SlideShare uma empresa Scribd logo
PONTUAÇÃO
Professora Fernanda Braga
Há certos recursos da linguagem - pausa, melodia,
entonação e até mesmo, silêncio - que só estão
presentes na oralidade. Na linguagem escrita, para
substituir tais recursos, usamos os sinais de pontuação.




Esses são também usados para destacar palavras,
expressões ou orações e esclarecer o sentido de
frases, a fim de dissipar qualquer tipo de ambiguidade.
Os sinais de pontuação são recursos próprios da
língua escrita: representam as pausas e entoações
da linguagem oral. Com acentuada característica
subjetiva, a pontuação não possui critérios rígidos a
serem seguidos, mas requer atenção, porque
qualquer deslize pode prejudicar a clareza do texto.
SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A
MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.


SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A
MULHER, ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.


SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM, A
MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.
MARIA TOMA BANHO QUENTE E SUA MÃE DIZ
ELA JOGUE ÁGUA FRIA


MARIA TOMA BANHO QUENTE E SUA.
– MÃE, DIZ ELA, JOGUE ÁGUA FRIA!
ESSE, JUIZ, É CORRUPTO.
Alguém fazendo uma declaração
   ao juiz sobre outra pessoa

  ESSE, JUIZ, É CORRUPTO.
 Alguém afirmando que o juiz é
            corrupto
Um      dos    mecanismos       responsáveis     pela
interdependência entre as partes de um texto, isto é,
por sua unidade de sentido é a coesão: a ligação que
se estabelece entre suas partes. Contribuem para
estabelecer essas relações e ligações alguns
elementos, como os pronomes, conjunções,
preposições, categorias verbais, inclusive os SINAIS
DE PONTUAÇÃO.
São muito comuns reclamações como não sei pontuar,
não sei usar vírgulas... Essas dificuldades decorrem,
quase sempre, da ideia de que as regras são rígidas e
funcionam em quaisquer situações de produção. Muito
mais produtivo do que insistir em aprender regras é
compreender a pontuação como marca de coerência e
coesão para o estabelecimento do sentido do texto em
determinadas situações comunicativas. Assim como
podemos usar conectores e outros elementos de
coesão para articular vocábulos ou orações e indicar
as relações existentes entre eles, os sinais de
pontuação também contribuem para a "costura" do
texto, orientando o leitor para a construção do sentido.
O ponto (.)
Emprega-se, basicamente, para indicar o término de
uma frase declarativa, de um período simples ou
composto.
     Hoje haverá aula de português.
     Faça o favor de me passar o caderno.

O ponto é também usado em quase todas as
abreviaturas, por exemplo:
      fev. = fevereiro; hab. = habitante; rod. = rodovia.

O ponto que é empregado para encerrar um texto
escrito recebe o nome de ponto final.
O Ponto-e-vírgula (;)
        É utilizado para assinalar uma pausa maior do que a da vírgula,
praticamente uma pausa intermediária entre o ponto e a vírgula.
        Geralmente, emprega-se o ponto-e-vírgula para:

a) separar orações coordenadas que tenham um certo sentido ou
aquelas que já apresentam separação por vírgula:
   Criança, foi uma garota sapeca; moça, era inteligente e alegre;
   agora, mulher madura, tornou-se uma doidivanas.

b) separar vários itens de uma enumeração:
Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios:
I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola;
II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a
arte e o saber;
III - pluralismo de ideias e de concepções, e coexistência de instituições
públicas e privadas de ensino.
(Constituição da República Federativa do Brasil)
Dois Pontos (:)
São empregados para:
•anunciar uma citação:
        Lembrando um verso de Manuel Bandeira: “A vida
inteira que podia ter sido e que não foi.”
•um esclarecimento:
       Joana conseguira enfim realizar seu desejo maior: seduzir
Pedro. Não porque o amasse, mas para magoar Lucila.
•Para anunciar a fala do personagem.
       E o pai perguntou:
       – Aonde vai, garoto?

Observe que os dois-pontos são também usados na introdução de
exemplos, notas ou observações.
Ponto de interrogação (?)
É empregado para indicar uma pergunta direta, ainda
que esta não exija resposta:

       Onde estarão as causas dos problemas sociais
brasileiros?

NOTA: Em perguntas indiretas, não é usado o ponto de
interrogação. As frases interrogativas indiretas supõem
a indagação, mas não começam com palavra
interrogativa, por isso, terminam com ponto final.

      Quero saber o motivo da sua falta.
O Ponto de exclamação (!)
      É empregado para marcar o fim de qualquer
enunciado    com    entonação   exclamativa,  que
normalmente exprime admiração, surpresa, assombro,
indignação etc.
      Vamos à luta!
      Entrem na sala!

NOTA: O ponto de exclamação é também usado com
interjeições:
        Oh!
        Ah!
Reticências (...)
      Marcando uma suspensão da frase, devido, muitas
vezes, a elementos de natureza emocional, são
empregadas:
•para indicar continuação de uma ação ou fato.
       O balão foi subindo...
•para indicar suspensão ou interrupção do pensamento.
       E eu que trabalhei tanto pensando que...

•para representar, na escrita, hesitações comuns da
língua falada.
       Não quero sair porque... porque... eu não estou
com vontade.
A vírgula (,)
Marca uma pequena pausa. É geralmente empregada
nos seguintes casos:

•nas datas, para separar nome de localidade;
      Cabrobó, 28 de novembro de 2011.
•para indicar omissão de um termo (geralmente um
verbo)
       Todos chegaram alegres e eu, muito triste.
(cheguei)
•para separar termos de mesma função sintática;
       Havia portugueses, brasileiros, espanhóis e
italianos naquela festa.
•para separar o vocativo:
       Alunos, prestem atenção!
       Estude muito, colega, para obter sucesso.

•para separar o aposto:
       Cabrobó, a terra da cebola, é uma cidade
hospitaleira.

•para isolar palavras e expressões explicativas ou
retificativas (a saber, por exemplo, isto é, ou melhor,
aliás, além disso, etc.):
        Eles viajaram para a América do Norte, aliás,
para o Canadá.
Uso da vírgula entre a oração subordinada e a
principal
1. Entre a oração principal e a subordinada
substantiva não se usa vírgula, com exceção da
substantiva apositiva que pode vir separada por
vírgula ou dois pontos.
Ex.: O juiz foi favorável a que o réu se pronunciasse.
     Oração principal           Oração subordinada substantiva
                                      completiva nominal



Seu lema é este: que se viva o presente com alegria.
 Oração principal       Oração subordinada substantiva apositiva
2. Não se usa vírgula entre a oração principal e a
 subordinada adjetiva restritiva.



Ex.: A mulher / que se perfuma / torna-se mais
atraente.      Or. subordinada adjetiva
                 restritiva
3. As orações subordinadas adjetivas explicativas
vêm sempre separadas por vírgulas.
  Ex.: O vento, / que assoviava lá fora,/ nos
                   Oração subordinada
  assustava.       adjetiva explicativa

4. O uso da vírgula entre a oração principal e a oração
subordinada adverbial nem sempre é obrigatório, mas
é sempre correto.
Ex.: A sala parecia na penumbra, / embora houvesse
          Oração principal         Oração subordinada adverbial
luz.                                concessiva
ATENÇÃO!
Se a oração subordinada adverbial vier depois da oração
principal, a vírgula pode ser dispensada.
   Ex.: Treinou vários meses a fim de que vencesse no campeonato.
Observação:
As regras de vírgula que são empregadas nas
orações desenvolvidas, valem também para as
reduzidas.
Uso da vírgula entre as orações coordenadas
5. As coordenadas assindéticas são separadas por vírgula entre si.

Ex.: Olhou as árvores, / não viu as folhagens.

6. As coordenadas sindéticas, normalmente separam-se por
vírgulas, com exceção das aditivas introduzidas pela conjunção e.


 Ex.: Aproveite / e traga a cobertura de caramelo.
     Volte logo ao trabalho, / que o relatório é pra hoje.
ATENÇÃO!


      As coordenadas sindéticas aditivas, iniciadas
pela conjunção e podem vir separadas por vírgulas nos
seguintes casos:
a) Quando as orações ligadas pela conjunção e tiverem sujeitos
diferentes.
Ex.: Os juros subiram, / e os preços estão mais altos.

b) Quando a conjunção e vier repetida várias vezes.
Ex.: Trabalha, / e teima, / e lima, / e sofre, / e sua. (Olavo Bilac)
(CORREIOS 2011) ASSINALE A OPÇÃO EM QUE O TEXTO
DE PLACA QUE ALERTA PARA A PRESENÇA DE CÃO
RAIVOSO ESTÁ CORRETAMENTE PONTUADO.

A. CÃO RAIVOSO?
CUIDADO!
B. CUIDADO?
CÃO RAIVOSO!
C. CUIDADO:
CÃO RAIVOSO?
D. CÃO RAIVOSO?
CUIDADO?
E. CUIDADO:
CÃO RAIVOSO!
(BANCO DO BRASIL 2010) - CONSIDERE AS AFIRMATIVAS A
RESPEITO DOS SINAIS DE PONTUAÇÃO EMPREGADOS NO TEXTO.

I. OS DOIS-PONTOS, NO 1º PARÁGRAFO, INTRODUZEM
ENUMERAÇÃO DE FATOS QUE EXEMPLIFICAM DESASTRES
NATURAIS.
II. OS TRAVESSÕES ISOLAM, NO 3º PARÁGRAFO, UM COMENTÁRIO
EXPLICATIVO DA EXPRESSÃO IMEDIATAMENTE ANTERIOR A ESSE
SEGMENTO.
III. O TRAVESSÃO ÚNICO, NO FINAL DO 4º PARÁGRAFO, PODE SER
CORRETAMENTE SUBSTITUÍDO POR UMA VÍRGULA, SEM
ALTERAÇÃO DO SENTIDO ORIGINAL.
IV. AS ASPAS COLOCADAS NA FRASE DO FINAL DO TEXTO
"POUPAR A GALINHA DOS OVOS DE OURO" TÊM POR OBJETIVO
ASSINALAR A IDEIA PRINCIPAL DO TEXTO.
     Está correto o que consta APENAS em:

  (A) II, III e IV.         (B) II e IV.
  (C) I e II.               (D) I, II e III.
  (E) I, III e IV.
MARQUE A OPÇÃO CUJA FRASE APRESENTA ERRO DE
PONTUAÇÃO.

A. ASSIM O HERÓI CHEGAVA DA SUA LONGA AVENTURA:
SEM CAVALO, SEM ESCUDO E SEM ESPERANÇA.
B. ELE DISSE TUDO, OU MELHOR, TUDO O QUE SABIA.
C. PRECISO SABER ONDE ESTÃO AS CAUSAS DOS
PROBLEMAS BRASILEIROS?
D. OREMOS, MARIA, AGRADECENDO A DEUS SUA
PROTEÇÃO SOBRE ESTA CASA.
E. O BRASIL, UM DOS MAIORES PAÍSES DO MUNDO, TEM
GRANDE PARTE DE SUA POPULAÇÃO VIVENDO NA
MISÉRIA.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Técnica de Redação Pontuação
Técnica de Redação Pontuação Técnica de Redação Pontuação
Técnica de Redação Pontuação
Laguat
 
SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".
SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".
SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".
Secretaria de Estado de Educação e Qualidade do Ensino
 
Gramática - Pontuação
Gramática - PontuaçãoGramática - Pontuação
Gramática - Pontuação
Mentor Concursos
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Bianca Pacheco
 
Slide 02 pontuação
Slide 02 pontuaçãoSlide 02 pontuação
Slide 02 pontuação
Nilberte
 
Aula 8 pontuação e vírgula-16maio2015
Aula 8   pontuação e vírgula-16maio2015Aula 8   pontuação e vírgula-16maio2015
Aula 8 pontuação e vírgula-16maio2015
Gedalias .
 
Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM
Cyntia Borges
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
CrisBiagio
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Pontuação
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Pontuaçãowww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Pontuação
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Pontuação
Videoaulas De Português Apoio
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Direito Nabuco
 
Pontuação Gráfica
Pontuação GráficaPontuação Gráfica
Pontuação Gráfica
linguonautas
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Damisa
 
Módulo III - Análise Linguistica
Módulo III - Análise LinguisticaMódulo III - Análise Linguistica
Módulo III - Análise Linguistica
Aline Santana
 
Português para concursos públicos - Pontuação
Português para concursos públicos - PontuaçãoPortuguês para concursos públicos - Pontuação
Português para concursos públicos - Pontuação
PreOnline
 
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua PortuguesaSinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
Jomari
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Emef Madalena
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
Jose Manuel Alho
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
Edson Alves
 
Sinais De Pontuação
Sinais De PontuaçãoSinais De Pontuação
Sinais De Pontuação
Diana Enes
 

Mais procurados (19)

Técnica de Redação Pontuação
Técnica de Redação Pontuação Técnica de Redação Pontuação
Técnica de Redação Pontuação
 
SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".
SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".
SINAIS DE PONTUAÇÃO: APOSTILA EM "PDF".
 
Gramática - Pontuação
Gramática - PontuaçãoGramática - Pontuação
Gramática - Pontuação
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Slide 02 pontuação
Slide 02 pontuaçãoSlide 02 pontuação
Slide 02 pontuação
 
Aula 8 pontuação e vírgula-16maio2015
Aula 8   pontuação e vírgula-16maio2015Aula 8   pontuação e vírgula-16maio2015
Aula 8 pontuação e vírgula-16maio2015
 
Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM Sinais de pontuação - ENEM
Sinais de pontuação - ENEM
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Pontuação
www.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Pontuaçãowww.AulasDePortuguesApoio.com  -  Português -  Pontuação
www.AulasDePortuguesApoio.com - Português - Pontuação
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Pontuação Gráfica
Pontuação GráficaPontuação Gráfica
Pontuação Gráfica
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Módulo III - Análise Linguistica
Módulo III - Análise LinguisticaMódulo III - Análise Linguistica
Módulo III - Análise Linguistica
 
Português para concursos públicos - Pontuação
Português para concursos públicos - PontuaçãoPortuguês para concursos públicos - Pontuação
Português para concursos públicos - Pontuação
 
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua PortuguesaSinais Pontuação Língua Portuguesa
Sinais Pontuação Língua Portuguesa
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Uso da vírgula
Uso da vírgulaUso da vírgula
Uso da vírgula
 
Sinais De Pontuação
Sinais De PontuaçãoSinais De Pontuação
Sinais De Pontuação
 

Destaque

Sinais de Pontuação
Sinais de PontuaçãoSinais de Pontuação
Sinais de Pontuação
Andreia Cruz
 
pontuaçãoPontuação aula 2
pontuaçãoPontuação   aula 2pontuaçãoPontuação   aula 2
pontuaçãoPontuação aula 2
Alice Silva
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
roseliamr
 
Curiosidades Lingüíticas IV PontuaçãO
Curiosidades Lingüíticas IV PontuaçãOCuriosidades Lingüíticas IV PontuaçãO
Curiosidades Lingüíticas IV PontuaçãO
Grupo VAHALI
 
Sinais de pontuação add - celina medeiros
Sinais de pontuação   add - celina medeirosSinais de pontuação   add - celina medeiros
Sinais de pontuação add - celina medeiros
Celina Medeiros
 
Sinais de pontuação 1 (1)
Sinais de pontuação 1 (1)Sinais de pontuação 1 (1)
Sinais de pontuação 1 (1)
Joanita Artigas
 
Sinais pontuacao
Sinais pontuacaoSinais pontuacao
Sinais pontuacao
genarui
 
A Pontuação
A PontuaçãoA Pontuação
A Pontuação
jomadeira
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
socorrolevy
 

Destaque (9)

Sinais de Pontuação
Sinais de PontuaçãoSinais de Pontuação
Sinais de Pontuação
 
pontuaçãoPontuação aula 2
pontuaçãoPontuação   aula 2pontuaçãoPontuação   aula 2
pontuaçãoPontuação aula 2
 
Sinais de pontuação
Sinais de pontuaçãoSinais de pontuação
Sinais de pontuação
 
Curiosidades Lingüíticas IV PontuaçãO
Curiosidades Lingüíticas IV PontuaçãOCuriosidades Lingüíticas IV PontuaçãO
Curiosidades Lingüíticas IV PontuaçãO
 
Sinais de pontuação add - celina medeiros
Sinais de pontuação   add - celina medeirosSinais de pontuação   add - celina medeiros
Sinais de pontuação add - celina medeiros
 
Sinais de pontuação 1 (1)
Sinais de pontuação 1 (1)Sinais de pontuação 1 (1)
Sinais de pontuação 1 (1)
 
Sinais pontuacao
Sinais pontuacaoSinais pontuacao
Sinais pontuacao
 
A Pontuação
A PontuaçãoA Pontuação
A Pontuação
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 

Semelhante a Cefet/Coltec - Aula 19 Pontuação

regras de pontuação
regras de pontuaçãoregras de pontuação
regras de pontuação
carvalho31
 
AULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdf
AULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdfAULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdf
AULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdf
JessicaLinhares6
 
A pontuação na construção do texto..ppt
A pontuação na construção do texto..pptA pontuação na construção do texto..ppt
A pontuação na construção do texto..ppt
SimoneMariaRossettoB
 
Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010
LeYa
 
Regras de portugues
Regras de portuguesRegras de portugues
Regras de portugues
Luisa Cristina Rothe Mayer
 
Português para concursos
Português para concursosPortuguês para concursos
Português para concursos
Liliane França
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - Português - Pontuação
www.videoaulagratisapoio.com.br - Português -  Pontuaçãowww.videoaulagratisapoio.com.br - Português -  Pontuação
www.videoaulagratisapoio.com.br - Português - Pontuação
Video Aulas Apoio
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Thiago Rodrigues
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Laguat
 
Pontuação e regras de acentuação gráfica
Pontuação e regras de acentuação gráficaPontuação e regras de acentuação gráfica
Pontuação e regras de acentuação gráfica
Wlademyr Alves
 
Como e quando devemos acentuar _
Como e quando devemos  acentuar _Como e quando devemos  acentuar _
Como e quando devemos acentuar _
paulacpfs
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostila
efomm2013
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
Ana Arminda Moreira
 
Aula particular
Aula particularAula particular
Aula particular
Mettagraf
 
Pontuacao
PontuacaoPontuacao
Pontuacao
Marcos Welber
 
1. Pontuação.pptx
1. Pontuação.pptx1. Pontuação.pptx
1. Pontuação.pptx
KarlMarxlima1
 
Pontuação.slide.pptx
Pontuação.slide.pptxPontuação.slide.pptx
Pontuação.slide.pptx
SamiNz1
 
Apost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basicaApost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basica
Harley Cunha
 
Pontuacao
PontuacaoPontuacao
pontuacao.ppt
pontuacao.pptpontuacao.ppt
pontuacao.ppt
Guilhermino1
 

Semelhante a Cefet/Coltec - Aula 19 Pontuação (20)

regras de pontuação
regras de pontuaçãoregras de pontuação
regras de pontuação
 
AULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdf
AULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdfAULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdf
AULA DE PONTUAÇÃO NA LÍNGUA PORTUGUESA.pdf
 
A pontuação na construção do texto..ppt
A pontuação na construção do texto..pptA pontuação na construção do texto..ppt
A pontuação na construção do texto..ppt
 
Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010Aula iii.ugs.tce.2010
Aula iii.ugs.tce.2010
 
Regras de portugues
Regras de portuguesRegras de portugues
Regras de portugues
 
Português para concursos
Português para concursosPortuguês para concursos
Português para concursos
 
www.videoaulagratisapoio.com.br - Português - Pontuação
www.videoaulagratisapoio.com.br - Português -  Pontuaçãowww.videoaulagratisapoio.com.br - Português -  Pontuação
www.videoaulagratisapoio.com.br - Português - Pontuação
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Pontuação e regras de acentuação gráfica
Pontuação e regras de acentuação gráficaPontuação e regras de acentuação gráfica
Pontuação e regras de acentuação gráfica
 
Como e quando devemos acentuar _
Como e quando devemos  acentuar _Como e quando devemos  acentuar _
Como e quando devemos acentuar _
 
Interpretação de textos apostila
Interpretação de textos   apostilaInterpretação de textos   apostila
Interpretação de textos apostila
 
Pontuação
PontuaçãoPontuação
Pontuação
 
Aula particular
Aula particularAula particular
Aula particular
 
Pontuacao
PontuacaoPontuacao
Pontuacao
 
1. Pontuação.pptx
1. Pontuação.pptx1. Pontuação.pptx
1. Pontuação.pptx
 
Pontuação.slide.pptx
Pontuação.slide.pptxPontuação.slide.pptx
Pontuação.slide.pptx
 
Apost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basicaApost lingua portuguesa_-basica
Apost lingua portuguesa_-basica
 
Pontuacao
PontuacaoPontuacao
Pontuacao
 
pontuacao.ppt
pontuacao.pptpontuacao.ppt
pontuacao.ppt
 

Mais de ProfFernandaBraga

Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
ProfFernandaBraga
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida
ProfFernandaBraga
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1
ProfFernandaBraga
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemplo
ProfFernandaBraga
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
ProfFernandaBraga
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
ProfFernandaBraga
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
ProfFernandaBraga
 
Atividade notícia
Atividade notíciaAtividade notícia
Atividade notícia
ProfFernandaBraga
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre Bioética
ProfFernandaBraga
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
ProfFernandaBraga
 
Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015 Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015
ProfFernandaBraga
 
15 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 201515 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 2015
ProfFernandaBraga
 
Temas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - DrogasTemas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - Drogas
ProfFernandaBraga
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagem
ProfFernandaBraga
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos Ecologia
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
ProfFernandaBraga
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
ProfFernandaBraga
 

Mais de ProfFernandaBraga (20)

Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1Estudo dos verbos Volume 1
Estudo dos verbos Volume 1
 
Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1Sintaxe Volume 1
Sintaxe Volume 1
 
Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2Propostas de redação 2016 Volume 2
Propostas de redação 2016 Volume 2
 
Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida Prova ANPAD Português Resolvida
Prova ANPAD Português Resolvida
 
Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1Revista de Redação - Propostas Volume 1
Revista de Redação - Propostas Volume 1
 
Redação trote universitário exemplo
Redação trote universitário   exemploRedação trote universitário   exemplo
Redação trote universitário exemplo
 
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemploRedação gravidez na adolescência: textos exemplo
Redação gravidez na adolescência: textos exemplo
 
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da naçãoRedação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
Redação Exemplo: Energia nuclear para o desenvolvimento da nação
 
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no BrasilRedação: O papel e o limite do humor no Brasil
Redação: O papel e o limite do humor no Brasil
 
Atividade notícia
Atividade notíciaAtividade notícia
Atividade notícia
 
Dois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre BioéticaDois exemplos de redações sobre Bioética
Dois exemplos de redações sobre Bioética
 
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: ConsumismoExemplos de Redação - Tema: Consumismo
Exemplos de Redação - Tema: Consumismo
 
Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015 Temas ENEM 2015
Temas ENEM 2015
 
15 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 201515 temas ENEM 2015
15 temas ENEM 2015
 
Temas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - DrogasTemas para ENEM - Drogas
Temas para ENEM - Drogas
 
Atividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagemAtividades sobre figuras de linguagem
Atividades sobre figuras de linguagem
 
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologiaProposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
Proposta de redação seminário Biodiversidade ecologia
 
Trabalhos dos alunos Ecologia
Trabalhos dos alunos  EcologiaTrabalhos dos alunos  Ecologia
Trabalhos dos alunos Ecologia
 
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
Trabalhos dos alunos  BiodiversidadeTrabalhos dos alunos  Biodiversidade
Trabalhos dos alunos Biodiversidade
 
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros DiscursivosTrabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
Trabalhos dos alunos Gêneros Discursivos
 

Cefet/Coltec - Aula 19 Pontuação

  • 2.
  • 3. Há certos recursos da linguagem - pausa, melodia, entonação e até mesmo, silêncio - que só estão presentes na oralidade. Na linguagem escrita, para substituir tais recursos, usamos os sinais de pontuação. Esses são também usados para destacar palavras, expressões ou orações e esclarecer o sentido de frases, a fim de dissipar qualquer tipo de ambiguidade.
  • 4. Os sinais de pontuação são recursos próprios da língua escrita: representam as pausas e entoações da linguagem oral. Com acentuada característica subjetiva, a pontuação não possui critérios rígidos a serem seguidos, mas requer atenção, porque qualquer deslize pode prejudicar a clareza do texto.
  • 5.
  • 6. SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA. SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM A MULHER, ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA. SE O HOMEM SOUBESSE O VALOR QUE TEM, A MULHER ANDARIA DE QUATRO À SUA PROCURA.
  • 7. MARIA TOMA BANHO QUENTE E SUA MÃE DIZ ELA JOGUE ÁGUA FRIA MARIA TOMA BANHO QUENTE E SUA. – MÃE, DIZ ELA, JOGUE ÁGUA FRIA!
  • 8. ESSE, JUIZ, É CORRUPTO. Alguém fazendo uma declaração ao juiz sobre outra pessoa ESSE, JUIZ, É CORRUPTO. Alguém afirmando que o juiz é corrupto
  • 9.
  • 10. Um dos mecanismos responsáveis pela interdependência entre as partes de um texto, isto é, por sua unidade de sentido é a coesão: a ligação que se estabelece entre suas partes. Contribuem para estabelecer essas relações e ligações alguns elementos, como os pronomes, conjunções, preposições, categorias verbais, inclusive os SINAIS DE PONTUAÇÃO.
  • 11.
  • 12. São muito comuns reclamações como não sei pontuar, não sei usar vírgulas... Essas dificuldades decorrem, quase sempre, da ideia de que as regras são rígidas e funcionam em quaisquer situações de produção. Muito mais produtivo do que insistir em aprender regras é compreender a pontuação como marca de coerência e coesão para o estabelecimento do sentido do texto em determinadas situações comunicativas. Assim como podemos usar conectores e outros elementos de coesão para articular vocábulos ou orações e indicar as relações existentes entre eles, os sinais de pontuação também contribuem para a "costura" do texto, orientando o leitor para a construção do sentido.
  • 13.
  • 14. O ponto (.) Emprega-se, basicamente, para indicar o término de uma frase declarativa, de um período simples ou composto. Hoje haverá aula de português. Faça o favor de me passar o caderno. O ponto é também usado em quase todas as abreviaturas, por exemplo: fev. = fevereiro; hab. = habitante; rod. = rodovia. O ponto que é empregado para encerrar um texto escrito recebe o nome de ponto final.
  • 15. O Ponto-e-vírgula (;) É utilizado para assinalar uma pausa maior do que a da vírgula, praticamente uma pausa intermediária entre o ponto e a vírgula. Geralmente, emprega-se o ponto-e-vírgula para: a) separar orações coordenadas que tenham um certo sentido ou aquelas que já apresentam separação por vírgula: Criança, foi uma garota sapeca; moça, era inteligente e alegre; agora, mulher madura, tornou-se uma doidivanas. b) separar vários itens de uma enumeração: Art. 206. O ensino será ministrado com base nos seguintes princípios: I - igualdade de condições para o acesso e permanência na escola; II - liberdade de aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber; III - pluralismo de ideias e de concepções, e coexistência de instituições públicas e privadas de ensino. (Constituição da República Federativa do Brasil)
  • 16. Dois Pontos (:) São empregados para: •anunciar uma citação: Lembrando um verso de Manuel Bandeira: “A vida inteira que podia ter sido e que não foi.” •um esclarecimento: Joana conseguira enfim realizar seu desejo maior: seduzir Pedro. Não porque o amasse, mas para magoar Lucila. •Para anunciar a fala do personagem. E o pai perguntou: – Aonde vai, garoto? Observe que os dois-pontos são também usados na introdução de exemplos, notas ou observações.
  • 17. Ponto de interrogação (?) É empregado para indicar uma pergunta direta, ainda que esta não exija resposta: Onde estarão as causas dos problemas sociais brasileiros? NOTA: Em perguntas indiretas, não é usado o ponto de interrogação. As frases interrogativas indiretas supõem a indagação, mas não começam com palavra interrogativa, por isso, terminam com ponto final. Quero saber o motivo da sua falta.
  • 18. O Ponto de exclamação (!) É empregado para marcar o fim de qualquer enunciado com entonação exclamativa, que normalmente exprime admiração, surpresa, assombro, indignação etc. Vamos à luta! Entrem na sala! NOTA: O ponto de exclamação é também usado com interjeições: Oh! Ah!
  • 19. Reticências (...) Marcando uma suspensão da frase, devido, muitas vezes, a elementos de natureza emocional, são empregadas: •para indicar continuação de uma ação ou fato. O balão foi subindo... •para indicar suspensão ou interrupção do pensamento. E eu que trabalhei tanto pensando que... •para representar, na escrita, hesitações comuns da língua falada. Não quero sair porque... porque... eu não estou com vontade.
  • 20. A vírgula (,) Marca uma pequena pausa. É geralmente empregada nos seguintes casos: •nas datas, para separar nome de localidade; Cabrobó, 28 de novembro de 2011. •para indicar omissão de um termo (geralmente um verbo) Todos chegaram alegres e eu, muito triste. (cheguei) •para separar termos de mesma função sintática; Havia portugueses, brasileiros, espanhóis e italianos naquela festa.
  • 21. •para separar o vocativo: Alunos, prestem atenção! Estude muito, colega, para obter sucesso. •para separar o aposto: Cabrobó, a terra da cebola, é uma cidade hospitaleira. •para isolar palavras e expressões explicativas ou retificativas (a saber, por exemplo, isto é, ou melhor, aliás, além disso, etc.): Eles viajaram para a América do Norte, aliás, para o Canadá.
  • 22. Uso da vírgula entre a oração subordinada e a principal 1. Entre a oração principal e a subordinada substantiva não se usa vírgula, com exceção da substantiva apositiva que pode vir separada por vírgula ou dois pontos. Ex.: O juiz foi favorável a que o réu se pronunciasse. Oração principal Oração subordinada substantiva completiva nominal Seu lema é este: que se viva o presente com alegria. Oração principal Oração subordinada substantiva apositiva
  • 23. 2. Não se usa vírgula entre a oração principal e a subordinada adjetiva restritiva. Ex.: A mulher / que se perfuma / torna-se mais atraente. Or. subordinada adjetiva restritiva
  • 24. 3. As orações subordinadas adjetivas explicativas vêm sempre separadas por vírgulas. Ex.: O vento, / que assoviava lá fora,/ nos Oração subordinada assustava. adjetiva explicativa 4. O uso da vírgula entre a oração principal e a oração subordinada adverbial nem sempre é obrigatório, mas é sempre correto. Ex.: A sala parecia na penumbra, / embora houvesse Oração principal Oração subordinada adverbial luz. concessiva ATENÇÃO! Se a oração subordinada adverbial vier depois da oração principal, a vírgula pode ser dispensada. Ex.: Treinou vários meses a fim de que vencesse no campeonato.
  • 25. Observação: As regras de vírgula que são empregadas nas orações desenvolvidas, valem também para as reduzidas. Uso da vírgula entre as orações coordenadas 5. As coordenadas assindéticas são separadas por vírgula entre si. Ex.: Olhou as árvores, / não viu as folhagens. 6. As coordenadas sindéticas, normalmente separam-se por vírgulas, com exceção das aditivas introduzidas pela conjunção e. Ex.: Aproveite / e traga a cobertura de caramelo. Volte logo ao trabalho, / que o relatório é pra hoje.
  • 26. ATENÇÃO! As coordenadas sindéticas aditivas, iniciadas pela conjunção e podem vir separadas por vírgulas nos seguintes casos: a) Quando as orações ligadas pela conjunção e tiverem sujeitos diferentes. Ex.: Os juros subiram, / e os preços estão mais altos. b) Quando a conjunção e vier repetida várias vezes. Ex.: Trabalha, / e teima, / e lima, / e sofre, / e sua. (Olavo Bilac)
  • 27.
  • 28. (CORREIOS 2011) ASSINALE A OPÇÃO EM QUE O TEXTO DE PLACA QUE ALERTA PARA A PRESENÇA DE CÃO RAIVOSO ESTÁ CORRETAMENTE PONTUADO. A. CÃO RAIVOSO? CUIDADO! B. CUIDADO? CÃO RAIVOSO! C. CUIDADO: CÃO RAIVOSO? D. CÃO RAIVOSO? CUIDADO? E. CUIDADO: CÃO RAIVOSO!
  • 29. (BANCO DO BRASIL 2010) - CONSIDERE AS AFIRMATIVAS A RESPEITO DOS SINAIS DE PONTUAÇÃO EMPREGADOS NO TEXTO. I. OS DOIS-PONTOS, NO 1º PARÁGRAFO, INTRODUZEM ENUMERAÇÃO DE FATOS QUE EXEMPLIFICAM DESASTRES NATURAIS. II. OS TRAVESSÕES ISOLAM, NO 3º PARÁGRAFO, UM COMENTÁRIO EXPLICATIVO DA EXPRESSÃO IMEDIATAMENTE ANTERIOR A ESSE SEGMENTO. III. O TRAVESSÃO ÚNICO, NO FINAL DO 4º PARÁGRAFO, PODE SER CORRETAMENTE SUBSTITUÍDO POR UMA VÍRGULA, SEM ALTERAÇÃO DO SENTIDO ORIGINAL. IV. AS ASPAS COLOCADAS NA FRASE DO FINAL DO TEXTO "POUPAR A GALINHA DOS OVOS DE OURO" TÊM POR OBJETIVO ASSINALAR A IDEIA PRINCIPAL DO TEXTO. Está correto o que consta APENAS em: (A) II, III e IV. (B) II e IV. (C) I e II. (D) I, II e III. (E) I, III e IV.
  • 30. MARQUE A OPÇÃO CUJA FRASE APRESENTA ERRO DE PONTUAÇÃO. A. ASSIM O HERÓI CHEGAVA DA SUA LONGA AVENTURA: SEM CAVALO, SEM ESCUDO E SEM ESPERANÇA. B. ELE DISSE TUDO, OU MELHOR, TUDO O QUE SABIA. C. PRECISO SABER ONDE ESTÃO AS CAUSAS DOS PROBLEMAS BRASILEIROS? D. OREMOS, MARIA, AGRADECENDO A DEUS SUA PROTEÇÃO SOBRE ESTA CASA. E. O BRASIL, UM DOS MAIORES PAÍSES DO MUNDO, TEM GRANDE PARTE DE SUA POPULAÇÃO VIVENDO NA MISÉRIA.