Sondagens

346 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
346
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
26
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sondagens

  1. 1. SONDAGENS E ESTUDOS DE OPINIÃOOBESIDADE INFANTL Francisco Tomaz de Almeida Miguel Corte-Real
  2. 2. •Entidade responsável :Marktest, Marketing. Organização, Formação Lda•Identificação do cliente/clientes :Grupo Impresa – SGPS•Objectivo central :analisar a sensibilidade das pessoas para a problemática da obesidadeinfantil.•Universo do estudo:indivíduos de ambos os sexos com idade igual ou superior a 17 anos, residentes emPortugal Continental.
  3. 3. •Amostra: 168 indivíduos•Amostragem estratificada por :Sexo ; Idade ; Situação Sócio Profissional ; Filhos•Selecção da Base da Amostragem:Questionário Online
  4. 4. •Selecção de IndivíduosAleatória, através Inquérito On-line•Margem de erro estatístico máximo do total da amostra e associado a cadaventilação, e os níveis de significância estatística das diferenças entresegmentos analisados5% para um grau de confiança de 95%, para a totalidade da amostra obtida( p≤ 0,05).
  5. 5. DADOS FINAIS•Dados obtidos entre 21 de Novembro e 24 deNovembro•Apresentado e publicado a 3 de Janeiro de 2012
  6. 6. RESULTADOS DO ESTUDO
  7. 7. IDADE [17 -21[ 31 18.5 [21-25[ 46 27.4 [25-29[ 22 13.1 MEDIA - 30 [29-34[ 19 11.3ESCALÃO MODA - 22 [34-39[ 10 6ETÁRIO [39-43[ 9 5.4 MEDIANA - 26 [43-47[ 7 4.2 [47-51[ 12 7.1 [51-55[ 4 2.4 [55-59[ 2 1.2 [59-64[ 5 3 [64-69[ 1 0.6 [69-73[ 0 0
  8. 8. SEXO 28% • MASCULINO (47) – 28% • FEMININO ( 121) – 72 %72%
  9. 9. FILHOS • SIM ( 55) – 33%33% • NÃO ( 113) – 67 % 67%
  10. 10. Situação Profissional •EMPREGADO ( 73) – 43%44% 43% •DESEMPREGADO C/ SUB (11) – 7% •DESEMPREGADO S/ SUB ( 10) – 6% •OUTRA ( 74) – 44% 6% 7%
  11. 11. Sabe que a obesidade pode estar associada a factores genéticos? 3% 8% •Sim (149) - 89% •Não (6) - 3% •Não Sabe ou não responde (13) - 8% 89%
  12. 12. Acha que é possível controlar a obesidade através da alteração de hábitos alimentares? Concordo totalmente 44% •Discordo totalmente (1) - 1% Concordo 50% •Discordo (4) -2%Nem Concordo nem concordo 3% •Nem Concordo nem concordo (5) -3% Discordo 2% •Concordo (84) - 50% Discordo totalmente 1% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% •Concordo totalmente (74) - 44%
  13. 13. A atitude dos Pais pode influenciar os hábitos alimentares dos filhos? Concordo totalmente 67% •Discordo totalmente (1) - 1% Concordo 30% •Discordo (1) -1% •Nem Concordo nemNem Concordo nem concordo 1% concordo (1) – 1% Discordo 1% •Concordo (50) - 30% •Concordo totalmente (115) - Discordo totalmente 1% 67% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80%
  14. 14. Acha que as crianças têm dificuldade em obedecer às regras impostas por uma dieta alimentar •Discordo totalmente (3) - Concordo totalmente 7% 2% Concordo 63% •Discordo (28) -17% •Nem Concordo nemNem Concordo nem concordo 12% concordo (20) – 12% Discordo 16% •Concordo (105) - 63% Discordo totalmente 2% •Concordo totalmente (12) - 7% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70%
  15. 15. A intervenção precoce, na obesidadeinfantil, depende sobretudo da participação dos pais •Discordo totalmente (2) - Concordo totalmente 43% 1% Concordo 49% •Discordo (5) - 3%Nem Concordo nem concordo 4% •Nem discordo nem concordo (6) – 4% Discordo 3% •Concordo (83) - 49% Discordo totalmente 1% •Concordo totalmente (72) - 43% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60%
  16. 16. A obesidade infantil é um grave problema de saúde pública Concordo totalmente 55% •Discordo totalmente (3) - 2% •Discordo (3) - 2% Concordo 31% •Nem discordo nem concordoNem Concordo nem concordo 10% (16) – 10% •Concordo (54) - 31% Discordo 2% •Concordo totalmente (92) - Discordo totalmente 2% 55% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60%
  17. 17. A obesidade infantil está a aumentar em Portugal1% 13% •Sim (144) - 86% •Não (1) - 1% •Não Sabe ou não responde (22) - 13% 86%
  18. 18. Acha que a obesidade infantil interfere no sucesso escolar 12% •Sim (127) - 76% 12% •Não (19) - 12% •Não Sabe ou não responde (19) - 12% 76%
  19. 19. “Estilos de vida sedentários dos pais influenciam estilos de vida dos filhos.” Concordo totalmente 39% •Discordo totalmente (1) - 1% •Discordo (6) - 4% Concordo 51% •Nem discordo nem concordoNem Concordo nem concordo 5% (9) – 5% •Concordo (86) - 51% Discordo 4% •Concordo totalmente (66) - Discordo totalmente 1% 39% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60%
  20. 20. Acha que as famílias se preocupam com a actividade física dos seus filhos •Discordo totalmente (5) - 3% Concordo totalmente 2% •Discordo (37) - 21% Concordo 35% •Nem discordo nem concordo (65) – 39%Nem Concordo nem concordo 39% •Concordo (58) - 35% Discordo 21% •Concordo totalmente (3) - 2% Discordo totalmente 3% 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40% 45%
  21. 21. Acha que a criança obesa é alvo de discriminação por parte dos colegas em contexto escolar •Discordo totalmente (1) - 1% Concordo totalmente 33% •Discordo (2) - 1% Concordo 61% •Nem discordo nem concordoNem Concordo nem concordo 4% (6) – 4% •Concordo (104) - 61% Discordo 1% •Concordo totalmente (55) - Discordo totalmente 1% 33% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70%
  22. 22. "Existe uma cultura de prática física em contexto escolar que promove a saúde e bem-estar das crianças." •Discordo totalmente (6) - 4% Concordo totalmente 5% •Discordo (49) - 29% Concordo 33% •Nem discordo nem concordo (49) – 29%Nem Concordo nem concordo 29% •Concordo (56) - 33% Discordo 29% •Concordo totalmente (8) - 5% Discordo totalmente 4% 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35%
  23. 23. As crianças obesas têm maior dificuldade de aprendizagem •Discordo totalmente (22) - Concordo totalmente 2% 13% Concordo 15% •Discordo (54) - 32% •Nem discordo nem concordoNem Concordo nem concordo 38% (64) – 38% Discordo 32% •Concordo (24) - 14% •Concordo totalmente (4) - 2% Discordo totalmente 13% 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40%
  24. 24. Existe preocupação dos pais relativamente a qualidade nutricional das refeições servidas nas cantinas escolares •Discordo totalmente (11) - 7% Concordo totalmente 1% •Discordo (52) - 30% Concordo 24% •Nem discordo nem concordo (64) – 38%Nem Concordo nem concordo 38% •Concordo (40) - 24% Discordo 30% •Concordo totalmente (1) - 1% Discordo totalmente 7% 0% 5% 10% 15% 20% 25% 30% 35% 40%
  25. 25. Acha que a publicidade na TV contribui para a obesidade infantil Concordo totalmente 22% •Discordo totalmente (4) - 2% Concordo 56% •Discordo (10) - 6% •Nem discordo nem concordoNem Concordo nem concordo 14% (23) – 14% Discordo 6% •Concordo (94) - 56% Discordo totalmente 2% •Concordo totalmente (37) - 22% 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60%
  26. 26. •Foram obtidos 168 inquéritos válidos, sendo que 72% dos inquiridoseram do sexo feminino, 33% tinham filhos e 13% estavamdesempregados. A margem de erro máximo associado a uma amostraaleatória de 168 inquiridos é menor ou igual a 0,5, com um nível deconfiança de 95%.•A maioria (89%) dos indivíduos associa a obesidade a factoresgenéticos mas acha que mesmo assim é possível controlar esteproblema de saúde através da alteração dos hábitos alimentares (94%).•Para mais de 90% dos inquiridos as atitudes dos pais influenciam oshábitos alimentares dos filhos e 70% acham que as crianças têmdificuldade em obedecer às regras impostas por uma dieta alimentar.
  27. 27. •A intervenção precoce, depende, na opinião da maioria dos inquiridos(92%), sobretudo da participação dos pais e consideram a obesidadeinfantil um grave problema de saúde pública (86%).•Para 86% dos inquiridos a obesidade infantil está a aumentar emPortugal e esta interfere com o sucesso escolar (76%) considerando amaioria que as crianças obesas são discriminadas na escola. Apenas17% dos inquiridos consideram que a obesidade gera dificuldades naaprendizagem.•A maioria dos inquiridos é da opinião de que a sedentariedade doestilo de vida dos pais influencia também a dos filhos mas apenas 35%acha que as famílias se preocupam com a sua actividade física
  28. 28. •Quanto á existência na escola de uma cultura de prática física quepromova a saúde e o bem-estar das crianças, as opiniões dividem-se, havendo 38% de indivíduos que acham que existe, 33% que achamque não, e 29% que não concordam nem discordam•. É de salientar que 37% dos inquiridos acham que não existepreocupação dos pais relativamente à qualidade nutricional dasrefeições servidas nas cantinas escolares.•Quase 80% dos inquiridos acha que a publicidade na TV contribui parao problema da obesidade infantil.

×