Livro dos Espiritos questao 211 Evangelho cap15 item 6

686 visualizações

Publicada em

Reunião Publica GECD

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
686
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
105
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
12
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Livro dos Espiritos questao 211 Evangelho cap15 item 6

  1. 1. Estudo de O Livro dos Espíritos e do Evangelho Segundo o Espiritismo L.E. – Questão 211 Evangelho – Cap XV – Item 6 Dubai, 10/11/2013
  2. 2. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais 211. Donde deriva a semelhança de caráter que muitas vezes existe entre dois irmãos, mormente se gêmeos? “São Espíritos simpáticos que se aproximam por analogia de sentimentos e se sentem felizes por estar juntos.” GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 2
  3. 3. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais Cap. Reencarnação Todas as almas que não puderam libertar-se das influências terrestres devem renascer, nesse mundo para nele trabalhar por seu melhoramento; é o caso da imensa maioria. Os semelhantes atraem-se. É em virtude dessa lei de atração e harmonia que os espíritos da mesma ordem de caracteres e tendências análogas, aproximam-se, e seguem-se através de suas múltiplas existências, encarnam em conjunto, constituindo famílias homogêneas. As leis da natureza ou melhor, os efeitos que resultam do passado do ser, decidem sua encarnação. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 3
  4. 4. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais Podem ser Espíritos amigos que se unem por amor, porém, nem todos são assim. Podem também ser Espíritos inimigos que a justiça divina faz se reencontrarem na formação biológica, no sentido de que se processe o perdão com mais eficiência. (Q. 213 livro dos espíritos) “Os gêmeos, por vezes, têm semelhança de caráter, sendo que não devemos generalizar esse fato, porque em outros casos são completamente diferentes, em matéria de conduta e mesmo em semelhança física. São Espíritos, e cada um é, pois, um mundo à parte, com os seus pendores e atividades em busca da luz”. (Filosofia Espírita – Espírito Miramez) GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 4
  5. 5. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais http://www.youtube.com/watch?v=wxpuF4tdMbo Para refletir: “Segundo este levantamento 50% da personalidade dos gêmeos em fase adulta foi definida pela genética e o restante fica por conta das formas de criação”. “Eu alteraria os percentuais, e acrescentaria ainda as experiências do próprio indivíduo de vidas anteriores”. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 5
  6. 6. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais Atenção Novamente – Pais e Educadores!! Segundo a obra Filosofia Espírita.. “Sendo o lar uma escola, os pais são os professores, que devem compreender a situação e as necessidades desses alunos repetentes em busca de notas de luz para a paz de consciência”. Ninguém herda caráter dos pais, nem tão pouco dos ancestrais, no entanto, pode condicionar as qualidades morais principalmente deles, na esteira do tempo. “Eis porque devem os pais procurar aprimorar a conduta, sendo que a vivência evangélica irradia e penetra em todos os sentidos nas almas, principalmente nas que se encontram em caminho conosco”. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 6
  7. 7. Parte II - Cap. IV – Da pluralidade das Existências. Parecenças físicas e morais O Consolador (Emmanuel – Chico Xavier) 108 – Onde a base mais elevada para os métodos de educação? – As noções religiosas, com a exemplificação dos mais altos deveres da vida, constituem a base de toda a educação no sagrado instituto da família. Escola de Evangelho Irmã Íris GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar
  8. 8. O Evangelho Segundo o Espiritismo Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 6 – Necessidade da Caridade Segundo S. Paulo Dubai, 05/02/2013
  9. 9. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 6 e 7– Necessidade da caridade, segundo S. Paulo 6. Ainda quando eu falasse todas as línguas dos homens e a língua dos próprios anjos, se eu não tiver caridade, serei como o bronze que soa e um címbalo que retine; -ainda quando tivesse o dom de profecia, que penetrasse todos os mistérios, e tivesse perfeita ciência de todas as coisas; ainda quando tivesse a fé possível, até o ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, nada sou. - E, quando houver distribuído os meus bens para alimentar os pobres e houvesse entregado meu corpo para ser queimado, se não tivesse caridade, tudo isso de nada me serviria. A caridade é paciente; é branda e benfazeja; a caridade não é invejosa; não é temerária, nem precipitada; não se enche de orgulho; - não é desdenhosa; não cuida de seus interesses; não se agasta, nem se azeda com coisa alguma; não suspeita mal; não se rejubila com a injustiça, mas se rejubila com a verdade; tudo suporta, tudo crê, tudo espera, tudo sofre. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 9
  10. 10. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 6 e 7– Necessidade da caridade, segundo S. Paulo Agora, estas três virtudes: a fé, a esperança e a caridade permanecem; mas, dentre elas, a mais excelente é a caridade (S. PAULO, 1ª Epístola aos Coríntios, cap. XIII, vv. 1 a 7 e 13.) Ardoroso defensor de Moisés, Saulo desencadeou séria perseguição aos homens do Caminho. E considerou seu primeiro grande triunfo contra o Nazareno a lapidação do jovem Estêvão. Emmanuel descreve na obra "Paulo e Estêvão", em detalhes, toda sua dor e vergonha, ao se dar conta que Estêvão não era outro senão o irmão da sua amada noiva Abigail, que viria a morrer 8 meses depois. É, no entanto, a caminho de Damasco, na Síria, levando cartas que lhe autorizavam a prender outros tantos seguidores de Jesus, que Saulo foi surpreendido, em pleno meio-dia, pela luz imensa daquele a quem perseguia. "Saulo, Saulo, por que me persegues? ", diz-lhe a voz. Começou para Saulo a jornada de trabalho e o calvário das dores. Após o exílio de 3 anos, no deserto de Dan, ele retornou para pregar a Boa Nova. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 10
  11. 11. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 6 e 7– Necessidade da caridade, segundo S. Paulo Palavras Iniciais de Gladston Lage Consultemos: - O Prefácio de Emmanuel - O CapítuloVII – As Epístolas GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 11
  12. 12. Cap. XV – Fora da caridade não há salvação Item 6 e 7– Necessidade da caridade, segundo S. Paulo Item 7. De tal modo compreendeu S. Paulo essa grande verdade, que disse: Quando mesmo eu tivesse a linguagem dos anjos; quando tivesse o dom de profecia, que penetrasse todos os mistérios; quando tivesse toda a fé possível, até ao ponto de transportar montanhas, se não tiver caridade, nada sou. Dentre estas três virtudes: a fé, a esperança e a caridade, a mais excelente é a caridade. Coloca assim, sem equívoco, a caridade acima até da fé. É que a caridade está ao alcance de toda gente: do ignorante, como do sábio, do rico, como do pobre, e independe de qualquer crença particular. Faz mais: define a verdadeira caridade, mostra-a não só na beneficência, como também no conjunto de todas as qualidades do coração, na bondade e na benevolência para com o próximo. GECD - Grupo Espírita Cristão Despertar 12

×