Novos contributos civilizacionais no Mediterrâneo oriental

719 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
719
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
168
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Novos contributos civilizacionais no Mediterrâneo oriental

  1. 1. Novos Contributos Civilizacionais no Mediterrâneo Oriental 7º ano
  2. 2. Religião Hebraica Hebreus – povo semita que, por volta de 1900 a.C., foram conduzidos por Abraão, da Mesopotâmia até à Palestina (a Terra Prometida). Mais tarde, cerca de 1700 a.C., deslocaram-se para o Egipto, onde foram tratados como escravos. Cerca de 1300 a. C., conduzidos por Moisés, regressaram à Palestina (Êxodo).
  3. 3. Religião Hebraica • Os hebreus praticavam uma religião monoteísta, porque acreditavam num só Deus (Javé ou Jeová). • Os Dez Mandamentos (Decálogo) ou Tábuas da Lei, revelados a Moisés durante o Êxodo são os princípios fundamentais da religião hebraica, o Judaísmo. • A história do povo hebreu encontrase na Tora, que é o seu livro sagrado. A Tora é composta pelos primeiros cinco livros da Bíblia hebraica (chamados pelos cristãos de Antigo Testamento). • Acreditavam na vinda de um Messias, que estabeleceria um reino universal, do qual os Hebreus seriam o povo eleito (messianismo). “Os dez mandamentos”, Cecil B. DeMille, 1956 Fonte: https://encryptedtbn2.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcR4hO7MbVx5tFC3HyysNrzq_D caWecY0BAJnicAIRe6C0z-tj0udg Torá Fonte:: http://media.escola.britannica. com.br/eb-media/35/82735004-9838CFF8.jpg
  4. 4. Os Fenícios e a escrita Alfabética • • • • A principal actividade económica dos Fenícios era o comércio marítimo. Eram, também bons artesãos, que transformavam as matériasprimas que importavam. Durante o 1º milénio a.C. tornaram-se os principais intermediários entre os povos do Mediterrâneo, estabelecendo várias rotas comerciais, feitorias e colónias. Para facilitar as relações comerciais, os Fenícios desenvolveram um sistema de escrita mais simples e prático, constituído por 22 sinais, cada qual representando um som – o alfabeto. Mais tarde este alfabeto será aperfeiçoado por Gregos (que introduziram as vogais) e transmitido aos Romanos, que o fizeram chegar até à atualidade. Fonte: http://sites.google.com/site/anilandro/05710mercante-fenicio_01 Fonte: http://historiavista.blogspot.com/2008/12/fenciosgregos-e-cartagineses.html

×