Portofolio xa

538 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
538
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
46
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Portofolio xa

  1. 1. Quem sou eu?Nome – Francisco Eduardo Tomaz de Almeida Ferreira MachadoData de Nascimento - 03/10/1984 (25 Anos)Naturalidade - AlcobaçaNacionalidade – PortuguesaAlcunha – Xico Alcobaça (XA)Hobbies - Desporto , Fotografia , Mar
  2. 2. Xa por Hugo Semedo…• Caríssimos, irei fazer uma breve apresentação do meu ilustre amigo Francisco Tomaz Almeida, mais conhecido como Xico Alcobaça nos meios conimbricenses, também tratado como XA pelas pessoas que têm o privilégio de o conhecer de forma mais íntima. Nascido em Alcobaça, este promissor jovem aventurou-se por terras algarvias quando entrou na casa dos seus vinte anos. Após ter cumprido a missão da conquista do Algarve, XA traçou um novo e ambicioso objectivo: deixar Coimbra rendida ao seu charme e encanto. Sendo um estratega nato, definiu que o Clube Tiro e Sport seria o local perfeito para iniciar a sua aventura pela cidade dos estudantes. Sendo um excelente orador e comunicador, rapidamente foi capaz de criar fortes laços de amizade com as pessoas que foi conhecendo, fruto também da sua enorme simpatia e do seu apuradíssimo sentido de humor, para não falar da sua inesgotável beleza.. Profundo conhecedor de diversos círculos sociais, é capaz de nos brindar com as suas mil e uma histórias da sua vida, fazendo com que tenhamos a percepção do quão o nosso mundo é pequeno, quando comparado com o mundo deste jovem alcobacense. Para finalizar, deixo aqui um conselho para quem leia este belíssimo texto: preservem para sempre a amizade deste valioso rapaz. Os meus Cumprimentos, Hugo Semedo.
  3. 3. IntroduçãoEste trabalho têm como objectivo oaprofundamento de temas debatidos e discutidosna aula de Métodos e Técnicas de Criaçãoministrada pelo Prof. Dr. Professor Lima Cairrão, ecomo tal começarei o meu trabalho em explicar oque é exactamente o portfólio.
  4. 4. O que é um Portfólio?O Portfólio é uma colecção de documentos (textos, certificados, fotografias, vídeos) que evidenciam o domínio por parte do estudante das diversas competências transversais. O autor do Portfólio é o próprio estudante, que participa activamente na recolha, selecção e reflexão sobre cada um destes documentos. De acordo com Leal (1997) trata-se de “uma selecção de produtos significativos para o aluno, significativos do ponto de vista cognitivo ou afectivo, ilustrativos daquilo que num dado momento já é capaz de fazer, e representativos da diversidade das tarefas desenvolvidas.”O Portfólio é o resultado de um desafio que o estudante coloca asi próprio, o de procurar atingir novos objectivos, o de enfrentarreceios e inseguranças, o de aperfeiçoar as suas competências, e por fim o de ser capaz de mostrar o que vale!
  5. 5. Exemplos de Portfólios
  6. 6. O Meu PortfólioNeste meu portfólio irei apresentar todos os trabalhoselaborados em aula e também algumas pesquisas quefiz para esses mesmos trabalhos. Também irei incluir alguns documentos e experienciasque tive durante o período lectivo em que decorreu aunidade curricular. Para a elaboração do mesmo tentei ser o mais criativopossível, mais propriamente na elaboração do designdo portfólio.
  7. 7. O que é a Criatividade?É, a capacidade dainteligência para produzirobjectos ou ideias próprias, Um indivíduo criativo é aquele de que se podem esperarreconhecíveis pelos outros.. criações, aquele que porNo entanto, há a tendência exemplo consegue propor umapara definir indivíduos solução, ou que conseguecriativos em função da associar duas ideias para gerarcomplexidade das suas uma nova, ou que tem a capacidade de improvisar comcriações, ou da sua uma ferramenta para a qualoriginalidade, mas são tem treino para adequar-se aquestões diferentes da uma determinada ocasião, oucriatividade. que antevê projectos.
  8. 8. Técnica 7 x 7Esta técnica parte de um grande número de ideias sobre um determinadoobjectivo, geradas de forma não estruturada e reunidas num papel. Depois derecolhidas as ideias, resta defini-las e ordená-las, num processo que se divideem nove fases:1º - Combinar as ideias similares.2º - Excluir as ideias inúteis ou impraticáveis.3º - Alterar as ideias, fazendo as combinações que achar relevantes.4º - Pôr de parte as ideias não adequadas no momento, mesmo que sejam relevantespara o objectivo.5º - Rever as ideias já ordenadas, para ver se geram outras.6º - Separar as ideias em sete grupos, com base na sua semelhança ou relacionamento.7º - Ordenar as ideias principais, por ordem decrescente de utilidade ou de importância,e colocá-las em sete linhas de uma matriz.8º - Atribuir um título a cada uma das sete colunas que reflicta a ideia principal.9º - Ordenar as colunas, colocando a mais importante ou mais urgente à esquerda.
  9. 9. Técnica 7 x 7 Exercício - Foi nos proposto criar um certo numero de vantagens para existir um aumento da legalização dos emigrantes em PortugalTécnica 7*7 Divulgação Educação Saúde Família Emprego Subsídios Integração Total (1) (2) (3) (4) (5) (6) (7)Vantagens * * * 14DivulgaçãoGabinete de * * * 13ApoioGarantia de * * * 14EmpregoEnsino Gratuito * * 9até 12ºanoApoio Monetário * * * 17aluguer de casasTransportes * * * 12PúblicosGratuitosLinha de Apoio * * * 824 horas
  10. 10. Técnica de Comparação de MetáforaCentre-se no problema e estabeleça uma comparação com algo que tenha semelhanças. Porexemplo, uma empresa decidiu produzir batatas fritas embaladas cujo pacote não ocupassemuito espaço nas prateleiras. Porém, se fosse retirado o ar do interior dos pacotes, as batatasficariam desfeitas. A solução foi encontrada numa analogia: a empresa imaginou que as batataseram folhas de árvores, que não podem ser comprimidas quando estão secas, porque se partem.Porém, é possível fazê-lo enquanto ainda têm alguma humidade. Foi então que o produtor teve aideia de molhar batatas fritas com pouca humidade em água e comprimi-las até à formapretendidaExercício Proposto : •Aumentar a quota de mercado global • Mesmo vinho • Diminuir o preço unitário • Fazer uma embalagem atractiva
  11. 11. Técnica de Comparação de MetáforaProposta: • Garrafa de 75 cl com o formato renovado com caixa decorativaObjectivos: • Promover as vendas lançando um “produto novo”, com mais qualidade, ligeiramente mais barato. •Incentivar as vendas pela novo design da garrafa e com a caixa decorativa.
  12. 12. Técnica da DescontinuidadeA mente humanda tende a ficar bloqueada pela rotina.Porém, ao actuarmos de forma diferente, a nossa menteencara o mundo de maneira diferente, o que nos incentiva asermos mais criativos. Um comportamento descontinuopode ser chegarmos ao emprego mais cedo ou ir detransportes públicos. Pensar descontinuadamente consisteem incentivar a mente a seguir novas linhas de raciocínio.Exercício Proposto : Aumentar a venda de tabaco em 10%.
  13. 13. Técnica da DescontinuidadeExercícío: Passagem de Maços de 20 cigarros para de 12 cigarros.Maços 20 cigarros (3,60€) Maços de 12 cigarros (2.15 €) 0.18 cent und. 0,179 cent und.
  14. 14. Técnica da DescontinuidadeExercícío:Neste caso uma pessoa que fumasse um maço (20 cigarros)por dia , teria decomprar 2 maços (24 cigarros) o que daria um aumento de 4 cigarros porconsumidor. Sendo que nesta caso aumentaria a subida em cada maço de 20% .
  15. 15. Técnica da Inversão dos PressupostosAo termos uma imagem invertida dos pressupostos mais básicos, encontramos novasabordagens para os problemas. Apesar de não ser uma técnica que dê uma respostadefinitiva, ajuda a chegar lá. Imagine que vai deixar de prestar um bom serviço aosclientes. O que acontecerá? Deixará de ter necessidade de empregar pessoal tãoqualificado, terá menos custos de formação do pessoal, as rupturas de stocks deixarãode ser relevantes e não terá necessidade de personalizar o correio para os clientes. Irácertamente reduzir os seus custos, porém, os clientes também exigirão preços muitomais baixos. A estratégia de redução progressiva dos euros era exposta a uma reduçãoda qualidade do serviço fez algum sucesso em diversas empresas.Exercício Proposto : Como reduzir os custos numa mediadora de Seguros,sem perder a qualidade de serviço.
  16. 16. EXERCÍCIO MEDIDAS DE REDUÇÃO DE CUSTOSMEDIDAS A NÍVEL AMBIENTAL:• Água Autoclismos com reguladores de intensidade; Torneiras com sensores;
  17. 17. MEDIDAS DE REDUÇÃO DE CUSTOSMEDIDAS A NÍVEL ENERGÉTICO:• LuzLâmpadas de baixo consumo (halogéneo);Desligar sempre os aparelhos das fichas;Uso de computadores portáteis;Adquirir um sistema de painéis foto-voltaicos domésticos;Bom isolamento térmico;
  18. 18. MEDIDAS DE REDUÇÃO DE CUSTOSMEDIDAS PARA MATERIAL DE ESCRITÓRIO:• Papel Uso de e-mails; Facturações electrónicas; Digitalização de documentos importantes; Impressão a preto e branco; Uso de papel de menor qualidade; Impressão dos dois lados (documentos não oficiais);
  19. 19. MEDIDAS DE REDUÇÃO DE CUSTOSMEDIDAS PARA MATERIAL DE ESCRITÓRIO• Cartuchos de Impressão Recarregamentos de cartuchos; Reciclagem de cartuchos;
  20. 20. MEDIDAS DE REDUÇÃO DE CUSTOSMEDIDAS PARA FUNCIONÁRIOS• Promover a prática de home office;• Redução do ordenado base, aplicando prémios por objectivos;• Multifacetar as capacidades dos funcionários;• Contratação de freelancers;
  21. 21. Técnica da Relação ForçadaEste conjunto de técnicas tem como objectivo descobrir relações quenormalmente passam despercebidas. A mais utilizada é o círculo deoportunidade, que funciona da seguinte forma:1.º - Desenhe um círculo e marque 12 pontos numerados à sua volta,correspondentes a cada atributo-chave de um produto ou serviço.2.º - Escolha dois atributos aleatoriamente - pode, por exemplo, utilizar umdado.3.º - Pense em cada um dos atributos separadamente e combinados,imaginando formas pouco usuais para os combinar e desenvolver.4.º - Faça associações livres dos conceitos, separadamente e em conjunto. Seescolher as combinações certas, conseguirá gerar novas ideias.Exercício Proposto – Elaborar um conceito completamenteinovador para um hotel.
  22. 22. Exercício 1. Férias e “New Look” 2. Compras e Comodismo 3. Forma Física e Luxo Conceito Escolhido
  23. 23. Resort Shopping & Spa.Características: LUXO PRAZER LAZER CONSUMO MODA GLAMOUR
  24. 24. No Resort Shopping & Spa. encontramos uma variedadeIDEIA DO de oferta de produtos lojas de luxo , spa cabeleireirosRESORT ,um conjunto de restaurantes de luxo e umaSHOPPING & variedade de quartos para poder desfrutar de umSPA descanso total, sempre a pensar no conforto.
  25. 25. Este conceito passa por entregartodo o tipo de compras no quartodo Resort, livre de complicações esem gastar dinheiro no momento.O montante será debitado no fimda estadia.Todas as ofertas que seencontram no Resort Shopping& Spa estão directamenteligadas a este conceito – Shop´sRoom.
  26. 26. Técnica de BrainwritingÉ a versão silenciosa do brainstorming. Ao retirar a interacção oral, elimina apossibilidade de o líder do grupo favorecer determinados participantes maisactivos e extrovertidos. No brainwriting, todas as pessoas podem ter ideiassimultaneamente e são incentivadas a desenvolver as ideias geradas pelosoutros participantes. As principais fases desta técnica são as seguintes:1.º - Identificação do tema central por parte do líder da sessão.2.º - Os participantes, sentados numa sala, escrevem individualmente as suasideias durante cerca de cinco minutos.3.º - Cada participante passa a sua folha de papel à pessoa sentada ao seulado, que acrescentará as suas próprias ideias, durante mais cinco minutos.Este processo pode repetir-se diversas vezes mas, geralmente, três passagenssão suficientes.4.º - O líder da sessão recolhe os papéis e lê as ideias ou escreve-as numquadro.5.º - O grupo discute em conjunto cada uma das ideias e avalia-as, reunindoas melhores e eliminando as que são absurdas ou impraticáveis.
  27. 27. Exercício Proposto – Criar um nome para uma empresa de comunicaçãoExercício : Imagine
  28. 28. Técnica Associação de IdeiasPermitir que a mente faça associações livres de palavras, conceitos eobjectos pode gerar rasgos de criatividade. Recentemente, a marca desopas Campbell utilizou esta técnica para desenvolver uma nova linha deprodutos. Começou com a palavra "manusear".Surgiram associações com as palavras "utensílio" e "garfo". Houve quemfizesse piadas sobre comer a sopa com um garfo e quem reflectisse sobreo facto de isso só ser possível se a sopa instantânea tivesse grandespedaços de vegetais ou de carne. Foi assim que surgiram as sopas compedaços Campbells Chunky.Exercício Proposto – Diminuir a abstenção em 20%.
  29. 29. ExercícioProblema:Como reduzir em 20% a taxa deabstenção nas eleições?
  30. 30. Porque as pessoas não vão às urnas votar? Preguiça Falta de tempo Grandes filas nas urnas Falta de credibilidade no Poder Político
  31. 31. Democracia Eleições Partidos Deputados Eleitores Voto iVOTE
  32. 32. Solução:
  33. 33. Criação de uma nova marca Nacional
  34. 34. Uma Marca nova, uma nova maneira de pensar. Uma nova esperança Nacional!
  35. 35. Depois de inserir os dadospessoais e escolher a categoria “Votações”
  36. 36. Escolha o Partido em que seja votarO seu voto foi realizado com sucesso
  37. 37. Técnica Intuição ConscienteSe foi um método bom para Einstein, também é bom para nós. Oprincípio que lhe está subjacente é o facto de a resposta aosproblemas estar na nossa mente; basta relaxar para a descobrir. Duasdas técnicas de intuição consciente mais utilizadas são a visualizaçãoe a imaginação. Para a primeira, relaxe, feche os olhos e tentevisualizar o problema; imagine cenários de resolução o maisdetalhados que for possível. Normalmente, a solução do problemasurge intuitivamente. Para a segunda, relaxe, feche os olhos,concentre-se no problema e imagine diversos cenários de resolução.Abra os olhos e aponte o que imaginou; entre todas as imagens edetalhes pode estar a solução.
  38. 38. Técnica de DelphiÉ uma técnica não interactiva, em que o grupo não se reúne, quefunciona da seguinte forma:1.º - São enviados questionários acada especialista escolhido, normalmente sobre um cenário (porexemplo, a previsão das tendências de evolução de umaindústria).2.º - Depois de respondidos os questionários são analisados esão resumidas as principais conclusões por parte da equipa quelidera a técnica.3.º - Os questionários voltam aos especialistas, que têmoportunidade de rever as respostas e alterá-las, se fornecessário. Se uma resposta varia muito em relação às do restodo grupo, o seu autor terá que justificar a sua diferença deopinião.4.º - O processo de resumo e revisão repete-se até se atingir oconsenso entre todos os especialistas.
  39. 39. Técnica da DivagaçãoDeixar a sua mente divagar pode ser muito útil. Esta técnica temquatro fases: a divagação propriamente dita, em que cadamembro do grupo tenta visualizar mentalmente imagensrelacionadas com o tema; a criação de analogias entre asimagens visualizadas e o problema em causa; a avaliação dasanalogias, identificando as suas aplicações práticas para criarsoluções para o problema; a partilha das conclusões com ogrupo. A NASA, por exemplo, pretendia desenvolver um novofecho para os fatos espaciais."Levou" um grupo de trabalho por uma viagem imaginária pelaselva e um dos participantes falou em ervas daninhas coladas aocorpo e exemplificou com as duas palmas das mãos unidas. Osoutros membros discutiram o movimento e acabaram por chegara um fecho de velcro.
  40. 40. Trabalho FinalPara trabalho final foi nos proposto a formulação de umacampanha para sensibilizar as pessoas vítimas de maus tratosfamiliares a apresentar queixa nas entidades competentes.Gostei especialmente desde trabalho porque de certa formaaplicamos algumas técnicas usadas em aula e também demosuso da nossa imaginação para criar slogans , cartazes etc…
  41. 41. DOCENTE: PROF. DOUTOR ÁLVARO LIMA CAIRRÃOFilipa de Menezes Grade N.º 8319Francisco Tomás de Almeida N.º 8694Leonor Santos N.º8326Sara Pinheiro N.º 8414 Coimbra, 19 de Maio de 2010
  42. 42. Violência Doméstica em PortugalA DOMÉSTICA EM PORTUGAL A violência doméstica em Portugal tem vindo a crescer de ano para ano. Cada vez existe mais violência doméstica e grande parte desta não é participada por medo ou vergonha. Notamos que são sobretudo as mulheres as vítimas de violência doméstica. Em Portugal, sete em cada dez mulheres que recorrem ao hospital foram agredidas em casa. O gráfico seguinte demonstra a proporção entre a violência doméstica feminina e masculina, e também o seu crescimento nos últimos anos. Gráfico
  43. 43. GRÁFICO
  44. 44. Objectivo do TrabalhoCriar uma campanha para sensibilizar aspessoas vítimas de maus tratos familiares aapresentar queixa nas entidades competentes.
  45. 45. Objectivo da Campanha O objectivo da campanha por nós criada é alem de incentivar as pessoas que sofrem de maus tratos a apresentar queixa e também alertar a população em geral para este problema podendo a população dar a conhecer casos de agressões que tem conhecimento e que muitas vezes não os relatam. Em último caso mas sendo este difícil tentaríamos também persuadir os agressores.
  46. 46. PÚBLICO-ALVOVitimas de agressõesSociedade em geral
  47. 47. Estratégia de Campanha Criação Flyers; Outdoors; Criação de Linha de Apoio/ SOS com suporte de SMS; Mupies; Mailing; Publicidade em jornais regionais/nacionais; Slogans apelativos em Rádios ;
  48. 48. LINHA DE APOIO Criação de uma linha de apoio com suporte de SMS 808222929
  49. 49. MAILINGMAILING Criação de um sistema DATA MINING com o objectivo de partilha de situações de violência e também de apoio às vítimas
  50. 50. Mupies da Campanha
  51. 51. Outdoors da Campanha
  52. 52. Flyer da Campanha
  53. 53. Slogan’s Radifónicos• “SE ESTÁ A OUVIR A NOSSA VOZ, DEIXE-NOS OUVIR A SUA!”• “MERDA É SE LEVAS NA VIDA QUE LEVAS!”
  54. 54. Divulgação em Jornais• DIVULGAÇÃO EM PÁGINAS DE DESTAQUE DE MANEIRA A ALERTAR O LEITOR À PROBLEMÁTICA DA SITUAÇÃO .• USARIAMOS A IMGAGEM DO FLYER NO JORNAL.
  55. 55. Acções Extra-CurricularesDurante este período em que frequentei a unidade curricularde Métodos e técnicas de Criação fui Relações Publicas daDiscoteca Lollipop Algarve durante as férias da Pascoa e nestemomento sou parceiro/Rp da festa White Sensations que serealizará no Pavilhão Atlântico.
  56. 56. Acções Extra-Curriculares
  57. 57. Acções Extra-Curriculares

×