Agricultura Ecológica, Comércio Justo e Negócios Sociais
 
 
 
Não existe sustentabilidade sem agricultura ecológica !
Agricultura   Ecológica
Albert Howard Masanobu Fukuoaka Ana Primavesi Rudolf Steiner Produtores Rurais
Cobertura e manutenção permanente da fertilidade do solo  Evitar a erosão Perdas de nutrientes Redução de microrganismos  ...
Consórcio e Rotação de Culturas Melhor aproveitamento dos nutrientes e elementos mineiras Saneamento do solo (rotação)
Adubação Verde Rotação de culturas Consórcio com culturas anuais. Intercalada à culturas perenes Em faixas. Pousio temporá...
Barreiras Vegetais Proteção de contaminação por deriva. (agroquímicos pulverizados) Abrigo para inimigos naturais de praga...
Compostagem Estou agora apavorado com a Terra, tão calma e paciente, Faz crescer coisas tão doces das decomposições; Gira ...
Compostagem Como nação, nos damos a impressão de que veneramos a limpeza – e essa é a imagem apresentada a qualquer um que...
 
Produção de Sementes e Mudas
Respeito, ,  interação
Diversidade Poli cultivo
E seu oposto...
Agricultura Convencional?
Agricultura Química
 
 
Relatório ANVISA, 2008
 
Alimentos  não  são simples  mercadorias
Dinheiro não enche a barriga nem o coração de ninguém.
 
 
 
 
A Cadeia produtiva Produção Consumo Comércio Justo Logística e comercialização
 
Comércio justo
COOPERAÇÃO
1 Pratica do Comercio Justo, que se traduz em: a. Transparência total na cadeia de valor (melhor distribuição da renda fin...
Quem pode financiar esta transformação?
Consumo Produção O que nós alimentamos quando nos alimentamos?
 
Industrializados, refinados, conservantes, realçadores de sabor, corantes..........
Refinados como o sal e o açúcar
Consumo Responsável Produção Sustentável
Qual é o preço da mudança? Qual é o melhor preço?
O que está incluído no preço?
Quem paga a conta de um alimento “barato”?
Qual o preço do Risco?
Para onde vai nosso dinheiro?
Círculo Virtuoso
Consumir  é  investir , é regar a  semente  para poder desfrutar do fruto e sombra da árvore que nascerá.
Agradecimento à Família Sementes produtores,consumidores, trabalhadores, familiares e amores....
“ Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar” www.sementesdepaz.org
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Apresentação Sementes de Paz - Fórum Orgânicos e Negócios Sociais

851 visualizações

Publicada em

Apresentação realizada por Omar Haddad, sócio-fundador da Sementes de Paz, no Fórum de Orgânicos e Negócios Sociais, no dia 03/08/2011. Omar abordou os detalhes da agricultura ecológica, do comércio justo e como nós, consumidores, podemos modificar a realidade econômica em que estamos inseridos. O fórum contou com a participação da Fiesp e Artemisia.

Publicada em: Educação, Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
851
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
14
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Outro problema ligado aos agrotóxicos que tem preocupado a Anvisa é o aumento da importação de substâncias proibidas em outros países. Um exemplo é o metamidofós, usado na cultura do tomate. Dados do Sistema Integrado de Comércio Exterior mostram que, em 2008, ano em que a China proibiu o produto, foram exportados para o Brasil 4,2 mil toneladas. Nos dois primeiros meses de 2009, já entraram no país 4,4 mil toneladas de metamidofós. A agência reavalia agora o registro de 13 substâncias para decidir se elas devem ser proibidas.
  • Trabalhar com e não contra a natureza. Deixar claro que combater, apresentar uma linha de pensamento divergente, não significa necessariamente ser agressivo, violento. Significa sim uma resistência ativa e sem preque possível pacífica, mas não passiva. Estimular a transição e não julgar ninguém. Propor troca de conhecimentos.
  • Apresentação Sementes de Paz - Fórum Orgânicos e Negócios Sociais

    1. 1. Agricultura Ecológica, Comércio Justo e Negócios Sociais
    2. 5. Não existe sustentabilidade sem agricultura ecológica !
    3. 6. Agricultura Ecológica
    4. 7. Albert Howard Masanobu Fukuoaka Ana Primavesi Rudolf Steiner Produtores Rurais
    5. 8. Cobertura e manutenção permanente da fertilidade do solo Evitar a erosão Perdas de nutrientes Redução de microrganismos benéficos Compactação e perda de fertilidade Manter a cobertura com restos vegetais ou plantas vivas. Vegetação espontânea Leguminosas (Nitrogênio)
    6. 9. Consórcio e Rotação de Culturas Melhor aproveitamento dos nutrientes e elementos mineiras Saneamento do solo (rotação)
    7. 10. Adubação Verde Rotação de culturas Consórcio com culturas anuais. Intercalada à culturas perenes Em faixas. Pousio temporário Sucessão
    8. 11. Barreiras Vegetais Proteção de contaminação por deriva. (agroquímicos pulverizados) Abrigo para inimigos naturais de pragas Quebra ventos (Micro-clima, favorável) Menores perdas hídricas, menor necessidade de irrigação
    9. 12. Compostagem Estou agora apavorado com a Terra, tão calma e paciente, Faz crescer coisas tão doces das decomposições; Gira inofensiva e imaculada em seu eixo, Com uma infindável sucessão de corpos mortos; Destila aromas exóticos de infusões fétidas; Oferece materiais tão divinos aos homens, E no fim aceita seus restos. Walt Whitman, Este adubo
    10. 13. Compostagem Como nação, nos damos a impressão de que veneramos a limpeza – e essa é a imagem apresentada a qualquer um que assiste bastante televisão. Mas algumas vezes parecemos desamparados para resolver o problema da massiva poluição que nós mesmos criamos. Muitos de nós têm um estranho horror a “germes”, “micróbios”, “bactérias causadoras de odores”, “vermes, “coisas em apodrecimento” e “fungos nos rodeando”. Esse horror é tão grande que aplicamos inseticidas fora e desinfetantes dentro de casa. Talvez seja tempo de começarmos a ser menos compulsivos em relação aos vermes, insetos e bactérias e nos convencermos de que estes seres nos trazem mais benefícios do que prejuízos. As coisas podem ser melhores se simplesmente as deixarmos apodrecer. Stu Campbell
    11. 15. Produção de Sementes e Mudas
    12. 16. Respeito, , interação
    13. 17. Diversidade Poli cultivo
    14. 18. E seu oposto...
    15. 19. Agricultura Convencional?
    16. 20. Agricultura Química
    17. 23. Relatório ANVISA, 2008
    18. 25. Alimentos não são simples mercadorias
    19. 26. Dinheiro não enche a barriga nem o coração de ninguém.
    20. 31. A Cadeia produtiva Produção Consumo Comércio Justo Logística e comercialização
    21. 33. Comércio justo
    22. 34. COOPERAÇÃO
    23. 35. 1 Pratica do Comercio Justo, que se traduz em: a. Transparência total na cadeia de valor (melhor distribuição da renda final, redução de margens entre os elos = preços menores = maior consumo) b. Melhores condições comerciais para o pequeno produtor (melhor preço e prazo de recebimento, sem quebras de processo) c. Busca da Cooperação para aumenta da eficiência operacional e redução de custos. 2 Priorização e apoio ao pequeno produtor a. Sempre que possível priorizamos a compra dos pequenos produtores locais b. Estamos iniciando uma jornada para patrocinar a transição de produtores convencionais para orgânicos 3 Modelo de negócio inclusivo a. A Sementes funciona como uma cooperativa, onde todos os trabalhadores participam dos resultados como sócios Diferenciais Sementes
    24. 36. Quem pode financiar esta transformação?
    25. 37. Consumo Produção O que nós alimentamos quando nos alimentamos?
    26. 39. Industrializados, refinados, conservantes, realçadores de sabor, corantes..........
    27. 40. Refinados como o sal e o açúcar
    28. 41. Consumo Responsável Produção Sustentável
    29. 42. Qual é o preço da mudança? Qual é o melhor preço?
    30. 43. O que está incluído no preço?
    31. 44. Quem paga a conta de um alimento “barato”?
    32. 45. Qual o preço do Risco?
    33. 46. Para onde vai nosso dinheiro?
    34. 47. Círculo Virtuoso
    35. 48. Consumir é investir , é regar a semente para poder desfrutar do fruto e sombra da árvore que nascerá.
    36. 49. Agradecimento à Família Sementes produtores,consumidores, trabalhadores, familiares e amores....
    37. 50. “ Andar com fé eu vou, que a fé não costuma falhar” www.sementesdepaz.org

    ×