SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 45
Conexões entre o PENSAR,
SENTIR E QUERER
NOSSAS ATITUDES DETERMINAM QUEM SOMOS!
-Por que você se levantou da cama hoje pela manhã?
-Por que você comeu o que comeu?
-Por que você está vestindo essa roupa?
-Por que você veio até aqui?
COMO ENCONTRAR SEU
GRANDE PORQUÊ?
PROCURE...
-Aquilo que você ama.
-Aquilo que sabe fazer bem.
-Aquilo que o Mundo precisa.
Com CERTEZA estamos aqui
para nos CONECTAR.
Você é o nosso convidado especial para descobrir os
sentidos, desvendar as possibilidades e construir
um fazer em sala de aula capaz de provocar uma
sinfonia harmônica de diversos saberes.
Sentir, pensar e querer/agir
Afinidade acontece. Um mesmo signo, um mesmo par de sapatos caramelo,
um mesmo livro de cabeceira. Afinidade acontece entre seres humanos. A
mesma frase dita ao mesmo tempo, o diálogo mudo dos olhares e a certeza
das semelhanças entre o que se canta e o que se escreve.
Afinação acontece. Um mesmo acorde, um mesmo som, uma mesma
harmonia. Afinação acontece entre instrumentos musicais. A mesma nota
repetidas vezes, a busca pela perfeição sonora e a certeza das similaridades
entre um tom acima e um tom abaixo.
A incrível mágica acontece quando os instrumentos musicais descobrem
afinidades humanas entre si no mesmo instante em que os seres humanos
descobrem afinações musicais dentro deles mesmos.
Fernando Anitelli
Pensar, Sentir e Agir...comAfinidade e Afinação
8
UMA MEMÓRIA PARA APRENDER...
Quando comíamos alguma coisa que não caiu
bem no estômago o que antigamente, nossa
avó, recomendava?
UM ACASO QUE DEU CHÁ
Reza a história que no ano 2737 a.C., o imperador chinês Shen Nung e a sua corte
estariam a fazer uma pausa durante uma viagem e, enquanto esperavam que os
criados fervessem água para beber, algumas folhas de um arbusto caíram dentro
da mesma, produzindo um líquido acastanhado. O imperador, que também era
cientista, ficou com a curiosidade aguçada e resolveu experimentar a bebida,
que classificou como muito refrescante. Assim nasceu o chá, que rapidamente
conquistou os habitantes desse país, deixando muitas provas históricas:
escavações arqueológicas encontraram recipientes de chá nos túmulos da
dinastia Han (206 a.C.–220 d.C.), no entanto, foi durante a dinastia Tang (618-906
d.C.) que o chá tornou-se na bebida oficial da China. Atingiu uma popularidade
tal, que durante o século VIII foi escrito o primeiro livro inteiramente dedicado a
esta bebida – o “Ch'a Ching”, da autoria de Lu Yu.
VAMOS CONSTRUIR NOSSO CHA PESSOAL?
CONHECIMENTO
• O que você faz melhor? Escreva no
papel amarelo.
HABILIDADE
• Qual habilidade se destaca em
você? Escreva no papel rosa uma
habilidade sua (habilidade de
comunicação, artística,
organização, criatividade).
ATITUDE
• Quais atitudes (atos e ações) que
são destaques em você no
relacionamento com o outro?
Escreva no papel azul .
1- Coloque seu CHA dentro do balão e sopre!
Enquanto soprar pense: estou colocando aqui
coisas boas que tenho em mim.
2- Vamos jogar os balões? Aqui, voando neste
espaço as pessoas colocaram o que tem de
melhor...
3- Pegue um balão aleatoriamente.
4- Vamos formar a roda.
5- Cada um vai estourar o balão e ler o CHA.
Conhecimento: amarelo
Habilidade: rosa
Atitude: azul
6- Quem você acha que escreveu este CHA?
Por quê?
Tudo que for fazer, faça com amor, fé e dedicação... O
reconhecimento virá com o tempo, não para fortalecer
seu ego mas para que as pessoas notem que você é
uma pessoa cheia de luz e que Deus te usa de uma
forma única!
Guilherme Albuquerque
Os corações humanos são como instrumentos de muitas cordas. E
ao longo da vida vamos aprendendo a tocá-las todas, como se
fôssemos músicos, intérpretes de nossas próprias emoções.
Miguel Falabella
A vida tem a ver com pessoas.
A escola tem a ver com esclarecer como nossos serviços
melhoram a vida das pessoas!
Parte do aprendizado acontece por meio da leitura e outra parte que é
possivelmente mais importante se dá por meio de conversas com
mentes brilhantes de diferentes áreas.
Neil Shen- Cofundador da Sequoia Capital China
Educar e Educar-se é
afinar os
instrumentos.
Descobrir os sentidos,
desvendar as possibilidades e
construir um fazer em sala de
aula capaz de provocar uma
sinfonia harmônica de
diversos saberes.
VOCÊ CONHECE O CHA DA BNCC?
C -
H -
A -
CONHECIMENTO
HABILIDADES
ATITUDES
C -
H -
A -
EDUCAÇÃO
INTEGRAL
espiritual,
intelectual, física,
social, emocional e
culural
CONSTRUIR UMA SOCIEDADE ÉTICA, JUSTA, INCLUSIVA,
SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIA.
Desenvolver
competências nos
alunos
“Mobilização de
conhecimentos (conceitos e
procedimentos), habilidades
(práticas, cognitivas e
socioemocionais), atitudes e
valores para resolver
demandas complexas da vida
cotidiana, do pleno exercício
da cidadania e do mundo do
trabalho.”
A inovação do
conhecimento, do
aprendizado se dá quando
somos capazes, também,
de desaprender aquilo que
sabíamos, não na
totalidade, mas alguma
parte para que se possa
colocar algo novo no lugar.
Livro Pensar bem, nos faz bem, p,96-
Mário Sérgio Cortella
Nós somos seres que vivemos em diferentes dimensões, e isso requer
diferentes funções para interagirmos com essas realidades diversas,
como a física (corpo/matéria), emocional (sentimentos), mental
(pensamentos), social (relações) e espiritual (intuição/fé). Essas muitas
dimensões tornam cada um como ser único.
COMO OPERACIONALIZAR A EDUCAÇÃO INTEGRAL?
Segundo Carl Jung,
temos quatro funções
psíquicas de interação
com a vida: sensação,
emoção, pensamento e
intuição.
Professor, elemento da
transformação!
Uma palavra
que inspira.
Um gesto que
revela sua
entrega.
Um olhar
dotado de
envolvimento.
Uma
pluralidade de
sentimentos
expressa em
um dom
singular, que é
o dom de
ensinar.
# desenvolvendo competências
Para que o aprendizado se traduza em uma COMPETÊNCIA observável
na prática, no dia a dia, é necessário o processo de desenvolvimento
destes três níveis:
É um processo racional e cognitivo de
interpretação e observação da vida. São nossas
ideias, crenças, valores. Envolve imagens,
consciência clara.
Processo neurológico que gera os impulsos
emocionais. Sensações e sentimentos puramente
subjetivos.
É a ação comportamental gerada a partir da
interpretação do processo cognitivo das
emoções. Vontade, leva as ações. Esforço de
concentração mental.
Interagir é a capacidade de compreender a complexidade da vida de
maneira flexível para assim, podermos interagir de forma respeitosa
com todos e tudo ao nosso redor.
“Nosso pensar nos une ao mundo, nosso sentir nos
reduz a nós próprios, fazendo de nós um ser individual.
Se fôssemos apenas seres pensantes e dotados de
percepção, a nossa vida transcorreria numa indiferença
total.
Se apenas nos reconhecêssemos com Eu, nosso Eu
nos seria completamente indiferente.
Apenas porque, além de RECONHECERMOS a nós
mesmos, SENTIMOS também o nosso ser, somos
entes individuais, cuja experiência não se esgota em
estabelecer relações conceituais entre as coisas, mas
possui também um valor particular em si mesma.”
Rudolf Steiner, A Filosofia da Liberdade, 8ª ed. P.80
É um processo que se inicia quando conseguimos perceber nosso
jeito de pensar (modelo mental e crenças), nossa maneira de sentir
(valores, temperamento), nosso jeito de agir (escolhas e
comportamentos) e como interagimos com os outros e o mundo
(relacionamentos). É isso que nos torna um ser integral.
Com isso, a educação para nos tornar
um ser integral deve ser pautada
numa metodologia abrangente e
sistêmica, que trabalhe com todas
essas dimensões. A integração é a
valorização de todas as dimensões
onde vivemos, do pessoal, social,
ambiental, favorecendo o
conhecimento das leis que regem a
vida e harmonizam o ser consigo
mesmo e com tudo e todos a sua volta,
como bem propõem Edgar Morin
(1999) na visão transdisciplinar.
Processo de afinação
Ensino Aprendizagem do Século XXI
Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não
começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos
juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os
instrumentos que fazem a música.
Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me
pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas
pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas
e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da
beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes.
Rubem Alves
Professor como você ensinaria a beleza da música?
Tens que aprender a tocar
teu instrumento. Depois
deves praticar, praticar e
praticar. E depois, quando
finalmente estiver no palco,
apenas sentir.
Adaptação Charlie Parker
Capacidade para fazer a observação correta.
Quais minhas experiências? O que aprendi com elas?
O genuíno interesse, a calma interior.
Capacidade de fazer o julgamento correto.
Quais os critérios que eu utilizo para encaminhar as
decisões? Além da simpatia /antipatia
Capacidade de tomar as decisões corretas.
Quais as forças que me movem para esta ou aquela
decisão? A coragem moral, a fidelidade a si mesmo.
Capacidade de fazer as ações corretas.
Fazer o que precisa ser feito, liderar pelo exemplo, fazer
o bem, sensibilidade para o que é relevante.
P
R
O
T
A
G
O
N
I
S
M
O
Precisamos desenvolver a prática docente a partir de uma
abordagem “para os alunos” e não “com os alunos”,
levando-os a se sensibilizarem através do “FAZER ”.
Dar ênfase a uma abordagem participativa, utilizando
ferramentas e conceitos que estimulem o “caminho da
descoberta”, evitando mera transmissão de soluções
prontas.
Os instrumentos musicais
possuem uma sensibilidade
incrível, provocam inúmeros
sentimentos, eles choram,
gritam, sussurram, falam tudo
ao mesmo tempo e
conseguem em diversos tons e
formas diferentes soar
fortemente no coração de
todos.
Regina Cury
Do mesmo modo que você vai ao teatro assistir a uma
ópera sem saber ler uma partitura ou tocar um
instrumento, não precisa saber matemática para apreciar
a beleza das ideias científicas.
Marcelo Gleiser
TODA mudança por menor que seja causa MEDO.
Tudo que é novo e desconhecido nos deixa INSEGUROS.
Sair da zona de conforto é a todo modo DESCONFORTÁVEL.
Ter que abrir mão de tantas coisas para poder deixar que
outras entrem em nossa vida e que fazem, às vezes, as
LÁGRIMAS transbordarem.
Mas, quem quer MAIS da vida precisa MUDAR!
De fato mudar não é FÁCIL, mas sim NECESSÁRIO para quem
quer ir mais longe, para quem quer ser a DIFERENÇA
transformadora da sua vida e daqueles que o cercam.
Então, estou promovendo mudanças, o medo, a insegurança,
o desconforto, as dificuldades e as lágrimas estão aqui me
falando NÃO MUDE, mas a fé, a coragem, a força, o amor e a
esperança estão gritando VAI EM FRENTE!
Mudar o jeito de aprender.
TRABALHAR COM ENSINO HIBRIDO.
A avaliação dos pares ou avaliação dos colegas (peer assessment) é o
processo que envolve alunos avaliando o trabalho de outros colegas da turma.
Os alunos refletem e julgam o quão bem o colega realizou o trabalho e se os
critérios e objetivos pré-estabelecidos foram atingidos.
Os alunos dão e recebem feedback e comentários sobre o desempenho em um
trabalho e a reflexão e discussão sobre o processo é encorajada.
Criando um maior envolvimento dos alunos e incentivando-os a se tornarem
mais responsáveis pelo próprio processo de avaliação, aumentamos
a conscientização dos mesmos sobre as questões mais importantes do
processo de aprendizagem.
AGRADEÇO OS MOMENTOS QUE
COMPARTILHAMOS NESTA MANHÃ =)

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalBruno Carrasco
 
O Construtor de Pontes - Uma estória de perdão
O Construtor de Pontes - Uma estória de perdãoO Construtor de Pontes - Uma estória de perdão
O Construtor de Pontes - Uma estória de perdãoJulio Machado
 
Palestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalho
Palestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalhoPalestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalho
Palestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalhoDoroteiaSouza
 
Psicologia Positiva - Forças e Virtudes Pessoais
Psicologia Positiva  - Forças e Virtudes Pessoais Psicologia Positiva  - Forças e Virtudes Pessoais
Psicologia Positiva - Forças e Virtudes Pessoais Fábio Munhoz
 
Dinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultos
Dinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultosDinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultos
Dinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultosJunior Medeiros
 
Palestra motivacional - felipe lima
Palestra motivacional - felipe limaPalestra motivacional - felipe lima
Palestra motivacional - felipe limaThielu
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e MotivaçãoVania Cardoso
 
Dinamica divertidas em grupo
Dinamica divertidas em grupoDinamica divertidas em grupo
Dinamica divertidas em grupocleberfs_ro
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaIsmael
 
Dinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estimaDinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estimarosangelars
 
Curso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e ComunicaçãoCurso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e ComunicaçãoDario Vedana
 
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de TrabalhoRelacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de TrabalhoLuis Paulo Barros
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventesSeduc MT
 

Mais procurados (20)

Autoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoalAutoconhecimento e realização pessoal
Autoconhecimento e realização pessoal
 
Auto Estima
Auto EstimaAuto Estima
Auto Estima
 
O Construtor de Pontes - Uma estória de perdão
O Construtor de Pontes - Uma estória de perdãoO Construtor de Pontes - Uma estória de perdão
O Construtor de Pontes - Uma estória de perdão
 
QUAL SEU PROPOSITO DE VIDA?
QUAL SEU PROPOSITO DE VIDA?QUAL SEU PROPOSITO DE VIDA?
QUAL SEU PROPOSITO DE VIDA?
 
Palestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalho
Palestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalhoPalestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalho
Palestra inteligência emocional no combate ao stress no trabalho
 
Psicologia Positiva - Forças e Virtudes Pessoais
Psicologia Positiva  - Forças e Virtudes Pessoais Psicologia Positiva  - Forças e Virtudes Pessoais
Psicologia Positiva - Forças e Virtudes Pessoais
 
Dinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultos
Dinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultosDinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultos
Dinamicas de-grupo-para-jovens-e-adultos
 
Palestra motivacional - felipe lima
Palestra motivacional - felipe limaPalestra motivacional - felipe lima
Palestra motivacional - felipe lima
 
Liderança e Motivação
Liderança e  MotivaçãoLiderança e  Motivação
Liderança e Motivação
 
Dinâmicas de grupo
Dinâmicas de grupoDinâmicas de grupo
Dinâmicas de grupo
 
O INCONSCIENTE COLETIVO E PESSOAL SEGUNDO JUNG pptx
O INCONSCIENTE COLETIVO E PESSOAL SEGUNDO JUNG pptxO INCONSCIENTE COLETIVO E PESSOAL SEGUNDO JUNG pptx
O INCONSCIENTE COLETIVO E PESSOAL SEGUNDO JUNG pptx
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Autoconhecimento
AutoconhecimentoAutoconhecimento
Autoconhecimento
 
Dinamica divertidas em grupo
Dinamica divertidas em grupoDinamica divertidas em grupo
Dinamica divertidas em grupo
 
Inteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na LiderançaInteligência Emocional na Liderança
Inteligência Emocional na Liderança
 
Dinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estimaDinâmicas projeto auto estima
Dinâmicas projeto auto estima
 
Curso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e ComunicaçãoCurso de Liderança e Comunicação
Curso de Liderança e Comunicação
 
Emoções
EmoçõesEmoções
Emoções
 
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de TrabalhoRelacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
Relacionamento Interpessoal no Ambiente de Trabalho
 
10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes10 dinâmicas divertidas e envolventes
10 dinâmicas divertidas e envolventes
 

Semelhante a Pensar, Sentir e Agir com Afinidade e Afinação

PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxMatildePaulo1
 
O lugar da arte na vida e para a vida
O lugar da arte na vida e para a vidaO lugar da arte na vida e para a vida
O lugar da arte na vida e para a vidaThaíse Nardim
 
Curso introdu o_educa_o__77366 (1)
Curso introdu o_educa_o__77366 (1)Curso introdu o_educa_o__77366 (1)
Curso introdu o_educa_o__77366 (1)julianabtu2017
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed PptAlcides Almeida
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed PptAlcides Almeida
 
A Abordagem Integral
A Abordagem IntegralA Abordagem Integral
A Abordagem IntegralGuga Casari
 
NUMEROLOGIA TÂNTRICA
NUMEROLOGIA TÂNTRICANUMEROLOGIA TÂNTRICA
NUMEROLOGIA TÂNTRICATalahass
 
Filosofiaespirita1 (1)
Filosofiaespirita1 (1)Filosofiaespirita1 (1)
Filosofiaespirita1 (1)Alice Lirio
 
Atividades de harmonização em sala de aula
Atividades de harmonização em sala de aulaAtividades de harmonização em sala de aula
Atividades de harmonização em sala de aulaEducadorCriativo
 
3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçao3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçaoSolange Cordeiro
 
Afetividade e desempenho acadêmico
Afetividade e desempenho acadêmicoAfetividade e desempenho acadêmico
Afetividade e desempenho acadêmicoUNICEP
 
223839928 apostila-ensino-religioso (1)
223839928 apostila-ensino-religioso (1)223839928 apostila-ensino-religioso (1)
223839928 apostila-ensino-religioso (1)educaedil
 
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011Ana Caetano
 

Semelhante a Pensar, Sentir e Agir com Afinidade e Afinação (20)

PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptxPPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
PPT - 200822MULHER AGUIA2.0.pptx
 
NUMEROLOGIA TÂNTRICA
NUMEROLOGIA TÂNTRICANUMEROLOGIA TÂNTRICA
NUMEROLOGIA TÂNTRICA
 
O lugar da arte na vida e para a vida
O lugar da arte na vida e para a vidaO lugar da arte na vida e para a vida
O lugar da arte na vida e para a vida
 
Ma 6ano ul1_v3n-line
Ma 6ano ul1_v3n-lineMa 6ano ul1_v3n-line
Ma 6ano ul1_v3n-line
 
Sathya Sai
Sathya SaiSathya Sai
Sathya Sai
 
Curso introdu o_educa_o__77366 (1)
Curso introdu o_educa_o__77366 (1)Curso introdu o_educa_o__77366 (1)
Curso introdu o_educa_o__77366 (1)
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
 
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   PptAaaadançAs Circulares Sagradas   ReflexõEs Conv. Ped. Smed   Ppt
AaaadançAs Circulares Sagradas ReflexõEs Conv. Ped. Smed Ppt
 
A Abordagem Integral
A Abordagem IntegralA Abordagem Integral
A Abordagem Integral
 
NUMEROLOGIA TÂNTRICA
NUMEROLOGIA TÂNTRICANUMEROLOGIA TÂNTRICA
NUMEROLOGIA TÂNTRICA
 
Portfólio Digital - Ultimatom Cursos & Palestras
Portfólio Digital - Ultimatom Cursos & PalestrasPortfólio Digital - Ultimatom Cursos & Palestras
Portfólio Digital - Ultimatom Cursos & Palestras
 
Boletim 16 outubro
Boletim 16 outubroBoletim 16 outubro
Boletim 16 outubro
 
Filosofiaespirita1 (1)
Filosofiaespirita1 (1)Filosofiaespirita1 (1)
Filosofiaespirita1 (1)
 
Atividades de harmonização em sala de aula
Atividades de harmonização em sala de aulaAtividades de harmonização em sala de aula
Atividades de harmonização em sala de aula
 
3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçao3º congresso internacional de educaçao
3º congresso internacional de educaçao
 
Afetividade e desempenho acadêmico
Afetividade e desempenho acadêmicoAfetividade e desempenho acadêmico
Afetividade e desempenho acadêmico
 
223839928 apostila-ensino-religioso (1)
223839928 apostila-ensino-religioso (1)223839928 apostila-ensino-religioso (1)
223839928 apostila-ensino-religioso (1)
 
Dinamica grupo
Dinamica grupoDinamica grupo
Dinamica grupo
 
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011Otimismo e criatividade  conferencia e workshop 23 setembro 2011
Otimismo e criatividade conferencia e workshop 23 setembro 2011
 
Corpo e movimento
Corpo e movimentoCorpo e movimento
Corpo e movimento
 

Último

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfEditoraEnovus
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 anoAdelmaTorres2
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundonialb
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfIedaGoethe
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfaulasgege
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosAntnyoAllysson
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasCassio Meira Jr.
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Centro Jacques Delors
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...Martin M Flynn
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfdio7ff
 

Último (20)

ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdfSimulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
Simulado 1 Etapa - 2024 Proximo Passo.pdf
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
637743470-Mapa-Mental-Portugue-s-1.pdf 4 ano
 
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundogeografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
geografia 7 ano - relevo, altitude, topos do mundo
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdfDIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
DIA DO INDIO - FLIPBOOK PARA IMPRIMIR.pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdfCultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
Cultura e Sociedade - Texto de Apoio.pdf
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteirosBingo da potenciação e radiciação de números inteiros
Bingo da potenciação e radiciação de números inteiros
 
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e EspecíficasHabilidades Motoras Básicas e Específicas
Habilidades Motoras Básicas e Específicas
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
Apresentação | Eleições Europeias 2024-2029
 
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
DIGNITAS INFINITA - DIGNIDADE HUMANA -Declaração do Dicastério para a Doutrin...
 
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdfHABILIDADES ESSENCIAIS  - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
HABILIDADES ESSENCIAIS - MATEMÁTICA 4º ANO.pdf
 

Pensar, Sentir e Agir com Afinidade e Afinação

  • 1. Conexões entre o PENSAR, SENTIR E QUERER
  • 2.
  • 4. -Por que você se levantou da cama hoje pela manhã? -Por que você comeu o que comeu? -Por que você está vestindo essa roupa? -Por que você veio até aqui?
  • 5. COMO ENCONTRAR SEU GRANDE PORQUÊ? PROCURE... -Aquilo que você ama. -Aquilo que sabe fazer bem. -Aquilo que o Mundo precisa. Com CERTEZA estamos aqui para nos CONECTAR.
  • 6. Você é o nosso convidado especial para descobrir os sentidos, desvendar as possibilidades e construir um fazer em sala de aula capaz de provocar uma sinfonia harmônica de diversos saberes. Sentir, pensar e querer/agir
  • 7. Afinidade acontece. Um mesmo signo, um mesmo par de sapatos caramelo, um mesmo livro de cabeceira. Afinidade acontece entre seres humanos. A mesma frase dita ao mesmo tempo, o diálogo mudo dos olhares e a certeza das semelhanças entre o que se canta e o que se escreve. Afinação acontece. Um mesmo acorde, um mesmo som, uma mesma harmonia. Afinação acontece entre instrumentos musicais. A mesma nota repetidas vezes, a busca pela perfeição sonora e a certeza das similaridades entre um tom acima e um tom abaixo. A incrível mágica acontece quando os instrumentos musicais descobrem afinidades humanas entre si no mesmo instante em que os seres humanos descobrem afinações musicais dentro deles mesmos. Fernando Anitelli Pensar, Sentir e Agir...comAfinidade e Afinação
  • 8. 8
  • 9. UMA MEMÓRIA PARA APRENDER... Quando comíamos alguma coisa que não caiu bem no estômago o que antigamente, nossa avó, recomendava?
  • 10. UM ACASO QUE DEU CHÁ Reza a história que no ano 2737 a.C., o imperador chinês Shen Nung e a sua corte estariam a fazer uma pausa durante uma viagem e, enquanto esperavam que os criados fervessem água para beber, algumas folhas de um arbusto caíram dentro da mesma, produzindo um líquido acastanhado. O imperador, que também era cientista, ficou com a curiosidade aguçada e resolveu experimentar a bebida, que classificou como muito refrescante. Assim nasceu o chá, que rapidamente conquistou os habitantes desse país, deixando muitas provas históricas: escavações arqueológicas encontraram recipientes de chá nos túmulos da dinastia Han (206 a.C.–220 d.C.), no entanto, foi durante a dinastia Tang (618-906 d.C.) que o chá tornou-se na bebida oficial da China. Atingiu uma popularidade tal, que durante o século VIII foi escrito o primeiro livro inteiramente dedicado a esta bebida – o “Ch'a Ching”, da autoria de Lu Yu.
  • 11. VAMOS CONSTRUIR NOSSO CHA PESSOAL? CONHECIMENTO • O que você faz melhor? Escreva no papel amarelo. HABILIDADE • Qual habilidade se destaca em você? Escreva no papel rosa uma habilidade sua (habilidade de comunicação, artística, organização, criatividade). ATITUDE • Quais atitudes (atos e ações) que são destaques em você no relacionamento com o outro? Escreva no papel azul .
  • 12. 1- Coloque seu CHA dentro do balão e sopre! Enquanto soprar pense: estou colocando aqui coisas boas que tenho em mim. 2- Vamos jogar os balões? Aqui, voando neste espaço as pessoas colocaram o que tem de melhor... 3- Pegue um balão aleatoriamente. 4- Vamos formar a roda. 5- Cada um vai estourar o balão e ler o CHA. Conhecimento: amarelo Habilidade: rosa Atitude: azul 6- Quem você acha que escreveu este CHA? Por quê?
  • 13. Tudo que for fazer, faça com amor, fé e dedicação... O reconhecimento virá com o tempo, não para fortalecer seu ego mas para que as pessoas notem que você é uma pessoa cheia de luz e que Deus te usa de uma forma única! Guilherme Albuquerque
  • 14. Os corações humanos são como instrumentos de muitas cordas. E ao longo da vida vamos aprendendo a tocá-las todas, como se fôssemos músicos, intérpretes de nossas próprias emoções. Miguel Falabella
  • 15.
  • 16. A vida tem a ver com pessoas. A escola tem a ver com esclarecer como nossos serviços melhoram a vida das pessoas! Parte do aprendizado acontece por meio da leitura e outra parte que é possivelmente mais importante se dá por meio de conversas com mentes brilhantes de diferentes áreas. Neil Shen- Cofundador da Sequoia Capital China
  • 17. Educar e Educar-se é afinar os instrumentos. Descobrir os sentidos, desvendar as possibilidades e construir um fazer em sala de aula capaz de provocar uma sinfonia harmônica de diversos saberes.
  • 18. VOCÊ CONHECE O CHA DA BNCC? C - H - A - CONHECIMENTO HABILIDADES ATITUDES C - H - A - EDUCAÇÃO INTEGRAL espiritual, intelectual, física, social, emocional e culural CONSTRUIR UMA SOCIEDADE ÉTICA, JUSTA, INCLUSIVA, SUSTENTÁVEL E SOLIDÁRIA. Desenvolver competências nos alunos “Mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho.”
  • 19. A inovação do conhecimento, do aprendizado se dá quando somos capazes, também, de desaprender aquilo que sabíamos, não na totalidade, mas alguma parte para que se possa colocar algo novo no lugar. Livro Pensar bem, nos faz bem, p,96- Mário Sérgio Cortella
  • 20. Nós somos seres que vivemos em diferentes dimensões, e isso requer diferentes funções para interagirmos com essas realidades diversas, como a física (corpo/matéria), emocional (sentimentos), mental (pensamentos), social (relações) e espiritual (intuição/fé). Essas muitas dimensões tornam cada um como ser único. COMO OPERACIONALIZAR A EDUCAÇÃO INTEGRAL? Segundo Carl Jung, temos quatro funções psíquicas de interação com a vida: sensação, emoção, pensamento e intuição.
  • 22. Uma palavra que inspira. Um gesto que revela sua entrega. Um olhar dotado de envolvimento. Uma pluralidade de sentimentos expressa em um dom singular, que é o dom de ensinar.
  • 23. # desenvolvendo competências Para que o aprendizado se traduza em uma COMPETÊNCIA observável na prática, no dia a dia, é necessário o processo de desenvolvimento destes três níveis:
  • 24.
  • 25. É um processo racional e cognitivo de interpretação e observação da vida. São nossas ideias, crenças, valores. Envolve imagens, consciência clara. Processo neurológico que gera os impulsos emocionais. Sensações e sentimentos puramente subjetivos. É a ação comportamental gerada a partir da interpretação do processo cognitivo das emoções. Vontade, leva as ações. Esforço de concentração mental. Interagir é a capacidade de compreender a complexidade da vida de maneira flexível para assim, podermos interagir de forma respeitosa com todos e tudo ao nosso redor.
  • 26. “Nosso pensar nos une ao mundo, nosso sentir nos reduz a nós próprios, fazendo de nós um ser individual. Se fôssemos apenas seres pensantes e dotados de percepção, a nossa vida transcorreria numa indiferença total. Se apenas nos reconhecêssemos com Eu, nosso Eu nos seria completamente indiferente. Apenas porque, além de RECONHECERMOS a nós mesmos, SENTIMOS também o nosso ser, somos entes individuais, cuja experiência não se esgota em estabelecer relações conceituais entre as coisas, mas possui também um valor particular em si mesma.” Rudolf Steiner, A Filosofia da Liberdade, 8ª ed. P.80
  • 27. É um processo que se inicia quando conseguimos perceber nosso jeito de pensar (modelo mental e crenças), nossa maneira de sentir (valores, temperamento), nosso jeito de agir (escolhas e comportamentos) e como interagimos com os outros e o mundo (relacionamentos). É isso que nos torna um ser integral. Com isso, a educação para nos tornar um ser integral deve ser pautada numa metodologia abrangente e sistêmica, que trabalhe com todas essas dimensões. A integração é a valorização de todas as dimensões onde vivemos, do pessoal, social, ambiental, favorecendo o conhecimento das leis que regem a vida e harmonizam o ser consigo mesmo e com tudo e todos a sua volta, como bem propõem Edgar Morin (1999) na visão transdisciplinar.
  • 28. Processo de afinação Ensino Aprendizagem do Século XXI
  • 29. Se fosse ensinar a uma criança a beleza da música não começaria com partituras, notas e pautas. Ouviríamos juntos as melodias mais gostosas e lhe contaria sobre os instrumentos que fazem a música. Aí, encantada com a beleza da música, ela mesma me pediria que lhe ensinasse o mistério daquelas bolinhas pretas escritas sobre cinco linhas. Porque as bolinhas pretas e as cinco linhas são apenas ferramentas para a produção da beleza musical. A experiência da beleza tem de vir antes. Rubem Alves Professor como você ensinaria a beleza da música?
  • 30. Tens que aprender a tocar teu instrumento. Depois deves praticar, praticar e praticar. E depois, quando finalmente estiver no palco, apenas sentir. Adaptação Charlie Parker
  • 31.
  • 32. Capacidade para fazer a observação correta. Quais minhas experiências? O que aprendi com elas? O genuíno interesse, a calma interior. Capacidade de fazer o julgamento correto. Quais os critérios que eu utilizo para encaminhar as decisões? Além da simpatia /antipatia Capacidade de tomar as decisões corretas. Quais as forças que me movem para esta ou aquela decisão? A coragem moral, a fidelidade a si mesmo. Capacidade de fazer as ações corretas. Fazer o que precisa ser feito, liderar pelo exemplo, fazer o bem, sensibilidade para o que é relevante.
  • 34. Precisamos desenvolver a prática docente a partir de uma abordagem “para os alunos” e não “com os alunos”, levando-os a se sensibilizarem através do “FAZER ”. Dar ênfase a uma abordagem participativa, utilizando ferramentas e conceitos que estimulem o “caminho da descoberta”, evitando mera transmissão de soluções prontas.
  • 35.
  • 36. Os instrumentos musicais possuem uma sensibilidade incrível, provocam inúmeros sentimentos, eles choram, gritam, sussurram, falam tudo ao mesmo tempo e conseguem em diversos tons e formas diferentes soar fortemente no coração de todos. Regina Cury
  • 37. Do mesmo modo que você vai ao teatro assistir a uma ópera sem saber ler uma partitura ou tocar um instrumento, não precisa saber matemática para apreciar a beleza das ideias científicas. Marcelo Gleiser
  • 38. TODA mudança por menor que seja causa MEDO. Tudo que é novo e desconhecido nos deixa INSEGUROS. Sair da zona de conforto é a todo modo DESCONFORTÁVEL. Ter que abrir mão de tantas coisas para poder deixar que outras entrem em nossa vida e que fazem, às vezes, as LÁGRIMAS transbordarem. Mas, quem quer MAIS da vida precisa MUDAR! De fato mudar não é FÁCIL, mas sim NECESSÁRIO para quem quer ir mais longe, para quem quer ser a DIFERENÇA transformadora da sua vida e daqueles que o cercam. Então, estou promovendo mudanças, o medo, a insegurança, o desconforto, as dificuldades e as lágrimas estão aqui me falando NÃO MUDE, mas a fé, a coragem, a força, o amor e a esperança estão gritando VAI EM FRENTE!
  • 39. Mudar o jeito de aprender. TRABALHAR COM ENSINO HIBRIDO.
  • 40.
  • 41.
  • 42.
  • 43.
  • 44. A avaliação dos pares ou avaliação dos colegas (peer assessment) é o processo que envolve alunos avaliando o trabalho de outros colegas da turma. Os alunos refletem e julgam o quão bem o colega realizou o trabalho e se os critérios e objetivos pré-estabelecidos foram atingidos. Os alunos dão e recebem feedback e comentários sobre o desempenho em um trabalho e a reflexão e discussão sobre o processo é encorajada. Criando um maior envolvimento dos alunos e incentivando-os a se tornarem mais responsáveis pelo próprio processo de avaliação, aumentamos a conscientização dos mesmos sobre as questões mais importantes do processo de aprendizagem.
  • 45. AGRADEÇO OS MOMENTOS QUE COMPARTILHAMOS NESTA MANHÃ =)

Notas do Editor

  1. “Mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos), habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da cidadania e do mundo do trabalho.”  Habilidades são capacidades que uma pessoa adquire para desempenhar determinado papel ou função. Atitude é determinada postura ou certa disposição emocional diante de um tema específico.