SlideShare uma empresa Scribd logo
Agrupamento de Escolas Serra da Gardunha
    Escola Básica Serra da Gardunha
         Ano Lectivo 2010 / 2011


           Geografia – 8º Ano




   O RELEVO
Os Grandes Conjuntos de Relevo
                     (alguns conceitos)

A superfície da Terra não é uniforme e encontra-se em constante
modificação.
A acção combinada dos movimentos tectónicos e dos agentes erosivos
origina as diferentes formas de relevo da superfície terrestre.

 Relevo: diversidade de formas que a superfície da Terra apresenta.
Declive: inclinação.
Vertente (ou encosta): superfície lateral de uma elevação. Vertente
abrupta: quando o declive é acentuado; vertente suave: quando o
declive é fraco.
Altitude: distância medida em metros, na vertical, entre o nível
médio das águas e o lugar.
A superfície terrestre apresenta
   Formas de Relevo muito variadas:

As Montanhas

Os Planaltos

As Colinas

As Planícies
Formas de Relevo...
   Montanha – é uma forma
   de relevo com grande altitude e
   vertentes            abruptas,
   normalmente com mais de 600
   metros. A um conjunto de
   montanhas ligadas entre si dá-
   se o nome de cadeia ou
   cordilheira montanhosa.

  Planalto – é uma zona aplanada,
geralmente de média ou
grande altitude.
Formas de Relevo... (cont.)
As Colinas – são pequenas
cordilheiras montanhosas com
formas arredondadas e de
fraca altitude.



 A Planície – é uma área
plana, geralmente com fraca
altitude e com vales muito
abertos.
Formas de representação do Relevo
Mapa Hipsométrico: Mapa em que o relevo está representado por
  cores. A cada escalão de altitude corresponde uma cor diferente ou
  um tom diferente.
Formas de representação do Relevo
Mapa topográfico: o relevo é representado através de curvas de nível
  (linhas que unem pontos de igual valor de altitude.
Evolução das formas de Relevo
  A superfície da Terra é constantemente modelada pela acção
  dos agentes erosivos: água (precipitação, rios, mares,
  glaciares), vento, mudanças de temperatura, acção do Homem.

     Erosão - Acção modeladora da superfície terrestre por
     acção de diversos agentes erosivos.
A Erosão compreende três fases:
   a) Desgaste: escavamento / arranque de materiais.
   b)Transporte: deslocamento dos materiais que resultam do
   desgaste.
   c) Acumulação: deposição dos sedimentos em lugares mais ou
   menos distantes.
Representação Esquemática do
      processo Erosivo
Evolução das formas de Relevo
   em função do processo erosivo

                      As montanhas, quando se
                      formam, apresentam cumes
                      pontiagudos que vão sofrendo a
                      acção dos agentes erosivos ao
                      longo de milhões de anos.
                      As formas das montanhas vão-
                      se modificando, os cumes
                      tornam-se mais arredondados e
                      as vertentes menos inclinadas.
                      Os vales vão-se tornando mais
                      abertos.
Os contrates do Relevo na Europa
No nosso continente é possível individualizar três
  grandes áreas morfológicas:

  A Europa das Planícies

  A Europa das Montanhas “novas”

  A Europa das Montanhas “velhas”

                     O Relevo da Europa
Os contrastes do Relevo na Europa –
              Planícies
   As planícies – são a forma de
   relevo predominante na Europa,
   estendendo-se pela metade norte
   do continente e pela sua parte
   oriental.


 As planícies europeias mais         Planície da Alemanha
importantes são: planície russa e
ucraniana, húngara, germano-polaca e
a planície da região parisiense.

                       O Relevo da Europa
Os contrates do relevo na Europa –
       Montanhas “novas”
As montanhas vigorosas - predominam no Sul, são
de formação relativamente recente e apresentam grandes
declives e cumes aguçados.




                Montes Cantábricos - Espanha
                    O Relevo da Europa
Os contrates do relevo na Europa –
  Planaltos e “velhas” Montanhas
Os Planaltos e as “velhas”
 Montanhas - encontram-se no Norte
 e a Leste da Europa e são relevos
 muito antigos que foram sujeitos,
 durante muitos anos, a um intenso
 desgaste pelos agentes erosivos.
 Estas velhas Montanhas são de
 altitude mais baixa e têm cumes
 arredondados.
                                         Ex.: Montes Urais


                    O Relevo da Europa
Imagens do Relevo Europeu...
Relevo arredondado do Maciço
Ibérico                                        Montanhas “novas” -
                                             Alpes




                                        Planície do Sado


                        O Relevo da Europa
Os contrates Morfológicos de
                 Portugal
   O território de Portugal Continental evidencia grandes contrastes
   morfológicos entre as áreas a Norte a Sul do rio Tejo.

       O Arquipélago da Madeira,
apresenta formas de relevo que
evidenciam a sua origem vulcânica.
 As formas de relevo vulcânico estão
muito desgastadas pela acção erosiva.
  A ilha apresenta um relevo vigoroso,
  que aumenta de altitude do litoral
  para o centro.

      O Arquipélago dos Açores, é também de origem vulcânica.
Mapa Hipsométrico de Portugal
  No      Norte    do    país
  predominam as Montanhas
  e os planaltos, enquanto no
  Sul dominam as planícies e
  os planaltos de baixa
  altitude.

   Os contrates são também
evidentes entre o Litoral e o
Interior: aumenta de altitude
quando nos aproximamos do
interior.
Distribuição das formas de relevo - Mundo
Distribuição das formas de relevo - Europa
As maiores elevações de cada continente




 Curiosidades:
    A cordilheira dos Andes é a mais extensa do mundo com cerca de 7250 Km ao longo da
    costa ocidental da América do Sul.
    Os Himalaias são a cadeia montanhosa mais elevada, com oito picos acima dos 8 mil
    metros de altitude.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Localização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativaLocalização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativa
inessalgado
 
Tectónica de placas
Tectónica de placasTectónica de placas
Tectónica de placas
catiacsantos
 
Geografia 7ºano 1ºtest- resumos
Geografia 7ºano  1ºtest- resumosGeografia 7ºano  1ºtest- resumos
Geografia 7ºano 1ºtest- resumos
Maria Joao Ramalho
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeu
Vítor Santos
 
Geografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - EscalasGeografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - Escalas
celiamagalhaes
 
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atualLitoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Idalina Leite
 
4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf
4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf
4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf
Sonia Ramos
 
Localizacao relativa
Localizacao relativaLocalizacao relativa
Localizacao relativa
Paula Tomaz
 
A posição de Portugal
A posição de PortugalA posição de Portugal
A posição de Portugal
Idalina Leite
 
Relevo de portugal
Relevo de portugalRelevo de portugal
Relevo de portugal
Geografias Geo
 
Clima Em Portugal
Clima Em PortugalClima Em Portugal
Clima Em Portugal
analuisacvieira
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
Catir
 
Manual 1 (2) geografia
Manual 1 (2) geografiaManual 1 (2) geografia
Manual 1 (2) geografia
filomena morais
 
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia HidrográficaDinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Rosária Zamith
 
Pp potencialidades do litoral
Pp potencialidades do litoralPp potencialidades do litoral
Pp potencialidades do litoral
mariasilva3851
 
Teoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências Naturais
Teoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências NaturaisTeoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências Naturais
Teoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências Naturais
andygracolas
 
A deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º ano
A deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º anoA deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º ano
A deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º ano
andygracolas
 
Precipitação
PrecipitaçãoPrecipitação
Precipitação
FilomenaJarmelo
 
Relevo mundial
Relevo mundialRelevo mundial
Relevo mundial
Paula Tomaz
 
A rede hidrográfica
A rede hidrográficaA rede hidrográfica
A rede hidrográfica
Rosária Zamith
 

Mais procurados (20)

Localização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativaLocalização absoluta e relativa
Localização absoluta e relativa
 
Tectónica de placas
Tectónica de placasTectónica de placas
Tectónica de placas
 
Geografia 7ºano 1ºtest- resumos
Geografia 7ºano  1ºtest- resumosGeografia 7ºano  1ºtest- resumos
Geografia 7ºano 1ºtest- resumos
 
Unidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeuUnidade 1 o expansionismo europeu
Unidade 1 o expansionismo europeu
 
Geografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - EscalasGeografia 7º ano - Escalas
Geografia 7º ano - Escalas
 
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atualLitoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
Litoral de Portugal Continental, evolução e aspeto atual
 
4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf
4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf
4 Exames nacionais Radiação Solar.pdf
 
Localizacao relativa
Localizacao relativaLocalizacao relativa
Localizacao relativa
 
A posição de Portugal
A posição de PortugalA posição de Portugal
A posição de Portugal
 
Relevo de portugal
Relevo de portugalRelevo de portugal
Relevo de portugal
 
Clima Em Portugal
Clima Em PortugalClima Em Portugal
Clima Em Portugal
 
Paisagens geológicas
Paisagens geológicasPaisagens geológicas
Paisagens geológicas
 
Manual 1 (2) geografia
Manual 1 (2) geografiaManual 1 (2) geografia
Manual 1 (2) geografia
 
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia HidrográficaDinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
Dinâmica de Uma Bacia Hidrográfica
 
Pp potencialidades do litoral
Pp potencialidades do litoralPp potencialidades do litoral
Pp potencialidades do litoral
 
Teoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências Naturais
Teoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências NaturaisTeoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências Naturais
Teoria da deriva dos continentes - PPT Cientic 7º ano Ciências Naturais
 
A deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º ano
A deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º anoA deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º ano
A deformação da litosfera Ciências Naturais - PPT Cientic 7º ano
 
Precipitação
PrecipitaçãoPrecipitação
Precipitação
 
Relevo mundial
Relevo mundialRelevo mundial
Relevo mundial
 
A rede hidrográfica
A rede hidrográficaA rede hidrográfica
A rede hidrográfica
 

Destaque

Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Kéliton Ferreira
 
BACIA HIDROGRÁFICA
BACIA HIDROGRÁFICABACIA HIDROGRÁFICA
BACIA HIDROGRÁFICA
Silvio Candido
 
Vegetação na madeira e nos açores
Vegetação na madeira e nos açoresVegetação na madeira e nos açores
Vegetação na madeira e nos açores
rachid5
 
5º - Tema I ambiente natural
5º - Tema I   ambiente natural5º - Tema I   ambiente natural
5º - Tema I ambiente natural
liedson
 
Dinâmica de uma bacia hidrográfica ft
Dinâmica de uma bacia hidrográfica   ftDinâmica de uma bacia hidrográfica   ft
Dinâmica de uma bacia hidrográfica ft
Mayjö .
 
Elementos essenciais de um mapa
Elementos essenciais de um mapaElementos essenciais de um mapa
Elementos essenciais de um mapa
Geografias Geo
 

Destaque (6)

Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
Agentes erosivos https://youtu.be/2Mi_fQkY-m4
 
BACIA HIDROGRÁFICA
BACIA HIDROGRÁFICABACIA HIDROGRÁFICA
BACIA HIDROGRÁFICA
 
Vegetação na madeira e nos açores
Vegetação na madeira e nos açoresVegetação na madeira e nos açores
Vegetação na madeira e nos açores
 
5º - Tema I ambiente natural
5º - Tema I   ambiente natural5º - Tema I   ambiente natural
5º - Tema I ambiente natural
 
Dinâmica de uma bacia hidrográfica ft
Dinâmica de uma bacia hidrográfica   ftDinâmica de uma bacia hidrográfica   ft
Dinâmica de uma bacia hidrográfica ft
 
Elementos essenciais de um mapa
Elementos essenciais de um mapaElementos essenciais de um mapa
Elementos essenciais de um mapa
 

Semelhante a O relevo e erosão (a)

O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)
O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)
O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)
Carlos F. M. Costa
 
Relevo 120524144426-phpapp02
Relevo 120524144426-phpapp02Relevo 120524144426-phpapp02
Relevo 120524144426-phpapp02
Billy Santos
 
83118531 t-apoio-relevo-serras
83118531 t-apoio-relevo-serras83118531 t-apoio-relevo-serras
83118531 t-apoio-relevo-serras
lauraneves
 
Relevo
RelevoRelevo
RELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTALRELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTAL
Conceição Fontolan
 
aula de geografia - o relevo mundial.pdf
aula de geografia  - o relevo mundial.pdfaula de geografia  - o relevo mundial.pdf
aula de geografia - o relevo mundial.pdf
nomeinspirado
 
Tipos de relevo
Tipos de relevoTipos de relevo
Tipos de relevo
cleiacida
 
Principais formas de_relevo
Principais formas de_relevoPrincipais formas de_relevo
Principais formas de_relevo
Professor
 
História e geografia
História e geografiaHistória e geografia
História e geografia
António Teixeira
 
História e geografia
História e geografiaHistória e geografia
História e geografia
António Teixeira
 
Formas de relevo
Formas de relevoFormas de relevo
Formas de relevo
91355
 
Ambiente natural e primeiros povos
Ambiente natural e primeiros povosAmbiente natural e primeiros povos
Ambiente natural e primeiros povos
FernandoMarques
 
As Princimpais Formas de Relevo .pptx
As Princimpais Formas de Relevo .pptxAs Princimpais Formas de Relevo .pptx
As Princimpais Formas de Relevo .pptx
arturfmneto1975
 
Relevo2
Relevo2Relevo2
Relevo
RelevoRelevo
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
mikto
 
Modulo 04 O planeta Terra - Relevo
Modulo 04   O planeta Terra - RelevoModulo 04   O planeta Terra - Relevo
Modulo 04 O planeta Terra - Relevo
Claudio Henrique Ramos Sales
 
Geo formas de relevo
Geo formas de relevoGeo formas de relevo
Geo formas de relevo
Ana Wronski
 
A europa aspectos naturais
A europa aspectos naturaisA europa aspectos naturais
A europa aspectos naturais
Colégio Nova Geração COC
 
A europa aspectos naturais
A europa aspectos naturaisA europa aspectos naturais
A europa aspectos naturais
Colégio Nova Geração COC
 

Semelhante a O relevo e erosão (a) (20)

O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)
O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)
O Meio Natural - O Relevo (Geografia 7º ano)
 
Relevo 120524144426-phpapp02
Relevo 120524144426-phpapp02Relevo 120524144426-phpapp02
Relevo 120524144426-phpapp02
 
83118531 t-apoio-relevo-serras
83118531 t-apoio-relevo-serras83118531 t-apoio-relevo-serras
83118531 t-apoio-relevo-serras
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
RELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTALRELEVO CONTINENTAL
RELEVO CONTINENTAL
 
aula de geografia - o relevo mundial.pdf
aula de geografia  - o relevo mundial.pdfaula de geografia  - o relevo mundial.pdf
aula de geografia - o relevo mundial.pdf
 
Tipos de relevo
Tipos de relevoTipos de relevo
Tipos de relevo
 
Principais formas de_relevo
Principais formas de_relevoPrincipais formas de_relevo
Principais formas de_relevo
 
História e geografia
História e geografiaHistória e geografia
História e geografia
 
História e geografia
História e geografiaHistória e geografia
História e geografia
 
Formas de relevo
Formas de relevoFormas de relevo
Formas de relevo
 
Ambiente natural e primeiros povos
Ambiente natural e primeiros povosAmbiente natural e primeiros povos
Ambiente natural e primeiros povos
 
As Princimpais Formas de Relevo .pptx
As Princimpais Formas de Relevo .pptxAs Princimpais Formas de Relevo .pptx
As Princimpais Formas de Relevo .pptx
 
Relevo2
Relevo2Relevo2
Relevo2
 
Relevo
RelevoRelevo
Relevo
 
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02Formasderelevo 090520043837-phpapp02
Formasderelevo 090520043837-phpapp02
 
Modulo 04 O planeta Terra - Relevo
Modulo 04   O planeta Terra - RelevoModulo 04   O planeta Terra - Relevo
Modulo 04 O planeta Terra - Relevo
 
Geo formas de relevo
Geo formas de relevoGeo formas de relevo
Geo formas de relevo
 
A europa aspectos naturais
A europa aspectos naturaisA europa aspectos naturais
A europa aspectos naturais
 
A europa aspectos naturais
A europa aspectos naturaisA europa aspectos naturais
A europa aspectos naturais
 

Mais de Pocarolas

Os sectores-de-actividade
Os sectores-de-actividadeOs sectores-de-actividade
Os sectores-de-actividade
Pocarolas
 
Formas de urbanização
Formas de urbanizaçãoFormas de urbanização
Formas de urbanização
Pocarolas
 
Formas de Urbanização
Formas de UrbanizaçãoFormas de Urbanização
Formas de Urbanização
Pocarolas
 
áReas funcionais
áReas funcionaisáReas funcionais
áReas funcionais
Pocarolas
 
Migrações 2
Migrações 2Migrações 2
Migrações 2
Pocarolas
 
União europeia
União europeiaUnião europeia
União europeia
Pocarolas
 
Estrututas etárias
Estrututas etáriasEstrututas etárias
Estrututas etárias
Pocarolas
 
Indicadores demográficos
Indicadores demográficosIndicadores demográficos
Indicadores demográficos
Pocarolas
 
Distribuição população
Distribuição populaçãoDistribuição população
Distribuição população
Pocarolas
 
Esfera Terrestre
Esfera Terrestre Esfera Terrestre
Esfera Terrestre
Pocarolas
 
áReas funcionais
áReas funcionaisáReas funcionais
áReas funcionais
Pocarolas
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
Pocarolas
 
União europeia alargamentos
União europeia   alargamentosUnião europeia   alargamentos
União europeia alargamentos
Pocarolas
 
Distribuição população
Distribuição populaçãoDistribuição população
Distribuição população
Pocarolas
 
Estrututas etárias
Estrututas etáriasEstrututas etárias
Estrututas etárias
Pocarolas
 
Evolução população mundial
Evolução população mundialEvolução população mundial
Evolução população mundial
Pocarolas
 
Riscos e catástrofes
Riscos e catástrofesRiscos e catástrofes
Riscos e catástrofes
Pocarolas
 
Riscos e catástrofes
Riscos e catástrofesRiscos e catástrofes
Riscos e catástrofes
Pocarolas
 

Mais de Pocarolas (18)

Os sectores-de-actividade
Os sectores-de-actividadeOs sectores-de-actividade
Os sectores-de-actividade
 
Formas de urbanização
Formas de urbanizaçãoFormas de urbanização
Formas de urbanização
 
Formas de Urbanização
Formas de UrbanizaçãoFormas de Urbanização
Formas de Urbanização
 
áReas funcionais
áReas funcionaisáReas funcionais
áReas funcionais
 
Migrações 2
Migrações 2Migrações 2
Migrações 2
 
União europeia
União europeiaUnião europeia
União europeia
 
Estrututas etárias
Estrututas etáriasEstrututas etárias
Estrututas etárias
 
Indicadores demográficos
Indicadores demográficosIndicadores demográficos
Indicadores demográficos
 
Distribuição população
Distribuição populaçãoDistribuição população
Distribuição população
 
Esfera Terrestre
Esfera Terrestre Esfera Terrestre
Esfera Terrestre
 
áReas funcionais
áReas funcionaisáReas funcionais
áReas funcionais
 
Migrações
MigraçõesMigrações
Migrações
 
União europeia alargamentos
União europeia   alargamentosUnião europeia   alargamentos
União europeia alargamentos
 
Distribuição população
Distribuição populaçãoDistribuição população
Distribuição população
 
Estrututas etárias
Estrututas etáriasEstrututas etárias
Estrututas etárias
 
Evolução população mundial
Evolução população mundialEvolução população mundial
Evolução população mundial
 
Riscos e catástrofes
Riscos e catástrofesRiscos e catástrofes
Riscos e catástrofes
 
Riscos e catástrofes
Riscos e catástrofesRiscos e catástrofes
Riscos e catástrofes
 

Último

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Zenir Carmen Bez Trombeta
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
MarceloMonteiro213738
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
JoanaFigueira11
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
TomasSousa7
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
TomasSousa7
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
HisrelBlog
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
lveiga112
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
LeticiaRochaCupaiol
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
joseanesouza36
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
KleginaldoPaz2
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
Marlene Cunhada
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
karinenobre2033
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
ANDRÉA FERREIRA
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
rloureiro1
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Simone399395
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
TomasSousa7
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
vinibolado86
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
mamaeieby
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
joaresmonte3
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
LuizHenriquedeAlmeid6
 

Último (20)

Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptxCartinhas de solidariedade e esperança.pptx
Cartinhas de solidariedade e esperança.pptx
 
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).pptepidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
epidemias endemia-pandemia-e-epidemia (1).ppt
 
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
497417426-conheca-os-principais-graficos-da-radiestesia-e-da-radionica.pdf
 
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões.          pptxRimas, Luís Vaz de Camões.          pptx
Rimas, Luís Vaz de Camões. pptx
 
Pintura Romana .pptx
Pintura Romana                     .pptxPintura Romana                     .pptx
Pintura Romana .pptx
 
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIASA SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
A SOCIOLOGIA E O TRABALHO: ANÁLISES E VIVÊNCIAS
 
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdfTestes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
Testes + soluções_Mensagens12 )11111.pdf
 
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
1ª LEI DE OHN, CARACTERISTICAS IMPORTANTES.
 
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
Educação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideiaEducação  trabalho HQ em sala de aula uma excelente  ideia
Educação trabalho HQ em sala de aula uma excelente ideia
 
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vidakarl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
karl marx biografia resumida com suas obras e história de vida
 
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
GÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptxGÊNERO      TEXTUAL     -     POEMA.pptx
GÊNERO TEXTUAL - POEMA.pptx
 
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIAAPRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
APRESENTAÇÃO PARA AULA DE URGÊNCIA E EMERGÊNCIA
 
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
A festa junina é uma tradicional festividade popular que acontece durante o m...
 
As sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativasAs sequências didáticas: práticas educativas
As sequências didáticas: práticas educativas
 
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de cursoDicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
Dicas de normas ABNT para trabalho de conclusão de curso
 
Leonardo da Vinci .pptx
Leonardo da Vinci                  .pptxLeonardo da Vinci                  .pptx
Leonardo da Vinci .pptx
 
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024Slide de biologia aula2  2 bimestre no ano de 2024
Slide de biologia aula2 2 bimestre no ano de 2024
 
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantilVogais Ilustrados para alfabetização infantil
Vogais Ilustrados para alfabetização infantil
 
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptxAtpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
Atpcg PEI Rev Irineu GESTÃO DE SALA DE AULA.pptx
 
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptxPP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
PP Slides Lição 11, Betel, Ordenança para exercer a fé, 2Tr24.pptx
 

O relevo e erosão (a)

  • 1. Agrupamento de Escolas Serra da Gardunha Escola Básica Serra da Gardunha Ano Lectivo 2010 / 2011 Geografia – 8º Ano O RELEVO
  • 2. Os Grandes Conjuntos de Relevo (alguns conceitos) A superfície da Terra não é uniforme e encontra-se em constante modificação. A acção combinada dos movimentos tectónicos e dos agentes erosivos origina as diferentes formas de relevo da superfície terrestre. Relevo: diversidade de formas que a superfície da Terra apresenta. Declive: inclinação. Vertente (ou encosta): superfície lateral de uma elevação. Vertente abrupta: quando o declive é acentuado; vertente suave: quando o declive é fraco. Altitude: distância medida em metros, na vertical, entre o nível médio das águas e o lugar.
  • 3. A superfície terrestre apresenta Formas de Relevo muito variadas: As Montanhas Os Planaltos As Colinas As Planícies
  • 4. Formas de Relevo... Montanha – é uma forma de relevo com grande altitude e vertentes abruptas, normalmente com mais de 600 metros. A um conjunto de montanhas ligadas entre si dá- se o nome de cadeia ou cordilheira montanhosa. Planalto – é uma zona aplanada, geralmente de média ou grande altitude.
  • 5. Formas de Relevo... (cont.) As Colinas – são pequenas cordilheiras montanhosas com formas arredondadas e de fraca altitude. A Planície – é uma área plana, geralmente com fraca altitude e com vales muito abertos.
  • 6. Formas de representação do Relevo Mapa Hipsométrico: Mapa em que o relevo está representado por cores. A cada escalão de altitude corresponde uma cor diferente ou um tom diferente.
  • 7. Formas de representação do Relevo Mapa topográfico: o relevo é representado através de curvas de nível (linhas que unem pontos de igual valor de altitude.
  • 8. Evolução das formas de Relevo A superfície da Terra é constantemente modelada pela acção dos agentes erosivos: água (precipitação, rios, mares, glaciares), vento, mudanças de temperatura, acção do Homem. Erosão - Acção modeladora da superfície terrestre por acção de diversos agentes erosivos. A Erosão compreende três fases: a) Desgaste: escavamento / arranque de materiais. b)Transporte: deslocamento dos materiais que resultam do desgaste. c) Acumulação: deposição dos sedimentos em lugares mais ou menos distantes.
  • 10. Evolução das formas de Relevo em função do processo erosivo As montanhas, quando se formam, apresentam cumes pontiagudos que vão sofrendo a acção dos agentes erosivos ao longo de milhões de anos. As formas das montanhas vão- se modificando, os cumes tornam-se mais arredondados e as vertentes menos inclinadas. Os vales vão-se tornando mais abertos.
  • 11. Os contrates do Relevo na Europa No nosso continente é possível individualizar três grandes áreas morfológicas: A Europa das Planícies A Europa das Montanhas “novas” A Europa das Montanhas “velhas” O Relevo da Europa
  • 12. Os contrastes do Relevo na Europa – Planícies As planícies – são a forma de relevo predominante na Europa, estendendo-se pela metade norte do continente e pela sua parte oriental. As planícies europeias mais Planície da Alemanha importantes são: planície russa e ucraniana, húngara, germano-polaca e a planície da região parisiense. O Relevo da Europa
  • 13. Os contrates do relevo na Europa – Montanhas “novas” As montanhas vigorosas - predominam no Sul, são de formação relativamente recente e apresentam grandes declives e cumes aguçados. Montes Cantábricos - Espanha O Relevo da Europa
  • 14. Os contrates do relevo na Europa – Planaltos e “velhas” Montanhas Os Planaltos e as “velhas” Montanhas - encontram-se no Norte e a Leste da Europa e são relevos muito antigos que foram sujeitos, durante muitos anos, a um intenso desgaste pelos agentes erosivos. Estas velhas Montanhas são de altitude mais baixa e têm cumes arredondados. Ex.: Montes Urais O Relevo da Europa
  • 15. Imagens do Relevo Europeu... Relevo arredondado do Maciço Ibérico Montanhas “novas” - Alpes Planície do Sado O Relevo da Europa
  • 16. Os contrates Morfológicos de Portugal O território de Portugal Continental evidencia grandes contrastes morfológicos entre as áreas a Norte a Sul do rio Tejo. O Arquipélago da Madeira, apresenta formas de relevo que evidenciam a sua origem vulcânica. As formas de relevo vulcânico estão muito desgastadas pela acção erosiva. A ilha apresenta um relevo vigoroso, que aumenta de altitude do litoral para o centro. O Arquipélago dos Açores, é também de origem vulcânica.
  • 17. Mapa Hipsométrico de Portugal No Norte do país predominam as Montanhas e os planaltos, enquanto no Sul dominam as planícies e os planaltos de baixa altitude. Os contrates são também evidentes entre o Litoral e o Interior: aumenta de altitude quando nos aproximamos do interior.
  • 18. Distribuição das formas de relevo - Mundo
  • 19. Distribuição das formas de relevo - Europa
  • 20. As maiores elevações de cada continente Curiosidades: A cordilheira dos Andes é a mais extensa do mundo com cerca de 7250 Km ao longo da costa ocidental da América do Sul. Os Himalaias são a cadeia montanhosa mais elevada, com oito picos acima dos 8 mil metros de altitude.