SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 15
Baixar para ler offline
CONTEXTO
Segundo a GENOMIKA Diagnósticos o
primeiro genoma humano levou
aproximadamente 13 anos para ser
sequenciado e custou 3 bilhões de dólares.
- Hoje o mesmo genoma leva até 24 horas
com o custo de $ 1.000,00 devido aos
avanços da tecnologia de sequenciamento de
nova geração (NGS).
- No entanto apenas 2% do DNA Humano foi
explorado por cientistas.
- Os dados podem atingir um volume de 2 GB
a 800 GB, a depender do tamanho da região
sequenciada, da plataforma e da qualidade
desejada.
MOTIVAÇÃO
A Global Genes estima-se que 350 milhões de
pessoas no mundo sofrem de doenças raras,
sendo 80% das doenças raras de origem
genética, ou seja, 280 milhões e, portanto,
estão presentes ao longo da vida de uma
pessoa, mesmo que os sintomas não
aparecem imediatamente.
A Global Genes ainda apresenta outros dados
importantes, conforme se segue:
1. Aproximadamente 50% das pessoas
afetadas por doenças raras são crianças;
2. 30% das crianças com doença rara não
viverá para ver o seu quinto aniversário;
3. As doenças raras são responsáveis por
35% das mortes no primeiro ano de vida.
JUSTIFICATIVA
- Segundo GABARDO (2015) tais
conhecimentos podem ser amplamente
estendidos para áreas como política,
epidemiologia, sociologia, estatística de
modo em geral, dentre uma infinidade de
possíveis aplicações com estratégias
voltadas para as redes sociais.
- O ENGAJAMENTO mediado por redes
sociais educativas tem potencializado
comportamentos de colaboração.
- As Redes Sociais (RS) estão ganhando
destaque pela capacidade de disseminar,
concentrar e distribuir informações.
QUESTÕES DE PESQUISA
QP1 – Quais os efeitos do engajamento
de uma Rede Social Educacional sobre
o engajamento de adultos em processos
de aprendizagem colaborativa?
QP1.1 – Quais são os fatores que
devem ser considerados no
engajamento de adultos em processos
de aprendizagem colaborativa?
QP1.2 – É possível utilizar os princípios
das redes sociais educacionais em
conjunto com as redes sociais
tradicionais?
GRÁFICO DE ESTIMATIVA DE USUÁRIOS DAS REDES
SOCIAIS PARA 2017
Fonte: O autor (2017).
Em 2017, a soma de usuários das vinte e seis principais redes sociais deve ultrapassar
os três bilhões e quinhentos milhões, o que corresponde a mais de um terço da
população mundial.
ENTENDENDO OS EFEITOS DO ENGAJAMENTO EM REDES SOCIAIS
Fonte: O autor (2017).
“Precisamos desconstruir o
pensamento de competição.”
BORBA (2017).
Acesso no Link: http://bit.ly/2nYvd7I
13 de março de 2017.
REDE INOVA PACIENTE
HUBS SOCIAIS
André Felipe administrador do
Blog da Associação
Pernambucana dos
Portadores de Anemias
Hereditárias.
Eraldo Guerra CEO e
Fundador do APP Cangame.
Felipe Saúda Pais Fundador
e Jornalista do Blog
Convivendo com o HSAN e
irmão da Taymara BioMédica
(ambos com HSAN).
Nilza Castro Mãe,
Palestrante, Fundadora,
Blogueira e Vlogueira do
projeto Mães Que Cuidam
G6PD.
TELA DO CONTEÚDO ENTENDENDO A DEFICIÊNCIA DE G6PD
Obrigado!
Thank you!
by Cloves Rocha

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a Entendendo os efeitos do engajamento em redes sociais educativas

O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050
O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050
O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050Rosa Alegria
 
Jornal Setemi News
Jornal Setemi NewsJornal Setemi News
Jornal Setemi NewsSetemi News
 
Hábitos de Consumo de Mídia 2013
Hábitos de Consumo de Mídia 2013Hábitos de Consumo de Mídia 2013
Hábitos de Consumo de Mídia 2013Renato Delmanto
 
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1Tania Fonseca
 
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1Tania Fonseca
 
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1Tania Fonseca
 
2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo Guerreiro
2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo Guerreiro2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo Guerreiro
2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo GuerreiroDiogoFrasquilhoGuerr
 
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização social
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização socialComunicação via redes sociais digitais e mobilização social
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização socialCamilla Martins
 
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...AcessaSP
 
Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...
Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...
Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...arthur william cardoso santos
 
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...Azul Assessoria Acadêmica
 
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...Azul Assessoria Acadêmica
 
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...Azul Assessoria Acadêmica
 
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...Azul Assessoria Acadêmica
 
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...Azul Assessoria Acadêmica
 
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...Azul Assessoria Acadêmica
 
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...Azul Assessoria Acadêmica
 
10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...
10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...
10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...Azul Assessoria Acadêmica
 
ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023
ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023
ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023Azul Assessoria Acadêmica
 

Semelhante a Entendendo os efeitos do engajamento em redes sociais educativas (20)

O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050
O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050
O ESTADO DO FUTURO - 2015/16 E O FUTURO DO TRABALHO 2050
 
Jornal Setemi News
Jornal Setemi NewsJornal Setemi News
Jornal Setemi News
 
Hábitos de Consumo de Mídia 2013
Hábitos de Consumo de Mídia 2013Hábitos de Consumo de Mídia 2013
Hábitos de Consumo de Mídia 2013
 
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
 
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
 
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
ApresenatçãO Dr Rodrigo 1
 
2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo Guerreiro
2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo Guerreiro2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo Guerreiro
2019 novas tecnologias e psicopatologia Diogo Guerreiro
 
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização social
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização socialComunicação via redes sociais digitais e mobilização social
Comunicação via redes sociais digitais e mobilização social
 
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
Observatório da Cultura Digital - Conexões Científicas 2012: "Tecnologia e Cr...
 
Daniela arbex
Daniela arbexDaniela arbex
Daniela arbex
 
Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...
Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...
Inteligência Artificial Generativa, dados pessoais e Literacia Digital em Saú...
 
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
 
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
 
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
 
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
 
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
9a QUESTÃO A síndrome de FOMO (Fear of Missing Out ou Medo de Estar Perdendo ...
 
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
As possibilidades digitais de manipulação da imagem sempre existiram na histó...
 
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
3a QUESTÃO Os “oásis alimentares” ou ilhas de abundância “são áreas em que as...
 
10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...
10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...
10a QUESTÃO "Não se pode deixar de reconhecer o potencial de comunicação univ...
 
ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023
ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023
ATIVIDADE - SEMANA DE CONHECIMENTOS GERAIS - 54/2023
 

Mais de Cloves da Rocha

Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdfMineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdfCloves da Rocha
 
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasLive: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasCloves da Rocha
 
Introdução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaIntrodução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaCloves da Rocha
 
II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS Cloves da Rocha
 
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...Cloves da Rocha
 
Introdução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareIntrodução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareCloves da Rocha
 
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosObservatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosCloves da Rocha
 
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosGestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosCloves da Rocha
 
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Cloves da Rocha
 
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoAula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoCloves da Rocha
 
Café com André Menelau
Café com André MenelauCafé com André Menelau
Café com André MenelauCloves da Rocha
 
Engenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosEngenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosCloves da Rocha
 
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaAPRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaCloves da Rocha
 
Principais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILPrincipais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILCloves da Rocha
 
Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Cloves da Rocha
 
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21Cloves da Rocha
 
XII Café e CODE - Provocações do Mestre
XII Café e CODE - Provocações do MestreXII Café e CODE - Provocações do Mestre
XII Café e CODE - Provocações do MestreCloves da Rocha
 
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosPadrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosCloves da Rocha
 
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreXI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreCloves da Rocha
 

Mais de Cloves da Rocha (20)

Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdfMineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
Mineração de Dados Um Estudo de Caso Real.pdf
 
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresasLive: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
Live: Inteligência Artificial (IA) para pequenas e médias empresas
 
Introdução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na PráticaIntrodução a Machine Learning na Prática
Introdução a Machine Learning na Prática
 
II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS II JEDI 2019 - OUP e OPS
II JEDI 2019 - OUP e OPS
 
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS)  com ênfase em da...
Café.COM - OUP | Observatório de Projetos de Software (OPS) com ênfase em da...
 
Introdução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de SoftwareIntrodução à Engenharia de Testes de Software
Introdução à Engenharia de Testes de Software
 
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertosObservatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
Observatório de Projetos de Software com ênfase em dados abertos
 
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de NegóciosGestão de Riscos em Processos de Negócios
Gestão de Riscos em Processos de Negócios
 
Palestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETINGPalestra GEOMARKETING
Palestra GEOMARKETING
 
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
Utilização de Ferramenta Para Monitoração de Desempenho Baseada em Métodos Ág...
 
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso AtacadãoAula 04 - Estudo de Caso Atacadão
Aula 04 - Estudo de Caso Atacadão
 
Café com André Menelau
Café com André MenelauCafé com André Menelau
Café com André Menelau
 
Engenharia de Requisitos
Engenharia de RequisitosEngenharia de Requisitos
Engenharia de Requisitos
 
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves RochaAPRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
APRESENTAÇÃO DO PROFESSOR - By Prof. Cloves Rocha
 
Principais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITILPrincipais Certificações em TIC - ITIL
Principais Certificações em TIC - ITIL
 
Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC Principais Certificações em TIC
Principais Certificações em TIC
 
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
I Café ETE PORTO DIGITAL | EDUCAÇÃO PARA O SÉCULO 21
 
XII Café e CODE - Provocações do Mestre
XII Café e CODE - Provocações do MestreXII Café e CODE - Provocações do Mestre
XII Café e CODE - Provocações do Mestre
 
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a ObjetosPadrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
Padrões de Projeto de Software Orientado a Objetos
 
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do MestreXI Café e CODE - Provocações do Mestre
XI Café e CODE - Provocações do Mestre
 

Último

Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETODouglasVasconcelosMa
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024GleyceMoreiraXWeslle
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxJosAurelioGoesChaves
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaFernanda Ledesma
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxJMTCS
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileirosMary Alvarenga
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxacaciocarmo1
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfQueleLiberato
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaeliana862656
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas BrasileirosMary Alvarenga
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLaseVasconcelos1
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no textoMariaPauladeSouzaTur
 

Último (20)

Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETOProjeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
Projeto leitura HTPC abril - FORMAÇÃP SOBRE O PROJETO
 
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
Apresentação sobre o Combate a Dengue 2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptxProva de Empreendedorismo com gabarito.pptx
Prova de Empreendedorismo com gabarito.pptx
 
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão LinguísticaA Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
A Inteligência Artificial na Educação e a Inclusão Linguística
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptxOrientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
Orientações para a análise do poema Orfeu Rebelde.pptx
 
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
19 de abril - Dia dos povos indigenas brasileiros
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptxSlides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
Slides Lição 2, Central Gospel, A Volta Do Senhor Jesus , 1Tr24.pptx
 
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptxBaladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
Baladão sobre Variação Linguistica para o spaece.pptx
 
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdfO Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
O Espetaculo das Racas - Cienti - Lilia Moritz Schwarcz capítulo 2.pdf
 
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptxSlides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
Slides Lição 3, CPAD, O Céu - o Destino do Cristão, 2Tr24,.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
Apreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escritaApreciação crítica -exercícios de escrita
Apreciação crítica -exercícios de escrita
 
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona  - Povos Indigenas BrasileirosMini livro sanfona  - Povos Indigenas Brasileiros
Mini livro sanfona - Povos Indigenas Brasileiros
 
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdfLinguagem verbal , não verbal e mista.pdf
Linguagem verbal , não verbal e mista.pdf
 
As variações do uso da palavra "como" no texto
As variações do uso da palavra "como" no  textoAs variações do uso da palavra "como" no  texto
As variações do uso da palavra "como" no texto
 

Entendendo os efeitos do engajamento em redes sociais educativas

  • 1.
  • 2.
  • 3.
  • 4. CONTEXTO Segundo a GENOMIKA Diagnósticos o primeiro genoma humano levou aproximadamente 13 anos para ser sequenciado e custou 3 bilhões de dólares. - Hoje o mesmo genoma leva até 24 horas com o custo de $ 1.000,00 devido aos avanços da tecnologia de sequenciamento de nova geração (NGS). - No entanto apenas 2% do DNA Humano foi explorado por cientistas. - Os dados podem atingir um volume de 2 GB a 800 GB, a depender do tamanho da região sequenciada, da plataforma e da qualidade desejada.
  • 5. MOTIVAÇÃO A Global Genes estima-se que 350 milhões de pessoas no mundo sofrem de doenças raras, sendo 80% das doenças raras de origem genética, ou seja, 280 milhões e, portanto, estão presentes ao longo da vida de uma pessoa, mesmo que os sintomas não aparecem imediatamente. A Global Genes ainda apresenta outros dados importantes, conforme se segue: 1. Aproximadamente 50% das pessoas afetadas por doenças raras são crianças; 2. 30% das crianças com doença rara não viverá para ver o seu quinto aniversário; 3. As doenças raras são responsáveis por 35% das mortes no primeiro ano de vida.
  • 6. JUSTIFICATIVA - Segundo GABARDO (2015) tais conhecimentos podem ser amplamente estendidos para áreas como política, epidemiologia, sociologia, estatística de modo em geral, dentre uma infinidade de possíveis aplicações com estratégias voltadas para as redes sociais. - O ENGAJAMENTO mediado por redes sociais educativas tem potencializado comportamentos de colaboração. - As Redes Sociais (RS) estão ganhando destaque pela capacidade de disseminar, concentrar e distribuir informações.
  • 7. QUESTÕES DE PESQUISA QP1 – Quais os efeitos do engajamento de uma Rede Social Educacional sobre o engajamento de adultos em processos de aprendizagem colaborativa? QP1.1 – Quais são os fatores que devem ser considerados no engajamento de adultos em processos de aprendizagem colaborativa? QP1.2 – É possível utilizar os princípios das redes sociais educacionais em conjunto com as redes sociais tradicionais?
  • 8. GRÁFICO DE ESTIMATIVA DE USUÁRIOS DAS REDES SOCIAIS PARA 2017 Fonte: O autor (2017). Em 2017, a soma de usuários das vinte e seis principais redes sociais deve ultrapassar os três bilhões e quinhentos milhões, o que corresponde a mais de um terço da população mundial.
  • 9. ENTENDENDO OS EFEITOS DO ENGAJAMENTO EM REDES SOCIAIS Fonte: O autor (2017).
  • 10. “Precisamos desconstruir o pensamento de competição.” BORBA (2017). Acesso no Link: http://bit.ly/2nYvd7I 13 de março de 2017.
  • 12. HUBS SOCIAIS André Felipe administrador do Blog da Associação Pernambucana dos Portadores de Anemias Hereditárias. Eraldo Guerra CEO e Fundador do APP Cangame. Felipe Saúda Pais Fundador e Jornalista do Blog Convivendo com o HSAN e irmão da Taymara BioMédica (ambos com HSAN). Nilza Castro Mãe, Palestrante, Fundadora, Blogueira e Vlogueira do projeto Mães Que Cuidam G6PD.
  • 13. TELA DO CONTEÚDO ENTENDENDO A DEFICIÊNCIA DE G6PD
  • 14.