318331 2.como abordar-a_vítima

354 visualizações

Publicada em

ótimo material

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
354
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

318331 2.como abordar-a_vítima

  1. 1. Profa. Lidiana S. Correia Lima
  2. 2. A IMPORTÂNCIA DO APRENDIZADO DE PRIMEIROS SOCORROS  Acidentes acontecem, e a todo o momento estamos expostos a inúmeras situações de risco que poderiam ser evitadas se, no momento do acidente, a primeira pessoa a ter contato com o paciente soubesse proceder corretamente na aplicação dos primeiros socorros.  Muitas vezes esse socorro é decisivo para o futuro e a sobrevivência da vítima.
  3. 3. Os primeiros socorros ou socorro básico, são uma resposta rápida e inicial a uma emergência médica, através da aplicação de técnicas simples e eficazes para reduzir a gravidade da situação, melhorando as hipóteses de sobrevivência de uma vítima e diminuindo o seu grau de sofrimento. Saber o que fazer e (especialmente) o que não fazer pode significar a diferença nestes casos. O Mal procedimento pode levar a vítimas de acidentes a sequelas irreversíveis.
  4. 4.  A prestação dos primeiros socorros depende de conhecimentos básicos, teóricos e práticos por parte de quem os está aplicando.  Um procedimento bem sucedido, seja qual for a natureza, dependerá muito do preparo psicológico e técnico da pessoa que presta o atendimento.
  5. 5. A quem podemos comparar a atitude de um socorrista? O bom samaritano: aquele que presta socorro voluntariamente, por amor ao seu semelhante. Fonte: http://mocasdebonfim.blogspot.com.br/
  6. 6. Requisitos relevantes de um socorrista:  Mãos habilidosas;  Boca para acalmar, animar e chamar o socorro;  Coração fraterno para prestar socorro sem diferenças e sem querer nada em troca; Fonte: www.oncofisio.com.br Fonte: http://pt.gifanimados.org/pessoas.html Fonte: http://www.gifsdahora.com.br
  7. 7. OS PRINCÍPIOS BÁSICOS DO ATENDIMENTO DE EMERGÊNCIA BASEIA-SE NOS 3 ERRES:  RAPIDEZ NO ATENDIMENTO;  RECONHECIMENTO DAS LESÕES;  REPARAÇÃO DAS LESÕES.
  8. 8. Como proceder?  Mantenha o controle de si mesmo e também da situação;  Aja com calma e lógica;  Use as mãos delicadamente;  Fale com a vítima de modo gentil;  Seja objetivo;
  9. 9. Como ganhar a confiança da vítima?  Nunca abandone alguém em estado grave;  Não deixe a vítima sentir-se abandonada;  Converse com a vítima durante todo o exame e tratamento;  Explique o que vai fazer;  Tente responder às perguntas com franqueza;  Procure mostrar que você está ali para ajudar e servir;  Descubra os parentes da vítima e se proponha a cumprir um compromisso que ela possa ter assumido.
  10. 10. Avaliar a vítima a) Verificar nível consciência b) Abrir as vias aéreas respiratórias; 1. Avaliação primária:
  11. 11. Avaliar a vítima c) Verificar a respiração: ver –sentir – ouvir. 1. Avaliação primária: d) Verificar sinais vitais
  12. 12. d) Checar pulsação: através da artéria carótida em adultos ou artéria braquial em crianças. Avaliar a vítima 1. Avaliação primária:
  13. 13. a) Proceda o exame da cabeça aos pés; Verificar hemorragias, fraturas e outras lesões - Inspeção e Palpação Avaliar a vítima 2. Avaliação secundária: b) Questione a vítima ( se possível) e as testemunhas, quando ou houver.
  14. 14. Plano de ação Uma das chaves de sucesso no socorro, é ter certeza que sua "ajuda“ não irá piorar o problema!

×