SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 50
Voleibol
O QUE É O VOLEIBOL?
Esporte disputado entre duas equipes de seis jogadores,
em quadra retangular, dividida ao meio por uma rede;
cada equipe ocupa um lado da quadra, a disputa do ponto
inicia-se com o saque, e a bola pode ser tocada três
vezes por cada equipe sem bater no chão antes de ser
devolvida ao campo adversário com as mãos ou os
punhos, admitindo-se também o uso da cabeça e do tórax
em defesas [Modernamente, passou-se a aceitar também
o uso dos pés, para defender ou impedir a bola de cair no
chão.].
QUANDO SURGIU O
VOLEIBOL?QUANDO SURGIU O
VOLEIBOL?
O voleibol foi criado nos
Estados Unidos, no dia 9 de
fevereiro de 1895, pelo diretor
de educação física da ACM
(Associação Cristã de Moços de
Massachusetts) William George
Morgan. ... Neste período, o
esporte era conhecido por
Mintonette.
COMO JOGAR?
Cada equipe de voleibol é constituída por 12 jogadores:
seis efetivos (sendo um líbero) e seis suplentes. Em
quadra, portanto, ficam dois times de seis jogadores. As
equipes são separadas por uma rede no meio da quadra.
O jogo começa com
um dos times que
devem sacar.
Quais são as posições dos
jogadores no voleibol?
Os jogadores são designados pelas funções que
desempenham em quadra: atacante, cortador, levantador,
bloqueador, jogador de defesa, líbero. Atuando somente nas
posições de defesa, o líbero é um jogador que pode substituir
qualquer outro jogador que esteja nas posições 1, 6 e 5,
desde que a bola esteja fora de jogo.
MODELO DE RODÍZIO
EM UMA PARTIDA DE
VÔLEI É REALIZADO
OBRIGATORIAMENTE,
SENDO NO SENTIDO
HORÁRIO.
MODELOS DE
SISTEMAS TÁTICOS
EXISTEM QUATRO PRINCIPAIS
MODELOS TÁTICOS NO
VOLEIBOL:
ESQUEMA 6x0
Nesse tipo de sistema, todos os jogadores em campo farão os
papéis de atacantes, defensores e levantadores. É utilizado
geralmente quando os níveis de habilidade de todos os
integrantes de um time são parecidos em todos os
fundamentos em casos de iniciantes, com o objetivo de
visualizar em quais posições eles podem se sair melhor.
Dessa maneira, todos os jogadores poderão vivenciar cada
uma das funções do time e pôr em prática cada um dos
fundamentos do jogo de vôlei, desenvolvendo-se como atletas
e se integrando como um time.
Esquema 3×3
Para que se possa aplicar esse sistema de jogo, os
membros do time já devem possuir um certo nível
de habilidade. São divididos em 3 atacantes e 3
levantadores, que serão intercalados em campo.
É necessário um melhor aproveitamento dos
fundamentos de cada função para que um jogador
possa exercê-la, e um entrosamento entre os
integrantes do time para que as jogadas possam ser
realizadas.
Esquema 4×2
Nesse sistema existem dois levantadores, posicionados
nas diagonais da quadra, enquanto o restante do time é
composto por atacantes que se revezam na tentativa de
marcar os pontos.
Ao utilizar esse esquema realiza-se uma divisão de
responsabilidades por cada área da quadra, sendo parte
para um levantador e parte para o outro. Cada atacante
também irá responder por sua zona. Devido à
complexidade de implantação, esse sistema é utilizado
por times compostos por jogadores mais experientes.
Esquema 5×1 com infiltração
O mais complexo e mais utilizado esquema tático é o
5×1 com infiltração, no qual só existe um levantador que
toma uma atitude mais livre em quadra durante o ataque
e volta à posição habitual durante a defesa.
Com a evolução do vôlei, foi criada também a posição
de líbero, um jogador especial que não pode atacar ou
realizar o saque e não possui limites de substituição.
Esse esquema é utilizado principalmente por times
profissionais.
REGRAS BÁSICAS
Regras do Voleibol – As Principais Regras
● O vôlei é iniciado após a execução do saque, situação em
que o jogador do saque tem 8 segundos após o apito do
árbitro para sua execução, sendo permitida apenas uma
única tentativa de saque.
● Sempre que uma equipe adversária sacar e sofrer um ponto,
a equipe atacante deve fazer um rodízio na posição dos
atletas na quadra.
● Cada equipe só pode tocar a bola três vezes seguida, sendo que
a bola tocada no bloqueio não é considerada como toque.
● Aos jogadores não é permitido atacar a bola que está no espaço
de campo da equipe adversária.
● No bloqueio, os bloqueadores podem tocar a bola além da rede,
não podendo deixar que sua ação interfira no golpe de ataque da
equipe adversária.
● A bola é considerada fora quando toca o solo fora das linhas
demarcatórias, as antenas, cabos, ou quando cruza o espaço fora
das antenas.
● O jogador não pode tocar em qualquer parte da rede.
Regras do Voleibol – Os jogadores e suas
funções
● O levantador é o jogador com habilidade específica para a
preparação de jogadas de ataque.
● O líbero é o jogador que deve recepcionar bem os saques e
defender os ataques, passando a bola para o levantador.
● O ponta é o jogador com alto poder de definição, de força, de
velocidade e de habilidade, podendo atacar pelas pontas ou
saltando de trás da linha de 3 metros.
Regras do Voleibol – Os jogadores e suas
funções
● O meio de rede é o jogador geralmente mais alto do
time, que deve combinar duas qualidades: ser bom de
bloqueio e ter velocidade no ataque.
Regras do Voleibol – Algumas definições de
jogadas
● Condução: infração cometida pelo jogador quando conduz a
bola em vez de tocá-la;
● Dois toques: infração cometida ao tocar duas vezes a bola;
● Rodízio: movimentação no sentido horário dentro da quadra,
mudando a posição dos jogadores;
● Invasão: infração cometida com o corpo além da rede do
adversário;
● Cravar: bater com violência a bola no chão da quadra do
adversário;
● Deixadinha: um leve toque na bola, buscando espaço vazio na
defesa do adversário;
● Bola de segunda: ataque no segundo toque, surpreendendo o
adversário;
● Match point: ponto que pode definir o jogo;
● Set point: ponto que pode fechar o set;
● Tie break: é o set de desempate, disputado quando cada uma
das equipes;
● Rally: sequência de jogadas começando no saque e terminando
quando a bola estiver fora de jogo;
● Manchete: tocar a bola com os braços esticados e mãos unidas;
● Toque: tocar a bola com os dedos e as mãos acima da cabeça.
Regras do Voleibol – Movimentos
Os principais movimentos no vôlei são os seguintes:
● Saque, uma bola lançada na quadra adversária, no
início da disputa por pontos;
● Cortada, uma forte batida na bola com uma das mãos;
● Levantamento, que é o passe que antecede o ataque.
● Bloqueio, uma jogada em que um ou mais jogadores
interrompem a trajetória da bola, próxima à rede, após a
cortada de um adversário;
● Recepção, que é um início de defesa, sendo o movimento
executado após o saque do adversário;
● Defesa, um movimento executado após o ataque adversário,
quando a bola passa pelo bloqueio;
SOBRE O ESPORTE
SOBRE O ESPORTE
As partidas de vôlei são disputadas em cinco sets,
conseguindo a vitória quem tiver mais pontos, ou em três
sets de 25 pontos. A quadra do vôlei mede 18 metros de
comprimento por 9 metros de largura, sendo dividida por
uma rede de 9,50 metros de comprimento, com largura de
1 metro e suspensa à altura de 2,43 metros para jogos
masculinos e 2,24 metros para jogos femininos. A bola
deve ter de 65 a 67 cm de circunferência com peso entre
260 e 280 gramas.
FUNDAMENTOS
MANCHETE
Posicione-se. Abra as suas pernas de forma que a distância
entre elas esteja na largura de seus ombros e projete seu
corpo para frente levemente. Seus joelhos devem estar
semiflexionados, prontos para impulsionar suas pernas para
o salto. Você deve juntar as mãos no último momento, um
pouco antes de a bola chegar até você; antes de se
aproximar da bola, deixe as mãos alguns centímetros
separadas e junte-as assim que a bola estiver bem perto.
Dessa forma fica mais fácil se movimentar e se posicionar
corretamente.
TOQUE
O toque é um modo específico de contato com a bola.
Para realizar um toque, o jogador golpeia a bola com as
pontas dos dedos, num movimento de baixo para cima. O
toque é utilizado principalmente para a realização de um
levantamento, embora também possa ser usado para a
realização de uma recepção ou de uma defesa.
PARA REALIZAR DE FORMA CORRETA E SEM
CAUSAR LESÕES FÍSICAS, VOCÊ DEVE FAZER O
TOQUE JUNTANDO SUAS MÃOS(SEM SE ENCOSTAR)
E FORMAR UM TRIÂNGULO ENTRE O ESPAÇO DE
SUAS MÃOS
SAQUE
O saque é o primeiro ataque do jogo, é importante para o
atleta conhecer mais de um tipo de saque.
Os mais conhecidos tipos de saque são: Saque por
Baixo, Saque por Cima (tipo tênis), Saque Lateral, Saque
Lateral por Baixo (“Jornada nas Estrelas”) e Saque em
Suspensão (“Viagem ao Fundo do Mar”).
Saque por Baixo
É um saque simples e também fácil de executar. De frente
para a quadra, pé esquerdo à frente, mão esquerda
segurando a bola, você deve fazer, com o braço direito,
um movimento de trás para a frente, golpeando a bola
quase simultaneamente à sua liberação pela mão
esquerda à frente do corpo. A mão que bate na bola
poderá estar espalmada ou fechada. Para os canhotos,
valem os mesmos movimentos no sentido inverso.
SAQUE POR CIMA
O saque por cima é o mais utilizado no voleibol, pelas
variações que oferece em relação a trajetória da bola, local
onde se queira sacar e distância que se queira atingir. Por
tudo isso, você deve treinar bastante para uma perfeita
assimilação deste saque.
BLOQUEIO
O aluno deverá estar de frente para a rede; com os joelhos
semi-flexionados; com os cotovelos na altura e na direção
dos ombros; palmas das mãos voltadas pAra frente. Pode
ser necessária a execução de passadas para ajustar o
corpo ao local que vai ser realizado o ataque.
Alguns fatores interferem na eficácia de sua execução
como o tempo disponível para a preparação; a distância
entre o local do golpe na bola pelo atacante e o
bloqueador; a altura e a velocidade do levantamento; a
quantidade de possibilidades de combinação de ataque do
adversário
O bloqueio pode ser feito por:
1 Jogador: bloqueio simples
2 Jogadores: bloqueio duplo
3 Jogadores: bloqueio triplo
O bloqueio pode ser:
Defensivo: Quando o objetivo é fazer com que a bola toque no
bloqueador e o jogo tenha prosseguimento. Normalmente é
realizado quando o bloqueador tem um alcance menor do que o
atacante.
Ofensivo: Quando o objetivo é finalizar o ponto diretamente.
Geralmente é realizado quando o alcance do bloqueador é
maior do que o do atacante.
O bloqueio sofre influência de fatores como tempo de bola do
atacante e do bloqueador; trajetória descrita pela bola a partir do
levantamento; número de alternativas de ataque; entre outras.
BLOQUEIO SIMPLES
BLOQUEIO DUPLO
BLOQUEIO TRIPLO

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
NetKids
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
antoniavieira
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
sextoD
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
evandrolhp
 

Mais procurados (20)

Futsal teórica
Futsal   teóricaFutsal   teórica
Futsal teórica
 
Educação Física - Voleibol
Educação Física - VoleibolEducação Física - Voleibol
Educação Física - Voleibol
 
Apresentação voleibol
Apresentação voleibol Apresentação voleibol
Apresentação voleibol
 
Fundamentos voleibol
Fundamentos voleibolFundamentos voleibol
Fundamentos voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Basquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentosBasquete, regras e fundamentos
Basquete, regras e fundamentos
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Futsal
Futsal Futsal
Futsal
 
Futsal 2
Futsal 2Futsal 2
Futsal 2
 
História do basquete
História do basqueteHistória do basquete
História do basquete
 
Voleibol na escola
Voleibol na escolaVoleibol na escola
Voleibol na escola
 
Regras basquetebol
Regras basquetebolRegras basquetebol
Regras basquetebol
 
Basquete 1
Basquete 1Basquete 1
Basquete 1
 
Voleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentosVoleibol: História, regras e fundamentos
Voleibol: História, regras e fundamentos
 
Basquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e FundamentosBasquete: História, Regras e Fundamentos
Basquete: História, Regras e Fundamentos
 
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos) Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
Andebol ou Handebol (historico, regras e fundamentos)
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Atletismo
AtletismoAtletismo
Atletismo
 

Semelhante a seminário sobre Voleibol

Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
SilvaStefano
 
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Diogo Malafaia
 
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdfVoleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Ghost
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
NetKids
 

Semelhante a seminário sobre Voleibol (20)

A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, EtcA História, Fundamentos do Voleibol, Etc
A História, Fundamentos do Voleibol, Etc
 
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
Voleibol Stefano112345675454443333222222222344
 
Apostila de Voleibol
Apostila de VoleibolApostila de Voleibol
Apostila de Voleibol
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol e futsal
Voleibol e futsalVoleibol e futsal
Voleibol e futsal
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Voleibol 7º Ano.pptx
Voleibol 7º Ano.pptxVoleibol 7º Ano.pptx
Voleibol 7º Ano.pptx
 
O Basquete
O BasqueteO Basquete
O Basquete
 
Educação Física
Educação FísicaEducação Física
Educação Física
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valoresVoleibol&futebol&atletismo 18 valores
Voleibol&futebol&atletismo 18 valores
 
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdfVoleibol na escola011234634566789689.pdf
Voleibol na escola011234634566789689.pdf
 
Handebol
Handebol Handebol
Handebol
 
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptxAula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
Aula 1 (história, equiamentos e regras de jogo).pptx
 
Basquetebol
BasquetebolBasquetebol
Basquetebol
 
Educação física.docx
Educação física.docxEducação física.docx
Educação física.docx
 
Paralibras
ParalibrasParalibras
Paralibras
 
Handebol teórica
Handebol   teóricaHandebol   teórica
Handebol teórica
 
Voleibol
VoleibolVoleibol
Voleibol
 
Doc.Apoio.Tag Rugby
Doc.Apoio.Tag RugbyDoc.Apoio.Tag Rugby
Doc.Apoio.Tag Rugby
 

Mais de Ronaldo Junior (6)

Sistema nervoso
Sistema nervoso Sistema nervoso
Sistema nervoso
 
a participação dos Africanos no desenvolvimento tecnológico
a participação dos Africanos no desenvolvimento tecnológico a participação dos Africanos no desenvolvimento tecnológico
a participação dos Africanos no desenvolvimento tecnológico
 
seminario de filosofia (conflitos e reconciliações)
seminario de filosofia (conflitos e reconciliações) seminario de filosofia (conflitos e reconciliações)
seminario de filosofia (conflitos e reconciliações)
 
Leonardo dda vinci
Leonardo dda vinci Leonardo dda vinci
Leonardo dda vinci
 
Seminário biologia reino animal( poríferos, cnidarios e platelmintos)
Seminário biologia reino animal( poríferos, cnidarios e platelmintos)Seminário biologia reino animal( poríferos, cnidarios e platelmintos)
Seminário biologia reino animal( poríferos, cnidarios e platelmintos)
 
Mudanças sociais
Mudanças sociaisMudanças sociais
Mudanças sociais
 

Último

Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
anapsuls
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Pastor Robson Colaço
 

Último (20)

Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantilApresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
Apresentação sobre as etapas do desenvolvimento infantil
 
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdfExercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
Exercícios de Clima no brasil e no mundo.pdf
 
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-NovaNós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
Nós Propomos! Infraestruturas em Proença-a-Nova
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em criançasSlide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
Slide - HIV (1) edit.pptx hiv em crianças
 
Poema - Reciclar é preciso
Poema            -        Reciclar é precisoPoema            -        Reciclar é preciso
Poema - Reciclar é preciso
 
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptxSão Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
São Filipe Neri, fundador da a Congregação do Oratório 1515-1595.pptx
 
Plano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola públicaPlano de aula ensino fundamental escola pública
Plano de aula ensino fundamental escola pública
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de.    Maio laranja dds.pptxCampanha 18 de.    Maio laranja dds.pptx
Campanha 18 de. Maio laranja dds.pptx
 
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdfPLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
PLANO DE ESTUDO TUTORADO COMPLEMENTAR 1 ANO 1 BIMESTRE.pdf
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptxSlides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
Slides Lição 9, CPAD, Resistindo à Tentação no Caminho, 2Tr24.pptx
 
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdfEnunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
Enunciado_da_Avaliacao_1__Sociedade_Cultura_e_Contemporaneidade_(ED70200).pdf
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdfManual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
Manual dos Principio básicos do Relacionamento e sexologia humana .pdf
 
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
04_GuiaDoCurso_Neurociência, Psicologia Positiva e Mindfulness.pdf
 
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_AssisMemórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
Memórias_póstumas_de_Brás_Cubas_ Machado_de_Assis
 
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditivaO que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
O que é uma Revolução Solar. tecnica preditiva
 

seminário sobre Voleibol

  • 2. O QUE É O VOLEIBOL? Esporte disputado entre duas equipes de seis jogadores, em quadra retangular, dividida ao meio por uma rede; cada equipe ocupa um lado da quadra, a disputa do ponto inicia-se com o saque, e a bola pode ser tocada três vezes por cada equipe sem bater no chão antes de ser devolvida ao campo adversário com as mãos ou os punhos, admitindo-se também o uso da cabeça e do tórax em defesas [Modernamente, passou-se a aceitar também o uso dos pés, para defender ou impedir a bola de cair no chão.].
  • 3. QUANDO SURGIU O VOLEIBOL?QUANDO SURGIU O VOLEIBOL? O voleibol foi criado nos Estados Unidos, no dia 9 de fevereiro de 1895, pelo diretor de educação física da ACM (Associação Cristã de Moços de Massachusetts) William George Morgan. ... Neste período, o esporte era conhecido por Mintonette.
  • 4.
  • 6. Cada equipe de voleibol é constituída por 12 jogadores: seis efetivos (sendo um líbero) e seis suplentes. Em quadra, portanto, ficam dois times de seis jogadores. As equipes são separadas por uma rede no meio da quadra. O jogo começa com um dos times que devem sacar.
  • 7. Quais são as posições dos jogadores no voleibol? Os jogadores são designados pelas funções que desempenham em quadra: atacante, cortador, levantador, bloqueador, jogador de defesa, líbero. Atuando somente nas posições de defesa, o líbero é um jogador que pode substituir qualquer outro jogador que esteja nas posições 1, 6 e 5, desde que a bola esteja fora de jogo.
  • 8. MODELO DE RODÍZIO EM UMA PARTIDA DE VÔLEI É REALIZADO OBRIGATORIAMENTE, SENDO NO SENTIDO HORÁRIO.
  • 9.
  • 10. MODELOS DE SISTEMAS TÁTICOS EXISTEM QUATRO PRINCIPAIS MODELOS TÁTICOS NO VOLEIBOL:
  • 11. ESQUEMA 6x0 Nesse tipo de sistema, todos os jogadores em campo farão os papéis de atacantes, defensores e levantadores. É utilizado geralmente quando os níveis de habilidade de todos os integrantes de um time são parecidos em todos os fundamentos em casos de iniciantes, com o objetivo de visualizar em quais posições eles podem se sair melhor. Dessa maneira, todos os jogadores poderão vivenciar cada uma das funções do time e pôr em prática cada um dos fundamentos do jogo de vôlei, desenvolvendo-se como atletas e se integrando como um time.
  • 12.
  • 13. Esquema 3×3 Para que se possa aplicar esse sistema de jogo, os membros do time já devem possuir um certo nível de habilidade. São divididos em 3 atacantes e 3 levantadores, que serão intercalados em campo. É necessário um melhor aproveitamento dos fundamentos de cada função para que um jogador possa exercê-la, e um entrosamento entre os integrantes do time para que as jogadas possam ser realizadas.
  • 14.
  • 15. Esquema 4×2 Nesse sistema existem dois levantadores, posicionados nas diagonais da quadra, enquanto o restante do time é composto por atacantes que se revezam na tentativa de marcar os pontos. Ao utilizar esse esquema realiza-se uma divisão de responsabilidades por cada área da quadra, sendo parte para um levantador e parte para o outro. Cada atacante também irá responder por sua zona. Devido à complexidade de implantação, esse sistema é utilizado por times compostos por jogadores mais experientes.
  • 16.
  • 17. Esquema 5×1 com infiltração O mais complexo e mais utilizado esquema tático é o 5×1 com infiltração, no qual só existe um levantador que toma uma atitude mais livre em quadra durante o ataque e volta à posição habitual durante a defesa. Com a evolução do vôlei, foi criada também a posição de líbero, um jogador especial que não pode atacar ou realizar o saque e não possui limites de substituição. Esse esquema é utilizado principalmente por times profissionais.
  • 18.
  • 20. Regras do Voleibol – As Principais Regras ● O vôlei é iniciado após a execução do saque, situação em que o jogador do saque tem 8 segundos após o apito do árbitro para sua execução, sendo permitida apenas uma única tentativa de saque. ● Sempre que uma equipe adversária sacar e sofrer um ponto, a equipe atacante deve fazer um rodízio na posição dos atletas na quadra.
  • 21. ● Cada equipe só pode tocar a bola três vezes seguida, sendo que a bola tocada no bloqueio não é considerada como toque. ● Aos jogadores não é permitido atacar a bola que está no espaço de campo da equipe adversária. ● No bloqueio, os bloqueadores podem tocar a bola além da rede, não podendo deixar que sua ação interfira no golpe de ataque da equipe adversária. ● A bola é considerada fora quando toca o solo fora das linhas demarcatórias, as antenas, cabos, ou quando cruza o espaço fora das antenas. ● O jogador não pode tocar em qualquer parte da rede.
  • 22. Regras do Voleibol – Os jogadores e suas funções ● O levantador é o jogador com habilidade específica para a preparação de jogadas de ataque. ● O líbero é o jogador que deve recepcionar bem os saques e defender os ataques, passando a bola para o levantador. ● O ponta é o jogador com alto poder de definição, de força, de velocidade e de habilidade, podendo atacar pelas pontas ou saltando de trás da linha de 3 metros.
  • 23. Regras do Voleibol – Os jogadores e suas funções ● O meio de rede é o jogador geralmente mais alto do time, que deve combinar duas qualidades: ser bom de bloqueio e ter velocidade no ataque.
  • 24. Regras do Voleibol – Algumas definições de jogadas ● Condução: infração cometida pelo jogador quando conduz a bola em vez de tocá-la; ● Dois toques: infração cometida ao tocar duas vezes a bola; ● Rodízio: movimentação no sentido horário dentro da quadra, mudando a posição dos jogadores; ● Invasão: infração cometida com o corpo além da rede do adversário;
  • 25. ● Cravar: bater com violência a bola no chão da quadra do adversário; ● Deixadinha: um leve toque na bola, buscando espaço vazio na defesa do adversário; ● Bola de segunda: ataque no segundo toque, surpreendendo o adversário; ● Match point: ponto que pode definir o jogo; ● Set point: ponto que pode fechar o set; ● Tie break: é o set de desempate, disputado quando cada uma das equipes;
  • 26. ● Rally: sequência de jogadas começando no saque e terminando quando a bola estiver fora de jogo; ● Manchete: tocar a bola com os braços esticados e mãos unidas; ● Toque: tocar a bola com os dedos e as mãos acima da cabeça.
  • 27. Regras do Voleibol – Movimentos Os principais movimentos no vôlei são os seguintes: ● Saque, uma bola lançada na quadra adversária, no início da disputa por pontos; ● Cortada, uma forte batida na bola com uma das mãos; ● Levantamento, que é o passe que antecede o ataque.
  • 28. ● Bloqueio, uma jogada em que um ou mais jogadores interrompem a trajetória da bola, próxima à rede, após a cortada de um adversário; ● Recepção, que é um início de defesa, sendo o movimento executado após o saque do adversário; ● Defesa, um movimento executado após o ataque adversário, quando a bola passa pelo bloqueio;
  • 30. SOBRE O ESPORTE As partidas de vôlei são disputadas em cinco sets, conseguindo a vitória quem tiver mais pontos, ou em três sets de 25 pontos. A quadra do vôlei mede 18 metros de comprimento por 9 metros de largura, sendo dividida por uma rede de 9,50 metros de comprimento, com largura de 1 metro e suspensa à altura de 2,43 metros para jogos masculinos e 2,24 metros para jogos femininos. A bola deve ter de 65 a 67 cm de circunferência com peso entre 260 e 280 gramas.
  • 31.
  • 33. MANCHETE Posicione-se. Abra as suas pernas de forma que a distância entre elas esteja na largura de seus ombros e projete seu corpo para frente levemente. Seus joelhos devem estar semiflexionados, prontos para impulsionar suas pernas para o salto. Você deve juntar as mãos no último momento, um pouco antes de a bola chegar até você; antes de se aproximar da bola, deixe as mãos alguns centímetros separadas e junte-as assim que a bola estiver bem perto. Dessa forma fica mais fácil se movimentar e se posicionar corretamente.
  • 34.
  • 35.
  • 36. TOQUE O toque é um modo específico de contato com a bola. Para realizar um toque, o jogador golpeia a bola com as pontas dos dedos, num movimento de baixo para cima. O toque é utilizado principalmente para a realização de um levantamento, embora também possa ser usado para a realização de uma recepção ou de uma defesa. PARA REALIZAR DE FORMA CORRETA E SEM CAUSAR LESÕES FÍSICAS, VOCÊ DEVE FAZER O TOQUE JUNTANDO SUAS MÃOS(SEM SE ENCOSTAR) E FORMAR UM TRIÂNGULO ENTRE O ESPAÇO DE SUAS MÃOS
  • 37.
  • 38. SAQUE O saque é o primeiro ataque do jogo, é importante para o atleta conhecer mais de um tipo de saque. Os mais conhecidos tipos de saque são: Saque por Baixo, Saque por Cima (tipo tênis), Saque Lateral, Saque Lateral por Baixo (“Jornada nas Estrelas”) e Saque em Suspensão (“Viagem ao Fundo do Mar”).
  • 39. Saque por Baixo É um saque simples e também fácil de executar. De frente para a quadra, pé esquerdo à frente, mão esquerda segurando a bola, você deve fazer, com o braço direito, um movimento de trás para a frente, golpeando a bola quase simultaneamente à sua liberação pela mão esquerda à frente do corpo. A mão que bate na bola poderá estar espalmada ou fechada. Para os canhotos, valem os mesmos movimentos no sentido inverso.
  • 40.
  • 41.
  • 42. SAQUE POR CIMA O saque por cima é o mais utilizado no voleibol, pelas variações que oferece em relação a trajetória da bola, local onde se queira sacar e distância que se queira atingir. Por tudo isso, você deve treinar bastante para uma perfeita assimilação deste saque.
  • 43.
  • 44.
  • 45. BLOQUEIO O aluno deverá estar de frente para a rede; com os joelhos semi-flexionados; com os cotovelos na altura e na direção dos ombros; palmas das mãos voltadas pAra frente. Pode ser necessária a execução de passadas para ajustar o corpo ao local que vai ser realizado o ataque. Alguns fatores interferem na eficácia de sua execução como o tempo disponível para a preparação; a distância entre o local do golpe na bola pelo atacante e o bloqueador; a altura e a velocidade do levantamento; a quantidade de possibilidades de combinação de ataque do adversário
  • 46. O bloqueio pode ser feito por: 1 Jogador: bloqueio simples 2 Jogadores: bloqueio duplo 3 Jogadores: bloqueio triplo O bloqueio pode ser: Defensivo: Quando o objetivo é fazer com que a bola toque no bloqueador e o jogo tenha prosseguimento. Normalmente é realizado quando o bloqueador tem um alcance menor do que o atacante.
  • 47. Ofensivo: Quando o objetivo é finalizar o ponto diretamente. Geralmente é realizado quando o alcance do bloqueador é maior do que o do atacante. O bloqueio sofre influência de fatores como tempo de bola do atacante e do bloqueador; trajetória descrita pela bola a partir do levantamento; número de alternativas de ataque; entre outras.