SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 39
SOCIOLOGIA
EDMAR ANTONIO BROSTULIM
3a. SÉRIE
MOVIMENTOS SOCIAIS
AULA 28
Na aula passada
Abordamos alguns aspectos da cidadania no Brasil.
Na aula de hoje
Trataremos dos chamados movimentos sociais
Movimentos Sociais
Movimentos sociais… como definir?
A sociedade se movimenta?
Para quê?
Por quê?
Como?
No contexto que nos interessa, estamos
pensando na relação
ESTADO/SOCIEDADE.
Relação Estado e Sociedade
O Estado
regula a
vida social
por meio
de leis e
da
concessão
de
direitos.
ESTADO
V
O
T
O
L
E
I
S
SOCIEDADE
O Estado
regula a
vida social
por meio
de leis e
da
concessão
de
direitos.
A sociedade
interfere no
Estado a partir
da escolha de
seus
representantes.
QUIZZ
1) (UNICENTRO- adaptada) Há um tipo comum de
atividade política não ortodoxa, que busca promover um
interesse comum ou assegurar uma meta comum através
de ações fora das esferas institucionais, que se chama de
a) interação social.
b) mobilidade lateral.
c) movimento social.
d) princípio preventivo.
RESPOSTA
1) (UNICENTRO- adaptada) Há um tipo comum de
atividade política não ortodoxa, que busca promover um
interesse comum ou assegurar uma meta comum através
de ações fora das esferas institucionais, que se chama de
a) interação social.
b) mobilidade lateral.
c) movimento social.
d) princípio preventivo.
Relação Estado/Sociedade
O esquema anterior pensa a relação entre Estado e
Sociedade a partir de uma verticalidade.
O Estado acaba assumindo o papel de promotor e
organizador da vida social, enquanto a sociedade tem
poder reduzido perante a concessão de direitos
e a regulação da vida coletiva e individual.
Movimentos Sociais
Um dos objetivos dos movimentos sociais é mudar essa
relação para outro formato, horizontalizado:
Há uma tentativa de estabelecer maior
canal de diálogo entre estes polos da
relação.
ESTADO SOCIEDADE
QUIZZ
2) Os movimentos sociais desejam horizontalizar a
relação entre Estado e Sociedade
a) A afirmativa é falsa
b) A afirmativa é verdadeira.
RESPOSTA
2) Os movimentos sociais desejam horizontalizar a
relação entre Estado e Sociedade
a) A afirmativa é falsa
b) A afirmativa é verdadeira.
Movimentos Sociais
DEFINIÇÃO: “[São] ações sociais coletivas de caráter
sociopolítico e cultural que viabilizam formas distintas
de a população se organizar e expressar suas
demandas. Na ação concreta, essas formas adotam
diferentes estratégias que variam da simples denúncia,
passando pela pressão direta (mobilizações, marchas,
concentrações, passeatas, distúrbios à ordem
constituída, atos de desobediência civil,
negociações etc.)
GOHN, 2011, p.335.
Movimentos Sociais
1) … ações sociais coletivas...
Os movimentos sociais são ações coletivas e
organizadas, não são apenas reuniões esporádicas de
pessoas. Se trata de organização e ação coletiva em
direção à algum objetivo.
Movimentos Sociais
2) … sócio-político e cultural...
Não se trata de movimentar e provocar o Estado, mas
também trazer questões sociais importantes. Por
exemplo, podemos pensar em como o movimento
feminista foi importante em colocar publicamente
discussões sobre a expansão dos espaços da mulher na
sociedade.
Movimentos Sociais
3) … organizar a expressar suas demandas...
Os movimentos sociais são ações coletivas e
organizadas em coletivos e outras associações em torno
de uma demanda (ou várias) comuns a seus membros.
ATIVIDADE
Cite e explique pelo menos duas características dos
movimentos sociais.
Movimentos Sociais
Movimento social é a mesma coisa que partido político?
NÃO!
Os movimentos sociais não querem, necessariamente,
ocupar o Estado. Mas, eles são importantes porque
influenciam a opinião pública e colocam
questões em debate público.
Movimentos Sociais
Há uma distinção na literatura sobre os movimentos
sociais:
Enquanto alguns lutam por redistribuição, outros por
reconhecimentos. Vejamos a diferença entre eles.
Movimentos Sociais
Movimentos sociais que se organizam para
redistribuição tem por objetivo corrigir injustiças sociais
ou econômicas.
Podemos pensar, por exemplo, no caso do MST, que
tem por objetivo a reforma agrária e a
redistribuição de terras.
Movimentos Sociais
Já os movimentos sociais que lutam por
reconhecimento partem da reinvindicação política por
direitos, além de corrigir injustiças sociais e culturais.
Exemplo: podemos pensar na ação do movimento
negro, que luta pelo luta pela igualdade racial e contra o
racismo.
ATENÇÃO AOS CONCEITOS!
Um dos expoentes das teorias do reconhecimento é o
sociólogo Axel Honneth: Para ele:
“a resistência coletiva procedente da interpretação
socialmente crítica dos sentimentos de desrespeito
partilhados em comum, não é apenas um meio prático de
reclamar para o futuro padrões ampliados de
reconhecimento. [...] o engajamento nas ações políticas
possui para os [proporciona aos] envolvidos por
conseguinte, uma autorrelação nova e positiva”.
(HONNETH, 2003, p. 259).
ATIVIDADE- ENEM 2012
Na regulação de matérias culturalmente delicadas, como,
por exemplo, a linguagem oficial, os currículos da
educação pública, o status das Igrejas e das comunidades
religiosas, as normas do direito penal (por exemplo,
quanto ao aborto), mas também em assuntos menos
chamativos, como, por exemplo, a posição da família e dos
consórcios semelhantes ao matrimônio, a
aceitação de normas de segurança ou a
delimitação das esferas pública e privada—
ATIVIDADE- ENEM 2012
em tudo isso reflete-se amiúde apenas o auto
entendimento ético-político de uma cultura majoritária,
dominante por motivos históricos. Por causa de tais
regras, implicitamente repressivas, mesmo dentro de uma
comunidade republicana que garanta formalmente a
igualdade de direitos para todos, pode eclodir um conflito
cultural movido pelas minorias desprezadas
contra a cultura da maioria.
(HABERMAS, J. A inclusão do outro: estudos de teoria política.
São Paulo: Loyola, 2002).
ATIVIDADE- ENEM 2012
A reivindicação dos direitos culturais das minorias, como
exposto por Habermas, encontra amparo nas democracias
contemporâneas, na medida em que se alcança:
a) a secessão, pela qual a minoria discriminada obteria a
igualdade de direitos na condição da sua concentração
espacial, num tipo de independência nacional.
b) a reunificação da sociedade que se
encontra fragmentada em grupos de diferentes
comunidades étnicas, confissões religiosas
e formas de vida, em torno da coesão de
uma cultura política nacional .
ATIVIDADE- ENEM 2012
c) a coexistência das diferenças, considerando a
possibilidade de os discursos de auto entendimento se
submeterem ao debate público, cientes de que estarão
vinculados à coerção do melhor argumento
d) a autonomia dos indivíduos que, ao chegarem à vida
adulta, tenham condições de se libertar das tradições de
suas origens em nome da harmonia da política
nacional
RESPOSTA
c) a coexistência das diferenças, considerando a
possibilidade de os discursos de auto entendimento se
submeterem ao debate público, cientes de que estarão
vinculados à coerção do melhor argumento
Movimentos Sociais
Uma outra maneira de caracterizar os movimentos
sociais é entre os chamados movimentos sociais
clássicos e os novos movimentos.
Os movimentos clássicos são os que aparecem no
século XIX. Eles se organizam a partir dos
sindicatos e das associações de trabalhadores
exigindo do Estado e dos industriais melhores
condições de Trabalho.
Movimentos Sociais
Os movimentos sociais situam-se diretamente no plano
das ações coletivas (Touraine).
Sobre os movimentos sociais clássicos, ainda é
importante dizer que estes estão comprometidos com
mudanças na estrutura da sociedade e desenvolvimento
da consciência de classe.
Movimentos Sociais
Os novos movimentos sociais são aqueles que
emergem a partir dos anos 1960, com as
transformações intensas do período.
Movimentos Sociais
Estes movimentos sociais, os novos, tem outra
abordagem: garantir a consolidação do direito de
grupos que são conhecidos como minorias.
ATENÇÃO: Minoria, em termos sociológicos, não é a
minoria numérica (menos de 50%).
Minoria diz respeito à grupos ou parcelas da
Sociedade que estão em desvantagem ou
Desprivilégio nas relações sociais.
ATIVIDADE- UERJ/2016
As comunidades quilombolas, que são predominantemente
constituídas por população negra, se autodefinem a partir das
relações com a terra, do parentesco, do território, da
ancestralidade, das tradições e das práticas culturais próprias.
Estima-se que em todo o país existam mais de três mil
comunidades quilombolas. O Decreto Federal nº 4.887 (...),
regulamenta o procedimento para
identificação, reconhecimento, delimitação,
demarcação e titulação das terras ocupadas
por remanescentes das comunidades dos
quilombos.” Adaptado de incra.gov.br
ATIVIDADE- UERJ/2016
A demarcação de terras de comunidades quilombolas é fato
recente nas práticas governamentais brasileiras.
Um dos principais objetivos dessa política pública é viabilizar a
promoção de:
a) aceleração da reforma agrária.
b) reparação de grupos excluídos.
c) absorção de trabalhadores urbanos.
d) reconhecimento da diversidade étnica.
RESPOSTA
A demarcação de terras de comunidades quilombolas é fato
recente nas práticas governamentais brasileiras.
Um dos principais objetivos dessa política pública é viabilizar a
promoção de:
a) aceleração da reforma agrária.
b) reparação de grupos excluídos.
c) absorção de trabalhadores urbanos.
d) reconhecimento da diversidade étnica.
Movimentos Sociais
O movimento feminista (e suas diversas correntes)
ganha intensidade na discussão sobre temas como a
igualdade de direitos e de remuneração, por exemplo.
Os movimentos LGBTI+ também se apresentam nesta
discussão, ao reivindicar reconhecimento e
pautas específicas para as novas identidades
sexuais e de gênero. Outra pauta refere-se
reconhecimento da união civil entre
pessoas do mesmo sexo.
Na aula de hoje
Falamos sobre os movimentos sociais e suas definições
sociológicas.
Na próxima aula
Trataremos dos movimentos sociais no Brasil.
Referências
GOHN, M. 2011. Movimentos sociais na
Contemporaneidade. Revista Brasileira de Educação.
v.16 n. 47.
HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: a gramática
moral dos conflitos sociais. São Paulo: Editora 34, 2003
MACHADO, I. et alli. 2017. Sociologia Hoje. São Paulo,
Editora Ática.
https://www.kooperation-brasilien.org/pt-br/temas-1/direitos-humanos-sociedade/o-
que-discutem-os-movimentos-sociais...-novos-atores-novos-
debates/@@download/image/image.jpg
MovSociais28

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a MovSociais28

Quando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugar
Quando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugarQuando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugar
Quando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugarVitor Moura
 
Aula 3 com e cidadania
Aula 3  com e cidadaniaAula 3  com e cidadania
Aula 3 com e cidadaniaUFSM
 
Movimentos sociais e educação
Movimentos sociais e educaçãoMovimentos sociais e educação
Movimentos sociais e educaçãoDiana Sampaio
 
The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...
The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...
The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...FEANTSA
 
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdfMOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdfDaiani Wagner
 
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdfMOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdfDaiani Wagner
 
Lição 10 o discípulo de jesus e os movimentos sociais ebd
Lição 10   o discípulo de jesus e os movimentos sociais  ebdLição 10   o discípulo de jesus e os movimentos sociais  ebd
Lição 10 o discípulo de jesus e os movimentos sociais ebdNayara Mayla Brito Damasceno
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociaisLucio Braga
 
Ppt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versão
Ppt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versãoPpt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versão
Ppt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versãoMagali Kleber
 
Apresentação2 versão alunos
Apresentação2   versão alunosApresentação2   versão alunos
Apresentação2 versão alunosMyrian Del Vecchio
 
As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...
As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...
As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...Luis Antonio Araujo
 

Semelhante a MovSociais28 (20)

Quando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugar
Quando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugarQuando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugar
Quando a pessoa com deficiência fal em primeiro lugar
 
Direitos e cidadania
Direitos e cidadaniaDireitos e cidadania
Direitos e cidadania
 
Aula 3 com e cidadania
Aula 3  com e cidadaniaAula 3  com e cidadania
Aula 3 com e cidadania
 
2014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 22014 concurso da policia 2
2014 concurso da policia 2
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Movimentos sociais e educação
Movimentos sociais e educaçãoMovimentos sociais e educação
Movimentos sociais e educação
 
The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...
The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...
The Political Organisation of the Homeless in Brazil - ENThe Political Organi...
 
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdfMOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
 
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdfMOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
MOVIMENTOS SOCIAIS (2).pdf
 
Empowerment
EmpowermentEmpowerment
Empowerment
 
Lição 10 o discípulo de jesus e os movimentos sociais ebd
Lição 10   o discípulo de jesus e os movimentos sociais  ebdLição 10   o discípulo de jesus e os movimentos sociais  ebd
Lição 10 o discípulo de jesus e os movimentos sociais ebd
 
Atps mov.sociais
Atps mov.sociaisAtps mov.sociais
Atps mov.sociais
 
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIA
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIARevisão Conceitual de SOCIOLOGIA
Revisão Conceitual de SOCIOLOGIA
 
Capítulo 13 - A Sociedade Diante do Estado
Capítulo 13 - A Sociedade Diante do EstadoCapítulo 13 - A Sociedade Diante do Estado
Capítulo 13 - A Sociedade Diante do Estado
 
Aula 25 09_14
Aula 25 09_14Aula 25 09_14
Aula 25 09_14
 
Movimentos sociais
Movimentos sociaisMovimentos sociais
Movimentos sociais
 
Ppt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versão
Ppt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versãoPpt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versão
Ppt projetos sociais aspectos basicos) ufc 2102 ultim versão
 
Apresentação2 versão alunos
Apresentação2   versão alunosApresentação2   versão alunos
Apresentação2 versão alunos
 
Introdução à sociologia
Introdução à sociologiaIntrodução à sociologia
Introdução à sociologia
 
As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...
As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...
As ciências sociais em duas tentativas de análise dos movimentos sociais no B...
 

Último

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxOsnilReis1
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdfJorge Andrade
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresaulasgege
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBAline Santana
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOMarcosViniciusLemesL
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasRosalina Simão Nunes
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirIedaGoethe
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaaulasgege
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADOcarolinacespedes23
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesMary Alvarenga
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxIsabelaRafael2
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxfabiolalopesmartins1
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfmirandadudu08
 

Último (20)

Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptxATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
ATIVIDADE AVALIATIVA VOZES VERBAIS 7º ano.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
02. Informática - Windows 10 apostila completa.pdf
 
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autoresSociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
Sociologia Contemporânea - Uma Abordagem dos principais autores
 
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASBCRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
CRÔNICAS DE UMA TURMA - TURMA DE 9ºANO - EASB
 
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANOInvestimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
Investimentos. EDUCAÇÃO FINANCEIRA 8º ANO
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicasCenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
Cenários de Aprendizagem - Estratégia para implementação de práticas pedagógicas
 
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimirFCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
FCEE - Diretrizes - Autismo.pdf para imprimir
 
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologiaAula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
Aula - 1º Ano - Émile Durkheim - Um dos clássicos da sociologia
 
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADOactivIDADES CUENTO  lobo esta  CUENTO CUARTO GRADO
activIDADES CUENTO lobo esta CUENTO CUARTO GRADO
 
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das MãesA Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
A Arte de Escrever Poemas - Dia das Mães
 
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptxApostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
Apostila da CONQUISTA_ para o 6ANO_LP_UNI1.pptx
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptxA experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
A experiência amorosa e a reflexão sobre o Amor.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Regência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdfRegência Nominal e Verbal português .pdf
Regência Nominal e Verbal português .pdf
 

MovSociais28

  • 1. SOCIOLOGIA EDMAR ANTONIO BROSTULIM 3a. SÉRIE MOVIMENTOS SOCIAIS AULA 28
  • 2.
  • 3. Na aula passada Abordamos alguns aspectos da cidadania no Brasil.
  • 4. Na aula de hoje Trataremos dos chamados movimentos sociais
  • 5. Movimentos Sociais Movimentos sociais… como definir? A sociedade se movimenta? Para quê? Por quê? Como? No contexto que nos interessa, estamos pensando na relação ESTADO/SOCIEDADE.
  • 6. Relação Estado e Sociedade O Estado regula a vida social por meio de leis e da concessão de direitos. ESTADO V O T O L E I S SOCIEDADE O Estado regula a vida social por meio de leis e da concessão de direitos. A sociedade interfere no Estado a partir da escolha de seus representantes.
  • 7. QUIZZ 1) (UNICENTRO- adaptada) Há um tipo comum de atividade política não ortodoxa, que busca promover um interesse comum ou assegurar uma meta comum através de ações fora das esferas institucionais, que se chama de a) interação social. b) mobilidade lateral. c) movimento social. d) princípio preventivo.
  • 8. RESPOSTA 1) (UNICENTRO- adaptada) Há um tipo comum de atividade política não ortodoxa, que busca promover um interesse comum ou assegurar uma meta comum através de ações fora das esferas institucionais, que se chama de a) interação social. b) mobilidade lateral. c) movimento social. d) princípio preventivo.
  • 9. Relação Estado/Sociedade O esquema anterior pensa a relação entre Estado e Sociedade a partir de uma verticalidade. O Estado acaba assumindo o papel de promotor e organizador da vida social, enquanto a sociedade tem poder reduzido perante a concessão de direitos e a regulação da vida coletiva e individual.
  • 10. Movimentos Sociais Um dos objetivos dos movimentos sociais é mudar essa relação para outro formato, horizontalizado: Há uma tentativa de estabelecer maior canal de diálogo entre estes polos da relação. ESTADO SOCIEDADE
  • 11. QUIZZ 2) Os movimentos sociais desejam horizontalizar a relação entre Estado e Sociedade a) A afirmativa é falsa b) A afirmativa é verdadeira.
  • 12. RESPOSTA 2) Os movimentos sociais desejam horizontalizar a relação entre Estado e Sociedade a) A afirmativa é falsa b) A afirmativa é verdadeira.
  • 13. Movimentos Sociais DEFINIÇÃO: “[São] ações sociais coletivas de caráter sociopolítico e cultural que viabilizam formas distintas de a população se organizar e expressar suas demandas. Na ação concreta, essas formas adotam diferentes estratégias que variam da simples denúncia, passando pela pressão direta (mobilizações, marchas, concentrações, passeatas, distúrbios à ordem constituída, atos de desobediência civil, negociações etc.) GOHN, 2011, p.335.
  • 14. Movimentos Sociais 1) … ações sociais coletivas... Os movimentos sociais são ações coletivas e organizadas, não são apenas reuniões esporádicas de pessoas. Se trata de organização e ação coletiva em direção à algum objetivo.
  • 15. Movimentos Sociais 2) … sócio-político e cultural... Não se trata de movimentar e provocar o Estado, mas também trazer questões sociais importantes. Por exemplo, podemos pensar em como o movimento feminista foi importante em colocar publicamente discussões sobre a expansão dos espaços da mulher na sociedade.
  • 16. Movimentos Sociais 3) … organizar a expressar suas demandas... Os movimentos sociais são ações coletivas e organizadas em coletivos e outras associações em torno de uma demanda (ou várias) comuns a seus membros.
  • 17. ATIVIDADE Cite e explique pelo menos duas características dos movimentos sociais.
  • 18. Movimentos Sociais Movimento social é a mesma coisa que partido político? NÃO! Os movimentos sociais não querem, necessariamente, ocupar o Estado. Mas, eles são importantes porque influenciam a opinião pública e colocam questões em debate público.
  • 19. Movimentos Sociais Há uma distinção na literatura sobre os movimentos sociais: Enquanto alguns lutam por redistribuição, outros por reconhecimentos. Vejamos a diferença entre eles.
  • 20. Movimentos Sociais Movimentos sociais que se organizam para redistribuição tem por objetivo corrigir injustiças sociais ou econômicas. Podemos pensar, por exemplo, no caso do MST, que tem por objetivo a reforma agrária e a redistribuição de terras.
  • 21. Movimentos Sociais Já os movimentos sociais que lutam por reconhecimento partem da reinvindicação política por direitos, além de corrigir injustiças sociais e culturais. Exemplo: podemos pensar na ação do movimento negro, que luta pelo luta pela igualdade racial e contra o racismo.
  • 22. ATENÇÃO AOS CONCEITOS! Um dos expoentes das teorias do reconhecimento é o sociólogo Axel Honneth: Para ele: “a resistência coletiva procedente da interpretação socialmente crítica dos sentimentos de desrespeito partilhados em comum, não é apenas um meio prático de reclamar para o futuro padrões ampliados de reconhecimento. [...] o engajamento nas ações políticas possui para os [proporciona aos] envolvidos por conseguinte, uma autorrelação nova e positiva”. (HONNETH, 2003, p. 259).
  • 23. ATIVIDADE- ENEM 2012 Na regulação de matérias culturalmente delicadas, como, por exemplo, a linguagem oficial, os currículos da educação pública, o status das Igrejas e das comunidades religiosas, as normas do direito penal (por exemplo, quanto ao aborto), mas também em assuntos menos chamativos, como, por exemplo, a posição da família e dos consórcios semelhantes ao matrimônio, a aceitação de normas de segurança ou a delimitação das esferas pública e privada—
  • 24. ATIVIDADE- ENEM 2012 em tudo isso reflete-se amiúde apenas o auto entendimento ético-político de uma cultura majoritária, dominante por motivos históricos. Por causa de tais regras, implicitamente repressivas, mesmo dentro de uma comunidade republicana que garanta formalmente a igualdade de direitos para todos, pode eclodir um conflito cultural movido pelas minorias desprezadas contra a cultura da maioria. (HABERMAS, J. A inclusão do outro: estudos de teoria política. São Paulo: Loyola, 2002).
  • 25. ATIVIDADE- ENEM 2012 A reivindicação dos direitos culturais das minorias, como exposto por Habermas, encontra amparo nas democracias contemporâneas, na medida em que se alcança: a) a secessão, pela qual a minoria discriminada obteria a igualdade de direitos na condição da sua concentração espacial, num tipo de independência nacional. b) a reunificação da sociedade que se encontra fragmentada em grupos de diferentes comunidades étnicas, confissões religiosas e formas de vida, em torno da coesão de uma cultura política nacional .
  • 26. ATIVIDADE- ENEM 2012 c) a coexistência das diferenças, considerando a possibilidade de os discursos de auto entendimento se submeterem ao debate público, cientes de que estarão vinculados à coerção do melhor argumento d) a autonomia dos indivíduos que, ao chegarem à vida adulta, tenham condições de se libertar das tradições de suas origens em nome da harmonia da política nacional
  • 27. RESPOSTA c) a coexistência das diferenças, considerando a possibilidade de os discursos de auto entendimento se submeterem ao debate público, cientes de que estarão vinculados à coerção do melhor argumento
  • 28. Movimentos Sociais Uma outra maneira de caracterizar os movimentos sociais é entre os chamados movimentos sociais clássicos e os novos movimentos. Os movimentos clássicos são os que aparecem no século XIX. Eles se organizam a partir dos sindicatos e das associações de trabalhadores exigindo do Estado e dos industriais melhores condições de Trabalho.
  • 29. Movimentos Sociais Os movimentos sociais situam-se diretamente no plano das ações coletivas (Touraine). Sobre os movimentos sociais clássicos, ainda é importante dizer que estes estão comprometidos com mudanças na estrutura da sociedade e desenvolvimento da consciência de classe.
  • 30. Movimentos Sociais Os novos movimentos sociais são aqueles que emergem a partir dos anos 1960, com as transformações intensas do período.
  • 31. Movimentos Sociais Estes movimentos sociais, os novos, tem outra abordagem: garantir a consolidação do direito de grupos que são conhecidos como minorias. ATENÇÃO: Minoria, em termos sociológicos, não é a minoria numérica (menos de 50%). Minoria diz respeito à grupos ou parcelas da Sociedade que estão em desvantagem ou Desprivilégio nas relações sociais.
  • 32. ATIVIDADE- UERJ/2016 As comunidades quilombolas, que são predominantemente constituídas por população negra, se autodefinem a partir das relações com a terra, do parentesco, do território, da ancestralidade, das tradições e das práticas culturais próprias. Estima-se que em todo o país existam mais de três mil comunidades quilombolas. O Decreto Federal nº 4.887 (...), regulamenta o procedimento para identificação, reconhecimento, delimitação, demarcação e titulação das terras ocupadas por remanescentes das comunidades dos quilombos.” Adaptado de incra.gov.br
  • 33. ATIVIDADE- UERJ/2016 A demarcação de terras de comunidades quilombolas é fato recente nas práticas governamentais brasileiras. Um dos principais objetivos dessa política pública é viabilizar a promoção de: a) aceleração da reforma agrária. b) reparação de grupos excluídos. c) absorção de trabalhadores urbanos. d) reconhecimento da diversidade étnica.
  • 34. RESPOSTA A demarcação de terras de comunidades quilombolas é fato recente nas práticas governamentais brasileiras. Um dos principais objetivos dessa política pública é viabilizar a promoção de: a) aceleração da reforma agrária. b) reparação de grupos excluídos. c) absorção de trabalhadores urbanos. d) reconhecimento da diversidade étnica.
  • 35. Movimentos Sociais O movimento feminista (e suas diversas correntes) ganha intensidade na discussão sobre temas como a igualdade de direitos e de remuneração, por exemplo. Os movimentos LGBTI+ também se apresentam nesta discussão, ao reivindicar reconhecimento e pautas específicas para as novas identidades sexuais e de gênero. Outra pauta refere-se reconhecimento da união civil entre pessoas do mesmo sexo.
  • 36. Na aula de hoje Falamos sobre os movimentos sociais e suas definições sociológicas.
  • 37. Na próxima aula Trataremos dos movimentos sociais no Brasil.
  • 38. Referências GOHN, M. 2011. Movimentos sociais na Contemporaneidade. Revista Brasileira de Educação. v.16 n. 47. HONNETH, Axel. Luta por reconhecimento: a gramática moral dos conflitos sociais. São Paulo: Editora 34, 2003 MACHADO, I. et alli. 2017. Sociologia Hoje. São Paulo, Editora Ática. https://www.kooperation-brasilien.org/pt-br/temas-1/direitos-humanos-sociedade/o- que-discutem-os-movimentos-sociais...-novos-atores-novos- debates/@@download/image/image.jpg