O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AIS

12.854 visualizações

Publicada em

Apresentação resumida sobre o mosquito Aedes Aegipt e sua relação com o Zika vírus, a Dengue e a Febre Chikungunya e os novos planos de governo de combate à doença, que começaram a ser implantados no dia 05/12/2015. Além disso, gostaria de falar sobre essas medidas e sua aplicação nas clínicas de saúde da família e unidades básicas.
Causas, consequências e possíveis formas de tratamento e prevenção das doenças associadas ao Aedes e nos levou à enriquecedora discussão sobre o plano governamental de combate a essa realidade alarmante, baseado em três principais eixos (tratamento, prevenção e desenvolvimento em pesquisa), trazendo críticas construtivas também a esse modelo.
Organizado pelo graduando Felipe Saceanu Leser.

Publicada em: Saúde e medicina
  • Seja o primeiro a comentar

AEDES: Zika, Dengue e Chicungunha - Medicina UFRJ 3o. período, Disciplina AIS

  1. 1. Relação entre o Aedes Aegypti, Zika Virus e a Microcefalia As novas perspectivas do governo e diretrizes para o combate ao mosquito Alunos: Felipe Saceanu Leser & Assad Chequer Professores: Marcus Renato & Marisa Tavares Turma: AIS – 3º período – Medicina - UFRJ
  2. 2. Aedes Aegypti - características Habitos diurnos Preto com manchas brancas no corpo e nas patas 1cm silencioso
  3. 3. Aedes Aegypti – ciclo de vida Até 1 ano 8-12dias
  4. 4. Aedes Aegypti - local de prolifaração • “água limpa e parada”
  5. 5. Doenças transmitidas – Dengue, Chikungunya e Zika • Diagnóstico – sintomatologia semelhante Vs. Diagnóstico diferencial
  6. 6. Doenças transmitidas – Dengue, Chikungunya e Zika • Diagnóstico diferencial
  7. 7. Doenças transmitidas – Dengue, Chikungunya e Zika • prevalência  dados retirados do LIRAa 2015 (novembro) - dengue 63% 18%  1,5 milhão de casos confirmados do Brasil  199 municípios em estado de risco de surto  635 municípios em estado de alerta 80% de aumento no número de mortos entre 2014 e 2015 (811) - zika - microcefalia  35 mil casos confirmados do Brasil  vírus presente em 18 Estados Apenas duas mortes confirmadas  1248 casos confirmados no Brasil  foram notificados em 13 Estados e no DF (311 municípios)  relação com o zika vírus confirmada no Ceará
  8. 8. Doenças transmitidas – Dengue, Chikungunya e Zika - microcefalia congênito O que é? Referência: 34 cm causas Infecciosas (1º tri) maus habitos durante a gravidez genéticas Toxoplasma Herpes (HCMV) Rubéola Zika V. consequências Retardo neurológico, psíquico e/ou motor (variável) Déficit cognitivo, visual ou auditivo Epilepsia Crescimento reduzido do crânio durante a infância Morte precoce
  9. 9. Prevenção - “Plano nacional de combate â microcefalia”  Gov. Federal (05/12/2015)  três principais eixos de atuação 1. Desenvolvimento em pesquisa 2. Tratamento dos recém-nascidos microcéfalos 3. Combate ao moquito (vetor da doença)  Instituição do “Dia da Faxina” (12/12/2015)
  10. 10. Prevenção - “Plano nacional de combate â microcefalia”  Gov. Federal (05/12/2015) 1. Desenvolvimento em pesquisa imunocitoquímica Apoio:
  11. 11. Prevenção - “Plano nacional de combate â microcefalia”  Gov. Federal (05/12/2015) 2. Tratamento dos recém- nascidos microcéfalos 3 anos de acompanhamento
  12. 12. Prevenção - “Plano nacional de combate â microcefalia”  Gov. Federal (05/12/2015) 2. Combate ao mosquito (vetor)
  13. 13. Obrigado!

×