SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 17
Baixar para ler offline
MANEJO DE
PASTTAGENS
Pastagens podem ser nativas ou cultivadas, são a principal e, em alguns casos, a
única fonte de alimento para esses animais.
Os gastos com alimentação podem representar mais de 60% dos custos variáveis da
atividade leiteira.
As pastagens representam a fonte mais econômica para a alimentação dos
rebanhos, e a produção de leite à base de pasto, além do menor custo em relação
aos sistemas intensivos convencionais, também auxilia na preservação dos recursos
renováveis (HOLMES, 1996; OLIVEIRA et al., 2000).
DESAFIO NO MANEJO DE PASTAGEM
Diversas relações entre o animal, planta e o solo
Fatores ambientais
Tipos de pastagem: influência na
produtividade
As pastagens influenciam bastante na produtividade;
garantir a boa formação dos bovinos.
Como preparar o pasto?
- O primeiro passo a ser dado é a escolha da espécie forrageira
fundamental escolher uma que o boi gosta de comer.
- O preparo do solo se torna uma prioridade,
- Tendo em vista que a semeadura e o primeiro pastejo merecem
muita atenção e cuidado.
- Caso contrário, o pasto dificilmente se estabelecerá da maneira ideal.
ESCOLHA DA ESPÉCIE
É preciso levar estes critérios
em consideração:
- Objetivo do sistema de produção (de
corte ou leiteiro);
- Orçamento para investir;
- Mão de obra disponível;
- Clima da região;
- Qualidade do solo;
- Como será utilizada a forrageira.
- Arar;
- Gradear;
- Proteger o solo de erosões;
- Promover a distribuição de
nutrientes como NPK
- Controlar os insetos e pragas;
- Cuidar da umidade do solo.
O preparo do solo, demanda uma atenção especial para receber bem a
semente.
Antes de tudo, retire a vegetação indesejada.
Depois fazer uma análise de solo
. Não se esqueça de:
ESCOLHA DA ESPÉCIE
- Lanço;
- Plantio direto;
- Sulcos.
As sementes utilizadas precisaram ser da melhor qualidade possível, ou
seja, saudáveis, livres de contaminação e vigorosas.
Na hora de plantá-las, coloque-as entre 3 e 5 centímetros de
profundidade. Dependendo de suas necessidades, é possível semear de
formas distintas:
PRODUÇÃO LEITEIRA
Na produção leiteira, os grupos de espécies mais indicados são:
- Panicum; - Braquiária; - Cynodon.
O manejo estratégico da pastagem está totalmente ligado a uma boa
escolha de forrageira.
Afinal, toda a produtividade pecuária tem relação direta com:
- o seu potencial;
- adaptabilidade ao ecossistema;
- o manejo adotado.
Portanto, atribua as áreas mais férteis da propriedade às forrageiras mais
exigentes e produtivas, como:
- Capins: Elefante, Tanzânia, Tifton e Mombaça.
- Leguminosas: Soja perene, Leucena.
Também é importante verificar a adaptação do solo à umidade, bem
como sua capacidade de cobertura. Áreas sujeitas a alagamentos são
melhor aproveitadas com estes capins:
-Braquiária-de-brejo; -Capim-bengo; -Humidicola.
Produção de leite somente será próxima do potencial do sistema
adotado quando for dada aos animais condições de consumirem
alimentos em quantidade e qualidade suficiente para fornecer nutrientes
que suportem o nível de produção desejado.
C O N TATO :
curso-de-boas-praticas-leiteiras.webnode.com
palestrasbovinocultura@gmail.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Mais procurados (20)

Avicultura
AviculturaAvicultura
Avicultura
 
Instalações e construções para suinocultura
Instalações e construções para suinoculturaInstalações e construções para suinocultura
Instalações e construções para suinocultura
 
Prg aula 2 pragas de pastagens
 Prg aula 2 pragas de pastagens Prg aula 2 pragas de pastagens
Prg aula 2 pragas de pastagens
 
Sistemas de criação e instalações para caprinos e ovinos - caprinos e ovinos
Sistemas de criação e instalações para caprinos e ovinos - caprinos e ovinosSistemas de criação e instalações para caprinos e ovinos - caprinos e ovinos
Sistemas de criação e instalações para caprinos e ovinos - caprinos e ovinos
 
Raças bovinas 01
Raças bovinas 01Raças bovinas 01
Raças bovinas 01
 
Aulapastejolotação.ppt
Aulapastejolotação.pptAulapastejolotação.ppt
Aulapastejolotação.ppt
 
Produçao animal
Produçao animalProduçao animal
Produçao animal
 
Dimensionamento de silos
Dimensionamento de silosDimensionamento de silos
Dimensionamento de silos
 
Avicultura
AviculturaAvicultura
Avicultura
 
"Restauração de Pastagens Degradadas e Sistemas de Integração Lavoura-Pecuári...
"Restauração de Pastagens Degradadas e Sistemas de Integração Lavoura-Pecuári..."Restauração de Pastagens Degradadas e Sistemas de Integração Lavoura-Pecuári...
"Restauração de Pastagens Degradadas e Sistemas de Integração Lavoura-Pecuári...
 
Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)Silagem (milho, sorgo, capim)
Silagem (milho, sorgo, capim)
 
Nutricao Animal
Nutricao AnimalNutricao Animal
Nutricao Animal
 
Instalações de aves
Instalações de avesInstalações de aves
Instalações de aves
 
Produção de Gado de corte
Produção de Gado de corteProdução de Gado de corte
Produção de Gado de corte
 
Prova n2
Prova n2Prova n2
Prova n2
 
Panorama da avicultura
Panorama da aviculturaPanorama da avicultura
Panorama da avicultura
 
AdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De PastagensAdubaçãO De Pastagens
AdubaçãO De Pastagens
 
Manual de Formação de Pastagem
Manual de Formação de PastagemManual de Formação de Pastagem
Manual de Formação de Pastagem
 
Aula 1 - O que é forragicultura.pptx
Aula 1 - O que é forragicultura.pptxAula 1 - O que é forragicultura.pptx
Aula 1 - O que é forragicultura.pptx
 
Bovinocultura
BovinoculturaBovinocultura
Bovinocultura
 

Semelhante a Manejo de pastagem

Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção OvinaPlanejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Rural Pecuária
 
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de OvinosUtilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
Rural Pecuária
 

Semelhante a Manejo de pastagem (20)

Agricultura Orgânica e Certificação - Canal com o Produtor
Agricultura Orgânica e Certificação - Canal com o ProdutorAgricultura Orgânica e Certificação - Canal com o Produtor
Agricultura Orgânica e Certificação - Canal com o Produtor
 
Banco de proteina para ração animal
Banco de proteina para ração animalBanco de proteina para ração animal
Banco de proteina para ração animal
 
Mandioca no RS.
Mandioca no RS.Mandioca no RS.
Mandioca no RS.
 
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção OvinaPlanejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
Planejamento Forrageiro: Técnicas para Aumento da Produção Ovina
 
Apostila agroflorestas
Apostila agroflorestasApostila agroflorestas
Apostila agroflorestas
 
Criacao organica de_aves
Criacao organica de_avesCriacao organica de_aves
Criacao organica de_aves
 
Producao de-feno
Producao de-fenoProducao de-feno
Producao de-feno
 
Apostila minhocario campeiro como fazer
Apostila minhocario campeiro como fazerApostila minhocario campeiro como fazer
Apostila minhocario campeiro como fazer
 
97a64e07.pptx
97a64e07.pptx97a64e07.pptx
97a64e07.pptx
 
Aula 6 - Alimentos e aditivos na nutrição animal.pdf
Aula 6 - Alimentos e aditivos na nutrição animal.pdfAula 6 - Alimentos e aditivos na nutrição animal.pdf
Aula 6 - Alimentos e aditivos na nutrição animal.pdf
 
Amendoim
AmendoimAmendoim
Amendoim
 
Trabalhoafonso
TrabalhoafonsoTrabalhoafonso
Trabalhoafonso
 
Manua Cultivo de Plantas Medicinais
Manua Cultivo de Plantas MedicinaisManua Cultivo de Plantas Medicinais
Manua Cultivo de Plantas Medicinais
 
AULA_9_POLICULTIVO.pdf
AULA_9_POLICULTIVO.pdfAULA_9_POLICULTIVO.pdf
AULA_9_POLICULTIVO.pdf
 
Formação e Manejo de Pastagens Tropicais
Formação e Manejo de Pastagens TropicaisFormação e Manejo de Pastagens Tropicais
Formação e Manejo de Pastagens Tropicais
 
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de OvinosUtilização de Pasto na Produção de Ovinos
Utilização de Pasto na Produção de Ovinos
 
Cultivo da mandioca.
Cultivo da mandioca.Cultivo da mandioca.
Cultivo da mandioca.
 
Slide Cultura do Algodao.pptx
Slide Cultura do Algodao.pptxSlide Cultura do Algodao.pptx
Slide Cultura do Algodao.pptx
 
Manejo galinhas caipiras_sistemas_organicos
Manejo galinhas caipiras_sistemas_organicosManejo galinhas caipiras_sistemas_organicos
Manejo galinhas caipiras_sistemas_organicos
 
Manejo galinhas caipiras_sistemas_organicos
Manejo galinhas caipiras_sistemas_organicosManejo galinhas caipiras_sistemas_organicos
Manejo galinhas caipiras_sistemas_organicos
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptxSismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
Sismologia_7ºano_causas e consequencias.pptx
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livroMeu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
Meu corpo - Ruth Rocha e Anna Flora livro
 
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdfTestes de avaliação português 6º ano .pdf
Testes de avaliação português 6º ano .pdf
 
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
bem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animalbem estar animal em proteção integrada componente animal
bem estar animal em proteção integrada componente animal
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptxSlides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
Slides Lição 07, Central Gospel, As Duas Testemunhas Do Final Dos Tempos.pptx
 
O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdfprova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
prova do exame nacional Port. 2008 - 2ª fase - Criterios.pdf
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
UFCD_9184_Saúde, nutrição, higiene, segurança, repouso e conforto da criança ...
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
Semana Interna de Prevenção de Acidentes SIPAT/2024
 

Manejo de pastagem

  • 2.
  • 3. Pastagens podem ser nativas ou cultivadas, são a principal e, em alguns casos, a única fonte de alimento para esses animais. Os gastos com alimentação podem representar mais de 60% dos custos variáveis da atividade leiteira. As pastagens representam a fonte mais econômica para a alimentação dos rebanhos, e a produção de leite à base de pasto, além do menor custo em relação aos sistemas intensivos convencionais, também auxilia na preservação dos recursos renováveis (HOLMES, 1996; OLIVEIRA et al., 2000).
  • 4. DESAFIO NO MANEJO DE PASTAGEM Diversas relações entre o animal, planta e o solo Fatores ambientais
  • 5. Tipos de pastagem: influência na produtividade As pastagens influenciam bastante na produtividade; garantir a boa formação dos bovinos.
  • 6. Como preparar o pasto? - O primeiro passo a ser dado é a escolha da espécie forrageira fundamental escolher uma que o boi gosta de comer. - O preparo do solo se torna uma prioridade, - Tendo em vista que a semeadura e o primeiro pastejo merecem muita atenção e cuidado. - Caso contrário, o pasto dificilmente se estabelecerá da maneira ideal.
  • 7. ESCOLHA DA ESPÉCIE É preciso levar estes critérios em consideração: - Objetivo do sistema de produção (de corte ou leiteiro); - Orçamento para investir; - Mão de obra disponível; - Clima da região; - Qualidade do solo; - Como será utilizada a forrageira.
  • 8. - Arar; - Gradear; - Proteger o solo de erosões; - Promover a distribuição de nutrientes como NPK - Controlar os insetos e pragas; - Cuidar da umidade do solo. O preparo do solo, demanda uma atenção especial para receber bem a semente. Antes de tudo, retire a vegetação indesejada. Depois fazer uma análise de solo . Não se esqueça de:
  • 9. ESCOLHA DA ESPÉCIE - Lanço; - Plantio direto; - Sulcos. As sementes utilizadas precisaram ser da melhor qualidade possível, ou seja, saudáveis, livres de contaminação e vigorosas. Na hora de plantá-las, coloque-as entre 3 e 5 centímetros de profundidade. Dependendo de suas necessidades, é possível semear de formas distintas:
  • 10.
  • 11.
  • 12. PRODUÇÃO LEITEIRA Na produção leiteira, os grupos de espécies mais indicados são: - Panicum; - Braquiária; - Cynodon.
  • 13. O manejo estratégico da pastagem está totalmente ligado a uma boa escolha de forrageira. Afinal, toda a produtividade pecuária tem relação direta com: - o seu potencial; - adaptabilidade ao ecossistema; - o manejo adotado.
  • 14. Portanto, atribua as áreas mais férteis da propriedade às forrageiras mais exigentes e produtivas, como: - Capins: Elefante, Tanzânia, Tifton e Mombaça. - Leguminosas: Soja perene, Leucena.
  • 15. Também é importante verificar a adaptação do solo à umidade, bem como sua capacidade de cobertura. Áreas sujeitas a alagamentos são melhor aproveitadas com estes capins: -Braquiária-de-brejo; -Capim-bengo; -Humidicola.
  • 16. Produção de leite somente será próxima do potencial do sistema adotado quando for dada aos animais condições de consumirem alimentos em quantidade e qualidade suficiente para fornecer nutrientes que suportem o nível de produção desejado.
  • 17. C O N TATO : curso-de-boas-praticas-leiteiras.webnode.com palestrasbovinocultura@gmail.com