SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 12
Baixar para ler offline
1 
ROTEIRO 1- SEGUNDA-FEIRA DIA 29/09 
TEMA: SE O MEU POVO... 
TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) 
Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). 
Essa é uma promessa maravilhosa, porém condicional. Ao iniciar a frase com “E se”, Deus deixa claro que as bênçãos ali prometidas dependem de algumas atitudes nossas. Pelos versículos anteriores, notamos que a promessa de Deus é Ele voltar a agir em nosso favor depois de um tempo de reprovação. Deus está sempre pronto a trocar juízo por bênção a depender de nossas atitudes. A expressão “povo que se chama pelo meu nome” revela que Deus se identifica com Seu povo, com quem mantém essa relação de disciplina amorosa: “(...) O SENHOR, teu Deus (...) trocou a maldição por bênção, porque o SENHOR, teu Deus, te amava” (Dt 23:5). Não restam dúvidas de que os tempos difíceis que estamos vivendo no Brasil são por causa do seu distanciamento de Deus. A restauração do nosso país começa pelo relacionamento entre Deus e Sua igreja, que se refletirá na reconciliação da própria nação com o Senhor. 
1. No texto lido vemos que Deus promete restaurar o Seu povo se este cumprisse algumas condições: humilhar-se, orar, buscar a face de Deus e se desviar dos maus caminhos. Escolha uma dessas condições e explique como ela tem sido aplicada a sua vida particular. 
2. O desejo de Deus é que vivenciemos sempre as Suas bênçãos, e não o Seu juízo. Mas, para isso, nós precisamos caminhar em obediência. Compartilhe o que você tem feito (ou que sente que deve fazer) para melhorar o seu relacionamento de obediência com Deus. 
3. Como igreja precisamos buscar juntos as ações mencionadas no versículo estudado, mas dificilmente queremos que Ele comece por nós. Fale sobre a importância de fazermos a nossa parte como membros para que a igreja como um todo esteja viva diante de Deus.
2 
TEMPO DE ORAR (30 minutos) 
1. Ore por si mesmo, para que Deus quebrante seu coração cada dia mais e aprofunde sua relação com Ele. 
2. Ore por sua igreja, para que experimente cada vez mais a presença de Deus, a começar de você, e que o amor de Deus transborde para a comunidade. 
3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que se quebrantem na presença de Deus e que mais brasileiros sejam atraídos aos pés de Jesus Cristo como resposta ao quebrantamento e à obediência da igreja. 
4. Ore pelo Brasil, para que reconheça que só há esperança em Deus e busque nEle, mediante a satisfação das condições mencionadas em 2 Cr 7.14, a solução de seus problemas.
3 
ROTEIRO 2 – TERÇA-FEIRA DIA 30/09 
TEMA: RECONHECENDO A GRANDEZA DE DEUS 
TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) 
Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). 
A primeira condição para a ação restauradora de Deus na vida pessoal, na igreja e na nação, é a humilhação. Humilhar-se significa reconhecer sua inferioridade diante de algo maior. Não quer dizer nos julgarmos menores do que somos, mas nos considerarmos pequenos porque realmente somos. Termos uma atitude de humilhação ante Deus é uma resposta proporcional de nossa parte à diferença infinita entre Ele e nós. “Grande é o SENHOR e digno de ser louvado; a sua grandeza é incompreensível” (Sl 145.3). Qualquer tentativa de nos nivelarmos a Deus seria ridícula. Quando não nos humilhamos perante Deus agimos como loucos, fora da realidade. 
1. No texto lido, Deus diz que se um dia o Seu povo se desviasse a ponto de experimentar a Sua correção, o mais inteligente a fazer seria se humilhar. Quando são tocados pelo Espírito Santo, muitos se humilham; outros, porém, insistem no erro. Fale sobre a sua reação quando o Espírito toca o seu coração. 
2. Um dos caminhos para a humilhação é a meditação sobre como Deus é grande, conforme Sl 145.3 lido acima. Comente como Deus é para você. 
3. O fato de, no texto estudado, a humilhação vir antes da oração e da busca de Deus sugere que uma das expressões da falta de humilhação é tentarmos resolver as nossas crises sem dependermos dEle. Compartilhe com o grupo uma experiência em que você teve que aprender a depender totalmente de Deus.
4 
TEMPO DE ORAR (30 minutos) 
1. Ore por si mesmo, para que o seu coração esteja sempre humilde diante de Deus a ponto de tê-lo como única esperança para os desafios da vida. 
2. Ore por sua igreja, para que tenha um testemunho ainda mais poderoso sobre quem é Deus e o que ele tem feito, a ponto de levar mais pessoas a se humilhar perante a Sua grandeza. 
3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que não troquem os papéis, fazendo de Deus seu servo, mas que se humilhem na presença dEle para o servir. 
4. Ore pelo Brasil, para que entenda o seu real estado e se humilhe diante dAquele que é incomparável e infinitamente mais poderoso e glorioso do que qualquer nação pode ser.
5 
ROTEIRO 3 – QUARTA-FEIRA 01/10 
TEMA: A ORAÇÃO E A AÇÃO DE DEUS 
TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) 
Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). 
Quando Deus quer agir no meio do Seu povo, Ele o convoca a orar. Se Deus agisse antes da oração, o povo poderia pensar que ter ou não um relacionamento saudável com Ele por meio da oração não fazia diferença e que as bênçãos viriam de qualquer forma. Sem oração, o povo dificilmente achará que venceu pela ação de Deus, e a tendência é acreditar que conseguiu pela própria força. A oração diz para Deus que nós abrimos mão de toda esperança em nós mesmos para depender somente dEle. O objetivo da oração é que Deus, e não nós, seja glorificado quando a bênção chegar: “Ajuda-me, SENHOR, meu Deus; salva-me, pelo teu amor. Para que saibam que isso vem da tua mão, e que tu o fizeste, SENHOR.” (Sl 109.26,27). 
1. Quando oramos, estamos demonstrando para Deus que o amamos, que queremos passar tempo com Ele e que dependemos do relacionamento com Ele para a vida. Quando não oramos, dizemos para Deus que já temos tudo o que precisamos. Comente o que a sua vida de oração tem sinalizado para Deus com relação a sua dependência dEle. 
2. Como igreja, precisamos orar pelos desafios deste tempo. Sem o auxílio de Deus, corremos o sério risco de, além de não influenciarmos o mundo, acabarmos adquirindo a sua forma. A oração ou a falta dela pode determinar se vamos ficar de pé ou cair. Comente o que você tem feito (ou deve fazer) para tornar a oração uma arma efetiva de batalha espiritual para a sua vida. 
3. Nosso alvo é ver Deus glorificado no Brasil; é ver a idolatria dar lugar à adoração ao único Deus vivo. Se os problemas de nosso país acabarem e tudo for atribuído ao homem, não teremos cumprido a nossa missão, pois o homem, e não Deus, será glorificado. Nós oramos para a glória de Deus. Cite pelo menos uma área da sua vida em que você pode glorificar a Deus pelas mudanças que Ele fez como resposta de oração.
6 
TEMPO DE ORAR (30 minutos) 
1. Ore por si mesmo, para que Deus o ajude a melhorar a sua vida de oração. 
2. Ore por sua igreja, para que não apenas fale sobre a importância da oração, mas para que ore de fato. 
3. Ore pelas igrejas do Brasil, para se despertem ainda mais para a oração como forma de glorificar a Deus na transformação da nossa pátria. 
4. Ore pelo Brasil, para que a glória de Deus brilhe mais forte a cada dia em solo brasileiro.
7 
ROTEIRO 4 – QUINTA-FEIRA 02/10 
TEMA: SATISFAÇÃO NO RELACIONAMENTO COM DEUS 
TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) 
Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). 
A oração muitas vezes é vista como um simples momento em que fazemos pedidos a Deus. Mas não é. Oração é relacionamento com Deus. Deus não queria apenas que o Seu povo se humilhasse e pedisse socorro. Ele também queria que o povo buscasse a Sua presença, ou seja, que tivesse um relacionamento pessoal com Ele. Nós devemos ter prazer em conviver com o Senhor, em estar sempre com Ele, não só pelo que Ele nos dá, mas pelo que Ele é. “(...) Na tua presença há plenitude de alegria; à tua direita há eterno prazer” (Sl 16.11). Quanto mais temos satisfação em buscá-lo, mais alegramos o Seu coração e glorificamos o Seu Nome. 
1. Gregory Frizzell, em seu interessante livro “Como Desenvolver Uma Vida Poderosa de Oração”, nos ensina: “Se sua vida de oração é inconsistente e fraca, assim será o seu relacionamento com Deus. (...) Na verdade sua vida de oração é o seu relacionamento com Deus”. Compartilhe um momento de sua vida em que sentiu prazer em estar na presença de Deus em oração. 
2. O propósito de missões é que todas as pessoas se aproximem de Deus para o adorar porque Ele é maravilhoso, como vimos em Sl 16.11. O quanto estamos satisfeitos em Jesus Cristo mostra ao mundo o quanto Ele é digno de ser seguido e adorado. Cite alguma experiência em que a sua alegria em Cristo serviu de testemunho do evangelho para outras pessoas. 
3. Estamos às portas das eleições. É certo que uma política responsável contribuirá para o bem na nação. Porém, a única saída real para o Brasil é buscar a face de Deus. Explique algumas razões por que, em sua opinião, somente o evangelho de Jesus é a solução para o Brasil.
8 
TEMPO DE ORAR (30 minutos) 
1. Ore por si mesmo, para que Deus lhe dê mais satisfação em estar em sua presença. 
2. Ore por sua igreja, para que a presença de Deus seja manifesta em cada encontro; 
3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que demonstrem ao mundo a alegria que há na adoração ao único Deus vivo e verdadeiro; e que esperem nEle e não em ideologias e na política, a solução para a transformação do país. 
4. Ore pelo Brasil, para que encontre em Deus a resposta para suas crises; que seja uma nação cujo Deus é o Senhor.
9 
ROTEIRO 5 – SEXTA-FEIRA 03/10 
TEMA: DESVIANDO-SE DOS MAUS CAMINHOS 
TEMPO DE COMPARTLHAR A PALAVRA (30 minutos) 
Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). 
Uma das coisas que acontecem em todo avivamento é que, pela ação do Espírito Santo, passamos a perceber o pecado de uma forma muito séria. Os primeiros pecados a incomodar são o orgulho (falta de humilhação perante Deus), o ritualismo (a frieza na oração) e a religiosidade (a superficialidade do relacionamento com Deus), os temas dos três primeiros estudos. Quando o Espírito começa a nos apontar estes problemas, é só o início da transformação que Ele quer fazer em nós. Pecados antes tolerados em nossas próprias vidas passam a ser notados em cores vivas: desamor, egoísmo, preguiça, ânimo de divisão e crítica destrutiva, fofoca, e, principalmente, omissão com relação à Grande Comissão. A conversão do mundo começa pela conversão da igreja. 
1. Em 2 Coríntios 4.1-3, Paulo nos exorta a rejeitar “as coisas ocultas, que são vergonhosas”. O problema maior da igreja não é o pecado em si – já que todos somos pecadores mesmo -, mas o pecado oculto, apreciado, curtido, do qual não se está buscando solução. Cite dois ou três problemas que os pecados não confessados nem resolvidos podem trazer à vida da igreja. 
2. Pelo texto lido, a conversão é uma condição para o favor de Deus. O caminho da restauração do Brasil não pode contornar o arrependimento. A responsabilidade de anunciar o arrependimento à nação é da igreja, é de cada um de nós. Fale sobre os riscos de a igreja ficar acomodada ao “politicamente conveniente”. 
3. O “jeitinho brasileiro” geralmente se oferece a nós como solução fácil, mas também pecaminosa. Por exemplo, em algumas igrejas o playback do solista é uma cópia não autorizada de um CD, caracterizando a usurpação (“não furtarás”) do direito autoral. Ou, ainda, o software do computador em que se preparam os slides para o culto são pirateados, também transgredindo o oitavo mandamento. Exemplifique outras situações em que o “jeitinho brasileiro” representa um mau caminho do qual nós precisamos nos desviar.
10 
TEMPO DE ORAR (30 minutos) 
1. Ore para que Deus sonde seu coração e veja se há algum caminho mau a abandonar. 
2. Ore por sua igreja, para que viva em santidade na luz do Senhor, que todos os pecados escondidos sejam tratados e que as pessoas envolvidas sejam curadas e restauradas. 
3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que não se conformem aos padrões do mundo. 
4. Ore pelo Brasil, para que se arrependa e creia no evangelho.
11 
ROTEIRO 6 – SÁBADO 04/10 
TEMA: A RESPOSTA DE DEUS 
TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) 
Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). 
Depois de satisfazermos as condições não podemos esperar outra resposta de Deus senão o cumprimento fiel de Suas promessas. No texto Deus promete três coisas. “Ouvir” dá a ideia de atender, de se compadecer e reagir. Não que Deus não escutasse antes. Ele é onisciente; conhece nossas palavras antes que saiam da nossa boca (Sl 139.4). O princípio é que Deus abençoa ainda mais o Seu povo quando este, quebrantado, busca Sua presença em oração. “Perdoar os pecados” importa remover a reprovação que causaria a falta de chuvas, o ataque dos gafanhotos e a peste (2Cr 7.13). O tempo de desobediência com certeza traria consequências para o povo, que ficariam mesmo depois de o povo ser perdoado. A lavoura demoraria um tempo para se recuperar da seca e da devastação, mas Deus prometeu “sarar a terra”, ou seja, agir para abreviar a restauração do solo das consequências do pecado. 
1. É maravilhoso saber que Deus, mesmo nos céus, nos ouve e nos atende. Compartilhe uma experiência de resposta de oração. 
2. Há situações em que as consequências do pecado permanecem mesmo depois de recebermos o perdão de Deus em Cristo. Algumas são para toda a vida; nos causam tristeza e nos fazem sentir constantemente acusados pelo diabo. Paulo passou por algo parecido com alguma fraqueza que ele tinha (2Co 12.1-10). E a resposta de Jesus a ele foi: “A minha graça te é suficiente, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. A cura de Deus pode não ser voltar tudo como era antes, mas derramar a sua graça sobre a situação trazendo paz, descanso, segurança e alegria em meio às dificuldades. Deus é poderoso para transformar o que pensamos ser um dano em graça para nós e os outros. Se puder, divida com o grupo alguma experiência em que você recebeu perdão, cura e graça para algum erro do passado. 
3. Embora o salvo de verdade não perca a salvação, a sua comunhão com Deus pode ser atrapalhada pelo pecado gerando momentos de culpa e crise. Responda em pensamento: há algum pecado habitual do qual você ainda não se converteu? Confesse-o a Deus agora.
12 
TEMPO DE ORAR (30 minutos) 
1. Ore por si mesmo silenciosamente, confessando pecados e pedindo perdão e forças para abandoná-los de uma vez por todas. 
2. Ore por sua igreja, para que Deus desfrute de plena comunhão com Deus. 
3. Ore pelas igrejas do Brasil, para anunciarem que só Deus pode sarar o Brasil. 
4. Ore pelo Brasil, para que haja transformação, perdão e cura ainda nesta geração. 
ESTES ROTEIROS FORAM PRODUZIDOS POR: 
Pr. Diogo Carvalho (Gerente Operacional de Evangelismo da Junta de Missões Nacionais) e sua esposa, irmã Daniele Cavallieri.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo 07 3. oração de adoração
Estudo 07   3. oração de adoraçãoEstudo 07   3. oração de adoração
Estudo 07 3. oração de adoraçãoJaed Gomes
 
Eu Decido Me Relacionar Com Deus
Eu Decido Me Relacionar Com DeusEu Decido Me Relacionar Com Deus
Eu Decido Me Relacionar Com DeusEid Marques
 
4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristão4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristãotalmidimted
 
Compromisso com Deus comigo
Compromisso com Deus  comigoCompromisso com Deus  comigo
Compromisso com Deus comigosamuel robles
 
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2Emerson Nascimento
 
Lição 8 - Apresentando ao Senhor nossos Questionamentos
Lição 8 - Apresentando ao Senhor nossos QuestionamentosLição 8 - Apresentando ao Senhor nossos Questionamentos
Lição 8 - Apresentando ao Senhor nossos QuestionamentosÉder Tomé
 
Jormi - jornal missionario n° 49
Jormi - jornal missionario n° 49Jormi - jornal missionario n° 49
Jormi - jornal missionario n° 49rodrigueessilva
 
Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...
Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...
Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...Instituto Teológico Gamaliel
 
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_201412 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014Ivanildo Amorim
 
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃOO PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃOPastor Cerqueira
 
Lição 6 - Um Chamado ao Arrependimento
Lição 6 - Um Chamado ao ArrependimentoLição 6 - Um Chamado ao Arrependimento
Lição 6 - Um Chamado ao ArrependimentoÉder Tomé
 
Lição 13 - Orando pela Intervenção Divina
Lição 13 - Orando pela Intervenção DivinaLição 13 - Orando pela Intervenção Divina
Lição 13 - Orando pela Intervenção DivinaÉder Tomé
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...José Carlos Polozi
 
Oração princípios e propósitos
Oração princípios e propósitosOração princípios e propósitos
Oração princípios e propósitosAlmy Alves
 

Mais procurados (20)

Estudo 07 3. oração de adoração
Estudo 07   3. oração de adoraçãoEstudo 07   3. oração de adoração
Estudo 07 3. oração de adoração
 
Eu Decido Me Relacionar Com Deus
Eu Decido Me Relacionar Com DeusEu Decido Me Relacionar Com Deus
Eu Decido Me Relacionar Com Deus
 
Noções sobre oração!
Noções sobre oração!Noções sobre oração!
Noções sobre oração!
 
4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristão4.a vida de oração do cristão
4.a vida de oração do cristão
 
Compromisso com Deus comigo
Compromisso com Deus  comigoCompromisso com Deus  comigo
Compromisso com Deus comigo
 
Oração com estilo de vida
Oração com estilo de vidaOração com estilo de vida
Oração com estilo de vida
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
Estudo Células 4
Estudo Células 4Estudo Células 4
Estudo Células 4
 
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
Como desenvolver uma vida poderosa de oração 2
 
Lição 8 - Apresentando ao Senhor nossos Questionamentos
Lição 8 - Apresentando ao Senhor nossos QuestionamentosLição 8 - Apresentando ao Senhor nossos Questionamentos
Lição 8 - Apresentando ao Senhor nossos Questionamentos
 
O que é oração
O que é oraçãoO que é oração
O que é oração
 
Jormi - jornal missionario n° 49
Jormi - jornal missionario n° 49Jormi - jornal missionario n° 49
Jormi - jornal missionario n° 49
 
Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...
Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...
Alimento bíblico semanal 32“o segredo para a vitória” parte 2 persistência na...
 
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_201412 dias de_clamor_no_ano_de_2014
12 dias de_clamor_no_ano_de_2014
 
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃOO PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
O PODER DA ORAÇÃO- 40 DIAS DE JEJUM E ORAÇÃO
 
O poder da oração
O poder da oraçãoO poder da oração
O poder da oração
 
Lição 6 - Um Chamado ao Arrependimento
Lição 6 - Um Chamado ao ArrependimentoLição 6 - Um Chamado ao Arrependimento
Lição 6 - Um Chamado ao Arrependimento
 
Lição 13 - Orando pela Intervenção Divina
Lição 13 - Orando pela Intervenção DivinaLição 13 - Orando pela Intervenção Divina
Lição 13 - Orando pela Intervenção Divina
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração... [EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 9 - A oração...
 
Oração princípios e propósitos
Oração princípios e propósitosOração princípios e propósitos
Oração princípios e propósitos
 

Semelhante a Orelha de Deus e cura da terra

Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdfIntercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdfDenivalSouza1
 
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdfIntercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdfDenivalSouza1
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...José Carlos Polozi
 
Segredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficazSegredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficazJuraci Rocha
 
O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +
O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +
O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +Quenia Damata
 
Slides do artigo da lucia
Slides do artigo da luciaSlides do artigo da lucia
Slides do artigo da luciaWildete Silva
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaCarlos Allvarenga
 
Base bíblica estudo oração
Base bíblica estudo oraçãoBase bíblica estudo oração
Base bíblica estudo oraçãoAdriel Jeyson
 
7ª edição (espaço jovem)
7ª edição (espaço jovem)7ª edição (espaço jovem)
7ª edição (espaço jovem)Dejadjl
 

Semelhante a Orelha de Deus e cura da terra (20)

Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdfIntercessão e batalha espiritual igreja escola base  .pdf
Intercessão e batalha espiritual igreja escola base .pdf
 
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdfIntercessão e batalha espiritual Débora.pdf
Intercessão e batalha espiritual Débora.pdf
 
estudos 2.docx
estudos 2.docxestudos 2.docx
estudos 2.docx
 
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...
[EBD Maranata] Revista O Poder e o Ministério da Oração | Lição 13 - Se o meu...
 
Grandesoracoes pg
Grandesoracoes pgGrandesoracoes pg
Grandesoracoes pg
 
Segredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficazSegredos de uma oração poderosa e eficaz
Segredos de uma oração poderosa e eficaz
 
Daniel
DanielDaniel
Daniel
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
Daniel
DanielDaniel
Daniel
 
Daniel
DanielDaniel
Daniel
 
Oração
OraçãoOração
Oração
 
O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +
O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +
O adolescente e a oração - lição 07 - Adolescer +
 
Slides do artigo da lucia
Slides do artigo da luciaSlides do artigo da lucia
Slides do artigo da lucia
 
Elementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosaElementos para uma oraçao vitoriosa
Elementos para uma oraçao vitoriosa
 
ministerio videira2.pdf
ministerio videira2.pdfministerio videira2.pdf
ministerio videira2.pdf
 
Base bíblica estudo oração
Base bíblica estudo oraçãoBase bíblica estudo oração
Base bíblica estudo oração
 
Amigos de deus(00001)
Amigos de deus(00001)Amigos de deus(00001)
Amigos de deus(00001)
 
Vós Orareis Assim...
Vós Orareis Assim...Vós Orareis Assim...
Vós Orareis Assim...
 
7ª edição (espaço jovem)
7ª edição (espaço jovem)7ª edição (espaço jovem)
7ª edição (espaço jovem)
 
Amigos de deus
Amigos de deusAmigos de deus
Amigos de deus
 

Mais de Marcos Luiz DA Silva (15)

Slide brasil2020
Slide brasil2020Slide brasil2020
Slide brasil2020
 
1.1.2 plano da salvacao
1.1.2 plano da salvacao1.1.2 plano da salvacao
1.1.2 plano da salvacao
 
01 principios-elementares2006
01 principios-elementares200601 principios-elementares2006
01 principios-elementares2006
 
As 4 leis_da_esp
As 4 leis_da_espAs 4 leis_da_esp
As 4 leis_da_esp
 
Appc 256
Appc 256Appc 256
Appc 256
 
Apostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismoApostila treinamento-para-batismo
Apostila treinamento-para-batismo
 
Apostila novos membros
Apostila novos membrosApostila novos membros
Apostila novos membros
 
Apostila discipulado basico
Apostila discipulado basicoApostila discipulado basico
Apostila discipulado basico
 
Apostila preparação para o batismo
Apostila preparação para o batismoApostila preparação para o batismo
Apostila preparação para o batismo
 
Aulas 01 04-cristao_frutifero2013
Aulas 01 04-cristao_frutifero2013Aulas 01 04-cristao_frutifero2013
Aulas 01 04-cristao_frutifero2013
 
Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1Ap fundamentos basicos_1
Ap fundamentos basicos_1
 
Restaurando a visao de deus para sua igreja resumo
Restaurando a visao de deus para sua igreja resumoRestaurando a visao de deus para sua igreja resumo
Restaurando a visao de deus para sua igreja resumo
 
Restaurando a visao de deus para sua igreja seminário
Restaurando a visao de deus para sua igreja seminárioRestaurando a visao de deus para sua igreja seminário
Restaurando a visao de deus para sua igreja seminário
 
54
5454
54
 
Integracao
IntegracaoIntegracao
Integracao
 

Último

Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresAntonino Silva
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaWillemarSousa1
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 

Último (9)

Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns EsclarecedoresEvangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
Evangeliza - Diálogo com os Espíritos - Médiuns Esclarecedores
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semanaLIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
LIÇÕES - PG my life usar uma vez por semana
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 

Orelha de Deus e cura da terra

  • 1. 1 ROTEIRO 1- SEGUNDA-FEIRA DIA 29/09 TEMA: SE O MEU POVO... TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). Essa é uma promessa maravilhosa, porém condicional. Ao iniciar a frase com “E se”, Deus deixa claro que as bênçãos ali prometidas dependem de algumas atitudes nossas. Pelos versículos anteriores, notamos que a promessa de Deus é Ele voltar a agir em nosso favor depois de um tempo de reprovação. Deus está sempre pronto a trocar juízo por bênção a depender de nossas atitudes. A expressão “povo que se chama pelo meu nome” revela que Deus se identifica com Seu povo, com quem mantém essa relação de disciplina amorosa: “(...) O SENHOR, teu Deus (...) trocou a maldição por bênção, porque o SENHOR, teu Deus, te amava” (Dt 23:5). Não restam dúvidas de que os tempos difíceis que estamos vivendo no Brasil são por causa do seu distanciamento de Deus. A restauração do nosso país começa pelo relacionamento entre Deus e Sua igreja, que se refletirá na reconciliação da própria nação com o Senhor. 1. No texto lido vemos que Deus promete restaurar o Seu povo se este cumprisse algumas condições: humilhar-se, orar, buscar a face de Deus e se desviar dos maus caminhos. Escolha uma dessas condições e explique como ela tem sido aplicada a sua vida particular. 2. O desejo de Deus é que vivenciemos sempre as Suas bênçãos, e não o Seu juízo. Mas, para isso, nós precisamos caminhar em obediência. Compartilhe o que você tem feito (ou que sente que deve fazer) para melhorar o seu relacionamento de obediência com Deus. 3. Como igreja precisamos buscar juntos as ações mencionadas no versículo estudado, mas dificilmente queremos que Ele comece por nós. Fale sobre a importância de fazermos a nossa parte como membros para que a igreja como um todo esteja viva diante de Deus.
  • 2. 2 TEMPO DE ORAR (30 minutos) 1. Ore por si mesmo, para que Deus quebrante seu coração cada dia mais e aprofunde sua relação com Ele. 2. Ore por sua igreja, para que experimente cada vez mais a presença de Deus, a começar de você, e que o amor de Deus transborde para a comunidade. 3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que se quebrantem na presença de Deus e que mais brasileiros sejam atraídos aos pés de Jesus Cristo como resposta ao quebrantamento e à obediência da igreja. 4. Ore pelo Brasil, para que reconheça que só há esperança em Deus e busque nEle, mediante a satisfação das condições mencionadas em 2 Cr 7.14, a solução de seus problemas.
  • 3. 3 ROTEIRO 2 – TERÇA-FEIRA DIA 30/09 TEMA: RECONHECENDO A GRANDEZA DE DEUS TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). A primeira condição para a ação restauradora de Deus na vida pessoal, na igreja e na nação, é a humilhação. Humilhar-se significa reconhecer sua inferioridade diante de algo maior. Não quer dizer nos julgarmos menores do que somos, mas nos considerarmos pequenos porque realmente somos. Termos uma atitude de humilhação ante Deus é uma resposta proporcional de nossa parte à diferença infinita entre Ele e nós. “Grande é o SENHOR e digno de ser louvado; a sua grandeza é incompreensível” (Sl 145.3). Qualquer tentativa de nos nivelarmos a Deus seria ridícula. Quando não nos humilhamos perante Deus agimos como loucos, fora da realidade. 1. No texto lido, Deus diz que se um dia o Seu povo se desviasse a ponto de experimentar a Sua correção, o mais inteligente a fazer seria se humilhar. Quando são tocados pelo Espírito Santo, muitos se humilham; outros, porém, insistem no erro. Fale sobre a sua reação quando o Espírito toca o seu coração. 2. Um dos caminhos para a humilhação é a meditação sobre como Deus é grande, conforme Sl 145.3 lido acima. Comente como Deus é para você. 3. O fato de, no texto estudado, a humilhação vir antes da oração e da busca de Deus sugere que uma das expressões da falta de humilhação é tentarmos resolver as nossas crises sem dependermos dEle. Compartilhe com o grupo uma experiência em que você teve que aprender a depender totalmente de Deus.
  • 4. 4 TEMPO DE ORAR (30 minutos) 1. Ore por si mesmo, para que o seu coração esteja sempre humilde diante de Deus a ponto de tê-lo como única esperança para os desafios da vida. 2. Ore por sua igreja, para que tenha um testemunho ainda mais poderoso sobre quem é Deus e o que ele tem feito, a ponto de levar mais pessoas a se humilhar perante a Sua grandeza. 3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que não troquem os papéis, fazendo de Deus seu servo, mas que se humilhem na presença dEle para o servir. 4. Ore pelo Brasil, para que entenda o seu real estado e se humilhe diante dAquele que é incomparável e infinitamente mais poderoso e glorioso do que qualquer nação pode ser.
  • 5. 5 ROTEIRO 3 – QUARTA-FEIRA 01/10 TEMA: A ORAÇÃO E A AÇÃO DE DEUS TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). Quando Deus quer agir no meio do Seu povo, Ele o convoca a orar. Se Deus agisse antes da oração, o povo poderia pensar que ter ou não um relacionamento saudável com Ele por meio da oração não fazia diferença e que as bênçãos viriam de qualquer forma. Sem oração, o povo dificilmente achará que venceu pela ação de Deus, e a tendência é acreditar que conseguiu pela própria força. A oração diz para Deus que nós abrimos mão de toda esperança em nós mesmos para depender somente dEle. O objetivo da oração é que Deus, e não nós, seja glorificado quando a bênção chegar: “Ajuda-me, SENHOR, meu Deus; salva-me, pelo teu amor. Para que saibam que isso vem da tua mão, e que tu o fizeste, SENHOR.” (Sl 109.26,27). 1. Quando oramos, estamos demonstrando para Deus que o amamos, que queremos passar tempo com Ele e que dependemos do relacionamento com Ele para a vida. Quando não oramos, dizemos para Deus que já temos tudo o que precisamos. Comente o que a sua vida de oração tem sinalizado para Deus com relação a sua dependência dEle. 2. Como igreja, precisamos orar pelos desafios deste tempo. Sem o auxílio de Deus, corremos o sério risco de, além de não influenciarmos o mundo, acabarmos adquirindo a sua forma. A oração ou a falta dela pode determinar se vamos ficar de pé ou cair. Comente o que você tem feito (ou deve fazer) para tornar a oração uma arma efetiva de batalha espiritual para a sua vida. 3. Nosso alvo é ver Deus glorificado no Brasil; é ver a idolatria dar lugar à adoração ao único Deus vivo. Se os problemas de nosso país acabarem e tudo for atribuído ao homem, não teremos cumprido a nossa missão, pois o homem, e não Deus, será glorificado. Nós oramos para a glória de Deus. Cite pelo menos uma área da sua vida em que você pode glorificar a Deus pelas mudanças que Ele fez como resposta de oração.
  • 6. 6 TEMPO DE ORAR (30 minutos) 1. Ore por si mesmo, para que Deus o ajude a melhorar a sua vida de oração. 2. Ore por sua igreja, para que não apenas fale sobre a importância da oração, mas para que ore de fato. 3. Ore pelas igrejas do Brasil, para se despertem ainda mais para a oração como forma de glorificar a Deus na transformação da nossa pátria. 4. Ore pelo Brasil, para que a glória de Deus brilhe mais forte a cada dia em solo brasileiro.
  • 7. 7 ROTEIRO 4 – QUINTA-FEIRA 02/10 TEMA: SATISFAÇÃO NO RELACIONAMENTO COM DEUS TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). A oração muitas vezes é vista como um simples momento em que fazemos pedidos a Deus. Mas não é. Oração é relacionamento com Deus. Deus não queria apenas que o Seu povo se humilhasse e pedisse socorro. Ele também queria que o povo buscasse a Sua presença, ou seja, que tivesse um relacionamento pessoal com Ele. Nós devemos ter prazer em conviver com o Senhor, em estar sempre com Ele, não só pelo que Ele nos dá, mas pelo que Ele é. “(...) Na tua presença há plenitude de alegria; à tua direita há eterno prazer” (Sl 16.11). Quanto mais temos satisfação em buscá-lo, mais alegramos o Seu coração e glorificamos o Seu Nome. 1. Gregory Frizzell, em seu interessante livro “Como Desenvolver Uma Vida Poderosa de Oração”, nos ensina: “Se sua vida de oração é inconsistente e fraca, assim será o seu relacionamento com Deus. (...) Na verdade sua vida de oração é o seu relacionamento com Deus”. Compartilhe um momento de sua vida em que sentiu prazer em estar na presença de Deus em oração. 2. O propósito de missões é que todas as pessoas se aproximem de Deus para o adorar porque Ele é maravilhoso, como vimos em Sl 16.11. O quanto estamos satisfeitos em Jesus Cristo mostra ao mundo o quanto Ele é digno de ser seguido e adorado. Cite alguma experiência em que a sua alegria em Cristo serviu de testemunho do evangelho para outras pessoas. 3. Estamos às portas das eleições. É certo que uma política responsável contribuirá para o bem na nação. Porém, a única saída real para o Brasil é buscar a face de Deus. Explique algumas razões por que, em sua opinião, somente o evangelho de Jesus é a solução para o Brasil.
  • 8. 8 TEMPO DE ORAR (30 minutos) 1. Ore por si mesmo, para que Deus lhe dê mais satisfação em estar em sua presença. 2. Ore por sua igreja, para que a presença de Deus seja manifesta em cada encontro; 3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que demonstrem ao mundo a alegria que há na adoração ao único Deus vivo e verdadeiro; e que esperem nEle e não em ideologias e na política, a solução para a transformação do país. 4. Ore pelo Brasil, para que encontre em Deus a resposta para suas crises; que seja uma nação cujo Deus é o Senhor.
  • 9. 9 ROTEIRO 5 – SEXTA-FEIRA 03/10 TEMA: DESVIANDO-SE DOS MAUS CAMINHOS TEMPO DE COMPARTLHAR A PALAVRA (30 minutos) Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). Uma das coisas que acontecem em todo avivamento é que, pela ação do Espírito Santo, passamos a perceber o pecado de uma forma muito séria. Os primeiros pecados a incomodar são o orgulho (falta de humilhação perante Deus), o ritualismo (a frieza na oração) e a religiosidade (a superficialidade do relacionamento com Deus), os temas dos três primeiros estudos. Quando o Espírito começa a nos apontar estes problemas, é só o início da transformação que Ele quer fazer em nós. Pecados antes tolerados em nossas próprias vidas passam a ser notados em cores vivas: desamor, egoísmo, preguiça, ânimo de divisão e crítica destrutiva, fofoca, e, principalmente, omissão com relação à Grande Comissão. A conversão do mundo começa pela conversão da igreja. 1. Em 2 Coríntios 4.1-3, Paulo nos exorta a rejeitar “as coisas ocultas, que são vergonhosas”. O problema maior da igreja não é o pecado em si – já que todos somos pecadores mesmo -, mas o pecado oculto, apreciado, curtido, do qual não se está buscando solução. Cite dois ou três problemas que os pecados não confessados nem resolvidos podem trazer à vida da igreja. 2. Pelo texto lido, a conversão é uma condição para o favor de Deus. O caminho da restauração do Brasil não pode contornar o arrependimento. A responsabilidade de anunciar o arrependimento à nação é da igreja, é de cada um de nós. Fale sobre os riscos de a igreja ficar acomodada ao “politicamente conveniente”. 3. O “jeitinho brasileiro” geralmente se oferece a nós como solução fácil, mas também pecaminosa. Por exemplo, em algumas igrejas o playback do solista é uma cópia não autorizada de um CD, caracterizando a usurpação (“não furtarás”) do direito autoral. Ou, ainda, o software do computador em que se preparam os slides para o culto são pirateados, também transgredindo o oitavo mandamento. Exemplifique outras situações em que o “jeitinho brasileiro” representa um mau caminho do qual nós precisamos nos desviar.
  • 10. 10 TEMPO DE ORAR (30 minutos) 1. Ore para que Deus sonde seu coração e veja se há algum caminho mau a abandonar. 2. Ore por sua igreja, para que viva em santidade na luz do Senhor, que todos os pecados escondidos sejam tratados e que as pessoas envolvidas sejam curadas e restauradas. 3. Ore pelas igrejas do Brasil, para que não se conformem aos padrões do mundo. 4. Ore pelo Brasil, para que se arrependa e creia no evangelho.
  • 11. 11 ROTEIRO 6 – SÁBADO 04/10 TEMA: A RESPOSTA DE DEUS TEMPO DE COMPARTILHAR A PALAVRA (30 minutos) Texto bíblico: “E se o meu povo, que se chama pelo meu nome, se humilhar, orar e buscar a minha presença, e se desviar dos seus maus caminhos, então ouvirei dos céus, perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra” (2 Crônicas 7.14). Depois de satisfazermos as condições não podemos esperar outra resposta de Deus senão o cumprimento fiel de Suas promessas. No texto Deus promete três coisas. “Ouvir” dá a ideia de atender, de se compadecer e reagir. Não que Deus não escutasse antes. Ele é onisciente; conhece nossas palavras antes que saiam da nossa boca (Sl 139.4). O princípio é que Deus abençoa ainda mais o Seu povo quando este, quebrantado, busca Sua presença em oração. “Perdoar os pecados” importa remover a reprovação que causaria a falta de chuvas, o ataque dos gafanhotos e a peste (2Cr 7.13). O tempo de desobediência com certeza traria consequências para o povo, que ficariam mesmo depois de o povo ser perdoado. A lavoura demoraria um tempo para se recuperar da seca e da devastação, mas Deus prometeu “sarar a terra”, ou seja, agir para abreviar a restauração do solo das consequências do pecado. 1. É maravilhoso saber que Deus, mesmo nos céus, nos ouve e nos atende. Compartilhe uma experiência de resposta de oração. 2. Há situações em que as consequências do pecado permanecem mesmo depois de recebermos o perdão de Deus em Cristo. Algumas são para toda a vida; nos causam tristeza e nos fazem sentir constantemente acusados pelo diabo. Paulo passou por algo parecido com alguma fraqueza que ele tinha (2Co 12.1-10). E a resposta de Jesus a ele foi: “A minha graça te é suficiente, pois o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza”. A cura de Deus pode não ser voltar tudo como era antes, mas derramar a sua graça sobre a situação trazendo paz, descanso, segurança e alegria em meio às dificuldades. Deus é poderoso para transformar o que pensamos ser um dano em graça para nós e os outros. Se puder, divida com o grupo alguma experiência em que você recebeu perdão, cura e graça para algum erro do passado. 3. Embora o salvo de verdade não perca a salvação, a sua comunhão com Deus pode ser atrapalhada pelo pecado gerando momentos de culpa e crise. Responda em pensamento: há algum pecado habitual do qual você ainda não se converteu? Confesse-o a Deus agora.
  • 12. 12 TEMPO DE ORAR (30 minutos) 1. Ore por si mesmo silenciosamente, confessando pecados e pedindo perdão e forças para abandoná-los de uma vez por todas. 2. Ore por sua igreja, para que Deus desfrute de plena comunhão com Deus. 3. Ore pelas igrejas do Brasil, para anunciarem que só Deus pode sarar o Brasil. 4. Ore pelo Brasil, para que haja transformação, perdão e cura ainda nesta geração. ESTES ROTEIROS FORAM PRODUZIDOS POR: Pr. Diogo Carvalho (Gerente Operacional de Evangelismo da Junta de Missões Nacionais) e sua esposa, irmã Daniele Cavallieri.