GESTÃO DE PESSOAS          AULA – 10                                 TEMASBenefícios e Serviços Sociais.                  ...
BENEFICIOS E SERVIÇOS SOCIAIS        Denomina-se benefícios o conjunto de programas ou planos oferecidos pelaorganização c...
1- O QUE SÃO OS BENEFÍCIOS SOCIAIS?A remuneração geralmente é feita por meio de muitas outras formas além da formasalarial...
impostos atribuídos às empresas com a contrapartida da utilização de meios      lícitos de fazerem deduções de suas obriga...
a) planos assistenciais – benefícios que provem o empregado e sua família de   certas condições de segurança e previdência...
2. Benefícios modulares.Algumas empresas oferecem um leque de opções diversas em termos de planos desaúde e previdência pr...
2. PRINCÍPIO DA MÚTUA RESPONSABILIDADEO custeio dos benefícios sociais deve ser de mútua responsabilidade: os custos doben...
ESTUDO DE CASOAdministrando o cafezinho        Há seis meses, a supervisora Marilisa decidiu instituir um horário para o c...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Gp aula-10

1.399 visualizações

Publicada em

GESTÃO DE PESSOAS





AULA – 10








TEMAS


Benefícios e Serviços Sociais.


Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.399
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gp aula-10

  1. 1. GESTÃO DE PESSOAS AULA – 10 TEMASBenefícios e Serviços Sociais. 1
  2. 2. BENEFICIOS E SERVIÇOS SOCIAIS Denomina-se benefícios o conjunto de programas ou planos oferecidos pelaorganização como complemento ao sistema de salários. O somatório compõe a remuneraçãodo empregado.Planos de benefícios flexíveis Os planos flexíveis de benefícios, adotados mais recentemente por organizações depaises desenvolvidos, são aqueles em que os empregados tem a opção de escolher entre osbenefícios disponíveis aqueles que acham mais interessantes.Tipos de benefícios Benefícios compulsórios: são aqueles que a empresa concede aos seus empregados em atendimento às exigências da lei ou de normas legais como acordos ou convenções coletivas de trabalho: o 13º salário o Férias o Salário-familia o Salário-maternidade Benefícios espontâneos : são aqueles que a empresa oferece por vontade própria, para formar um perfil de remuneração atraente e competitiva no mercado. o Restaurante o Seguro de vida o Assistência medica o Festas para empregados o Transporte o Cesta básica o Clube o Assistência odontológica o Empréstimos subsidiados o Gratificações o Cooperativas de credito o Cooperativas de consumo o Bolsa de estudo o Horário móvel o Convenio (farmácia, supermercado) 2
  3. 3. 1- O QUE SÃO OS BENEFÍCIOS SOCIAIS?A remuneração geralmente é feita por meio de muitas outras formas além da formasalarial. Uma considerável parte da remuneração total é constituída em benefíciossociais e serviços sociais.Os benefícios sociais constituem-se em aspecto importante do pacote deremuneração.Portanto, o benefício é uma forma de remuneração indireta que visa ofereceraos funcionários uma base para a satisfação de suas necessidades pessoais. A remuneração direta, isto é, o salário é proporcional ao cargo ocupado. A remuneração indireta, isto é, os serviços e benefícios sociais são comuns para todos os empregados, o que a empresa desenvolve são planos diferentes de serviços e benefícios sociais para diferentes níveis de empregados: diretores, gerentes, empregados mensalistas, horistas, cargos técnicos, etc.2-QUAIS SÃO OS OBJETIVOS DE UM PLANO DE BENEFÍCIOS SOCIAIS ?Os objetivos referem-se às expectativas de curto e longo prazos da empresa emrelação aos resultados dos planosOs objetivos básicos dos planos de benefícios sociais são: Melhoria da qualidade de vida dos empregados. Melhoria do clima organizacional. Redução da rotação de pessoal e do absenteísmo. Facilidade na atração e na manutenção de recursos humanos3-VISÕES DIFERENTES SOBRE OS BENEFÍCIOS SOCIAISDo ponto de vista do empregador, os benefícios sociais são analisados, tendo emvista: os custos da remuneração total; os custos proporcionais dos benefícios; o que as outras empresas oferecem aos seus empregados; o seu papel de atrair, reter e motivar pessoas.Do ponto de vista do empregado, os benefícios são analisados pela: distribuição justa (eqüidade); adequação às suas necessidades pessoais.4-ORIGEM DOS BENEFÍCIOS E SERVIÇOS SOCIAISTem história recente e estão relacionados com a gradativa conscientização daresponsabilidade social da empresa.Fatores de criação e crescimento dos planos de serviços e benefícios sociais: atitude do empregado quanto aos benefícios sociais; exigências dos sindicatos; legislação trabalhista e previdênciária imposta pelo governo; disputa das empresas pelos recursos humanos no sentido de atraí-los e mantê-los; 3
  4. 4. impostos atribuídos às empresas com a contrapartida da utilização de meios lícitos de fazerem deduções de suas obrigações tributárias.5-TIPOS DE BENEFÍCIOS SOCIAISOs planos de serviços e benefícios sociais são planejados para auxiliar oempregado:1. no exercício do cargo: gratificações, prêmios de produção, seguro de vida, etc.;2. fora do cargo, mas dentro da empresa: refeitório, cantina, transportes, lazer;3. fora da empresa: recreação, atividades comunitárias.6- QUANTO A CLASSIFICAÇÃO DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS E SERVIÇOSSOCIAISA) Benefícios legais – exigidos pela legislação trabalhista, previdênciária ou por convenção coletiva entre sindicatos: 13º salário, férias, aposentadoria, seguro de acidentes de trabalho, auxílio doença, salário família, H.E., salário maternidade, adicional por trabalho noturno. Alguns são pagos pela empresa e outros pelos órgãos previdênciários.B) Benefícios espontâneos – concedidos por liberalidade da empresa. São chamados também como benefícios marginais: refeições; seguro de vida em grupo; empréstimos; complementação de aposentadoria; assistência médico-hospitalar.7- QUANTO A NATUREZA DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS E SERVIÇOSSOCIAISA) Benefícios monetários – concedidos em dinheiro, por meio da folha de pagamento e gerando encargos sociais deles decorrentes: 13o salário; férias; aposentadoria; complementação de aposentadoria; gratificações; planos de empréstimos; reembolso ou financiamento de remédios; complementação do salário nos afastamento por doenças.B) Benefícios não monetários: oferecidos na forma de serviços, vantagens ou facilidades para os usuários: serviço social e aconselhamento; clube ou grêmio; condução ou transporte da casa para a empresa e da empresa para a casa; horário móvel de entrada e saída do pessoal de escritório.8- QUANTO AOS OBJETIVOS DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS E SERVIÇOSSOCIAISOs planos podem ser classificados: 4
  5. 5. a) planos assistenciais – benefícios que provem o empregado e sua família de certas condições de segurança e previdência em casos de imprevistos ou emergências: assistência médico hospitalar; “ odontológica; “ financeira; “ educacional; assistência jurídica; reembolso de medicamentos; serviço social e aconselhamento; seguro de vida em grupo; seguro de acidentes pessoais; suplementação de aposentadoria; complementação salarial nos afastamento por doença.b) Planos recreativos – proporcionam ao empregado condições de diversão, recreação, higiene mental ou lazer construtivo. Em alguns casos, esses benefícios se estendem à família do empregado: grêmio, clube, colônia de férias; área de lazer nos intervalos de trabalho; música ambiente; atividades esportivas; passeios e excursões programadas; festividades e congraçamentos.c) Planos supletivos – serviços e benefícios que visam proporcionar aos empregados certas facilidades, conveniências e utilidades para melhorar a qualidade de vida: transporte ou condução do pessoal; restaurante no local de trabalho; horário móvel de trabalho; cooperativa de gêneros alimentícios; agência bancária no local de trabalho.BENEFÍCIOS FLEXÍVEISA idéia básica é que os próprios funcionários administrem o montante a quetêm direito da maneira que bem entenderem.MOTIVOS PARA FLEXIBILIZAÇÃO DOS BENEFÍCIOS melhoria da qualidade e redução dos custos dos benefícios; novo relacionamento entre empresa e empregado; alinhamento dos benefícios às estratégias de RH e as mudanças culturais; maximização do valor percebido pelos benefícios.ALTERNATIVAS PARA FLEXIBILIDADE DOS PLANOS DE BENEFÍCIOS1. Benefícios-padrão mais benefícios flexíveis.Ao lado do tradicional pacote de benefícios oferecidos à totalidade dos empregados,algumas empresas oferecem alguns benefícios flexíveis que cada funcionário utilizana medida de suas necessidades específicas. 5
  6. 6. 2. Benefícios modulares.Algumas empresas oferecem um leque de opções diversas em termos de planos desaúde e previdência privada dentro de determinado valor limite. Exemplo: o executivo escolhe o automóvel que queira dentro do limite fixado ou deverá completar o valor caso opte por algum que ultrapasse o valor.3. Livre escolha.A empresa concede um valor de benefícios para cada funcionário, que o utiliza avontade.O funcionário tem a liberdade de escolher aquilo que lhe interessa dentro da verbamensal determinada.Exemplo: é o caso da HP: 70% paga com despesas de saúde, estudos e creche eos 30% restantes pode ser acumulado, caso não seja usado no período mensal.4. Cash livre.A empresa define e concede uma verba-limite, mensal ou anual, para o pagamentode cada funcionário. Este passa a administrá-la no decorrer do período.VANTAGENS DA FLEXIBILIZAÇÃO DOS BENEFÍCIOS Facilidade do controle dos custos e Maior envolvimento dos funcionários na gestão do sistema.CRITÉRIOS PARA O PLANEJAMENTO DE SERVIÇOS E BENEFÍCIOS SOCIAIS OBJETIVOS E CRITÉRIOS DE PROGRAMAS DE BENEFÍCIOS OBJETIVOS CRITÉRIOS QUE PESAM NA PONDERAÇÃO SOBRE O PROGRAMARedução da rotatividade e do absenteísmo. Custo do programa Capacidade de pagamentoElevação do moral Necessidade real Poder do sindicato Considerações sobre impostosRealce da segurança Responsabilidade social Reações da força de trabalhoPRINCÍPIOS PARA IMPLANTAÇÃO DE SERVIÇOS E BENEFÍCIOS SOCIAISExistem princípios que servem como critérios no balizamento dos serviços ebenefícios sociais que a organização pretende implantar ou desenvolver.1. PRINCIPIO DO RETORNO DO INVESTIMENTONão se deve empreender voluntariamente nenhum benefício ao empregado, amenos que haja, como retorno para a organização, um rendimento em termos deprodutividade e moral por parte do empregado.A organização necessita de planos de benefícios no sentido de recrutar e de reterempregados competentes. Por outro lado, a organização necessita controlar oscustos dos benefícios e ser capa de projetar alguns custos (planos formais debenefícios). 6
  7. 7. 2. PRINCÍPIO DA MÚTUA RESPONSABILIDADEO custeio dos benefícios sociais deve ser de mútua responsabilidade: os custos dobenefícios devem ser compartilhados entre a organização e os empregadosbeneficiados ou pelo menos, a concessão de um benefício deve repousar nasolidariedade das partes envolvidas.Alguns itens dos planos de serviços e benefícios são totalmente pagos pelaempresa, como exemplo serviço social.Outros itens são rateados entre empresa e empregado, exemplo: transportes,refeição, assistência médica.Outros itens podem ser pagos integralmente pelos empregados: cooperativa deconsumo, grêmio.Uma participação relativa do empregado ainda que mínima é importante, pois tudoque a empresa oferece gratuitamente aos empregados pode parecer aos olhosdestes como legalmente obrigatório ou serviço de qualidade inferior.Alguns outros princípios que podem servir para o desenho de planos de serviços ebenefícios podem ser: O benefício deve estender-se a mais ampla base possível de pessoas. Os benefícios aos empregados devem satisfazer a alguma necessidade real. A concessão do benefício deve evitar conotações de paternalismo benevolente. 7
  8. 8. ESTUDO DE CASOAdministrando o cafezinho Há seis meses, a supervisora Marilisa decidiu instituir um horário para o café em suadivisão. Conseguiu reservar uma sala para o período entre 10 e 11 horas todas as manhãs ecomprou com seu próprio dinheiro o equipamento necessário para fazer café. Pediu a cadaseção a designação de moças que se revezassem na confecção do café e na arrumação da sala.A todos os funcionários da divisão foi solicitada uma contribuição semanal para compra do póde café e outras coisas necessárias. As pessoas não deveriam demorar mais de 15 minutostomando café. As finalidades visadas por Marilisa ao instituir o horário para o café foram as seguintes: 1. proporcionar um local onde equipes de todos os níveis pudessem se encontrar informalmente, o que deveria contribuir para a otimização do clima organizacional 2. impedir a excessiva perda de tempo proveniente de um segundo desjejum tomado pelas moças que saiam do prédio para o café da esquina 3. melhorar a aparência do escritório com a criação de um local especifica para tomar café, eliminando a presença de copos e xícaras sobre as mesas de trabalho. A hora do café foi um sucesso instantâneo. Todos os componentes do escritórioaproveitaram a oportunidade. As saídas para o segundo desjejum terminaram. O clima detrabalho entre as equipes melhorou sensivelmente. As moças organizaram um comitê socialinformal encarregado de recolher dinheiro e de formar a escala de rodízio para o preparo docafé. Os componentes dos escalões mais altos da equipe descobriram que a hora do café erauma excelente oportunidade para um encontro com os colegas para uma conversa informalsobre os problemas e, não raro, ficavam na sala conversando. Os funcionários não eram muitopontuais na observância dos 15 minutos, mas não se registrou nenhuma reclamação quanto aisso. Certa manhã, Marilisa foi tomar seu café por volta das 10:15h. Ao passar pela sala de caféas 11.00 h viu que muitas dentre as mesmas moças ainda estavam lá. Notou também queoutras tinham levado xícaras de café para suas mesas de trabalho. Lembrou-se que osalimentos que acompanhavam o café estavam se tornando mais e mais diversificados, e que asala de reuniões ultimamente estava mal arrumada. Reparou também que os períodos de cafése estendiam para além do tempo concedido e necessário. Voltou para seu gabinete e ditou imediatamente o seguinte memorando: Para: toda a equipe De: Marilisa – supervisora da divisão Assunto: hora do café 1. a prática de levar alimentos para a sala de café deve cessar imediatamente 2. o limite de tempo de 15 minutos deverá ser respeitado 3. as pessoas responsáveis pelo prepara do café assumirão também a responsabilidade pela limpeza e arrumação da sala de reuniões 4. se as condições acima não forem respeitadas, a hora do café será suspensa. Um mês depois, Marilisa ficou surpresa ao ser informada por um de seus principaisauxiliares de que havia um considerável ressentimento entre o pessoal.Avalie o procedimento de Marilisa e indique o tratamento que você daria à situação se fosse odiretor da empresa. 8

×