Exercicio argumentação

499 visualizações

Publicada em

enem

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
499
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exercicio argumentação

  1. 1. Atenção - Nos espaços deixados em branco, escreva o argumento que falta, seja ele histórico ou estatístico. Temas Argumento histórico Argumento estatístico Educação (Desvalorização do magistério;A incidênciado bullying nas escolaseO sucateamento da escola pública em oposição ao excesso de tecnologia das escolas particulares); O discurso da professora potiguar Amanda Gurgel, em maio de 2011,deixa bem nítidos os graves excessos cometidos contra os profissionais do magistério,principalmentepor parte do governo. A condição feminina na sociedadeatual; Desde as primeiras escritoras do século XIX às corajosas militantes do movimento sufragista,já no século XX,as mulheres têm galgado postos cada vez mais altos em sua trajetória de empoderamento. A violência no Brasil; Aproximadamente 50 mil homicídios ocorrema cada ano no Brasil,segundo a ONG Human Rights Watch.Além do problema da violência urbana,a pesquisa consideramas péssimas condições dos presídios,os casos detortura, o trabalho escravo,a violência contra os indígenas e contra os camponeses do MST. O Pré-sal eos “royalties”do petróleo brasileiro; No Brasil, o valor arrecadado pelos “royalties” do petróleo é dividido entre a União, estados e municípios produtores ou com instalações de refino e de auxílio à produção. As empresas petrolíferas pagam 10% do valor de cada barril extraído pelo direito de explorar o produto. Hoje em dia, esses 10% dos royalties do petróleo são divididos da seguinte forma: 22,5% para os estados produtores; 30% para os municípios produtores e 47,5% para a União. Poluição ambiental:a importância da reciclagem. Segundo reportagem de hoje da Agência Brasil,o alumínio segue como a matéria-prima mais recicladano Brasil.Apesquisa Indicadores deDesenvolvimento Sustentável (IDS) 2010,do Instituto Brasileiro deGeografia e Estatística (IBGE), divulgada
  2. 2. ontem, constatou que 91,5% das latinhasdealumínios são recolhidas parareciclagem.Bem atrás,estão as embalagens PET (54,8%), o vidro (47%), as latas de aço (46,5%) e o papel (43,7%). A reciclagemdas embalagens de leite longa vida e de sucos estão em último lugar (26,6%) – esse tipo de material começou a ser reciclado nos últimos dez anos e está em processo de crescimento. A Dengue e seu avanço no Brasil; O termo dengue é derivado, provavelmente, da frase indiana "ki dengu pepo", que descreve os ataques causados por maus espíritos e, inicialmente, usado para descrever a enfermidade que acometeu os ingleses durantea epidemia que afetou as Índias Ocidentais Espanholasem 1927- 1928.Foi trazida para o continente americano a partir do Velho Mundo, com a colonização no final do século XVIII. Mídias sociaiscomo fator de mobilização; Desde o início do século XXI, mais propriamente nesta última década, redes sociaiscomo Orkut, Twitter, Flickr,Facebook e Youtube deixaramde ser apenas sites de relacionamentos e passarama ser grandes ferramentas para a formação de opinião epara a mobilização de grupos em torno dos graves problemas mundiais,como foi observado durante a Primavera Árabe . Diversidadesexual eo desafio da homofobia Segundo levantamento da própria PM do Rio de Janeiro, a partir dos boletins de ocorrência, dos 92 municípios do estado, 42% tiveram casos de violência contra homossexuais. A capital registrou 62,5% das ocorrências, seguida pela Baixada Fluminense, região no entorno da capital onde se concentraram 15,1% dos casos.O presidente da Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais (ABGLT), Toni Reis, elogia a quantificação dos registros, pois permite que se possa reivindicar
  3. 3. políticas publicadas voltadas à população LGBT. Trânsito:nossa grande problemática; O primeiro acidentede trânsito registrado no Brasil,segundo jornais da época,ocorreu no Rio de Janeiro,no ano 1897,depois que o abolicionista Josédo Patrocínio importou um carro e emprestou-o ao poeta Olavo Bilac,quesem ser habilitado, quaseatropelou uma senhora e bateu de frente com uma árvore na Estrada Velha da Tijuca. Drogas:crack, o mal do século; Em cinco anos,o número de usuários decrack quasedobrou no Brasil:de380 mil para 600 mil.O problema agora mobiliza o governo federal, que planeja dobrar o número de vagas para internação de usuários neste ano - de 2,5 mil para 5 mil - e lançou ontem um programa de R$ 410 milhões.Mas se observarmos as ações governamentais anteriores, veremos que, mesmo com tanto investimento, o desafio está longe de ser vencido. Protagonismo juvenil:um outro Brasil Quandoos Caras-pintadas, emagosto e setembrode 1992, vestiram-se de negroe pintaramos rostosde verde e amarelo,exigindoo “impeachment”doentão presidenteFernandoCollor de Mello,delineava-se naquele momentooperfildo jovembrasileirodoséculo XXI:consciente e participativonadefesade seupaís. O desafio da sustentabilidade; A criação do Clubede Roma, em 1968,representou o inicio da luta do ser humano por um desenvolvimento sustentável. Este grupo reuniu pessoas em cargos de relativa importância em seus respectivos países e visa promover um crescimento econômico estável e sustentável da humanidade. O Clube de Roma tem, entre seus membros principaiscientistas, economistas,políticos,chefes de estado e respeitadas
  4. 4. associaçõesinternacionais. A saúdepública eseus problemas; A OMS, tendo como base a qualidade da saúde pública oferecida aos seus cidadãos, classificou o Brasil em 125º lugar no ranking mundial entre 191 países. Nessa lista, o nosso país perde até para a Bósnia e para o Líbano, igualando-se ao Egito. Esta realidade é diariamente comprovada pelas filas dos ambulatórios e hospitais públicos nas quais se acotovelam os que precisam de cuidados médicos. Ética: a teoria e a prática. O surgimento da Ética na Grécia antiga não teve início abrupto e absoluto.Os preceitos de conduta, ingênuos e fragmentários – que em todos os lugares são as mais antigas manifestações da nascente reflexão moral – remontam os séculos VII e VI a.C. Sua evolução e sua importância são assinaladasprincipalmente com as idéias dePlatão e Aristóteles.

×