culinária da Região SudesteCulinária da Região Sudeste
Culinária da Região Sudeste
 
Geografia do Estado de Minas Gerais
 Geografia do Estado de Minas Gerais  Geografia do Estado de Minas Gerais
Geografia do Estado de Minas Gerais
 
Minas Gerais
Minas GeraisMinas Gerais
Minas Gerais
 
Comidas Tipicas
Comidas Tipicas Comidas Tipicas
Comidas Tipicas
 
Projeto cultura e culinária
Projeto cultura e culináriaProjeto cultura e culinária
Projeto cultura e culinária
 
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
História 2013   3º e 4º bim (4º ano)História 2013   3º e 4º bim (4º ano)
História 2013 3º e 4º bim (4º ano)
 

Semelhante a Ibituruna-Minas Gerais

Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07
Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07
Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07PIBIDSolondeLucena
 
HISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docx
HISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docxHISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docx
HISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docxLUZIATRAVASSO1
 
Casa Da Aldeia 1
Casa Da Aldeia 1Casa Da Aldeia 1
Casa Da Aldeia 1guest4060de
 
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)guest4060de
 
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)guest4060de
 
Região metropolitana do rio grande do sul
Região metropolitana do rio grande do sulRegião metropolitana do rio grande do sul
Região metropolitana do rio grande do sulLuana Silveeira
 
História do Peso
História do PesoHistória do Peso
História do Pesojpeso
 
Jb news informativo nr. 2045
Jb news   informativo nr. 2045Jb news   informativo nr. 2045
Jb news informativo nr. 2045JB News
 
Era uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frioEra uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frioadrianahp2
 
Era uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frioEra uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frioadrianahp2
 
Ppt anderson
Ppt andersonPpt anderson
Ppt andersonJeca Tatu
 
Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010
Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010
Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010Davi Almeida
 
História de cjs ibge - blog
História de cjs   ibge - blogHistória de cjs   ibge - blog
História de cjs ibge - blogtrabalhotrab
 
Bairro aparecida em manaus amazonas
Bairro aparecida em manaus  amazonasBairro aparecida em manaus  amazonas
Bairro aparecida em manaus amazonasnarasc
 

Semelhante a Ibituruna-Minas Gerais (20)

Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07
Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07
Slide- Fotos antigas e atuais de Campina Grande 07
 
HISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docx
HISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docxHISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docx
HISTÓRIA DA CIDADE DE ITAPETIM.docx
 
A história sp periodo colonial
A história sp periodo colonialA história sp periodo colonial
A história sp periodo colonial
 
Costumes Tradições
Costumes TradiçõesCostumes Tradições
Costumes Tradições
 
Origens Junta S. Pedro Fins
Origens Junta S. Pedro FinsOrigens Junta S. Pedro Fins
Origens Junta S. Pedro Fins
 
Origens
OrigensOrigens
Origens
 
História de Dores do Indaiá - MG - Brasil
História de Dores do Indaiá - MG - BrasilHistória de Dores do Indaiá - MG - Brasil
História de Dores do Indaiá - MG - Brasil
 
Casa Da Aldeia 1
Casa Da Aldeia 1Casa Da Aldeia 1
Casa Da Aldeia 1
 
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
 
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
Casa Da Aldeia (Cachoeira do Sul)
 
Região metropolitana do rio grande do sul
Região metropolitana do rio grande do sulRegião metropolitana do rio grande do sul
Região metropolitana do rio grande do sul
 
História do Peso
História do PesoHistória do Peso
História do Peso
 
Jb news informativo nr. 2045
Jb news   informativo nr. 2045Jb news   informativo nr. 2045
Jb news informativo nr. 2045
 
Era uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frioEra uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frio
 
Era uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frioEra uma vez, em cabo frio
Era uma vez, em cabo frio
 
Ppt anderson
Ppt andersonPpt anderson
Ppt anderson
 
Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010
Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010
Rosário do Catete - Sociedade, cultura e meio ambiente - 2010
 
Cabo Frio pontos turisticos
Cabo Frio pontos turisticosCabo Frio pontos turisticos
Cabo Frio pontos turisticos
 
História de cjs ibge - blog
História de cjs   ibge - blogHistória de cjs   ibge - blog
História de cjs ibge - blog
 
Bairro aparecida em manaus amazonas
Bairro aparecida em manaus  amazonasBairro aparecida em manaus  amazonas
Bairro aparecida em manaus amazonas
 

Último

HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfSandra Pratas
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfWALDIRENEPINTODEMACE
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terraBiblioteca UCS
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Mary Alvarenga
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...nexocan937
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfSandra Pratas
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...azulassessoria9
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.pptDaniloConceiodaSilva
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxLuisCarlosAlves10
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 

Último (20)

HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24pdf
 
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdfmúsica paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
música paródia cmsp conteúdo 1 bimestre.pdf
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terraSistema de Bibliotecas UCS  - A descoberta da terra
Sistema de Bibliotecas UCS - A descoberta da terra
 
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Primeira  Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Primeira Série (Primeiro Trimestre)
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
Poema em homenagem a Escola Santa Maria, pelos seus 37 anos.
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
Minha Luta (Mein Kampf), A História do País que Lutou contra a União Soviétic...
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdfHORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
HORA DO CONTO_BECRE D. CARLOS I_2023_24RITA CALAIM_2023_24.pdf
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
A alimentação na Idade Média era um mosaico de contrastes. Para a elite, banq...
 
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt8 ano - Congruência e Semelhança e  Angulos em Triangulos.ppt
8 ano - Congruência e Semelhança e Angulos em Triangulos.ppt
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptxRomero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
Romero Britto - biografia 6º ano (1).pptx
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 

Ibituruna-Minas Gerais

  • 1. Tema:Ibituruna “Berço que me viu nascer onde,feliz hei de morrer”...
  • 2. Apresentação: Apresentamos neste trabalho,a história de uma terra maravilhosa abençoada por Deus. Ibituruna o “BERÇO DA PÁTRIA MINEIRA”. Ibituruna,o nome indígena que significa SERRA NEGRA,proporcionou-nos um trabalho tão simples e pequeno com suas dimensões mas que tornou-se grande para o nosso conhecimento,pois segundo se consta,mesmo os mais velhos apesar de sensíveis e amorosos a sua terra quase nada sabem de sua história. Através deste trabalho vimos a saber coisas pitorescas e até mesmo curiosas da nossa querida terra,como por exemplo:a data de sua fundação,emancipação política e seu lento desenvolvimento.
  • 4. História: Foi no ano de 1674 que surgiu o arraial de Ibituruna,primeiramente Lar da Pátria Mineira. Fernão Dias Pais,um dos maiores bandeirantes brasileiros,aqui chegou com sua comitiva,tendo saído de São Paulo no dia 02 de outubro de 1674.Galgara serras,atravessara rios.Após a passagem do Rio Grande e Rio das Mortes,onde havia uma serra negra. Para se restabelecer da caminhada de dois meses,Fernão Dias decidiu “Bater barraca” em Ibituruna por algum tempo.Enquanto descansava,escolheu alguns de seus “Cabras batutas” e mandou-os a São Paulo apanhar com sua esposa mais suplementos
  • 5. Pois os que haviam trazido já estavam ao fim.Vendo a terra fértil,determinou aos seus comandados que derrubassem o mato e plantassem as sementes que tinham de reservas,tais como:milho,feijão e ramas de mandioca. Os acampamentos que ficavam mais tempo em um local,eram chamados de arraial,daí o nome de ARRAIAL DE IBITURUNA ou da Serra Negra.Nesta região fincaram um Marco,e assim,nascia o Primeiro povoado de Minas Gerias. Segundo Diogo de Vasconcelos,Ibituruna ou Ibitiruna,que dizer SERRA NEGRA,onde Fernão Dias,instalou a sua primeira feitoria em território das Gerais.
  • 6. Em Março de 1675, a bandeira de Fernão Dias,seguiu rumo ao Norte,em busca das Esmeraldas.Foi esta a última viagem de Fernão Dias,que morreu,antes de voltar a São Paulo. Ibituruna: nome indígena,significa “Serra Negra”.
  • 8. Localização: Está localizado na Praça dos bandeirantes,próximo a capela de N. Sra. Do Rosário,compondo uma bela paisagem natural na região central da cidade.Foi estabelecido pelo bandeirante Fernão Dias Pais Leme em 1674 por ocasião da fundação do ‘mais antigo lar da pátria mineira’. É um marco de pedra fincado em um terreno retangular,em meio a um gramado quadrangular,protegido por bastões metálicos e correntes,tendo em volta a calçada de pedra.
  • 9. E em 1974,nesse marco,foi descerrada a placa tricentenário de Ibituruna oferecida por sua excelência o Governador do Estado de Minas,Dr.Rondon Pacheco ao Prefeito Municipal Sebastião Rodrigues dos Santos consagrando a condição de “Primeiro Povoado de Minas” cujas lutas e glórias passadas e presentes estão nas páginas de história de Minas Gerais. Contém esse monumento elementos que simbolizam a história da fundação do arraial.
  • 10. Emancipação Política: NASCE A CIDADE DE IBITURUNA_MINAS GERAIS Em 1963,dia 1° de março,Ibituruna viveu momentos emocionantes,quando se tornou realidade o velho sonho de emancipação de seu povo com a solene instalação de seu município e sua prefeitura. Começando as quatro horas com alvorada musical da Banda Local.Ás nove horas,desfile de estudantes encerrando com hasteamento da Bandeira Nacional,ás dez horas houve missa solene campal na praça Fernão Dias e em seguida benção do prédio provisório da prefeitura.Mas tarde houve banquete na residência do Sr.Intendente Abelard Batista Teixeira;em seguida na praça do Rosário,em torno do Marco de Pedra ali deixado pelos bandeirantes,houve churrasco popular.
  • 11.
  • 12. Tricentenário: No ano de 1974,o Governo do Estado de Minas Gerais comemorou o Tricentenário da fundação do primeiro povoado mineiro,que fora criado pelos idos de 1674:Ibituruna. Significado especial teve homenagem, pois naquelas paragens foi criado,o dizer do historiador Diogo de Vasconcelos,”o mais antigo LAR DA PÁTRIA MINEIRA”,que comemorou 300 anos de sua fundação intrépido e destemido bandeirante Fernão Dias Pais. Foi erguido pelo Governo do Estado de Minas Gerais um monumento,que apresenta também,em bronze,o fac- simile da assinatura de Fernão Dias Pais,fundador de Ibituruna,ficando para a posteridade o nome do desbravador daquelas regiões mineiras.
  • 13.
  • 15. Altitude:  Máxima: 1.173 m  Local: Serra Negra  Mínimo:804m  Local: foz do Rio das Mortes  Área:159 km²  Municípios Limítrofes:Bom Sucesso,Nazareno,Ijací,Itutinga e Itumirim.  Zona: Campo das Vertentes  População:2.825 de acordo com ultimo censo.
  • 17. Clima: Temperado,com temperaturas registradas na máxima de 30°c e na mínima de 8°c.
  • 20. Hidrografia: Composta pelo Rio Grande e Rio das Mortes.
  • 21. Fontes de riquezas do município: Agricultura e Pecuária Produtos Agrícolas: Café,Milho,feijão,arroz,frutas cítricas,etc. Pecuária: Leite e carne Produção Mineral: Bastante rico em minérios.
  • 22.
  • 23. Setor comercial:  Pouco desenvolvido, se faz mais a varejo
  • 24. Folclore local: Tem como maior destaque a festa de Nossa Senhora do Rosário(congada).
  • 25. Festa do Padroeiro São Gonçalo do Amarante: A paróquia de São Gonçalo do Amarante da cidade de Ibituruna celebra o seu padroeiro no mês de janeiro, sendo dia 30 o dia dedicado ao santo uma das devoções mais marcantes no período colonial. A localidade, considerada a primeira das formações urbanas de Minas, realiza, além da festa do padroeiro, a festa do Rosário, ambas remanescentes do século XVIII. A Igreja da matriz, apesar das alterações em sua estrutura arquitetônica, ainda preserva seu altar entalhado em madeira, com pintura e douramento – recentemente restaurado – que compõe um conjunto de imaginária de grande valor artístico.
  • 26.
  • 27.
  • 29. Setores: Setor de transporte: Ligado diariamente pela Empresa São Cristóvão Rodovia: Mg-332 ligam aos municípios de bom sucesso e nazareno. Setor saúde: unidade básica de saúde Pe.Jose Jorge Nicolau
  • 30. Setor Financeiro: Banco Postal,Banco Sicoob,Banco Travessia
  • 31. Setor de Educação: °Escola Estadual Prof. Júlio Bueno
  • 35. Setor de Cultura: °Corporação Musical Santa Cecília °Grupos De Moçambique e Congada °Corais de Igreja °Outras Manifestações Folclóricas
  • 36. Pontos Turísticos: °Centro de Apoio ao Turistas-Bairro São Sebastião °Pousada Santa Helena °Marco de Sesmaria °Serra Negra °Cachoeiras °Pousada da Ismênia
  • 38.
  • 39.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44.
  • 45.
  • 46.
  • 47.
  • 48.
  • 49.
  • 50.
  • 51.
  • 52.
  • 53.
  • 54.
  • 55.
  • 56.
  • 57. Grupo: Daiane Dos Reis Lima Vitor Araújo da Silva Marcilâine costa Samantha Fernandaes Andréa furtado Susankelly Souza Leandro Prof.: Heitor Camilo dos Santos Adriana Teixeira Sutani