SlideShare uma empresa Scribd logo
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS
Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 – Nº 172 – Ano XVIII

Especial:
Fim de ano 2013

Férias
Fomos visitar o recanto
de nosso Pároco. Local
simples, cheio de paz,
tranquilidade e
significado. Um dia muito
agradável que
registramos aqui.

Natal
Na gruta de Belém, há
mais de 2000 anos,
nasceu para nós o
Salvador! E, numa noite
feliz, a Paróquia São
Vicente de Paulo reviveu
este momento,
celebrando o Natal com
muita emoção.
.................
Editorial
Bodas
Aniversariantes

E mais...
Evangelho do mês
Mensagem Especial
Homenagens Especiais

.................
Agenda MCJ
Papa no Twitter
@Pontifex_pt

Jesus nasceu!!! Glória!!!
“Hoje vos nasceu, na Cidade de Davi, o
Salvador, que é o Cristo Senhor. Glória a
Deus no mais alto dos céus e na terra paz
aos homens!” (Lc 2, 11. 14)
2

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Editorial Especial
Queridos amigos,
Vamos chegando ao fim de
mais um ano, já quase no início
de outro, graças a Deus! Nossa
equipe, Comunicação e Cadastro,
está muito feliz, com a sensação
de dever cumprido, de graças
alcançadas, ... de vitória!
Este ano de 2013, para nós, foi
um ano muito intenso e muito
belo.
Muitas
foram
as
preocupações em fazer bem
feito.
Muitos
foram
os
planejamentos. Muitas foram as
tarefas. Mas, muitos, também,
foram
os
carinhos,
as
contribuições, as alegrias com
esta missão.
Chegando ao final deste nosso
trabalho, reafirmamos a verdade
de
que
somos
apenas
instrumento. Deus nos usa para
que
seu
projeto
de
Evangelização aconteça. Ele nos
inspira, nos inquieta, não nos
deixa parar!

Agenda do mês
Janeiro e Fevereiro

Janeiro

Fevereiro

Deve ser por isso que sentimos nosso
coração apertar quando pensamos que
nosso Jornal Aliança de dezembro
(enviado em 01/12/13), seria nosso
último. Mas e as férias? O que o pessoal
vai ler nas férias?! Mas e o Natal? Não
terá um lugarzinho em nossas edições
esta que é uma das celebrações mais
importantes para nós, Cristãos? Mas e as
equipes
todas?
Não
merecem
a
oportunidade de se homenagear após
essa longa jornada de 2013? Com tudo
isso, nosso coração quase teve um
piripaque de vontade de fazer um Jornal
Aliança Especial... E aqui está ele .
Esta edição especial foi elaborada
numa forma diferente das demais.
Perceberão que as seções não são as
mesmas das que temos normalmente.
Mas uma coisa não mudou: a riqueza das
matérias vem da contribuição de muitos
irmãos, pois “nenhum de nós é tão bom
quanto todos nós juntos”! Nosso objetivo
é mostrar que, mesmo no fim do ano,
muita coisa ainda acontece e que Deus
não para de nos agraciar.

Esperamos
que
todos
tenham um momento muito
agradável durante esta leitura,
relembrando
momentos,
descobrindo
novidades,
encantando-se, emocionandose e recebendo nosso carinho,
que enviamos através
de
palavras,
imagens
e
formatações.
Fiquem na paz de Cristo
atééééééé o fim do ano (sim,
pois Deus pode fazer muito
ainda em 2013) e um 2014 com
ainda mais fé, amor, paz,
saúde,
alegrias
e
graças
surpreendentes para todos nós!
Agradecemos a Deus pelas
inspirações e a todos pelas
leituras e contribuições!
Com muito carinho,
Equipe COCADA 2013 

(COCADA = COmunicação e CADAstro)

Evangelho do mês
Janeiro e Fevereiro
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

3

Especial:
Padre Zé
Há quatro anos, nossa Paróquia está sendo cuidada por um novo pároco: o Padre José Brand.
Todos os paroquianos já puderam encontrá-lo, ouví-lo, abraçá-lo. Mas já foi possível conhecê-lo?
Com atitudes decididas e sem medir palavras e esforços, ele vai chamando a atenção por
onde passa, deixando claro que sua preocupação não está em agradar a todos, mas em defender o
bem da comunidade, com toda sua verdade. Para conhecer um pouco mais sobre essa verdade,
nossa Equipe teve a honra de visitar um recanto muito especial de nosso pároco, onde foi possível
encontrar, em sua origem, as fontes inspiradoras deste homem de Deus.
Veja como foi nosso dia de visita a Salvador do Sul, iniciando pelo registro desse passeio
inesquecível, que permitiu conhecer nosso pároco mais de perto, cujo perfil será apresentado na
sequência.
O Recanto
O domingo lindo de sol,
17 de novembro de 2013,
começou cedo. Nosso ponto de
encontro: a casa paroquial.
Dali, saímos em comboio para
Salvador do Sul. Estávamos
divididos em três carros, na
frente ia o Padre Zé, nos

O primeiro, é a casa onde
moraram seus pais e irmãos,
finalizada no ano de sua
Ordenação, 1983. Hoje, seu
grande tesouro. É uma casa
simples e acolhedora, cheia de
memórias e recordações.

A casa fica localizada ao
lado da Escola Estadual onde
o pai do Padre Zé, o Professor
Nicolau Oswaldo Brand, foi
professor e diretor, e onde ele
morou durante sua infância.
Hoje, a escola está em desuso.
guiando,
Márcio
e
Cleusi na sequência e
Alexandre e Débora
(Gabriella e Rafaella)
logo atrás. Durante o
trajeto, passamos por
paisagens
lindas,
como
que
nos
preparando para o que
estava por vir!
Ao chegarmos a
Salvador
do
Sul,
dobramos na Estrada
Prof. Nicolau Oswaldo
Brand, nome dado em
homenagem ao pai do
Padre Zé, sendo a rua
principal
da
localidade.
Lugar
calmo e tranqüilo,
onde
todo
mundo
conhece todo mundo e
que
possui
dois
cantinhos
preciosos
que vamos apresentar
a seguir.

Bem em frente à casa, há
um campinho de futebol, onde
o menino Zé jogava bola com
os vizinhos de uma outra casa
mais à frente. Juntavam-se os
irmãos de uma casa contra os
irmãos da outra e pronto! Os
times estavam completos! Se o
Zezinho era bom no futebol?
Ah!!! Isso não era importante.
Mais valia o cansaço da
diversão e a liberdade bem
vivida entre amigos e irmãos.

Logo mais à frente, fica
uma pracinha onde se localiza
uma Capela centenária, local
da Ordenação do Padre Zé, de
onde é possível ter uma linda
vista do lugarejo.
Muitas memórias estão
ao redor e dentro da casa, que
abriga muitos utensílios que
fizeram parte da infância do
Padre Zé. As paredes da
cozinha onde ficamos são
cobertas por objetos de seus
pais, verdadeiras relíquias
que mostram que, desde
berço, sua vocação já estava
sendo semeada, expressando a
fé que o Seu Nicolau e a Dona
Elsa traziam no coração.

Ali, fizemos nosso café
da manhã, com cuca, mel,
salame e queijo da melhor
qualidade! Mas cadê a
leiteira?!?!? Pode ser a
canequinha mesmo  E o
pior é que a canequinha era
a leiteira legítima, que não
foi
reconhecida
pelos
visitantes de 1ª viagem...
4

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

O segundo lugar especial
fica na mesma Estrada, logo
ali, camuflado sob o muro
verde.

Chegamos na chácara do
Padre Zé, um lugar lindo,
sossegado, um verdadeiro
presente de Deus. Logo na
chegada, todos já estavam
hipnotizados
pelo
som
encantador da natureza, o
vento balançando as folhas
das
árvores,
passarinhos
cantando, e o túnel verde que
nos levou até o portão, com
direito a efeito relaxante. A
vista do portão já era linda,
com muito verde e uma casa
rústica que só de olhar já se
imagina como deve ser morar
no paraíso.

Mas, não pensem que
acabou... O melhor ainda
estava por vir...
O Padre convidou a gente
para segui-lo até a cachoeira e
alertou que as crianças não
deveriam ir, pois era perigoso.
“Ok”, pensamos, “deve ser
perigoso por causa das águas
correntes”.
Então,
nos
dividimos entre quem ficaria
com as crianças e quem iria, e
partimos. Mal sabíamos nós
da
aventura
que
nos
esperava! O caminho para
chegar até a cachoeira não era
nada mais, nada menos, do
que uma encosta íngreme com
mata fechada! O caminho é
que era perigoso!!! Mas uma
vez começado, não dava pra
voltar. Aceitamos o desafio e
fomos em frente.

Passamos por árvores
centenárias, árvores gigantes,
por um local na rocha onde o
Padre
havia
feito
uma
grutinha, cipós, terra coberta
por
folhas
de
árvores,
descidas bruscas que, por
vezes, deslizavam, galhos
onde tínhamos que nos
agarrar,
alguns,
já
envelhecidos, se rompiam e o
grito era inevitável.
Se fosse só por isso, já
estava bom, mas quando Deus
nos dá um presente, ele
capricha!
Foi
aí
que
conhecemos o riacho que
passa no pátio da casa,
escondido sob as árvores.
Água limpinha correndo, com
aquele barulhinho que só de
pensar já vai dando um
soninho,
de
tão
tranqüilizador. Isso sim é a
materialização daquele dito
popular que fala de viver de
“sombra e água fresca”. Obra
prima do criador!

A cada novo passo, o
barulho
de
água
ia
aumentando. Mas de onde
vinha?

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Olhando pra baixo, se via
o chão coberto por folhas. Pra
cima, o sol entrando entre as
copas das árvores, garantindo
uma iluminação suave e linda.
De um lado, um paredão
rochoso, nos outros, um verde
só! Diante de toda aquela
beleza, o “Glória a Deus!” era
incontrolável
(e
foram
incontáveis!). Até esquecíamos
do perigo e ficávamos de boca
aberta com tanta beleza, até
que...
“Ahh!!!”
um
resbalãozinho básico nos fazia
agarrar no braço de quem
estivesse mais perto e voltar a
atenção ao nosso próximo
passo.
O
Padre
foi
muito
habilidoso. Acostumado com o
caminho, se sumia entre as
árvores e quando a gente via,
já estava lá na frente,
esperando
por
nós.
A
ansiedade
dele
em
nos
mostrar a grande obra prima

se juntava com a nossa em
conhecê-la.
Até que, muito passos e
sustos e encantamentos à
frente, chegamos ao destino.
Aí, nossos butiás que ainda
restavam no bolso nem
caíram, pularam pro chão!
Que-lugar-lindo!!!
Imaginem uma cachoeira
onde pedras são contornadas
suavemente
pela
água,
gerando várias quedinhas
d’água, cada uma com sua
beleza e com seu som.
Algumas ainda formavam
piscininhas naturais de água
cristalina entre as pedras.
Tudo isso cercado por árvores
verdinhas
de
todos
os
tamanhos, de forma que só é
possível ver o céu na beirinha
do riacho, caso contrário, só o
sol pode nos encontrar.
Agora, some tudo isso e
coloque no quintal de sua
casa. I-NEX-PLI-CÁ-VEL!
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Ainda boqueabertos, o
Padre
nos
desafiou
a
fecharmos
os
olhos
e
prestarmos atenção nos sons
da água. Sim, porque era
apenas uma cachoeira, mas os
sons eram inúmeros. Seria
possível contá-los? Fechamos
os olhos e abrimos os ouvidos
para uma experiência que até
hoje nos faz suspirar. A
intenção
era
contar
os
diferentes sons, mas a paz
que
aquele
lugar
nos
proporcionava e o barulho
paralisante daquelas águas
não nos deixaram ir muito
além na contagem. Parece

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

E o nosso almoço, hein?
De volta à casa da família do
Padre Zé, ele mostrou que não
passa aperto e faz comidas
deliciosas.
Um
churrasco
campeiro,
assado
na
churrasqueira ao ar livre,
estrategicamente colocada sob
as árvores do pátio e um aipim
com um temperinho especial
de
alho
que
jamais
esqueceremos
(e
estamos
sempre à disposição para
repetir a dose)! O almoço foi
uma bênção e o churrasco
estava
uma
delícia!!!
“Churrasco
do
véio,
é
churrasco
do
véio”,
não
precisamos nem forçar a
dentadura 

5

De pés no chão, sentindo
a coceirinha que a grama
fazia na sola do pé, pudemos
curtir esse momento simples e
cheio de significado, com a
alegria de quem estava
visitando um amigo, sem
cerimônias e com muita
autenticidade. Conversa vai,
conversa vem... E assim se
sucedeu a tarde inteira. Foi
um momento que propiciou
um maior conhecimento de
ambos os lados. Realmente,
esse dia foi uma graça, no
qual pudemos estreitar os
laços e ficarmos mais íntimos
do nosso amigo, Padre Zé.

Nossa equipe ficou super
feliz com o convite (veja nossa
felicidade na foto a seguir) e
agradecemos nosso amigo pelo
dia super agradável que
tivemos! Com exceção dos
borrachudos,
tudo
estava
maravilhoso!!!
Veja mais fotos em nosso
blog (Álbum de fotos) e
conheça mais sobre nosso
pároco a seguir.

que, a cada novo pingo d’água,
ia se fazendo uma limpeza no
pensamento, na alma. Uma
obra prima de Deus, que, até
tentamos registrar em fotos,
mas a beleza do conjunto era
grande demais para caber em
apenas alguns pixels. A
sensação era de paralisia e
encantamento e a vontade era
de não sair mais dali. Mas era
preciso voltar, pois ainda
tínhamos
o almoço nos
esperando
(pra
falar
a
verdade, até perdemos a fome
com tanta beleza, mas aí,
lembramos das crianças ).
6

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

O Perfil
Filho do Seu Nicolau
Oswaldo e de Dona Elsa
Veleda, Padre Zé nasceu em
São
José
do
Sul
em
07/11/1954, sendo o filho mais
velho de seis irmãos. Quando
ele tinha cinco anos de idade,
seu pai, que era professor, foi
trabalhar numa escola em
Salvador do Sul, mudando-se
com sua família para a escola
que fica ao lado da casa que
fomos visitar (a qual nos
referimos anteriormente).
Percebemos um carinho
sem tamanho quando falamos
sobre
suas
origens,
especialmente
quando
falamos sobre seus pais.
Cresceu numa família que era
referência na comunidade,
pois o pai era professor e
exerciam lideranças muito
dinâmicas
e
efetivas.
Rezavam
o
terço
na
comunidade,
o
pai
era
Ministro
da
Eucaristia,
catequista, professor e diretor
de escola. Os Padres da região
costumavam freqüentar o lar
da família. Tudo isso fez com
que o Zezinho fosse crescendo
em um ambiente religioso.
A mãe era funcionária do
estado e trabalhava em
escola.
Tinha
um
dom
especial no que fazia, porque
fazia com amor. No bate-papo
do almoço, surgiu a

lembrança de que Dona Elsa
foi uma excelente cozinheira.
A galinhada que ela fazia,
jamais alguém fará igual. Isso
sem falar nas batatas com um
preparo secreto. O pai era
professor e, após, tornou-se
diretor
da
escola
que
visitamos. Era conhecido e
respeitado por todos do local,
chamado
sempre
de
“o
Professor”, uma referência ao
respeito que se tinha por ele.
Homem de bem que chegou a
freqüentar o Seminário. Ao
sentir-se chamado para a
vocação matrimonial, disse a
um colega seminarista “Eu
não tenho vocação para ser
Padre. Mas a partir de hoje
vou rezar para que um filho
meu seja”. Desde então, saiu
do Seminário e começou a
rezar pelo despertar da
vocação Sacerdotal em um dos
filhos, sendo, o contemplado, o
jovem Zé. Obra de Deus!
Desde os 11 anos de
idade, quando saiu de casa já
para ir pro Seminário, o
Zezinho teve de aprender a
carregar
sua
mochilinha,
levando no coração e na
lembrança as palavras e
vivências tidas em família.
Conta que a orientação do pai
aos filhos, quanto ao que fazer
da vida, era “façam o que faz

vocês
felizes”.
E,
desde
pequeninho, quando a mãe
perguntava o que ele queria
ser quando crescesse, a
resposta era sempre a mesma:
Padre!
Aos 16 anos, voltou pra
casa, para um período de
discernimento,
retornando,
então, ao seminário, aos 19.
Em 1983, ordenou-se Padre na
mesma
Igrejinha
que
visitamos, situada em frente à
casa de sua família. Voltar
para Salvador do Sul, é, para o
Padre Zé, literalmente, voltar
pra casa.
Sobre sua vocação, Padre
Zé afirma que escolheu o
Sacerdócio por opção. Outras
oportunidades surgiram no
seu caminho durante o tempo
de preparação. Mas ele não
quis. Quis ser Padre. Seu
chamado foi tão forte que
confessa que se fosse escolher
hoje, escolheria novamente ser
Padre.
Conta que, quando estava
no Seminário de Viamão,
cursando o segundo grau à
noite, na Escola Técnica de
Agricultura
(era
comum
seminaristas estudarem em
escolas regulares), fizeram um
levantamento dos alunos com
melhores médias em toda a
rede estadual. Entre todos, o
jovem Zé tirou o primeiro
lugar. Foi aí que surgiu o
convite para largar o

Fazendo os cálculos, é possível perceber que o SIM definitivo para que toda essa
caminhada acontecesse, foi dado há exatos 30 anos. Não havia como deixar passar em
branco a comemoração desta vida de entrega. E foi por isso que a Paróquia São
Vicente de Paulo, em Cachoeirinha, se reuniu no último dia 17, como está relatado a
seguir.

Seminário e assumir um cargo
num banco. Mas, o então
seminarista Brand, percebeu
que esta proposta era uma
tentação do inimigo querendo
lhe roubar a vocação e não
aceitou. Seguiu seus estudos
como seminarista, com a
mesma dedicação e veio a
tirar o primeiro lugar no
vestibular, para orgulho da
família, que via o primeiro
filho a ingressar na faculdade.
De 1977 a 1979, cursou
Filosofia na FAFINC, em
Viamão e, de 1980 a 1983,
Teologia, na PUC de Porto
Alegre.
O ano de 1983 foi decisivo
para a vida Sacerdotal de
nosso pároco, pois, em 20 de
março, foi ordenado Diácono,
na Paróquia São Luis do
Jardim Botânico, POA (1º
Diácono fora do Seminário
Maior, hoje prática comum).
No fim do mesmo ano, em 17
de dezembro, foi ordenado
Sacerdote na sua terra natal
(13º Padre da comunidade).
Desde sua Ordenação, o
Padre Zé já atuou em diversas
comunidades, cada uma com
sua missão diferente. Veja:
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

A Homenagem
Não é à toa que o Padre
Zé desperta bem-querer entre
os
que
estão
próximos.
Buscando
firmar
valores,
como:
simplicidade,
integração e acolhimento, vão
surgindo
frutos
de
seu
trabalho,
pela
ação
do
Espírito Santo, que são
reconhecidos por todos.
Como
forma
de
homenageá-lo por sua entrega
e decisão, ocorreu, no dia 17
de dezembro de 2013, a Santa
Missa em celebração pelos 30
anos de Sacerdócio de nosso
pároco, sendo seguida por
uma
confraternização
no
Salão
Paroquial.
Vários
movimentos se uniram para
comemorar esta
data e
abraçar o Padre que, mesmo
após uma vida de vocação,
continua firme, dizendo “Se
hoje eu tivesse de escolher,
faria tudo de novo!”.

Foi
bonito
participar
desse momento especial que
começou com a Santa Missa.
Paroquianos
de
vários
movimentos
marcaram
presença e puderam ouvir a
homilia
em
forma
de
retrospectiva para recordar os
passos mais importantes que
preenchem a bagagem de
nosso Pároco.

primeiro amor, que o Papa
Francisco nos fala. 30 anos de
entrega viva e doação a cada
comunidade por onde passou,
levando
um
pouco
de
experiência e deixando muito
trabalho, dedicação e amor.

No finzinho da Santa
Missa, foi a hora de a
comunidade homenagear o
aniversariante com palavras,
gestos e música. Foi montada
uma linha de tempo com
imagens e palavras marcantes
do Padre Zé.
Claro
que
não
podia
faltar aquele
“Parabéns!”
caprichado,
seguido de um “Com imensa
alegria!” em que todas as
mãos se voltaram como que
abençoando o Sacerdócio de
nosso pároco.

mudança que ele fez em nossa
Paróquia. Nós temos ele como
referência
para
nossa
caminhada
e
como
um
orientador.
Não
apenas
Orientador Espiritual, como
de fato, mas também como um
orientador
administrativo,
financeiro,... Ele sempre tem
uma palavra certa para nossa
necessidade
do
momento.
Sempre tem uma palavra
amiga, sempre está aberto,
sempre está disponível, sendo
um padre acessível.”
Márcia: “Neste contato que
tive com ele nesses quatro
anos, e agora ainda mais
próximo, falei várias vezes pro
Léo que podemos definir ele
como um pai, o pai da
coordenação 2014. A gente
vem pra ele com todas as
dúvidas e ele diz „Calma,
vamos fazer cada coisa a seu
tempo.‟ Então, posso definir
ele como um pai.”

Zete e Lê (Andressa, Matheus
e Ana Laura), MCJ – Grupos
22 e 33, Coordenadores
Gerais 2013


Logo após, todos fomos ao
Salão
Paroquial
para
confraternizar.

Lá,
alguns
amigos
deixaram recadinhos especiais
e cheios de carinho, dirigidos
a este homem incansável na
missão, que seguem abaixo:
No ofertório, foi levado ao
Altar o pão e a uva,
representando a partilha do
corpo e sangue de Cristo. Foi
ofertada, também, uma cuia
de chimarrão, que é a marca
registrada de nosso Pároco.
“Quem nunca tomou um
chimarrão com o Padre Zé?”
Numa roda de chimarrão se
conversa, toma-se decisões e
aprende-se mais sobre a
Bíblia, como na proposta do
chimarrão Bíblico. Também
foi levada ao Altar uma estola
do Padre Zé, simbolizando a
entrega à vida sacerdotal. O

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Léo e Márcia (Ícaro), MCJ –
Grupo 24, Coordenadores
Gerais 2014

Leo: “É difícil encontrar
palavras para expressar, pois
é uma caminhada muito longa
(30 anos). Mas a gente tem
uma gratidão enorme pela
presença do Padre Zé, pela

Zete: “Nestes quatro anos de
presença do Padre Zé em
nossa Comunidade, ele já
deixou
sua
marca.
Em
destaque, a mudança que está
acontecendo, a proposta de um
novo olhar, de um despertar
para a unidade, além da
vivência da pertença. Ele é um
conselheiro e um baita amigo!”

Lúcia dos
Santos,
Coordenadora
do Dízimo

“O que mais eu
admiro nele nesse tempo todo,
é a integração que ele
promoveu na comunidade.
Isso aí é fora de série! Ele
conseguiu
fazer
essa
integração como ele fala
sempre. Mas isso é apenas
uma das coisas que eu
admiro, o que eu acho
fundamental, porque quantos
que foram resistentes no início
e hoje estão aí, junto com todo
mundo. Além disso, como
pessoa, como ser humano, ele
tem um coração muito bom. A
gente que tá acostumada com
ele, vê que ele é muito sincero,
o que é bom! Uma pessoa
carismática, com coração

7

muito grande! Gosta de deixar
as pessoas à vontade. Também
quero
deixar
meu
agradecimento pela confiança
e o carinho que ele tem por
mim. Não tem explicação! Ele
cuida de mim, como ele diz.
Meu aniversário ele nunca
esquece. Uma vez me mandou
um buquê de rosas no meu
aniversário que eu quase
morri, coisa mais linda! Com
um cartão que não esqueço!
Eu gosto muito dele!”

Clair, Secretária na Paróquia

Em comemoração aos 30 Anos
de Sacerdócio, a Clair mandou
um PARABÉNS (tímido) 

Guilherme e Manuella, MEJ

“Participamos do Movimento
Eucarístico Jovem, da São
José
Operário.
Este
movimento existe há 25 anos
lá. O Padre Zé é nosso Guia
Espiritual, e tem nos ajudado
desde que chegou. Com a
vivência que temos com ele,
vemos que ele se preocupa
muito com a vida
do
movimento,
porque
o
movimento
traz
vida
à
comunidade.
Quando
ele
chegou
aqui,
muitos
movimentos
e
pastorais
estavam morrendo. Então, ele
tentou ir lá na raiz onde o
problema estava acontecendo
pra
tentar
ajudar,
pra
reavivar vários movimentos,
como o MEJ, por exemplo. E,
hoje, o setor juventude ta aí,
com uma inspiração nova, que
leva a juventude a se ajudar
pra não morrer. ”

Veja mais fotos em nosso
blog (Álbum de fotos).
8

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Especial:
hOMENAGENS
Equipe Festas da Comunidade,
Agradecemos de coração esta
equipe tão animada, comprometida
e eficiente, que trabalhou conosco
desde o início do ano, nas mais
diversas tarefas, sendo na atividade
da Pré-Jornada (JMJ), nas festas da
Paróquia ou na divulgação da
Romaria da Paz.
Felipão e Amanda
Rica e Juci
Laudione e Terezinha
Regis e Cris
Fabiano e Bianca

Rogamos ao
Pai que, por
intercessão de
Nossa Senhora
Aparecida, São
Cristóvão e São
Vicente de Paulo,
abençoe a todos vocês e seus
familiares e nos fortaleça, cada vez
mais ,como Comunidade Cristã.
Edison e Jô
Festas da Comunidade/2013

Contamos, também, com a valiosa
colaboração de pessoas experientes que se
colocaram à disposição como voluntários
na Churrasqueira e merecem todo nosso
reconhecimento:
Caletti (Nívia)
Giovane (Daiane)
Basílio (Eliane)
Ivan (Luci)
Delmar (Lia)
Léo (Camila)
Sérgio (Ne usa)
Alexandre (Vanessa)

Aos queridos amigos da
Liturgia 2013,
Em nossa caminhada de MCJ
percebemos que cada equipe é única.
Entra ano e sai ano, participamos de
uma equipe aqui, outra ali, isto é:
MOVIMENTO. Mas o que se vive
naquele ano com aquelas pessoas, é
ímpar.

Assim, a Equipe da Liturgia 2013
ficará para sempre em nossos corações.
Iremos lembrar com carinho de cada
encontro, cada sorriso, cada música, e
por que não, cada “Mandrake” também?
Sabemos que Nossa Senhora tem nos
guiado sempre, desde quando colocamos o
nome de cada casal aos seus pés. Depois,
com os caminhos que ela ia abrindo a
cada visita que fazíamos e, também, em
todos os compromissos que íamos
assumindo durante o ano.
Assim como a música “Aonde
mandar eu irei, seu amor eu não posso
ocultar...” a equipe estava pronta para
todos os “chamados”.
Obrigada pela parceria,
disponibilidade e alegria de cada um de
vocês! Aprendemos a amar famílias que
nem conhecíamos. Só Deus faz disso:
reúne pessoas desconhecidas para
cumprirem um mesmo ideal.
Amamos cada um de vocês de modo
muito especial.
Paulinho e Rita (Luísa)
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Durante este ano de 2013, tivemos
grandes motivos de alegria em nossa
vida, e um deles foi ter partilhado
grandes momentos com estes casais.
Estamos nos referindo a esta Equipe
maravilhosa da Liturgia 2013. Desde
que começamos a ficar juntos, após o
convite inicial dos coordenadores
Paulinho & Rita, vimos que, apesar de
cada casal ser “diferente”, pois cada um
tem as suas ideias e métodos de
trabalho, todos tem um único ideal:
Através da música, levar a oração a
Deus e a nossos irmãos.
Durante o ano, tivemos muitos
ensaios, algumas Missas e outros eventos
em que estivemos juntos com muita
alegria e nos conhecendo cada vez mais,
como uma gr ande família.
Hoje, nos indagamos: como será
após Fevereiro de 2014? Isto é sinal
que sentimos falta uns dos outros pois
nos apegamos e queremos estar perto
de amigos.

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Nossos presentes de Deus: Luiza,
Mel, Samuel, Tassiane, Felipe e a
Laurinha, nos acompanharam em
inúmeros ensaios e atividades nos
lembrando, através da sua alegria e
doçura, que realmente o Espirito de
Deus está ao nosso meio.
Amigos Fabio & Aline, Tales &
Cris, Charles & Carla, já nos
conhecíamos do “grande grupo do
MCJ”. Porém, ao trabalhar junto com
vocês este ano, pudemos conhecer
casais maravilhosos com grandes
dons que Deus colocou em seus
corações para usar em prol do irmão.
Conhecer vocês nos fez crescer por
várias atitudes, mas principalmente
pelo abraço forte de amigos em todas
as atividades em que nos víamos.

9

E, Paulinho & Rita, vocês tiveram
um papel fundamental dentro desta
equipe: o amor e dedicação que nos
deram. E foram incansáveis durante
este ano nos guiando, estando sempre
junto e, principalmente, nos
incentivando e ouvindo.
Agradecemos a Deus por esta
oportunidade de estarmos juntos
neste ano de 2013 compartilhando
muitas alegrias, trabalhos e até
mesmo o cansaço que tivemos, “Pois é
pelo fogo que se experimentam o ouro
e a prata, e os homens agradáveis a
Deus, pelo cadinho da humilhação”
Eclesiástico 2, 5.
Fiquem com Deus amigos!
Sandro & Meg (Melissa / Samuel)

Aos amigos do G13,
Em 2012, recebemos mais um convite
para trabalhar no MCJ, mas esse seria
bem diferente, pois além de evangelizar,
teríamos que “cultivar” famílias na
caminhada. Todos sabem que largar a
sementinha é fácil, se render frutos, tudo
bem, senão também está tranquilo... Mas
nós tínhamos a missão de mantê-las, fazêlas crescer e mais: darem frutos!
Recebemos o convite com muita
seriedade e, sobretudo, preocupação.
Esperamos confiantes no Senhor, pois não
tínhamos ideia de quais famílias estariam
designadas para nós. Lembramos com
carinho do rostinho de muitos
encontristas daquele ECJ... Mas dos nossos
casais.... ah! Esses foram amor à primeira
vista!!!
Quando ficamos sozinhos na sala para
trabalho em grupo, a vontade era de
abraçar cada um e dar um colinho... Sim,
pois temos a ilusão de que são os casais
que estão entrando é que precisam da
gente, mas não é bem assim, somos nós que
precisamos de novas amizades em Cristo e
novos crescimentos, pois a fé nos permite
esse amadurecimento.

Depois, veio o Reencontro, algumas
descobertas, as reuniões, e aos poucos o
“sentir-se em casa” de cada um.

Agradecemos a Deus pela vida de cada
um de vocês e por Ele ter proporcionado o
nosso encontro. Teremos muitas histórias
para viver ainda, mas sabemos que
escreveremos todas elas juntos! Amamos
muito vocês!!!
Paulinho e Rita (Luísa)
10

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Léo e Marcia (ícaro),
É com muito orgulho que gostaríamos
de parabenizá-los pela coordenação do
nosso movimento no ano de 2014.

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Convivemos com vocês durante 10
anos e, quanto mais os conhecemos, mais
os admiramos.
A simplicidade, o serviço, o sigilo e a
sinceridade sempre foram características
demonstradas por vocês em cada atitude.
Crescemos juntos em muitos aspectos, e
hoje, podemos dizer que somos amigos de
verdade e isso nos deixa muito felizes.
Confiamos e acredit amos muito em
vocês. Tem uma música que diz: "Deus
quis do homem precisar, pro seu reino de
amor construir". Eis a missão de vocês e
podem contar com a nossa oração e com
nosso serviço!
Com muito amor e carinho,
Marco e Josi (Tobias e Tales)

Sim, homenagem a vocês, casal
querido, que durante todo ano se
dedicaram com todo amor e carinho na
edição do jornal, e de todas as outras
tarefas direcionadas à Equipe
Comunicação e Cadastro, onde com
certeza, emocionaram e tocaram muitos
corações.
Para que este trabalho fechasse com
chave de ouro, ainda tiveram a brilhante
ideia dessa edição EXTRA.
Então, não podíamos deixar de
homenagear vocês.

Parabéns pelo MAGNÍFICO trabalho
feito durante o ano e muito OBRIGADO
pelos momentos felizes que passamos
juntinhos nessa caminhada. Momentos
estes, que tivemos o prazer de participar
com vocês e aprender muito durante o
ano de 2013.
Saibam que, quando demos nosso SIM,
assumimos o compromisso com muita
seriedade preocupação e dedicação.
Durante este ano, partilhamos de
muitos momentos juntos, demos muitas
risadas, nos encontramos com mais
frequência, trocamos inúmeros e-mails,
inúmeras fotos, acontecimentos que
marcaram para sempre nossas vidas.
Continuem sendo essas pessoas
maravilhosas que vocês são, e que venha
um ano maravi lhoso para todos nós!
Desejamos a vocês muitas conquistas
em 2014, muita Paz, e muito Amor.
Que nunca nos falte a coragem, a fé e
a lembrança da presença de Deus em
nossas vidas.
Com carinho,
Alexandre e Débora
(Gabriella e Rafaella)

Xandy e Binha, Gaby e Rafa,
Mais um ano se encerra, e o que fica
para trás são algumas histórias para
contar, outras para sorrir, e muitas
pessoas para agradecer...
Queríamos nós (Márcio e Cleusi)
aproveitar e agradecer a uma família
que, ao longo deste ano, caminhou
conosco, fazendo aquilo que somente
quem dá um SIM de coração é capaz.
Foram momentos de
superação,
aprendizado e,
principalmente, de
estreitamentos dos
laços afetivos.
Inúmeras foram as
reuniões em meio à
bagunça de uma
construção, em uma
sala apertada, em uma
garagem ampla e até
mesmo em meio a um
piquenique ao ar livre
numa bela tarde de
sol.

Jamais se omitiram quando era
perguntado: “Quem poderia fazer
isso?”, “ Quem poderia nos ajudar
naquilo?”, ou “Quem poderia ir neste
evento para registrá-lo?”
Queremos agradecer e abraçá-los, e
dizer que estamos muito satisfeitos
com o trabalho que foi feito por esta
família ao longo do ano. Família que
teve uma bela participação de duas
bonecas lindas, chamadas Gabriella e
Rafaella , a dupla Ga-Rafa 
Alexandre e Débora, obrigado por
fazer parte desta equipe tão
importante para o nosso movimento.
Conte conosco sempre, pois
encerramos o ano, com uma
felicidade muito grande em nossos
corações por termos vocês na equipe
COCADA.
Que Deus continue abençoando
esta família mais do que especial!!!
Com carinho,
Márcio e Cleusi
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

11

Gostaria de agradecer aos
meus dindos, Junior e
Ângela (Dudu), pelo carinho
e amor com que me
trataram nesse ano.
Beijos!
Amo vocês!!!
Samuel (Ni co e Silvana)

Harmonia Grupo G41,
Esta foto do Reencontro/2011
representa o nascimento do Grupo 41.
Um momento único, pois aqui se formou
um grupo perseverante e com uma forte
união em Cristo.

Foi muito bom estarmos a frente, neste
ano de 2013, coordenando o G41. Neste
grupo, dividimos muitas lágrimas...
Lágrimas de alegrias e de tristezas, mas
a cada abraço dado, neste momento
sentimos cada vez mais a força que
temos e o quanto somos unidos para
enfrentarmos nossas dificuldades.
Que Deus continue nos abençoando
e que tenhamos muita fé, pois quanto
mais nos envolvemos nas coisas de Deus e
em nossa comunidade, vemos o quanto
somos pequenos e frágeis. Vemos,
também, o quanto devemos ajudar o
próximo cada vez mais e que nada está
pronto, pois temos muito trabalho nessa
caminhada e isso é o que nos fortalece.
Um grande beijo para André e
Alice, Sérgio e Neusa (Marcelo, Ju), Léo e
Camila (Ani ta), Robinson e Elis (João e
Cecília).
Vladi e Leila (Felipe e Natieli)
Grupo Reflexão G41/2013

Falar em JMJ é falar em Papa
Francisco. Falar em Papa Francisco é
falar na
alegria de
servir. Falar
na alegria de
servir é falar
da Equipe
JMJ!
Ao ler as palavras do Papa Francisco
no encontro com os voluntários,
percebemos que não existem palavras
que se encaixam tão bem como as que o
Papa Francisco proferiu para agradecer
a cada um que viveu a JORNADA
MUNDIAL DA JUVENTUDE!

Fiquemos com as palavras do Papa: “O
serviço que vocês realizaram nestes dias
me lembrou da missão de São João
Batista, que preparou o caminho para
Jesus. Cada um, a seu modo, foi um
instrumento para que milhares de jovens
tivessem o “caminho preparado” para
encontrar Jesus. E esse é o serviço mais
bonito que
podemos
realizar como
discípulos
missionários:
preparar o
caminho para
que todos
possam conhecer, encontrar e amar o
Senhor. A vocês que, neste período,
responderam com tanta prontidão e
generosidade ao chamado para ser
voluntários na Jornada Mundial, queria
dizer: sejam sempre generosos com Deus
e com os demais. Não se perde nada; ao
contrário, é grande a riqueza da vida
que se recebe!” (Papa Francisco,
28/06/2013)
Equipe JMJ
12

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Especial:
nATAL
A Noite de Natal é especial. Nela, todos se sentem mais leves,
felizes e acreditam num mundo melhor. Isso só pode ser pela alegria em
participar do aniversário de Cristo.
Por isso, na noite de 24 de dezembro de 2013, a comunidade São Vicente de Paulo se reuniu
para celebrar esta data tão importante para os cristãos. Durante a Santa Missa, aconteceu a
encenação do Nascimento do Menino Jesus, que emocionou tanto os que participavam da mesma,
quanto os que a assistiam.
Foi assim...
A Encenação
No início, a narradora nos lembrou que, neste ano em que
comemoramos o ano da Fé, fomos agraciados com uma presença muito
importante entre nós: O Papa Francisco. Ao se encontrar com os jovens
do mundo inteiro, na Jornada Mundial da Juventude, deixou para todos
nós mensagens de amor, fé e esperança. Falou aos jovens, ás famílias, aos
pais, aos filhos, aos doentes. Foi ao encontro da periferia, das crianças, de
todos, numa acolhida e evangelização que condiz ao sucessor de Pedro.
Ao chegar ao Brasil, disse primeiramente: “Não trago ouro, nem prata,
mas aquilo que tenho de melhor: Jesus Cristo”.
A semana da JMJ passou rápido demais. E, com ela, foi-se, também,
embora o nosso querido Papa Francisco. Mas ele nos anunciou Jesus
Cristo, que permanece conosco a todo instante e em qualquer lugar. E foi
o próprio Jesus que nos contou sua história na Noite de Natal!!!
Durante
uma
música,
cantada
lindamente pela Equipe de Liturgia, o
Anjo, dirigiu-se suavemente até Maria,
que estava no meio da comunidade e a
chamou.

Ao som da musica “Jesus Cristo”, uma
família caminhou até o encontro de
Jesus, no centro da Igreja. Após abençoálos, Jesus dirigiu-se ao altar, olhando nos
olhos dos fiéis. E disse:
“Nesta noite, quero eu
mesmo contar minha
história ao coração de
cada um de vocês e
convidá-los a refletir
sobre o amor do meu
Pai, do nosso Pai. O
Pai me enviou para
que eu pudesse ser a
presença
dele
no
mundo.
E
hoje,
através da narrativa da minha história,
pretende ir ao seu encontro, outra vez... A
família, sempre representou, para o meu
Pai, um dos maiores tesouros da
humanidade. E Ele quis que todos
também sentissem a família assim.
Então,
preparou
para
que
meu
nascimento se desse no seio de uma
família, uma humilde família, que teve
seu início com uma jovem de nome
Maria”.

Ali, aconteceu a
anunciação e o tão
esperado
SIM!
Jesus
disse:
“Naquele momento,
aquele
SIM
mudaria toda a
eternidade. Ela não pensou nos outros, na
sua vontade própria, apenas atendeu a
um chamado do Pai. E vocês? Já
silenciaram
para
ouvir o que Deus quer
lhes pedir? O Natal
pode
ser
um
momento para que
também você possa
dar o sim ao amor, à
vida. Sem medo e
sem receio, assim
como minha mãe”.

Maria
então, dirigiu-se
ao altar tocando
carinhosamente
os irmãos que
estavam
assistindo,
próximos ao
corredor,
enquanto a Liturgia cantava “Maria de
Nazaré”.
“Depois disso”,
continuou Jesus,
“Maria foi às pressas
para Judá. Entrou
na casa de Zacarias e
saudou sua prima,
Isabel. Isabel ouviu a
saudação de Maria e
a criança estremeceu
no seu ventre. Isabel
ficou cheia do
Espírito Santo”. E foi
assim que aconteceu o alegre encontro das
primas que, pelo
milagre e
bondade de
Deus, estavam
gestando novas
vidas em seus
ventres.
Jesus
contou, também,
que “Maria era
prometida em
casamento a José. Ele era um carpinteiro,
homem de bem. Um dia, cansado do
trabalho, adormeceu... E, em sonho,
também ouviu o Anjo”. O Anjo explicou a
José o plano de Deus, para que não tivesse
dúvidas em acolher Maria por sua esposa.
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Ao
acordar,
José refletiu sobre
tudo o que o Anjo
havia dito e foi ao
encontro de Maria.
Um encontro todo
carinhoso em que o
amor
estava
estampado nos olhos,
transmitindo
a
verdade que estava
nos corações.
Jesus continuou: “Naquele tempo,
apareceu um decreto de César Augusto,
ordenando o recenseamento de toda
região. Todos haviam de alistarem-se,
cada um na sua cidade. Também José se
alistou, porque era da casa e família de
Davi. José seguiu com Maria, que estava
grávida. A caminhada foi longa. Eles
estavam tão cansados... Então, procuram
um abrigo para passarem a noite.”

José bateu de porta em porta,
implorando ajuda, mas ninguém o
ajudou.
Foi,
então,
que
Jesus refletiu:
“E assim todos
seguem: quando
eu tiver uma
casa
maior,
quando eu tiver
um carro, quando eu tiver um emprego
melhor, quando eu tiver tempo... O lugar
é no coração! Ninguém entendeu, muita
gente ainda não entende... Não tenham
medo de serem generosos com as coisas de
meu Pai”.

E concluiu a reflexão, dizendo: “É
fácil culpar o povo que não deu abrigo a
José e Maria. Mas você acolheria a mãe
do Salvador em sua casa? Quantos já
disseram “NÃO” a um irmão necessitado?
Quantos de já disseram “NÃO” ao projeto
de Jesus Cristo? Aqui mesmo nesta

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

13

comunidade: quantos “nãos” para viver
com o outro? Alguns vivem a escuridão
da noite aí mesmo, ao seu lado, não estás
vendo? Não espere ver com os olhos! É
com o coração que se pode ver!”

Mas a história ainda não havia tido
o final feliz. Então, Jesus continuou: “O
casal, Maria e José, estavam exaustos.
Com dores do parto, Maria precisou
acomodar-se em um estábulo. Eles, que
foram escolhidos por Deus para serem
pais do único Filho do Altíssimo, estavam
há dias viajando num calor intenso. José,
que era carpinteiro, poderia ter feito o
melhor berço de toda a Galiléia! No
entanto, preparava um cocho para me
acomodar, quando chegasse a hora.
Maria não tinha nada mais do que uns
trapos para me envolver.” E foi assim,
que o Menino Jesus nasceu! Mesmo que
num lugar humilde, nosso Salvador
nasceu!!! A emoção tomou conta de todos
ao ouvir o chorinho do bebê que “acabara
de nascer”.

José e Maria, orgulhosos e felizes, o
apresentaram
à
comunidade,
que
aplaudiu, enquanto cantavam Glória.
Um momento de comoção geral tomou
conta de todos que estavam em nossa
Igreja.

“Havia,
nos
arredores,
uns
pastores, que vigiavam e guardavam seu
rebanho nos campos durante as vigílias
da noite. Um Anjo do Senhor também
lhes apareceu”, contou Jesus. “Foram com
grande pressa e acharam Maria e José, e
o menino deitado na manjedoura.
Contaram o que lhes haviam dito a meu

respeito. Minha mãe conservava todas
essas palavras no seu coração. Voltaram
os pastores glorificando e louvando a
Deus por tudo o que tinham ouvido e
visto”.
E seguiu, Jesus: “Como nasci em
Belém de Judá, no tempo do rei Herodes,
eis que os Magos vieram do Oriente à
Jerusalém.” Os três reis Baltazar,
Gaspar e Melquior assim o fizeram.
Adentraram
na
Igreja
cantando
alegremente o terno de reis, juntamente
com tocadores e cantadores de diversas
comunidades.

E, assim, completou-se a história do
Nascimento de Nosso Senhor, Jesus
Cristo. A cena no altar era de um
verdadeiro Presépio vivo. Tinha até
bichinhos!!! Todos ao redor do menino,
que, com toda
sua meiguice,
sorria
e
encantava
a
toda
a
comunidade,
pela doçura e
paz
que
transmitia.
14

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

A Santa Missa seguiu. Ao final,
Jesus deixou uma mensagem: “Hoje é
meu aniversário! Mais do que reviver esta
história, é importante vivê-la todos os
dias: em família, na Igreja, em
comunidade, partilhando o que se tem de
mais precioso, o nosso amor! E é preciso
viver este amor em todos os lugares,
levando o meu nome a quem precisa,
fazendo discípulos em todas as nações!
Tu queres ser meu discípulo? És livre
para dizer “sim” ou “não”! FELIZ
NATAL!!!”
Sim, esta realmente foi uma Noite
Feliz! E foi sob o ritmo desta música,
cantada pelo Coral Municipal, que Maria
e José, com o Menino Jesus nos braços,
desceram do altar e percorreram o
corredor central da Igreja, felizes da vida,
apresentando o menino bem de perto à
toda a comunidade.

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Que a alegria, paz e
serenidade daquela
noite, sejam verdade em
todas as outras deste
novo ano, na certeza de
que Jesus renasce em
nossos corações todos os
dias. Basta darmos
nossa resposta...

Inspirado no Roteiro da Equipe Natal 2013
Fotos: Karinne Mattos

No dia 22 de dezembro, ocorreu a
“pré estréia”, com a Encenação no CRIC –
Centro de Recuperação Imaculada
Conceição. Assim como em Belém, o
Espírito Santo se fez presente e permitiu

que ficassem emocionados tanto o pessoal
da equipe quanto as pessoas que
assistiram. Foi um momento marcante
na vida de todos, o qual Deus conduziu,
fazendo-se presença viva.

Veja mais fotos em nosso blog
(Álbum de fotos).

Um pouco antes...
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

15

Nos bastidores
A Equipe do Natal, que foi formada
por
várias
pessoas
dos
diversos
movimentos da comunidade, estava
muito empolgada e aguardava ansiosa a
realização
desta
Encenação.
Representantes do MEJ, ECC, MCJ,
ONDA, CLJ, Bom Pastor, Cenáculo de
Maria, Catequistas se uniram para fazer
não só um momento bonito, mas cheio de
verdade, integração e amor que
ultrapassa as cercas de ser deste ou de
outro movimento. Desde os ensaios,
iniciados há alguns meses, já era possível
ver o empenho e comprometimento de
todos.
Com certeza, toda a Equipe está de
PARABÉNS! Participar da Encenação de
Natal, seja na frente ou nos bastidores,
tem um gostinho muito especial, como
relataram nossos amigos:

Luiz e Iraci, ECC
– Casal da hospedaria
Luiz: “A Equipe do Natal foi uma
oportunidade inédita, porque , até então,
a gente dizia assim: „Somos São Vicente
de Paulo, mas aquele é o movimento tal
esse é outro‟. Então esta integração eu
achei muito legal e muito válido!
Realmente, a gente acabou conhecendo
pessoas novas, que nos acolheram muito
bem. Ter participado da equipe foi muito
gratificante! Eu fiquei muito feliz de ter
sido convidado.”

Ana, Catequista
- Narradora
“A sensação foi muito boa, muito
gratificante, em poder ver cada olhar
daquelas pessoas. Lá no CRIC, a emoção
foi grande em ver todos assistindo a
encenação, como que acreditando que
Jesus realmente estava presente ali,
vendo que Jesus está presente na vida
deles também. Isso foi muito legal, ter
podido estar presente, ajudando. Foi
muito gratificante.”
Letícia, CLJ
- Anjo
“Foi muito bom participar dessa
equipe, porque ajudou a aumentar mais a

minha fé que eu já tinha antes. Conheci
pessoas novas e tudo isso foi muito bom!
Gostei bastante! Achei emocionante,
principalmente a parte da Maria e do
José, quando eles foram lá pro meio das
pessoas. Achei que aquilo lá mostrou
realmente como foram Maria e José na
vida real.”
Paulinho e Eni, MCJ
– Melquior (Paulinho)
Paulinho:
“A
emoção de participar
da encenação de Natal
foi única e exclusiva,
porque
foi
nossa
primeira vez, então
ficamos muito ansiosos
pra ver o que ia acontecer. A expectativa
foi muito grande! Acredito que quem era
novo sentiu a mesma emoção de
participar e ajudar as pessoas de alguma
maneira. Só tenho a agradecer a Deus
pela oportunidade que me deram de ter
sido convidado pra fazer parte dessa
encenação. É
imensurável,
simplesmente,
imensurável!
Muito
obrigado!”
Eni: “A
grande
emoção que eu
senti em estar participando, foi sentar
com dois residentes, lá no dia da
apresentação no CRIC, ouvir a história
deles e eles me perguntarem o que me
levou a entrar para a Igreja. Eu respondi
a eles que foi pela nossa filha, e eles
ficaram emocionados. Eu vi lágrimas nos
olhos deles. Isso foi o que mais me tocou
nesse encontro.”

Antônio e Ires, Bom Pastor
– Casal da hospedaria
Antônio: “Trabalhar na equipe do
Natal foi ótimo! Foi uma experiência
nova pra mim e minha esposa. Estamos
muito felizes por termos recebido esse
convite! A apresentação no CRIC foi
muito emocionante! Cheguei até a chorar!
Foi muita emoção ao ver aquelas pessoas
que necessitam de muito amor e carinho
da família.”

Jorge e Ana Maria, ECC
– Gaspar (Jorge)
Jorge: “Pra mim, foi uma coisa de
Deus. Foi muito gratificante participar
da equipe. Eu tinha desistido de
participar, porque eu teria que falar. Mas
quando eu tava fora, algo me disse assim:
„Não, tu tem que continuar.‟ Voltei e
gostei. Conheci outras pessoas e estou
muito contente. Foi muito gratificante!”

Ricardo e Rochele, Cenác. de Maria
– Casal da hospedaria
Ricardo: “Foi uma experiência muito
gratificante poder ajudar e poder mostrar
um pouco da mensagem de Jesus. Foi
muito bom estar em comunidade com
essas pessoas que muitas vezes precisam
de uma palavra, de uma ajuda, de um
consolo.”
Rochele:
“Foi
muito
bonito
participar dessa equipe, a apresentação
foi muito linda, o retorno foi bem
gratificante. É bonito ver a emoção das
pessoas num gesto, numa ação que a
gente acha que é fácil. A gente de doou e o
retorno foi muito bonito.”
16

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Rogério e Carla, MCJ
– Jesus (Rogério)
Rogério: “Ter participado desta
equipe foi um outro presente, um presente
diferente. Muitas vezes, fui convidado
para fazer Jesus na Páscoa e vivenciamos
aquela encenação de muito choro, muita
dó, muita perda. Desta vez, a encenação
foi cheia de alegria! Pudemos celebrar a
vida, o nascimento de Jesus
Alex Sandro e Márcia, MCJ
– Família
Alex Sandro: “Pra nós, foi um
prazer
termos
participado
desta
encenação de Natal, porque é o primeiro
ano que estamos participando do MCJ e
já fazendo parte de uma encenação
grandiosa como essa. Não grandiosa em
tamanho, mas grandiosa em fé, em
prazer de ter estado com toda a equipe,
participando deste momento que trouxe
muitas reflexões e alegrias pra muita
gente.”
Márcia: “Eu vivi uma encenação de
Natal muito linda e gostaria que todos
tivessem tido a oportunidade de estar no
meu lugar, vendo aquelas famílias se
emocionando com o que estava
acontecendo. Muito lindo!”

Jacira e Délcio, ECC
– Isabel (Jacira)
Jacira: “Participar da encenação de
Natal foi bem especial! Me recordo de
uma fala da Eliane na apresentação no
CRIC, que dizia que muitos daqueles
jovens, em outros Natais, estavam
perdidos no mundo. E, naquela tarde,
com certeza, havia uma satisfação por
parte dos pais ao vê-los ali. Após muitos
anos, talvez, estavam conseguindo passar
um Natal tranquilo, porque eles estavam
ali, sendo tratados e sendo cuidados.”

Gabriel de Melos, ONDA
– Pastor
“Foi uma experiência legal. Eu já
fui do terno de reis, já fiz várias coisas e
agora fui algo diferente: pastor. Mais
uma pro currículo! Foi legal ser pastor!”

em nossos corações. Muito mais pra mim,
que pude contar realmente a história, a
história daquele que eu coloco sempre no
meu coração e eternamente me farei
instrumento de sua vontade. Amém!”
Karinne
– Fotógrafa
(Filha de Carla e
Rogério (Jesus))
“É
uma
emoção
sempre
muito grande, não
só de olhar ou de
fotografar o pai. Eu
gosto, porque ele
realmente
sente
tudo aquilo que ele
está passando. Ele
acredita, sente, vive
e quer que as
pessoas entendam o
amor que ele tem.
Então, no olhar
dele, nos gestos dele, tudo fica diferente.
Pra mim, eu fico realmente muito feliz,
muito orgulhosa e me sinto muito
abençoada.”
Gica, MCJ
- Bichinho
“Participar
da encenação de
Natal
como
bichinho
foi
muito legal!”

Darlan e Tati, MCJ
– Coordenadores Equipe Natal
Darlan: “Quando Deus faz as coisas,
Ele não faz por acaso. Como o casal, José
e Maria: foi Deus que os escolheu desde a
primeira reunião do grupo. Tenho que
agradecer muito à equipe toda, que se não
fossem eles, não sei se teríamos
conseguido
fazer
esse
trabalho
maravilhoso. E a minha mulher, que é
muito parceira e tudo o que faz pra Deus,
quer fazer o melhor e a gente tem isso pra
nossa vida. Mas agradeço principalmente
a Deus, que me deu uma equipe que não é
equipe, são irmãos. A gente não tem o que
falar ao ver todo o esforço que eles
fizeram. Além dessa maravilha que é
minha esposa, presente que Deus me deu.”
Tati: “Foi uma grande emoção
trabalhar com todo esse pessoal, com meu
marido junto. Trabalharmos juntos pela
Igreja é muito gratificante. Mas,
principalmente, em família e com esse
pessoal todo que está junto conosco, cada
um de um movimento, de várias
comunidades,
formando
uma
comunidade só. Foi muito bom mesmo!
Acabou se tornando uma grande família,
a família São Vicente de Paulo!”

A Equipe do Natal
agradece à Equipe de
Liturgia pela parceria!
Fizeram bonito 
Deus lhes pague!
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Guilherme e Manuella, MEJ
– Baltazar (Guilherme)
“Foi uma bênção ter sido
convidado
para
participar
desse
momento da comunidade, e, também,
uma bênção perceber que o projeto da
comunidade
de
comunidades
da
paróquia já está entranhado na vida
dos grupos e movimentos. Parabéns ao
MCJ por tomar a iniciativa de abrir
este evento que é seu por tradição, a
toda a comunidade. Foi lindo!
Parabéns!!!”

Rafa e Carla, MCJ e Cenáculo
– Menino Jesus (João Pedro)
Carla: “Já tinha tido a experiência
de
ver
minha
filha,
Mariana,
representando o Menino Jesus e me
emocionei bastante. Agora, vendo o João
Pedro, nem se compara! Vendo as
pessoas encostarem nele foi muito
emocionante! Diferente de tudo o que eu
já vivi nessa caminhada na Igreja.”

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Zete e Lê, MCJ
– Coordenadores Gerais MCJ
Zete: “Nossa comunidade abre os
olhos pra uma nova ação do Espírito Santo,
onde
a
gente pode
ser muito
mais feliz
unidos,
sem
as
cercas
e
barreiras.
Onde
a
gente tem
que ser um
só corpo e
olhar pro
lado,
ver
que a gente
tem muito a aprender com os jovens e os
mais velhos, atravessando as fronteiras.”

Ricardo e Ana, MCJ
– Coordenadores Equipe do figurino e
cenário
Ana: “Foi um enorme prazer poder
contribuir de alguma forma para esse
momento tão especial dentro da nossa
comunidade. É sempre um prazer poder
ajudar, poder contribuir. E foi um prazer
maior ainda ter feito parte desse momento
que foi o Nascimento de Jesus, um
momento
tão
importante
pra
nós.
Obrigada!”

Márcio e Cleusi, MCJ
- José e Maria
Cleusi: “A gente só tem a agradecer!
Foi uma honra ter sido convidada para
este papel. Representar a Mãezinha do
Céu, a quem tanto amo, me deixa sem
palavras. Com certeza é uma honra! Só
Deus mesmo pra fazer tudo isso acontecer
e propiciar as graças que são impossíveis
de explicar. É o coração que sente. Desde o
convite, já me emocionei, porque nunca
esperava ter essa oportunidade. E agora,
após ter passado por estes momentos
maravilhosos, ficaram muitas lembranças
fortes. Lembro dos olhares que mostram
que as pessoas não enxergam a gente ali,
mas verdadeiramente a Sagrada Família.
Somos muito felizes de termos participado
da Encenação de Natal, também, porque
pudemos conhecer novos irmãos de
caminhada da Família São Vicente de
Paulo. Grupos diferentes não foram
barreiras e nos envolvemos de uma forma
com cada um que os levaremos pra sempre
em nossos corações.”
Márcio: “Esse convite pra nós foi
muito marcante, porque, neste ano, nós
estamos sendo chamados à vocação da
paternidade e maternidade, e esse convite
que recebemos, pra nós, foi muito
especial.”
Essa encenação só foi linda como foi,
porque todos trabalharam para o melhor:
o pessoal da iluminação e som, figurino e
cenário, roteiro, coordenação, “atores”,
liturgia, coral, terno de reis e todos os
demais, que, de alguma forma, ajudaram.
Parabéns, obrigado e um Deus abençoe
caprichado a todos! Feliz 2014 

Papa Francisco
no Twitter
@Pontifex_pt
Queridos jovens, convido-vos a colocar
os vossos talentos ao serviço do
Evangelho, com criatividade e um
amor sem fronteiras.
07 Dezembro 2013

17

BLOG MCJ NSVP
18

Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

Especial:
Aniversários e Bodas

Janeiro e Fevereiro
Parabéns aos primeiros aniversariantes do ano!
Seja 2014 um ano cheio de FELICIDADES!!!
Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS

Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013

19

Mensagem Final

Especial:
Fim de ano - tudo tem seu tempo e ocasião
“Tudo tem seu tempo e ocasião”, diz o Eclesiastes.
“Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher;
tempo de derrubar, tempo de construir; tempo de chorar, tempo de rir;
tempo de fazer luto, tempo de bailar; tempo de abraçar, tempo de separar-se;
tempo de procurar, tempo de perder; tempo de calar, tempo de falar;
tempo de amar, tempo de odiar; tempo de guerra, tempo de paz”.
Como não rezar com esta
passagem a cada final de ano?
Como vivi os tempos que o
Senhor providenciou? Como
acertei o meu passo ao sábio
compasso que marca o ritmo da
vida, de tudo o que existe
debaixo do sol, inclusive eu?
Odiei? Fiz guerra? Perdi,
então, todo o meu ritmo, todo o
meu tempo. Gastei inutilmente
os tempos que o Senhor
providenciou. Atravessei o
compasso que marca o ritmo da
vida, inclusive da minha.
Matei e morri. Plantei, mas
não colhi. Destruí. Se ri, foi
pantomima. Se chorei, foi de
desgosto. Se dancei, foi
grotesco. Se acolhi, só foi a
mim mesma. A tudo e a todos
enxotei. Minhas palavras
destruíram, meu silêncio foi
omissão, falsa proteção a mim
mesma. Odiei.
Amei? Então construí e
promovi a paz, encontrei o
sábio ritmo da vida, o tempo
interior só conhecido de quem
ama. Aproveitei bem os tempos
que me deu a Providência.
Dancei, feliz e equilibrada,
conduzida por meu divino par,
ora valsas, ora noturnos, ora
barcarolas, ora polcas e
mazurcas, ao compasso que
marca o ritmo da vida, de toda
vida, da minha vida, da sua
vida. Dancei, com toda a
criação, com Deus e com os

irmãos. Deixei-me conduzir
pelo hábil Cavalheiro. Nasci e

Criador e criatura, dançamos
juntos, tal pai e filha na festa
dos quinze anos, tal casal de
noivos nas bodas, envolvidos,
sempre, por muitos outros
pares, milhares, milhões,
bilhões de outros pares.
Chegamos ao fim de mais um
ano em nossa bela sonata da
vida. É preciso dar o comando
de replay e assisti-la outra vez,
serenamente, ouvindo detalhes
perdidos na correria, na emoção
dos acontecimentos.
Começa uma nova página.
dei à luz. Plantei e colhi.
Quantos compassos teremos?
Derrubei feiúra, colhi
Que temas se repetirão? Que
beleza,bem, verdade. Ri, feliz
novos tons serão adotados? Que
ao acolher, nas dobras da
novas frases musicais serão
renúncia do amor, meu irmão,
relidas, recriadas? Que outros
a vida, as circunstâncias.
Rodopiei, confiante e tranquila, instrumentos entrarão? Que
a guardar segredos de amor em interpretação escolheremos
dar? Que passos criaremos?
meu coração. Amei.
Como faremos a leitura,
Ora amei, ora odiei?
compasso a compasso?
Natural. Sou pecadora. Sou
Deus sabe! E é nisso que
imperfeita. Sou humana.
reside nossa tranquilidade,
Simplesmente vivi. Colhi os
nossa confiança.
frutos do meu ódio e do meu
amor.

Agradecimentos
Esta edição do Jornal Aliança é fruto
de um trabalho de equipe e contou
com as seguintes contribuições:
Matérias
- Editorial –
Equipe Comunicação e Cadastro

- Evangelho do Mês –
Equipe Comunicação e Cadastro

- Agenda Equipe Comunicação e Cadastro
Coordenação Geral

- Especial Padre Zé Padre Zé
Família São Vicente de Paulo
(Nomes apresentados na matéria)
Equipe Comunicação e Cadastro

- Especial Homenagens Família MCJ SVP
(Nomes apresentados em cada homenagem)

- Especial Natal Família São Vicente de Paulo
(Nomes apresentados na matéria)
Fotos de Karinne Mattos
Equipe Comunicação e Cadastro

- Bodas Equipe Comunicação e Cadastro

- Aniversários Equipe Comunicação e Cadastro

- Mensagem Final Equipe Comunicação e Cadastro

Elaboração

Equipe Comunicação e Cadastro
Uma coisa sei que, com a
mais absoluta certeza, tive,
Revisão
eu, assim como você:
o amor do Pai em toda
Padre Zé (Especial Padre Zé)
Neste ano, conceda-nos,
Equipe Comunicação e Cadastro
circunstância, a salvação do
Deus, dançarmos
Filho todos os dias do nosso tranquilos, ao ritmo interior
......
ano e a ação santificadora
do mistério da vida.
Muito obrigado pela parceria!
do Espírito, disponível em
Escrito por: Maria Emmir Nogueira, Que Deus lhes pague todo o carinho
toda ocasião.

Contato
Comunicação MCJ
Equipe Comunicação e Cadastro 2013
E-mail: mcj.nsvp@gmail.com

Co-fundadora da Comunidade Shalom
Revista Shalom Maná (adaptado)

empregado neste trabalho!

Contatos
paroquiais
Paróquia São Vicente de Paulo
Rua Papa João XXIII, 316 - Vila Cachoeirinha,
Cachoeirinha/RS - Brasil

Em 2013, a Equipe é formada por:
Alexandre & Débora (Gabriella e Rafaella),
Márcio & Cleusi, Nando & Thais.

Telefone: (51) 3041-5586
E-mail: saovicente.svp@gmail.com

Os telefones da Equipe estão disponíveis
na assinatura dos e-mails do Movimento e no Cadastro.

Atendimento na secretaria paroquial:
-Terça à Sexta: 8h às 12h - 13h30 às 17h30
-Sábado: 8h às 12h - 13h30 às 17h

Visite o blog do Movimento:
http://movimentodecasaisjovens-nsvp.blogspot.com.br/

Visite o site da Paróquia:
http://www.saovicentecachoeirinha.com.br/

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Carta Evanderson 036 dez16
Carta Evanderson 036 dez16Carta Evanderson 036 dez16
Carta Evanderson 036 dez16
Evanderson Vantine
 
6ª edição folder power point
6ª edição folder power point6ª edição folder power point
6ª edição folder power point
alinnegabpaixao
 
6ª edição folder power point
6ª edição folder power point6ª edição folder power point
6ª edição folder power point
alinnegabpaixao
 
Boletim 561 - 10/12/17
Boletim 561 - 10/12/17Boletim 561 - 10/12/17
Boletim 561 - 10/12/17
stanaami
 
363 an 20_dezembro_2011.ok
363 an 20_dezembro_2011.ok363 an 20_dezembro_2011.ok
363 an 20_dezembro_2011.ok
Roberto Rabat Chame
 
Feliz Natal
Feliz NatalFeliz Natal
Feliz Natal
maurospeca
 
Boletim de janeiro
Boletim de janeiroBoletim de janeiro
Boletim de janeiro
Rev. Giovanni Guimarães
 
DOM,19-02
DOM,19-02DOM,19-02
DOM,19-02
Lidiane Teixeira
 
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
guestab52b4
 
Maré alta de dezembro
Maré alta de dezembroMaré alta de dezembro
Maré alta de dezembro
Nuno Bessa
 
DOM, 19-02
DOM, 19-02DOM, 19-02
DOM, 19-02
Lidiane Teixeira
 
Boletim bimba 15 12 2013
Boletim bimba 15 12 2013Boletim bimba 15 12 2013
Boletim bimba 15 12 2013
Regina Lissone
 
Boletim 220 05/12/10
Boletim 220 05/12/10Boletim 220 05/12/10
Boletim 220 05/12/10
stanaami
 
Boletim PIB de Palmas - 18dez16
Boletim PIB de Palmas - 18dez16Boletim PIB de Palmas - 18dez16
Boletim PIB de Palmas - 18dez16
Primeira Igreja Batista de Palmas
 
Dez 2010 info
Dez 2010 infoDez 2010 info
Dez 2010 info
Jacson Müller
 
Boletim 134 - 05/03/2017
Boletim 134 - 05/03/2017Boletim 134 - 05/03/2017
Boletim 134 - 05/03/2017
imsaocarlos
 
35
3535
Boletim 30 anos
Boletim 30 anosBoletim 30 anos
Boletim 30 anos
Lidiane Teixeira
 
Boletim 659 - 15/12/19
Boletim 659 - 15/12/19Boletim 659 - 15/12/19
Boletim 659 - 15/12/19
stanaami
 
Dia18-12
Dia18-12Dia18-12

Mais procurados (20)

Carta Evanderson 036 dez16
Carta Evanderson 036 dez16Carta Evanderson 036 dez16
Carta Evanderson 036 dez16
 
6ª edição folder power point
6ª edição folder power point6ª edição folder power point
6ª edição folder power point
 
6ª edição folder power point
6ª edição folder power point6ª edição folder power point
6ª edição folder power point
 
Boletim 561 - 10/12/17
Boletim 561 - 10/12/17Boletim 561 - 10/12/17
Boletim 561 - 10/12/17
 
363 an 20_dezembro_2011.ok
363 an 20_dezembro_2011.ok363 an 20_dezembro_2011.ok
363 an 20_dezembro_2011.ok
 
Feliz Natal
Feliz NatalFeliz Natal
Feliz Natal
 
Boletim de janeiro
Boletim de janeiroBoletim de janeiro
Boletim de janeiro
 
DOM,19-02
DOM,19-02DOM,19-02
DOM,19-02
 
Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009Novena De Natal 2009
Novena De Natal 2009
 
Maré alta de dezembro
Maré alta de dezembroMaré alta de dezembro
Maré alta de dezembro
 
DOM, 19-02
DOM, 19-02DOM, 19-02
DOM, 19-02
 
Boletim bimba 15 12 2013
Boletim bimba 15 12 2013Boletim bimba 15 12 2013
Boletim bimba 15 12 2013
 
Boletim 220 05/12/10
Boletim 220 05/12/10Boletim 220 05/12/10
Boletim 220 05/12/10
 
Boletim PIB de Palmas - 18dez16
Boletim PIB de Palmas - 18dez16Boletim PIB de Palmas - 18dez16
Boletim PIB de Palmas - 18dez16
 
Dez 2010 info
Dez 2010 infoDez 2010 info
Dez 2010 info
 
Boletim 134 - 05/03/2017
Boletim 134 - 05/03/2017Boletim 134 - 05/03/2017
Boletim 134 - 05/03/2017
 
35
3535
35
 
Boletim 30 anos
Boletim 30 anosBoletim 30 anos
Boletim 30 anos
 
Boletim 659 - 15/12/19
Boletim 659 - 15/12/19Boletim 659 - 15/12/19
Boletim 659 - 15/12/19
 
Dia18-12
Dia18-12Dia18-12
Dia18-12
 

Semelhante a Jornal especial de fim de ano nº172

Contato - O Verdadeiro Natal
Contato - O Verdadeiro NatalContato - O Verdadeiro Natal
Contato - O Verdadeiro Natal
Spiritualibrary
 
Natal - Precisam-se Anjos de Natal
Natal - Precisam-se Anjos de NatalNatal - Precisam-se Anjos de Natal
Natal - Precisam-se Anjos de Natal
Spiritualibrary
 
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de DezembroParoquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
GleidsonGiorgetti
 
Contato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdfContato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdf
Spiritualibrary
 
Contato - A Maravilha do Natal
Contato - A Maravilha do NatalContato - A Maravilha do Natal
Contato - A Maravilha do Natal
Spiritualibrary
 
Aliança_outubro_2012
Aliança_outubro_2012Aliança_outubro_2012
Aliança_outubro_2012
Movimento de Casais MCJ
 
Contato - A lista de pedidos de Jesus para o Natal
Contato - A lista de pedidos de Jesus para o NatalContato - A lista de pedidos de Jesus para o Natal
Contato - A lista de pedidos de Jesus para o Natal
Spiritualibrary
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
Bernadetecebs .
 
Contato - Nosso Jesus.pdf
Contato - Nosso Jesus.pdfContato - Nosso Jesus.pdf
Contato - Nosso Jesus.pdf
Spiritualibrary
 
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° EdiçãoSagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
Liliane Jornalista
 
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SPNovena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Bernadetecebs .
 
Ceia de natal
Ceia de natalCeia de natal
Ceia de natal
pauaz
 
Contato - Alegria ao mundo
Contato - Alegria ao mundoContato - Alegria ao mundo
Contato - Alegria ao mundo
Spiritualibrary
 
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17
Igreja Presbiteriana Jardim de Oração
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Bernadetecebs .
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Bernadetecebs .
 
Espaço jovem
Espaço jovemEspaço jovem
Espaço jovem
Dejadjl
 
Contato - Pressão ou emoção
Contato - Pressão ou emoçãoContato - Pressão ou emoção
Contato - Pressão ou emoção
Spiritualibrary
 
Mobilização nacional de oração outubro - 2014
Mobilização nacional de oração  outubro - 2014Mobilização nacional de oração  outubro - 2014
Mobilização nacional de oração outubro - 2014
Maria de Souza
 
Feliz dia dos pais!
Feliz dia dos pais!Feliz dia dos pais!
Feliz dia dos pais!
Tainá Ramalho
 

Semelhante a Jornal especial de fim de ano nº172 (20)

Contato - O Verdadeiro Natal
Contato - O Verdadeiro NatalContato - O Verdadeiro Natal
Contato - O Verdadeiro Natal
 
Natal - Precisam-se Anjos de Natal
Natal - Precisam-se Anjos de NatalNatal - Precisam-se Anjos de Natal
Natal - Precisam-se Anjos de Natal
 
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de DezembroParoquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
Paroquia Santa Cruz-Informativo de Dezembro
 
Contato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdfContato - E tudo uma questao de amor.pdf
Contato - E tudo uma questao de amor.pdf
 
Contato - A Maravilha do Natal
Contato - A Maravilha do NatalContato - A Maravilha do Natal
Contato - A Maravilha do Natal
 
Aliança_outubro_2012
Aliança_outubro_2012Aliança_outubro_2012
Aliança_outubro_2012
 
Contato - A lista de pedidos de Jesus para o Natal
Contato - A lista de pedidos de Jesus para o NatalContato - A lista de pedidos de Jesus para o Natal
Contato - A lista de pedidos de Jesus para o Natal
 
Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021Livreto Novena Natal 2021
Livreto Novena Natal 2021
 
Contato - Nosso Jesus.pdf
Contato - Nosso Jesus.pdfContato - Nosso Jesus.pdf
Contato - Nosso Jesus.pdf
 
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° EdiçãoSagrada Notícias Online - 20° Edição
Sagrada Notícias Online - 20° Edição
 
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SPNovena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
Novena natal 2011 . diocese de são José dos campos - SP
 
Ceia de natal
Ceia de natalCeia de natal
Ceia de natal
 
Contato - Alegria ao mundo
Contato - Alegria ao mundoContato - Alegria ao mundo
Contato - Alegria ao mundo
 
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17
Boletim Informativo da Igreja Presbiteriana Jardim de Oração - 24/12/17
 
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SPNovena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
Novena de Natal 2015 CEBs - Diocese de São josé dos Campos - SP
 
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
Livreto Novena de Natal das CEBs  2018Livreto Novena de Natal das CEBs  2018
Livreto Novena de Natal das CEBs 2018
 
Espaço jovem
Espaço jovemEspaço jovem
Espaço jovem
 
Contato - Pressão ou emoção
Contato - Pressão ou emoçãoContato - Pressão ou emoção
Contato - Pressão ou emoção
 
Mobilização nacional de oração outubro - 2014
Mobilização nacional de oração  outubro - 2014Mobilização nacional de oração  outubro - 2014
Mobilização nacional de oração outubro - 2014
 
Feliz dia dos pais!
Feliz dia dos pais!Feliz dia dos pais!
Feliz dia dos pais!
 

Mais de mcj2013

Jornal aliança nº 182 dezembro 2014
Jornal aliança nº 182 dezembro 2014Jornal aliança nº 182 dezembro 2014
Jornal aliança nº 182 dezembro 2014
mcj2013
 
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
mcj2013
 
Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014
mcj2013
 
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
mcj2013
 
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
mcj2013
 
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
mcj2013
 
Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014
mcj2013
 
Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014
mcj2013
 
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
mcj2013
 
Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014
mcj2013
 
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
mcj2013
 
Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170
mcj2013
 
Jornal Outubro
Jornal OutubroJornal Outubro
Jornal Outubro
mcj2013
 
Jornal setembro nº168
Jornal setembro   nº168Jornal setembro   nº168
Jornal setembro nº168
mcj2013
 
Jornal agosto nº 167
Jornal agosto   nº 167Jornal agosto   nº 167
Jornal agosto nº 167
mcj2013
 
Jornal julho nº 166
Jornal julho   nº 166Jornal julho   nº 166
Jornal julho nº 166
mcj2013
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
mcj2013
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
mcj2013
 
Jornal maio nº164
Jornal maio   nº164Jornal maio   nº164
Jornal maio nº164
mcj2013
 
Jornal abril nº163
Jornal abril   nº163Jornal abril   nº163
Jornal abril nº163
mcj2013
 

Mais de mcj2013 (20)

Jornal aliança nº 182 dezembro 2014
Jornal aliança nº 182 dezembro 2014Jornal aliança nº 182 dezembro 2014
Jornal aliança nº 182 dezembro 2014
 
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014Jornal aliança nº 181 novembro 2014
Jornal aliança nº 181 novembro 2014
 
Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014Jornal aliança nº 180 outubro 2014
Jornal aliança nº 180 outubro 2014
 
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014Jornal aliança nº 179 setembro 2014
Jornal aliança nº 179 setembro 2014
 
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
Jornal Aliança nº 178 Agosto 2014
 
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
Jornal Aliança nº 177 Julho 2014
 
Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014Jornal aliança nº 175 maio 2014
Jornal aliança nº 175 maio 2014
 
Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014Jornal aliança nº 176 junho 2014
Jornal aliança nº 176 junho 2014
 
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
Jornal aliança abril 2014 Edição Nº 174
 
Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014Jornal Aliança Março 2014
Jornal Aliança Março 2014
 
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171Jornal Aliança Dezembro - Nº171
Jornal Aliança Dezembro - Nº171
 
Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170Jornal Novembro - Nº170
Jornal Novembro - Nº170
 
Jornal Outubro
Jornal OutubroJornal Outubro
Jornal Outubro
 
Jornal setembro nº168
Jornal setembro   nº168Jornal setembro   nº168
Jornal setembro nº168
 
Jornal agosto nº 167
Jornal agosto   nº 167Jornal agosto   nº 167
Jornal agosto nº 167
 
Jornal julho nº 166
Jornal julho   nº 166Jornal julho   nº 166
Jornal julho nº 166
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
 
Jornal junho nº 165
Jornal junho   nº 165Jornal junho   nº 165
Jornal junho nº 165
 
Jornal maio nº164
Jornal maio   nº164Jornal maio   nº164
Jornal maio nº164
 
Jornal abril nº163
Jornal abril   nº163Jornal abril   nº163
Jornal abril nº163
 

Jornal especial de fim de ano nº172

  • 1. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 – Nº 172 – Ano XVIII Especial: Fim de ano 2013 Férias Fomos visitar o recanto de nosso Pároco. Local simples, cheio de paz, tranquilidade e significado. Um dia muito agradável que registramos aqui. Natal Na gruta de Belém, há mais de 2000 anos, nasceu para nós o Salvador! E, numa noite feliz, a Paróquia São Vicente de Paulo reviveu este momento, celebrando o Natal com muita emoção. ................. Editorial Bodas Aniversariantes E mais... Evangelho do mês Mensagem Especial Homenagens Especiais ................. Agenda MCJ Papa no Twitter @Pontifex_pt Jesus nasceu!!! Glória!!! “Hoje vos nasceu, na Cidade de Davi, o Salvador, que é o Cristo Senhor. Glória a Deus no mais alto dos céus e na terra paz aos homens!” (Lc 2, 11. 14)
  • 2. 2 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Editorial Especial Queridos amigos, Vamos chegando ao fim de mais um ano, já quase no início de outro, graças a Deus! Nossa equipe, Comunicação e Cadastro, está muito feliz, com a sensação de dever cumprido, de graças alcançadas, ... de vitória! Este ano de 2013, para nós, foi um ano muito intenso e muito belo. Muitas foram as preocupações em fazer bem feito. Muitos foram os planejamentos. Muitas foram as tarefas. Mas, muitos, também, foram os carinhos, as contribuições, as alegrias com esta missão. Chegando ao final deste nosso trabalho, reafirmamos a verdade de que somos apenas instrumento. Deus nos usa para que seu projeto de Evangelização aconteça. Ele nos inspira, nos inquieta, não nos deixa parar! Agenda do mês Janeiro e Fevereiro Janeiro Fevereiro Deve ser por isso que sentimos nosso coração apertar quando pensamos que nosso Jornal Aliança de dezembro (enviado em 01/12/13), seria nosso último. Mas e as férias? O que o pessoal vai ler nas férias?! Mas e o Natal? Não terá um lugarzinho em nossas edições esta que é uma das celebrações mais importantes para nós, Cristãos? Mas e as equipes todas? Não merecem a oportunidade de se homenagear após essa longa jornada de 2013? Com tudo isso, nosso coração quase teve um piripaque de vontade de fazer um Jornal Aliança Especial... E aqui está ele . Esta edição especial foi elaborada numa forma diferente das demais. Perceberão que as seções não são as mesmas das que temos normalmente. Mas uma coisa não mudou: a riqueza das matérias vem da contribuição de muitos irmãos, pois “nenhum de nós é tão bom quanto todos nós juntos”! Nosso objetivo é mostrar que, mesmo no fim do ano, muita coisa ainda acontece e que Deus não para de nos agraciar. Esperamos que todos tenham um momento muito agradável durante esta leitura, relembrando momentos, descobrindo novidades, encantando-se, emocionandose e recebendo nosso carinho, que enviamos através de palavras, imagens e formatações. Fiquem na paz de Cristo atééééééé o fim do ano (sim, pois Deus pode fazer muito ainda em 2013) e um 2014 com ainda mais fé, amor, paz, saúde, alegrias e graças surpreendentes para todos nós! Agradecemos a Deus pelas inspirações e a todos pelas leituras e contribuições! Com muito carinho, Equipe COCADA 2013  (COCADA = COmunicação e CADAstro) Evangelho do mês Janeiro e Fevereiro
  • 3. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 3 Especial: Padre Zé Há quatro anos, nossa Paróquia está sendo cuidada por um novo pároco: o Padre José Brand. Todos os paroquianos já puderam encontrá-lo, ouví-lo, abraçá-lo. Mas já foi possível conhecê-lo? Com atitudes decididas e sem medir palavras e esforços, ele vai chamando a atenção por onde passa, deixando claro que sua preocupação não está em agradar a todos, mas em defender o bem da comunidade, com toda sua verdade. Para conhecer um pouco mais sobre essa verdade, nossa Equipe teve a honra de visitar um recanto muito especial de nosso pároco, onde foi possível encontrar, em sua origem, as fontes inspiradoras deste homem de Deus. Veja como foi nosso dia de visita a Salvador do Sul, iniciando pelo registro desse passeio inesquecível, que permitiu conhecer nosso pároco mais de perto, cujo perfil será apresentado na sequência. O Recanto O domingo lindo de sol, 17 de novembro de 2013, começou cedo. Nosso ponto de encontro: a casa paroquial. Dali, saímos em comboio para Salvador do Sul. Estávamos divididos em três carros, na frente ia o Padre Zé, nos O primeiro, é a casa onde moraram seus pais e irmãos, finalizada no ano de sua Ordenação, 1983. Hoje, seu grande tesouro. É uma casa simples e acolhedora, cheia de memórias e recordações. A casa fica localizada ao lado da Escola Estadual onde o pai do Padre Zé, o Professor Nicolau Oswaldo Brand, foi professor e diretor, e onde ele morou durante sua infância. Hoje, a escola está em desuso. guiando, Márcio e Cleusi na sequência e Alexandre e Débora (Gabriella e Rafaella) logo atrás. Durante o trajeto, passamos por paisagens lindas, como que nos preparando para o que estava por vir! Ao chegarmos a Salvador do Sul, dobramos na Estrada Prof. Nicolau Oswaldo Brand, nome dado em homenagem ao pai do Padre Zé, sendo a rua principal da localidade. Lugar calmo e tranqüilo, onde todo mundo conhece todo mundo e que possui dois cantinhos preciosos que vamos apresentar a seguir. Bem em frente à casa, há um campinho de futebol, onde o menino Zé jogava bola com os vizinhos de uma outra casa mais à frente. Juntavam-se os irmãos de uma casa contra os irmãos da outra e pronto! Os times estavam completos! Se o Zezinho era bom no futebol? Ah!!! Isso não era importante. Mais valia o cansaço da diversão e a liberdade bem vivida entre amigos e irmãos. Logo mais à frente, fica uma pracinha onde se localiza uma Capela centenária, local da Ordenação do Padre Zé, de onde é possível ter uma linda vista do lugarejo. Muitas memórias estão ao redor e dentro da casa, que abriga muitos utensílios que fizeram parte da infância do Padre Zé. As paredes da cozinha onde ficamos são cobertas por objetos de seus pais, verdadeiras relíquias que mostram que, desde berço, sua vocação já estava sendo semeada, expressando a fé que o Seu Nicolau e a Dona Elsa traziam no coração. Ali, fizemos nosso café da manhã, com cuca, mel, salame e queijo da melhor qualidade! Mas cadê a leiteira?!?!? Pode ser a canequinha mesmo  E o pior é que a canequinha era a leiteira legítima, que não foi reconhecida pelos visitantes de 1ª viagem...
  • 4. 4 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS O segundo lugar especial fica na mesma Estrada, logo ali, camuflado sob o muro verde. Chegamos na chácara do Padre Zé, um lugar lindo, sossegado, um verdadeiro presente de Deus. Logo na chegada, todos já estavam hipnotizados pelo som encantador da natureza, o vento balançando as folhas das árvores, passarinhos cantando, e o túnel verde que nos levou até o portão, com direito a efeito relaxante. A vista do portão já era linda, com muito verde e uma casa rústica que só de olhar já se imagina como deve ser morar no paraíso. Mas, não pensem que acabou... O melhor ainda estava por vir... O Padre convidou a gente para segui-lo até a cachoeira e alertou que as crianças não deveriam ir, pois era perigoso. “Ok”, pensamos, “deve ser perigoso por causa das águas correntes”. Então, nos dividimos entre quem ficaria com as crianças e quem iria, e partimos. Mal sabíamos nós da aventura que nos esperava! O caminho para chegar até a cachoeira não era nada mais, nada menos, do que uma encosta íngreme com mata fechada! O caminho é que era perigoso!!! Mas uma vez começado, não dava pra voltar. Aceitamos o desafio e fomos em frente. Passamos por árvores centenárias, árvores gigantes, por um local na rocha onde o Padre havia feito uma grutinha, cipós, terra coberta por folhas de árvores, descidas bruscas que, por vezes, deslizavam, galhos onde tínhamos que nos agarrar, alguns, já envelhecidos, se rompiam e o grito era inevitável. Se fosse só por isso, já estava bom, mas quando Deus nos dá um presente, ele capricha! Foi aí que conhecemos o riacho que passa no pátio da casa, escondido sob as árvores. Água limpinha correndo, com aquele barulhinho que só de pensar já vai dando um soninho, de tão tranqüilizador. Isso sim é a materialização daquele dito popular que fala de viver de “sombra e água fresca”. Obra prima do criador! A cada novo passo, o barulho de água ia aumentando. Mas de onde vinha? Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Olhando pra baixo, se via o chão coberto por folhas. Pra cima, o sol entrando entre as copas das árvores, garantindo uma iluminação suave e linda. De um lado, um paredão rochoso, nos outros, um verde só! Diante de toda aquela beleza, o “Glória a Deus!” era incontrolável (e foram incontáveis!). Até esquecíamos do perigo e ficávamos de boca aberta com tanta beleza, até que... “Ahh!!!” um resbalãozinho básico nos fazia agarrar no braço de quem estivesse mais perto e voltar a atenção ao nosso próximo passo. O Padre foi muito habilidoso. Acostumado com o caminho, se sumia entre as árvores e quando a gente via, já estava lá na frente, esperando por nós. A ansiedade dele em nos mostrar a grande obra prima se juntava com a nossa em conhecê-la. Até que, muito passos e sustos e encantamentos à frente, chegamos ao destino. Aí, nossos butiás que ainda restavam no bolso nem caíram, pularam pro chão! Que-lugar-lindo!!! Imaginem uma cachoeira onde pedras são contornadas suavemente pela água, gerando várias quedinhas d’água, cada uma com sua beleza e com seu som. Algumas ainda formavam piscininhas naturais de água cristalina entre as pedras. Tudo isso cercado por árvores verdinhas de todos os tamanhos, de forma que só é possível ver o céu na beirinha do riacho, caso contrário, só o sol pode nos encontrar. Agora, some tudo isso e coloque no quintal de sua casa. I-NEX-PLI-CÁ-VEL!
  • 5. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Ainda boqueabertos, o Padre nos desafiou a fecharmos os olhos e prestarmos atenção nos sons da água. Sim, porque era apenas uma cachoeira, mas os sons eram inúmeros. Seria possível contá-los? Fechamos os olhos e abrimos os ouvidos para uma experiência que até hoje nos faz suspirar. A intenção era contar os diferentes sons, mas a paz que aquele lugar nos proporcionava e o barulho paralisante daquelas águas não nos deixaram ir muito além na contagem. Parece Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 E o nosso almoço, hein? De volta à casa da família do Padre Zé, ele mostrou que não passa aperto e faz comidas deliciosas. Um churrasco campeiro, assado na churrasqueira ao ar livre, estrategicamente colocada sob as árvores do pátio e um aipim com um temperinho especial de alho que jamais esqueceremos (e estamos sempre à disposição para repetir a dose)! O almoço foi uma bênção e o churrasco estava uma delícia!!! “Churrasco do véio, é churrasco do véio”, não precisamos nem forçar a dentadura  5 De pés no chão, sentindo a coceirinha que a grama fazia na sola do pé, pudemos curtir esse momento simples e cheio de significado, com a alegria de quem estava visitando um amigo, sem cerimônias e com muita autenticidade. Conversa vai, conversa vem... E assim se sucedeu a tarde inteira. Foi um momento que propiciou um maior conhecimento de ambos os lados. Realmente, esse dia foi uma graça, no qual pudemos estreitar os laços e ficarmos mais íntimos do nosso amigo, Padre Zé. Nossa equipe ficou super feliz com o convite (veja nossa felicidade na foto a seguir) e agradecemos nosso amigo pelo dia super agradável que tivemos! Com exceção dos borrachudos, tudo estava maravilhoso!!! Veja mais fotos em nosso blog (Álbum de fotos) e conheça mais sobre nosso pároco a seguir. que, a cada novo pingo d’água, ia se fazendo uma limpeza no pensamento, na alma. Uma obra prima de Deus, que, até tentamos registrar em fotos, mas a beleza do conjunto era grande demais para caber em apenas alguns pixels. A sensação era de paralisia e encantamento e a vontade era de não sair mais dali. Mas era preciso voltar, pois ainda tínhamos o almoço nos esperando (pra falar a verdade, até perdemos a fome com tanta beleza, mas aí, lembramos das crianças ).
  • 6. 6 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 O Perfil Filho do Seu Nicolau Oswaldo e de Dona Elsa Veleda, Padre Zé nasceu em São José do Sul em 07/11/1954, sendo o filho mais velho de seis irmãos. Quando ele tinha cinco anos de idade, seu pai, que era professor, foi trabalhar numa escola em Salvador do Sul, mudando-se com sua família para a escola que fica ao lado da casa que fomos visitar (a qual nos referimos anteriormente). Percebemos um carinho sem tamanho quando falamos sobre suas origens, especialmente quando falamos sobre seus pais. Cresceu numa família que era referência na comunidade, pois o pai era professor e exerciam lideranças muito dinâmicas e efetivas. Rezavam o terço na comunidade, o pai era Ministro da Eucaristia, catequista, professor e diretor de escola. Os Padres da região costumavam freqüentar o lar da família. Tudo isso fez com que o Zezinho fosse crescendo em um ambiente religioso. A mãe era funcionária do estado e trabalhava em escola. Tinha um dom especial no que fazia, porque fazia com amor. No bate-papo do almoço, surgiu a lembrança de que Dona Elsa foi uma excelente cozinheira. A galinhada que ela fazia, jamais alguém fará igual. Isso sem falar nas batatas com um preparo secreto. O pai era professor e, após, tornou-se diretor da escola que visitamos. Era conhecido e respeitado por todos do local, chamado sempre de “o Professor”, uma referência ao respeito que se tinha por ele. Homem de bem que chegou a freqüentar o Seminário. Ao sentir-se chamado para a vocação matrimonial, disse a um colega seminarista “Eu não tenho vocação para ser Padre. Mas a partir de hoje vou rezar para que um filho meu seja”. Desde então, saiu do Seminário e começou a rezar pelo despertar da vocação Sacerdotal em um dos filhos, sendo, o contemplado, o jovem Zé. Obra de Deus! Desde os 11 anos de idade, quando saiu de casa já para ir pro Seminário, o Zezinho teve de aprender a carregar sua mochilinha, levando no coração e na lembrança as palavras e vivências tidas em família. Conta que a orientação do pai aos filhos, quanto ao que fazer da vida, era “façam o que faz vocês felizes”. E, desde pequeninho, quando a mãe perguntava o que ele queria ser quando crescesse, a resposta era sempre a mesma: Padre! Aos 16 anos, voltou pra casa, para um período de discernimento, retornando, então, ao seminário, aos 19. Em 1983, ordenou-se Padre na mesma Igrejinha que visitamos, situada em frente à casa de sua família. Voltar para Salvador do Sul, é, para o Padre Zé, literalmente, voltar pra casa. Sobre sua vocação, Padre Zé afirma que escolheu o Sacerdócio por opção. Outras oportunidades surgiram no seu caminho durante o tempo de preparação. Mas ele não quis. Quis ser Padre. Seu chamado foi tão forte que confessa que se fosse escolher hoje, escolheria novamente ser Padre. Conta que, quando estava no Seminário de Viamão, cursando o segundo grau à noite, na Escola Técnica de Agricultura (era comum seminaristas estudarem em escolas regulares), fizeram um levantamento dos alunos com melhores médias em toda a rede estadual. Entre todos, o jovem Zé tirou o primeiro lugar. Foi aí que surgiu o convite para largar o Fazendo os cálculos, é possível perceber que o SIM definitivo para que toda essa caminhada acontecesse, foi dado há exatos 30 anos. Não havia como deixar passar em branco a comemoração desta vida de entrega. E foi por isso que a Paróquia São Vicente de Paulo, em Cachoeirinha, se reuniu no último dia 17, como está relatado a seguir. Seminário e assumir um cargo num banco. Mas, o então seminarista Brand, percebeu que esta proposta era uma tentação do inimigo querendo lhe roubar a vocação e não aceitou. Seguiu seus estudos como seminarista, com a mesma dedicação e veio a tirar o primeiro lugar no vestibular, para orgulho da família, que via o primeiro filho a ingressar na faculdade. De 1977 a 1979, cursou Filosofia na FAFINC, em Viamão e, de 1980 a 1983, Teologia, na PUC de Porto Alegre. O ano de 1983 foi decisivo para a vida Sacerdotal de nosso pároco, pois, em 20 de março, foi ordenado Diácono, na Paróquia São Luis do Jardim Botânico, POA (1º Diácono fora do Seminário Maior, hoje prática comum). No fim do mesmo ano, em 17 de dezembro, foi ordenado Sacerdote na sua terra natal (13º Padre da comunidade). Desde sua Ordenação, o Padre Zé já atuou em diversas comunidades, cada uma com sua missão diferente. Veja:
  • 7. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS A Homenagem Não é à toa que o Padre Zé desperta bem-querer entre os que estão próximos. Buscando firmar valores, como: simplicidade, integração e acolhimento, vão surgindo frutos de seu trabalho, pela ação do Espírito Santo, que são reconhecidos por todos. Como forma de homenageá-lo por sua entrega e decisão, ocorreu, no dia 17 de dezembro de 2013, a Santa Missa em celebração pelos 30 anos de Sacerdócio de nosso pároco, sendo seguida por uma confraternização no Salão Paroquial. Vários movimentos se uniram para comemorar esta data e abraçar o Padre que, mesmo após uma vida de vocação, continua firme, dizendo “Se hoje eu tivesse de escolher, faria tudo de novo!”. Foi bonito participar desse momento especial que começou com a Santa Missa. Paroquianos de vários movimentos marcaram presença e puderam ouvir a homilia em forma de retrospectiva para recordar os passos mais importantes que preenchem a bagagem de nosso Pároco. primeiro amor, que o Papa Francisco nos fala. 30 anos de entrega viva e doação a cada comunidade por onde passou, levando um pouco de experiência e deixando muito trabalho, dedicação e amor. No finzinho da Santa Missa, foi a hora de a comunidade homenagear o aniversariante com palavras, gestos e música. Foi montada uma linha de tempo com imagens e palavras marcantes do Padre Zé. Claro que não podia faltar aquele “Parabéns!” caprichado, seguido de um “Com imensa alegria!” em que todas as mãos se voltaram como que abençoando o Sacerdócio de nosso pároco. mudança que ele fez em nossa Paróquia. Nós temos ele como referência para nossa caminhada e como um orientador. Não apenas Orientador Espiritual, como de fato, mas também como um orientador administrativo, financeiro,... Ele sempre tem uma palavra certa para nossa necessidade do momento. Sempre tem uma palavra amiga, sempre está aberto, sempre está disponível, sendo um padre acessível.” Márcia: “Neste contato que tive com ele nesses quatro anos, e agora ainda mais próximo, falei várias vezes pro Léo que podemos definir ele como um pai, o pai da coordenação 2014. A gente vem pra ele com todas as dúvidas e ele diz „Calma, vamos fazer cada coisa a seu tempo.‟ Então, posso definir ele como um pai.” Zete e Lê (Andressa, Matheus e Ana Laura), MCJ – Grupos 22 e 33, Coordenadores Gerais 2013  Logo após, todos fomos ao Salão Paroquial para confraternizar. Lá, alguns amigos deixaram recadinhos especiais e cheios de carinho, dirigidos a este homem incansável na missão, que seguem abaixo: No ofertório, foi levado ao Altar o pão e a uva, representando a partilha do corpo e sangue de Cristo. Foi ofertada, também, uma cuia de chimarrão, que é a marca registrada de nosso Pároco. “Quem nunca tomou um chimarrão com o Padre Zé?” Numa roda de chimarrão se conversa, toma-se decisões e aprende-se mais sobre a Bíblia, como na proposta do chimarrão Bíblico. Também foi levada ao Altar uma estola do Padre Zé, simbolizando a entrega à vida sacerdotal. O Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Léo e Márcia (Ícaro), MCJ – Grupo 24, Coordenadores Gerais 2014 Leo: “É difícil encontrar palavras para expressar, pois é uma caminhada muito longa (30 anos). Mas a gente tem uma gratidão enorme pela presença do Padre Zé, pela Zete: “Nestes quatro anos de presença do Padre Zé em nossa Comunidade, ele já deixou sua marca. Em destaque, a mudança que está acontecendo, a proposta de um novo olhar, de um despertar para a unidade, além da vivência da pertença. Ele é um conselheiro e um baita amigo!” Lúcia dos Santos, Coordenadora do Dízimo “O que mais eu admiro nele nesse tempo todo, é a integração que ele promoveu na comunidade. Isso aí é fora de série! Ele conseguiu fazer essa integração como ele fala sempre. Mas isso é apenas uma das coisas que eu admiro, o que eu acho fundamental, porque quantos que foram resistentes no início e hoje estão aí, junto com todo mundo. Além disso, como pessoa, como ser humano, ele tem um coração muito bom. A gente que tá acostumada com ele, vê que ele é muito sincero, o que é bom! Uma pessoa carismática, com coração 7 muito grande! Gosta de deixar as pessoas à vontade. Também quero deixar meu agradecimento pela confiança e o carinho que ele tem por mim. Não tem explicação! Ele cuida de mim, como ele diz. Meu aniversário ele nunca esquece. Uma vez me mandou um buquê de rosas no meu aniversário que eu quase morri, coisa mais linda! Com um cartão que não esqueço! Eu gosto muito dele!” Clair, Secretária na Paróquia Em comemoração aos 30 Anos de Sacerdócio, a Clair mandou um PARABÉNS (tímido)  Guilherme e Manuella, MEJ “Participamos do Movimento Eucarístico Jovem, da São José Operário. Este movimento existe há 25 anos lá. O Padre Zé é nosso Guia Espiritual, e tem nos ajudado desde que chegou. Com a vivência que temos com ele, vemos que ele se preocupa muito com a vida do movimento, porque o movimento traz vida à comunidade. Quando ele chegou aqui, muitos movimentos e pastorais estavam morrendo. Então, ele tentou ir lá na raiz onde o problema estava acontecendo pra tentar ajudar, pra reavivar vários movimentos, como o MEJ, por exemplo. E, hoje, o setor juventude ta aí, com uma inspiração nova, que leva a juventude a se ajudar pra não morrer. ” Veja mais fotos em nosso blog (Álbum de fotos).
  • 8. 8 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Especial: hOMENAGENS Equipe Festas da Comunidade, Agradecemos de coração esta equipe tão animada, comprometida e eficiente, que trabalhou conosco desde o início do ano, nas mais diversas tarefas, sendo na atividade da Pré-Jornada (JMJ), nas festas da Paróquia ou na divulgação da Romaria da Paz. Felipão e Amanda Rica e Juci Laudione e Terezinha Regis e Cris Fabiano e Bianca Rogamos ao Pai que, por intercessão de Nossa Senhora Aparecida, São Cristóvão e São Vicente de Paulo, abençoe a todos vocês e seus familiares e nos fortaleça, cada vez mais ,como Comunidade Cristã. Edison e Jô Festas da Comunidade/2013 Contamos, também, com a valiosa colaboração de pessoas experientes que se colocaram à disposição como voluntários na Churrasqueira e merecem todo nosso reconhecimento: Caletti (Nívia) Giovane (Daiane) Basílio (Eliane) Ivan (Luci) Delmar (Lia) Léo (Camila) Sérgio (Ne usa) Alexandre (Vanessa) Aos queridos amigos da Liturgia 2013, Em nossa caminhada de MCJ percebemos que cada equipe é única. Entra ano e sai ano, participamos de uma equipe aqui, outra ali, isto é: MOVIMENTO. Mas o que se vive naquele ano com aquelas pessoas, é ímpar. Assim, a Equipe da Liturgia 2013 ficará para sempre em nossos corações. Iremos lembrar com carinho de cada encontro, cada sorriso, cada música, e por que não, cada “Mandrake” também? Sabemos que Nossa Senhora tem nos guiado sempre, desde quando colocamos o nome de cada casal aos seus pés. Depois, com os caminhos que ela ia abrindo a cada visita que fazíamos e, também, em todos os compromissos que íamos assumindo durante o ano. Assim como a música “Aonde mandar eu irei, seu amor eu não posso ocultar...” a equipe estava pronta para todos os “chamados”. Obrigada pela parceria, disponibilidade e alegria de cada um de vocês! Aprendemos a amar famílias que nem conhecíamos. Só Deus faz disso: reúne pessoas desconhecidas para cumprirem um mesmo ideal. Amamos cada um de vocês de modo muito especial. Paulinho e Rita (Luísa)
  • 9. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Durante este ano de 2013, tivemos grandes motivos de alegria em nossa vida, e um deles foi ter partilhado grandes momentos com estes casais. Estamos nos referindo a esta Equipe maravilhosa da Liturgia 2013. Desde que começamos a ficar juntos, após o convite inicial dos coordenadores Paulinho & Rita, vimos que, apesar de cada casal ser “diferente”, pois cada um tem as suas ideias e métodos de trabalho, todos tem um único ideal: Através da música, levar a oração a Deus e a nossos irmãos. Durante o ano, tivemos muitos ensaios, algumas Missas e outros eventos em que estivemos juntos com muita alegria e nos conhecendo cada vez mais, como uma gr ande família. Hoje, nos indagamos: como será após Fevereiro de 2014? Isto é sinal que sentimos falta uns dos outros pois nos apegamos e queremos estar perto de amigos. Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Nossos presentes de Deus: Luiza, Mel, Samuel, Tassiane, Felipe e a Laurinha, nos acompanharam em inúmeros ensaios e atividades nos lembrando, através da sua alegria e doçura, que realmente o Espirito de Deus está ao nosso meio. Amigos Fabio & Aline, Tales & Cris, Charles & Carla, já nos conhecíamos do “grande grupo do MCJ”. Porém, ao trabalhar junto com vocês este ano, pudemos conhecer casais maravilhosos com grandes dons que Deus colocou em seus corações para usar em prol do irmão. Conhecer vocês nos fez crescer por várias atitudes, mas principalmente pelo abraço forte de amigos em todas as atividades em que nos víamos. 9 E, Paulinho & Rita, vocês tiveram um papel fundamental dentro desta equipe: o amor e dedicação que nos deram. E foram incansáveis durante este ano nos guiando, estando sempre junto e, principalmente, nos incentivando e ouvindo. Agradecemos a Deus por esta oportunidade de estarmos juntos neste ano de 2013 compartilhando muitas alegrias, trabalhos e até mesmo o cansaço que tivemos, “Pois é pelo fogo que se experimentam o ouro e a prata, e os homens agradáveis a Deus, pelo cadinho da humilhação” Eclesiástico 2, 5. Fiquem com Deus amigos! Sandro & Meg (Melissa / Samuel) Aos amigos do G13, Em 2012, recebemos mais um convite para trabalhar no MCJ, mas esse seria bem diferente, pois além de evangelizar, teríamos que “cultivar” famílias na caminhada. Todos sabem que largar a sementinha é fácil, se render frutos, tudo bem, senão também está tranquilo... Mas nós tínhamos a missão de mantê-las, fazêlas crescer e mais: darem frutos! Recebemos o convite com muita seriedade e, sobretudo, preocupação. Esperamos confiantes no Senhor, pois não tínhamos ideia de quais famílias estariam designadas para nós. Lembramos com carinho do rostinho de muitos encontristas daquele ECJ... Mas dos nossos casais.... ah! Esses foram amor à primeira vista!!! Quando ficamos sozinhos na sala para trabalho em grupo, a vontade era de abraçar cada um e dar um colinho... Sim, pois temos a ilusão de que são os casais que estão entrando é que precisam da gente, mas não é bem assim, somos nós que precisamos de novas amizades em Cristo e novos crescimentos, pois a fé nos permite esse amadurecimento. Depois, veio o Reencontro, algumas descobertas, as reuniões, e aos poucos o “sentir-se em casa” de cada um. Agradecemos a Deus pela vida de cada um de vocês e por Ele ter proporcionado o nosso encontro. Teremos muitas histórias para viver ainda, mas sabemos que escreveremos todas elas juntos! Amamos muito vocês!!! Paulinho e Rita (Luísa)
  • 10. 10 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Léo e Marcia (ícaro), É com muito orgulho que gostaríamos de parabenizá-los pela coordenação do nosso movimento no ano de 2014. Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Convivemos com vocês durante 10 anos e, quanto mais os conhecemos, mais os admiramos. A simplicidade, o serviço, o sigilo e a sinceridade sempre foram características demonstradas por vocês em cada atitude. Crescemos juntos em muitos aspectos, e hoje, podemos dizer que somos amigos de verdade e isso nos deixa muito felizes. Confiamos e acredit amos muito em vocês. Tem uma música que diz: "Deus quis do homem precisar, pro seu reino de amor construir". Eis a missão de vocês e podem contar com a nossa oração e com nosso serviço! Com muito amor e carinho, Marco e Josi (Tobias e Tales) Sim, homenagem a vocês, casal querido, que durante todo ano se dedicaram com todo amor e carinho na edição do jornal, e de todas as outras tarefas direcionadas à Equipe Comunicação e Cadastro, onde com certeza, emocionaram e tocaram muitos corações. Para que este trabalho fechasse com chave de ouro, ainda tiveram a brilhante ideia dessa edição EXTRA. Então, não podíamos deixar de homenagear vocês. Parabéns pelo MAGNÍFICO trabalho feito durante o ano e muito OBRIGADO pelos momentos felizes que passamos juntinhos nessa caminhada. Momentos estes, que tivemos o prazer de participar com vocês e aprender muito durante o ano de 2013. Saibam que, quando demos nosso SIM, assumimos o compromisso com muita seriedade preocupação e dedicação. Durante este ano, partilhamos de muitos momentos juntos, demos muitas risadas, nos encontramos com mais frequência, trocamos inúmeros e-mails, inúmeras fotos, acontecimentos que marcaram para sempre nossas vidas. Continuem sendo essas pessoas maravilhosas que vocês são, e que venha um ano maravi lhoso para todos nós! Desejamos a vocês muitas conquistas em 2014, muita Paz, e muito Amor. Que nunca nos falte a coragem, a fé e a lembrança da presença de Deus em nossas vidas. Com carinho, Alexandre e Débora (Gabriella e Rafaella) Xandy e Binha, Gaby e Rafa, Mais um ano se encerra, e o que fica para trás são algumas histórias para contar, outras para sorrir, e muitas pessoas para agradecer... Queríamos nós (Márcio e Cleusi) aproveitar e agradecer a uma família que, ao longo deste ano, caminhou conosco, fazendo aquilo que somente quem dá um SIM de coração é capaz. Foram momentos de superação, aprendizado e, principalmente, de estreitamentos dos laços afetivos. Inúmeras foram as reuniões em meio à bagunça de uma construção, em uma sala apertada, em uma garagem ampla e até mesmo em meio a um piquenique ao ar livre numa bela tarde de sol. Jamais se omitiram quando era perguntado: “Quem poderia fazer isso?”, “ Quem poderia nos ajudar naquilo?”, ou “Quem poderia ir neste evento para registrá-lo?” Queremos agradecer e abraçá-los, e dizer que estamos muito satisfeitos com o trabalho que foi feito por esta família ao longo do ano. Família que teve uma bela participação de duas bonecas lindas, chamadas Gabriella e Rafaella , a dupla Ga-Rafa  Alexandre e Débora, obrigado por fazer parte desta equipe tão importante para o nosso movimento. Conte conosco sempre, pois encerramos o ano, com uma felicidade muito grande em nossos corações por termos vocês na equipe COCADA. Que Deus continue abençoando esta família mais do que especial!!! Com carinho, Márcio e Cleusi
  • 11. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 11 Gostaria de agradecer aos meus dindos, Junior e Ângela (Dudu), pelo carinho e amor com que me trataram nesse ano. Beijos! Amo vocês!!! Samuel (Ni co e Silvana) Harmonia Grupo G41, Esta foto do Reencontro/2011 representa o nascimento do Grupo 41. Um momento único, pois aqui se formou um grupo perseverante e com uma forte união em Cristo. Foi muito bom estarmos a frente, neste ano de 2013, coordenando o G41. Neste grupo, dividimos muitas lágrimas... Lágrimas de alegrias e de tristezas, mas a cada abraço dado, neste momento sentimos cada vez mais a força que temos e o quanto somos unidos para enfrentarmos nossas dificuldades. Que Deus continue nos abençoando e que tenhamos muita fé, pois quanto mais nos envolvemos nas coisas de Deus e em nossa comunidade, vemos o quanto somos pequenos e frágeis. Vemos, também, o quanto devemos ajudar o próximo cada vez mais e que nada está pronto, pois temos muito trabalho nessa caminhada e isso é o que nos fortalece. Um grande beijo para André e Alice, Sérgio e Neusa (Marcelo, Ju), Léo e Camila (Ani ta), Robinson e Elis (João e Cecília). Vladi e Leila (Felipe e Natieli) Grupo Reflexão G41/2013 Falar em JMJ é falar em Papa Francisco. Falar em Papa Francisco é falar na alegria de servir. Falar na alegria de servir é falar da Equipe JMJ! Ao ler as palavras do Papa Francisco no encontro com os voluntários, percebemos que não existem palavras que se encaixam tão bem como as que o Papa Francisco proferiu para agradecer a cada um que viveu a JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE! Fiquemos com as palavras do Papa: “O serviço que vocês realizaram nestes dias me lembrou da missão de São João Batista, que preparou o caminho para Jesus. Cada um, a seu modo, foi um instrumento para que milhares de jovens tivessem o “caminho preparado” para encontrar Jesus. E esse é o serviço mais bonito que podemos realizar como discípulos missionários: preparar o caminho para que todos possam conhecer, encontrar e amar o Senhor. A vocês que, neste período, responderam com tanta prontidão e generosidade ao chamado para ser voluntários na Jornada Mundial, queria dizer: sejam sempre generosos com Deus e com os demais. Não se perde nada; ao contrário, é grande a riqueza da vida que se recebe!” (Papa Francisco, 28/06/2013) Equipe JMJ
  • 12. 12 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Especial: nATAL A Noite de Natal é especial. Nela, todos se sentem mais leves, felizes e acreditam num mundo melhor. Isso só pode ser pela alegria em participar do aniversário de Cristo. Por isso, na noite de 24 de dezembro de 2013, a comunidade São Vicente de Paulo se reuniu para celebrar esta data tão importante para os cristãos. Durante a Santa Missa, aconteceu a encenação do Nascimento do Menino Jesus, que emocionou tanto os que participavam da mesma, quanto os que a assistiam. Foi assim... A Encenação No início, a narradora nos lembrou que, neste ano em que comemoramos o ano da Fé, fomos agraciados com uma presença muito importante entre nós: O Papa Francisco. Ao se encontrar com os jovens do mundo inteiro, na Jornada Mundial da Juventude, deixou para todos nós mensagens de amor, fé e esperança. Falou aos jovens, ás famílias, aos pais, aos filhos, aos doentes. Foi ao encontro da periferia, das crianças, de todos, numa acolhida e evangelização que condiz ao sucessor de Pedro. Ao chegar ao Brasil, disse primeiramente: “Não trago ouro, nem prata, mas aquilo que tenho de melhor: Jesus Cristo”. A semana da JMJ passou rápido demais. E, com ela, foi-se, também, embora o nosso querido Papa Francisco. Mas ele nos anunciou Jesus Cristo, que permanece conosco a todo instante e em qualquer lugar. E foi o próprio Jesus que nos contou sua história na Noite de Natal!!! Durante uma música, cantada lindamente pela Equipe de Liturgia, o Anjo, dirigiu-se suavemente até Maria, que estava no meio da comunidade e a chamou. Ao som da musica “Jesus Cristo”, uma família caminhou até o encontro de Jesus, no centro da Igreja. Após abençoálos, Jesus dirigiu-se ao altar, olhando nos olhos dos fiéis. E disse: “Nesta noite, quero eu mesmo contar minha história ao coração de cada um de vocês e convidá-los a refletir sobre o amor do meu Pai, do nosso Pai. O Pai me enviou para que eu pudesse ser a presença dele no mundo. E hoje, através da narrativa da minha história, pretende ir ao seu encontro, outra vez... A família, sempre representou, para o meu Pai, um dos maiores tesouros da humanidade. E Ele quis que todos também sentissem a família assim. Então, preparou para que meu nascimento se desse no seio de uma família, uma humilde família, que teve seu início com uma jovem de nome Maria”. Ali, aconteceu a anunciação e o tão esperado SIM! Jesus disse: “Naquele momento, aquele SIM mudaria toda a eternidade. Ela não pensou nos outros, na sua vontade própria, apenas atendeu a um chamado do Pai. E vocês? Já silenciaram para ouvir o que Deus quer lhes pedir? O Natal pode ser um momento para que também você possa dar o sim ao amor, à vida. Sem medo e sem receio, assim como minha mãe”. Maria então, dirigiu-se ao altar tocando carinhosamente os irmãos que estavam assistindo, próximos ao corredor, enquanto a Liturgia cantava “Maria de Nazaré”. “Depois disso”, continuou Jesus, “Maria foi às pressas para Judá. Entrou na casa de Zacarias e saudou sua prima, Isabel. Isabel ouviu a saudação de Maria e a criança estremeceu no seu ventre. Isabel ficou cheia do Espírito Santo”. E foi assim que aconteceu o alegre encontro das primas que, pelo milagre e bondade de Deus, estavam gestando novas vidas em seus ventres. Jesus contou, também, que “Maria era prometida em casamento a José. Ele era um carpinteiro, homem de bem. Um dia, cansado do trabalho, adormeceu... E, em sonho, também ouviu o Anjo”. O Anjo explicou a José o plano de Deus, para que não tivesse dúvidas em acolher Maria por sua esposa.
  • 13. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Ao acordar, José refletiu sobre tudo o que o Anjo havia dito e foi ao encontro de Maria. Um encontro todo carinhoso em que o amor estava estampado nos olhos, transmitindo a verdade que estava nos corações. Jesus continuou: “Naquele tempo, apareceu um decreto de César Augusto, ordenando o recenseamento de toda região. Todos haviam de alistarem-se, cada um na sua cidade. Também José se alistou, porque era da casa e família de Davi. José seguiu com Maria, que estava grávida. A caminhada foi longa. Eles estavam tão cansados... Então, procuram um abrigo para passarem a noite.” José bateu de porta em porta, implorando ajuda, mas ninguém o ajudou. Foi, então, que Jesus refletiu: “E assim todos seguem: quando eu tiver uma casa maior, quando eu tiver um carro, quando eu tiver um emprego melhor, quando eu tiver tempo... O lugar é no coração! Ninguém entendeu, muita gente ainda não entende... Não tenham medo de serem generosos com as coisas de meu Pai”. E concluiu a reflexão, dizendo: “É fácil culpar o povo que não deu abrigo a José e Maria. Mas você acolheria a mãe do Salvador em sua casa? Quantos já disseram “NÃO” a um irmão necessitado? Quantos de já disseram “NÃO” ao projeto de Jesus Cristo? Aqui mesmo nesta Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 13 comunidade: quantos “nãos” para viver com o outro? Alguns vivem a escuridão da noite aí mesmo, ao seu lado, não estás vendo? Não espere ver com os olhos! É com o coração que se pode ver!” Mas a história ainda não havia tido o final feliz. Então, Jesus continuou: “O casal, Maria e José, estavam exaustos. Com dores do parto, Maria precisou acomodar-se em um estábulo. Eles, que foram escolhidos por Deus para serem pais do único Filho do Altíssimo, estavam há dias viajando num calor intenso. José, que era carpinteiro, poderia ter feito o melhor berço de toda a Galiléia! No entanto, preparava um cocho para me acomodar, quando chegasse a hora. Maria não tinha nada mais do que uns trapos para me envolver.” E foi assim, que o Menino Jesus nasceu! Mesmo que num lugar humilde, nosso Salvador nasceu!!! A emoção tomou conta de todos ao ouvir o chorinho do bebê que “acabara de nascer”. José e Maria, orgulhosos e felizes, o apresentaram à comunidade, que aplaudiu, enquanto cantavam Glória. Um momento de comoção geral tomou conta de todos que estavam em nossa Igreja. “Havia, nos arredores, uns pastores, que vigiavam e guardavam seu rebanho nos campos durante as vigílias da noite. Um Anjo do Senhor também lhes apareceu”, contou Jesus. “Foram com grande pressa e acharam Maria e José, e o menino deitado na manjedoura. Contaram o que lhes haviam dito a meu respeito. Minha mãe conservava todas essas palavras no seu coração. Voltaram os pastores glorificando e louvando a Deus por tudo o que tinham ouvido e visto”. E seguiu, Jesus: “Como nasci em Belém de Judá, no tempo do rei Herodes, eis que os Magos vieram do Oriente à Jerusalém.” Os três reis Baltazar, Gaspar e Melquior assim o fizeram. Adentraram na Igreja cantando alegremente o terno de reis, juntamente com tocadores e cantadores de diversas comunidades. E, assim, completou-se a história do Nascimento de Nosso Senhor, Jesus Cristo. A cena no altar era de um verdadeiro Presépio vivo. Tinha até bichinhos!!! Todos ao redor do menino, que, com toda sua meiguice, sorria e encantava a toda a comunidade, pela doçura e paz que transmitia.
  • 14. 14 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS A Santa Missa seguiu. Ao final, Jesus deixou uma mensagem: “Hoje é meu aniversário! Mais do que reviver esta história, é importante vivê-la todos os dias: em família, na Igreja, em comunidade, partilhando o que se tem de mais precioso, o nosso amor! E é preciso viver este amor em todos os lugares, levando o meu nome a quem precisa, fazendo discípulos em todas as nações! Tu queres ser meu discípulo? És livre para dizer “sim” ou “não”! FELIZ NATAL!!!” Sim, esta realmente foi uma Noite Feliz! E foi sob o ritmo desta música, cantada pelo Coral Municipal, que Maria e José, com o Menino Jesus nos braços, desceram do altar e percorreram o corredor central da Igreja, felizes da vida, apresentando o menino bem de perto à toda a comunidade. Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Que a alegria, paz e serenidade daquela noite, sejam verdade em todas as outras deste novo ano, na certeza de que Jesus renasce em nossos corações todos os dias. Basta darmos nossa resposta... Inspirado no Roteiro da Equipe Natal 2013 Fotos: Karinne Mattos No dia 22 de dezembro, ocorreu a “pré estréia”, com a Encenação no CRIC – Centro de Recuperação Imaculada Conceição. Assim como em Belém, o Espírito Santo se fez presente e permitiu que ficassem emocionados tanto o pessoal da equipe quanto as pessoas que assistiram. Foi um momento marcante na vida de todos, o qual Deus conduziu, fazendo-se presença viva. Veja mais fotos em nosso blog (Álbum de fotos). Um pouco antes...
  • 15. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 15 Nos bastidores A Equipe do Natal, que foi formada por várias pessoas dos diversos movimentos da comunidade, estava muito empolgada e aguardava ansiosa a realização desta Encenação. Representantes do MEJ, ECC, MCJ, ONDA, CLJ, Bom Pastor, Cenáculo de Maria, Catequistas se uniram para fazer não só um momento bonito, mas cheio de verdade, integração e amor que ultrapassa as cercas de ser deste ou de outro movimento. Desde os ensaios, iniciados há alguns meses, já era possível ver o empenho e comprometimento de todos. Com certeza, toda a Equipe está de PARABÉNS! Participar da Encenação de Natal, seja na frente ou nos bastidores, tem um gostinho muito especial, como relataram nossos amigos: Luiz e Iraci, ECC – Casal da hospedaria Luiz: “A Equipe do Natal foi uma oportunidade inédita, porque , até então, a gente dizia assim: „Somos São Vicente de Paulo, mas aquele é o movimento tal esse é outro‟. Então esta integração eu achei muito legal e muito válido! Realmente, a gente acabou conhecendo pessoas novas, que nos acolheram muito bem. Ter participado da equipe foi muito gratificante! Eu fiquei muito feliz de ter sido convidado.” Ana, Catequista - Narradora “A sensação foi muito boa, muito gratificante, em poder ver cada olhar daquelas pessoas. Lá no CRIC, a emoção foi grande em ver todos assistindo a encenação, como que acreditando que Jesus realmente estava presente ali, vendo que Jesus está presente na vida deles também. Isso foi muito legal, ter podido estar presente, ajudando. Foi muito gratificante.” Letícia, CLJ - Anjo “Foi muito bom participar dessa equipe, porque ajudou a aumentar mais a minha fé que eu já tinha antes. Conheci pessoas novas e tudo isso foi muito bom! Gostei bastante! Achei emocionante, principalmente a parte da Maria e do José, quando eles foram lá pro meio das pessoas. Achei que aquilo lá mostrou realmente como foram Maria e José na vida real.” Paulinho e Eni, MCJ – Melquior (Paulinho) Paulinho: “A emoção de participar da encenação de Natal foi única e exclusiva, porque foi nossa primeira vez, então ficamos muito ansiosos pra ver o que ia acontecer. A expectativa foi muito grande! Acredito que quem era novo sentiu a mesma emoção de participar e ajudar as pessoas de alguma maneira. Só tenho a agradecer a Deus pela oportunidade que me deram de ter sido convidado pra fazer parte dessa encenação. É imensurável, simplesmente, imensurável! Muito obrigado!” Eni: “A grande emoção que eu senti em estar participando, foi sentar com dois residentes, lá no dia da apresentação no CRIC, ouvir a história deles e eles me perguntarem o que me levou a entrar para a Igreja. Eu respondi a eles que foi pela nossa filha, e eles ficaram emocionados. Eu vi lágrimas nos olhos deles. Isso foi o que mais me tocou nesse encontro.” Antônio e Ires, Bom Pastor – Casal da hospedaria Antônio: “Trabalhar na equipe do Natal foi ótimo! Foi uma experiência nova pra mim e minha esposa. Estamos muito felizes por termos recebido esse convite! A apresentação no CRIC foi muito emocionante! Cheguei até a chorar! Foi muita emoção ao ver aquelas pessoas que necessitam de muito amor e carinho da família.” Jorge e Ana Maria, ECC – Gaspar (Jorge) Jorge: “Pra mim, foi uma coisa de Deus. Foi muito gratificante participar da equipe. Eu tinha desistido de participar, porque eu teria que falar. Mas quando eu tava fora, algo me disse assim: „Não, tu tem que continuar.‟ Voltei e gostei. Conheci outras pessoas e estou muito contente. Foi muito gratificante!” Ricardo e Rochele, Cenác. de Maria – Casal da hospedaria Ricardo: “Foi uma experiência muito gratificante poder ajudar e poder mostrar um pouco da mensagem de Jesus. Foi muito bom estar em comunidade com essas pessoas que muitas vezes precisam de uma palavra, de uma ajuda, de um consolo.” Rochele: “Foi muito bonito participar dessa equipe, a apresentação foi muito linda, o retorno foi bem gratificante. É bonito ver a emoção das pessoas num gesto, numa ação que a gente acha que é fácil. A gente de doou e o retorno foi muito bonito.”
  • 16. 16 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Rogério e Carla, MCJ – Jesus (Rogério) Rogério: “Ter participado desta equipe foi um outro presente, um presente diferente. Muitas vezes, fui convidado para fazer Jesus na Páscoa e vivenciamos aquela encenação de muito choro, muita dó, muita perda. Desta vez, a encenação foi cheia de alegria! Pudemos celebrar a vida, o nascimento de Jesus Alex Sandro e Márcia, MCJ – Família Alex Sandro: “Pra nós, foi um prazer termos participado desta encenação de Natal, porque é o primeiro ano que estamos participando do MCJ e já fazendo parte de uma encenação grandiosa como essa. Não grandiosa em tamanho, mas grandiosa em fé, em prazer de ter estado com toda a equipe, participando deste momento que trouxe muitas reflexões e alegrias pra muita gente.” Márcia: “Eu vivi uma encenação de Natal muito linda e gostaria que todos tivessem tido a oportunidade de estar no meu lugar, vendo aquelas famílias se emocionando com o que estava acontecendo. Muito lindo!” Jacira e Délcio, ECC – Isabel (Jacira) Jacira: “Participar da encenação de Natal foi bem especial! Me recordo de uma fala da Eliane na apresentação no CRIC, que dizia que muitos daqueles jovens, em outros Natais, estavam perdidos no mundo. E, naquela tarde, com certeza, havia uma satisfação por parte dos pais ao vê-los ali. Após muitos anos, talvez, estavam conseguindo passar um Natal tranquilo, porque eles estavam ali, sendo tratados e sendo cuidados.” Gabriel de Melos, ONDA – Pastor “Foi uma experiência legal. Eu já fui do terno de reis, já fiz várias coisas e agora fui algo diferente: pastor. Mais uma pro currículo! Foi legal ser pastor!” em nossos corações. Muito mais pra mim, que pude contar realmente a história, a história daquele que eu coloco sempre no meu coração e eternamente me farei instrumento de sua vontade. Amém!” Karinne – Fotógrafa (Filha de Carla e Rogério (Jesus)) “É uma emoção sempre muito grande, não só de olhar ou de fotografar o pai. Eu gosto, porque ele realmente sente tudo aquilo que ele está passando. Ele acredita, sente, vive e quer que as pessoas entendam o amor que ele tem. Então, no olhar dele, nos gestos dele, tudo fica diferente. Pra mim, eu fico realmente muito feliz, muito orgulhosa e me sinto muito abençoada.” Gica, MCJ - Bichinho “Participar da encenação de Natal como bichinho foi muito legal!” Darlan e Tati, MCJ – Coordenadores Equipe Natal Darlan: “Quando Deus faz as coisas, Ele não faz por acaso. Como o casal, José e Maria: foi Deus que os escolheu desde a primeira reunião do grupo. Tenho que agradecer muito à equipe toda, que se não fossem eles, não sei se teríamos conseguido fazer esse trabalho maravilhoso. E a minha mulher, que é muito parceira e tudo o que faz pra Deus, quer fazer o melhor e a gente tem isso pra nossa vida. Mas agradeço principalmente a Deus, que me deu uma equipe que não é equipe, são irmãos. A gente não tem o que falar ao ver todo o esforço que eles fizeram. Além dessa maravilha que é minha esposa, presente que Deus me deu.” Tati: “Foi uma grande emoção trabalhar com todo esse pessoal, com meu marido junto. Trabalharmos juntos pela Igreja é muito gratificante. Mas, principalmente, em família e com esse pessoal todo que está junto conosco, cada um de um movimento, de várias comunidades, formando uma comunidade só. Foi muito bom mesmo! Acabou se tornando uma grande família, a família São Vicente de Paulo!” A Equipe do Natal agradece à Equipe de Liturgia pela parceria! Fizeram bonito  Deus lhes pague!
  • 17. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Guilherme e Manuella, MEJ – Baltazar (Guilherme) “Foi uma bênção ter sido convidado para participar desse momento da comunidade, e, também, uma bênção perceber que o projeto da comunidade de comunidades da paróquia já está entranhado na vida dos grupos e movimentos. Parabéns ao MCJ por tomar a iniciativa de abrir este evento que é seu por tradição, a toda a comunidade. Foi lindo! Parabéns!!!” Rafa e Carla, MCJ e Cenáculo – Menino Jesus (João Pedro) Carla: “Já tinha tido a experiência de ver minha filha, Mariana, representando o Menino Jesus e me emocionei bastante. Agora, vendo o João Pedro, nem se compara! Vendo as pessoas encostarem nele foi muito emocionante! Diferente de tudo o que eu já vivi nessa caminhada na Igreja.” Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Zete e Lê, MCJ – Coordenadores Gerais MCJ Zete: “Nossa comunidade abre os olhos pra uma nova ação do Espírito Santo, onde a gente pode ser muito mais feliz unidos, sem as cercas e barreiras. Onde a gente tem que ser um só corpo e olhar pro lado, ver que a gente tem muito a aprender com os jovens e os mais velhos, atravessando as fronteiras.” Ricardo e Ana, MCJ – Coordenadores Equipe do figurino e cenário Ana: “Foi um enorme prazer poder contribuir de alguma forma para esse momento tão especial dentro da nossa comunidade. É sempre um prazer poder ajudar, poder contribuir. E foi um prazer maior ainda ter feito parte desse momento que foi o Nascimento de Jesus, um momento tão importante pra nós. Obrigada!” Márcio e Cleusi, MCJ - José e Maria Cleusi: “A gente só tem a agradecer! Foi uma honra ter sido convidada para este papel. Representar a Mãezinha do Céu, a quem tanto amo, me deixa sem palavras. Com certeza é uma honra! Só Deus mesmo pra fazer tudo isso acontecer e propiciar as graças que são impossíveis de explicar. É o coração que sente. Desde o convite, já me emocionei, porque nunca esperava ter essa oportunidade. E agora, após ter passado por estes momentos maravilhosos, ficaram muitas lembranças fortes. Lembro dos olhares que mostram que as pessoas não enxergam a gente ali, mas verdadeiramente a Sagrada Família. Somos muito felizes de termos participado da Encenação de Natal, também, porque pudemos conhecer novos irmãos de caminhada da Família São Vicente de Paulo. Grupos diferentes não foram barreiras e nos envolvemos de uma forma com cada um que os levaremos pra sempre em nossos corações.” Márcio: “Esse convite pra nós foi muito marcante, porque, neste ano, nós estamos sendo chamados à vocação da paternidade e maternidade, e esse convite que recebemos, pra nós, foi muito especial.” Essa encenação só foi linda como foi, porque todos trabalharam para o melhor: o pessoal da iluminação e som, figurino e cenário, roteiro, coordenação, “atores”, liturgia, coral, terno de reis e todos os demais, que, de alguma forma, ajudaram. Parabéns, obrigado e um Deus abençoe caprichado a todos! Feliz 2014  Papa Francisco no Twitter @Pontifex_pt Queridos jovens, convido-vos a colocar os vossos talentos ao serviço do Evangelho, com criatividade e um amor sem fronteiras. 07 Dezembro 2013 17 BLOG MCJ NSVP
  • 18. 18 Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 Especial: Aniversários e Bodas Janeiro e Fevereiro Parabéns aos primeiros aniversariantes do ano! Seja 2014 um ano cheio de FELICIDADES!!!
  • 19. Movimento de Casais Jovens – Núcleo São Vicente de Paulo, Cachoeirinha, RS Jornal Aliança Especial de Fim de Ano 2013 19 Mensagem Final Especial: Fim de ano - tudo tem seu tempo e ocasião “Tudo tem seu tempo e ocasião”, diz o Eclesiastes. “Tempo de nascer, tempo de morrer; tempo de plantar, tempo de colher; tempo de derrubar, tempo de construir; tempo de chorar, tempo de rir; tempo de fazer luto, tempo de bailar; tempo de abraçar, tempo de separar-se; tempo de procurar, tempo de perder; tempo de calar, tempo de falar; tempo de amar, tempo de odiar; tempo de guerra, tempo de paz”. Como não rezar com esta passagem a cada final de ano? Como vivi os tempos que o Senhor providenciou? Como acertei o meu passo ao sábio compasso que marca o ritmo da vida, de tudo o que existe debaixo do sol, inclusive eu? Odiei? Fiz guerra? Perdi, então, todo o meu ritmo, todo o meu tempo. Gastei inutilmente os tempos que o Senhor providenciou. Atravessei o compasso que marca o ritmo da vida, inclusive da minha. Matei e morri. Plantei, mas não colhi. Destruí. Se ri, foi pantomima. Se chorei, foi de desgosto. Se dancei, foi grotesco. Se acolhi, só foi a mim mesma. A tudo e a todos enxotei. Minhas palavras destruíram, meu silêncio foi omissão, falsa proteção a mim mesma. Odiei. Amei? Então construí e promovi a paz, encontrei o sábio ritmo da vida, o tempo interior só conhecido de quem ama. Aproveitei bem os tempos que me deu a Providência. Dancei, feliz e equilibrada, conduzida por meu divino par, ora valsas, ora noturnos, ora barcarolas, ora polcas e mazurcas, ao compasso que marca o ritmo da vida, de toda vida, da minha vida, da sua vida. Dancei, com toda a criação, com Deus e com os irmãos. Deixei-me conduzir pelo hábil Cavalheiro. Nasci e Criador e criatura, dançamos juntos, tal pai e filha na festa dos quinze anos, tal casal de noivos nas bodas, envolvidos, sempre, por muitos outros pares, milhares, milhões, bilhões de outros pares. Chegamos ao fim de mais um ano em nossa bela sonata da vida. É preciso dar o comando de replay e assisti-la outra vez, serenamente, ouvindo detalhes perdidos na correria, na emoção dos acontecimentos. Começa uma nova página. dei à luz. Plantei e colhi. Quantos compassos teremos? Derrubei feiúra, colhi Que temas se repetirão? Que beleza,bem, verdade. Ri, feliz novos tons serão adotados? Que ao acolher, nas dobras da novas frases musicais serão renúncia do amor, meu irmão, relidas, recriadas? Que outros a vida, as circunstâncias. Rodopiei, confiante e tranquila, instrumentos entrarão? Que a guardar segredos de amor em interpretação escolheremos dar? Que passos criaremos? meu coração. Amei. Como faremos a leitura, Ora amei, ora odiei? compasso a compasso? Natural. Sou pecadora. Sou Deus sabe! E é nisso que imperfeita. Sou humana. reside nossa tranquilidade, Simplesmente vivi. Colhi os nossa confiança. frutos do meu ódio e do meu amor. Agradecimentos Esta edição do Jornal Aliança é fruto de um trabalho de equipe e contou com as seguintes contribuições: Matérias - Editorial – Equipe Comunicação e Cadastro - Evangelho do Mês – Equipe Comunicação e Cadastro - Agenda Equipe Comunicação e Cadastro Coordenação Geral - Especial Padre Zé Padre Zé Família São Vicente de Paulo (Nomes apresentados na matéria) Equipe Comunicação e Cadastro - Especial Homenagens Família MCJ SVP (Nomes apresentados em cada homenagem) - Especial Natal Família São Vicente de Paulo (Nomes apresentados na matéria) Fotos de Karinne Mattos Equipe Comunicação e Cadastro - Bodas Equipe Comunicação e Cadastro - Aniversários Equipe Comunicação e Cadastro - Mensagem Final Equipe Comunicação e Cadastro Elaboração Equipe Comunicação e Cadastro Uma coisa sei que, com a mais absoluta certeza, tive, Revisão eu, assim como você: o amor do Pai em toda Padre Zé (Especial Padre Zé) Neste ano, conceda-nos, Equipe Comunicação e Cadastro circunstância, a salvação do Deus, dançarmos Filho todos os dias do nosso tranquilos, ao ritmo interior ...... ano e a ação santificadora do mistério da vida. Muito obrigado pela parceria! do Espírito, disponível em Escrito por: Maria Emmir Nogueira, Que Deus lhes pague todo o carinho toda ocasião. Contato Comunicação MCJ Equipe Comunicação e Cadastro 2013 E-mail: mcj.nsvp@gmail.com Co-fundadora da Comunidade Shalom Revista Shalom Maná (adaptado) empregado neste trabalho! Contatos paroquiais Paróquia São Vicente de Paulo Rua Papa João XXIII, 316 - Vila Cachoeirinha, Cachoeirinha/RS - Brasil Em 2013, a Equipe é formada por: Alexandre & Débora (Gabriella e Rafaella), Márcio & Cleusi, Nando & Thais. Telefone: (51) 3041-5586 E-mail: saovicente.svp@gmail.com Os telefones da Equipe estão disponíveis na assinatura dos e-mails do Movimento e no Cadastro. Atendimento na secretaria paroquial: -Terça à Sexta: 8h às 12h - 13h30 às 17h30 -Sábado: 8h às 12h - 13h30 às 17h Visite o blog do Movimento: http://movimentodecasaisjovens-nsvp.blogspot.com.br/ Visite o site da Paróquia: http://www.saovicentecachoeirinha.com.br/