O inimigo das almas tem procurado introduzir a suposição de
que uma grande reforma devia efetuar-se entre os adventistas d...
Este texto inicial é objeto de nosso estudo nesta obra. através desta
procuramos entender como o inimigo das almas tem con...
Entendendo alguns pontos:
Sabemos que Deus anseia que um reavivamento e uma reforma
aconteça em meio ao Seu povo ao redor ...
Mas, por que deveriam ser renunciadas essas doutrinas?
Claro como um cristal, o texto diz que os princípios
fundamentais q...
Para refletir 1)1846, dois anos após 1844. Se 50 anos mais
tarde as doutrinas fundamentais eram consideradas erro, é
porqu...
Teríamos assim dois grupos de Adventistas do Sétimo Dia:
um guiado por Deus através das doutrinas fundamentais de
fé, e ou...
Com esses elementos sendo compreendidos podemos
enxergar de uma forma mais ampla o que diz o seguinte
texto:
Não cessou ai...
Não cessou ainda a substituição (reorganização por meio
de Satanás) dos preceitos de Deus pelos dos homens
(lideres). Mesm...
Se Deus é verdadeiro e deu as verdades que são o
fundamento solido da fé Adventista, porque Ele permitiria
que ocorresse t...
Observação 1) há muitos sinceros dentro das fileiras
Adventistas que não conhecem esses pontos conflitantes
entre as doutr...
Uma vez tendo nós compreendido todos esses fatos,
podemos avançar no estudo dos dois períodos descritos
dentro do texto pr...
Vivemos dias de conflito. Conflito de ideias; conflito de
opiniões; conflito de crenças. Esse conflito apenas se dá por
nã...
A maioria dos teólogos Adventistas de hoje, quando no
contexto da organização e estabelecimento das doutrinas
Adventistas,...
Dentro do período de 1846 a 1903, Deus deu todos os pontos
de reforma que Seu povo precisava conhecer e viver, e esses
pon...
Quando esses pontos começariam a ser reorganizados?
Um marco nesse tempo é o ano de 1888. Nesse ano na
conferencia de Mine...
Vi que Jones e Waggoner tiveram sua contrapartida em Josué e
Calebe. Como os filhos de Israel apedrejaram os espias com
pe...
A indisposição de ceder a opiniões preconcebidas, e de
aceitar esta verdade, estava à base de grande parte da
oposição man...
A assembleia da Associação Geral de 1888 realizou-se nos dias 17 de
outubro a 4 de novembro, em Mineápolis, Minnesota. E f...
Porque que 1888 é importante?
1846 1888 1903
1846 a 1888 período que Deus deu as doutrinas
fundamentais da fé Adventista ...
Para considerarmos:
Se Deus deu os princípios fundamentais da fé adventista a
partir de 1846 e a mensagem de 1888 era o re...
As doutrinas Adventistas de ontem eAs doutrinas Adventistas de ontem e
as doutrinas Adventistas de hojeas doutrinas Advent...
Para ser considerado:
Dentro do circulo adventista a nível mundial, existem pontos
que divergem de opinião e pratica, tais...
Para compreendermos como funciona os pontos de divergência
dentre os adventistas vamos fazer um teste:
Quando se fala que ...
Agora, o cérebro pode ser enganado facilmente para quando
numa situação de desafio ao invés de buscar a resposta correta
e...
Quando uma pessoa declara que não crê na Trindade, o que ela esta
dizendo é que:
A ( ) não crê em três deuses
B( ) não crê...
O teste acima e explicações servem como ponto inicial para
estudarmos o texto profético que nos diz que Satanás busca uma
...
Filhos X Filho
Atentemos para os seguintes textos:
VEDE quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados fi...
Antes de prosseguir no estudo reflita na seguinte questão: o que esses
textos possuem em comum?
A suprema declaração de qu...
Se a resposta dada for uma linguagem metafórica, o que quer
dizer então filhos de Deus? Se a resposta for de que isso é
ap...
Se Jesus, Filho de Deus for uma metáfora, ou ainda como a nova teologia
gosta de declarar, apenas uma linguagem poética, o...
Tiago White, Review and Herald, 4 Janeiro 1881 “O Pai era maior que o
Filho pelo fato dele ser o primeiro. O Filho era ig...
E. J. Waggoner, Signs of the Times, Abril 1889  Embora ambos sejam da
mesma natureza, o Pai é primeiro no tocante ao temp...
Filhos e Filhas de Deus, MM 1956, 58  Não é aos homens que devemos exaltar e
adorar; é a Deus, o único Deus verdadeiro e ...
Mensagens Seletas 1, 156  Satanás está determinado a que os homens
não vejam o amor de Deus, que O levou a dar Seu Filho ...
Mudou a crença ou não mudou?
Bem, você pode vir com o argumento da nova teologia de hoje
que diz que os pioneiros não tinh...
Vamos ver o que o Testemunho de Jesus, que é o Espírito de Profecia
(Ap 19:10) nos revela:
Bíblia  Mas Deus no-lo revelou...
O mundo está experimentando os resultados certos da transgressão
da lei de Deus ... Essa obra de oposição à lei de Deus te...
Lúcifer, o "filho da alva", sobrepujando em glória a todos os anjos
[exceto o Filho de Deus] * que rodeavam o trono, ... [...
Houve um tempo em que Satanás andou em comunhão com Deus,
Jesus Cristo e os santos anjos. Era grandemente exaltado no Céu,...
O grande Criador convocou os exércitos celestiais , para na presença de todos os
anjos conferir honra especial a Seu Filho...
Muitos dos simpatizantes de Lúcifer estavam inclinados a ouvir o
conselho dos anjos leais e se arrependeram de sua insatis...
Houve, porém, um ser que preferiu perverter esta liberdade.
O pecado originou-se com aquele que, abaixo de Cristo, fora o
...
Os anjos alegremente reconheceram a supremacia de Cristo, e,
prostrando-se diante dEle, extravasaram seu amor e adoração.
...
O Soberano do Universo não estava só em Sua obra de
beneficência. Tinha um companheiro - um cooperador que
poderia aprecia...
Agora responda sinceramente: quantos seres faziam parte dos
concílios no céu? Qual era a relação pessoal deles? Onde se
en...
Então houve guerra no Céu. O Filho de Deus, o Príncipe do Céu, e Seus
anjos leais empenharam-se num conflito com o grande ...
Mas, e o espirito que pairava sobre as aguas de Genesis 1:2?
Bíblia  -Gênesis 1:2 “E a terra era sem forma e vazia; e hav...
Mas e o batismo com o Espirito Santo?
Bíblia  E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se Lhe
abriram os Céu...
Quando Cristo Se ajoelhou às margens do Jordão, após o
batismo, os Céus se abriram, e o Espírito desceu na forma de
uma po...
Quando do batismo de Cristo, Satanás achava-se entre os espectadores. Viu
a glória do Pai cobrir o Filho. Ouviu a voz de J...
Quando Jesus penetrou no deserto, foi envolto pela glória do
Pai. Absorto na comunhão com Deus, foi elevado acima da
fraqu...
Enquanto o Filho de Deus Se achava curvado no Getsêmani,
em atitude de oração, a angústia de espírito que
experimentava fo...
Veio então a divina submissão à vontade do Pai. "Mas para isto vim a
esta hora", disse. "Pai, glorifica o Teu nome." João ...
As grandiosas verdades da história sagrada possuem surpreendente
força e beleza, e têm tão grande alcance como a eternidad...
O que criam os pioneiros dentro desse tema?
Uriah Smith, GC Daily Bulletin Vol. 4, 14 Março 1891, págs. 146, 147 O
Espíri...
Mas, e o “outro consolador”?
Bíblia  "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus
Cristo, o Pai das misericórdias e o...
Espirito de profecia 
Manuscript Releases 8, 49  O Salvador é nosso Confortador. Isso eu ei
tenho provado que Ele é.
 
M...
Ellen G. White Review and Herald, 5 Abril 1906, par 12 É o espirito que
vitaliza; a carne não serve para nada; as palavra...
Mas não foi o deus espirito santo que inspirou as escrituras?
Bíblia  II Pedro 1:21 “Porque a profecia nunca foi produzid...
Foi Cristo que falou através de Melquisedeque, o sacerdote do
Deus altíssimo. Melquisedeque não era Cristo, mas era a voz
...
Pedro exprimia a fé dos doze. Todavia, os discípulos estavam ainda longe de
compreender a missão de Cristo. A oposição e c...
E agora? A Trindade é Deus ou não? Podemos Adora-la? Como
fica isso em relação aos Mandamentos?
Bíblia 
Êxodo 20:3 “Não t...
Agora para os que dizem guardar os mandamentos de Deus a
mais solene revelação já dada ao homem foi o momento em que
Deus ...
Êxodo 20:1-3 “1 ENTÃO falou Deus todas estas palavras, dizendo:
2 Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito...
Não muito longe está o tempo em que Deus Se levantará a fim
de reivindicar Sua autoridade insultada. "O Senhor sairá do Se...
Só é possível compreender a realidade da renuncia divina
quando se compreende a estrutura bíblica e trinitária do Deus
úni...
Onde estava a pessoa do deus espirito santo quando Aquilo que nos
concílios do Céu o Pai e o Filho consideraram essencial ...
Onde estava a pessoa do deus espirito santo quando No princípio, o Pai
e o Filho repousaram no sábado após Sua obra de cri...
Entao quem é esse deus espirito santo que se assentará, como Deus, no
templo de Deus, querendo parecer Deus II Tess. 2:4 q...
Mas o sol da justiça resplandece nas densas trevas da
superstição e do erro, fazendo a nuvem recuar, e Se apresenta
como o...
A bíblia nos revela que existe um único ser em todo o universo criado
que busca ser adorado como o Pai e O Filho. É-nos re...
O pecado originou-se com aquele que, abaixo de Cristo, fora o mais
honrado por Deus, e o mais elevado em poder e glória en...
Como a doutrina da trindade veio parar no meio dos Adventistas do
Sétimo Dia?
Minha experiência pessoal no
estudo e aprese...
Em uma carta dele de 1960:
“May I state that my
book, The Coming of the
Comforter, was the result of
a series of studies t...
O que falta acontecer para as doutrinas ASD serem totalmente
reorganizadas?
Quando as principais igrejas dos Estados Unido...
Satanás é um ser astuto. Se ele conseguiu enganar um terço dos anjos
fazendo-os crer que Deus agira injustamente com ele q...
Se Deus não derramou a chuva serôdia sobre Seu povo há 110 anos qual
foi o motivo: foi porque a liderança não se pôs humil...
Satanás quer ser Deus. Ele quer ser adorado e servido como Deus. E
ele fará qualquer coisa para atingir esse objetivo. Mes...
Estudo Organizado e Formatado por
Edilson Aparecido Gomes, excluído da IASD por não crer na
Trindade, ou seja, em três deu...
Profecia Para Nossos Dias
Profecia Para Nossos Dias
Profecia Para Nossos Dias
Profecia Para Nossos Dias
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Profecia Para Nossos Dias

1.548 visualizações

Publicada em

Uma profecia desconhecida pela maioria dos ASD e que mostra o princípio das mudanças ocorridas em suas fileiras e que só terminará quando abraçarem definitivamente ao papado.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.548
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Profecia Para Nossos Dias

  1. 1. O inimigo das almas tem procurado introduzir a suposição de que uma grande reforma devia efetuar-se entre os adventistas do sétimo dia, e que essa reforma consistiria em renunciar às doutrinas que se erguem como pilares de nossa fé, e empenhar-se num processo de reorganização. Se tal reforma se efetuasse, qual seria o resultado? Seriam rejeitados os princípios da verdade, que Deus em Sua sabedoria concedeu à igreja remanescente. Nossa religião seria alterada. Os princípios fundamentais que têm sustido a obra neste últimos cinqüenta anos, seriam tidos na conta de erros. Estabelecer-se-ia uma nova organização. Escrever-se-iam livros de ordem diferente. Introduzir-se-ia um sistema de filosofia intelectual. Os fundadores deste sistema iriam às cidades, realizando uma obra maravilhosa. O sábado seria, naturalmente, menosprezado, como também o Deus que o criou. Coisa alguma se permitiria opor-se ao novo movimento. Ensinariam os líderes ser a virtude melhor do que o vício, mas, removido Deus, colocariam sua confiança no poder humano, o qual, sem Deus, nada vale. Seus alicerces se fundariam na areia, e os vendavais e tempestades derribariam a estrutura. Mensagens escolhidas 1, 204 - 205
  2. 2. Este texto inicial é objeto de nosso estudo nesta obra. através desta procuramos entender como o inimigo das almas tem conseguido enganar milhares de supostos cristãos mesmo com a Bíblia nas mãos. Poucos serão aqueles que, tocados pelo Espírito do Senhor, entenderão e aceitarão as verdades claras como ela realmente é. Outros, apegados a costumes, tradições, orgulho pessoal, posições a frente de grupos ou organizações, apego a ideias pré-concebidas e medo/vergonha de ter de mudar de ideia, não serão tocados pela doce influencia do Espírito Santo e procurarão denunciar a verdade como algo perigoso sem um fundamento celeste. Visto que o Senhor Jesus foi “atacado” por satanás com um “esta escrito” fora de seu verdadeiro contexto, a cristandade de hoje esta a ser atacado da mesma forma. Precisamos deixar de lado todo e qualquer preconceito e analisar individualmente a palavra revelada por Deus e permitir que sejamos guiados por aquEle que é o mesmo ontem, hoje e para sempre. Você é livre para analisar este estudo ou nem levar em conta. Mas jamais poderá dizer que não teve oportunidade para conhecer os assuntos aqui tratados e decidir pelo caminho a seguir. "A ti, pois, ó filho do homem, te constituí por atalaia sobre a casa de Israel; tu, pois, ouvirás a palavra da Minha boca e lha anunciarás da Minha parte. Se Eu disser ao ímpio: Ó ímpio, certamente morrerás; e tu não falares, para desviar o ímpio do seu caminho, morrerá esse ímpio na sua iniquidade, mas o seu sangue Eu o demandarei da tua mão. Mas, quando tu tiveres falado para desviar o ímpio do seu caminho, ... tu livraste a tua alma." Ezeq. 33:7-9.
  3. 3. Entendendo alguns pontos: Sabemos que Deus anseia que um reavivamento e uma reforma aconteça em meio ao Seu povo ao redor do planeta terra e em especial que esse movimento aconteça primeiro com os Adventistas do Sétimo Dia para que por eles a mensagem do evangelho eterno seja pregado a toda tribo, língua e nação. Reorganizar. Ou seja, tomar algo que esteja organizado e colocá-lo em uma “ordem diferente” da que estava. Temos então Satanás, buscando promover uma reforma entre os Adventistas do Sétimo Dia reorganizando as doutrinas da fé Adventista. O que é de se estranhar no texto acima é que o inimigo das almas, que é o diabo e Satanás, também anseia que haja uma reforma nas fileiras dos Adventistas do Sétimo Dia. E que tipo de reforma ele anseia que haja entre nós? O texto nos diz claramente que é em renunciar às doutrinas que se erguem como pilares de nossa fé, e empenhar-se num processo de reorganização. E como se daria essa reorganização? Se daria em renunciar às doutrinas que se erguem como pilares de nossa fé.
  4. 4. Mas, por que deveriam ser renunciadas essas doutrinas? Claro como um cristal, o texto diz que os princípios fundamentais que têm sustido a obra neste últimos cinqüenta anos, seriam tidos na conta de erros. Se os princípios dos Adventistas do Sétimo Dia que eram considerados os fundamentos da sua fé nos últimos 50 anos, desde quando eles começaram a ser organizados e por quem? Em breve serão feitos todos os esforços possíveis para desmerecer e perverter a verdade dos testemunhos do Espírito de Deus. Precisamos ter de prontidão as mensagens claras, exatas que têm vindo desde 1846 ao Seu povo. ... A luz raiará no entendimento, e o Espírito impressionará a mente, à medida que a verdade bíblica é clara e singelamente apresentada nas mensagens que Deus tem estado a mandar a Seu povo desde 1846. Essas mensagens devem encontrar seu lugar nos corações, e operar-se-ão transformações. Carta 73, 1903.
  5. 5. Para refletir 1)1846, dois anos após 1844. Se 50 anos mais tarde as doutrinas fundamentais eram consideradas erro, é porque já começou errado. Para refletir 2) se as doutrinas fundamentais começaram erradas foi porque Deus, que as deu, estava em erro e passou esse erro aos primeiros Adventistas. Para refletir 3) se Deus estava em erro, Satanás se propôs 50 anos mais tarde, ajudar os Adventistas a reorganizar o erro de Deus e coloca-lo em sua verdadeira ordem. Para refletir 4) dentro desse quadro, ou Deus está sobre os Adventistas com os princípios fundamentais desde 1846; ou Satanás esta sobre os Adventistas desde 1903. O que Satanás ganharia em efetuar uma reforma entre os Adventistas? Nossa religião seria alterada; Estabelecer-se-ia uma nova organização. Como se chamaria essa nova religião reorganizada por satanás depois de rejeitar os princípios fundamentais de fé dados por Deus? Adventistas do Sétimo Dia.
  6. 6. Teríamos assim dois grupos de Adventistas do Sétimo Dia: um guiado por Deus através das doutrinas fundamentais de fé, e outro guiado por Satanás através de suas doutrinas reorganizadas. Como seria a atuação dessa religião reorganizada por Satanás? Escrever-se-iam livros de ordem diferente (a Lei e o Testemunho [Is 8;20] cairiam em descredito) ; Introduzir-se-ia um sistema de filosofia intelectual (o intelecto, ou a mente dos lideres deveriam ser seguidas em detrimento da fé); O sábado seria, naturalmente (sem perceber), menosprezado, como também o Deus que o criou; Coisa alguma (membresia ou lideres) se permitiria opor-se ao novo movimento (exclusão de membros e caçassão dos credenciais); Ensinariam os líderes (aqueles que estão a frente da obra) ser a virtude melhor do que o vício; removido Deus, colocariam sua confiança no poder humano (que é imperfeito, corruptivel, egoista) , o qual, sem Deus, nada vale.
  7. 7. Com esses elementos sendo compreendidos podemos enxergar de uma forma mais ampla o que diz o seguinte texto: Não cessou ainda a substituição dos preceitos de Deus pelos dos homens. Mesmo entre os crentes acham-se instituições e costumes que não têm melhor fundamento que as tradições dos Pais. Essas instituições, baseadas em autoridade meramente humana, têm suplantado as de indicação divina. Os homens se apegam a suas tradições, e reverenciam seus costumes, nutrindo ódio contra os que lhes procuram mostrar que estão em erro. Nesta época, quando somos mandados chamar a atenção para os mandamentos de Deus e a fé de Jesus, vemos a mesma inimizade que se manifestava nos dias de Cristo. Acerca do povo remanescente de Deus, está escrito: "E o dragão irou- se contra a mulher, e foi fazer guerra ao resto de sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo." Apoc. 12:17. O Desejado de Todas as Nações, 398
  8. 8. Não cessou ainda a substituição (reorganização por meio de Satanás) dos preceitos de Deus pelos dos homens (lideres). Mesmo entre os crentes (Adventistas do Sétimo Dia) acham-se instituições e costumes que não têm melhor fundamento que as tradições dos Pais. Essas instituições, baseadas em autoridade meramente humana (sendo Deus removido), têm suplantado (filosoficamente) as de indicação divina. Os homens (fundadores deste sistema) se apegam a suas tradições, e reverenciam seus costumes, nutrindo ódio contra os que lhes procuram mostrar que estão em erro (coisa alguma se permitiria opor-se ao novo movimento). Nesta época (onde o inimigo das almas busca uma grande reforma entre os Adventistas), quando somos mandados chamar a atenção para os mandamentos de Deus e a fé de Jesus (que Deus tem estado a mandar a Seu povo desde 1846), vemos a mesma inimizade que se manifestava nos dias de Cristo. Acerca do povo remanescente de Deus, está escrito: "E o dragão irou-se contra a mulher, e foi fazer guerra ao resto de sua semente, os que guardam os mandamentos de Deus, e têm o testemunho de Jesus Cristo." Apoc. 12:17. Vamos ver como ficaria esse texto com a ideia central do texto inicial:
  9. 9. Se Deus é verdadeiro e deu as verdades que são o fundamento solido da fé Adventista, porque Ele permitiria que ocorresse tal reorganização doutrinaria? 17 Nisto, porém, que vou dizer-vos não vos louvo; porquanto vos ajuntais, não para melhor, senão para pior. 18 Porque antes de tudo ouço que, quando vos ajuntais na igreja, há entre vós dissensões; e em parte o creio. 19 E até importa que haja entre vós heresias, para que os que são sinceros se manifestem entre vós. 1 Coríntios 11:17- 19 Esse texto bíblico nos dá a clara noção do que está a ocorrer hoje nas fileiras dos Adventistas: duas classes que quando se juntam na igreja é para o pior e não para melhor; porque nesses ajuntamentos há dissensões (divisões) sobre o que é ou o que não é de Deus, ou seja, duas doutrinas (uma de Deus e outra do diabo). E é importante que haja em nosso meio essas heresias (doutrinas reorganizadas por Satanás), para que os sinceros se manifestem como representantes da verdade de Deus. Com isso o dragão se irará e fará guerra a esses que guardam os mandamentos de Deus e a fé de Jesus dentro de seus próprios ajuntamentos.
  10. 10. Observação 1) há muitos sinceros dentro das fileiras Adventistas que não conhecem esses pontos conflitantes entre as doutrinas fundamentais de Deus e as doutrinas reorganizadas por Satanás. Mas haverá um tempo em que todos terão o conhecimento dos dois lados da situação e se decidirão pela verdade eterna e imutável sem medo de represálias porque estarão firmadas no fundamento eterno de Deus. Observação 2) Mas também há uma multidão que mesmo tendo o conhecimento do que é a verdade e de onde veio, decidirão ficar ao lado da reorganizada instituição guiada por filosofias humanas, selando seu destino longe de Deus. Observação 3) não apenas dentro dos Adventistas, mas em cada movimento religioso na face da terra muitos terão o pleno conhecimento da verdade e se decidirão a pôr-se ao seu lado, pois Deus tem filhos honestos e sinceros dentro de cada movimento desses.
  11. 11. Uma vez tendo nós compreendido todos esses fatos, podemos avançar no estudo dos dois períodos descritos dentro do texto profético inicial, ou seja, o período entre 1846 e 1903 e ver que tipo de acontecimentos ali se deram e que tipo de consequência trouxe aos nossos dias. Analisaremos as doutrinas desses dois períodos dentro do que diz a Lei e o Testemunho versus livros de ordem diferente, onde o Espirito do Senhor impressionará corações para a verdade que cura, liberta e salva. Que nossos corações estejam sensíveis à voz de Deus e nossa mente esteja desembotadas para recebermos a sabedoria e discernimento que vem do trono do Pai em nome de Jesus.
  12. 12. Vivemos dias de conflito. Conflito de ideias; conflito de opiniões; conflito de crenças. Esse conflito apenas se dá por não ouvirmos a voz de Deus naquilo que Ele já nos deixou revelado através das Sagradas Escrituras. Em se falando do movimento do advento iniciado em 1844 e o seu desenvolvendo ate meados de 1903, podemos com certeza crer que aquilo que era o fundamento dos céus para a terra foi totalmente estabelecido. Desde 1844, quando da decepção daqueles que aguardavam a vinda de Cristo compreenderam que se iniciara o serviço no Santíssimo lugar no santuário celestial, Deus deu as doutrinas que preparariam um povo para a eternidade. E o que esta estabelecido não se mexe; não muda, não sofre alterações. Está firmado e ponto final.
  13. 13. A maioria dos teólogos Adventistas de hoje, quando no contexto da organização e estabelecimento das doutrinas Adventistas, nos vem com um raciocínio pobre e barato de que se tivermos de crer como os pioneiros adventistas criam teremos então de voltar a viver como eles viviam. Só para conhecimento geral: muitas das pessoas que fizeram parte do pioneirismo adventista vieram de outras denominações por volta da década de 1840 e vinham com hábitos que até então faziam parte de suas vidas no dia a dia, como por exemplo, muitos comiam a carne de porco; outros fumavam cachimbo e ninguém guardava o Sábado. Foi através de estudos da Palavra de Deus e iluminação divina que todos esses pontos foram esclarecidos e deixados de lado na vida daqueles que aceitaram a verdade e passaram a viver de acordo com ela.
  14. 14. Dentro do período de 1846 a 1903, Deus deu todos os pontos de reforma que Seu povo precisava conhecer e viver, e esses pontos eram (e ainda são para uma minoria) chamados de princípios fundamentais da fé Adventista. Como que esses enganos e falsas teorias entrariam em nosso meio? Com Satanás reorganizando nossas doutrinas , que são princípios fundamentais de nossa fé e que nos servem de segurança de Deus. Em relação a isto temos a seguinte admoestação: No futuro, engano de toda espécie está para surgir, e precisamos de terreno firme para nossos pés. Queremos colunas sólidas para a edificação. Nem um só alfinete deve ser removido daquilo que o Senhor estabeleceu. O inimigo introduzirá falsas teorias, tais como a doutrina de que não existe santuário (esse seria apenas um dos pontos que seriam mudados*). Esse é um dos pontos (quais serão os outros?*) em relação ao qual haverá um desvio da fé. Onde encontraremos segurança senão nas verdades que o Senhor nos deu nos últimos cinqüenta anos? Counsels to Writers and Editors (Conselhos para Escritores e Editores), pág. 53. * ênfase acrescentada
  15. 15. Quando esses pontos começariam a ser reorganizados? Um marco nesse tempo é o ano de 1888. Nesse ano na conferencia de Mineápolis, veio os pastores Jones e Waggoner pregando a “justificação pela fé”, mensagem essa que foi rejeitada pela liderança Adventista. Assim nos é dito desse evento: Em Sua grande misericórdia, enviou o Senhor preciosa mensagem a Seu povo por intermédio dos pastores [E. J.] Waggoner e [A. T.] Jones. Esta mensagem devia pôr de maneira mais preeminente diante do mundo o Salvador crucificado, o sacrifício pelos pecados de todo o mundo. Apresentava a justificação pela fé no Fiador; convidava o povo para receber a justiça de Cristo, que se manifesta na obediência a todos os mandamentos de Deus. Muitos perderam Jesus de vista. Deviam ter tido o olhar fixo em Sua divina pessoa, em Seus méritos e em Seu imutável amor pela família humana. Todo o poder foi entregue em Suas mãos, para que Ele pudesse dar ricos dons aos homens, transmitindo o inestimável dom de Sua justiça ao impotente ser humano. Esta é a mensagem que Deus manda proclamar ao mundo. É a terceira mensagem angélica que deve ser proclamada com alto clamor e regada com o derramamento de Seu Espírito Santo em grande medida. Testemunhos Para Ministros, págs. 91 e 92.
  16. 16. Vi que Jones e Waggoner tiveram sua contrapartida em Josué e Calebe. Como os filhos de Israel apedrejaram os espias com pedras literais, vós apedrejastes esses irmãos com pedras de sarcasmo e ridículo. Vi que vós voluntariamente rejeitaram o que sabíeis ser a verdade. Apenas porque era por demais humilhante para a vossa dignidade. Vi alguns de vós, em vossas tendas, arremedando e fazendo toda a sorte de galhofas desses dois irmãos. Vi também que, se tivéssemos aceito a mensagem deles, teríamos estado no reino dois anos após aquela data, mas agora temos de retornar ao deserto e ficar 40 anos. Ellen G. White, 09 -05 -1892 A mensagem dada pelos irmãos Waggoner e Jones é a mensagem de Deus para a igreja de Laodicéia. Carta S 24, 1892
  17. 17. A indisposição de ceder a opiniões preconcebidas, e de aceitar esta verdade, estava à base de grande parte da oposição manifestada em Mineápolis contra a mensagem do Senhor através dos irmãos [E. J.] Waggoner e [A. T.] Jones. Promovendo aquela oposição, Satanás teve êxito em afastar do povo, em grande medida, o poder especial do Espírito Santo que Deus anelava comunicar-lhes. O inimigo impediu-os de obter a eficiência que poderiam ter tido em levar a verdade ao mundo, como os apóstolos a proclamaram depois do dia de Pentecoste. Sofreu resistência a luz que deve iluminar toda a Terra com a sua glória, e pela ação de nossos próprios irmãos tem sido, em grande medida, conservada afastada do mundo. Mensagens Escolhidas 1, 235
  18. 18. A assembleia da Associação Geral de 1888 realizou-se nos dias 17 de outubro a 4 de novembro, em Mineápolis, Minnesota. E foi precedida por um congresso bíblico de uma semana de duração, no qual se debateu se os hunos ou os alamanes deviam constituir um dos dez reinos de Daniel 2 e 7, e Apocalipse 13. Uriah Smith, editor da Review and Herald, adotou determinada posição, e A. T. Jones, editor de Signs of the Times, adotou outra posição. E. J. Waggoner, que também era da Pacific Press, ministrou uma série de estudos sobre a expiação e a lei de Deus, e o Pastor Jones apresentou a justificação pela fé. Essas discussões continuaram durante a própria assembleia, e ocasionalmente houve fortes divergências. Alguns pastores tinham vindo à assembleia para debater certas questões, e não para estudar a verdade. Ellen White esteve presente, e solicitou que todos encarassem essas apresentações com coração e espírito receptivo. Ela recomendou que houvesse diligente e esmerado estudo dos assuntos debatidos. De algum modo, as questões passaram a ser identificadas com certos homens. Em muitos, a mensagem da justiça pela fé causou profunda impressão, e houve uma atitude de coração e alma que conduziu a uma experiência vitoriosa na vida cristã pessoal. Outros se identificaram com determinados líderes conservadores e cautelosos, de Battle Creek, os quais viam o que supunham ser perigos em alguns dos ensinos apresentados. Quando a assembleia chegou ao fim, esses homens não tinham obtido a bênção que Deus reservara para eles. Introdução Histórica do Testemunhos Para Ministros,
  19. 19. Porque que 1888 é importante? 1846 1888 1903 1846 a 1888 período que Deus deu as doutrinas fundamentais da fé Adventista como pilares inamovíveis. 1888  Deus envia Jones e Waggoner para dar a mensagem da justificação pela fé aos seu povo, mensagem essa que era o remédio para Laodicéia. Mas foi rejeitada pela liderança por causa de suas posições egoístas e preconceituosas aos mensageiros. Mensagem que se aceita teria culminado com a volta de Cristo dois anos mais tarde. 1903 em diante  a partir daqui varias doutrinas passam a sofrer modificações, ou seja, passam a ser reorganizadas na IASD, começando assim o processo de alteração da religião e estabelecimento de uma nova IASD
  20. 20. Para considerarmos: Se Deus deu os princípios fundamentais da fé adventista a partir de 1846 e a mensagem de 1888 era o remédio para Laodicéia para que eles adentrassem no paraíso, qual era o erro doutrinário que os pioneiros tinham? Todos? Ou nenhum? Se todos, Deus é o culpado! Se nenhum, porque estao mudados nos dias de hoje? Segundo o texto profético inicial, por ter sido reorganizadas por Satanás através de homens que se valeriam de um sistema filosófico contra a fé em Deus. Por mais que o texto nos diga que os lideres tenham certa culpa nestas mudanças, temos de deixar claro os seguintes pontos: Temos um texto profético que se encontra em cumprimento; As mudanças que estao ocorrendo aconteceram por meio de homens do período estudado; Aos lideres de hoje que não conhecem este texto e seu cumprimento, Deus não leva em conta o tempo de ignorância por não conhecerem, mas uma vez conhecidos e tomarem a posição de defender as mudanças feitas tornam-se seus cumplices; Todo aquele que busca “explicar” as mudanças que não deveriam ocorrer, coloca-se no lugar de Deus, julgando a Deus e Sua atuação junto a Seu povo.
  21. 21. As doutrinas Adventistas de ontem eAs doutrinas Adventistas de ontem e as doutrinas Adventistas de hojeas doutrinas Adventistas de hoje Pela Lei e testemunhoPela Lei e testemunho XX filosofia e livros de ordem diferentefilosofia e livros de ordem diferente
  22. 22. Para ser considerado: Dentro do circulo adventista a nível mundial, existem pontos que divergem de opinião e pratica, tais como alimentação, vestuário, musica, moda, vaidade feminina e etc. Dentro desses pontos, existem aqueles lideres que demonstram alguma consideração nessa áreas e existem aqueles que defendem a liberdade em usar. Ate aqui tudo bem. Mesmo que haja as divergências nesses pontos a convivência entre membros é “amigável” e com a igreja também. Mas existe um ponto especifico que quando tocado tira qualquer um do serio. Tanto membros quanto lideres e pastores. Não é necessário nem aprofundar no assunto, apenas tocar nele já faz com que todos mudem seus semblantes de “amor ao próximo” para “exclusão e morte aos hereges”. E é justamente dentro desse ponto onde aconteceu as maiores mudanças nas doutrinas dos adventistas.
  23. 23. Para compreendermos como funciona os pontos de divergência dentre os adventistas vamos fazer um teste: Quando se fala que no regime alimentar não deve entrar a carne, o que quer dizer carne? A ( ) frutas; B( ) verduras; C( ) carne é carne mesmo; D( ) outra coisa.   Quando se fala em vestuário, vestuário quer dizer: A ( ) musica; B( ) alimento ; C( ) vestuário mesmo ; D( ) outra coisa   Quando se fala de musica, musica quer dizer: A ( ) musica mesmo; B( ) esportes; C( ) telefone; D( ) outra coisa Apenas explicando o teste acima para a pergunta final. A mente é um elemento fantástico que quando se encontra em uma situação de desafio ela logo busca a informação correta para a resposta do desafio. Então no teste acima o cérebro respondeu que carne é carne literal, vestuário é vestuário literal e musica também é musica literal.
  24. 24. Agora, o cérebro pode ser enganado facilmente para quando numa situação de desafio ao invés de buscar a resposta correta ele busca algo que foi implantado como sendo verdadeiro. Um exemplo é a brincadeira da gema onde uma pessoa repete varias vezes a palavra gema e, quando se faz a pergunta: como se chama a clara do ovo, a resposta dada é gema. Essa explicação é necessária para que possa demonstrar o que acontece em meio àqueles que professam conhecer e defender a verdade. A pergunta final é um choque entre o que um quer dizer e o que o outro entende que esteja sendo dito. E nesse choque entram o rompimento de relações entre amigos/irmãos de fé; a desconfiança, as acusações, a exclusão, o escarnio, a zombaria e afins. Na pergunta final só existem duas repostas possíveis.
  25. 25. Quando uma pessoa declara que não crê na Trindade, o que ela esta dizendo é que: A ( ) não crê em três deuses B( ) não crê no Espirito Santo Trindade. Esse é o ponto que causa as mais acirradas guerras dentro das fileiras adventistas. Trindade, ou seja, três divindades: deus pai, deus filho e deus espirito santo. Três que são um? Ou um que se forma em três? Semelhante à brincadeira da gema, quando uma pessoa declara que não crê na Trindade, ou seja, em três deuses a pessoa ouvinte recebe a informação do cérebro que ela não crê no Espirito Santo. Há um ditado que uma mentira contada mil vezes se torna uma verdade, mas a palavra de Deus é eterna e imutável e jamais a mentira irá suplantá-la. Uma pessoa negar a existência do Espirito Santo é um indicio de que ela não tem conhecimento algum da Bíblia, porque ela nos fala não apenas de sua existência, mas também de sua atuação na existência das coisas criadas. E no meio adventista, pelo espirito de profecia, é- nos dado maravilhosos relatos de sua existência e atuação. Então para alguém entender que não crer em três deuses quer dizer não crer no Espirito Santo é no mínimo falta de sensibilidade espiritual. E essa sensibilidade só pode ser dada pelo Espirito Santo. E só é dada para quem buscar.
  26. 26. O teste acima e explicações servem como ponto inicial para estudarmos o texto profético que nos diz que Satanás busca uma reforma entre os Adventistas do Sétimo Dia. Temos dois períodos a ser explorados e nesses períodos veremos o que cria a Igreja adventista do Sétimo Dia até meados de 1903 e o que crê a Igreja Adventista do Sétimo Dia de hoje. A doutrina da Trindade é sem duvida aquela que causa um verdadeiro alvoroço no meio “cristão” seja de que denominação for. Mas nos ateremos no meio adventista onde cada dia que passa pessoas sinceras que não creem em três deuses são excluídos de suas fileiras com a acusação de não crer no Espirito Santo. Essa doutrina reza a existência de três pessoas que seriam iguais entre si, cada uma auto existentes por si mesmos, todo-poderosos por si mesmos e eternos por si mesmos. Então como pode três seres virem a existência cada um por si mesmos serem apenas um ser? A doutrina da Trindade não é apenas uma declaração da existência de “um deus em três pessoas literais”. Ela envolve um “pacote” de elementos que uma vez mal compreendidos dão a noção exata de três deuses literais. E é esse “pacote” de elementos que vamos analisar a luz da Lei e do Testemunho (Isaias 8:20) contra os livros de ordem diferente. E ai cada um poderá decidir seu futuro diante do Todo- Poderoso.
  27. 27. Filhos X Filho Atentemos para os seguintes textos: VEDE quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. I João 3:1 Para que sejais irrepreensíveis e sinceros, filhos de Deus inculpáveis, no meio de uma geração corrompida e perversa, entre a qual resplandeceis como astros no mundo; Filipenses 2:15 Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. I João 3:2 Porque todos sois filhos de Deus pela fé em Cristo Jesus. Gálatas 3:26 Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome; João 1:12 Porque todos os que são guiados pelo Espírito de Deus, esses são filhos de Deus. Romanos 8:14 O mesmo Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus. Romanos 8:16 Isto é, não são os filhos da carne que são filhos de Deus, mas os filhos da promessa são contados como descendência. Romanos 9:8 Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus. I João 3:10 Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. I João 5:2
  28. 28. Antes de prosseguir no estudo reflita na seguinte questão: o que esses textos possuem em comum? A suprema declaração de que a humanidade, pelo grande amor de Deus, é considerada por Ele como filhos Seus. E que essa filiação é única e exclusivamente pela fé em Jesus Cristo. E para que possamos verdadeiramente ter a certeza de que somos filhos de Deus, o Espirito Santo nos guia e nos dá testemunho de que somos filhos de Deus. Ao passo que aqueles que não praticam a justiça, aqueles que não amam seus irmãos e que pisam os mandamentos de Deus, não são filhos de Deus, mas sim filhos do diabo. A pergunta que não quer calar é: quando nos é dito que somos filhos de Deus o que isso quer dizer? A( ) filhos de Deus é uma linguagem metafórica que quer dizer outra coisa; B( ) filhos de Deus quer dizer que somos filhos literais sendo Deus nosso Pai literal; C( ) filhos de Deus é um titulo funcional, sendo Deus um pai funcional e nós somos filhos funcionais.
  29. 29. Se a resposta dada for uma linguagem metafórica, o que quer dizer então filhos de Deus? Se a resposta for de que isso é apenas um titulo funcional, qual será a função daqueles que o levam? Que amor é esse de sermos considerados por Deus Filhos funcionais? Mas se a resposta dada for a de que somos filhos literais e que Deus é nosso pai literal, somos filhos porque existe um pai. E se é pai é porque existem filhos. Entao, filhos de Deus quer dizer exatamente filhos literais de Deus da mesma forma como filhos do diabo que dizer extamente filhos literais do diabo. E Jesus? Quando a Bíblia diz que Ele é O Filho de Deus, o que isso quer dizer? A ( ) Jesus, filho de Deus é uma linguagem metafórica que quer dizer outra coisa; B( ) Jesus, filho de Deus quer dizer que Ele é filho literal de Deus e Deus é Pai literal de Jesus; C( ) Jesus, filho de Deus é um titulo funcional, sendo que o deus tri-uno entrou em conferencia e decidiram adotar títulos (pai, filho e espirito santo) para poderem se relacionar com a humanidade caída enviando deus filho como redentor da raça caída, ficando no céu o deus pai e o deus espirito santo.
  30. 30. Se Jesus, Filho de Deus for uma metáfora, ou ainda como a nova teologia gosta de declarar, apenas uma linguagem poética, o que quer dizer então Jesus Filho de Deus? Se Jesus, filho de Deus for apenas um titulo funcional como a nova teologia também gosta de dizer, então temos um filho falso (porque é apenas um titulo que tem uma função a ser executada), um Deus pai falso (por que sendo um falso pai também pode ser um falso Deus, pois a escritura diz que o próprio Deus declara que Cristo é o Seu Filho [Jo 3:16]) e por fim temos um deus espirito santo falso (porque sendo ele um falso deus também é um falso consolador). Agora, se Jesus, Filho de Deus quer dizer que Jesus é realmente O Filho literal de Deus, o conceito Trindade cai por terra. Por quê? Se Deus é Pai de Cristo e Cristo é Filho de Deus formando assim uma estrutura familiar, qual é o vinculo familiar do deus espirito santo? Se Deus é o Pai e Jesus é O Filho, então Jesus não se originou junto com o Pai. E se Cristo não veio à existência junto com o Pai, quem dera a tal pessoa deus espirito santo. Vamos ver o que criam e ensinavam os pioneiros adventistas e pelos relatos deles e o que vemos e ouvimos hoje conseguiremos chegar a ver se algo mudou ou não.
  31. 31. Tiago White, Review and Herald, 4 Janeiro 1881 “O Pai era maior que o Filho pelo fato dele ser o primeiro. O Filho era igual com o Pai pelo fato dele ter recebido todas as coisas do Pai.”   J. N. Andrews, Review and Herald, 7 Setembro 1869 E como sendo Filho de Deus ele estaria também excluído, porque Ele tinha Deus por Seu Pai, e teve, em algum ponto da eternidade do passado, um principio de dias.   J. H. Waggoner, Thoughts on Baptism (Ideias Sobre Batismo), 1878  Ocorreu algo muito cedo que tornou a doutrina da Trindade em tri teísmo, e, ao invés de três pessoas divinas como na teologia do Pai, Filho e Espírito Santo, resultou em três seres colaterais, co-unicos e auto-originados, fazendo deles três princípios absolutos e independentes sem qualquer relação de Pai e Filho, que é a mais adequada noção de três deuses.     J. N. Loughborough, Review and Herald, 5 novembro 1861 Objeções à Trindade É contraria ao senso comum; É contraria a escritura; Sua origem é pagã e mitológica. Não é muito coerente ao senso comum falar de três sendo um e de um sendo três. Ou como alguns expressam chamando Deus de “Deus tri-uno” ou “Deus três-em-um”. Se Pai, Filho e Espirito Santo são cada um Deus, seriam três deuses, pois três vezes um não é um, mas três.
  32. 32. E. J. Waggoner, Signs of the Times, Abril 1889  Embora ambos sejam da mesma natureza, o Pai é primeiro no tocante ao tempo. Ele também é maior pelo fato de que não teve inicio, enquanto a personalidade de Cristo teve inicio.   E. J. Waggoner, Christ and His Righteousness (Cristo e Sua Justiça), págs. 19 – 24, 1890  Havia um tempo quando Cristo saiu e veio de Deus, do seio do Pai (Jo 8:42; 1:18), mas esse tempo foi tão distante nos dias da eternidade que para a finita compreensão é praticamente sem começo.   E. J. Waggoner, Christ and His Righteousness (Cristo e Sua Justiça), pág. 12, 1890  Os anjos são filhos de Deus, assim como Adão ... pela criação; cristãos são filhos de Deus pela adoção (Rm 8:14-15); Mas Cristo é o Filho de Deus por nascimento. E assim Cristo é a imagem da pessoa do Pai (Hb 1:3)   E. G. White, Signs of the Times, 30 Maio 1895  ‘Deus amou o mundo, que deu seu Filho unigênito’ – não um filho por criação como foram os anjos, nem um filho por adoção, como é o pecador arrependido, mas o Filho gerado na expressa imagem da pessoa do Pai...”   Young Instructor, 16 dezembro 1897  Desde a eternidade havia uma completa unidade entre o Pai e o Filho. Eles eram dois, mas muito perto de serem idênticos: dois em individualidade, mas um em espirito, coração e caráter.   O grande Conflito, 493  Cristo a Palavra, O Único Gerado de Deus era um com o Pai eterno, - um em natureza, em caráter e proposito – o único ser em todo o universo que poderia entrar em todos os conselhos e propósitos de Deus.
  33. 33. Filhos e Filhas de Deus, MM 1956, 58  Não é aos homens que devemos exaltar e adorar; é a Deus, o único Deus verdadeiro e vivo, a quem são devidos nosso culto e reverência. Em harmonia com os ensinos das Escrituras, desonra a Deus o dirigir- nos a pastores como "reverendos". Mortal algum tem direito de ajuntar a seu nome esse título, ou ao nome de qualquer outra criatura humana. Ele pertence unicamente a Deus, para distingui-Lo de qualquer outro ser. ... "Santo e tremendo [reverendo em outras traduções] é o Seu nome." Sal. 111:9. Desonramos a Deus quando usamos essa palavra em lugar a que ela não pertence. ... Unicamente o Pai e o Filho devem ser exaltados. The Youth's Instructor, 7 de julho de 1898.   Nos Lugares Celestiais, MM 1968, 32  Há elevados objetivos para o cristão. Ele pode sempre estar subindo as mais altas aquisições. João tinha uma elevada concepção do privilégio de um cristão. Ele diz: "Vede que grande amor nos tem concedido o Pai, a ponto de sermos chamados filhos de Deus." I João 3:1. Não é possível à humanidade subir a uma dignidade mais elevada do que esta aqui incluída. Ao homem é garantido o privilégio de tornar-se herdeiro de Deus e co-herdeiro com Cristo. Aos que assim foram exaltados, são reveladas as inescrutáveis riquezas de Cristo, as quais são milhares de vezes mais valiosas do que as do mundo. Assim, mediante os méritos de Jesus Cristo, o homem finito é elevado à sociedade com Deus e Seu querido Filho. Santificação, págs. 16 e 17.   Testemunhos 8, 268, 1898.  Deus é o Pai de Cristo; Cristo é o Filho de Deus. A Cristo foi dada uma posição exaltada. Ele foi feito igual ao Pai. Todos os conselhos de Deus estão abertos a Seu Filho.   Signs of the Times, 14 Outubro 1897  O único ser que era com um Deus viveu a Lei na humanidade, reduzido à vida humilde de um trabalhador comum, e labutado na bancada de carpinteiro com seu pai terreal.
  34. 34. Mensagens Seletas 1, 156  Satanás está determinado a que os homens não vejam o amor de Deus, que O levou a dar Seu Filho unigênito para salvar a raça perdida; pois é a bondade de Deus que leva os homens ao arrependimento.   Este Dia Com Deus, MM 1980, 126 Anjos foram expulsos do Céu porque não queriam trabalhar em harmonia com Deus. Caíram de sua elevada condição porque queriam ser exaltados. Chegaram a exaltar-se a si mesmos, esquecendo-se de que sua beleza pessoal e de caráter provinha do Senhor Jesus. Este fato os anjos [caídos] queriam obscurecer: que Cristo era o Filho unigênito de Deus, e chegaram a considerar que não deviam consultar a Cristo.
  35. 35. Mudou a crença ou não mudou? Bem, você pode vir com o argumento da nova teologia de hoje que diz que os pioneiros não tinham a compreensão de todo o assunto como nós temos hoje, e vir com o texto de Provérbios 4:18 “Mas a vereda dos justos é como a luz da aurora, que vai brilhando mais e mais até ser dia perfeito.” Ok! Se temos toda a luz hoje porque os pioneiros a quem Deus dera os princípios fundamentais da fé adventista estavam em erro por não compreender a verdade sobre o deus tri-uno, como podemos responder as seguintes questões (sem entrar na evasiva de dizer que isso é mistério)? Os defensores dos três deuses dizem que eles são co-eternos, co-iguais, e auto existentes por si mesmos. Declaram ainda que os três deuses trabalharam juntos na obra da elaboração do plano da redenção do homem caído; dizem também que os três estiveram juntos na criação do mundo e do homem. Outra declaração é de que o deus espirito santo a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. I Cor. 2:10.
  36. 36. Vamos ver o que o Testemunho de Jesus, que é o Espírito de Profecia (Ap 19:10) nos revela: Bíblia  Mas Deus no-lo revelou pelo Espírito; porque o Espírito a todas as coisas perscruta, até mesmo as profundezas de Deus. I Cor. 2:10. Espirito de Profecia  A salvação da humanidade sempre fora objeto de consideração nos concílios do Céu. SDA Bible Commentary, vol. 7, pág. 934. Nos concílios do Céu, ... foi feita ampla provisão ao dar Seu Filho unigênito para pagar o resgate do homem. Os que se perderem, perecerão porque se recusaram ser adotados como filhos de Deus mediante Cristo Jesus. ... FPQEV, MM 1959, 157 Aquilo que nos concílios do Céu o Pai e o Filho consideraram essencial para a salvação do homem foi definido desde a eternidade por meio de verdades infinitas que os seres finitos não podem deixar de compreender. Foram feitas revelações para sua educação na justiça, para que o homem de Deus possa glorificar sua própria vida e a de seus semelhantes, não somente por possuir a verdade, mas comunicando-a. FEC, 408
  37. 37. O mundo está experimentando os resultados certos da transgressão da lei de Deus ... Essa obra de oposição à lei de Deus teve seu início nas cortes do Céu, com Lúcifer, o querubim cobridor. Satanás resolveu ser o primeiro nos concílios do Céu, igual a Deus. Começou sua obra de rebelião com os anjos sob o seu comando ... Havendo Satanás tido êxito em ganhar muitos anjos para o seu lado, levou a Deus a sua causa, afirmando que era desejo dos anjos que ele ocupasse a posição mantida por Cristo. ME 1, 222 Lúcifer, no Céu, antes de sua rebelião foi um elevado e exaltado anjo, o primeiro em honra depois do amado Filho de Deus [O pai, O Filho e Lúcifer] *. Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade. A testa era alta e larga, demonstrando grande inteligência. Sua forma era perfeita, o porte nobre e majestoso. Uma luz especial resplandecia de seu semblante e brilhava ao seu redor, mais viva do que ao redor dos outros anjos; todavia, Cristo, o amado Filho de Deus, tinha preeminência sobre todo o exército angelical. Ele era um com o Pai, antes que os anjos fossem criados. História da Redenção, pág. 13. *Ênfase acrescentada. Lúcifer era o querubim cobridor, o mais exaltado dentre os seres criados. Sua posição era a mais próxima do trono de Deus [O Pai e o Filho no trono e Lúcifer próximo à divindade] *, e ele se achava intimamente vinculado e identificado com a administração do governo de Deus, havendo sido ricamente dotado com a glória de Sua majestade e poder. Signs of the Times, 28 de abril de 1890. *Ênfase acrescentada.
  38. 38. Lúcifer, o "filho da alva", sobrepujando em glória a todos os anjos [exceto o Filho de Deus] * que rodeavam o trono, ... [estava] ligado pelos mais íntimos laços ao Filho de Deus. O Desejado de Todas as Nações, pág. 435. *ênfase acrescentada. Houve um tempo em que... era a alegria [de Satanás] executar as ordens divinas. Seu coração estava cheio de amor e regozijo por poder servir ao Criador. Signs of the Times, 18 de setembro de 1893. Lúcifer, "filho da alva", era o primeiro dos querubins cobridores, santo e puro. Permanecia na presença do grande Criador, e os incessantes raios de glória [Espírito de Deus O Pai] * que cercavam o eterno Deus, repousavam sobre ele. Patriarcas e Profetas, pág. 35. * Ênfase acrescentada. Satanás bem sabia a posição ocupada por Cristo no Céu, como o Amado do Pai. Que o Filho de Deus viesse à Terra como homem, encheu-o de assombro e apreensão. Não podia penetrar o mistério desse grande sacrifício. Sua alma egoísta não compreendia tal amor pela iludida raça. A glória e a paz do Céu, e a alegria da comunhão com Deus, não eram senão fracamente percebidas pelos homens; mas bem as conhecia Lúcifer, o querubim cobridor. Desde que perdera o Céu, estava decidido a vingar-se levando outros a partilhar de sua queda. Isso faria ele induzindo-os a desvalorizar as coisas celestiais, e a pôr o coração nas terrestres. O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, 116
  39. 39. Houve um tempo em que Satanás andou em comunhão com Deus, Jesus Cristo e os santos anjos. Era grandemente exaltado no Céu, e radiante na luz e glória que lhe vinham do Pai e do Filho, mas tornou- se desleal e perdeu sua elevada e santa posição como querubim cobridor. Cristo Triunfante, MM 2002, 10 Lúcifer no Céu, antes de sua rebelião foi um elevado e exaltado anjo, o primeiro em honra depois do amado Filho de Deus. Seu semblante, como o dos outros anjos, era suave e exprimia felicidade. A testa era alta e larga, demonstrando grande inteligência. Sua forma era perfeita, o porte nobre e majestoso. Uma luz especial resplandecia de seu semblante e brilhava ao seu redor, mais viva do que ao redor dos outros anjos; todavia, Cristo, o amado Filho de Deus tinha preeminência sobre todo o exército angelical. Ele [Cristo] * era um com o Pai antes que os anjos fossem criados. Lúcifer invejou a Cristo, e gradualmente pretendeu o comando que pertencia a Cristo unicamente. Exaltai-o, MM 1992, 18 Ênfase Acrescentada
  40. 40. O grande Criador convocou os exércitos celestiais , para na presença de todos os anjos conferir honra especial a Seu Filho. O Filho estava assentado no trono com o Pai [o trono é singular ou plural?] *, e a multidão celestial de santos anjos reunida ao redor dEles. O Pai então fez saber que por Sua própria decisão Cristo, Seu Filho, devia ser considerado igual a Ele, assim que em qualquer lugar que estivesse presente Seu Filho, isto valeria pela Sua própria presença. A palavra do Filho devia ser obedecida tão prontamente como a palavra do Pai. Seu Filho foi por Ele investido com autoridade para comandar os exércitos celestiais. Especialmente devia Seu Filho trabalhar em união com Ele na projetada criação da Terra e de cada ser vivente que devia existir sobre ela. O Filho levaria a cabo Sua vontade e Seus propósitos, mas nada faria por Si mesmo. A vontade do Pai seria realizada nEle. Lúcifer estava invejoso e enciumado de Jesus Cristo. Todavia, quando todos os anjos se curvaram ante Jesus reconhecendo Sua supremacia e alta autoridade e direito de governar, ele curvou-se com eles, mas seu coração estava cheio de inveja e rancor. ... Os anjos que eram leais e sinceros procuraram reconciliar este poderoso rebelde à vontade de seu Criador. Justificaram o ato de Deus em conferir honra a Seu Filho, e com fortes razões tentaram convencer Lúcifer que não lhe cabia menos honra agora, do que antes que o Pai proclamasse a honra que Ele tinha conferido a Seu Filho. Mostraram-lhe claramente que Cristo era o Filho de Deus, existindo com Ele antes que os anjos fossem criados, que sempre estivera à mão direita de Deus, e Sua suave, amorosa autoridade até o presente não tinha sido questionada; e que Ele não tinha dado ordens que não fossem uma alegria para o exército celestial executar. Eles insistiam que o receber Cristo honra especial de Seu Pai, na presença dos anjos, não diminuía a honra que Lúcifer recebera até então. Os anjos choraram. Ansiosamente tentaram levá-lo a renunciar a seu mau desígnio e render submissão ao Criador; pois até então tudo fora paz e harmonia. ... Lúcifer recusou ouvi-los. História da Redenção, págs. 13-16. Ênfase acrescentada
  41. 41. Muitos dos simpatizantes de Lúcifer estavam inclinados a ouvir o conselho dos anjos leais e se arrependeram de sua insatisfação, e de novo receberam a confiança do Pai e Seu amado Filho. ... Os anjos leais apressaram-se a relatar ao Filho de Deus o que acontecera entre os anjos. Acharam o Pai em conferência com Seu Filho amado, para determinar os meios pelos quais, para o bem-estar dos anjos leais, a autoridade assumida por Satanás podia ser para sempre retirada. ... O Pai consultou Seu Filho com respeito à imediata execução de Seu propósito de fazer o homem para habitar a Terra. História da Redenção, págs. 16-19. Lúcifer, no Céu, desejou ser o primeiro em poder e autoridade; queria ser Deus, ter o governo do Céu; e para esse fim conquistou para o seu lado muitos dos anjos. Quando, com seu exército rebelde, foi lançado fora das cortes de Deus, continuou na Terra a obra de rebelião e interesse egoísta. Profetas e Reis, pág. 60.
  42. 42. Houve, porém, um ser que preferiu perverter esta liberdade. O pecado originou-se com aquele que, abaixo de Cristo, fora o mais honrado por Deus, e o mais elevado em poder e glória entre os habitantes do Céu. Antes de sua queda, Lúcifer foi o primeiro dos querubins cobridores santo e incontaminado. ... Lúcifer poderia ter permanecido no favor de Deus, ser amado e honrado por toda a hoste angélica, exercendo suas nobres faculdades, a fim de abençoar outros e glorificar o seu Criador. ... Em vez de procurar fazer com que Deus fosse supremo nas afeições e lealdade de Suas criaturas, era o esforço de Lúcifer conquistar para si o seu serviço e homenagem. E, cobiçando a honra que o infinito Pai conferira a Seu Filho, este príncipe dos anjos aspirou ao poder cujo uso era prerrogativa de Cristo, unicamente. O orgulho de sua própria glória alimentava o desejo de supremacia. ... Todavia, o Filho de Deus era o reconhecido Soberano do Céu, igual ao Pai em poder e autoridade. Em todos os conselhos de Deus, Cristo tomava parte, enquanto a Lúcifer não era assim permitido entrar em conhecimento dos propósitos divinos. "Por que", perguntava o poderoso anjo, "deveria Cristo ter a supremacia? Por que é Ele desta maneira mais honrado do que Lúcifer?" O Grande Conflito, 495
  43. 43. Os anjos alegremente reconheceram a supremacia de Cristo, e, prostrando-se diante dEle, extravasaram seu amor e adoração. Lúcifer curvou-se com eles; mas em seu coração havia um conflito estranho, violento. A verdade, a justiça e a lealdade estavam a lutar contra a inveja e o ciúme. A influência dos santos anjos pareceu por algum tempo levá-lo com eles. Ao ascenderem os cânticos de louvores, em melodiosos acordes, avolumados por milhares de alegres vozes, o espírito do mal pareceu subjugado; indizível amor fazia fremir todo o seu ser; em concerto com os adoradores destituídos de pecado, expandia-se lhe a alma em amor para com o Pai e o Filho. . Contudo, o Filho de Deus era mais exaltado do que ele, sendo um em poder e autoridade com o Pai. Partilhava dos conselhos do Pai, enquanto Lúcifer não penetrava assim nos propósitos de Deus. "Por que", perguntava este poderoso anjo, "deveria Cristo ter a primazia? Por que é Ele mais honrado do que Lúcifer?" Patriarcas e profetas, 37
  44. 44. O Soberano do Universo não estava só em Sua obra de beneficência. Tinha um companheiro - um cooperador que poderia apreciar Seus propósitos, e participar de Sua alegria ao dar felicidade aos seres criados. "No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio com Deus." João 1:1 e 2. Cristo, o Verbo, o Unigênito de Deus, era um com o eterno Pai - um em natureza, caráter, propósito - o único ser que poderia penetrar em todos os conselhos e propósitos de Deus. Patriarcas e Profetas, 34
  45. 45. Agora responda sinceramente: quantos seres faziam parte dos concílios no céu? Qual era a relação pessoal deles? Onde se encontra o deus espirito santo? Vamos continuar: Bíblia  E disse Deus: Façamos o homem à nossa imagem, conforme a nossa semelhança. Gên. 1:26. Espirito de Profecia  Nos concílios do Céu, Deus disse: "Façamos o homem à Nossa imagem, conforme a Nossa semelhança. ... Criou Deus, pois, o homem à Sua imagem, à imagem de Deus o criou." Gên. 1:26 e 27. The Youth's Instructor, 20 de julho de 1899. O grande Criador convocou os exércitos celestiais , para na presença de todos os anjos conferir honra especial a Seu Filho. ... Especialmente devia Seu Filho trabalhar em união com Ele na projetada criação da Terra e de cada ser vivente que devia existir sobre ela. O Filho levaria a cabo Sua vontade e Seus propósitos, mas nada faria por Si mesmo. A vontade do Pai seria realizada nEle. História da Redenção, págs. 13-16
  46. 46. Então houve guerra no Céu. O Filho de Deus, o Príncipe do Céu, e Seus anjos leais empenharam-se num conflito com o grande rebelde e com aqueles que se uniram a ele. O Filho de Deus e os anjos verdadeiros e leais prevaleceram; e Satanás e seus simpatizantes foram expulsos do Céu. Todo o exército celestial reconheceu e adorou o Deus da justiça. Nenhuma mácula de rebelião foi deixada no Céu. Tudo voltara a ser paz e harmonia como antes ... O Pai consultou Seu Filho com respeito à imediata execução de Seu propósito de fazer o homem para habitar a Terra. História da Redenção, págs. 16-19. Depois que a Terra foi criada, com sua vida animal, o Pai e o Filho levaram a cabo Seu propósito, planejado antes da queda de Satanás, de fazer o homem à Sua própria imagem. Eles tinham operado juntos na criação da Terra e de cada ser vivente sobre ela. E agora disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à nossa imagem." Gên. 1:26.exaltai-o MM 1992, 47; Historia da Redenção, 20; Para Conhecê-lo, MM 1965, 13.
  47. 47. Mas, e o espirito que pairava sobre as aguas de Genesis 1:2? Bíblia  -Gênesis 1:2 “E a terra era sem forma e vazia; e havia trevas sobre a face do abismo; e o Espírito de Deus se movia sobre a face das águas.” Espirito de Profecia  Quando vier aquele Espírito da verdade, Ele vos guiará em toda a verdade." João 16:13. Exclusivamente pelo auxílio daquele Espírito que no princípio "Se movia sobre a face das águas" (Gên. 1:2), pelo auxílio daquela Palavra pela qual "todas as coisas foram feitas" (João 1:3), e daquela "luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem ao mundo" (João 1:9), pode o testemunho da ciência ser corretamente interpretado. Apenas sob sua orientação se podem discernir suas mais profundas verdades. Unicamente sob a direção do Onisciente, habilitar-nos-emos a meditar segundo os Seus pensamentos, no estudo de Suas obras. Educação, 134 Só com o auxílio daquele Espírito que, no princípio "Se movia sobre a face das águas" (Gên. 1:2); daquela Palavra pela qual "todas as coisas foram feitas" (João 1:3); daquela "Luz verdadeira, que alumia a todo homem que vem ao mundo" (João 1:9), pode ser devidamente interpretado o testemunho da ciência. Só por essa guia as mais profundas verdades da mesma ciência podem ser discernidas. Só sob a direção do Onisciente havemos de ser habilitados, no estudo de Suas obras, a pensar em harmonia com os Seus pensamentos. Conselhos aos Pais, Professores e Estudantes, 530 De quem estes textos estao falando?
  48. 48. Mas e o batismo com o Espirito Santo? Bíblia  E, sendo Jesus batizado, saiu logo da água, e eis que se Lhe abriram os Céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba e vindo sobre Ele. E eis que uma voz dos Céus dizia: Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo. Mat. 3:16 e 17. Espírito de Profecia  Ao pedir Jesus, o batismo, João recusou, exclamando: "Eu careço de ser batizado por Ti, e vens Tu a mim?" Com firme, se bem que branda autoridade, Jesus respondeu: "Deixa por agora, porque assim nos convém cumprir toda a justiça". E João, cedendo, desceu com o Salvador ao Jordão, sepultando-O nas águas. "E logo que saiu da água" Jesus "viu os céus abertos, e o Espírito, que como pomba descia sobre Ele" Mat. 3:14 e 15. ... A solenidade da divina presença repousou sobre a assembleia. O povo ficou silencioso, a contemplar a Cristo. Seu vulto achava-se banhado pela luz que circunda sem cessar o trono de Deus. Seu rosto erguido estava glorificado como nunca antes tinham visto um rosto de homem. Dos céus abertos, ouviu-se uma voz, dizendo: "Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo." Mat. 3:17. ... Fé Pela Qual Eu Vivo, MM 1959, 144
  49. 49. Quando Cristo Se ajoelhou às margens do Jordão, após o batismo, os Céus se abriram, e o Espírito desceu na forma de uma pomba, semelhante a ouro polido, e cercou-O com Sua glória; e a voz de Deus foi ouvida, das alturas dos céus, dizendo: "Tu és o Meu Filho amado, em quem Me comprazo." Mar. 1:11. ... Os portões do Céu foram deixados abertos, e A glória do trono de Deus brilha no coração daqueles que O amam, mesmo que habitem nesta Terra amaldiçoada pelo pecado. A luz que rodeou o divino Filho de Deus brilhará sobre a estrada de todos os que seguirem Seus passos. Não há motivo para desânimo. As promessas de Deus são certas e firmes. Minha Consagração Hoje, MM, 1953/1989, 260 Os anjos nunca tinham ouvido uma oração como essa. Eles estavam ansiosos para levar ao suplicante Redentor mensagens de certeza e amor. Mas não; o próprio Pai atenderá ao Filho. Diretamente do trono é enviada a luz da glória de Deus. Abrem- se os céus, e raios de luz e glória procedentes de lá assumem a forma de uma pomba, como o aspecto de ouro polido. A forma semelhante a uma pomba era um emblema da mansidão e suavidade de Cristo. Exaltai-O, MM 1992, 79
  50. 50. Quando do batismo de Cristo, Satanás achava-se entre os espectadores. Viu a glória do Pai cobrir o Filho. Ouviu a voz de Jeová testificando da divindade de Jesus. Desde o pecado de Adão, estivera a raça humana cortada da direta comunhão com Deus; a comunicação entre o Céu e a Terra fizera-se por meio de Cristo; mas agora, que Jesus viera "em semelhança da carne do pecado" (Rom. 8:3), o próprio Pai falou. Satanás viu que, ou venceria, ou seria vencido. Os resultados do conflito envolviam demasiado para ser ele confiado aos anjos confederados. Ele próprio devia dirigir em pessoa o conflito. Todas as forças da apostasia se puseram a postos contra o Filho de Deus. Cristo Se tornou o alvo de todas as armas do inferno. O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, 116 Depois que Cristo Se ergueu da água, encaminhou-Se para a margem do Jordão, e curvou-Se em atitude de oração. ... Como exemplo do crente, Sua inocente humanidade suplicou apoio e força do Pai celeste, ao estar prestes a iniciar Seu labor público na qualidade do Messias. ... Nunca antes haviam os anjos ouvido uma oração como a que Cristo fez por ocasião de Seu batismo, e solícitos esperavam ser portadores da mensagem do Pai ao Filho. Mas não! origina-se diretamente do Pai a luz da Sua glória. Os Céus se abriram, e raios de glória repousaram sobre o Filho de Deus, tomando a forma de uma pomba, com aparência de ouro polido. A forma de pomba era um emblema da mansidão e benignidade de Cristo. ... Dos Céus abertos vieram as palavras: "Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo". Mat. 3:17. ... Ainda que o Filho de Deus estivesse revestido da humanidade, todavia Jeová, com Sua própria voz, assegura-Lhe Sua filiação do Eterno. Nessa manifestação a Seu Filho, Deus aceita a humanidade como exaltada mediante a excelência de Seu amado Filho. Review and Herald, 21 de janeiro de 1873.
  51. 51. Quando Jesus penetrou no deserto, foi envolto pela glória do Pai. Absorto na comunhão com Deus, foi elevado acima da fraqueza humana. Mas a glória afastou-se, e foi Ele deixado a lutar com a tentação. Esta o premia a todo momento. Sua natureza humana tremia ante o conflito que O aguardava. Por quarenta dias jejuou e orou. Enfraquecido pela fome, exausto e conturbado pela agonia mental, "Seu parecer estava tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a Sua figura mais do que a dos outros filhos dos homens". Isa. 52:14. Era agora a oportunidade de Satanás. Agora supunha ele poder vencer a Cristo. O Desejado de Todas as Nações, 118 Quando Jesus chegou ao deserto, estava rodeado da glória do Pai. Absorto em comunhão com Deus, foi erguido acima da fraqueza humana. Mas a glória afastou-se, e Ele foi deixado a lutar com a tentação. Ela O apertava a todo instante. Sua natureza humana recuava do conflito que O aguardava. Durante quarenta dias, jejuou e orou. Fraco e emagrecido pela fome, macilento e extenuado pela angústia mental, "o Seu parecer estava tão desfigurado, mais do que o de outro qualquer, e a Sua figura mais do que a dos outros filhos dos homens". Isa. 52:14. Era então a oportunidade de Satanás. Julgou poder agora vencer a Cristo. O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, 118
  52. 52. Enquanto o Filho de Deus Se achava curvado no Getsêmani, em atitude de oração, a angústia de espírito que experimentava forçou-Lhe dos poros um suor como grandes gotas de sangue. Foi ali que O circundou o horror de uma grande treva. Achavam-se sobre Ele os pecados do mundo. Ele estava sofrendo em lugar do homem, como transgressor da lei do Pai. Ali teve lugar a cena da tentação. A divina luz de Deus ia-Lhe fugindo ao olhar, e Ele passando às mãos dos poderes das trevas. Na angústia de Sua alma, jazia prostrado na terra fria. Experimentava o desagrado do Pai. Tomara dos lábios do homem culpado o cálice do sofrimento, e propusera-Se a sorvê- lo Ele próprio, dando em troca ao homem a taça da bênção. A ira que devia ter caído sobre o homem, caía agora sobre Cristo. Foi ali que o misterioso cálice Lhe tremeu na mão. TESTEMUNHOS SELETOS 1, 222
  53. 53. Veio então a divina submissão à vontade do Pai. "Mas para isto vim a esta hora", disse. "Pai, glorifica o Teu nome." João 12:27 e 28. Unicamente mediante a morte de Cristo poderia ser vencido o reino de Satanás. Unicamente assim poderia ser o homem redimido, e Deus glorificado. Jesus consentiu na agonia, aceitou o sacrifício. A Majestade do Céu consentiu em sofrer como O que levou sobre Si o pecado. "Pai, glorifica o Teu nome", disse Ele. Ao proferir Cristo estas palavras veio, da nuvem que Lhe pairava sobre a cabeça, a resposta: "Já O tenho glorificado, e outra vez O glorificarei." João 12:28. Toda a vida de Cristo, da manjedoura ao tempo em que estas palavras foram proferidas, havia glorificado a Deus; e na provação que se avizinhava, Seus sofrimentos divino-humanos haviam de, na verdade, glorificar o nome de Seu Pai. Ao ser ouvida a voz, um clarão irrompeu da nuvem, circundando a Cristo, como se os braços do Poder Infinito se atirassem em torno dEle qual muralha de fogo. Com espanto e terror contemplou o povo esta cena. Ninguém ousou falar. Lábios cerrados e respiração suspensa, quedaram todos, olhos fixos em Jesus. Dado o testemunho do Pai, ergueu-se a nuvem dispersando-se no céu. Por então cessara a comunhão visível entre o Pai e o Filho. O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, 625
  54. 54. As grandiosas verdades da história sagrada possuem surpreendente força e beleza, e têm tão grande alcance como a eternidade. Que conhecimento mais importante se pode obter do que aquele que esboça a é queda do homem, e as consequências do pecado que abriu sobre o mundo a maré de desgraças; que fala a respeito do primeiro advento de Cristo? A encarnação de Cristo, Sua divindade, Sua obra expiatória, Sua maravilhosa vida no Céu como nosso advogado, o ofício do Espírito Santo, sim, todos estes temas vitais do Cristianismo estão revelados desde o Gênesis até ao Apocalipse. Cada um é um elo de ouro na cadeia perfeita da verdade. Por que, pois, não deveriam as Escrituras ser exaltadas em cada escola de nosso país? CONSELHOS AOS PAIS PROFESSORES E ESTUDANTES, 427 Cristo veio na forma humana para viver a lei de Deus. Ele era a Palavra da vida. Veio para ser o evangelho de salvação para o mundo e para cumprir todo requisito da lei. Jesus é a palavra, o guia que deve ser recebido e obedecido em todos os pormenores. Quão necessário é que esta mina da verdade seja explorada, e descobertos e assegurados os preciosos tesouros da verdade, como ricas jóias! A encarnação de Cristo, Sua divindade, Seu sacrifício expiatório, Sua maravilhosa vida no Céu como nosso Advogado, a operação do Espírito Santo - todos estes vivos e vitais assuntos do cristianismo são revelados desde o Gênesis até o Apocalipse. Os áureos elos da verdade formam uma corrente de verdade evangélica, e o primeiro e mais importante se encontra nos grandes ensinos de Cristo Jesus. FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO CRISTÃ, 385
  55. 55. O que criam os pioneiros dentro desse tema? Uriah Smith, GC Daily Bulletin Vol. 4, 14 Março 1891, págs. 146, 147 O Espírito Santo é o Espírito de Deus; ele também é o Espírito de Cristo.   E. J. Waggoner, Christ and His Rightousness (Cristo e Sua Justiça), pág. 23, 1890  Aqui nós encontramos que o Espirito Santo é tanto o Espírito de Deus como o Espírito de Cristo.   J. N. Loughborough, Review and Herald, 13 Setembro 1898  Aprendemos por esta linguagem que quando nós falamos do Espírito de Deus nós estamos falando na verdade de Sua presença e poder.   Signs of the Times, 23 Novembro 1891  O Espírito divino que o Redentor do mundo prometeu enviar, é a presença e poder de Deus.   TI 7, 273 (1902) In giving us His Spirit, God gives us Himself, making Himself a fountain of divine influences, to health and life to the world. (Ao dar-nos Seu Espírito, o   Review and Herald, 19 maio 1904, par 1  Cristo declarou que após Sua subida enviaria à Sua igreja, como glorioso presente (dom), o Confortador, que tomaria Seu lugar. Este Confortador é o Espirito Santo, - a alma de Sua vida, a eficácia de Sua igreja, a luz e a vida do mundo. Com Seu Espirito Cristo envia uma influencia reconciliadora e um poder que arranca o pecado.
  56. 56. Mas, e o “outro consolador”? Bíblia  "Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, o Pai das misericórdias e o Deus de toda a consolação, que nos consola em toda a nossa tribulação, para que também possamos consolar os que estiverem em alguma tribulação, com a consolação com que nós mesmos somos consolados de Deus. Porque, como as aflições de Cristo são abundantes em nós, assim também a nossa consolação sobeja por meio de Cristo. Mas, se somos atribulados, é para vossa consolação e salvação; ou, se somos consolados, para vossa consolação é, a qual se opera suportando com paciência as mesmas aflições que nós também padecemos; e a nossa esperança acerca de vós é firme, sabendo que, como sois participantes das aflições, assim o sereis também da consolação." II Cor. 1:3-7.
  57. 57. Espirito de profecia  Manuscript Releases 8, 49  O Salvador é nosso Confortador. Isso eu ei tenho provado que Ele é.   Manuscript Releases 19, 296-297  Através da fé olhamos para Jesus, nossa fé rompe as sombras, e adoramos a Deus por Seu maravilhoso amor ao dar Jesus O Consolador.   O Desejado de Todas as Nações, 166  Enquanto Jesus ministra no santuário em cima, Ele continua a ser por Seu Espirito o ministro da igreja na terra. Ele esta afastado dos olhos do sentido mas Sua promessa de despedida é cumprida: “Veja, Eu estarei com vocês para sempre, até o fim do mundo”   The Soutern Work (A Obra no Sul), 13 Setembro 1898, par 2  Que Cristo devia se manifestar a eles e ainda estar invisível ao mundo é um mistério para os discípulos. Eles nos podiam entender as palavras de Cristo em sentido espiritual. Eles estavam pensando no externo, na manifestação visível. Eles não podiam se dar conta do fato de que podiam ter a presença de Cristo com eles e ainda Ele ficar despercebido pelo mundo. Eles não entenderam o significado de uma manifestação espiritual.   The Home Missionary (O Missionário do Lar), 1 Novembro 1893, par 28 ... o Espírito Santo é o Confortador, como a presença de Cristo para a alma.
  58. 58. Ellen G. White Review and Herald, 5 Abril 1906, par 12 É o espirito que vitaliza; a carne não serve para nada; as palavras que eu digo a vocês, soa espírito e são vida. Cristo aqui não está se referindo à Sua doutrina, mas à Sua pessoa, a divindade de Seu caráter.   Review and Herald, 26 Agosto 1890, par 10  A razão porque as igrejas estão débeis, fracas e prontas para a morte, é que o inimigo trouxe influencias de uma natureza desencorajadora para repousar sobre as almas temerosas. Ele procurou tapar Jesus da visão deles como o Consolador, como o único que reprova, que adverte, que admoesta dizendo: “ este é o caminho, andai por ele.”   Não existe consolador como Cristo, tão terno e tão verdadeiro. Ele Se compadece de nossas fraquezas. Seu Espírito fala ao coração. Podem as circunstâncias separar-nos de nossos amigos; o vasto e turbulento oceano pode rolar entre nós e eles. Embora prevaleça ainda sua sincera amizade, talvez sejam incapazes de demonstrá-la fazendo por nós aquilo que com gratidão haveríamos de receber. Mas circunstância alguma, nenhuma distância pode separar-nos do Consolador celestial. Onde quer que estejamos, aonde quer que vamos, Ele sempre ali está, concedido em lugar de Cristo, para agir por Ele. Está sempre à nossa mão direita, para nos falar palavras amáveis e calmas; para apoiar, suster, erguer e animar. A influência do Espírito Santo é a vida de Cristo no coração. Esse Espírito atua em todo aquele que recebe a Cristo, e por meio dEle. Os que experimentam em si essa habitação do Espírito revelam seus frutos: amor, alegria, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé. Review and Herald, 26 de outubro de 1897.
  59. 59. Mas não foi o deus espirito santo que inspirou as escrituras? Bíblia  II Pedro 1:21 “Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.” Espírito de Profecia  Em todas estas revelações da presença divina, a glória de Deus se manifestava por meio de Cristo. Não somente por ocasião do advento do Salvador, mas através de todos os séculos após a queda e promessa de redenção, "Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo". II Cor. 5:19. ... O Pai entregou o mundo nas mãos de Cristo,... Toda a comunhão entre o Céu e a raça decaída tem sido por meio de Cristo. Foi o Filho de Deus que fez a nossos primeiros pais a promessa de redenção. Foi Ele que Se revelou aos patriarcas. Adão, Noé, Abraão, Isaque, Jacó e Moisés compreenderam o evangelho. Esperavam a salvação por meio do Substituto e Fiador do homem. Esses santos homens da antiguidade entretinham comunhão com o Salvador que viria ao nosso mundo em carne humana; e alguns falaram com Cristo e os anjos celestiais, face a face. ... Ainda mais: Cristo é chamado o Verbo de Deus. João 1:1-3. É assim chamado porque Deus deu Suas revelações ao homem em todos os tempos por meio de Cristo. Foi o Seu Espírito que inspirou os profetas. I Ped. 1:10 e 11. Ele (Cristo) lhes foi revelado como o Anjo de Jeová, o Capitão do exército do Senhor, o Arcanjo Miguel. Foi Cristo que falou a Seu povo por intermédio dos profetas. Escrevendo à igreja cristã, diz o apóstolo Pedro que os profetas "profetizaram da graça que vos foi dada, indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir". I Ped. 1:10 e 11. É a voz de Cristo que nos fala através do Antigo Testamento. "O testemunho de Jesus é o Espírito de Profecia." Apoc. 19:10. Patriarcas e Profetas, 367.
  60. 60. Foi Cristo que falou através de Melquisedeque, o sacerdote do Deus altíssimo. Melquisedeque não era Cristo, mas era a voz de Deus no mundo, representante do Pai. E através de todas as gerações do passado, Cristo falou; Cristo dirigiu Seu povo, e tem sido a luz do mundo. Quando Deus escolheu a Abraão como representante de Sua verdade, tomou-o de sua terra, para fora de sua parentela, pô-lo à parte. Desejava moldá-lo de acordo com o Seu próprio modelo. Desejava ensiná-lo de acordo com o Seu plano. Não lhe devia ser imposto o molde dos mestres do mundo. Devia ser ensinado a ordenar seus filhos e sua casa após ele, de modo que guardassem o caminho do Senhor, fizessem justiça e juízo. Esta é a obra que Deus quer que façamos. Deseja que compreendamos como governar nossa família, como controlar os filhos, como ordenar nossa casa para que guarde o caminho do Senhor. ME 1, 410
  61. 61. Pedro exprimia a fé dos doze. Todavia, os discípulos estavam ainda longe de compreender a missão de Cristo. A oposição e calúnias dos sacerdotes e escribas, se bem que os não pudessem desviar de Cristo, ocasionavam-lhes não obstante grande perplexidade. Não viam claramente seu caminho. A influência da primeira educação, o ensino dos rabis, o poder da tradição, ainda lhes interceptavam a visão da verdade. De tempos em tempos, brilhavam sobre eles preciosos raios de luz emanados do Salvador, todavia estavam muitas vezes como quem tateia em meio de trevas. Nesse dia, porém, antes de se verem frente a frente com a grande prova de sua fé, o Espírito Santo repousou sobre eles com poder. Por algum tempo, desviaram-se-lhes os olhos das "coisas que se vêem" para a contemplação das "que se não vêem". II Cor. 4:18. Sob a aparência humana, distinguiram a glória do Filho de Deus. Jesus respondeu a Pedro, dizendo: "Bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue, mas Meu Pai que está no Céu." Mat. 16:17. A verdade confessada por Pedro é o fundamento da fé do crente. É aquilo que o próprio Cristo declarou ser a vida eterna. A posse desse conhecimento, no entanto, não oferece motivo para nos glorificarmos a nós mesmos. Não fora por meio de sabedoria ou bondade do próprio Pedro, que ele lhe havia sido revelado. De si mesma, não pode a humanidade nunca chegar ao conhecimento do divino. "Como as alturas dos Céus é a Sua sabedoria; que poderás tu fazer? Mais profunda é ela do que o inferno, que poderás tu saber?" Jó 11:8. Unicamente o Espírito de adoção nos pode revelar as coisas profundas de Deus, as quais "o olho não viu, e o ouvido não ouviu, e não subiram ao coração do homem". "Deus no-las revelou pelo Seu Espírito; porque o Espírito penetra todas as coisas, ainda as profundezas de Deus." I Cor. 2:9 e 10. “O segredo do Senhor é para os que O temem” (Sal. 25:14); e o fato de Pedro ter discernido a glória de Cristo era uma prova de que fora ensinado "por Deus". João 6:45. Ah! na verdade "bem-aventurado és tu, Simão Barjonas, porque to não revelou a carne e o sangue". Mat. 16:17. O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, 412
  62. 62. E agora? A Trindade é Deus ou não? Podemos Adora-la? Como fica isso em relação aos Mandamentos? Bíblia  Êxodo 20:3 “Não terás outros deuses diante de mim.”   Deuteronômio 5:7 “Não terás outros deuses diante de mim;”   Êxodo 20:23 23 Não fareis outros deuses comigo; deuses de prata ou deuses de ouro não fareis para vós.   Êxodo 23:13 13 E em tudo o que vos tenho dito, guardai-vos; e do nome de outros deuses nem vos lembreis, nem se ouça da vossa boca.   Deuteronômio 6:14 14 Não seguireis outros deuses, os deuses dos povos que houver ao redor de vós;   Deuteronômio 8:19 19 Será, porém, que, se de qualquer modo te esqueceres do SENHOR teu Deus, e se ouvires outros deuses, e os servires, e te inclinares perante eles, hoje eu testifico contra vós que certamente perecereis.   Josué 24:16 16 Então respondeu o povo, e disse: Nunca nos aconteça que deixemos ao SENHOR para servirmos a outros deuses;
  63. 63. Agora para os que dizem guardar os mandamentos de Deus a mais solene revelação já dada ao homem foi o momento em que Deus deu as tabuas da Lei escritas pelo seu próprio dedo; Êxodo 31:18 18 E deu a Moisés ( quando acabou de falar com ele no monte Sinai ) as duas tábuas do testemunho, tábuas de pedra, escritas pelo dedo de Deus. Deuteronômio 9:10 10 E o SENHOR me deu as duas tábuas de pedra, escritas com o dedo de Deus; e nelas estava escrito conforme a todas aquelas palavras que o SENHOR tinha falado convosco no monte, do meio do fogo, no dia da assembleia. Nesse momento em que Deus dava os Mandamentos à Moises deveria estar ali tudo o que fosse chamado Deus. Na adoração e serviço a Deus, naquele momento Deus estaria revelando o que seria e o que não seria Deus. Qualquer coisa que aparecesse dali em diante como sendo Deus já seria transgressão dos Mandamentos. Deus não se engana e não engana ninguém. Ele jamais esqueceria algo ou alguém para Seu serviço de louvor, adoração e serviço, se isso acontecesse Deus estaria fazendo acepção de pessoas e isso nunca aconteceu ou acontecerá com ninguém. Especialmente neste ponto.
  64. 64. Êxodo 20:1-3 “1 ENTÃO falou Deus todas estas palavras, dizendo: 2 Eu sou o SENHOR teu Deus, que te tirei da terra do Egito, da casa da servidão. 3 “Não terás outros deuses diante de mim.” Espírito de Profecia  Cristo não somente foi o guia dos hebreus no deserto - o Anjo em quem estava o nome de Jeová, e que, velado na coluna de nuvem, ia diante das hostes - mas foi também Ele que deu a Israel a lei. Por entre a tremenda glória do Sinai, Cristo declarou aos ouvidos de todo o povo os dez preceitos da lei de Seu Pai. Foi Ele que deu a Moisés a lei gravada em tábuas de pedra. Patriarcas e profetas, 366 Apesar dessa instrução especial de Deus, alguns saíram para colher maná ao sétimo dia, mas nada encontraram; e o Senhor disse a Moisés: "Até quando recusareis guardar os Meus mandamentos e as Minhas leis?" Êxo. 16:28. Para que não houvesse erro quanto a essa questão, o Pai e o Filho desceram sobre o Monte Sinai, e ali foram os preceitos de Sua lei declarados com solene majestade aos ouvidos de todo o Israel. Manuscrito 3, 1885.
  65. 65. Não muito longe está o tempo em que Deus Se levantará a fim de reivindicar Sua autoridade insultada. "O Senhor sairá do Seu lugar, para castigar os moradores da Terra, por causa da sua iniquidade." Isa. 26:21. "Mas quem suportará o dia da Sua vinda? e quem subsistirá, quando Ele aparecer?" Mal. 3:2. Ao povo de Israel, por causa de sua pecaminosidade, foi vedado aproximar- se do monte, quando Deus estava para descer sobre ele e proclamar Sua lei, não acontecesse que fossem consumidos pela ardente glória de Sua presença. Se tais manifestações do poder de Deus assinalaram o local escolhido para a proclamação de Sua lei, quão terrível deverá ser o Seu tribunal quando Ele vier para a execução destes estatutos sagrados! Como suportarão Sua glória no grande dia da paga final, aqueles que desprezaram Sua autoridade? Os terrores do Sinai deviam representar ao povo as cenas do juízo. O som de uma trombeta convocou Israel a encontrar-se com Deus. A voz do Arcanjo e a trombeta de Deus convocarão, da Terra toda, tanto os vivos como os mortos, à presença de seu Juiz. O Pai e o Filho, acompanhados por uma multidão de anjos, estavam presentes no monte. No grande dia do juízo, Cristo virá "na glória de Seu Pai, com os Seus anjos". Mat. 16:27. Ele Se assentará então no trono de Sua glória, e diante dEle reunir-se-ão todas as nações. Patriarcas E Profetas, 339
  66. 66. Só é possível compreender a realidade da renuncia divina quando se compreende a estrutura bíblica e trinitária do Deus único, que envolve o Pai, o Filho e o Espírito Santo como seres divinos, pessoais e conscientes, interagindo mutuamente entre si e com o Universo criado. Fernando Canale, Doutrina de Deus, Tratado de Teologia ASD, pág. 145 Pois bem! Se existem três pessoas que formam um Deus e estas três pessoas interagem entre si e com o universo: Onde estava a pessoa do deus espirito santo quando O Pai e o Filho transmitia os mandamentos do Pai para a humanidade através de Moises, na presença de uma multidão de anjos testemunhas e ministradores de Sua criação? Onde estava a pessoa do deus espirito santo quando O Pai consultou Seu Filho com respeito à imediata execução de Seu propósito de fazer o homem para habitar a Terra? História da Redenção, págs. 16-19. Qual é a imagem da pessoa do deus espirito santo quando disse Deus a Seu Filho: "Façamos o homem à nossa imagem."? Gên. 1:26.exaltai-o MM 1992, 47; Historia da Redenção, 20; Para Conhecê-lo, MM 1965, 13.
  67. 67. Onde estava a pessoa do deus espirito santo quando Aquilo que nos concílios do Céu o Pai e o Filho consideraram essencial para a salvação do homem foi definido desde a eternidade por meio de verdades infinitas que os seres finitos não podem deixar de compreender? FEC, 408 Onde estava a pessoa do espirito santo quando Foi Cristo que falou a Seu povo por intermédio dos profetas, sendo a voz de Cristo que nos fala através do Antigo Testamento. "O testemunho de Jesus é o Espírito de Profecia."? Apoc. 19:10. Patriarcas e Profetas, 367. Onde estava a pessoa do espirito santo Quando do batismo de Cristo, Satanás achava-se entre os espectadores. Viu a glória do Pai cobrir o Filho (raios de luz e glória procedentes de lá assumem a forma de uma pomba, como o aspecto de ouro polido. A forma semelhante a uma pomba era um emblema da mansidão e suavidade de Cristo?) O DESEJADO DE TODAS AS NAÇÕES, 116 ; Exaltai-O, MM 1992, 79; Onde estava a pessoa do deus espirito santo Quando Jesus chegou ao deserto, estava rodeado da glória do Pai. Absorto em comunhão com Deus? O Desejado de Todas as Nações, 117 - 118
  68. 68. Onde estava a pessoa do deus espirito santo quando No princípio, o Pai e o Filho repousaram no sábado após Sua obra de criação. Quando "os céus, e a Terra e todo o seu exército foram acabados" (Gên. 2:1), o Criador e todos os seres celestiais se regozijaram na contemplação da gloriosa cena? Maranata, MM 1977, 369 Onde estava a pessoa do deus espirito santo quando Muitos dos simpatizantes de Satanás ficaram inclinados a atender ao conselho dos anjos leais, para se arrependerem de sua insatisfação e readquirirem a confiança do Pai e de Seu Filho amado. The Spirit of Prophecy, vol. 1, págs. 20 e 21. Onde estava a pessoa do deus espirito santo que não conseguiu convencer Lúcifer do pecado, da justiça, e do juízo? Ou ele é fraco em relação a Lúcifer ou ele não existe! ( Veja quem procurou convencer Lúcifer de pecado em Historia da Redenção, 13 – 20) Se em cada um desses acontecimentos a pessoa do deus espirito santo não se encontrava ou ele é melhor que O Pai e O Filho, sendo superior a Eles sendo sozinho Deus ou ele não existe!
  69. 69. Entao quem é esse deus espirito santo que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus II Tess. 2:4 quando Unicamente o Pai e o Filho devem ser exaltados? The Youth's Instructor, 7 de julho de 1898. Outras declarações que temos revelada pelo Espirito de Cristo a nós: Uma completa oferta foi feita. ‘Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu Filho Unigênito’ – não um filho por criação, como os anjos; nem um filho por adoção, como é o caso do pecador arrependido; mas um Filho gerado à expressa imagem da pessoa do Pai e em todo o brilho de Sua majestade e gloria, um igual a Deus em autoridade, dignidade e perfeição divina. NEle habita, corporalmente, toda a plenitude da divindade. Signs of the Times, 30/05/1895 Em Cristo se concentra toda a gloria do Pai. NEle está toda a plenitude corporal da Divindade. Ele é o brilho da glória do Pai e a expressa imagem de Sua pessoa. A gloria dos atributos de Deus se expressam no caráter de Cristo. O evangelho é glorioso porque é constituído de Sua justiça. Seventh Day Adventist Bible Comentary, Vol 7, Pag 907 Em Cristo habita corporalmente, a plenitude da divindade. Essa é a razão por que, embora Ele tenha sido tentado em todos os pontos como nós, permaneceu diante do mundo, desde que nele entrou, intocado pela corrupção, ainda que q nela imerso. Não devemos nós também nos tornar participantes dessa plenitude, e não é assim, que poderemos vencer como Ele venceu? Seventh Day Adventist Bible Comentary, Vol 7, Pag 907
  70. 70. Mas o sol da justiça resplandece nas densas trevas da superstição e do erro, fazendo a nuvem recuar, e Se apresenta como o único no qual habita, corporalmente, a plenitude da Divindade, a representação exata do Pai. Esta é a mensagem que Ele proclama ao mundo: ‘ E a vida eterna é esta: que te conheçam a Ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus a quem enviaste’. Signs of the Times, 27/06/1892 Jesus Cristo era o fundamento de toda a economia judaica. O redentor do mundo foi simbolizado em tipos e sombras por meio dos cultos religiosos. Judaicos. A gloria de Deus Se revelou em Cristo dentro do véu até que Cristo Se manifestou e exibiu ao mundo toda a plenitude corporal da Divindade. Em Cristo, comtemplamos a imagem do Deus invisível; em Seus atributos vemos os atributos do caráter do Ser Infinito. Disse Jesus: ‘eu e o Pai somos um’. ‘Quem me vê a Mim vê o Pai. Signs of the Times, 29/08/1895 Se Jesus Cristo é o único ser em todo o universo que é a exata imagem do Pai; se Cristo é o único ser que poderia entrar nos concílios do céu junto com o Pai; se Cristo é o único ser participou da obra da criação junto com o Pai; se Cristo é o único ser onde se encontra toda a gloria do Ser Eterno, onde fica a pessoa do deus espirito santo nestas revelações?
  71. 71. A bíblia nos revela que existe um único ser em todo o universo criado que busca ser adorado como o Pai e O Filho. É-nos revelado pelos testemunhos que esse ser nutre ódio mortal a Cristo pelo fato de Ele ser o único a ser considerado igual a Deus. E por que isso? Por que Satanás sabe que Cristo é Filho de Deus, investido por Ele com toda a autoridade para ser como o próprio Deus enquanto que ele (satanás) é um ser criado, não podendo jamais ser um como O Pai e O Filho. Sua rebelião contra Deus reside no fato de que, por ser o anjo na mais alta posição enquanto no céu, passou a acreditar que ou ele era filho como Cristo ou Cristo era um ser criado como ele. "Por que", perguntava o poderoso anjo, "deveria Cristo ter a supremacia? Por que é Ele desta maneira mais honrado do que Lúcifer?" O Grande Conflito, 495 Satanás resolveu ser o primeiro nos concílios do Céu, igual a Deus. História da Redenção, pág. 13. Lúcifer, no Céu, desejou ser o primeiro em poder e autoridade; queria ser Deus, ter o governo do Céu; Profetas e Reis, pág. 60.
  72. 72. O pecado originou-se com aquele que, abaixo de Cristo, fora o mais honrado por Deus, e o mais elevado em poder e glória entre os habitantes do Céu. ... E, cobiçando a honra que o infinito Pai conferira a Seu Filho, este príncipe dos anjos aspirou ao poder cujo uso era prerrogativa de Cristo, unicamente. O orgulho de sua própria glória alimentava o desejo de supremacia. ... Todavia, o Filho de Deus era o reconhecido Soberano do Céu, igual ao Pai em poder e autoridade. Em todos os conselhos de Deus, Cristo tomava parte, enquanto a Lúcifer não era assim permitido entrar em conhecimento dos propósitos divinos. "Por que", perguntava o poderoso anjo, "deveria Cristo ter a supremacia? Por que é Ele desta maneira mais honrado do que Lúcifer?" O Grande Conflito, 495 O motivo da rebelião de Lúcifer foi a inveja e o ciúme que teve do Filho de Deus pela Sua posição junto a Deus. Ao Filho de Deus foi dado toda a autoridade nas cortes celestes e por isso seria como o próprio Deus. Lúcifer ataca então a filiação de Cristo buscando a simpatia dos anjos em relação a isto e consegue enganar a muitos anjos. Da mesma maneira satanás consegue hoje atacar a filiação de Cristo enganando a muitos. E destruindo a verdade da filiação de Cristo mas não podendo tirar Cristo da visão da revelação, acaba por criar o deus filho, um ser eterno junto com o deus pai. E assim também cria o deus espirito santo, eterno, todo- poderoso como o deus pai e o deus filho, trazendo a existência a doutrina da Trindade.
  73. 73. Como a doutrina da trindade veio parar no meio dos Adventistas do Sétimo Dia? Minha experiência pessoal no estudo e apresentação  Posso aqui fazer uma confissão pessoal e franca? Muito tempo atrás, em 1926 e 1928 me foi pedido pelos líderes para dar uma série de estudos sobre o Espírito Santo ... nos institutos ministeriais cobrindo a União Norte Americana de 1928, fora uns vestígios inestimáveis no Espírito de Profecia, eu não encontrei praticamente nada desse fantástico ramo de estudo da Bíblia. Não existiam prévias pegadas em nossos livros e literatura.  Eu fui obrigado a pesquisar em livros fora da nossa fé. Em vista disso, ... alguns desse homens tinham pontos de vista mais profundos das coisas espirituais de Deus, que muitos dos nossos próprios homens tinham então sobre o Espírito Santo e a vida triunfante. Continuava um tema completamente obscuro. Le Roy Edwin Froom
  74. 74. Em uma carta dele de 1960: “May I state that my book, The Coming of the Comforter, was the result of a series of studies that I gave in 1927-1928, to ministerial institutes throughout North America. You cannot imagine how I was pummeled by some of the old-timers because I pressed on the personality of the Holy Spirit as the third person of the Godhead. Some men denied that....still deny it, but the book has come to be generally accepted as standard.” Letter of LeRoy Froom Oct. 27, 1960 "Permita-me declarar que meu livro "A vinda do Consolador" foi o resultado de uma série de estudos que eu dei em 1927 e 1928 nos institutos ministeriais através da América do Norte. Você não imagina como eu fui atacado por alguns mais antigos, porque eu insistí na personalidade do Espírito Santo como uma terceira pessoa da divindade. Alguns homens negaram isto, continuam negando, mas o livro foi gradualmente sendo aceito como padrão“ Carta de LeRoy Froom, 27 Outubro 1960
  75. 75. O que falta acontecer para as doutrinas ASD serem totalmente reorganizadas? Quando as principais igrejas dos Estados Unidos, ligando-se em pontos de doutrinas que lhes são comuns, influenciarem o Estado para que imponha seus decretos e lhes apoie as instituições, a América protestante terá então formado uma imagem da hierarquia romana, e a inflição de penas civis aos dissidentes será o resultado inevitável. ... A imposição da guarda do domingo pelos protestantes é uma obrigatoriedade do culto ao papado. ... No próprio ato de impor um dever religioso por meio do poder secular, formariam as igrejas mesmas uma imagem à besta; daí a obrigatoriedade da guarda do domingo nos Estados Unidos equivaler a impor a adoração à besta e à sua imagem. O Grande Conflito, págs. 445, 448 e 449. As Escrituras ensinam que o papado deverá readquirir sua supremacia perdida, e que os fogos da perseguição serão reatados por meio das concessões oportunistas do chamado mundo protestante. Neste tempo de perigo só podemos subsistir na proporção em que temos a verdade e o poder de Deus. ... A perspectiva de ser levado a perigo pessoal e aflição, não deve causar acabrunhamento, mas avivar o vigor e as esperanças do povo de Deus; pois o tempo de seu perigo é a ocasião para Deus lhes conceder mais claras manifestações de Seu poder. Mensagens Escolhidas, vol. 2, págs. 367 e 370.
  76. 76. Satanás é um ser astuto. Se ele conseguiu enganar um terço dos anjos fazendo-os crer que Deus agira injustamente com ele que era o primeiro de todos os anjos dando uma posição de honra a seu Filho Unigênito Jesus Cristo que era nascido do Pai; se ele conseguiu enganar a Israel através de seus lideres que eram os estudados nos escritos deixados por Moises e os profetas e que através deles com a aprovação do povo cegado pelo comodismo e conforto que o pecado proporciona, será que ele conseguiria enganar o professo povo de Deus nestes últimos dias quando Jesus esta para sair do santuário celestial? Se, como diz Ted Wilson, a chuva serôdia não foi derramada sobre o povo devido a descrença na verdade de Deus e falta de humildade entre alta liderança e membros, será ela derramada hoje em dia quando as doutrinas dos Adventistas foram reorganizadas por Satanás para não sofrerem perseguição, igualando suas crenças às demais denominações, quando deveriam através dos princípios fundamentais da fé deveriam leva-las à Cristo? Será mesmo que Deus derramara a plenitude de Seu Espirito que é Santo sobre um povo que trouxe o mundo para dentro da igreja com suas modas satânicas, vaidades extravagantes, sensualidade imoral, louvor profano e justiça própria?
  77. 77. Se Deus não derramou a chuva serôdia sobre Seu povo há 110 anos qual foi o motivo: foi porque a liderança não se pôs humildemente debaixo das mãos de Deus para aceitar a mensagem da justificação pela fé ou foi porque Deus havia esquecido-se de revelar ao universo a existência de um deus espirito santo? Se a liderança judaica rejeitou a mensagem que era o remédio para a cura do pecado nos dias de Jesus; se a liderança da igreja rejeitou a mensagem que era o remédio para cura de Laodicéia nos dias dos pioneiros, remédio este ainda nos disponível nos dias de hoje, aceitará a liderança atual esse remédio? Ou buscará anestesiar a situação mantendo-se na posição de mudar sua postura para cada vez mais se igualar com o mundo, presidido pelo príncipe das trevas, Satanás? Adventistas do Sétimo Dia de ontem e de hoje. Reorganizados ou não? Outra denominação (doutrinariamente falando) ou não? Declarou o Senhor que a história do passado se repetirá, ao começarmos a obra finalizadora. Cada verdade por Ele dada para estes últimos dias deve ser proclamada ao mundo. Cada coluna que Ele ergueu, deve ser fortalecida. Não podemos agora descer dos fundamentos que Deus estabeleceu. Não podemos agora entrar para qualquer organização nova; pois isso significaria apostatar da verdade. 1905, Notebook Leaflet, "The Church", nº 1 (escrito em 24 de dezembro de 1905).
  78. 78. Satanás quer ser Deus. Ele quer ser adorado e servido como Deus. E ele fará qualquer coisa para atingir esse objetivo. Mesmo que tenha que excluir, perseguir, acusar, ridicularizar e até mesmo matar aqueles que buscarem viver como Deus manda. Satanás quer ser Deus. Ele quer ser adorado e servido como Deus. E ele fará qualquer coisa para atingir esse objetivo. Mesmo que tenha que excluir, perseguir, acusar, ridicularizar e até mesmo matar aqueles que buscarem viver como Deus manda. Meu querido irmão, minha querida irmã, a bíblia é a palavra de Deus. Santa, eterna, imutável, assim como o próprio Deus. Essa é apenas uma pequena parte da historia desse povo que foi levantado por Deus para levar a verdade ao mundo. Mas lamentavelmente grande parte da humanidade não gosta de sua historia e acaba ouvindo estórias. De que lado você pretende estar quando sua historia de vida, de crença, de louvor e adoração passar em revista perante o Juiz eterno? Junto com O Pai eterno, com Seu amado filho e seus santos anjos? Ou ser destruído juntamente com Satanás e seus enganos? Decisão pessoal e intrasferível!
  79. 79. Estudo Organizado e Formatado por Edilson Aparecido Gomes, excluído da IASD por não crer na Trindade, ou seja, em três deuses. dilso.logan@hotmail.com Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém. Judas 25

×