Teste cavaleiro da dinamarca

3.110 visualizações

Publicada em

Teste cavaleiro da dinamarca

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.110
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
17
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
246
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Teste cavaleiro da dinamarca

  1. 1. FICHA DE AVALIAÇÃO DE LÍNGUA PORTUGUESA - 7º Ano • Aluno(a):______________________________________________ Nº: ____ Turma:_____ Data: ____ / ___ /___ Classificação: ______________________________ A Professora: ___________ O Enc. Ed. _____________________ GRUPO I Lê os textos que se seguem com muita atenção. De seguida, realiza as atividades propostas. Não te esqueças de responder com frases completas às perguntas. TEXTO A A Dinamarca fica no norte da Europa. Ali os Invernos são longos e rigorosos com noites muito compridas e dias curtos, pálidos e gelados. A neve cobre a terra e os telhados, os rios gelam, os pássaros emigram para os países do Sul à procura de sol, as árvores perdem as suas folhas. Só os pinheiros continuam verdes no meio das florestas geladas e despidas. Só eles, com os seus ramos cobertos por finas agulhas duras e brilhantes, parecem vivos no meio do grande silêncio imóvel e branco. Há muitos anos, há dezenas e centenas de anos, havia em certo lugar da Dinamarca, no extremo Norte do país, perto do mar, uma grande floresta de pinheiros, tílias, abetos e carvalhos. Nessa floresta morava com a sua família um Cavaleiro. Viviam numa casa construída numa clareira rodeada de bétulas. E em frente da porta da casa havia um grande pinheiro que era a árvore mais alta da floresta. […] A noite de Natal era igual todos os anos. Sempre a mesma festa, sempre a mesma ceia, sempre as grandes coroas de azevinho penduradas nas portas, sempre as mesmas histórias. Mas as coisas tantas vezes repetidas e as histórias tantas vezes ouvidas pareciam cada ano mais belas e mais misteriosas. Até que certo Natal aconteceu naquela casa uma coisa que ninguém esperava. Pois terminada a ceia o Cavaleiro voltou-se para a sua família, para os seus amigos e para os seus criados, e disse: — Temos sempre festejado e celebrado juntos a noite de Natal. E esta festa tem sido para nós cheia de paz e alegria. Mas de hoje a um ano não estarei aqui. — Porquê? — perguntaram os outros todos com grande espanto. — Vou partir — respondeu ele. — Vou em peregrinação à Terra Santa e quero passar o próximo Natal na gruta onde Cristo nasceu e onde rezaram os pastores, os Reis Magos e os Anjos. Também eu quero rezar ali. Partirei na próxima Primavera. De hoje a um ano estarei em Belém. Mas passado o Natal regressarei aqui e de hoje a dois anos estaremos, se Deus quiser, reunidos de novo. Naquele tempo as viagens eram longas, perigosas e difíceis, e ira da Dinamarca à Palestina era uma grande aventura. Quem partia poucas notícias podia mandar e, muitas vezes, não voltava. Por isso a mulher do Cavaleiro ficou aflita e inquieta com a notícia. Mas não tentou convencer o marido a ficar, pois ninguém deve impedir um peregrino de partir. […] O Cavaleiro da Dinamarca, Sophia de Mello Breyner Andresen (texto com supressões) 1. Atenta nos primeiros parágrafos do texto. 1.1.Especifica o local onde se situava a casa da personagem principal. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________ 1
  2. 2. 2. Na estação do ano inicialmente retratada, há um elemento da natureza que parece escapar às condições rigorosas da mesma. Indica-o. ____________________________________________________________________________________________ 3. Na descrição do Inverno, recorre-se à utilização de alguns recursos expressivos. 3.1. Aponta exemplos de enumeração e adjetivação. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ _____________________________________________________________________________________________ 4. Relê o primeiro parágrafo do texto e retira segmentos textuais que remetam para as seguintes sensações:  Sensação visual ______________________________________________________________________________  Sensação de movimento _______________________________________________________________________________ 5. “A noite de Natal era igual todos os anos.” 5.1. Transcreve as palavras ou expressões que neste parágrafo reforçam a ideia transmitida por esta frase. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 5.2. O facto de a noite de Natal ser “igual todos os anos” tornava-a monótona ou aborrecida? Justifica a tua resposta. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 6. Que decisão do Cavaleiro irá alterar o ritual natalício da família? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 7. O que sentiu e como reagiu a mulher Cavaleiro perante tal decisão? ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 8. Lê as quatro frases que seguem e, de acordo com os teus conhecimentos da obra, associa cada uma a uma cidade. Quando Dante tinha nove anos de idade viu um dia na rua uma rapariguinha, […] que se chamava Beatriz. 1 Veneza Então desceu sobre ele uma grande paz e uma grande confiança e, chorando de alegria, beijou a gruta. 2 Jerusalém Vanina abria a janela do seu quarto, debruçava-se na varanda e penteava os 3 Antuérpia 2
  3. 3. seus cabelos. Mal se sentaram para jantar o Cavaleiro espantou-se com o paladar da comida que estava temperada com especiarias para ele desconhecidas. 4 Florença 8.1. Ordena estas quatro cidades de acordo com o percurso do Cavaleiro. ______________________________________________________________________________________________ TEXTO B A ÁRVORE DE NATAL Há muito, muito tempo, quando Deus criou o mundo, fez nascer muitas árvores, umas com folhas compridas e carnudas, outras com folhas redondas e brilhantes, outras com folhas como lanças. E criou também uma planta que cresce apontando para o céu, de forma que a sua ponta parece um intermediário entre o céu e a terra. Era um pinheiro. As suas folhas eram parecidas com grandes agulhas verdes. Mas o pinheiro não gostou nada das folhas que Deus tinha escolhido para ele e passava o tempo a lamentar-se. Então, para reparar o mal e para que o pinheiro deixasse de se queixar, Deus fez com que ele fosse uma das únicas árvores que conserva as suas folhas no inverno e determinou que, pelo menos uma vez ao ano, as folhas do pinheiro teriam o brilho das luzes. Os povos antigos começaram a enfeitar pinheiros uma vez por ano e este costume foi seguido muitos anos depois pelos cristãos. Quando chegava o Natal, todos decoravam uma árvore para comemorar o aniversário de Jesus e assim as agulhas do pinheiro brilhavam mais do que as estrelas. Ainda hoje isto acontece e, pelo Natal, vemos pinheiros decorados por toda a parte, com enfeites muito diferentes, e o brilho das luzes e das velas é tão forte que ultrapassa o das próprias estrelas. Assim apareceu a árvore de Natal, colorida e enfeitada, que é a tradição mais universal da época de Natal. Recolha de Ângela Furtado-Brum 1. De acordo com o que leste, assinala as afirmações que são verdadeiras e as que são falsas. V F Deus fez as árvores com folhas muito diferentes umas das outras. O pinheiro é uma árvore que parece descer do céu. O pinheiro tinha pena de ter folhas parecidas com agulhas verdes Deus fez com que as folhas desta árvore se conservassem no inverno. Deus determinou que as folhas do pinheiro brilhassem todo o ano. Os cristãos não foram os primeiros a decorar uma árvore uma vez por ano. Já se perdeu o costume de enfeitar pinheiros pelo Natal. 3
  4. 4. 2. Explicita por palavras tuas o sentido da expressão “a tradição mais universal da época do Natal” com que o texto termina. ____________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ ___________________________________________________________________________________________________ GRUPO II 1. Completa cada uma das frases seguintes, usando, nos tempos indicados, a forma correta do verbo apresentado entre parênteses. • Pretérito perfeito do indicativo O Cavaleiro _________________ (iniciar) a sua viagem na Primavera. • Presente do indicativo Nós ____________________ (gostar) de estudar esta obra. • Pretérito imperfeito do Indicativo Os Invernos ___________________ (ser) muito longos e rigorosos. • Futuro do indicativo O Cavaleiro ____________________(permanecer) quase dois anos distante da sua família.  GRUPO III 1. Imagina que és o Cavaleiro (da obra O Cavaleiro da Dinamarca de Sophia de Mello Breyner Andresen) e estás num dos locais que ele visitou. Escreve uma carta à tua família, descrevendo o local, o que fazes, etc. Elabora um texto com um mínimo de 140 e um máximo de 180 palavras, com uma linguagem clara e coerente. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ 4
  5. 5. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________Bom Trabalho! 5
  6. 6. ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ ______________________________________________________________________________________________ _________________________________________________________________________________Bom Trabalho! 5

×