Resposta tecnica

802 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Resposta tecnica

  1. 1. RESPOSTA TÉCNICATítuloÁgua gaseificada artificialmenteResumoInformação sobre as etapas de fabricação de água gaseificada artificialmente, as legislaçõespertinentes e fornecedores de equipamentos para gaseificação.Palavras-chaveÁgua gaseificada; água mineral; envasamento; equipamento; fornecedor; gás carbônico;legislação; lei; rotulagem; rótuloAssuntoFabricação de águas minerais e gasosas artificiaisDemandaGostaria de saber como produzir água com gás. Quais os cuidados que preciso ter e aslegislações que devo seguir? Onde encontro fornecedores para o equipamento que faz agaseificação?Solução apresentadaÁgua gaseificadaO processo de gaseificação artificial de água inicia-se a partir da extração da água potáveldiretamente de fontes subterrânea, com adição de gás carbono por meio de equipamentosapropriados. A produção é composta das seguintes etapas: bombeamento de água de poçosubterrâneo; filtragem em três estágios; passagem da água filtrada pela saturadora, onderecebe o gás carbônico (CO2); adição de componentes; injeção em vasilhames decapacidade variada; inspeção e fechamento com lacre. A etapa de gaseificação de água éidêntica ao processo industrial de refrigerantes (MORAES, 2002).Processo de gaseificaçãoA água mineral retirada da fonte é armazenada em um reservatório, onde ocorre obombeamento do líquido até chegar ao desaerador. É retirado o oxigênio dissolvido na águapara ser substituído pelo gás carbônico. Após esta etapa, a água é resfriada, por resfriador,a uma temperatura de 5ºC, para facilitar a absorção do gás carbônico no líquido, pois osgases a baixas temperaturas têm menor movimento molecular (MORAES, 2002).A ligação desses dois componentes - água e gás - é feita por um equipamento chamadocarbonizador ou carbonatador (FIG. 1).Copyright © Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - SBRT - http://www.respostatecnica.org.br 1
  2. 2. Figura – 1 Desareador-Misturador-Carbonatador Fonte: (SANMARTIN, [200-?])A água, em forma líquida, dissolve o gás CO2, formando uma terceira substância, o ácidocarbônico. Essa nova substância gerada permanece na forma líquida, facilitando umprocesso posterior de envase do líquido (MUNDO ESTRANHO, [200-?]).Durante o envase é inserida uma dose extra de CO2 dentro da embalagem para aumentar apressão interna e auxiliar na conservação da bebida. Quando a garrafa é aberta, essaquantidade extra de gás é liberada formando o barulho característico. Após o frasco estaraberto surgem as pequenas bolhas, isso acontece porque a pressão no líquido diminui e,lentamente, o ácido carbônico começa a se transformar novamente em gás e a sedesprender do líquido, na forma de bolhas (MUNDO ESTRANHO, [200-?]).O dimensionamento desses equipamentos varia conforme a necessidade do cliente, volumede produção desejado, características da matéria-prima ou até a possibilidade da adição dealguma substância, tal como extrato de fruta ou aromatizante (SANMARTIN, [200-?]).Os fabricantes salientam que os interiores desses carbonizadores podem ser revestidoscom outros materiais, tal como algum polímero (SANMARTIN, [200-?]).EnvasamentoO envasamento é a introdução da água nas embalagens até o seu fechamento. Ambos osprocessos de envase e fechamento das garrafas devem ser efetuados por máquinasautomáticas, sendo proibido o processo manual. A disposição das máquinas deve estar emsequência contínua, desde o setor de lavagem até o fechamento, para facilitar e agilizar oprocesso (CORREIA et al, [2007]).A lavagem e desinfecção dos recipientes é processada no setor de enchimento. O setordeve estar em perfeitas condições de limpeza e higiene, para evitar a contaminação da águamineral. A água envasada é transportada imediatamente para a área de rotulagem por meiode esteiras. Todo o processo deve ser automático (CORREIA et al, [2007]).RotulagemA etapa da rotulagem deve ser separada do setor de envase. Os rótulos das embalagensdevem obedecer aos regulamentos técnicos de rotulagem em geral e específicos. O rótulodeve ser aprovado pelo Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), devendoapresentar as seguintes informações (CORREIA et al, [2007]): • Nome da fonte; • Natureza da água; • Localidade; • Data e número da concessão; • Nome do concessionário; • Constantes fisicoquímico, composição analítica e classificação, conforme o DNPM; • Volume do conteúdo; • Carimbo com ano e mês do engarrafamento;Copyright © Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - SBRT - http://www.respostatecnica.org.br 2
  3. 3. • Quando adicionado gás carbônico na água, deve declarar em local visível no rótulo: “Água mineral gaseificada artificialmente.EstocagemAs embalagens de água com gás deve ser estocada em lugares limpos, secos, ventilados,com temperatura adequada e protegidas da incidência direta da luz solar para evitar aalteração das águas envasadas. Também devem ser armazenadas sobre paletes, estradosou prateleiras, respeitando o espaçamento mínimo necessário para garantir adequadaventilação. Os paletes, estrados ou prateleiras devem ser de material liso, resistente,impermeável e lavável (CORREIA et al, [2007]).Registro do produtoO produto “água mineral gaseificada” deve ser registrado no Ministério da Agricultura,Pecuária e Abastecimento (MAPA) na categoria de soda, como estabelece o artigo 24 e oparágrafo único do Decreto n. 6.871, de 4 de junho de 2009 (BRASIL, 2009): Art. 24. Soda é a água potável gaseificada com dióxido de carbono, com pressão superior a duas atmosferas, a vinte graus Celsius, podendo ser adicionada de sais minerais. Parágrafo único. Soda aromatizada ou soda com aroma é a água potável gaseificada com dióxido de carbono, com pressão superior a duas atmosferas, a vinte graus Celsius, devendo ser adicionada de aromatizante natural e podendo ser adicionada de sais minerais, tendo sua denominação acrescida do aroma utilizado.LegislaçãoAs legislações pertinentes a produção de água mineral natural, água mineral gaseificada eágua natural são:Resolução RDC n. 274, de 22 de setembro de 2005, aprova o regulamento técnico paraáguas envasadas e gelo, podendo ser acessada pelo link:<http://www.anvisa.gov.br/alimentos/legis/especifica/regutec.htm>. Acesso em: 24 fev. 2011.Portaria n. 518, de março de 2004, estabelece os procedimentos e responsabilidadesrelativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrãode potabilidade, e dá outras providências, podendo ser acessada pelo link:<http://dtr2001.saude.gov.br/sas/PORTARIAS/Port2004/GM/GM-518.htm>. Acesso em: 24fev. 2011.Portaria n. 374, de 1 de outubro de 2009, aprova a Norma Técnica n. 001/2009, que dispõesobre as “Especificações Técnicas para o aproveitamento de água mineral, termal, gasosa,potável de mesa, destinadas ao envase, ou como ingrediente para o preparo de bebidas emgeral ou ainda destinada para fins balneários”, estando disponível no link:<http://www.dnpm-pe.gov.br/Legisla/Port_374_09.htm>. Acesso em: 24 fev. 2011.Portaria n. 470, de 24 de novembro de 1999, o rótulo a ser utilizado no envasamento deágua mineral e potável de mesa deverá ser aprovado pelo Departamento Nacional deProdução Mineral – DNMP, podendo ser acessado pelo link: <http://www.dnpm-pe.gov.br/Legisla/Port_470_99.htm>. Acesso em: 24 fev. 2011.Fornecedores de equipamentosARBRAS MÁQUINAS PARA ENGARRAFADORES LTDARua Gerson Andreis, 575 - Distrito IndustrialCEP: 95112-130 - Caxias do Sul - RSTelefone: (54) 3289-8800e-mail: arbras@arbras.com.brCopyright © Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - SBRT - http://www.respostatecnica.org.br 3
  4. 4. Site: http://www.arbras.com.br/MESAL MÁQUINAS E TECNOLOGIA LTDA.Rua Giovani Grando Filho, 80CEP: 95700-000 - Bento Gonçalves - RSTelefone: (54) 2102-6400e-mail: mesal@mesal.com.brSite: http://www.mesal.com.br/NEIFE EQUIPAMENTOS INDUSTRIAISAvenida dos Esportes, 311 – Parque IndustrialCEP: 13309-550 - Itú – SPTelefone: (11) 4025-2558e-mail: neife@neife.com.brSite: www.neife.com.brMÁQUINAS SANMARTIN LTDA.Rodovia RS 1220, KM 72CEP: 95020-972 - Caxias do Sul – RSTelefone: (54) 2101-0800Site: http://www.grupo-sanmartin.com/ZEGLA INDÚSTRIA DE MÁQUINAS PARA BEBIDAS LTDA.Trevo José Serafim Fedatto, 277 - BorgoCEP: 95700-000 - Bento Gonçalves - RSTelefone: (54) 3455-3868e-mail: zegla@zegla.com.brSite: http://www.zegla.com.br/produtos/pd_px05.htmConclusões e recomendaçõesOs fornecedores aqui apresentados servem apenas como referência inicial, tendo sidoconsultados na Internet. O SBRT não tem qualquer responsabilidade pela idoneidade everacidade das empresas ou instituições e informações por elas fornecidas nem seresponsabiliza pelos serviços a serem prestados pelas instituições/profissionais listados. Aresponsabilidade pela escolha, o contado, uso e a negociação cabem totalmente ao cliente,já que o SBRT apenas efetua indicações de fontes encontradas em provedores públicos deinformação.As embalagens utilizadas no envasamento de água mineral e potável de mesa devemgarantir a integridade do produto, sem alteração das suas características físicas,fisicoquímicas, microbiológicas e sensoriais.Existem no banco de informações do SBRT, Respostas Técnicas e Dossiê Técnicoreferentes a água mineral e podem complementar as informações aqui prestadas. Paravisualizar os arquivos, acesse o site: <www.respostatecnica.org.br> e realize a buscautilizando a palavra-chave “água mineral” ou “água gaseificada” para encontrar osarquivos disponíveis.Sugere-se a leitura das seguintes Respostas Técnicas:SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS. Envasadora de água mineral.Resposta elaborada por: Joel Loureiro. Amazônia: Senai/AM, 2009. (Número da Resposta:15094).SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS. Gaseificação da água. Respostaelaborada por: Janaína Raquel da Silva Picciani. Brasília: CDT/UnB, 2007. (Número daResposta: 6527).Copyright © Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - SBRT - http://www.respostatecnica.org.br 4
  5. 5. SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS. Máquina de envase. Respostaelaborada por: Lorena de Oliveira Silva. Brasília: CDT/UnB, 2008. (Número da Resposta:10100).SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS. Rotulagem de água envasada comgás. Resposta elaborada por: Maria Helena M. M. S. Castro. Curitiba: Tecpar, 2008.(Número da Resposta: 10979).E o Dossiê Técnico:SERVIÇO BRASILEIRO DE RESPOSTAS TÉCNICAS. Água mineral. Dossiê elaboradopor: Quelcy Barreiros Correa; Carmen Etsuko Kataoka Higaskino. Curitiba: Tecpar, 2007.(Número do Dossiê: 223).Fontes consultadasBRASIL. Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Decreto n. 6.871, de 4 dejunho de 2009. Regulamenta a Lei n. 8.918, de 14 de julho de 1994, que dispõe sobre apadronização, a classificação, o registro, a inspeção, a produção e a fiscalização debebidas. Diário Oficial da União, Brasília, 05 jun. 2009. Disponível em:<http://extranet.agricultura.gov.br/sislegis/action/detalhaAto.do?method=consultarLegislacaoFederal>. Acesso em: 24 fev. 2011.CORREIA, Luiz Alberto da Silva et al. Processo de extração de água mineral: umacomparação de três empresas alagoanas. In:SIMPÓSIO DE EXCELÊNCIA EM GESTÃO ETECNOLOGIA, 7., [2007], Resende. Estruturas e processos organizacionais. Resende:AEDB, 2007. Disponível em: <http://www.aedb.br/seget/artigos07/1384_Artigo_Seget.pdf>.Acesso em: 24 fev. 2011.MORAES, Cristina de. Como se produz a água com gás? Super Interessante, São Paulo,n. 181, p. 1, out. 2002. Disponível em: <http://super.abril.com.br/ciencia/como-se-produz-agua-gas-443439.shtml>. Acesso em: 24 fev. 2011.MUNDO ESTRANHO. Como se coloca o gás nos refrigerantes? [S.I., 200-?]. Disponívelem: <http://mundoestranho.abril.com.br/alimentacao/pergunta_287072.shtml>. Acesso em:24 fev. 2011.SANMARTIN. Mirzan. Caxias do Sul, [200-?]. Disponível em: <http://www.grupo-sanmartin.com/siteEspanhol/produtos.asp?idCategoria=2&idLinha=18&idProduto=44>.Acesso em 24 fev. 2011.Elaborado porMariana Zanon BarãoNome da Instituição respondenteInstituto de Tecnologia do Paraná - TECPARData de finalização25 fev. 2011Copyright © Serviço Brasileiro de Respostas Técnicas - SBRT - http://www.respostatecnica.org.br 5

×