PROPOSTA AO TRIANON DE REDUCAO DE TAXA DE ESGOTO (1)

51 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

PROPOSTA AO TRIANON DE REDUCAO DE TAXA DE ESGOTO (1)

  1. 1. LAB QUIMICA - ESTAÇÕES COMPACTAS DE TRATAMENTO DE ESGOTO Rodovia Geraldo Scavone, 2.300, – Califórnia Center -JACAREI – SP (12) – 3955-4343 CORRESPONDENCIA - - CNPJ ........................ Inscrição Estadual nº ................... Orçamento Nº ------------ (SP), xx de Maio de 2014. A : CLUB DE CAMPO TRIANON CNPJ Nº........................ INSCRÇÃO ESTADUAL Nº......................... Rua .................................................. Jardím Florida – cep .................. Município Jacareí – SP. Sr. Tony – Gerente OBJETIVO DA PROPOSTA Reduzir ou cancelar a taxa de esgoto aplicada pela SAE mediante o tratamento da totalidade da água de esgoto gerada pelo Club. Esta condição é perfeitamente possível devido ao atendimento de disposições regulamentadas em leis (ANA) bem como , outorgas concedidas atendendo disposições da CETESB relacionadas com descarte de águas tratadas condicionadas no tratamento a adutores classe II. Ou se for imposto pela SAE a utilização obrigatória do esgoto da rede redução de carga orgânica que atende a disposição de pagamento de taxa conforme porcentual de redução também da carga de DBO da água descartada. PROPOSTA DE PROJETO Devido a existir um restaurante propomos concentrar num ponto de captação as três tubulações de coleta. Nesse ponto estaríamos instalando uma ETE compacta de tratamento que captaria as águas do pre-tratamento do restaurante mas as outras duas águas de esgoto. Isto estaria em torno de 16 m3 /dia e esse volume poderia ser solto com outorga da CETESB no córrego classe II (de uma forma regulamentária. ) O resto da água (maioria) seria do descarte das piscinas passando por um filtro poderia ser estocado para re-uso nas aplicações de irrigação ou jardinagem, com outorga da CETESB. Havendo exigência por parte da SAE de captar a totalidade do esgoto na sua rede a redução da taxa de esgoto será proporcional á redução da carga orgânica obtida pelo tratamento (98 %) .
  2. 2. O custo do investimento é pago em ...................... meses. Ref.: ECTE – ESTAÇÃO COMPACTA DE TRATAMENTO DE ESGOTOS Club de Campo Trianon . rua ..................................Jardin Flórida , Jacarei Orçamento / Contrato nº ------------ / 13 Prezados Senhores, Atendendo a solicitação de V.Sas estamos lhes apresentando um pré- dimensionamento com as características, custos e demais condições para o fornecimento de equipamentos de uma ECTE - ESTAÇÃO COMPACTA DE TRATAMENTO DE ESGOTOS – LAB Trata-se de um Sistema Combinado (anaeróbio + aeróbio + tratamento dos gases +desinfeção) utilizando a mais alta tecnologia disponível na atualidade. Nossos equipamentos são estanques e herméticos, produzidos em fiberglass de alta resistência química e mecânica, atendendo todas as especificações das normas vigentes. As resinas poliéster utilizadas são especificas para atender o que determina o item 5.2 da NBR 7229/93 e 4.1.3 da NBR 13969/97 principalmente no que se refere à resistência ao ataque químico de substâncias contidas no esgoto afluente ou geradas no processo de digestão dos esgotos. Tratamento preliminar: Por exigência da CETESB, deverá ser incluído ao projeto o sistema de tratamento primário de acordo com os padrões estabelecidos pela mesma, portanto, este equipamento estará atendendo unicamente o setor do restaurante ou/e refeitório para remoção de gordura e resíduos.: Sistema de Tratamento Primário + Recalque dos Efluentes para a ECTE incluído no projeto  Grade e separador de gordura para atender ao restaurante ou refeitório  Elevatória de esgotos + bombas ° Grade para retenção de resíduos da entrada de Esgoto  Painel elétrico de controle – (bombas da elevatória) ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos – Lab  UASB Upflow Anaerobic Sludge Blanket Reactors – reator anaeróbio de fluxo ascendente  LAF Lodos Ativados – reator aeróbio de fluxo ascendente  ATF Aereador - injetar oxigênio no reator aeróbio – (baixo nível de ruído)
  3. 3.  DSF Decantador Secundário – sedimentar lodo ativo para retornar ao processo  BRL Bomba de Retorno de Lodo – recirculação de lodo ativo Tratamento dos gases + polimento dos efluentes tratados + desinfecção + aferição da vazão  FGS Filtro de Gás Sulfídrico – tratamento dos gases que serão oxidados  UCC Unidade Compacta de Cloração – desinfecção e oxi-redução dos H2S. (eliminação de odores)  CPF Calha Parshall - medidor de vazão Automatização do sistema elétrico da ECTE  PEC Painel Elétrico de Controle - sistema automático de controle dos aeradores e bombas de recirculação da estação Filtração para reuso de água de uso secundário PROPRIEDADES DOS EQUIPAMENTOS:  ESTANQUEIDADE - Nossos equipamentos são estanques e herméticos, produzidos em fiberglass de alta resistência química e mecânica, atendendo todas as especificações das normas vigentes. Portanto não há riscos com a emanação de odores  DESINFECÇÃO E ELIMINAÇÃO DE MAU CHEIRO - Serão instalados FGS - FILTRO DE GÁS SULFÍDRICO para a solubilização dos gases característicos no processo de digestão anaeróbia e por último uma UCC – UNIDADE COMPACTA DE CLORAÇÃO que executará duas funções distintas, ou seja, eliminar patogênicos e oxi-reduzir o Sulfeto à Sulfato eliminando o mau cheiro característicos do processo de digestão dos esgotos  RESISTÊNCIA QUÍMICA E MECÂNICA - As resinas poliéster utilizadas são específicas para atender o que determina o item 5.2 da NBR 7229/93 e 4.1.3 da NBR 13969/97 principalmente no que se refere a resistência ao ataque químico de substâncias contidas no esgoto afluente ou geradas no processo de digestão dos esgotos. Como é do conhecimento de V.Sas. as construções em alvenaria ou concreto não resistem a esse ataque químico e passado algum tempo passam a vazar, contaminando o local e exalando mau cheiro no empreendimento
  4. 4.  ÁREA PARA INSTALAÇÃO – A ETE - é extremamente compacta minimizando os custos da implantação, uma vez que não é necessário dispor de grandes áreas de terreno para sua instalação PARÂMETROS DE PROJETO Tipo de ambiente Club de Campo Objetivo do tratamento Exclusivamente Esgotos sanitários tipo domésticos População estimada 50 (hab) = 50 hosp/dia 50 (func) = 20 funcionários /dia Consumo de água dos funcionários : 20 x 150 = 3m3/d Refeições por dia (restaurante) 70ref x40 l/reif.= 2.0 m3/dia = 2.8m3./dia Consumo de água – hosp. 150l/hab/dia x 50hab/dia = 7.5 m3/dia Consumo de água das piscinas (1 troca p/semana) 1600 m3 /sem = 228m3/dia Contribuição de água de limpeza das piscinas = 6 M3/dia Geração de esgoto por dia 20x 0.8 =16 m3/dia Qm = 16 m3/dia Contribuição total - Qméd L/s 0,50 L/s Concentração de mgDBO5,20 adotada 380,0 mg/L.DBO5,20 Temperatura média do esgoto 25 ºC Coeficiente de produção de sólidos (Y) 0,18 KgSST/kgDQO Coeficiente de produção em DQO (Yobs ) 0,21 KgDQOlodo/kgDQO Densidade do lodo 1.020 kgSST/m³ Lançamento rede SABESP Eficiência do Sistema remoção de DBO5,20 >90% Estudo de Autodepuração corpo receptor Não faz parte desse contrato Ensaios de perculocação do solo Não faz parte desse contrato Etapas de implantação do sistema Etapa única COMPOSIÇÃO DA ECTE – ESTAÇÃO COMPACTA DE TRATAMENTO DE ESGOTO  UASB - UPFLOW ANAEROBIC SLUDGE BLANKET o Objetivo: alta eficiência na degradação anaeróbia da material orgânica presente no esgoto afluente. o Separador trifásico (gases, matéria orgânica e água) o Calha vertedora para eliminar curto circuito hidráulico o Dispositivos de captação de gases (eliminação total de odores característicos) o Dispositivo para Descarte de Escuma
  5. 5. o Dispositivos para coleta de amostras para análise laboratorial o Dispositivo para Descarte de Lodo recalcitrante  LAF – LODOS ATIVADOS o Objetivo: alta eficiência na degradação anaeróbia da material orgânica presente no esgoto afluente. o Difusores de oxigênio BFDias; o Aerador – alta eficiência e baixo nível de ruído o Calha vertedora para eliminar curto circuito hidráulico o Dispositivos para coleta de amostras o Sistemas de captação para descarte do Lodo Recalcitrante o Dispositivo para recirculação do Lodo Ativo o Dispositivos de captação de gases  DSF – DECANTADOR SECUNDÁRIO o Objetivo: alta eficiência na degradação anaeróbia da material orgânica presente no esgoto afluente. o Calha vertedora para eliminar curto circuito hidráulico o Dispositivos de captação de gases (eliminação total de odores característicos) o Dispositivos para coleta de amostras o Sistemas de captação para recirculação do Lodo Recalcitrante  FGS - FILTRO DE GÁSES o Objetivo: Lavagem de gases para a oxi-redução do H2S na UCC o Dispositivos internos que visam maximizar o contato dos gases o Não requer troca de elementos (como ocorre nos sistemas convencionais) o Dispositivo para entrada dos gases o Dispositivo de retrolavagem  UCC - UNIDADE COMPACTA DE CLORAÇÃO - CLORADOR o Objetivo: Eliminar patogênicos e oxi-reduzir o H2S eliminado odores característicos do processo de digestão. o Calha vertedora para eliminar curto circuito hidráulico o Fundo falso com sistema de distribuição dos efluentes (maior área de contato) o Dispositivos de captação de gases (eliminação total de odores característicos) o Dispositivo para coleta de amostras para análise laboratorial o Dispositivo para Descarte de Lodo recalcitrante  CPF – CALHA PARSHALL
  6. 6. o Objetivo: medidor de vazão, desenvolvido de acordo com norma CETESB – Cia. de Tecnologia e Saneamento Ambiental nº E2.150  PEC – PAINEL ELÉTRICO DE CONTROLE o Objetivo: Controlar automaticamente o funcionamento dos motores da estação ORÇAMENTO Quant. Modelo Equipamentos R$ unit R$ ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos 01 UASB (10.0 m3) UASB Upflow Anaerobic Sludge Blanket Reactors 15.000,00 15.000,00 01 LA (21 m3) Lodos Ativados 20.000,00 01 AT 7/220T Aerador Técno 6.000,00 01 DS (11 m3) Decantador Secundário 15.000,00 01 BRL 51LJ1 Bomba Retorno Lodo 2.000,00 01 FGS 030/125 Filtro Gás Sulfídrico 1.500,00 01 UCC 100/110 Unidade Compacta Cloração 2.500,00 01 CP W-3 Calha Parshall 500,00 01 PEC 04/220T Painel Elétrico de Controle – (1 LA+1 DS+2 FR) 4.000,00 Pré-tratamento do Restaurante 01 Gradeamento EG ( 2.000 litros) 2500,00 01 Separador de Gordura ( 3.000 litros) 3.500,00 Projeto aprovado e gestão de licençamento em CETESB 7.000 .00 63.000 reais Sub-Total Sub - Total : 63.000,00 Reais Suporte Técnico/ Instalação A instalação da ECTE será por conta do cliente e realizado por uma Empresa Instaladora idônea indicada pela LAB Os custos de Instalação são baixos devido á simplicidade do Sistema .Anexamos os valores aproximados que podem serem
  7. 7. tomados como definitivos devido a que a LAB arcará com a eventual diferencia . A Lab enviará 02 Técnicos para auxiliar na montagem das redes de:hidráulica, retorno de lodo, gases e elétrica, exclusivamente dentro da área a estação. O Cliente deverá colocar a disposição de nossos técnicos seus, Encanadores, Eletricista e Ajudantes Geral para realização dos serviços de montagem..esta prática reduz os custos Custo aproximado da montagem $ 4.500,00 reais .......................... Obs.: O cliente contratará um Munck e/ou Guindaste para descarga dos equipamentos quando os mesmos chegarem à obra, bem como, para o içamento quando os equipamentos forem colocados sobre o radier. Custo do radier .................. 4.000,00 (por conta do Cliente) Custo total : 67500 Treinamento Serviços técnicos de treinamento e esclarecimentos para os Funcionários que serão responsáveis pela Operação da ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos, bem como, para que os mesmos possam executar tarefas rotineiras, tais como: limpeza das Grades, das Bombas de Recalque, da Bomba de Retorno de Lodo e do Aerador. Colocação de Pastilhas de Cloro, dosagem de produtos quimicos para ajustes de parâmetros do tratores e acompanhamento do funcionamento dos equipamentos elétricos serão realizados pelo nosso engenheiro especializado até a posta em marcha do Equipamento . ... Desconto para fechamento imediato 5.500,00 Valor líquido do contrato 62000,00 Reais ... CONDIÇÕES GERAIS DA CONTRATAÇÃO Prazo para elaboração do projeto e memória de cálculo da ECTE Até 20 (vinte) dias úteis a partir do recebimento do contrato assinado pelo representante legal da empresa e de todas as informações complementares e desenhos que deverão ser fornecidos pelo Cliente conforme consta nas cláusulas desse orçamento/contrato. Prazo para a produção dos Equipamentos Até 30 (trinta) dias úteis a partir do pagamento do sinal. Pagamentos (após a aprovação do projeto) R$ 15.500,00 = Sinal após a aprovação do projeto pela CETESB
  8. 8. R$ 15.500,00 = 30 dias do sinal R$ 15.500,00 = 60 dias do sinal R$ 15.500,00 = 90 dias do sinal Dados bancários  Razão Social: .................Estações Compactas de Tratamento de Esgoto Ltda.  CNPJ nº ............................  Banco .............. agência: ............. conta: .............  Banco ...............agência: .............. conta: ............. Atraso nos Pagamentos Os valores não pagos nas datas previstas serão acrescidos de uma multa contratual de 2%, mais encargos financeiros vigentes no mercado, calculados sobre o número de dias de atraso. Impostos Nos valores ofertados em nosso orçamento, não haverá acréscimos relativos a impostos de qualquer natureza (Ex: IPI). Porém, caso haja qualquer diferença de ICMS e/ou outros impostos e taxas, em razão de operações fora do estado e/ou condições específicas e fiscais do Cliente ou região, a diferença desses impostos e taxas serão da exclusiva responsabilidade do Cliente. Pedido de Compra Todas as condições e cláusulas contidas nesse orçamento/contrato passarão a fazer parte integrante do Pedido de Compra emitido pelo Cliente. Duplicatas O parcelamento desse contrato está sendo feito a fim de viabilizar o fluxo de caixa de ambas as empresas, porém, se a ........................... desejar negociar essas duplicatas com bancos, a mesma está autorizada, porém, os custos financeiros serão por e conta e risco da ................... Portanto, o cliente não será responsabilizado por nenhum custo financeiro e/ou despesas. Energia Elétrica Os Painéis Elétricos, equipamentos, bombas, aeradores, etc são produzidos sob encomenda e serão fornecidos em 220 V – trifásico. Caso o cliente necessite de alguma alteração, a mesma deverá ser solicitada antes do fechamento do contrato a fim de que se possa apurar e ajustar eventuais correções dos valores. Não serão aceitos equipamentos em devolução em razão de mudanças de fases e voltagem não previstas pelo cliente em tempo hábil. Painéis elétricos, motores, bombas, aeradores, compressores, etc. Os materiais elétricos, bombas das elevatórias, aeradores, compressores radiais, bombas de recirculação de lodo e retrolavagem estão dimensionadas e
  9. 9. custeados com base nos equipamentos, marcas e modelos normalmente utilizadas pela ................. ao longo de muitos anos. Todos esses equipamentos e acessórios são de qualidade comprovada, ou seja, também chamados de "primeira linha". Caso o Cliente e/ou o Departamento de Águas e Esgotos do Município optem por outras marcas e/ou especificações a compra e a responsabilidade sobre os mesmos será do Cliente. Portanto, fica justo e contrato que a ................... não terá nenhuma responsabilidade sobre os problemas, defeitos, vazamentos, oxidação, etc. que esses materiais venham apresentar. Nossos técnicos não estão autorizados a instalar esses produtos sem uma prévia correspondência do Cliente à ..................................... informando que está ciente dessas condições e que assume os riscos e as responsabilidades dessa sua opção. Válvulas de Retenção e Registros de Gaveta em Bronze (para coleta de amostras e descartes dos reatores) Tendo em vista a toxicidade, agressividade e pressão exercida sobre os registros de coleta de amostras e descarte de escuma, lodo em excesso e lodo recalcitrante é fundamental que essas válvulas e registros sejam de qualidade comprovada, ou seja, também chamados de "primeira linha". Portanto, o Cliente deverá instalar registros das marcas Deca, Docol ou Mipel em todos os reatores e equipamentos que fazem parte da ECTE Caso o Cliente e/ou o Departamento de Águas e Esgotos do Município optem por outras marcas e/ou especificações a compra e a responsabilidade sobre os mesmos será do Cliente. Portanto, fica justo e contrato que a .............. não terá nenhuma responsabilidade sobre os problemas, defeitos, vazamentos, oxidação, etc. que esses materiais venham apresentar. Nossos técnicos não estão autorizados a instalar esses produtos sem uma prévia correspondência do Cliente à ...................... informando que está ciente dessas condições e que assume os riscos e as responsabilidades dessa sua opção. Materiais de Hidráulica, tubos e conexões em PVC branco e marrom Tendo em vista a toxicidade e agressividade exercida sobre as redes de esgoto, gases, recirculação e descarte de lodo é fundamental que esses materiais sejam de qualidade comprovada, ou seja, também chamados de "primeira linha". Portanto, o Cliente deverá instalar tubos e conexões das marcas Tigre, Cardinalli ou Amanco em todos os reatores e equipamentos que fazem parte da ECTE- bem como, na interligação entre os mesmos que fazem parte da ECTE-.......... Fica justo e contratado que a ................. fará a laminação em fiberglass dos pontos de
  10. 10. conexão entre um equipamentos e outro e pintará esses tubos e conexões com uma tinta especial a fim de protegê-los do ataque dos raios solares e intempéries. Não haverá necessidade de laminação dos tubos em si, uma vez que os fluxos escoam por gravidade, ou seja, praticamente não há pressão sobre os mesmos. Caso o Cliente e/ou o Departamento de Águas e Esgotos do Município optem por outras marcas e/ou especificações a compra e a responsabilidade sobre os mesmos será do Cliente. Portanto, fica justo e contrato que a ................. não terá nenhuma responsabilidade sobre os problemas, defeitos, vazamentos, oxidação, etc. que esses materiais venham apresentar. Nossos técnicos não estão autorizados a instalar esses produtos sem uma prévia correspondência do Cliente à ............. informando que está ciente dessas condições e que assume os riscos e as responsabilidades dessa sua opção. Recalque da EEE - Estação Elevatória de Esgotos (materiais de Hidráulica, tubos e conexões) Tendo em vista a pressão, toxicidade e agressividade exercida sobre as redes de recalque de esgoto pelas Bombas submersas da elevatória para os reatores, é fundamental que esses materiais sejam de qualidade comprovada, ou seja, também chamados de "primeira linha". Portanto, nessa interligação das bombas com os reatores e nos demais equipamentos que fazem parte da estação de tratamento, o Cliente deverá instalar tubos e conexões das marcas Tigre, Cardinalli ou Amanco. Dependendo do porte da estação de tratamento e pressão das bombas da Elevatória de Esgotos a rede de recalque entre as Bombas da Elevatória e os Reatores UASB - Upflow Anaerobic Sludge Blanket deverá ser feita com tubos e conexões do tipo Defofo. Laminação das conexões e pintura das redes de esgoto, gases, recirculação, retorno e descarte de lodo Fica justo e contratado que a ..................fará a laminação em fiberglass dos pontos de conexão entre os equipamentos e pintará esses tubos e conexões com uma tinta especial a fim de protegê-los do ataque dos raios solares e intempéries. Não haverá necessidade de laminação dos tubos em si, uma vez que os fluxos escoam por gravidade, ou seja, praticamente não há pressão sobre os mesmos. Caso o Cliente e/ou o Departamento de Águas e Esgotos do
  11. 11. Município optem por outras marcas e/ou especificações a compra e a responsabilidade sobre os mesmos será do Cliente. Portanto, fica justo e contrato que a FLIPPER não terá nenhuma responsabilidade sobre os problemas, defeitos, vazamentos, oxidação, etc. que esses materiais venham apresentar. Nossos técnicos não estão autorizados a instalar esses produtos sem uma prévia correspondência do Cliente à FLIPPER informando que está ciente dessas condições e que assume os riscos e as responsabilidades dessa sua opção. Informações do Cliente para sua Equipe de Compradores, Engenheiros, Mestres de Obra, Encanadores e Eletricistas Em razão dos aspectos técnicos e comerciais mencionados nesse"orçamento/contrato" fica justo e acertado que o Cliente passará cópia e/ou resumo dasinformações desse contrato para seus funcionários envolvidos no processo de compras, engenharia, obras e instalações para que os mesmos fiquem cientes da qualidade dos produtos que deverão ser comprados e instalados na obra. O controle e fiscalização das compras deverão ser feitos pelo cliente, bem como, a disponibilização desses produtos na obra é da inteira responsabilidade do Cliente e de seus funcionários. Nossos técnicos que forem auxiliar na instalação e montagem da ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos ............................. não serão responsáveis por essa fiscalização e ficam autorizados a não montar e/ou instalar caso percebam ou notem que os materiais não estão de acordo com os termos desse contrato. Perfil hidráulico e Isométricos O Cliente deverá entregar cópia dos Projetos, Desenhos, Perfil Hidráulico e Isométricos das Redes de Esgotos, Gases, Recirculação, Retorno e Descarte de Lodos e Escuma para o Engenheiro e Mestre de Obras responsáveis pela execução da obra de instalação da ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos . Água limpa para o teste de estanqueidade Imediatamente após a conclusão dos serviços de montagem e instalação das redes de hidráulica deverá ser feito o Teste de Estanqueidade. Portanto, para que não ocorra atraso na obra, o Cliente deverá acompanhar o andamento desses serviços e providenciar água suficiente para encher todos os equipamentos que fazem parte da ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos tão logo sejam concluídos esses serviços.
  12. 12. Frete Frete e Descarga na obra por conta da ....................... Transporte, Carga e Descarga dos Equipamentos ................... Informações e instruções sobre o transporte dos equipamentos ................, bem como, providências e cuidados a serem observadas pelo Cliente na descarga e armazenamento dos equipamentos.  O transporte deverá ser feito com carretas graneleiras que tenham carroceria com comprimento de 12,5 metros ou mais;  A guarda lateral da carroceria deverá ser baixa ou removível. Caso contrário não será possível carregar os equipamentos;  Obter licença de transporte para os Reatores com 3,00 metros de diâmetro;  A coleta deverá ser feita de 2ª às 6ª feiras, sempre no horário entre às 8:00 e as 12:00 horas da manhã;  A amarração das cargas deverá ser feita com CINTAS de nylon. Não é permitido o uso de cordas ou cabo de aço;  Não será aceita conciliação de cargas, ou seja, as carretas deverão transportar exclusivamente os equipamentos ...............  A fim de evitar impactos, a descarga e armazenamento dos equipamentos no local de destino deverá ser feita com Munck ou Guindaste;  Os equipamentos deverão ser descarregados em local plano e limpo. Livre de pedras, detritos ou entulhos que possam danificar os mesmos;  Os danos causados nos equipamentos durante a descarga e armazenamento não estão cobertos por garantia;  Utilizar os pneus velhos que são enviados junto com a carga para ajudar na proteção dos equipamentos evitando assim que se danifiquem;  Local da coleta: .....................................................................................;  Agendar as coletas pelo e-mail ........................................ Retirada dos Equipamentos A transportadora escolhida pelo Cliente deverá agendar previamente e fazer a retirada dos equipamentos em nossa fábrica, de 2ª às 6ª feiras das 8:00 às
  13. 13. 12:00 hs da manhã, na Empresa ............... Fica justo e acordado que, tendo em vista as características, volume e peso dos equipamentos serão carregadas no máximo 03 (três) carretas para cada Cliente por dia. Embalagem Dada as características e volume os equipamentos não serão embalados pela ......................... Instalação A ....................... fará a instalação, exclusivamente, dos equipamentos fornecidos pela ...................................... ......., os quais serão instalados sobre o radier Obs.: Todos os materiais de hidráulica e elétrica serão fornecidos pela........................, O munck ou guindaste para descarga e içamento dos equipamentos para a instalação dos mesmos sobre o radier;serão contratados pelo Cliente Suporte Técnico A instalação da ECTE-............ será por conta da..............., porém, o CLIENTE deverá colocar a disposição de nossos técnicos o Responsável pela sua obra, Encanadores, Eletricista e Ajudantes Geral para ajudar na realização dos serviços de montagem. Radier da ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos O radier mencionado em nossos desenhos trata-se apenas de uma sugestão de projeto, pois a .................................. não é responsável pela escolha do local de instalação, nem tampouco pela sondagem de solo, portanto, o engenheiro responsável pela obra e instalação dos equipamentos deverá avaliar as condições reais do terreno e construir o radier dentro das necessidades específicas do local, providenciando, se necessário, o estaqueamento do radier. O radier deverá ter uma declividade de 1% para evitar o acúmulo de águas pluviais e sua superficie deve ser completamente lisa, desempenada e livre de pedras e ressaltos a fim de evitar danos no fundo dos equipamentos. Obs.: A...................... não se responsabilizará por danos causados aos equipamentos em razão de:  irregularidades no radier;  movimentação, trincas ou rachaduras no radier.  pedras, detritos ou objetos deixados sobre o radier e que venham a danificar o fundo dos equipamentos;
  14. 14. Radier da UCG, USF, TEE e EEE Quando previstos no escopo do fornecimento, os radier para instalação desses equipamentos também se tratam de sugestões de projeto, pois havendo problemas com a altura do lençol freático, haverá problemas com a flotação dos equipamentos. Portanto, o Engenheiro responsável pela obra deverá calcular o "empuxo hidrostático" e dimensionar o radier de contrapeso para essa condição específica. Sala de Máquinas (abrigo para os Painéis, Aeradores, Bombas e guarda de EPI e produtos químicos) O Cliente deverá construir a sala de máquinas para abrigar os Painéis Eletricos de Comando dos equipamentos, bombas de retorno e recirculação de lodo, produtos químicos, etc. Projetos e Memória de Cálculo do Tratamento Biológico da ECTE-................ O projeto a ser apresentado pela ...........................será composto por:  ART do CREA ou CRQ do projeto de tratamento biológico do sistema;  Memória de Cálculo do sistema de tratamento biológico da ECTE.............  Perfil Hidráulico da estação de tratamento em corte e planta;  Projeto básico do radier que servirá de base apoio para a estação de tratamento;  Isométricos das redes de esgoto, gases, recirculação, elétrica, retorno e descarte de lodos;  Locação da ECTE no projeto de implantação e da rede de esgotamento sanitário do empreendimento, fornecidos pelo Cliente; Projetos, desenhos e informações que deverão ser fornecidos pelo cliente  Projeto e ART/CREA de toda parte civil referente a construção do radier, muro de proteção, depósito de materiais e abrigo dos painéis elétricos de controle, rede esgotamento sanitário e montagem da estação;  Projeto da implantação geral de seu empreendimento;
  15. 15.  Projeto da rede de esgotamento sanitário do empreendimento, bem como, até o ponto de lançamento no corpo receptor;  Informação da extensão da rede de esgotamento sanitário afluente à ECTE para cálculo da taxa de infiltração na rede;  Licenças Ambientais e diretrizes dos órgãos competentes da região;  Informação do número de habitantes por unidade habitacional e o consumo d’água per capita;  Nome do corpo receptor (rio, córrego ou mar) e sua classe;  Eficiência exigida e/ou mg/L da DBO de lançamento exigida pelas Autoridades Ambientais da região;  Projeto de Auto-Depuração do corpo receptor quando o lançamento for em rio, córrego ou mar;  Projeto da Percolação do Solo quando o lançamento for através da infiltração no solo;  Projeto e nome do Profissional responsável pela Operação e Monitoramento da estação, principalmente quando os efluentes tratados se destinarem ao reúso ou forem lançados em corpos receptores dentro das condições permitidas pela legislação ambiental de sua região. Prazo para aprovação do projeto do tratamento biológico dos esgotos A fim de evitar atrasos nas obras de seu empreendimento, o Cliente deverá levar em conta que o prazo médio para aprovação do projeto de uma ETE -Estação de Tratamento de Esgotos, Projeto de Auto-Depuração do corpo receptor e Projeto de Percolação no solo junto às Autoridades Ambientais é, em média, na ordem de 60 à 120 dias úteis. Esse prazo depende exclusivamente das providências e exigências
  16. 16. específicas que os Órgãos Ambientais da região venham solicitar, portanto, a ............ não tem administração sobre esses prazos e em hipótese alguma nosso contrato poderá ser rescindido em virtude de eventuais atrasos ou demora na aprovação do projeto da ECTE – Estação Compacta de Tratamento de Esgotos. Alterações e/ou complementações do projeto da ECTE-................. O presente orçamento parte de um pré-dimensionamento baseado nas informações passadas pelo Cliente, portanto, fica justo e contratado que todas as alterações e/ou modificações no Projeto e Memória de Cálculo da ECTE que forem exigidas pelas Autoridades Ambientais, deverão ser feitas pela............................ sem nenhuma cobrança adicional por esses serviços. Por outro lado, tendo em vista as constantes alterações da Legislação Ambiental, bem como, pelas exigências específicas dos Órgãos Ambientais de cada região do país, a definição final da composição da estação de tratamento dependerá da aprovação do Projeto apresentado. Assim, caso venham ocorrer alterações do Projeto e houver inclusões, exclusões ou alterações nos volumes dos equipamentos, essas alterações serão objeto de correção dos valores do orçamento para mais ou para menos, conforme o caso. A título de exemplo, citamos a eventual necessidade na remoção de Nitrogênio que é exigida em determinadas regiões e em outras não. Contatos Suporte técnico: Tecgo. Saneamento Amb, Rogelio Lionel King /CREA Programação de entrega: .................. Deptº Financeiro: ................ Garantias  Estrutural - 10 (dez) anos - Garantia estrutural dos equipamentos e peças em fiberglass, desde que mantidas as condições de instalação e manutenção recomendadas nesse contrato e nos manuais de instalação e operação dos equipamentos;  Defeitos de fabricação: 01 (um) ano - Contra defeitos de fabricação dos equipamentos;  Garantia de eficiência - A garantia de eficiência dos equipamentos, somente será assegurada havendo Operação e Monitoramento da ECTE por empresa ou técnico qualificado. Portanto, o Cliente se compromete a enviar para a .............. cópia de
  17. 17. todas as Análises Laboratoriais que forem feitas, durante a partida do sistema, bem como, após a sua estabilização; estas análises serão feitas pela................. por indicação do responsável técnico que acompanha o monitoramento . Essas análises não terão custo para o Cliente unicamente no período de adequação até apresentar eficiência . Após desse período o cliente contará com um serviço de monitoramento oferecido pela firma.  Garantia de equipamentos fabricados por terceiros - as bombas de recalque, aeradores, compressores radiais, bombas de retorno de lodo, bombas de recirculação, bombas dosadoras, disjuntores, contatoras, reles, bóias de nível, etc. são garantidos de acordo com o Certificado de Garantia de seus respectivos fabricantes e nas condições por eles estabelecidas. O frete, retirada, instalação e demais despesas do envio de qualquer equipamento fabricado por terceiros será por conta do Cliente;  Pintura dos equipamentos - Como todo bem durável, os equipamentos instalados acima do piso estão sujeitos a todo tipo de intempéries, raios solares, etc., portanto, os equipamentos deverão ser pintados e receber manutenção adequada a fim de prolongar sua vida útil. Assim, o Cliente final deverá ser informado sobre a necessidade de pintar a parte externa dos equipamentos, redes de esgoto, gases e recirculações internas da ECTE-.................... com Tinta PU - Poliuretânica à base de isocianato alifático, pelo menos uma a vez a cada 05 (cinco) anos e/ou sempre que as condições o exigirem. Excluem-se das garantias  Os danos causados aos equipamentos e acessórios em decorrência de imperícia, trincas e rachaduras no radier, impactos de objetos, veículos ou animais, fogo,inundação, vendavais, tiros com armas de fogo ou serviços e reparos executados por terceiros não autorizados expressamente pela................. bem como, os tubos e conexões hidráulicas, registros de gaveta ou esfera, a pintura dos equipamentos, os motores elétricos, lâmpadas, chaves interruptoras, e componentes elétricos e/ou eletrônicos do Painéis Eletricos de Comando.
  18. 18.  Os serviços e obras, eventualmente contratados ou acertados diretamente pelo Cliente com os nossos funcionários ou empreiteiros e que não estejam previstos expressamente nesse contrato.  Não será garantida a eficiência dos equipamentos, nos casos em que não houver Operação e Monitoramento da ECTE, bem como, Análises Laboratoriais dos afluentes e efluentes tratados, os quais deverão ser realizados por empresa ou técnico qualificado, tais como: SAAE do Município, Engº Químico, Engº Sanitarista, Engenheiro ou Tecnólogo de Saneamento Ambiental. Nossa Empresa porá a disposição seu laboratório e seu Engº especializado no monitoramento da ETE  Atenção: Não estão cobertos por garantia os danos causados pelos raios UV à estrutura dos equipamentos. Portanto, se não for feita a pintura dos equipamentos com Tinta PU Isocianato Alifático pelo menos a cada 05 (cinco) anos, os raios UV ou eventuais ataques químicos externos, poderão danificar o fiberglass, comprometendo sua impermeabilização e a resistência mecânica dos equipamentos. Esse comprometimento poderá até mesmo dar causa ao rompimento dos reatores e não estará coberto por garantia. Obras, serviços e providências a cargo do Cliente / Empreendedor Salvo se estiver previsto no escopo desse orçamento/contrato o Cliente /Empreendedor será responsável e executará por sua conta e risco:  paisagismo e proteção ao redor da área da ECTE;  terraplenagem da área onde será implantada a ECTE;  estudo de autodepuração e impacto ambiental do corpo receptor;  fornecimento de ponto de água e energia elétrica na entrada da ECTE;  rede de coleta de esgotos e a entrega da rede de esgotos na entrada da ECTE;  rede de coleta e lançamento dos efluentes tratados até o emissário e/ou corpo receptor;  fornecimento e colocação das pedras britadas Filtro Biológico e Filtro Russo, quando for o caso;  material de elétrica e hidráulica para interligação dos equipamentos, quadros de comando, etc.;  registros de gaveta de 4 e 1½ polegadas, marca DECA ou DOCOL destinados a captação de amostras e descarte de lodo;
  19. 19.  instalação de todos os equipamentos conforme características e detalhes apresentados no projeto;  rebaixamento de lençol freático e/ou retirada da água que infiltrar nos locais de instalação dos equipamentos;  radier, contra piso, muro e/ou alambrado na área da ECTE conforme características e condições apresentadas no projeto;  armazenamento, guarda e proteção dos equipamentos entre a chegada dos equipamentos na obra até a sua efetiva instação;  içamento dos equipamentos, através de munck ou guindaste, para colocação dos equipamentos sobre o radier;  tramites para doação e monitoramento da ECTE pelo SAAE e/ou Concessionária de águas e esgotos do município, quando for o caso;  desenhos, plantas e levantamentos topográficos e planialtimétricos do empreendimento;  sondagem de solo, remoção de árvores, plantas, raízes, dutos, redes elétricas e hidráulicas, desmonte de rochas, desvio de nascentes e/ou quaisquer outros obstáculos, acima ou abaixo do piso, não previstos no escopo desse contrato;  aprovação junto aos demais Órgãos Públicos, Autarquias ou Entidades Governamentais, tais como: Prefeitura, Vigilância Sanitária, Departamento de Água e Esgotos do Município, IBAMA, DPRN, Polícia Florestal e afins;  produtos químicos para a partida e operação dos reatores, até que os serviços técnicos de monitoramento e operação sejam assumidos pelo Cliente final e/ou pelo SABESP do município. Entre os produtos destacamos: pastilhas de tricloro s-triazina- triona, bicarbonato de sódio, barrilha leve, cloreto férrico, metabissulfito de sódio e soda líquida; Procedimentos e cuidados para a instalação dos equipamentos  A instalação será por conta do cliente ou por conta da ............., desde que préviamente estabelecido nesse contrato;
  20. 20.  É importante frisar, que todos os equipamentos deverão ser totalmente enchidos com água limpa, para atender os testes de estanqueidade dos equipamentos, conferir se não há vazamentos na rede, e evitará danos ou movimentação dos equipamentos, em decorrência do lençol freático, vendavais ou efeitos causados pelas águas pluviais;  O dimensionamento, a execução e a compra dos equipamentos e materiais elétricos necessários a alimentação dos motores da estação de tratamento são específicos para o local da obra e serão da inteira responsabilidade Cliente/Empreendedor;  O radier sugerido em nossos desenhos, trata-se apenas de uma sugestão, partindo da premissa que o terreno é firme o suficiente para suportar as cargas a que será submetido. Caberá ao Cliente e/ou Engenheiro responsável pelas obras e instalações aferir e recalcular o radier para atender as características específicas do local fazendo o estaqueamento caso seja necessário;  Quando previsto, nossa equipe de Engenheiros e Técnicos dará suporte aos trabalhos de instalação da ECTE, porém, o Cliente/Empreendedor deverá colocar a nossa disposição, por sua conta e risco, Engenheiros, Mestre de Obras, Pedreiros, Encanadores, Eletricistas, Munck, Quindadastes, etc. suficientes para realizar os serviços, obras e movimentação dos equipamentos que se fizerem necessários. Monitoramento De acordo com a Legislação Ambiental vigente e exigências das Autoridades Ambientais, todo sistema de tratamento de esgotos deve ser Operado e Monitorado adequadamente a fim de que se maximize a eficiência do mesmo e se tome as medidas necessárias para evitar a contaminação do lençol freático e águas superficiais. Assim, tão logo que a ETE entrar em operação o Cliente/Empreendedor deverá firmar um contrato com profissional ou empresa habilitada visando dar partida nos reatores e executar o monitoramento dos equipamentos a fim de mantê-los operando dentro dos parâmetros de eficiência determinados pela legislação em vigor.
  21. 21. Frisamos que a limpeza das grades deverá ser feita diariamente a fim de se remover os sólidos grosseiros retidos no equipamento. Deverá ser aferido também o funcionamento e a limpeza períódica dos aeradores e bombas das elevatórias e de retorno de lodo. A falta de monitoramento e operação gera efluentes sem condições de descarte, dando causa a multas e interdições.

×