SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 6
FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7º Ano
• Aluno(a):______________________________________________ Nº: ____ Turma:_____ Data: ____ /
___ /___
Classificação: ______________________________ A Professora: ___________ O Enc. Ed. _____________________
GRUPO I
Lê os textos que se seguem com muita atenção. De seguida, realiza as atividades propostas. Não te esqueças de
responder com frases completas às perguntas.
TEXTO A
A Dinamarca fica no norte da Europa. Ali os Invernos são longos e rigorosos com noites muito compridas e
dias curtos, pálidos e gelados. A neve cobre a terra e os telhados, os rios gelam, os pássaros emigram para os países
do Sul à procura de sol, as árvores perdem as suas folhas. Só os pinheiros continuam verdes no meio das florestas
geladas e despidas. Só eles, com os seus ramos cobertos por finas agulhas duras e brilhantes, parecem vivos no
meio do grande silêncio imóvel e branco.
Há muitos anos, há dezenas e centenas de anos, havia em certo lugar da Dinamarca, no extremo Norte do
país, perto do mar, uma grande floresta de pinheiros, tílias, abetos e carvalhos. Nessa floresta morava com a sua
família um Cavaleiro. Viviam numa casa construída numa clareira rodeada de bétulas. E em frente da porta da casa
havia um grande pinheiro que era a árvore mais alta da floresta.
[…]
A noite de Natal era igual todos os anos. Sempre a mesma festa, sempre a mesma ceia, sempre as grandes
coroas de azevinho penduradas nas portas, sempre as mesmas histórias. Mas as coisas tantas vezes repetidas e as
histórias tantas vezes ouvidas pareciam cada ano mais belas e mais misteriosas.
Até que certo Natal aconteceu naquela casa uma coisa que ninguém esperava. Pois terminada a ceia o
Cavaleiro voltou-se para a sua família, para os seus amigos e para os seus criados, e disse:
— Temos sempre festejado e celebrado juntos a noite de Natal. E esta festa tem sido para nós cheia de paz
e alegria. Mas de hoje a um ano não estarei aqui.
— Porquê? — perguntaram os outros todos com grande espanto.
— Vou partir — respondeu ele. — Vou em peregrinação à Terra Santa e quero passar o próximo Natal na
gruta onde Cristo nasceu e onde rezaram os pastores, os Reis Magos e os Anjos. Também eu quero rezar ali.
Partirei na próxima Primavera. De hoje a um ano estarei em Belém. Mas passado o Natal regressarei aqui e de hoje
a dois anos estaremos, se Deus quiser, reunidos de novo.
Naquele tempo as viagens eram longas, perigosas e difíceis, e ira da Dinamarca à Palestina era uma grande
aventura. Quem partia poucas notícias podia mandar e, muitas vezes, não voltava. Por isso a mulher do Cavaleiro
ficou aflita e inquieta com a notícia. Mas não tentou convencer o marido a ficar, pois ninguém deve impedir um
peregrino de partir. […]
O Cavaleiro da Dinamarca, Sophia de Mello Breyner Andresen (texto com supressões)
1. Atenta nos primeiros parágrafos do texto.
1.1.Especifica o local onde se situava a casa da personagem principal.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
1
2. Na estação do ano inicialmente retratada, há um elemento da natureza que parece escapar às condições
rigorosas da mesma. Indica-o.
____________________________________________________________________________________________
3. Na descrição do Inverno, recorre-se à utilização de alguns recursos expressivos.
3.1. Aponta exemplos de enumeração e adjetivação.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
_____________________________________________________________________________________________
4. Relê o primeiro parágrafo do texto e retira segmentos textuais que remetam para as seguintes sensações:
 Sensação visual
______________________________________________________________________________
 Sensação de movimento
_______________________________________________________________________________
5. “A noite de Natal era igual todos os anos.”
5.1. Transcreve as palavras ou expressões que neste parágrafo reforçam a ideia transmitida por esta frase.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
5.2. O facto de a noite de Natal ser “igual todos os anos” tornava-a monótona ou aborrecida? Justifica a tua
resposta.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
6. Que decisão do Cavaleiro irá alterar o ritual natalício da família?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
7. O que sentiu e como reagiu a mulher Cavaleiro perante tal decisão?
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
8. Lê as quatro frases que seguem e, de acordo com os teus conhecimentos da obra, associa cada uma a uma
cidade.
Quando Dante tinha nove anos de idade viu um dia na rua uma rapariguinha,
[…] que se chamava Beatriz.
1 Veneza
Então desceu sobre ele uma grande paz e uma grande confiança e, chorando
de alegria, beijou a gruta.
2 Jerusalém
Vanina abria a janela do seu quarto, debruçava-se na varanda e penteava os 3 Antuérpia
2
seus cabelos.
Mal se sentaram para jantar o Cavaleiro espantou-se com o paladar da comida
que estava temperada com especiarias para ele desconhecidas.
4 Florença
8.1. Ordena estas quatro cidades de acordo com o percurso do Cavaleiro.
______________________________________________________________________________________________
TEXTO B
A ÁRVORE DE NATAL
Há muito, muito tempo, quando Deus criou o mundo, fez nascer muitas árvores, umas com folhas compridas e
carnudas, outras com folhas redondas e brilhantes, outras com folhas como lanças. E criou também uma planta que
cresce apontando para o céu, de forma que a sua ponta parece um intermediário entre o céu e a terra. Era um
pinheiro. As suas folhas eram parecidas com grandes agulhas verdes. Mas o pinheiro não gostou nada das folhas
que Deus tinha escolhido para ele e passava o tempo a lamentar-se.
Então, para reparar o mal e para que o pinheiro deixasse de se queixar, Deus fez com que ele fosse uma das
únicas árvores que conserva as suas folhas no inverno e determinou que, pelo menos uma vez ao ano, as folhas do
pinheiro teriam o brilho das luzes.
Os povos antigos começaram a enfeitar pinheiros uma vez por ano e este costume foi seguido muitos anos
depois pelos cristãos. Quando chegava o Natal, todos decoravam uma árvore para comemorar o aniversário de
Jesus e assim as agulhas do pinheiro brilhavam mais do que as estrelas.
Ainda hoje isto acontece e, pelo Natal, vemos pinheiros decorados por toda a parte, com enfeites muito
diferentes, e o brilho das luzes e das velas é tão forte que ultrapassa o das próprias estrelas.
Assim apareceu a árvore de Natal, colorida e enfeitada, que é a tradição mais universal da época de Natal.
Recolha de Ângela Furtado-Brum
1. De acordo com o que leste, assinala as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas.
V F
Deus fez as árvores com folhas muito diferentes umas das outras.
O pinheiro é uma árvore que parece descer do céu.
O pinheiro tinha pena de ter folhas parecidas com agulhas verdes
Deus fez com que as folhas desta árvore se conservassem no inverno.
Deus determinou que as folhas do pinheiro brilhassem todo o ano.
Os cristãos não foram os primeiros a decorar uma árvore uma vez por ano.
Já se perdeu o costume de enfeitar pinheiros pelo Natal.
3
2. Explicita por palavras tuas o sentido da expressão “a tradição mais universal da época do Natal” com que o
texto termina.
____________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________________
___________________________________________________________________________________________________
GRUPO II
1. Completa cada uma das frases seguintes, usando, nos tempos indicados, a forma correta do verbo
apresentado entre parênteses.
• Pretérito perfeito do indicativo
O Cavaleiro _________________ (iniciar) a sua viagem na Primavera.
• Presente do indicativo
Nós ____________________ (gostar) de estudar esta obra.
• Pretérito imperfeito do Indicativo
Os Invernos ___________________ (ser) muito longos e rigorosos.
• Futuro do indicativo
O Cavaleiro ____________________(permanecer) quase dois anos distante da sua família.
 GRUPO III
1. Imagina que és o Cavaleiro (da obra O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen) e
estás num dos locais que ele visitou. Escreve uma carta à tua família, descrevendo o local, o que fazes, etc. Elabora
um texto com um mínimo de 140 e um máximo de 180 palavras, com uma linguagem clara e coerente.
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
4
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________Bom Trabalho!
5
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
______________________________________________________________________________________________
_________________________________________________________________________________Bom Trabalho!
5

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Subclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercíciosSubclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercíciosquintaldasletras
 
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativaO cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativafercariagomes
 
Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"
Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"
Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"Sandra Gil Miranda
 
Ficha informativa e de trabalho modificadores
Ficha informativa e de trabalho modificadores Ficha informativa e de trabalho modificadores
Ficha informativa e de trabalho modificadores quintaldasletras
 
Ficha formativa_ Discurso Direto e Indireto
Ficha formativa_ Discurso Direto e IndiretoFicha formativa_ Discurso Direto e Indireto
Ficha formativa_ Discurso Direto e IndiretoRaquel Antunes
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Raquel Antunes
 
Teste saga
Teste sagaTeste saga
Teste sagaaersp
 
Ficha de-trabalho-saga
Ficha de-trabalho-sagaFicha de-trabalho-saga
Ficha de-trabalho-sagasandramarques8
 
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕESFicha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕESensinovirtual3ciclo
 
Cavaleiro da dinamarca resumo
Cavaleiro da dinamarca   resumoCavaleiro da dinamarca   resumo
Cavaleiro da dinamarca resumoCristina Marques
 
3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarca
3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarca3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarca
3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarcaLuciana Melo
 
Ficha de trabalho sobre determinantes
Ficha de trabalho sobre determinantesFicha de trabalho sobre determinantes
Ficha de trabalho sobre determinantesCristina Sabino
 
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)Ângela Ferreira
 
Cavaleiro da Dinamarca
Cavaleiro da DinamarcaCavaleiro da Dinamarca
Cavaleiro da DinamarcaLurdes Augusto
 
Ficha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoesFicha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoesAna Tapadinhas
 

Mais procurados (20)

Subclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercíciosSubclasses dos verbos exercícios
Subclasses dos verbos exercícios
 
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativaO cavaleiro da dinamarca  categorias da narrativa
O cavaleiro da dinamarca categorias da narrativa
 
Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"
Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"
Ficha de verificação de leitura " O cavaleiro da Dinamarca"
 
Ficha informativa e de trabalho modificadores
Ficha informativa e de trabalho modificadores Ficha informativa e de trabalho modificadores
Ficha informativa e de trabalho modificadores
 
Ficha formativa_ Discurso Direto e Indireto
Ficha formativa_ Discurso Direto e IndiretoFicha formativa_ Discurso Direto e Indireto
Ficha formativa_ Discurso Direto e Indireto
 
Teste saga
Teste saga Teste saga
Teste saga
 
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
Ficha formativa_ Recursos Expressivos (I)
 
Teste saga
Teste sagaTeste saga
Teste saga
 
Ficha de-trabalho-saga
Ficha de-trabalho-sagaFicha de-trabalho-saga
Ficha de-trabalho-saga
 
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕESFicha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
Ficha de Trabalho sobre a expansão portuguesa - 8º ANO - SOLUÇÕES
 
Ficha UE
Ficha UEFicha UE
Ficha UE
 
Teste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadasTeste 9º os lusíadas
Teste 9º os lusíadas
 
Cavaleiro da dinamarca resumo
Cavaleiro da dinamarca   resumoCavaleiro da dinamarca   resumo
Cavaleiro da dinamarca resumo
 
3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarca
3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarca3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarca
3o teste de_l.p._7o_ano_-_o_cavaleiro_da_dinamarca
 
Ficha de trabalho sobre determinantes
Ficha de trabalho sobre determinantesFicha de trabalho sobre determinantes
Ficha de trabalho sobre determinantes
 
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)Ficha formativa   present simple vs present continuos (2)
Ficha formativa present simple vs present continuos (2)
 
Testes e Fichas.pdf
Testes e Fichas.pdfTestes e Fichas.pdf
Testes e Fichas.pdf
 
Cavaleiro da Dinamarca
Cavaleiro da DinamarcaCavaleiro da Dinamarca
Cavaleiro da Dinamarca
 
Ficha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoesFicha inglês 6º Ano - revisoes
Ficha inglês 6º Ano - revisoes
 
Teste de frances 7º ano
Teste de frances 7º anoTeste de frances 7º ano
Teste de frances 7º ano
 

Destaque

40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalho
40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalho40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalho
40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalhoMarisa Silva
 
Formação do Utilizador da Biblioteca Escolar
Formação do Utilizador da Biblioteca EscolarFormação do Utilizador da Biblioteca Escolar
Formação do Utilizador da Biblioteca EscolarLurdes Meneses
 
Guiao trabalho-de-pesquisa ref bib
Guiao trabalho-de-pesquisa ref bibGuiao trabalho-de-pesquisa ref bib
Guiao trabalho-de-pesquisa ref bibLurdes Meneses
 
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliaçãoGeografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliaçãoMaria Da Guia Fonseca
 
Viagem ao centro da terra interpretação - sujeito - classificação do sujeit...
Viagem ao centro da terra   interpretação - sujeito - classificação do sujeit...Viagem ao centro da terra   interpretação - sujeito - classificação do sujeit...
Viagem ao centro da terra interpretação - sujeito - classificação do sujeit...dpport
 
Ficha de avaliação dezembro
Ficha de avaliação   dezembroFicha de avaliação   dezembro
Ficha de avaliação dezembroLuis Martins
 
Constituintes morfológicos
Constituintes morfológicosConstituintes morfológicos
Constituintes morfológicosLuís Sérgio
 
Correção do teste 1 b 2012
Correção do teste 1 b 2012Correção do teste 1 b 2012
Correção do teste 1 b 2012Luís Sérgio
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativaLuís Sérgio
 

Destaque (13)

40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalho
40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalho40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalho
40134802 cavaleiro-dinamarca-ficha-de-trabalho
 
Formação do Utilizador da Biblioteca Escolar
Formação do Utilizador da Biblioteca EscolarFormação do Utilizador da Biblioteca Escolar
Formação do Utilizador da Biblioteca Escolar
 
Guiao trabalho-de-pesquisa ref bib
Guiao trabalho-de-pesquisa ref bibGuiao trabalho-de-pesquisa ref bib
Guiao trabalho-de-pesquisa ref bib
 
Geografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliaçãoGeografia 7º ano - teste de avaliação
Geografia 7º ano - teste de avaliação
 
Viagem ao centro da terra interpretação - sujeito - classificação do sujeit...
Viagem ao centro da terra   interpretação - sujeito - classificação do sujeit...Viagem ao centro da terra   interpretação - sujeito - classificação do sujeit...
Viagem ao centro da terra interpretação - sujeito - classificação do sujeit...
 
Direitos e deveres do aluno
Direitos e deveres do alunoDireitos e deveres do aluno
Direitos e deveres do aluno
 
Ficha de avaliação dezembro
Ficha de avaliação   dezembroFicha de avaliação   dezembro
Ficha de avaliação dezembro
 
Constituintes morfológicos
Constituintes morfológicosConstituintes morfológicos
Constituintes morfológicos
 
Correção do teste 1 b 2012
Correção do teste 1 b 2012Correção do teste 1 b 2012
Correção do teste 1 b 2012
 
Estatuto do aluno
Estatuto do alunoEstatuto do aluno
Estatuto do aluno
 
Categorias da narrativa
Categorias da narrativaCategorias da narrativa
Categorias da narrativa
 
Lingua portuguesa 7º ano
Lingua portuguesa 7º anoLingua portuguesa 7º ano
Lingua portuguesa 7º ano
 
Inglês
InglêsInglês
Inglês
 

Semelhante a Teste cavaleiro da dinamarca

O pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoO pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoProfcris 81
 
Contato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdfContato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdfSpiritualibrary
 
Natal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdf
Natal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdfNatal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdf
Natal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdfVniaMorelattoMaffei
 
Novena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SPNovena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SPBernadetecebs .
 
Ficha formativa de Português novembro / 2018
Ficha formativa de Português novembro / 2018Ficha formativa de Português novembro / 2018
Ficha formativa de Português novembro / 2018manuela016
 
Ficha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoa
Ficha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoaFicha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoa
Ficha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoaRita Ribeiro
 
329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancas
329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancas329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancas
329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancasMariGiopato
 
329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdf
329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdf329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdf
329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdfMariGiopato
 
Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801
Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801
Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801LUZINEIDE SANTOS
 
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfDeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfIsabelPereira2010
 
Jornal especial de fim de ano nº172
Jornal especial de fim de ano   nº172Jornal especial de fim de ano   nº172
Jornal especial de fim de ano nº172mcj2013
 
Projeto de Leitura - Felpo Filva - Eva Furnari
Projeto de Leitura - Felpo Filva - Eva FurnariProjeto de Leitura - Felpo Filva - Eva Furnari
Projeto de Leitura - Felpo Filva - Eva FurnariRaquel Morales
 
ESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdf
ESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdfESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdf
ESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdfCassiaAraujo11
 

Semelhante a Teste cavaleiro da dinamarca (20)

O pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º anoO pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
O pinheiro de Natal - Ficha de Língua Portuguesa - 2.º ano
 
Contato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdfContato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdf
 
Natal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdf
Natal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdfNatal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdf
Natal-Atividades-baseadas-no-gênero-Conto.pdf
 
Novena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SPNovena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SP
Novena de Natal 2013 - CEBs diocese de São José dos Campos - SP
 
Lpors06
Lpors06Lpors06
Lpors06
 
Ficha formativa de Português novembro / 2018
Ficha formativa de Português novembro / 2018Ficha formativa de Português novembro / 2018
Ficha formativa de Português novembro / 2018
 
Ficha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoa
Ficha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoaFicha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoa
Ficha de-preparac3a7c3a3o-para-o-teste-de-portugues-pc3a1scoa
 
Avaliação setembro
Avaliação setembroAvaliação setembro
Avaliação setembro
 
329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancas
329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancas329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancas
329029066 historias-da-biblia-e-atividades-para-criancas
 
329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdf
329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdf329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdf
329029066-Historias-Da-Biblia-e-Atividades-Para-Criancas.pdf
 
Histórias da bíblia e atividades para crianças
Histórias da bíblia e atividades para criançasHistórias da bíblia e atividades para crianças
Histórias da bíblia e atividades para crianças
 
Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801
Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801
Histrias da bblia e atividades paracrianas 161015144801
 
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdfDeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
DeClara n.º 60 Dezembro 2022.pdf
 
Jornal especial de fim de ano nº172
Jornal especial de fim de ano   nº172Jornal especial de fim de ano   nº172
Jornal especial de fim de ano nº172
 
Projeto de Leitura - Felpo Filva - Eva Furnari
Projeto de Leitura - Felpo Filva - Eva FurnariProjeto de Leitura - Felpo Filva - Eva Furnari
Projeto de Leitura - Felpo Filva - Eva Furnari
 
Lp natal
Lp natalLp natal
Lp natal
 
ESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdf
ESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdfESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdf
ESPECIAL DE NATAL_5°ano.pdf
 
O Gato Malhado Teste
O Gato Malhado Teste O Gato Malhado Teste
O Gato Malhado Teste
 
Teste conto
Teste contoTeste conto
Teste conto
 
Teste conto
Teste contoTeste conto
Teste conto
 

Último

Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfEyshilaKelly1
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxconcelhovdragons
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfErasmo Portavoz
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveaulasgege
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoCelianeOliveira8
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalSilvana Silva
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoSilvaDias3
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...LuizHenriquedeAlmeid6
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxIsabellaGomes58
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptAlineSilvaPotuk
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAlexandreFrana33
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 

Último (20)

Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdfGuia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
Guia completo da Previdênci a - Reforma .pdf
 
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptxSlide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
Slide de exemplo sobre o Sítio do Pica Pau Amarelo.pptx
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdfO guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
O guia definitivo para conquistar a aprovação em concurso público.pdf
 
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chaveAula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
Aula - 2º Ano - Cultura e Sociedade - Conceitos-chave
 
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e femininoGametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
Gametogênese, formação dos gametas masculino e feminino
 
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mentalADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
ADJETIVO para 8 ano. Ensino funda.mental
 
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppttreinamento brigada incendio 2024 no.ppt
treinamento brigada incendio 2024 no.ppt
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basicoPRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
PRIMEIRO---RCP - DEA - BLS estudos - basico
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
Slides Lição 3, Betel, Ordenança para congregar e prestar culto racional, 2Tr...
 
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptxQUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
QUARTA - 1EM SOCIOLOGIA - Aprender a pesquisar.pptx
 
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.pptTREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
TREINAMENTO - BOAS PRATICAS DE HIGIENE NA COZINHA.ppt
 
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptxAs Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
As Viagens Missionária do Apostolo Paulo.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 

Teste cavaleiro da dinamarca

  • 1. FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7º Ano • Aluno(a):______________________________________________ Nº: ____ Turma:_____ Data: ____ / ___ /___ Classificação: ______________________________ A Professora: ___________ O Enc. Ed. _____________________ GRUPO I Lê os textos que se seguem com muita atenção. De seguida, realiza as atividades propostas. Não te esqueças de responder com frases completas às perguntas. TEXTO A A Dinamarca fica no norte da Europa. Ali os Invernos são longos e rigorosos com noites muito compridas e dias curtos, pálidos e gelados. A neve cobre a terra e os telhados, os rios gelam, os pássaros emigram para os países do Sul à procura de sol, as árvores perdem as suas folhas. Só os pinheiros continuam verdes no meio das florestas geladas e despidas. Só eles, com os seus ramos cobertos por finas agulhas duras e brilhantes, parecem vivos no meio do grande silêncio imóvel e branco. Há muitos anos, há dezenas e centenas de anos, havia em certo lugar da Dinamarca, no extremo Norte do país, perto do mar, uma grande floresta de pinheiros, tílias, abetos e carvalhos. Nessa floresta morava com a sua família um Cavaleiro. Viviam numa casa construída numa clareira rodeada de bétulas. E em frente da porta da casa havia um grande pinheiro que era a árvore mais alta da floresta. […] A noite de Natal era igual todos os anos. Sempre a mesma festa, sempre a mesma ceia, sempre as grandes coroas de azevinho penduradas nas portas, sempre as mesmas histórias. Mas as coisas tantas vezes repetidas e as histórias tantas vezes ouvidas pareciam cada ano mais belas e mais misteriosas. Até que certo Natal aconteceu naquela casa uma coisa que ninguém esperava. Pois terminada a ceia o Cavaleiro voltou-se para a sua família, para os seus amigos e para os seus criados, e disse: — Temos sempre festejado e celebrado juntos a noite de Natal. E esta festa tem sido para nós cheia de paz e alegria. Mas de hoje a um ano não estarei aqui. — Porquê? — perguntaram os outros todos com grande espanto. — Vou partir — respondeu ele. — Vou em peregrinação à Terra Santa e quero passar o próximo Natal na gruta onde Cristo nasceu e onde rezaram os pastores, os Reis Magos e os Anjos. Também eu quero rezar ali. Partirei na próxima Primavera. De hoje a um ano estarei em Belém. Mas passado o Natal regressarei aqui e de hoje a dois anos estaremos, se Deus quiser, reunidos de novo. Naquele tempo as viagens eram longas, perigosas e difíceis, e ira da Dinamarca à Palestina era uma grande aventura. Quem partia poucas notícias podia mandar e, muitas vezes, não voltava. Por isso a mulher do Cavaleiro ficou aflita e inquieta com a notícia. Mas não tentou convencer o marido a ficar, pois ninguém deve impedir um peregrino de partir. […] O Cavaleiro da Dinamarca, Sophia de Mello Breyner Andresen (texto com supressões) 1. Atenta nos primeiros parágrafos do texto. 1.1.Especifica o local onde se situava a casa da personagem principal. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________ 1
  • 2. 2. Na estação do ano inicialmente retratada, há um elemento da natureza que parece escapar às condições rigorosas da mesma. Indica-o. ____________________________________________________________________________________________ 3. Na descrição do Inverno, recorre-se à utilização de alguns recursos expressivos. 3.1. Aponta exemplos de enumeração e adjetivação. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________ 4. Relê o primeiro parágrafo do texto e retira segmentos textuais que remetam para as seguintes sensações:  Sensação visual ______________________________________________________________________________  Sensação de movimento _______________________________________________________________________________ 5. “A noite de Natal era igual todos os anos.” 5.1. Transcreve as palavras ou expressões que neste parágrafo reforçam a ideia transmitida por esta frase. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 5.2. O facto de a noite de Natal ser “igual todos os anos” tornava-a monótona ou aborrecida? Justifica a tua resposta. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 6. Que decisão do Cavaleiro irá alterar o ritual natalício da família? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 7. O que sentiu e como reagiu a mulher Cavaleiro perante tal decisão? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 8. Lê as quatro frases que seguem e, de acordo com os teus conhecimentos da obra, associa cada uma a uma cidade. Quando Dante tinha nove anos de idade viu um dia na rua uma rapariguinha, […] que se chamava Beatriz. 1 Veneza Então desceu sobre ele uma grande paz e uma grande confiança e, chorando de alegria, beijou a gruta. 2 Jerusalém Vanina abria a janela do seu quarto, debruçava-se na varanda e penteava os 3 Antuérpia 2
  • 3. seus cabelos. Mal se sentaram para jantar o Cavaleiro espantou-se com o paladar da comida que estava temperada com especiarias para ele desconhecidas. 4 Florença 8.1. Ordena estas quatro cidades de acordo com o percurso do Cavaleiro. ______________________________________________________________________________________________ TEXTO B A ÁRVORE DE NATAL Há muito, muito tempo, quando Deus criou o mundo, fez nascer muitas árvores, umas com folhas compridas e carnudas, outras com folhas redondas e brilhantes, outras com folhas como lanças. E criou também uma planta que cresce apontando para o céu, de forma que a sua ponta parece um intermediário entre o céu e a terra. Era um pinheiro. As suas folhas eram parecidas com grandes agulhas verdes. Mas o pinheiro não gostou nada das folhas que Deus tinha escolhido para ele e passava o tempo a lamentar-se. Então, para reparar o mal e para que o pinheiro deixasse de se queixar, Deus fez com que ele fosse uma das únicas árvores que conserva as suas folhas no inverno e determinou que, pelo menos uma vez ao ano, as folhas do pinheiro teriam o brilho das luzes. Os povos antigos começaram a enfeitar pinheiros uma vez por ano e este costume foi seguido muitos anos depois pelos cristãos. Quando chegava o Natal, todos decoravam uma árvore para comemorar o aniversário de Jesus e assim as agulhas do pinheiro brilhavam mais do que as estrelas. Ainda hoje isto acontece e, pelo Natal, vemos pinheiros decorados por toda a parte, com enfeites muito diferentes, e o brilho das luzes e das velas é tão forte que ultrapassa o das próprias estrelas. Assim apareceu a árvore de Natal, colorida e enfeitada, que é a tradição mais universal da época de Natal. Recolha de Ângela Furtado-Brum 1. De acordo com o que leste, assinala as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas. V F Deus fez as árvores com folhas muito diferentes umas das outras. O pinheiro é uma árvore que parece descer do céu. O pinheiro tinha pena de ter folhas parecidas com agulhas verdes Deus fez com que as folhas desta árvore se conservassem no inverno. Deus determinou que as folhas do pinheiro brilhassem todo o ano. Os cristãos não foram os primeiros a decorar uma árvore uma vez por ano. Já se perdeu o costume de enfeitar pinheiros pelo Natal. 3
  • 4. 2. Explicita por palavras tuas o sentido da expressão “a tradição mais universal da época do Natal” com que o texto termina. ____________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ GRUPO II 1. Completa cada uma das frases seguintes, usando, nos tempos indicados, a forma correta do verbo apresentado entre parênteses. • Pretérito perfeito do indicativo O Cavaleiro _________________ (iniciar) a sua viagem na Primavera. • Presente do indicativo Nós ____________________ (gostar) de estudar esta obra. • Pretérito imperfeito do Indicativo Os Invernos ___________________ (ser) muito longos e rigorosos. • Futuro do indicativo O Cavaleiro ____________________(permanecer) quase dois anos distante da sua família.  GRUPO III 1. Imagina que és o Cavaleiro (da obra O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen) e estás num dos locais que ele visitou. Escreve uma carta à tua família, descrevendo o local, o que fazes, etc. Elabora um texto com um mínimo de 140 e um máximo de 180 palavras, com uma linguagem clara e coerente. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 4