Monografia capítulo 1

343 visualizações

Publicada em

Monografia

Publicada em: Alimentos
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
343
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Monografia capítulo 1

  1. 1. Capítulo 1 1-História da ONU 1.1O início da sociedade A história mundial teve algumas transformações que foram tão grandes, atos que tiveram uma repercussão tão inimaginável que acabaram por fazer com que a sociedade tomasse outros rumos. Uma das suas mais significativas mudanças foi o início da sociedade,pessoas começaram a se organizar politicamente em suas culturas afim de terem a quem seguir e a quem a recorrer para resolver os problemas que cada cidadão poderia a vir enfrentar em sua vida cotidiana. Trazendo a história para uma análise sociológica pode-se perceber como o povo estava necessitado de pessoas para que se regulassem a partir da Idade Média quando surgiram umas das primeiras normas a serem seguidas que inclusive algumas destas normas são obedecidas até nos dias de hoje. Essas primeiras leis a serem seguidas foram ditadas pela igreja católica que tomou para si a autoridade da organização social tendo como seu representante político os reis que se diziam “Enviados de Deus” na Terra. 1.2 A necessidade de novas terras Com o passar do tempo a sociedade viu a necessidade de conhecer o mundo até então inexplorado e enfrentar os medos que até então a igreja havia lhes imposto através da Bíblia. Foi a partir daí que a sociedade teve uma nova transformação, todas as sociedades que eram organizadas começaram a sair para o mar. Com essa ida para o mar foram descobertas novas terras, novos povos e novas culturas espalhadas pelo mundo.
  2. 2. Porém esses povos acabaram por de certa forma sendo sufocados pelas sociedades que os “descobriram”. Os povos que vieram de fora impunham seu modo de vida e sua religião, assim como também sua língua. Essas novas terras acabaram por serem usadas como colônias dos povos que as dominaram. Porém com o passar do tempo o mundo sofre outra mudança fazendo com que aos poucos essas colônias fossem se tornando independentes dos países que as dominaram através de revoluções vindas de cada uma delas. Com esse rompimento do cordão umbilical que ligavam a dominação aos dominados, esses povos aderiram ao quesito principal dos povos que as dominaram que foi o fato de possuírem uma sociedade politicamente organizada. Dada a essa sociedade organizada os países independentes começaram a se relacionar entre si afim de possuir o que cada país precisaria para sua sobrevivência de forma não violenta. 1.3O início da guerra “As guerras são épocas de cegueira ideológica em que todos se acham donos da verdade absoluta. Beligerante não pode mesmo filosofar. Caso contrário,sempre achará parte da razão com o inimigo e relutará em matar. Para não vacilar,precisa partir de um quadro simplificado em que ele está completamente certo e o outro,inteiramente errado.” Filósofo,definitivamente,não é bom soldado,e os dirigentes têm geralmente boa percepção do problema. Eis porque quem controla os aparatos ideológicos costuma entregar-se a verdadeiras operações de intoxicação que,nesses momentos profundamente dramáticos e emotivos,encontram um terreno dos mais férteis” Veio então a Primeira Guerra Mundial com o início dessa guerra o mundo junto com os beligerantes puderam acompanhar o nascimento da propaganda de forma concreta.
  3. 3. Entre 1914 e 1918 pode-se notar que a indústria da propaganda assim como a matéria em si,se tornaram alvos de grandes pesquisas científicas. Esse estudo visou entender melhor e dar um rendimento maior a propaganda para a guerra. Cada beligerante passou a entender a força que a mesma tem afim de manipular tanto o seu próprio povo como também o seu inimigo. A intenção maior dessa manipulação era manter seu povo unido e acreditando que aquela guerra era justa e necessária afim de que eles não evitassem o alistamento e a batalha. Já a propaganda para a nação inimiga vinha de uma forma mais agressiva tentando fazer com que o inimigo tivesse todas as suas certezas minadas para ter sua guarda e auto estima baixa. Um dos países que não conseguiram fazer com que essa estratégia desse certo foi a Alemanha,pois era um país extremamente racionalista,portanto não teve chance de apelar para o emocional do seu próprio povo afim de poder manipular. Com isso após o tremendo fiasco que foi essa primeira tentativa da Alemanha o alto escalão do exercito alemão acabou por reconhecer sua derrota por tentar conquistar os corações do povo alemão e não conseguir. Porém logo em seguida Hitler apareceria com a Segunda Guerra com uma espetacular e mais funcional de todas as máquinas de propaganda já feitas na história,dessa vez suprindo a necessidade da Primeira Guerra de um apelo emocional ao público. A resposta a esse tipo de propaganda veio imediatamente, com isso os aliados da Alemanha acabaram por adotar um aparato de propaganda não menos eficiente ao fazer a lavagem cerebral na população o que transformou esse período em uma gigantesca guerra psicológica.

×